Novo aeroporto de Florianópolis completa um mês prometendo novidades

João Goldmeier
7/11/2019  ·  21:307 · nov · 2019  ·  21:30

Novo aeroporto de Florianópolis completa um mês prometendo novidades

Hoje pela manhã o CEO do Floripa Airport, Tobias Markert, recebeu a imprensa para apresentar um balanço do primeiro mês de atividades do novo terminal. De positivo os resultados de satisfação dos passageiros, que melhoraram significativamente, porém ainda há bastante dificuldade para atrair novos voos.

No dia primeiro de outubro de 2019 Florianópolis ganhou um novo aeroporto. Construído em apenas 15 meses, ele tem capacidade para receber até 8 milhões de passageiros ao ano. Toda a mudança do antigo terminal para o novo durou apenas cinco horas, e neste tempo foram movidas 10 aeronaves. Acompanhe no vídeo, gentilmente enviado pelo leitor Pedro Henrique Menezes:

O antigo terminal costumava figurar sempre nas últimas posições na pesquisa de satisfação que a Secretaria de Aviação Civil (SAC) realiza mensalmente nos aeroportos brasileiros. Na última pesquisa, realizada no mês de outubro, o novo terminal conquistou a segunda posição neste mesmo ranking (notas de 0 a 5). Além disso, o aeroporto de Florianópolis também melhorou significativamente as notas em outra pesquisa, realizada pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC)::

Mas nem tudo são flores, a conversa passou também pelas críticas que os usuários fizeram nas redes sociais como o tempo sem cobrança para os carros que vão deixar ou buscar algum passageiro (10 minutos), a falta de uma área de espera para o Uber e a dificuldade de atrair novos voos.

Tempo de embarque e desembarque

De acordo com Markert, o tempo de isenção é suficiente, já que dos mais de seis mil carros que ali passam todos os dias, apenas 23 excedem o tempo permitido e tem que pagar o estacionamento. A idéia é justamente que o meio fio seja ocupado de maneira breve, gerando um melhor fluxo na área. O CEO afirmou, entretanto, que poderá rever o tempo na alta temporada, caso este se mostre insuficiente.

Área de espera para Uber

Hoje o Floripa Airport não conta com uma área de espera para quem chama o transporte pelo Uber (o antigo terminal dispunha). A questão é contratual e um acordo está próximo. Quando for celebrado, haverá uma área específica para o embarque e desembarque destes passageiros.

Novos voos

Hoje Florianópolis sofre com a baixa diversidade dos voos que recebe. Cerca de 73% dos voos são para São Paulo e, se juntarmos com Rio de Janeiro, Porto Alegre e Brasília o percentual sobe para 94%. Ou seja, somente 6% dos voos tem destinos diferentes destas quatro cidades.

Como sempre repete, Markert afirma que o novo terminal por si só não vai atrair nenhum voo novo. É preciso criar um pacote atrativo para as companhias e ele passa por ações do Governo do Estado como, por exemplo, a desoneração fiscal. Ele citou o exemplo da Jetsmart, low-cost chilena, que dentre três destinos nacionais escolheu voar para os dois que ofereceram estes incentivos, ainda que Florianópolis possua um potencial emissor de passageiros maior.

A especulada vinda da TAP esbarra nesta questão, mas não somente: existe a demanda dos brasileiros de viajar para a Europa, mas não existe demanda dos portugueses de viajar para Florianópolis. É preciso investimento em marketing nesta divulgação pra que essa rota direta com a Europa saia do papel.

Os voos diretos para os Estados Unidos estão ainda mais distantes, na visão de Markert, pois ele enxerga mais dificuldade de convencer o turista americano a visitar Santa Catarina.

Uma possibilidade para facilitar a viagem dos catarinenses não só para a América do Norte, como todo o Caribe, são os voos da Copa. As conversas já existem, e Florianópolis está entre as cinco possíveis novas bases da cia panamenha no Brasil. Entretanto, depois de uma experiência frustrada em Fortaleza, os planos de abertura de novas rotas estão congelados no momento.

Vamos torcer para que todos envolvidos consigam resolver as pendências e novos voos cheguem à Floripa.