O que fazer em Gramado – 72 dicas para a sua viagem

Camille Panzera
Camille Panzera
2/08/2020 às 8:58 - atualizado em 21/09/2020

O que fazer em Gramado – 72 dicas para a sua viagem

Há muito o que fazer em Gramado, no Rio Grande do Sul! A principal cidade da Serra Gaúcha sem dúvidas é um dos principais destinos turísticos do país. Gramado agrada a todos e sempre oferece novas opções. Preparamos, então, um post super completo, com mais de 70 dicas para te ajudar a decidir o que fazer em Gramado, entender quais são suas principais atrações, quando ir, como se locomover e muito mais!

Considerada a capital turística da Serra Gaúcha, Gramado está a cerca de 130 km de Porto Alegre e se destaca por oferecer uma estrutura turística de fazer inveja a qualquer capital do Brasil. É um destino para pessoas de todas as idades, com atrações variadas, bons hotéis e excelentes restaurantes. Gramado cresceu através do turismo e junto com sua vizinha Canela oferece paisagens belíssimas dentro e fora do centro urbano. Seja na época em que florescem as hortênsias, no inverno ou no período do Natal, quando Gramado fica toda iluminada, viajar para o destino é sempre uma boa ideia!

O que fazer em Gramado

1 – Rua Coberta: Um dos maiores pontos de interesse de Gramado. Chamada originalmente de rua Madre Verônica, a Rua Coberta  está localizada no coração da cidade e na frente do Palácio dos Festivais, onde ocorre o Festival de Cinema de Gramado, e próximo da Igreja São Pedro. A rua ganhou uma cobertura (por isso o nome “Rua Coberta”) e decoração com várias plantas pendentes. Aqui você e nas suas redondezas existem vários restaurantes e lojinhas, e os eventos acontecendo na rua são frequentes! É um lugar para ir várias vezes durante a viagem, seja para tomar um chocolate quente como para ver o movimento.

rua-coberta-gramado

Rua Coberta

2 – Lago Negro: O Lago Negro é um lago artificial em Gramado, que fica cercado por árvores e arbustos de hortênsias. No lugar você pode alugar um pedalinho e aproveitar para fazer um passeio tranquilo. É uma boa opção de passeio para quem procura um programa simples e romântico. No final de novembro/dezembro, ápice da florada das hortênsias, o visual do lago fica ainda mais lindo, cercado por milhares de flores com tons entre o azul e roxo!

3 – Mini Mundo: Parque a céu aberto que tem réplicas de construções do mundo 24 vezes menores do que as construções originais. O parque começou como uma distração e hoje é um dos lugares mais visitados da cidade, com diversos cenários curiosos do nosso cotidiano. Por lá você encontrará uma réplica da Usina do Gasômetro (Porto Alegre), o Neuschwanstein Castle (Alemanha), Museu Paulista (São Paulo), Aeroporto de Bariloche (Argentina) e muito mais! Quem fica no hotel Ritta Höppner, pertencente à família dona do parque, não paga o ingresso. Nossa dica para quem visita o lugar é procurar pelo Nelson, que faz um passeio guiado e gratuito mostrando vários detalhes que não conseguiríamos observar sozinhos. Não é um programa apenas para crianças pessoas de qualquer idade podem aproveitar!

4 – Igreja São Pedro: Localizada na Av. Borges de Medeiros, a Igreja Matriz São Pedro foi construída a partir de 1917 e grande parte de sua estrutura é de pedra. A igreja tem vários vitrais e sua torre possui 44 metros de altura. Ao seu lado fica a a Fonte do Amor Eterno, uma fonte onde casais apaixonados deixam um cadeado com seu nome para selar seu amor. Durante o Natal a igreja recebe uma iluminação especial e no Réveillon a área ao redor da igreja é ideal para observar os fogos.

5 – Fonte do Amor Eterno:  Gramado é um dos principais destinos de lua de mel do Brasil e um dos pontos favoritos dos casais apaixonados é essa pequena fonte, localizada ao lado da Igreja de São Pedro, onde se pode deixar um cadeado com os seus nomes simbolizando a união dos dois, ao estilo das pontes de Paris e outras cidades europeias.

6. Passear pela Borges de Medeiros e pelo Centro: A Avenida Borges de Medeiros é uma das principais vias de Gramado e um lugar ótimo para passear a pé, ver lojinhas ou fazer algumas compras. Nessa rua você encontrará lojas de lembranças, roupas, calçados e restaurantes ou poderá simplesmente sentar-se em um banquinho observando o movimento da cidade. Nessa via também fica o Palácio dos Festivais, onde acontece o Festival de Cinema de Gramado.

7 – Fotografar a Rua Torta: a florida Rua Emílio Sorgetz até lembra a Lombard Street em San Francisco, na Califórnia. As curvas não são tantas quantas às da cidade norte-americana, mas suficientes para atraírem todos os dias dezenas de turistas em busca da foto perfeita. A Rua Torta fica bem próxima do centro de Gramado, então vale a pena uma caminhada até lá para fazer um registro neste importante cartão postal da Serra Gaúcha.

8 – Gramado Zoo: O Zoológico de Gramado foi criado em 2008 com um conceito um pouco diferente dos demais. Ele possui apenas animais da fauna brasileira e procura recriar o habitat natural do animal. O lugar também resgata animais em situações de risco, realiza pesquisas e oferece informações sobre os animais, seus hábitos e origens, também como maneira de incentivar a preservação. Gramado parece um lugar improvável para ter um zoológico, mas a atração é tão diferente que é considerada pelos leitores do Tripadvisor como o melhor zoo da América do Sul.

9 – Snowland: Atração inaugurada no final de 2013 e que desperta a curiosidade de muitos viajantes porque é bastante diferente. O lugar funciona como um complexo de diversões fechado, em que o foco são atrações com neve. Ele é o primeiro parque de neve indoor na América Latina e possui uma “Montanha de Neve” artificial com pista para praticar esqui e snowboard, descida de boia na neve, aluguel de moto na neve, além de um simulador 3D e pista de patinação.

É um lugar para toda a família, mas como é preciso pagar para entrar no complexo e outras atrações são pagas à parte, muitas vezes a brincadeira não sai barata. É uma excelente atração para um dia de chuva, afinal, o lugar é todo fechado. O estabelecimento oferece roupas e calçados de frio para ficar na área da Montanha, onde faz até temperatura negativa; recomendamos, porém, que você já vá com uma roupa quente para não sentir frio em demasia.

10 – Praça das Etnias: na região central da cidade, a Praça das Etnias recebeu esse nome por representar as diferentes culturas que colonizaram Gramado. A praça tem um local onde você pode comprar artesanato e na Casa do Colono, são vendidas várias comidas artesanais produzidas pelos imigrantes e seus descentes. Não deixe de ir ao lugar para comprar uma cuca, pão muito apreciado pelos moradores da região!

