logo Melhores Destinos

Espanha retira restrições e estuda decretar o fim da pandemia

Rafael Castilho
10/02/2022 às 15:42

Espanha retira restrições e estuda decretar o fim da pandemia

A Espanha flexibilizou às restrições impostas de enfrentamento à Covid-19 e agora quer tratar o vírus como uma endemia e não uma pandemia. O assunto já está sendo tratado no governo espanhol, como destacou a ministra da saúde Carolina Darias, ontem, em encontro da União Europeia. “A pandemia tem cada vez mais características de endemia e, portanto, temos de avançar para um novo modelo de vigilância”.

O assunto já havia também sido destacado pelo o premiê espanhol Pedro Sánchez que afirmou que a covid-19 deveria ser tratada como uma gripe e não como uma epidemia. “Estamos trabalhando nisso há semanas”, respondeu Sánchez em entrevista ao canal Cadena Ser, no mês passado, quando perguntado se o governo dele está buscando alterar o enfoque da pandemia. “A ciência conhece melhor o vírus. (…) Temos que avaliar a evolução da covid para uma doença endêmica”, disse o primeiro-ministro.

Premiê espanhol Pedro Sánchez

A Espanha quer levar o assunto para debate na União Europeia. No Velho Continente outros países já começam a levantar a questão. No Reino Unido, o ministro da Educação, Nadhim Zahawi, disse “espero que sejamos uma das primeiras grandes economias que mostre ao mundo como fazer a transição de uma pandemia para uma endemia”. A Dinamarca decretou o fim da pandemia e levantou às restrições sanitárias impostas. Esta tem sido a tendência em muito países europeus, como Portugal que flexibilizou a entrada de estrangeiros e a Grécia que liberou a chegada de brasileiros após 2 anos fechada.

Além de debater o fim da pandemia, a Espanha está diminuindo a cada dia às regras sanitárias. Hoje a obrigatoriedade do uso de máscara ao ar livre foi retirada. Desde o fim do mês passado, voltou a ser permitido que pessoas frequentem bares e restaurantes sem restrições. Nem mesmo a comprovação de vacinação é mais necessária. Além da liberação de encontros de pessoas sem a restrição de até dez pessoas em ambientes fechados.

Em janeiro, a Espanha registrou recordes de casos de infecção de Covid-19 atingindo o pico de quase 150 mil num único dia. Agora os casos estão baixando e já rondam a casa dos 60 mil diários.

Apesar do otimismo em muitos países, a Organização Mundial da Saúde (OMS) manifestou preocupação com o possível relaxamento de medidas contra o vírus. “Estamos preocupados que uma narrativa tenha se consolidado em alguns países que, por causa das vacinas e devido à alta transmissibilidade e menor gravidade da ômicron, a prevenção da transmissão não é mais possível e não é mais necessária. Nada poderia estar mais longe da verdade”, destacou, no início deste mês, o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom.

Informações BBC, Diário de Notícias e Jornal de Notícias

Não perca nenhuma oportunidade!

ícone newsletter E-mail diário com promoções Receba as ofertas mais quentes no seu e-mail
Baixe grátis o nosso app Seja notificado sempre que surgir uma promoção