logo Melhores Destinos

12 erros que brasileiros cometem em uma primeira viagem de trem na Europa

Bruna Scirea
Bruna Scirea
06/10/2021 às 5:00

12 erros que brasileiros cometem em uma primeira viagem de trem na Europa

Viajar de trem pela Europa tem tudo para ser econômico, confortável, divertido e inesquecível — ainda mais para nós, brasileiros, que não estamos acostumados a nos deslocar sobre trilhos por aí. No entanto, verdade seja dita: alguns pequenos erros, fáceis de serem evitados, podem tornar a experiência memorável também pelas más lembranças. E longe de nós querer perrengue nas férias, não é?

Confira a seguir os 12 erros mais comuns que brasileiros cometem em uma primeira viagem de trem na Europa. Fuja do mico!

1. Não comprar as passagens com antecedência

Sobretudo em viagens mais longas, operadas por trens de alta velocidade, é altamente recomendável comprar as passagens com antecedência. São dois os principais motivos. O primeiro deles é bem óbvio: garantir o seu assento, já que estes que costumam ser trechos mais movimentados e não raramente os lugares se esgotam (principalmente na alta temporada). O segundo tem a ver com o custo. Muitas empresas ferroviárias têm sistemas parecidos com o das companhias aéreas. Ou seja: comprar com antecedência pode ser sinônimo de valores mais baixos.

Cerca de quatro a três meses antes da viagem, ligue as anteninhas e fique atento à oscilação dos preços das passagens. Tenha em mente que viagens realizadas no meio da semana, geralmente entre terça e quarta-feira, costumam ser mais baratas. Assim como nos finais de semana e feriados, devido à alta demanda, os preços tendem a ser mais elevados.

É claro, existem passagens de última hora bem em conta, mas não é garantido que você irá conseguir comprá-las. Por isso, planejar uma viagem de trem com antecedência é a melhor maneira de economizar.

2. Chegar muito tarde na estação de trem

Viajar de trem não faz parte da rotina dos brasileiros e se você ainda não tiver colecionado muitas experiências pelas ferrovias mundo afora, fica um importante dica: não subestime a possível dificuldade para se localizar nas estações de trem, sobretudo aquelas que têm todas as placas e painéis informativos em uma língua estrangeira que você não domina.

As empresas costumam recomendar que seus passageiros cheguem à estação cerca de meia hora antes da partida do trem — a Eurostar, uma das principais empresas da Europa, sugere que se chegue 45 minutos antes do embarque. Mas se a sua viagem começar em alguma cidade grande e em uma estação importante, de onde partem muitos trens, nossa sugestão é você chegue uma hora antes.

Assim há tempo suficiente para se ambientar, descobrir qual é o portão de embarque, se posicionar próximo dele, de repente usar o banheiro ou comprar algum lanche para levar na viagem. Melhor esperar um pouco a mais até o embarque do que passar por aquela sufocante correria de última hora.

Nas cidades maiores, estações de trem costumam ser lugares grandes e bastante movimentados

3. Não estar atento nas estações de trem

Não é porque você está de férias, e na Europa, onde supostamente tudo é mais seguro, que você deve se descuidar! Algumas estações de trem em capitais europeias costumam ser palcos de furtos, especialmente de bolsas e mochilas de turistas. Fique sempre atento sempre! Especialmente em lugares um pouco mais apertados, como podem ser as filas e escadas rolantes!

4. Não embarcar rápido

O processo de embarque de passageiros em trens ocorre de forma muito mais independente do que os embarques em aviões. Isso quer dizer que ninguém fará uma última chamada pelo seu nome nas caixas de som caso você se atrase ou esteja distraído ou perdido por aí. Portanto, assim que chegar à estação de trem, já verifique qual será o seu portão de embarque e fique próximo a ele. E quando o trem chegar, embarque o mais rapidamente possível — afinal, ele costuma parar por apenas poucos minutos, seguindo a viagem com ou sem você.

O alerta para que o embarque seja rápido vale ainda mais para estações pequenas e paradas intermediárias de uma viagem, onde o tempo de parada do trem costuma ser ainda menor. Não dê bobeira! Nada de querer ir ao banheiro ou ver algo em alguma lojinha quando o trem já estiver estacionado…

Agilidade no embarque e desembarque são primordiais em uma viagem de trem

5. Levar muitas malas, grandes e pesadas

Não é difícil ver brasileiros sofrendo para colocar as malas (ou melhor, verdadeiros contêineres) para dentro dos vagões de trem durante as férias na Europa. Muitos ainda estão acostumados a viajar com várias bagagens, geralmente grandes e bastante pesadas. Este é definitivamente um exagero nada bem-vindo se o roteiro incluir muitos trechos de trem.

O embarque e o desembarque nos vagões costumam ser rápidos e com certeza serão dificultados se você tiver que subir ou descer as escadinhas do trem com trambolhos pesados. Outro fator para te incentivar a reduzir o tamanho e a quantidade de malas é a possibilidade de não haver mais espaço para deixar as bagagens próximo à porta do vagão. Muitas vezes, será preciso erguer a bagagens até o compartimento acima das poltronas, correndo o risco (deusmelivre) de deixar cair sobre a cabeça de alguém.

Imagina ter de colocar todas essas malas pra dentro do trem num rápido embarque? Socorro.

6. Jogar fora ou perder o bilhete

Em muitos casos, a validação do bilhete de trem será feita por um funcionário da empresa durante a viagem. Portanto, guarde a sua passagem em um local seguro, do qual você lembre, e que seja de fácil acesso. Não perca o bilhete, nem jogue fora por engano. Vale lembrar que viajantes que não apresentam o ticket pagam multas de valores altos — altos e, no caso da Europa, em euros.

7. Descuidar dos pertences durante a viagem

Se estiver viajando sozinho e precisar comprar algo na lanchonete do trem ou ir ao banheiro, por exemplo, prefira sempre levar seus pertences mais importantes junto. Como por exemplo a bolsa, ou a mochila, onde possivelmente você carrega os eletrônicos, documentos e também dinheiro. A gente costuma supervalorizar a Europa e.. bem, ela merece mesmo muito elogios! Mas não se engane: existem pessoas mal intencionadas lá também! Fique de olho 😉

8. Contar com tomadas dentro dos vagões

Os trens mais modernos costumam ter tomadas em cada assento e até mesmo internet a bordo. Mas você não deve contar cegamente com isso. Se precisar muito utilizar a internet ao longo do caminho, considere comprar um chip com internet para o seu celular ou um aparelho roteador para compartilhar a mesma internet com amigos ou familiares. E, antes de viajar, carregue todos os seus equipamentos — porque não vale não ter bateria para tirar fotos das belas paisagens do percurso ou chegar ao destino final e não poder sequer chamar um Uber ou buscar informações importantes na internet.

Trens modernos costumam ter tomadas nos assentos e internet disponível – mas não é garantido!

9. Não levar bebidas e lanches

Há viagens e viagens de trem. Em algumas delas, há inclusive vagões com restaurantes ou lanchonetes. Em outras, funcionários passam com um carrinho pelos corredores oferecendo lanches e bebidas (pagos, é claro). Mas mesmo nestes casos, é possível que as comidas se esgotem, que não lhe agradem ou mesmo que você considere muito caras. Portanto, sobretudo em uma viagem mais longa, leve bebidas e lanches. Se não for preciso consumi-los, você já tem uma reserva para uma próxima ocasião. O importante é não passar sufoco.

10. Perder o destino de desembarque

Atenção para uma dica que parece besta, mas na verdade é mais do que importante: tenha na ponta da língua a estação do seu desembarque (o nome completo, já que algumas cidades têm mais de uma estação e isso pode confundir). Além disso, estude o itinerário e tenha também em mente o nome das paradas anteriores à sua. Assim você poderá ir se preparando, pegando suas malas e se posicionando próximo à porta de desembarque quando estiver se aproximando do seu destino.

É MUITO comum ver brasileiros se levantando da poltrona somente ao ouvirem o aviso de que se está chegando ao destino desejado. E aí começa aquela correria para descer as malas do bagageiro, chegar até a porta do vagão e desembarcar às pressas, com o trem quase partindo.

Se você é dos que cochilam no embalo do trem, considere também configurar um alarme para cerca de 15 minutos antes do horário previsto de chegada. Assim você poderá fazer tudo com calma, sem grandes sustos.

Dormir no ponto é um dos erros mais bestas e comuns em uma viagem de trem

11. Escolher estações de desembarque afastadas do centro

Desembarcar próximo ao local onde você ficará hospedado geralmente é uma boa pedida. No entanto, se você estiver viajando para uma cidade grande, com várias estações, e a sua chegada for tarde da noite, considere desembarcar em uma estação mais movimentada, com mais opções de transporte até o seu hotel.

Já aconteceu com a gente aqui do Melhores Destinos: comprar as passagens até uma estação mais periférica em Roma e chegar ao destino tarde da noite, encontrar uma estação praticamente vazia, escura e sem opção de transporte até o hotel. Uma situação que não desejamos a ninguém, sobretudo famílias com crianças.

Às vezes, desembarcar em uma estação mais distante, porém mais movimentada e com mais serviços pode valer a pena — mesmo que se tenha que gastar um pouco mais com uma corrida de táxi ou aplicativo até a hospedagem.

12. Viajar de trem à noite para economizar com o hotel

Parece ser uma ótima ideia fazer uma viagem de trem noturna, economizando tempo (afinal, você descansa enquanto se desloca) e também o dinheiro que seria gasto com hospedagem. Mas nem sempre é! Há trens em que é possível descansar e reservar até confortáveis vagões com cama. Em outros, porém, você viajará como se fosse de ônibus ou na classe econômica de aviões: sentado.

Então, não é necessariamente um erro fazer viagens noturnas. Apenas avalie a sua capacidade ou não de relaxar em um percurso noturno destes. Afinal, não adianta chegar ao destino e perder um dia inteiro das suas férias bocejando pelos pontos turísticos, escorando-se pelos monumentos, morrendo de sono e não conseguindo pensar em mais nada, a não ser uma cama.

Leia mais:
Conheça as viagens de trem mais incríveis do mundo


Já passou sufoco em alguma viagem de trem na Europa e tem mais erros para acrescentar na nossa lista do que não fazer? Participe nos comentários!