Datas e eventos especiais em Gramado

11  – Natal Luz de Gramado: O Natal Luz de Gramado, que costuma ocorrer entre dezembro e janeiro, é o maior evento natalino do Brasil e um dos maiores do mundo. Além da cidade ficar toda enfeitada para o Natal, acontecem várias apresentações musicais e teatrais em palcos montados pela cidade. O evento é enorme, emocionante e aborda temas bem variados, sempre focado em reascender nos adultos e crianças a magia dessa época tão especial. Escrevemos mais sobre o Natal Luz aqui e aproveitamos para reforçar a dica de comprar seus ingressos com antecedência para garantir bons descontos. Canela, embora mais tímida em relação aos seus festejos de natalinos, celebra um evento chamado Sonho de Natal, que é mais uma atração ótima para quem viaja no fim do ano para a cidade.

natal-gramado

12 – Páscoa em Gramado: com tantas fábricas de chocolate é de se imaginar que a Páscoa ocorra sempre em clima de festa em Gramado. As ruas estão novamente enfeitadas com coelhinhos e cenouras para todos os lados, a programação inclui apresentações de teatro, música e dança e os turistas estão convidados a curtir Gramado no início do Outono, quando as temperaturas ficam mais amenas e as árvores em belíssimos tons alaranjados.

13 – Ano Novo em Gramado: já quase no finalzinho da programação do Natal Luz, Gramado recebe mais uma grande leva de visitantes para comemorar a chegada do Ano Novo em alto estilo. A Rua Borges de Medeiros recebe atrações musicais e a queima de fogos de longos minutos é admirada por uma multidão que se concentra entre a Igreja São Pedro, o Palácio dos Festivais e a Rua Coberta.

14 – Carnaval em Gramado: a folia em Gramado fica restrita à festas feitas em clubes e hotéis com grandes estruturas, como os resorts. Quem vai à Serra Gaúcha em busca de festa, portanto, vai achar lugar para se divertir. E os que preferem fugir do confete e do agito nestes dias, também encontra em Gramado um bom destino para curtir nesta época do ano, quando os preços por ali estão mais baixos do que em muitas outras cidades brasileiras.

15 – Festival de Cinema: um dos mais importantes festivais de cinema de toda a América Latina ocorre anualmente em Gramado, em agosto, um dos meses mais gelados do ano. Da programação participam filmes em longa-metragem nacionais e internacionais e filmes em curta-metragem. Na grande noite do Festival de Cinema de Gramado, quando é revelado o vencer do Kikito, a premiação máxima do evento, centenas de turistas se reúnem em frente ao Palácio dos Festivais para ver famosos das telinhas bem de perto.

16 – Neve em Gramado: todos os anos milhares de turistas vão para Gramado na expectativa de que as baixas temperaturas tragam neve. O fenômeno não é assim tão frequente na Serra Gaúcha, mas quando acontece traz alegria e uma paisagem bem branquinha, perfeita para fotos. No inverno, as temperaturas em Gramado não raro ficam abaixo dos 5ºC durante a madrugada, podendo chegar a marcas negativas nos dias mais frios do ano. E aí já sabe: chocolate quente e fondue são ótimas pedidas!

Chocolates em Gramado

17 – Conheça as fábricas de Chocolate: Gramado não é uma cidade para fazer dieta e isso fica evidente quando você descobre a quantidade de fábricas de chocolates artesanais que lá existem. São várias fábricas e lojas temáticas, a concorrência é grande e cada uma delas procura uma maneira de incentivar o turismo. Geralmente essas fábricas abrem suas portas para receber turistas e mostrá-los como é o processo de produção do chocolate, como funcionam as máquinas, quais os ingredientes utilizados na criação de seus doces e algumas possuem um espaço temático. Entre as principais fábricas da cidade estão a Lugano, Florybal, Prawer, Planalto e a Caracol. Para quem está sem carro, basta ligar para as fábricas que elas buscam os clientes para uma visita!

18 – Mundo de Chocolate: O Mundo do Chocolate é uma criação da fábrica de Chocolates Lugano. O local, bem no centro de Gramado, oferece uma volta ao mundo através de uma exposição de réplicas de monumentos famosos feitos todos com chocolate. O museu tem mais de 200 peças  que juntas somam 30 toneladas do doce e algumas esculturas são impressionantes, as réplicas de animais, a réplica da Esfinge, e uma escultura da Torre Eiffel com 4,20 m – toda de chocolate! Quem vai ao lugar também pode conhecer um pouco do processo de produção do chocolate e o melhor: a visita termina com uma degustação de chocolates de vários sabores produzidos pela empresa.

chocolate Gramado

Mundo de Chocolate

19 – O Reino do Chocolate: Localizado na avenida das Hortênsias, esse museu conta a história do chocolate por meio de um percurso com personagens animados e interativos. É ótimo para ir com crianças, já que o passeio termina em um pequeno playground com café e loja de chocolates da marca. Para completar o passeio, há uma loja temática da Florybal bem ao lado.

20 – Lojas temáticas da Florybal: Com seu jeito descontraído, a Florybal se tornou a maior produtora de chocolates de Gramado. Suas lojas são sempre marcadas por esculturas de animais, elfos e outros personagens divertidos. No site da marca você encontra os endereços, com destaque para o Bosque do Coelho e a Play House Florybal, com uma pista de patinação no chocolate, ambas na avenida das Hortênsias.

O que fazer em Gramado: museus e atrações

21 – Museu de Cera Dreamland: Um museu de cera que possui réplicas de cera de diversos artistas e personagens conhecidos internacionalmente. É um lugar divertido e com várias réplicas, mas que divide opiniões. Quem já visitou os museus Madame Tussaud provavelmente ficará decepcionado com as réplicas, mas para quem nunca esteve em um museu desse tipo, gosta de tirar fotos engraçadas ou está acompanhado por crianças poderá curtir o passeio.

22 – Harley Moto Show: Bar super decorado e colorido, que tem diversas motos Harley Davidson fazendo parte de sua decoração. O lugar é bacana para quem quer tomar uma bebida, mas vale mais a pena visitá-lo como um museu. É uma atração para quem gosta de velocidade e quer admirar motos tão poderosas de perto.

23 – Hollywood Dream Cars: Não é todo dia que temos a oportunidade de admirar carros antigos e bem conservados e em Gramado isso é uma realidade. O Hollywood Dream Cars reúne dezenas de carros antigos em ótimo estado de conservação. É um passeio muito interessante para quem gosta de veículos antigos e de ver carros tão estilos que muitas vezes aparecem em filmes de Hollywood.

24 – Super Carros: Se no Hollywood Dream Cars a ideia é ver carros antigos, no Super Carros o cenário é bem mais moderno. A coleção do lugar é de carros novíssimos e com motores muito poderosos, só que além de poder apenas contemplá-los o lugar também funciona como uma “locadora” e permite aluguel de carros como Ferrari, Porsche, Camaro e Lamborghini. É uma boa oportunidade para ver mais de perto aquele carros dos sonhos e até ter o prazer de dirigir um deles!

25 – Bier Park: na Rua Coberta está um novo parque temático voltado ao mundo da cerveja. É o Bier Park, onde visitantes fazem um passeio de uma hora pela história da cerveja, com vídeos, robôs, explicações sobre o processo da produção da cerveja e têm a oportunidade de vivenciar experiências tecnológicas com óculos de realidade virtual e pedalar virtualmente pelas ruas de Gramado.

O que fazer em Gramado: parques

26 – Aldeia do Papai Noel: Nesse simpático parque é Natal o ano todo! A Aldeia do Papai Noel nasceu a partir do Parque Knorr e tem o bom velhinho como temática principal. Entre as atrações está a casa e a fábrica de brinquedos do Papai Noel, bondinhos aéreos, trenzinho, carrossel, área de “neve” com espuma e até renas de verdade. É um passeio que encanta os mais pequenos, mas que também é muito agradável para todos, com trilhas em meio a árvores e uma vista espetacular do Vale do Quilombo.

27 – Le Jardin: O Le Jardin é um parque da lavandas, que tem como objetivo mostrar a beleza de suas espécies de lavanda e incentivar os benefícios que suas propriedades podem trazer. No lugar são encontradas diferentes espécies de lavanda, que florescem entre outubro, e jardins com outras espécies variadas que ficam floridas o ano inteiro. O Le Jardin possui uma loja temática e restaurante onde pode-se tomar um chá ou comer um strudel. O ingresso custa R$10. É um passeio gostoso para quem aprecia a natureza e procura um programa tranquilo, de contemplação.

28 – Parque Olivas de Gramado: A cerca de 20 minutos do centro de Gramado está o Parque Olivas de Gramado, uma propriedade de 150 hectares onde foram plantadas 120 mil mudas de oliveiras. Lá o visitante pode fazer degustação sensorial de azeites de oliva, apreciar a bela vista para Cânion da Pedra Branca, e se fartar no restaurante que serve comidas regionais. Para as crianças, a grande diversão é passear pela “Fazendinha” e ver pequenos animais. O parque oferece transporte grátis até a propriedade, que deve ser agendado com antecedência.

O que fazer em Canela

29 – Parque do Caracol: Uma das maiores atrações sul do Brasil fica em Canela. Nesse parque está a Cascata do Caracol, uma queda d’água com 130 metros de altura que desce por um paredão de pedra seguido por uma cavidade na rocha. Para admirar a cachoeira há mirantes panorâmicos e uma escada com 927 degraus que leva ao ponto final da cachoeira e permite observá-la de baixo (temporariamente fechada).  Há ainda playgrounds, lojas e trenzinho.

cascata-caracol

30 – Bondinhos aéreos: A 500 metros do Parque do Caracol fica o Parques da Serra que tem os bondinhos aéreos (teleférico) que oferecem um passeio gostoso com uma vista maravilhosa da Cascata do Caracol. Na estação superior, há esculturas de madeira que fazem sons de animais.

31 – Catedral de Pedra: A linda Catedral de Pedra de Canela fica na praça central da cidade e foi construída a partir de 1953. Seu piso e seu revestimento são de pedra e o ponto mais alto da catedral, construída em estilo é gótico, tem 65 metros de altura. A Catedral recebe uma iluminação colorida durante a noite e festividades perto durante o Natal.

32 – Mundo a Vapor: atração ideal para quem gosta do mundo de máquinas, principalmente aquelas movidas a vapor. Logo ao chegar ao parque o visitante já se depara com uma enorme locomotiva cruzando a fachada do edifício. É a remontagem de um trágico acidente ferroviário que ocorreu em 1895 em Paris, quando um trem descarrilhou e atravessou a parede da Estação Montparnasse. No interior do Mundo a Vapor estão dezenas de máquinas movidas a vapor em versão miniatura – um passeio e tanto para quem gosta de história e das grandes invenções dos séculos passados.

33 – Castelinho Caracol: Uma das primeiras residências de Canela, o Castelinho Caracol foi construído com madeira de araucária e pinheiros sem que se utilizasse pregos ou parafusos em sua construção – tudo foi feito através de encaixes. A residência de 18 ambiente transformou-se em um museu que exibe peças antigas utilizadas pela família que ali vivia e se orgulha de servir um dos melhores apfelstrudel da Serra Gaúcha. Mesmo que você não tenha intenção de entrar no museu, pode parar para comprar seu apfelstrudel e fazer um lanche durante a tarde!

34 – Parque Terra Mágica Florybal: A Chocolates Florybal sempre foi conhecida por suas lojas temáticas divertidas, cheias de personagens de duendes a animais. Toda essa alegria deu origem ao Parque Terra Mágica, em Canela. No amplo espaço cheio de atrações há de tudo um pouco: de fadas a dinossauros, passando por animais, magos, castelo medieval, seres mitológicos, área do terror, índios e santos católicos, com uma imensa imagem de Jesus Cristo. Ainda tem cinema 7D e apresentações artísticas. O parque tem restaurante e área de descanso e playground no castelo. Para quem está com crianças é uma atração imperdível!

35 – Parque da Ferradura (temporariamente fechado): Para quem procura sossego, paisagens bonitas e contato com animais em seu habitat natural, o Parque da Ferradura é um excelente passeio. O parque fica na mesma estrada que leva ao Parque do Caracol, tem trilhas e uma paisagem linda para o Vale da Ferradura, onde está o cânion do Rio Caí. O parque tem vários quatis que chegam perto das pessoas e oferece vários mirantes e trilhas com vista para o vale!

36 – Alpen Park: O Alpen Park é um pequeno parque de diversões em Canela, que tem atrações como montanha-russa, tirolesa, cinema 4D, passeio de quadriciclo, escalada e descida em trenó, que em nossa opinião é a atração mais divertida para os adultos. O parque fica cercado por muitas árvores e tem uma paisagem muito bonita da Serra Gaúcha. É uma excelente atração para quem está com crianças!

37 – Museu EgípcioLocalizado na estrada que leva ao Parque do Caracol, este museu tem grande acervo de peças produzidas pelo artista plástico egípcio Essam Elbattal, entre elas a réplica de múmias, sarcófagos e uma pirâmide com mais de 8 metros de altura. É um passeio bem interessante para adultos e crianças, especialmente pela possibilidade de vestir fantasias egípcias e garantir ótimas fotos no local!

Museu egipcio egito canela gramado

Restaurantes em Gramado e Canela

38 – Restaurantes para conhecer durante uma viagem parece algo trivial e muita gente não dá atenção a esse detalhe quando viaja, mas em Gramado esse tema é um capítulo à parte. Os restaurantes de Gramado e Canela são excelentes, variados e oferecem desde simples sanduíches à pratos da cozinha francesa, suíça e principalmente da alemã, que é uma cultura bastante forte nessa região. No geral, comer por lá é caro comparado a outras cidades do Brasil, mas você encontra restaurantes para todos os bolsos, basta saber ir aos lugares certos e aproveitar boas oportunidades.

39 – Uma dica útil para quem quer comer sem gastar muito ou visitar atrações por preços mais acessíveis, é utilizar os sites La Iguana e Tche Ofertas. Esses são sites de compras coletivas que geralmente oferecem boas ofertas para os visitantes. Ao realizar uma compra confira sempre quais são as regras da promoção para garantir que o cupom poderá ser utilizado no período de sua viagem!

40 – Hard Rock Café Gramado: inaugurado no inverno de 2018, o Hard Rock Café Gramado rapidamente virou uma das principais atrações da Serra Gaúcha. Um lugar que reúne música e gastronomia aos moldes da rede famosa em todo mundo, mas com um toque regional no cardápio: o hambúrger Local Legendary.

