Pesquisa: 87% dos leitores já sofreram fraude no cartão de crédito! Veja como se proteger

Leonardo Cassol
Leonardo Cassol
7/08/2020 às 16:28 - atualizado em 21/08/2020

Pesquisa: 87% dos leitores já sofreram fraude no cartão de crédito! Veja como se proteger

Fizemos uma pesquisa com 2.024 leitores que indicou um número impressionante: de cada 100 pessoas, 87 relataram ao menos um episódio de fraude no cartão de crédito. E 27% dos clientes descobriram isso apenas quando a fatura chegou, ou após terem o limite zerado ou bloqueado… A boa notícia é que, de acordo a mesma pesquisa, a maioria dos bancos conseguiu resolver o problema rapidamente. Apesar de a cada dia os ataques estarem mais ousados e sofisticados, é possível prevenir a maioria dos golpes seguindo dicas simples. Veja como se proteger!

Principais destaques da pesquisa

Quando perguntamos com qual banco ou instituição os leitores tiveram problemas de fraude ou compras indevidas nos últimos 12 meses, a resposta não surpreende. As empresas com a maior quantidade de clientes naturalmente foram as mais citadas. Veja as mais mencionadas (como os leitores podem ter mais de um cartão com diferentes instituições, era possível mencionar mais de uma na pesquisa):

FRAUDES NOS ÚLTIMOS 12 MESES POR INSTITUIÇÃO

Fonte: Pesquisa exclusiva do Melhores Destinos com 2.024 leitores realizada em julho de 2020

Outro destaque da pesquisa foi como os clientes descobriram a fraude. Cerca de 27% dos leitores respondentes perceberam tarde demais, apenas quando a fatura chegou, ou depois de terem o limite zerado ou o cartão cancelado. Isso mostra o quão é essencial atualmente receber notificações de despesas realizadas com o cartão de crédito pelo aplicativo para celular ou SMS.

COMO DESCOBRIU O PROBLEMA?

Fonte: Pesquisa exclusiva do Melhores Destinos com 2.024 leitores realizada em julho de 2020

A boa notícia é que em 93% dos casos a despesa não reconhecida foi cancelada antes da houvesse a cobrança na fatura, ou a instituição devolveu o valor cobrado no mês seguinte. Em apenas 2% dos casos os clientes mencionaram que tiveram que buscar ajuda pelo Procon, Banco Central, ou site de reclamação na internet. E 5% ainda aguardavam uma posição do banco ou ainda não tinham recebido o estorno dos valores das compras indevidas.

COMO O PROBLEMA FOI RESOLVIDO?

Fonte: Pesquisa exclusiva do Melhores Destinos com 2.024 leitores realizada em julho de 2020

Felizmente, os leitores que responderam a pesquisa fizeram uma avaliação muito positiva dos bancos e instituições financeiras no combate às fraudes nos cartões de crédito. Veja o desempenho das 10 instituições com maior número de menções:

COMO AVALIAM A INSTITUIÇÃO FINANCEIRA NA ATUAÇÃO EM FRAUDES?

Fonte: Pesquisa exclusiva do Melhores Destinos com 2.024 leitores realizada em julho de 2020

Dicas para se proteger de fraudes com seu cartão de crédito

As fraudes envolvem uma briga infindável. De um lado, os bancos investem em tecnologia e prevenção, como chip, aplicativos para celular, token, cartões virtuais, código de segurança dinâmico, entre outras medidas. Do outro, fraudadores e quadrilhas especializadas desenvolvem novos tipos de golpes, explorando vulnerabilidades ou descobrindo brechas nos controles dos bancos. É praticamente impossível eliminar totalmente esse tipo de problema!

A responsabilidade final por eventuais prejuízos com fraudes é sempre do banco ou instituição responsável pelo produto, a não ser que você tenha voluntariamente colocado seus dados em risco. Mas o cliente tem um papel importante e complementar ao das empresas na prevenção deste tipo problema, que é acompanhar as despesas realizadas com seu cartão de crédito e avisar caso identifique alguma compra indevida ou suspeita. Separamos 10 dicas para você se proteger de fraudes:

  1. Ative o serviço de notificações de compras realizadas por SMS ou pelo aplicativo do cartão e avise imediatamente a instituição financeira caso perceba alguma compra suspeita ou desconhecida;
  2. Evite comprar em sites ou lojas desconhecidos. Se tiver dúvida da reputação da empresa, pesquise no Reclame Aqui ou Consumidor.gov;
  3. Nunca envie imagens ou dados do seu cartão de crédito por e-mail, Whatsapp, SMS ou qualquer outro meio que possa ser hackeado;
  4. Cuidado ao abrir mensagens supostamente enviadas pelo banco ou empresas conhecidas. Esse é um meio muito usado para fraudadores terem acesso aos seus dados. Nunca informe o número do cartão ou a senha após clicar em links suspeitos;
  5. Não deixe seu cartão de crédito salvo em sites que não tem o hábito de comprar. Caso a empresa ou a sua conta sejam hackeadas, seus dados podem vazar na dark web e cair na mão de criminosos;
  6. Utilize preferencialmente o cartão de crédito virtual para compras online, que é disponibilizando por alguns bancos com essa finalidade;
  7. Verifique semanalmente o saldo da sua fatura e as compras realizadas com o cartão. Algumas vezes quadrilhas alteram os dados do seu cadastro no banco para poder agir com menos risco de sem serem descobertas;
  8. Solicite ao banco o bloqueio parcial do limite de crédito, caso tenha saldo muito superior ao que costuma utilizar normalmente. Isso pode reduzir o tamanho do estrago em suas contas caso você seja vítima de fraude;
  9. Fique atento caso tenha tido seu e-mail ou Whatsapp recentemente invadido. Pode ser um indício de que seus dados foram vazados e novos golpes estão por vir. Na dúvida troque ou bloqueie temporariamente os cartões;
  10. Registre um boletim de ocorrência caso tenha sido assaltado ou tenha perdido o cartão junto com seus documentos. Isso vai evitar dor de cabeça com fraudes que podem ocorrer meses depois.

Lembre-se: mesmo que você tome todas as precauções, mantenha o cartão guardado em casa, ou não faça compras pela internet, você pode ser vítima de fraude. Em alguns casos, as quadrilhas contam com comparsas dentro dos bancos que vazam os dados ou facilitam as fraudes. Por isso, se tiver cartão de crédito, ainda que não utilize com frequência, é importante ficar atento!


Veja também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *