logo Melhores Destinos

27 erros que você nunca deve cometer em uma viagem para a Disney!

Camille Panzera
18/09/2020 às 4:45

27 erros que você nunca deve cometer em uma viagem para a Disney!

Viajar para a Disney e conhecer os parques temáticos de Orlando é sonho de muitos viajantes. Mas em alguns casos esse sonho pode se tornar um grande pesadelo! Confira então os principais erros em uma viagem para a Disney para saber evitá-los e desfrutar de sua viagem da melhor forma possível!

O universo mágico da Disney e dos parques de Orlando proporciona dias memoráveis cheios de diversão e adrenalina, e momentos inesquecíveis. Mas, se você já esteve por lá, deve ter visto que conhecer os parques pode ser também uma dor de cabeça se não houver um pouco de planejamento.

Filas enormes, calor demasiado, não usar os “privilégios” para cortar a fila e gastar tempo em vão são algumas situações que você pode passar. Planejando bem, muitos desses problemas podem ser minimizados. Vamos às dicas!

Erros em uma viagem para a Disney

1 – Pagar caro na passagem aérea para Orlando

A primeira dica para uma viagem a Orlando é pesquisar as passagens aéreas e garantir bons preços. A diferença de preço entre um voo promocional e um comprado no momento errado pode ser gigante! Você já deve saber, mas não custa lembrar: através do aplicativo do Melhores Destinos você pode receber em primeira mão todas as promoções de passagens para Orlando que encontramos, além de outras cidades no Brasil e no mundo todo. Nosso sistema monitora o valor dos voos para Orlando 24 horas por dia e avisa assim que aparecer alguma oferta, como essa de passagens a Orlando ou Miami por R$ 1.280!

2 – Comprar um voo ruim

Outra dica importante é garantir um voo com bons horários e que não faça tantas conexões, que pode acabar prologando muito o tempo de viagem, tornando-a muito cansativa. Essa dica é válida, principalmente, para quem mora em uma cidade distante de um aeroporto internacional e para quem viaja com crianças, que precisa pensar com mais cuidado em trajetos que não sejam tão cansativos para os pequenos. Se possível, escolha um voo direto do Brasil para Orlando ou que tenha poucas paradas.

erros na disney

3 – Ser barrado na imigração por falta de documentos

Além do passaporte com o visto americano válido, é essencial que em uma viagem para Orlando você tenha como apresentar documentos válidos que comprovem que você é um turista no país, ou seja, ter em mãos a reserva dos hotéis e aluguel de carro (se houver), comprovação de que tem meios financeiros para seus gastos (através de extratos bancários, moeda em espécie), e qualquer outra documentação que comprove seu vínculo com o Brasil.

4 – Não planejar e não pensar sobre a viagem

Base fundamental de uma viagem para a Disney (ou qualquer outro destino que você escolha viajar) é o planejamento. Como os parques de Orlando têm alguns “macetes” e informações importantes a saber antes de viajar, é essencial que você planeje sua viagem.

Não há coisa pior do que cair de paraquedas por lá sem entender ao menos um pouco do que os parques oferecem, como funcionam, seus horários, suas atrações etc. Por isso, tente ler tudo que puder sobre Orlando — temos aqui um Guia de Orlando cheio de dicas para planejar sua viagem. Pesquise e entenda Onde ficar em Orlando (hotéis dentro da Disney? Hotéis fora da Disney?), pense se pretende alugar um carro, quais parques visitar, quantos dias ficar em Orlando e como organizar os seus dias e tudo mais que esse maravilhoso universo pode envolver.

Uma viagem para Orlando que inclui a entrada em vários parques não é uma pechincha, principalmente quando a viagem é em família, e o planejamento é a melhor maneira de fazer seu dinheiro valer a pena.

Todo o seu planejamento na Disney pode ser feito através do My Disney Experience, um aplicativo da Disney que ajuda a planejar, reservar o FastPass, saber o tamanho das filas das atrações em tempo real e ter outras informações sobre os parques.

5 – Escolher mal o seu hotel em Orlando

Tão importante quanto planejar seu roteiro, é pensar na hospedagem. Orlando tem uma área grande e bem espalhada, resorts dentro da Disney e outros do lado de fora dos parques. Os hotéis dentro da Disney são muito legais para quem quer manter a magia até dentro do quarto e uma decoração lúdica, mas há opções mais baratas para se hospedar. Portanto, ao escolher seu hotel em Orlando, pense nas suas prioridades, se prefere economia, proximidade ou mais conforto. Ficar em um resort caro sem desfrutar de suas comodidades pode não ser um bom negócio ou pagar muito pouco em um hotel ruim também não vale a pena! Leia aqui sobre Onde ficar em Orlando.