41 – Restaurante da família de Cristiano Ronaldo: uma das novidades gastronômicas de Gramado é a Casa Aveiro, restaurante da família de Cristiano Ronaldo. No cardápio estão pratos tipicamente portugueses, como versões do bacalhau, além de pratos com polvo e outros frutos do mar e opções mais clássicas, como filé mignon. Veja neste post como foi nossa experiência na Casa Aveiro.

42 – Para massas, sugerimos o restaurante Cantina Pastaciutta, que tem massas deliciosas e bem servidas. Para galeto, a Galeteria Di Paolo é uma boa e no fim da refeição você pode experimentar um sagú, que é uma sobremesa muito consumida pelos gaúchos. Se quiser um café colonial, sugerimos o Bela Vista e se quiser comida japonesa – sim, em Gramado também tem – a dica é o San Tao.

43 – Para comidas variadas, recomendamos o gracioso Josephina, a Panificadora São Pedro, que é boa para lanchinhos, e o Empório Canela, que como o próprio nome sugere fica em Canela e é super aconchegante, ideal para um almoço gostoso ou para conhecer novas cervejas. Reserve pelo menos um almoço no Quintanilha, com ótimo buffet livre com sucos e sobremesas incluídos. O Alecrim Santo é outra ótima opção.

44 – Pizzarias temáticas: As pizzarias temáticas são cada vez mais populares em Gramado, com espaços ricamente decorados, shows e muita diversão. Os piratas são a atração na Cara de Mau e a selva na Kongo Pizzaria. Na Hector você entra no mundo da magia ao estilo Harry Potter. As experiências são ótimas, mas os preços nem tanto.

45 – As fábricas de chocolates em Gramado são várias e elas certamente são uma boa opção para sobremesa, e elas têm alguns estabelecimentos que mandam bem nesse quesito, que é o caso da Casa da Velha Bruxa e da Caracol Gourmet, ambos restaurantes que pertencem a fábricas de chocolate e têm ótimos menus. Algumas oferecem traslado gratuito.

46 – Jantar em um vagão de trem em Canela: o restaurante Férreo tem mesas dentro de um antigo vagão de trem revitalizado e estacionado na Estação Campos de Canella, em Canela. No cardápio estão pratos para todos os gostos com preços mais acessíveis do que boa parte dos restaurantes de Gramado. Entre os mais pedidos, estão o nhoque de mandioquinha com ragu de carne e o arroz de rabada (R$ 49 e R$ 46, respectivamente).

47 – A comida farta é uma característica dessa região, então vale sempre perguntar quantas pessoas servem o prato que você pretende pedir. Dessa maneira você evita desperdícios e pode até economizar.

Dica extra: muitos restaurantes oferecem traslado gratuito desde o hotel! Ótimo para quem está sem carro ou deseja beber um bom vinho

Fondue em Gramado

48 – Jantar um fondue é um programa clássico e que recomendamos para ao menos um dia do seu roteiro! As alternativas de restaurante são enormes e para todos os bolsos, mas desconfie de locais que servem a sequência de fondue (com etapas de queijo, carne e chocolate) por preços muito baixos. O segredo é ir a um restaurante que ofereça uma experiência agradável e atenda aos seus padrões, não é preciso ir a um lugar caro para comer bem, mas percebe-se .

fondue-gramado
Dos fondue que tivemos a oportunidade de experimentar em Gramado, em nossa opinião, os melhores são o Belle du Valais e Chalet de la Fondue. Uma opção mais em conta e com ótimo custo-benefício é o Maximilia, que em nossa experiência ofereceu um serviço excelente e através do seu site permitia descontos na sequência de fondue. Outra opção que gostamos bastante foi o El Fuego, que inclusive é uma ótima churrascaria, e os que achamos razoáveis em relação aos supracitados foram o Château dos Plátanos, Maison de La Fondue. Leia mais sobre fondue em Gramado.

49 – O que fazer em Gramado com crianças

A Aldeia do Papai Noel, o Mini Mundo, o Mundo a Vapor, o Snowland, o Parque Terra Mágica Florybal e o Alpen Park são boas atrações para quem viaja com crianças. Se viaja entre novembro e meados de janeiro aproveite para assistir a alguns espetáculos do Natal Luz, que é incrível para as crianças. Quando se faz uma viagem com crianças, o ritmo da programação costuma ser mais lento, então também é indicado reservar um hotel que tenha atrações infantis, como piscina e playground.

alpen-park-canela
Crianças maiores e que reagem bem a locais fechados e com um pouco de barulho devem gostar das pizzarias temáticas. Fique atento também à programação cultural na Rua Coberta, onde costuma haver peças infantis e shows.

50 – O que fazer em Gramado e Canela à noite

Quer explorar a vida Noturna de Gramado? Uma boa sugestão é a Taberna MF, uma cervejaria artesanal com mais de 30 tipos de cervejas. Para quem prefere algo mais animado e gosta de dançar, procure ir ao Bill Bar ou ao Boteco Bill, que tem programação variada ao longo da semana.

noite-gramado

MF Taberna

Hotéis em Gramado e Canela

51 – A estrutura hoteleira de Gramado é excelente, há hotéis para todos os estilos de viajantes, que desde pousadas simples aos hotéis luxuosos e muito bem estruturados. Procure sempre reservar sua acomodação com antecedência, especialmente se planeja sua viagem para um período de férias, em julho, dezembro e em vésperas de feriados porque nesses períodos a procura por hospedagem é sempre mais maior. Pensando em economia, Canela costuma ser mais atrativa do que Gramado e ambas as cidades estão muito próximas: em 10-15 minutos você vai do centro de uma cidade ao centro da outra.

52 – Quando você aluga um carro a localização de sua acomodação pode ficar em segundo plano no momento de escolher o hotel; mas quando a ideia é não alugar um carro e fazer atividades cotidianas caminhando, procure priorizar um hotel bem localizado, no centro de Gramado ou Centro de Canela. Gramado e Canela são cidades pequenas, é verdade, mas há muitos hotéis que ficam afastados do comércio e se não puder contar com um carro atrapalhará um pouco a logística da viagem.

hoteis-gramado

Hotel Alpestre

53 – Em Gramado, um hotel bastante tradicional é o Ritta Hoppner, que tem chalés confortáveis e românticos. O Hotel Alpestre é ótimo para famílias e o refinado Casa da Montanha ideal para quem prioriza localização e estrutura. Para ficar no centro, a 1 minuto da Rua Coberta, o recém-inaugurado hotel Cercano é uma boa alternativa e para quem procura um lugar espaçoso, que tem até quadra esportiva, sugerimos o Bavaria Sport HotelPara quem viaja em casal, uma sugestão é o Hotel Varanda das Bromélias e para quem busca aconchego, a simpática pousada Jardim Secreto é uma graça.

54 – Em Canela, recomendamos a Pousada Perfume de Canela que é pequena, mas uma gracinha e com funcionários que te fazem sentir em casa. Outros lugares bem avaliados por hóspedes são as pousadas Doce Canela e Blumenberg. Para ler avaliações reais dos hóspedes, basta clicar nos links dos hotéis! 

