Dicas para visitar a 25 de março, maior centro popular de compras de São Paulo e do Brasil!

Rafael Castilho
31/07/2019  ·  12:05Publicado 31 · jul · 2019  ·  12:05Atualizado 22 · nov · 2019

Dicas para visitar a 25 de março, maior centro popular de compras de São Paulo e do Brasil!

Vale a pena fazer compras na rua 25 de março, em São Paulo? Como chegar lá? Quais são os principais produtos vendidos? E as melhores lojas? Onde comer? A região é segura? Respondemos a essas e a outras perguntas nesse post exclusivo!

A cidade de São Paulo é a porta de entrada dos turistas estrangeiros no Brasil e também um dos principais destinos nacionais. A Terra da Garoa atrai por sua magnitude e atrações, um pólo histórico de grande diversidade cultural, gastronômica, vida noturna etc. É também buscada por quem quer encontrar e comprar os mais diferentes tipos de produtos.

Podemos afirmar que São Paulo é o principal destino comercial do país. Entre vários atributos, a cidade possui o maior pólo de comércio da América da Latina: a Rua 25 de Março, que recebe cerca de 500 mil pessoas diariamente, que buscam diversidade e preço baixo. Este número ultrapassa 1 milhão de visitantes por dia em vésperas de festividades, como o Natal, ou em datas especiais, como o Dia das Mães e o Dia das Crianças.

Como chegar à rua 25 de março?

A melhor maneira de se chegar à região da rua 25 de março é de metrô, descendo na estação São Bento da Linha Azul – Norte/Sul. Ao desembarcar procure as placas para saída Ladeira Porto Geral. A passagem custa R$ 4,30. Dica: no embarque já compre a passagem para a volta, pois normalmente a bilheteria da Estação São Bento tem longas e demoradas filas.

De ônibus é possível acessar a região com veículos que seguem para Terminal Dom Pedro II e Praça da Sé. Passagem: R$ 4,30.

Se vier de carro, prefira estacionar na Rua São Bento, ou nos edifícios garagem da Av. Senador Queiroz e da Av. Prestes Maia. Atenção especial aos itens deixados dentro do veículo (evite deixar objetivos de valor) e com o pneu reserva. Ao sair, verifique se o estepe continua preso ao carro. Uma hora de estacionamento custa cerca de R$ 20.

O transporte por meio de aplicativos, como Uber, Cabify, 99 e Easy, é uma boa opção para chegar ao local, pois não exige estacionamento. Do aeroporto de Congonhas até a Rua 25 de Março a viagem custará entre R$ 28 e R$ 38. Já do aeroporto de Guarulhos cerca de R$ 70.

Dos terminais de ônibus Tietê e Barra Funda, o melhor caminho é de metrô até a estação São Bento. No Tietê, siga direto pela linha Azul, sentido Jabaquara. Na Barra Funda, pegue o trem para Corinthians-Itaquera. Desça na Sé e tome a linha Azul sentido Tucuruvi. A passagem custa R$ 4,30.

Veja o mapa do metrô de São Paulo.

Horários da 25 de março

A maioria das lojas abre de segunda a sexta-feira, das 8 às 18h e, aos sábados, das 8 às 13h30. Algumas abrem às 7h. Em feriados, somente parte das lojas abrem em horário especial. Assim, como em vésperas de dias festivos.

Principais lojas da 25 de março

A região é conhecida pela diversidade, mas tem seu ponto forte, hoje, em artigos de decoração, festas, bijuterias, flores artificiais, e importados em geral, independente da qualidade e da procedência.

São milhares de pontos de venda, incluindo os camelôs, frequentes nas calçadas, e que, na maioria das vezes, comercializam brinquedos, roupas infantis, bijuterias e até artigos para animais domésticos.

As grandes redes, que vendem uma diversidade enorme de produtos, são MCamicado, Armarinhos Fernando e Niazi Chohfi. Mas há muitas outras opções!