6 – Não agendar a entrada nos parques

Em função da pandemia do coronavírus, a Disney está controlando o acesso aos parques através do sistema Disney Park Pass, em que o visitante agenda o dia de sua visita ao parque. Essa medida é essencial para visitar os parques da Disney nos próximos meses!

7 – Dormir até tarde e não chegar cedo aos parques

Já que está viajando, aproveite bem o tempo em Orlando! Chegue cedo aos parques, de preferência logo que eles abrirem. Dessa maneira você deverá encontrar menos filas nas atrações e poderá garantir logo cedo que irá às atrações que você tem mais vontade de conhecer. Além disso, caso esteja com um carro alugado, você poderá conseguir um local melhor para estacionar. Confira sempre os horários dos parques e veja quando cada um deles abre.

8 – Não agendar o FastPass com antecedência

O FastPass é a ferramenta da Disney que permite a reserva antecipada em até 3 atrações por dia para pegar uma fila especial e mais rápida nos parques. Depois de usar as 3 reservas a que se tem direito de marcar antecipadamente, você poderá marcar (já no próprio parque) mais uma reserva. Ao utilizar esse nova reserva do FastPass, poderá marcar mais um agendamento em uma atração e assim vai… Isso poderá garantir que você não pegará fila nos brinquedos que mais tem vontade de ir e é essencial para atrações novas ou que estão sempre cheias. Se for possível, agende seus FastPass para a primeira parte do dia e no restante do dia você poderá tentar agendar outras atrações através do aplicativo ou totens dentro dos parques.

Importante: O FastPass atualmente encontra-se suspenso devido à pandemia do novo coronavírus.

dicas da disney - erros

9 – Usar seu FastPass desnecessariamente

É importantíssimo que você entenda quais são as atrações mais “importantes” e que sempre têm fila no parque para que use seu FastPass com sabedoria. Do contrário, esse privilégio poderá acabar sendo usado em vão. Confira as atrações de cada parque você mais quer ir, mas confira também aquelas que costumam ter mais filas e agende seu FastPass em brinquedos que valem a pena!

Importante: o FastPass atualmente está suspenso.

10 – Não usufruir dos benefícios que um hóspede da Disney tem (se você for um)

Quem se hospeda dentro de um resort da Disney tem algumas vantagens bem legais. Entre elas, horas estendidas nos parques e transporte gratuito entre e para os parques.

Hóspedes da Disney também podem obter gratuitamente uma pulseira colorida chamada MagicBand. Elas são bem úteis e funcionam como uma espécie de cartão pré-pago para consumir tudo dentro do parque ou hotéis, além de abrir a porta do quarto e outras utilidades. Outra vantagem é poder reservar o FastPass com 60 dias de antecedência, além de comprar planos de refeições, que podem ser vantajosos.

hotel na disney

Na Universal, os hóspedes têm o transporte gratuito, possibilidade de fazer planos de refeições e alguns hotéis oferecem o Express Pass Unlimited, que fura as filas das atrações e que geralmente é pago (e nada barato).

11 – Visitar parques muito grandes em dias consecutivos

Alguns parques de Orlando são bem grandes… ou, melhor dizendo, gigantes! E é natural que em um espaço tão extenso assim você caminhe muito ao longo do dia. Facilmente você acabará caminhando 10 km durante um dia de passeio e, não raramente, até 15 km. Sabendo disso e tendo ciência de quais são os parques que exigem mais caminhadas, tente alternar os dias em que irá aos parques maiores, visitando na sequência um parque menor para tentar “descansar”. Outra boa estratégia para descansar é alternar a ida em parques grandes com parques aquáticos e/ou um dia de compra nos outlets. Essa dica é essencial quando se viaja com crianças, que se cansam com mais facilidade. Pode ser uma boa ideia reservar um dia mais calmo no meio da viagem para apenas relaxar na piscina e recuprar as energias!

Para ajudar na sua programação, considere que o Magic Kingdom, Animal Kingdom e o Busch Gardens são parques bem grandes, nos quais se caminha bastante.

12 – Visitar mais de um parque no mesmo dia

Eu sei, a vontade de fazer muita coisa é grande, mas visitar dois parques “importantes” no mesmo dia não é uma boa ideia, principalmente se for sua primeira viagem à Disney ou a Orlando. Dividindo seu dia em mais de parque, você acabará não aproveitando sua experiência por inteiro e deixando coisas bacanas fora da sua programação. Se “sobrar tempo” no parque, tudo bem ter um dia menos intenso… você pode usar esse tempo para relaxar, já que alguns dias de viagem são bem cansativos.