Leia também:
Hotéis em Gramado: saiba onde ficar na cidade
Hotéis no Centro de Gramado
Pousadas em Gramado
Hotéis bons e baratos em Gramado

Como chegar a Gramado

55 – O aeroporto mais próximo de Gramado é o de Caxias do Sul, mas o melhor aeroporto para chegar à Gramado é o de Porto Alegre, por causa de sua estrutura, frequência de voos e transporte direto para Gramado.

Para ir do aeroporto de Porto Alegre até Gramado, você pode alugar um carro ou pegar um ônibus da Citral, que passa no próprio aeroporto – não é preciso ir até a rodoviária de Porto Alegre para pegar um ônibus. Outra alternativa é o Uber ou transporte compartilhado feito com agências turísticas.

Para ir de Porto Alegre (aeroporto) até Gramado, o melhor caminho é seguir pela BR-116, passando por Canoas e São Leopoldo. Após Novo Hamburgo, a estrada já nem parece mais a mesma: no lugar das construções e placas por todos os lados, toma conta da paisagem uma natureza exuberante, intercalada por pequenas cidadezinhas de colonização alemã, como Dois Irmãos, Morro Reuter e a belíssima Nova Petrópolis. Aí é só pegar a ERS-235 em direção à Gramado. A viagem toda leva cerca de 2 horas e 15 minutos. Leia mais sobre como ir de Porto Alegre a Gramado

como-chegar-gramado

Pórtico de Gramado

Compras no caminho entre Porto Alegre e Gramado

56 – Em Novo Hamburgo, cidade no caminho entre Porto Alegre e Gramado, fica o Fashion Outlet Novo Hamburgo, uma excelente opção para quem deseja fazer compras. No lugar você encontra diversas lojas de marcas conhecidas no Brasil e que vendem produtos de qualidade. Encontramos muitos produtos a preços atrativos e menores do que os oferecidos pelas lojas regulares, mas é sempre preciso averiguar se a compra realmente está valendo a pena. Certamente vale uma parada no caminho!

Quando ir a Gramado

57 – Gramado é um destino para visitar o ano inteiro e cada estação oferece uma experiência diferente! No inverno a cidade fica muito movimentada e ganha um ar de elegância que é puro charme. Já entre novembro e a primeira quinzena de janeiro é quando ocorre o Natal Luz, o evento que deixa a cidade toda enfeitada para o Natal. Geralmente, na segunda quinzena de novembro até janeiro você consegue visitar a cidade com as hortênsias todas floridas, é maravilhoso! A chuva é recorrente nessa região, então prepare para pegar alguns dias nublados, algo bastante comum na serra.

Não subestime o frio da cidade, principalmente no inverno, e não acredite cegamente na previsão do tempo. É natural que a sensação térmica esteja mais fria do que você pensou inicialmente, então levar um agasalho na mala é bem-vindo em qualquer época do ano, inclusive no verão, que costuma ter dias mais quentes e noites frescas.

Leia também: Dicas para escolher a mala ideal para a sua viagem de avião

Clima de Gramado mês a mês

Clima de Gramado mês a mês – Retirado do site Clima Tempo.

Veja aqui temperatura de Gramado no momento e a previsão para os próximos dias!

Transporte em Gramado

58 – Carro alugado: A maneira mais cômoda de visitar Gramado, Canela ou outras cidades próximas é através de um carro, que oferece mobilidade e independência de ir aonde quiser, quando quiser. Se for locar um carro em Porto Alegre opte por uma empresa que tenha filial também em Gramado, para evitar ter que dirigir de volta à capital caso tenha algum imprevisto. Atenção: os motoristas sempre param nas faixas de pedestres em Gramado!

59 – Uber: O Uber funciona bem na região, mas pode demorar um pouco quando se visita atrações mais distantes em Canela, como o Parque do Caracol ou dos bondinhos aéreos. Se for usar o Uber de volta ao aeroporto, alguns motoristas costumam recusar a corrida no valor do aplicativo e fazer um preço fixo.

60 – Transporte coletivo: Há um ônibus entre o centro de Canela e o centro de Gramado, mas para realizar passeios para outros locais de ambas a cidade, o mais cômodo acaba sendo ir com um carro ou contratar uma agência.

61 – BusTour: Outra alternativa para fazer os passeios utilizar o BusTour, um ônibus de dois andares com uma rota turística que passa pelas principais atrações de Gramado e Canela. Nesse caso, o ideal é comprar dois dias de passeio, já que há um bom desconto no valor da segunda data.

Bustour em Gramado

62 – Os táxis podem ser uma boa pedida para fazer pequenos trajetos, mas esteja avisado de que a frota de táxis dessas cidades é bem pequena. Quando há algum evento na cidade e a demanda de clientes é maior do que o normal, você pode ter que ficar esperando pelos táxis. Não há Uber ou Cabify na cidade por enquanto.

transporte-gramado
63 – Esteja consciente de que estacionar no centro de Gramado pode dar um pouquinho de trabalho e que é preciso pagar pelo estacionamento público nos parquímetros que ficam nas calçadas. E não se iluda pensando que não há trânsito em Gramado porque a cidade pode ficar devagar para andar sim, principalmente nos feriados e momentos antes de um evento importante. Se você tem um show do Natal Luz para ir, saia com um pouco de antecedência para evitar transtornos.

64 – Uma dica que vale ouro para quem está sem carro em Gramado e que diferencia a cidade de muitas outras no Brasil, é contar com o transporte gratuito de pontos turísticos e restaurantes. Vários estabelecimentos levam e buscam seus clientes a partir do hotel e isso facilita muito a vida de quem não tem um carrinho. Se você pretende jantar em um restaurante ou atração, informe-se sobre o transporte gratuito. Depois de visitar ao lugar, se não quiser voltar ao hotel você pode pedir ao motorista para deixá-lo em outro ponto da cidade.

Mais atrações na Serra Gaúcha

65 – Nova Petrópolis: conhecida como o jardim da Serra Gaúcha, Nova Petrópolis é uma pequena e charmosa cidade a 34 km de Gramado. Bem no centro da cidade está a Praça das Flores, bem colorida, como o nome mesmo diz. Ali também está o famoso Labirinto Verde, lugares para descansar e banquinhas de artesanato. No Parque Aldeia do Imigrante o visitante pode conferir construções em estilo enxaimel, que reproduzem uma pequena aldeia de imigrantes alemães. Outra grande atração de Nova Petrópolis são as fábricas e lojas de malha.

66 – Labirinto Verde: Um dos principais motivos que levam turistas a Nova Petrópolis é um labirinto feito de arbustos na praça central da cidade. Um bom ponto para se divertir com crianças e fazer belas fotos.

Foto: Anelise Santos Pimentel/ Divulgação

67 – Opa’s Kaffeehaus: Um dos melhores lugares para comer café colonial tipicamente alemão na Serra Gaúcha está em Nova Petrópolis. No Opa’s Kaffeehaus é possível se esbanjar com uma mesa farta com vários tipos de embutidos, queijos, conservas, pães, geléias e um carrinho cheio de tortas doces de tirar qualquer um da dieta. Para acompanhar, sucos, cafés e chás.