Artigos para festa na 25 de março

Um dos pontos fortes da região da Rua 25 de Março é a compra de artigos para festas. Lá você encontra de tudo para animar a comemoração da sua agenda. Uma boa esticada é até a Rua Barão de Duprat.

Matsumoto: o mundo das Festas. Esparramada por dois grandes andares, a loja oferece tudo o que você precisa para fazer a festa infantil, decorações, máscaras, lembrancinhas, forminhas, etc. Somente os corredores estreitos atrapalham as compras. Endereço: Rua Barão de Duprat, 39.

Real Festas: menor que as demais lojas, mas com boa variedade de decorações para festas. End.: Rua Barão de Duprat, 158 e Rua Cavalheiro Basílio Jafet, 100.

Festa Já: Festa Junina, Carnaval, Fim de Ano, qualquer motivo para a sua Festa é possível encontrar até para as infantis. End.: Rua Barão de Duprat, 115.

Rizzo: aqui o forte é a decoração temática das festas, com grande enfoque nas infantis desde Barbie a Vingadores. End.: Rua Barão de Duprat, 111. Também na esquina da Barão de Duprat e Rua Cavalheiro Basílio Jafet.

Duprat Shop e Galeria K: dois espaços vizinhos com pequenos estandes e voas opções para compra lembrancinhas, velinhas e decoração para festas. End.: Rua Barão de Duprat, 171 e 163.

Aviamentos na 25 de março

A Rua 25 de março tem perdido o seu reinado quando a questão é aviamentos e produtos para costura para os bairros do Brás e Bom Retiro. Apesar disto, algumas lojas ainda são oásis para as costureiras.

Maluli Armarinhos: tudo o que precisa para personificar e fazer um ótimo acabamento em seu vestuário. Aqui encontra fitas, linha, fio, agulhas, etc. End.: Rua 25 de março 717 e Rua Carlos de Sousa Nazaré, 276.

Armarinhos Ambar: se o seu foco é crochê aqui é o lugar. Muitas opções de fios de lã. Endereço: Rua 25 de março, 786.

Vaz Martins: espaço dedicado a costureira e todos os seu apetrechos. End.: Rua Jorge Azem, 54.

Bijuteria na 25 de março

Há uma infinidade de adornos, feitos de vários materiais. A rua 25 de Março é um paraíso para quem busca bijuterias.

Crystal: colares, brincos, pulseiras douradas e pratas, e muito mais. End.: Rua 25 de março, 637.

Iris: novidades em bijuterias e bons preços. Endereço: Ladeira Porto Geral, 42.

Criativa: designs inovadores e também o tradicional, tudo o que você busca em bijuterias. Endereço: Rua 25 de março, 679.

Lumme: boa pedida para a compra de artigos em prata. End.: Ladeira Porto Geral, 78.

Brinquedos na 25 de março

Durante as festas de fim de ano e na semana do dia das crianças, as ruas da região da 25 de março ficam lotadas por quem busca preço baixo e variedades de brinquedos nacionais e importados.

Armarinhos Fernando: a loja principal do grupo ocupa um quarteirão inteiro na 25 de Março. São dois andares de diversos objetos que vão desde pilhas a material escolar, itens para costura, utensílios de cozinha, etc. Um dos grandes atrativos é a variedade e bons preços de brinquedos. Mas prepare para caminhar em corredores apertados e pegar longas filas em fins de semana, feriados e pré-datas festivas. End.: Rua 25 de março 864 e 662.

MP Brinquedos: bons preços, bastante opções sem a muvuca das grandes lojas. Vale passar aqui e comparar. Endereço: Rua Barão de Duprat, 21.

Semaan: uma grande variedade de brinquedos importados e nacionais. Se busca bonecos colecionáveis o lugar é aqui. End.: Rua Barão de Duprat 258.

Decoração na 25 de março 

A 25 de Março hoje também procurada para quem busca decoração de qualidade, cama, mesa, banho e utensílios para casa com bons preços. Até tapete persa é possível encontrar aqui.