Se já não é sua primeira viagem para a Disney, essa dica pode não ser tão útil para você.

erros na disney

13 – Não reservar com antecedência as refeições com personagens

As refeições com personagens são momentos muito esperados de quem sonha em encontrar, por exemplo, o Mickey ou o Pateta. Através de refeições agendadas com os personagens, isso é possível — seja em um café da manhã, almoço ou jantar. O problema é que algumas refeições com personagens são muito concorridas e necessitam que a reserva seja feita com muita antecedência. O ideal é que você comece a pesquisar pelos personagens que gostaria de fazer uma refeição tão logo comece a planejar sua viagem.

Geralmente reservas abrem com 180 dias de antecedência e, para os restaurantes mais concorridos, o ideal é correr e realmente fazer a reserva tão logo estejam disponíveis. Entretanto, em função do coronavírus, esse prazo de abertura mudou para 60 dias de antecedência.

14 – Não usar calçados adequados e roupas confortáveis

Como os parques exigem muitas caminhadas, pense também no que você irá vestir e calçar ao longo dos seus pais. No pé, procure sempre um calçado que ofereça muito conforto, como os tênis, e que você já tenha utilizado em outros momentos, assim saberá que ele não irá te machucar ao longo dos passeios.

Para vestir, pense também em algo que trata comodidade e que ofereça conforto diante das condições meteorológicas da cidade.
É sempre indicado consultar a previsão do tempo antes de partir para o seu dia de passeio. Se estiver muito calor, considere ir com roupas mais frescas. Um agasalho também pode cair bem, principalmente para usar à noite.

15 – Comprar os ingressos na bilheteria dos parques

Deixar para comprar seus ingressos na frente do parque não é uma escolha sábia por vários motivos. Na bilheteria na frente do parque você provavelmente terá que enfrentar fila e perderá um tempo desnecessário, que poderia ser evitado comprando o ingresso pela internet.

Além disso, na frente do parque você pagará um valor alto pelo ingresso. Uma alternativa mais vantajosa poderia ser comprar em sites brasileiros que oferecem ofertas e inclusive a opção de parcelamento dos ingressos no cartão de crédito, com pagamento em reais. Várias empresas oferecem também os “combos” de ingressos, que são uma boa maneira de economizar e conseguir ótimos descontos para vários parques.

Com o pagamento in loco e com cartão de crédito, há ainda a cobrança em dólar, que pode variar e oferecer um câmbio desfavorável, além da cobrança do IOF.
Por último, mas não menos importante, vale citar que, comprando o ingresso na hora, você não conseguiria agendar o FastPass e perderia mais tempo nas filas das atrações. Sendo assim, nada de comprar o ingresso no parque, né?

o que não fazer na disney

16 – Não calcular os deslocamentos e andar mais do que o necessário

Mais uma dica que está intimamente ligada ao planejamento: antes de ir para um parque, confira o seu mapa. Os mapas dos parques estão disponíveis online, no aplicativo da Disney ou na entrada de cada parque, em papel.
Crie um “roteiro” que faça sentido geográfico para evitar muitas caminhadas desnecessárias. Opte ver atrações próximas uma em seguida da outra ao invés de andar enormes distâncias, porque no final do dia você estará cansado.

Talvez caminhar muito durante um único dia não lhe deixe tão cansado, mas vários dias nesse ritmo pode ser exaustivo e isso requer um pouco de cuidado.

17 – Viajar em grandes feriados

Se você quer evitar filas longas e parques lotados, evite viajar em feriados nacionais dos Estados Unidos e também no Spring Break, o recesso escolar de Páscoa que costuma acontecer entre março e abril. A dica também vale para qualquer lugar que você viaje, mas quando o destino exige que você fique tempos longos em filas, sua experiência poderá ficar comprometida.

Caso esteja viajando em uma época comemorativa, uma boa dica é fazer compras nos finais de semana e deixar os dias úteis para conhecer os parques.

Ou se, ao contrário disso, você quer mesmo descobrir como é o Natal ou Réveillon na Disney, esteja preparado para encontrar bastante gente e seja feliz realizando seus sonhos!

18 – Não registrar aonde estacionou seu carro

Pode parecer uma dica boba, mas não é! Se você estiver em Orlando com um carro alugado, verá que os estacionamentos são enormes, tanto nos parques quanto shoppings, e registrar com uma foto a localização de onde seu carro foi estacionado pode ser uma mão na roda. Os estacionamentos costumam ter placas indicativas que irão facilitar o reconhecimento do seu carro. Só quem já perdeu um carro no estacionamento sabe como é chato.

19 – Não levar um guarda-chuvas

Orlando é úmido e chove frequentemente. Claro, ninguém quer que chova durante o dia no parque, mas infelizmente essa é uma realidade. E, quando começa a chover, é aquela correria para todo lado. Às vezes enormes poças se formam no chão e algumas atrações ficam pausadas, mas, logo que a chuva passa, tudo volta ao normal. Pensando nisso, vale a pena você levar um guarda-chuvas ou capa de chuva em sua mochila, já que eles podem não custar uma pechincha dentro dos parques. Um casaco leve e impermeável também é uma ótima dica e que costuma ocupar pouco espaço! Caso esteja com muito sol, o guarda-chuvas também poderá ajudar a amenizar o calor.