68 – Ninho das Águias: A apenas 8 quilômetros do centro de Nova Petrópolis, o Ninho das Águas é o ponto de encontro dos paraquedistas na Serra Gaúcha. Do alto do mirante de quase 600 metros de altura, a vista para a Serra e do Vale do Caí é belíssima e reúne visitantes principalmente durante o pôr do sol.

69 – Trem Maria Fumaça: A locomotiva movida a vapor percorre um trecho de 23 quilômetros entre Bento Gonçalves e Carlos Barbosa, um roteiro conhecido pelos vinhos, queijos e outras delícias, verdadeiros legados deixados pelos imigrantes italianos. Ao longo do percurso, os vagões do trem viram palco para apresentações artísticas (de música, teatro e dança), que ficam ainda mais animadas após algumas provas de vinhos, espumantes e sucos de uva oferecidos nas estações em que a Maria Fumaça passa. Para quem está sem carro: há diversas agências de turismo que vendem pacotes que incluem o transporte de ida e volta para Bento Gonçalves (cerca de duas horas cada trecho), o ingresso para a Maria Fumaça, além de outras atrações.

70 – Vale dos Vinhedos: Existe um outro lado da Serra Gaúcha que não fica para trás quando o assunto é charme, boa gastronomia e atividades turísticas: é o Vale dos Vinhedos, região próxima a Bento Gonçalves, famosa por suas vinícolas, casas de massa e outros (saborosos) legados deixados pelos imigrantes italianos. Desde Gramado são duas horas de carro até o Vale dos Vinhedos, portanto vale reservar dois ou três dias para curtir a região mais italiana da Serra Gaúcha. Confira dicas e o que fazer no Vale dos Vinhedos.

71 – Caminho de Pedras: no interior de Bento Gonçalves está um dos caminhos mais famosos da Serra Gaúcha. Na rota rural Caminhos de Pedra, de cerca de 12 km de extensão, estão restaurantes, vinícolas, atrações como a Casa da Erva Mate e a Casa da Ovelha (especial para crianças), e belas paisagens. São mais de 20 locais a serem visitados – em boa parte deles o atendimento é feito pelos proprietários, famílias descente dos imigrantes italianos. Leia mais sobre o que fazer no Caminho de Pedras.

72 – Templo Budista de Três Coroas: fundado em 1995 pelo mestre tibetano Chagdud Tulku Rinpoche, o Templo Budista de Três Coroas hoje recebe visitantes atraídos pelas belas construções, que incluem estátuas, rodas de oração e cores vibrantes, e também pela paz que o ambiente transmite. O templo pode ser visitado fora dos horários de aula e meditação ou nas sessões abertas, geralmente aos domingos. Três Coroas está a 31 km de Gramado e a 95 km de Porto Alegre.

Foto: Divulgação

Dicas rápidas de Gramado

População de Gramado: Em torno de 35.000 habitantes
DDD: 54
Altitude: 843m
Distância de Gramado a Porto Alegre: cerca de 130km
Distância de Gramado a Canela: 7km
Tem banco em Gramado? Sim! Gramado tem agências do Banco do Brasil, Itaú, Bradesco, Banrisul, Caixa, etc.
O que levar: Roupas de frio, principalmente no inverno, e calçados confortáveis para realizar os passeios e caminhar pela cidade. Um guarda-chuvas poderá ser útil!

E você, curtiu as nossas dicas? Se já esteve na cidade, deixe sua sugestão de passeio para os nossos leitores ou leia todos os nossos textos sobre a cidade no Guia de Gramado e Canela.

62 Comentários

  • Jordana Cunha Rabuske says:

    Gramado é realmente um lugar encantador. Um exemplo de cidade que teve uma visão empreendedora. Transformou o verão, que antigamente era sua baixa temporada, em uma das épocas onde a cidade fica ainda mais linda e iluminada com o Natal Luz. Na páscoa, aproveitou o famoso chocolate da cidade para criar a ChocoFest. No inverno, a cidade se transforma em uma das cidades mais românticas e agradáveis do Sul do Brasil. Ou seja, atrações o ano todo para receber turistas de todos os estados Brasileiros.
    Eu particularmente amo Gramado, costumo pelo menos uma vez ao ano visitar a cidade. Sou gaúcha e atualmente estou morando na Amazônia. Uma dica para quem quer conhecer a Serra Gaúcha é aproveitar e tirar alguns dias para conhecer as Vinícolas de Bento Gonçalves. O vale dos vinhedos é encantador! Já estive em Santiago do Chile e posso afirmar que os tours das vinícolas de Bento não deixam nada a desejar comparados aos de Santiago. Muito pelo contrário, ainda oferecem a degustação do saboroso espumante que é o carro chefe das vinícolas Brasileiras. E se você tiver tempo disponível ainda pode fazer um curso básico ou avançado de degustação.
    Uma dica para quem pretende conhecer a cidade: Mesmo no verão, leve casacos! Durante o dia costuma ser quente, mas durante a noite geralmente costuma esfriar. E aproveite para conhecer a culinária local que é uma das melhores do Brasil!

  • Eduarda Cereta says:

    Como moradora de Canela, posso afirmar que existem muitos outros restaurantes bem mais em conta e muito bons! Para fondue recomendo Restaurante Rivieira e Chateau de la Fondue em Gramado. Para galeto recomendo Mamma Mia Galeteria. Para turista mesmo como eu que procura um almoço bom e barato, recomendo em Canela o Restaurante Tempero Caseiro que serve buffet livre à preço bom e fica no centro. E para um jantar especial para casal, sugiro o Restaurante do Caracol na Rua Coberta, peça o fettutine gourmet com medalhão, muito bom! Hotéis que conheço e posso afirmar com a propriedade de morar aqui são: Gramado: Hotel Villa Bella,Hotel Bertolucci e Pousada Zermatt e hotel barato, bom e bem localizado em Canela recomendo Canela Hostel.
    Noite na Serra, recomendo o Pub do Farol, tanto porque a cerveja é artesanal e feita no local (Cerveja Farol) com varias qualidades e por possuir em si um farol que possui vista para as cidades vizinhas. E de balada, Bill Bar, com certeza.
    Deixo meu e-mail aqui para quem quiser tirar dúvidas daqui: eduardasilveira65@yahoo.com.br

    • Eide MArtins says:

      Eduarda tudo bem? Obrigada pelas dicas. Você comentou sobre hoteis….e o Sesc Gramado é bom? Conhece? Sou socia, e pensei em visitar Gramado e Canelas indo para o Sesc Gramado, não sei se é perto….

      • Raquel Flores says:

        olá, tbem sou sócia do Sesc, e já fiquei hospedada no hotel Sesc de Gramado, fomos em família e amamos tudo, hotel agradavel, comida gostosa e tem pensão completa. no geral é ótimo.

    • Daniella Nascimento says:

      Gostei muito das dicas e não vejo a hora de conhecer gramado e canela. Gostaria de saber mais ou menos quanto levar de dinheiro para passar 7 dias no mês de julho?

  • EIion Tallet says:

    Um destino verdadeiramente encantador!