Niazi Chohfiuma das grandes redes que está por toda a região. Em sua maior loja de 11 andares é possível encontrar tecidos, roupas íntimas, tapetes, cortinas e persianas, mas o mais forte é a roupa de cama, mesa e banho. Endereços: Rua 25 de março 607 e 702; Rua Cavalheiro Basílio Jafet 80; e Rua da Cantareira 173.

MCamicadopossui uma infinidade de artigos para cozinha, como: pratos, talheres, potes, organizadores, entre outros objetos. Também está em vários endereços. Para casa: Rua Cavalheiro Basílio Jafet 60 e Rua Barão de Duprat 145; e para festas: Rua Cavalheiro Basílio Jafet 55 e Rua Barão de Duprat 145 e 240.

Doural: uma das mais antigas da região e uma ótima parada para quem busca utensílios diversos para casa. Desde o mais simples a churrasqueiras portáteis importadas. Endereço: Rua 25 de março, 595.

Rei da Cutelaria: tradicional loja de utensílios de cozinha e melhor lugar para chefs. Lugar perfeito para quem busca ótimas facas para restaurantes. End.: Rua Carlos de Sousa Nazaré, 230.

Katmandu: uma viagem a Ásia, com uma pitada de África. Aqui o universo de budas, mantras, animais, cores, ganha forma. Uma loja para admirar e decorar a sua casa. Rua 25 de março, 509

Fantasias na 25 de Março

Festa Junina, Carnaval, Halloween, não faltam motivos para comprar a fantasia e arrasar nas festas. A região da 25 de março tem tudo o que você precisa.

Festas e Fantasias: logo ao lado da saída do metrô, aqui há de tudo: fantasias, perucas e grandes adereços para Festas. Endereço: Ladeira Porto Geral, 35 e 106.

Porto das Festas: também na descida da Ladeira, aqui você encontra muitas cores e tipos de fantasias, enfeites e máscaras. Endereço: Ladeira Porto Geral, 88.

Flores artificiais 25 de março

A cada ano as flores artificias ficam cada vez mais originais. Nem parecem de plástico e são ótimas para a decoração de casa e do escritório. A 25 de março é um ótimo lugar para encontrar o que procura.

Brasfama: todos os tipos e flores e suas cores. End.: Rua 25 de março, 564.

Lily Decorações e Flores: boa escolha para se perder nos corredores coloridos e enfeitados. End.: Rua 25 de março, 594.

Tuti Flores: folhagens, flores e vasos. Endereço: Rua da Cantareira, 36.

Florida: grande espaço dedicado às flores e suas belezas. End.: Rua da Cantareira, 28.

Embalagens 25 de Março

Se você busca embalagens diversas da mais simples para uma festinha ou complexas para uma indústria a região da 25 de Março pode te ajudar.

Brazilian Plast: todo o tipo de embalagem temática para festa infantil ou saquinhos plásticos para empresa. Rua da Cantareira, 145 e Rua Barão de Duprat, 112.

Trópicos: o forte é a embalagem para lojas e restaurantes, mas também há plástico bolha para a sua mudança. Rua da Cantareira, 195.

Maquiagem na 25 de Março

A 25 de março também reforça o seu viés em cosméticos e maquiagem. O point aqui é a Rua Carlos de Sousa Nazaré.

Igor & Hugo: tudo para a maquiagem a preço mais convidativo. End.: Rua Carlos de Sousa Nazaré, 320.

Vip Make Up: batom, rímel, base, esmalte, etc. Uma loja completa para a sua make up. Endereço: Rua Carlos de Sousa Nazaré, 317.

MDF na 25 de março

Um utensílio para decorar sua casa ou a festa infantil. A região da 25 de Março é forte quando o assunto é itens em MDF.