20 – Usar toda a bateria do celular e não ter um carregador portátil

Essa dica é valiosa para qualquer viagem que você faça. Hoje em dia usamos o telefone para tudo e em Orlando não será diferente. Você pode usar seu telefone para tirar fotos, descobrir qual o tempo de espera em cada atração, saber a que distância está daquela montanha-russa e por aí vai. Sendo assim, tenha um carregador portátil que certamente será útil caso a bateria do seu telefone termine.

21 – Não usar a single rider (fila para pessoas que estão sozinhas)

A single rider é uma opção disponível em algumas atrações, nas quais seus usuários podem pegar uma fila especial por estarem sozinhos. Muitas vezes essa fila é bem menor do que as filas regulares, já que nela você pode acabar complementando o lugar “sobrando” em determinadas atrações.
Sendo assim, você pegará a fila sozinho e ao seu lado irá um desconhecido ao invés de um familiar. Se você está só ou é o único da família a querer ir em uma determinada atração, procure saber se ela possui a single rider e dessa forma você poderá evitar um bom tempo em filas.

22 – Tentar fazer mais coisas do que o tempo permite

É claro que em uma viagem à Disney, com toda aquela ânsia por ver e fazer tudo, é natural que se tenha vontade de sair correndo para aproveitar ao máximo o tempo nos parques. O problema é que, na prática, nem sempre conseguimos fazer tudo o que queremos — afinal, os parques são realmente muito grandes e às vezes o tempo de espera na fila foge do que havíamos imaginado. E tudo bem não conseguir fazer tudo!

Antes de ir para cada parque, tente entender um pouquinho sobre ele, ver quais são as atrações que mais te atraem e focar seu tempo nisso. Organize-se, tente aproveitar seu passeio, mas sem a pressão de fazer tudo, o que seria impossível. Tente não se frustrar se não conseguir ir a uma atração — há muita coisa legal nos parques e você estará de férias, momento de aproveitar e se divertir!

23 – Não descansar durante o dia nos parques

Muita gente volta de Orlando dizendo que precisa tirar novas férias para descansar. E é assim mesmo, porque as caminhadas são constantes e no fim do dia as pernas sentem esse cansaço. Sendo assim, faça paradas estratégicas para descansar ao longo do dia. Sente-se para almoçar, fazer um lanche, tomar uma bebida ou simplesmente descansar das caminhadas!

24 – Fazer refeições pesadas durante o dia nos parques

Essa é outra dica simples, mas que vale ser recordada. Hoje é possível encontrar nos parques da Disney todo tipo de refeições, inclusive opções saudáveis. Entretanto, se você vai andar bastante pelo parque e subir e descer de montanhas-russas, comer algo pesado pode não cair bem. Recomendamos, então, refeições leves ou sem exagero.

25 – Comprar todos os seus lanches nos parques

Fazer todas as refeições, inclusive lanches, nos parques pode acabar saindo bem caro, principalmente para uma viagem em família. Uma boa dica é comprar em um supermercado alguns snacks para os passeios nos parques e assim evitar pagar os valores mais altos que eles cobram.

dicas orlando

26 – Pagar todos os seus gastos de viagem com o cartão de crédito

Já falamos das pulseiras MagicBand, que você recebe ao se hospedar em hotéis da Disney ou comprar os ingressos e são muito úteis para fazer pagamentos durante o passeio. O problema é que elas são vinculadas a um cartão de crédito e o uso deles no exterior gera um IOF de 6,38%. Apesar de bem prático, não é uma das formas mais baratas de pagar as contas durante a viagem, então sempre que possível opte por usar dinheiro em espécie ou faça uma conta internacional gratuita para usar um cartão de débito.

27- Fazer muitas compras e ser taxado no retorno ao Brasil

Essa dica vale para todos os outros destinos que você desejar visitar no exterior. O limite para compras no exterior é de US$ 500, além de US$ 1000 adicionais no free shop. Veja aqui as nossas dicas de compras no exterior.

 

Veja mais dicas em O que fazer em Orlando e
Segredos dos parques da Disney que apenas os especialistas sabem


E você, tem mais sugestões de erros em uma viagem para a Disney que devem ser evitados? Compartilhe com a gente nos comentários!

Não perca nenhuma oportunidade!

ícone newsletter E-mail diário com promoções Receba as ofertas mais quentes no seu e-mail
Baixe grátis o nosso app Seja notificado sempre que surgir uma promoção