  • Diógenes says:

    Recomendaria o chá da tarde no Hotel Ritta Hoppner. Muito gostoso. A cidade de Gramado deve ser visitada pelo menos uma vez durante o Natal Luz.

  • Obrigado pelas dicas Eduarda!

  • Dionísio Alencar says:

    Fui no final do ano passado para Gramado. Cidade muito bonita mas tudo é excessivamente caro. Se colocar no papel direitinho sai mais barato passar uma semana na Europa.

    • Feliciano Martins says:

      Hum… Por que exatamente você diz isso? Tenho interesse em saber já que estamos planejando uma viagem pra lá em Junho!

      • Cristiano says:

        Não é bem assim. O restaurante Opção, por exemplo, oferece duas alternativas para almoço: Buffet livre (com direito a churrasco (somente 6 opções de carne) ou a kg (Em Abril/2015, 49 reais). A sobremesa custava 3,00. Deliciosa).

        Já estive em Gramado nos meses de Fevereiro (carnaval), Abril, Junho e Outubro. E afirmo: Não é uma cidade cara. Talvez seja
        para quem é mochileiro.

        • Aline Parreira says:

          Cristiano, vc sabe dizer onde fica esse restaurante? Procurei no Google aqui, e não encontrei =/

          • Cristiano says:

            Me desculpe! O nome correto é OCASIÃO. Fica na Avenida Borges de Medeiros. Ali era o Fritz Hauss (cuja sequência alemã é imperdível), que se mudou para outro ponto.

            Como disseram anteriormente, pelo Tchê Ofertas vc consegue bons preços. Sugiro, também, o http://www.gramadosite.com.br , pois tem muita coisa legal.

            Se precisar de algo, é só chamar.

            Para passeios, o Gramado Site tb ajuda. De qq forma, a Luxus Turismo é excelente.

          • Paulo Arthur Schaeffer says:

            Oi pessoal, esse restaurante fechou para dar lugar a um hotel 🙁

          • Cristiano says:

            Caramba! Há alguns meses ainda funcionava… Obrigado!

  • Aline Fernandes says:

    O momento para essa postagem foi perfeito pra mim!! Estou indo a Gramado no fim de julho/início de agosto e estou nesse momento montando a programação.
    Muito obrigada!!

  • Aline Fernandes says:

    Eduarda, muitíssimo obrigada pelas dicas! =)
    Estou indo a Gramado no fim de julho/início de agosto e com certeza lhe enviarei um e-mail pedindo sugestões!

  • Cláudio Emilio says:

    Só não esqueçam que a estrada Taquara-Gramado, está interrompida. Não sei quando a liberarão. Por enquanto, o acesso é continuar pela 116 (se você vem do aeroporto de Porto Alegre) e entrar em Nova Petrópolis.

  • Leandro Pimenta says:

    Uma dica valiosa para quem chega em POA e aluga um carro é não pegar o caminho mais “perto” para Gramado, um que é quase uma linha reta. Você vai passar por uma estrada de chão cabulosa e desagradável, principalmente se estiver de noite, como foi o meu caso! Faça o caminho indicado pela “rota romântica” e chegue em Gramado por uma via segura e além de tudo mais bonita que o caminho mais curto (e tenebroso)!

  • THE GUNSLINGER says:

    Dá para pegar um desvio, logo antes do posto de pedágio. Não é uma boa em dias de chuva ou à noite, mas de dia e com tempo bom pode ser muito divertido.

    • Mariana says:

      Eu já peguei o desvio; como vc disse, achei bem tranquilo de se fazer durante o dia, com tempo seco.. ir por Nova Petropolis, sinceramente acho muita mão…

  • Mariana says:

    o waze já me sacaneou e me mandou por essa rota… muito tenso mesmo!

  • Camila Carmo says:

    Eu amei Gramado. Fiz praticamente todos esse passeios que vocês indicaram. Voltaria várias vezes pra lá. É muito lindo.

  • Camila Carmo says:

    Essa cantina foi o lugar mais gostoso que eu já comi na vida. Pedi uma massa que até hoje eu sonho com ela. rsrs

  • Estive em Gramado em Maio de 2008 numa daquelas promoções que a Gol fazia de madrugada. Paguei 49,00 por trecho de Natal a Porto Alegre. Bons tempos viu!!!
    A cidade é fantástica, pretendo voltar um dia.

  • Aninha Marques Tabchoury says:

    Muito legal a matéria mas senti falta de uma dica imperdível que faz toda a diferença para conhecer Gramado e Canela. O Bustour, é um ônibus turístico, tipo os Londrinos, que passa em todos os pontos turísticos das duas cidades e o passageiro pode subir e descer quantas vezes quiser!!! Além de ser mais econômico, pois com o ticket você tem acesso a vários descontos e benefícios nos pontos e outros estabelecimentos, ajuda na mobilidade urbana de Gramado e Canela pois como são cidades pequenas, não combina com carro. Além do que, as pessoas se perdem com frequência e ao invés de curtir a paisagem e aproveitar ao máximo o tempo, ficam se preocupando em descobrir a rota e procurar estacionamento.

  • Petim says:

    Oi pessoal, sou de Porto Alegre e recomendo a todos que pretendem ir para Serra. Visitar os sites de compra coletiva, Peixe Urbano e Laçador de Ofertas. É só prestar a atenção nas atrações/restaurantes que não precisam (agendar) e ser feliz… Você consegue fazer a cidade toda com cupons e vai economizar pelo menos uns 40 – 50%. Vale muito apena. Seguido vou com minha esposa almoçar em Gramado com vouchers.

  • Fui pra lá para o Reveillon 2015/2016. Adorei! =D
    Já estou com saudades.

  • Cristiano says:

    Minha cidade favorita! A única, até hoje, que eu repeti a visita. É apaixonante. Sinto saudades sempre!

  • Aline Fernandes says:

    Obrigada, meninas! Esse restaurante parece ser uma unanimidade, pois todo blog que leio, o recomenda hehehe

  • Aline Fernandes says:

    Pessoal, uma dúvida…
    Ficarei em gramado e não estarei de carro. É possível visitar os parques do Caracol e da Serra (aquele dos bondinhos), em Canela, de ônibus?
    Eu soube que há um ônibus coletivo que faz o trajeto Gramado-Canela, mas não encontrei o itinerário exato dele na internet…
    Alguém sabe me responder?
    E caso eu faça o trajeto de táxi, alguém tem noção do valor da tarifa?
    Eu preferiria não ter de alugar um carro, apenas se for estritamente necessário

    • Camille Panzera says:

      Oi, Aline.
      O ônibus que você pode usar pra fazer esses passeios é o ônibus turístico, BusTour, dá uma olhada aqui: http://www.bustour.com.br/rotas-e-horarios
      Aproveita o ingresso do ônibus e visita os lugares mais distantes por onde ele passa…
      Táxi vai sair muito caro e os ônibus de linha vão para a rodoviária de Canela, que é fora de mão para ir para esses parques.
      abs!