Regina: de gaiolas a rodas de carruagem, tudo se transforma em MDF e ganha forma nesta loja. End.: Rua Jorge Azem, 27.

Rei do MDF: quando o assunto é MDF, a loja é a majestade. Dois andares repletos de itens e nomes decorativos feitos com esta placa de fibra. Endereço: Rua Barão de Duprat, 47.

Presentes da 25 de Março

Chega de objetos sem graça e de baixa qualidade, a 25 de Março abriga lojas antenas com as tendências internacionais e com ótimas opções para aquele presente que você busca.

Bendita Seja: aqui tem de tudo com as tendências atuais desde papelaria a decoração. Uma ótima parada para achar presentes. End.: Rua 25 de março, 775.

Kakarekos: itens descolados e da modinha, a loja tem uma infinidade de produtos para a sua casa ou para presentear alguém, com canecas, porta-retratos, etc. Endereço: Rua Cavalheiro Basílio Jafet, 119.

Drina: aqui há de tudo, mas um bom lugar para comprar bichos de pelúcia e produtos importados. End.: Rua 25 de março, 711.

Roupas íntimas e meias na 25 de março

A região é ótima para encontrar as principais marcas do mercado de roupas íntimas, pijamas e meias com ótimos preços.

Depósitos de Meias São Jorge: são dois endereços com grande variedade de produtos. Aqui você encontra pijamas para mulheres, roupas íntimas para adultos e crianças e muitas meias. End.: Rua 25 de março 485 e 680.

Depósitos de Meias Ansarah: especializado em meias e roupas íntimas. Endereço: Rua 25 de março, 543.

Shopping na 25 de março

Se busca óculos, produtos eletrônicos, perfumes, tênis, bolsas, nacionais ou importadas, originais ou de procedência duvidosa, dois grandes centros comercias são destaque na região e atraem os compradores. Fica aqui a dica: se busca eletrônicos a região da Santa Ifigênia é mais a sua praia.

Galeria Pagé: cerca de 170 estandes se espalham num grande edifício com entrada pela Rua Comendador  Affonso Kherlakian e Rua Barão de Duprat. O forte aqui é eletrônico e acessórios.

Shopping 25: em dois endereços na região. Aqui os estandes são mais diversificados com bolsas, perfumes, óculos e até eletrônicos. Rua Barão de Duprat, 181 e Rua 25 de março, 1081.

O que comer na 25 de março

Para o passeio e as compras serem agradáveis, é fundamental estar bem hidratado e alimentado. Seguem algumas dicas para fazer uma boquinha rápida, ou demorada, na região.

Graviola: sucos naturais e lanches rápidos. Uma ótima pedida é o suco de tangerina para refrescar. End.: Rua da Cantareira, 215.

Quitandinha: espaço novo e bem descolado para uma boa bebida e uma comidinha. Endereço: Rua Jorge Azem, 47.

Comida de Rua: há diversas opções, destaque para o pastel de feira e a coxinha de mandioca. Além da água de coco vendida por ambulantes.

Café Suplicy: grife famosa paulistana também está na 25 de Março. Além do famoso cafezinho, tem lanches rápidos e pratos. Endereço: Rua Comendador Abdo Schahin, 34.

Mercado Municipal: venha saborear o famoso sanduíche de Mortadela ou o pastel de bacalhau, mas o Mercadão de São Paulo é muito mais que isto. End.: Rua da Cantareira.

*Também há na Rua 25 de Março Burger King e McDonalds.

Porém, a culinária árabe merece um destaque especial na região, pela variedade e qualidade das opções.

Comida árabe da 25 de Março

Por muito tempo, a região da Rua 25 de Março foi conhecida por abrigar a principal área da capital. Era ali que se fixaram os sírios e libaneses que chegaram em São Paulo no final do século XIX. Apesar de hoje estar tomada, principalmente por chineses, muitos restaurantes árabes resistiram e são parada obrigatória numa visita.

Ponto Árabe: charutinho, chawarma, coalhada, halawe, etc, toda a maravilha da cozinha libanesa. Uma dica irresistível: esfiha de carne folhada. Não aceita cartão de crédito. End.: Rua da Cantareira, 239.

Raful: bem requisitado na região. Dá para comer no balcão ou mais tranquilo nas mesas ao fundo. Experimente o kibe frito com coalhada seca. Endereço: Rua Comendador Abdo Schahin, 118.

Monte Líbano: uma bela comida árabe tradicional com as receitas da proprietária, a libanesa Alice Maatouk. Ótimo tabule, quibe cru, coalhada e quibe frito. Endereço: Cavalheiro Basílio Jafet, 38 – 1 andar.

Empório Sírio: uma boa pedida para sobremesa é um belo doce árabe, mas se preferir pode levar as delícias sírias para casa. Endereço: Rua Comendador Abdo Schahin, 150.

Segurança na rua 25 de Março

Como em qualquer grande centro urbano e com grande aglomeração de pessoas a principal recomendação é FIQUE ATENTO e NÃO DÊ BOBEIRA. A região é bem policiada, mas casos de furtos são frequentes.

Leve sempre a sua carteira no bolso da frente e também ande com seus pertences, como bolsa e mochilas, a frente do corpo. Cuidado com o celular, use somente quando necessário e se possível dentro das lojas para não facilitar os pequenos furtos. Também fique atento quando usar o cartão de crédito para que o mesmo não seja trocado por descuido ou até intencionalmente. As lojas da região são de confiança, mas os camelôs e os quiosques dos shoppings populares podem oferecer algum risco.

Policiamento na Rua 25 de Março

Bancos na 25 de Março

A maioria das lojas aceita cartão de débito. Muitas lojas aceitam cartões de crédito. Mas, pagando em dinheiro, ou comprando em quantidade, é possível conseguir descontos.

Caso precise sacar dinheiro, as agências mais próximas da Rua 25 de Março:

Itaú: Rua 25 de Março, 461.

Bradesco: Rua 25 de Março, 746 e 555.

Banco do Brasil: R. Barão de Duprat, 15.

Santander: R. Boa Vista, 263.

Caixa: R. Álvares Penteado, 19.

História da 25 de Março

A famosa rua de comércio paulistana teve vários nomes antes de ser batizada de 25 de Março, em homenagem à data em que o Imperador Dom Pedro I outorgou a primeira Constituição do Brasil, em 1824.

De acordo com o pesquisador Lineu Francisco de Oliveira, no livro “Mascates e Sacoleiros”, a história da rua está ligada à origem da cidade de São Paulo. O autor lembra que o Pateo do Colégio, berço da fundação da cidade, fica próximo da região onde se situa a 25. O Rio Tamaduateí, que corria ao lado da via, abaixo do Mosteiro de São Bento, tinha em seu percurso sete voltas e no final da sétima volta ficava o Porto Geral, onde eram desembarcados os produtos importados que vinham do porto de Santos. O nome do Porto foi dado à conhecida Ladeira Porto Geral, uma das travessas da 25 de Março. (informações Prefeitura de São Paulo)

O viés comercial da região sempre existiu. No século XIX, imigrantes árabes abriram as primeiras lojas. Por causa das grandes enchentes, frequentes no local, muita mercadoria era perdida ou danificada sendo vendida a preços mais baixos. Para evitar maiores prejuízos, os comerciantes resolveram comercializar mercadorias mais baratas. (informações do SP Curiosos)

—-

Gostar ou não da 25 de março é uma questão de perfil. Faz calor, tem muvuca, filas e pode até ser um pouco arriscado! Mas, os preços compensam todo o esforço. Não é à toa que milhares de pessoas lotam a região todos os meses, em busca de uma infinidade de produtos.

E você, já fez compras na região? Como foi sua experiência? Tem alguma outra dica? Comente e participe!

Veja também:

25 coisas para fazer (quase) de graça em São Paulo