      • Aline Parreira says:

        Obrigada pela resposta, Camille!
        Eu tinha visto esse bustour, mas achei que o valor fica muito alto pra mim e pro meu noivo (120 reais para o casal)… Nesse valor, acho que talvez seja melhor alugar um carro mesmo… =/

  • Thomas says:

    Pessoal, a estrada mais curta, que vai por Três Coroas, está interrompida devido a reformas. A previsão é que fique pronta em maio. Enquanto isso, sim, tem um desvio de chão batido que não é recomendado. Até lá, usem o caminho da Rota Romântica, por Nova Petrópolis, que é apenas 30 minutos mais longa mas com asfalto perfeito e uma vista incrível. Saindo do aeroporto de Porto Alegre, basta pegar a BR-116 sempre reto em Nova Petrópolis. Cruze então o centrinho desta cidade e em 30 minutos se está em Gramado. Só este passeio já é um belo programa!

  • Fernanda says:

    Sou suspeita para falar desse paraíso, já fui 4 vezes (3 anos seguidos), a última visita foi no Natal de 2015 e reveilon 2016, ficamos 13 dias!!!
    Compramos algumas ofertas no tchê e no laçador, valeu super a pena, tanto restaurantes como passeios, aliás restaurantes alguns num vi vantagem, pois quando chegamos para consumir, o preço do cardápio era o mesmo da “oferta”.
    Essa época que ficamos da última vez, achei muito caro, a maioria das coisas dobram o preço. No reveillon, não queríamos ceia, pois estávamos com criança pequena, fomos no maximilia que informou q não era ceia, cardápio normal… Fomos às 20h, me senti roubada, tinhamos ido dias antes (com cupom de compras coletivas) e pagamos tipo 40,00 por pessoa pela sequencia de fondue e meu filho de 4 anos foi free…no dia 31/01 (mesmo indo cedo), nos cobraram pela mesma sequencia, 130,00 por pessoa e cobraram 50,00 da minha criança, com as bebidas e taxas, pagamos absurdos R$430,00 (a ceia teria saído mais barato com bebidas e comida à vontade).
    Hotéis simples a diária é na faixa de 450,00 (fora dessa temporada é 220,00), gostei da experiência, mais essa época não me pega mais…rsrsrs
    A região de vinícolas de Bento é um passeio imperdível, para quem aprecia vinhos, queijos, sucos orgânicos, conservas (casa madeira).
    EM Canela conhecemos uma pizzaria temática chamada Toca da Bruxa, é imperdível para quem está com crianças, meu filho fez pizza e ainda pode levar p/ casa. Tem o Cara de mau em Gramado q é o mesmo sistema, mas achei a opção de Canela mais tranquila…
    Ainda em Canela, fomos em outro restaurante que merece destaque, é feito de containers e tem uma loja no interior de moveis do mundo ( Mãos do Mundo), pratos diferenciados e saborosas (fica próximo a igreja de pedra).
    O zoo é legal, tem várias espécies…mas achei um pouco depreciado em relação a 2014.
    Ahhhh o desfile de Natal… UAU! É um espetáculo maravilhoso, majestoso, lindo! Valeu cada centavo!

  • Janaína says:

    Gente estou procurando dicas para aliar os passeios em Gramado e Canela e o tour dos vinhos da serra gaúcha… Quem pode dar dicas? Obrigada 😉

  • Marcos Ubiratam says:

    Aline, que oferta foi essa? É válida pra julho? Irei no final de julho para lá, me passa o link por favor. Obg!

  • Marcos Ubiratam says:

    Pessoal, boa noite! O passeio da Maria Fumaça é dispensável para quem está de carro? Ou seja, é tranquilo fazer um bate e volta à Bento Gonçalves de carro para conhecer as Vinícolas?

  • Ana Paula Schussler says:

    Gente! Não indico o passeio pra quem está de dieta, é muita tentação! A gastronomia da serra gaúcha é demais… ótimos restaurantes com ótimo atendimento também.

  • Lucas Albuquerque says:

    O trecho da RS-115 não está bloqueado?

  • Karla says:

    Amigos que como eu adoram viajar, minha dica para quem quer conhecer GRAMADO é se hospedar em apartamento para temporada. Este aqui que fico sempre, tem localização central, lindas instalações e acomoda até 07 pessoas.
    http://www.booking.com/hotel/br/residencial-solar-real-7-pessoas.pt-br.html?label=gen173nr-15CAsoIEIgcmVzaWRlbmNpYWwtc29sYXItcmVhbC03LXBlc3NvYXNILWIFbm9yZWZoIIgBApgBLbgBBMgBBNgBA-gBAfgBBA;sid=453a29b18bacfb1464a6d926f1e1949a;dcid=1;;m_occ=2

  • Marcos Ubiratam says:

    Muito obrigado, Aline! 😉

  • Mario says:

    A gastronomia de Gramado/Canela é fantástica. As dicas e sugestões dos sites traduzem fielmente a experiência gastronômica de cada restaurante, com destaque para o Empório Canela, El Fuego, Josephina Café, Cantina Pastasciutta, Casa da Bruxa e Hamburgueria Me Gusta (um dos melhores hambúrgueres que já comi). Ao almoçar no El Fuego recebemos um voucher com desconto de 30% na sequencia de Fondue no Maximiliana. Reservei um jantar no Belle du Valais, mas a proprietária do Hotel explicou que você paga muito caro pelo ambiente refinado com cristais, pratarias, louças e etc… Disse que existiam bons restaurantes em Gramado e sugeriu o Colosseo. Sem dúvida, ótima dica, sequência de fondue suíço, com carnes nobres e chocolate belga num ambiente super agradável. Quanto aos passeios, achei os museus e os parques caríssimos pelo que oferecem. Uma descida na montanha russa do Alpen Park para duas pessoas custa quase R$50,00 por uma volta que dura 20/30 segundos, o mesmo vale para o trenó. O Snowland, na minha opinião, vale o ingresso. Para permanência na Montanha, sugiro levar uma blusa térmica, touca, meias grossas e cachecol. Existe um lojinha numa galeria ao lado do largo dos Borges que vende tudo isso por um preço legal. Não andei no pedalinho do lago Negro, porque informaram que teria que alugar dois para andar com três pessoas, sendo que uma delas possuía 12 anos, ou seja, quase R$80,00. Detalhe, o pedalinho é enorme. Outros passeios interessantes são as lojas/fabricas dos Chocolates espalhadas pela Cidade e das Cristais de Gramado. No retorno, paramos no Templo Budista e no Fashion Outlet que ficam no caminho do Aeroporto e aproveitamos algumas ofertas. Nos hospedamos no Hotel Canto Verde que fica na divisa com Canela, cuja acomodação, limpeza, atendimento e o café da manhã superaram todas as expectativas. O transito de Gramado é extremamente civilizado, não há sinais/semáforos, o que exige atenção redobrada, principalmente, com os pedestres que atravessam na faixa. O estacionamento publico funciona em sistema de parquímetro que só aceitam moedas, caso não tenha, terá que procurar um agente de transito por perto para pagar o estacionamento. Se ultrapassar o tempo de permanência, você recebe uma “multa simbólica” no valor de R$12,60 para regularizar a permanência no local. Nota 10 para Gramado/Canela!

  • Elenilson Silva says:

    Parabéns, informações muito claras e objetivas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *