Coronavírus: Países com restrição de viagem, fechamento de fronteiras e quarentena obrigatória

Wendell Oliveira
5/03/2020  ·  4:58Publicado 5 · mar · 2020  ·  4:58Atualizado 17 · mar · 2020

Coronavírus: Países com restrição de viagem, fechamento de fronteiras e quarentena obrigatória

A proliferação do Coronavírus (COVID-19) já se tornou um problema para os viajantes. Não somente pelos riscos à saúde, mas também porque alguns países passaram a restringir viagens a diversos destinos e nacionalidades. Além do cancelamento de voos, ter a entrada negada ou ser encaminhado para quarentena é uma possibilidade que precisa ser considerada.

Quais países estão aplicando restrições de viagens internacionais devido ao coronavírus? Quais fronteiras estão fechadas? Como os turistas brasileiros podem ser afetados? Confira todas as informações abaixo!

Confira a lista completa e atualizada:
Coronavírus: lista de restrições aos viajantes por país

🇨🇳 China

Epicentro da pandemia do coronavírus (COVID-19), a China decretou a suspensão das vendas de pacotes domésticos e internacionais para conter o avanço da doença. Muitos países também já baniram temporariamente a entrada de cidadãos chineses ou viajantes que tenham transitado pelo país nos últimos 14 dias.

Caso tenha passado recentemente pela China, fique atento. Você pode ter a entrada negada na Austrália, Estados Unidos, algumas ilhas do Caribe, Indonésia, Israel, Madagascar, Maldivas, Nova Zelândia, Filipinas, Singapura, Turquia, Vietnã, entre outros.

🇮🇹 Itália

Segundo país com mais casos de coronavírus no mundo e o primeiro na Europa, a Itália está em quarentena compulsória, com estabelecimentos fechados e circulação de pessoas restrita.

Leia também:
Coronavírus na Itália: ainda é seguro viajar para o país após o surto?

Quem visitou a Itália nos últimos 14 dias pode ter a entrada negada nos Estados Unidos, Angola, Ilhas Cook, Fiji, Índia, Israel, Jordânia, Líbano, Ilhas Maurício, Madagascar, Mongólia, Santa Lúcia, Seychelles, dentre outros países.

A Latam suspendeu temporariamente os voos entre São Paulo e Milão. Outras companhias low cost, como a WizzAir, Ryanair e easyJet, reduziram os voos para a Itália devido a queda na demanda. Algumas companhias estão permitindo a remarcação de voos gratuita para os aeroportos de Milão, Verona e Veneza.

italia coronavirus

Máscaras entraram na moda em Milão (Andreas Solaro/AFP)

A Itália criou um site específico com informações sobre a pandemia, que conta atualmente com milhares de casos e centenas de mortes no país.

🇰🇷 Coreia do Sul

Com mais de 8.000 casos confirmados, a Coreia do Sul é o segundo país com mais infectados pelo coronavírus e começa a sofrer sanções internacionais.

Caso tenha viajado recentemente à Coreia do Sul, você pode ter a entrada negada na Angola, Kuwait, Quirguistão, Líbano, Madagascar, Ilhas Marshall, Ilhas Maurício, Mongólia, Nauru, Samoa, Seychelles, Tadjiquistão, Turquia, Vanuatu, entre outros.

🇺🇸 Estados Unidos

Desde 02 de fevereiro, o governo americano proibiu a entrada de estrangeiros que tenham visitado a China nos últimos 14 dias anteriores a chegada ao país.

Os Estados Unidos também anunciaram a suspensão de viagens da Europa aos EUA por um período de 30 dias, a partir de 13/03.

Coronavírus nos Estados Unidos

Passageira usando máscara no metrô de Nova York (NY Post/EPA)

🇵🇹 Portugal

O primeiro-ministro de Portugal, António Costa, anunciou o fechamento da fronteira com a Espanha para turistas já a partir de 16/3. A medida deverá se estender até a Páscoa.

Embora a quarentena compulsória seja proibida por lei, o ministério da saúde admite apelar ao regime de exceção para obrigar o isolamento de todos os portugueses que cheguem da China nos próximos dias.

🇫🇷 França

A França, assim como outros países da Europa, vem apresentando um aumento no número de casos de coronavírus.

Os temores da pandemia chegaram a fechar o Museu do Louvre, Palácio de Versailles, Torre Eiffel e outras atrações. O país determinou que todos os estabelecimentos públicos não essenciais permaneçam fechados a partir de 14/3, o que inclui restaurantes, bares, cafés, cinemas, boates, lojas e outros negócios.

coronavirus paris

Torre Eiffel, em Paris (Nurphoto/Getty)

🇮🇱 Israel

O governo de Israel passará a exigir que os estrangeiros que desembarcarem no país, bem como os cidadão que retornarem de viagens ao exterior, passem por um isolamento de 14 dias.

O Ministério da Saúde, População, Imigração e Controle de Fronteira já havia proibido a entrada de não residentes que tenham visitado a China, Itália, Tailândia, Macau, Hong Kong, Singapura, Coreia do Sul e Japão 14 dias antes da chegada.

Viajantes com passagem recente pela Áustria, Alemanha, Espanha e Suíça também estão com a entrada restrita, a menos que tenham uma permissão da Autoridade de Imigração Israelense declarando que estiveram de quarentena em casa antes do embarque.

israel coronavirus

Fiel de máscara faz sua prece no Muro das Lamentações, em Jerusalém (Amir Levy/Getty Images)

A El Al, principal companhia aérea israelense, também suspendeu temporariamente seus voos para todos os destino na Itália e Tailândia. A nova rota entre Tel Aviv e Tokyo, que seria inaugurada essa semana, foi postergada para 04 de abril. A suspensão dos voos para Pequim e Hong Kong também foi estendida até o dia 02 de maio.

🇦🇪🇶🇦 Dubai, Catar e Oriente Médio

O Oriente Médio é uma região de especial relevância em meio aos temores do coronavírus. O Irã segue atualmente quase tão isolado quanto a China. Na Arábia Saudita, a peregrinação à Meca foi suspensa. Dubai e Catar também exercem um papel importante devido às suas principais companhias aéreas, Emirates e Qatar Airways.

coronavirus oriente medio

Restrições do coronavírus podem afetar a viagem de quem faz conexão no Oriente Médio (AFP)

A Emirates cancelou todos os seus voos para o Irã e a China (exceto Pequim). Além disso, os Emirados Árabes proibiram temporariamente seus cidadãos de viajar para o Irã e Tailândia.

A Qatar Airways cancelou todos os voos para a China. O governo do Catar suspendeu temporariamente a entrada de estrangeiros no país a partir de 18/3. Entretanto, passageiros com conexão em Doha ainda poderão transitar pelo aeroporto.

🇹🇭 Tailândia

A Tailândia vem sendo duramente criticada por não ter suspendido a entrada de turistas chineses no país. Apesar disso, diversas companhias tailandesas já cancelaram seus voos para as principais cidades chinesas. Países como Israel, Emirados Árabes e Bahrein proibiram seus cidadãos de viajar para a Tailândia.

A Tailândia parou de dar vistos na chegada para países considerados de “alto risco” e está exigindo que os viajantes apresentem um atestado médico emitido até 3 dias antes da chegada. Além disso, o seguro viagem passou a ser obrigatório e instalação de um aplicativo de monitoramento no smartphone será necessária.

Coronavírus na Tailândia

Aeroporto Suvarnabhumi, Bangkok (AP Photo/Gemunu Amarasinghe)

🇯🇵 Japão

O coronavírus ameaça adiar as Olimpíadas de Tokyo, além de ser o responsável pelo cancelamento do Festival das Cerejeiras e o fechamento temporário da Disneylândia de Tokyo. Viajantes que tenham passado pelo país recentemente poderão ser negados em Israel, Mongólia, Arábia Saudita, Kuwait e Kiribati.

O Japão está negando a entrada de visitantes que tenham passado pelas províncias de Hubei ou Zhejiang, na China, bem como as cidades sul-coreanas de Daegu e Cheongo, 14 dias antes da data de chegada ao país.

🇬🇧 Reino Unido

Alguns países também estão negando a entrada de viajantes que tenham passado pelo Reino Unido nos últimos 21 dias. É o caso dos Estados Federados da Micronésia, no Pacífico, e Comores, na África, que também apresentam restrições a outros países com casos de coronavírus. Passageiros provenientes do Reino Unido serão imediatamente encaminhados para quarentena na chegada às Ilhas Salomão.

londres coronavirus

Aeroporto de Heathrow, em Londres (Daniel Leal-Olivas/AFP)

🌎 Outros países

– 🇪🇺 União Europeia: Até o momento, cerca de 35.000 casos de coronavírus foram reportados na Europa (confira as estatísticas atualizadas em tempo real).

Países inteiros, como Itália e Espanha, estão em quarentena. O fechamento das fronteiras internas na área Schengen, anteriormente descartado, já vem sendo aderido por diversos países. A União Europeia considera fechar fronteiras de 30 países.

– Ucrânia, Rússia, Eslováquia, Eslovênia, Dinamarca, Polônia e Chipre fecharam as fronteiras para estrangeiros;
– República Tcheca também fechou fronteiras, impedindo a entrada de turistas;
– A fronteira entre Portugal e Espanha está fechada para turistas;
– A Alemanha fechou as fronteiras com França, Áustria e Suíça.

Note que voos da Europa aos EUA foram temporariamente suspensos.

O uso político do coronavírus vem sendo criticado, por dar margens à declarações xenófobas, restrições de direitos dos imigrantes e informações desencontradas ou contraditórias. Por isso, consulte a representação consular do país europeu a ser visitado para maiores informações.

– América Latina:
– 🇪🇨 O Equador foi o primeiro país sul-americano a fechar suas fronteiras, inclusive para cidadãos;
– 🇦🇷 A Argentina fechou as fronteiras para turistas e estrangeiros não residentes;
– 🇺🇾 O Uruguai decidiu fechar parcialmente as fronteiras devido ao coronavírus;
– 🇵🇪 O Peru anunciou o fechamento das fronteiras;
– 🇵🇾 A Ponte da Amizade foi fechada, apenas residentes entrarão no Paraguai;
– 🇨🇴 A Colômbia fechou as fronteiras para estrangeiros a partir de 16/03;
– 🇵🇦 O governo do Panamá decretou a suspensão da entrada no país de estrangeiros;
🇲🇽 Com alguns casos confirmados, o México ainda não emitiu nenhum tipo de restrição de viagem. O fechamento da fronteira entre México e Estados Unidos por conta do coronavírus chegou a ser discutido pelo presidente norte-americano Donald Trump, mas já foi descartado.

– 🇨🇦 Canadá: O Primeiro Ministro do Canadá, Justin Trudeau, anunciou que ordenou o fechamento de todas as fronteiras do país para não cidadãos e não residentes permanentes, num esforço sem precedentes para conter o avanço do coronavírus. As únicas exceções para o momento serão diplomatas, cidadãos norte-americanos, tripulantes e parentes de primeiro grau de cidadãos canadenses.

canada coronavirus

Passageiro com máscara no Aeroporto Internacional Pearson, Toronto (Carlos Osorio/Reuters)

– 🇲🇻 Maldivas: A chegada de cruzeiros foi suspensa nas Maldivas. Voos de/para a China foram cancelados desde o dia 30 de janeiro. Passageiros que tenham visitado recentemente o Irã e Coreia do Sul também estão sendo barrados.

– 🇹🇷 Turquia: O Ministério da Saúde turco suspendeu todos os voos de/para a Itália, Iraque e Coreia do Sul, negando a entrada de viajantes que tenham passado por estes países nos últimos 14 dias. Anteriormente, voos para a China e o Irã também haviam sido suspensos — este último, com o fechamento da fronteira terrestre.

– 🇦🇺 Austrália: Desde o dia 14/3, todos os passageiros que desembarcam na Austrália devem ficar em quarentena domiciliar por 14 dias.

– 🇳🇿 Nova Zelândia: A Nova Zelândia também impôs um isolamento obrigatório de 14 dias para todos passageiros, exceto os provenientes das ilhas do Sul do Pacífico. Cruzeiros foram banidos até 30 de junho.

– 🇪🇹 Etiópia: Contrariando a tendência global, a Ethiopian Airlines continua voando para diversas cidades na China, embora tenha havido uma redução no serviço.

ethiopian coronavirus

Funcionário da Ethiopian Airlines no aeroporto de Addis Abeba (Luke Dray/AFP/Getty Images)

– 🇱🇧 Líbano: O Líbano fechará temporariamente fronteiras e aeroportos até 29/3.

– 🇮🇳 Índia: A Índia suspendeu todos os vistos de turismo até 15 de abril e afirmou que colocará em quarentena os viajantes vindos de sete países afetados pelo vírus. Todos os voos da Índia para o Irã e China foram banidos. Alguns voos para a Malásia, Singapura, Tailândia e Arábia Saudita também foram temporariamente cancelados ou reduzidos.

Coronavírus: restrições de viagem para brasileiros

Apesar dos casos confirmados de coronavírus no Brasil, portadores de passaporte brasileiro não sofreram nenhum tipo de restrição de viagem. Note, no entanto, que os países visitados recentemente na sua última viagem podem barrar sua entrada no próximo destino.

Leia também: Passaporte vencido? Saiba como renovar!

O ministro da saúde recomenda “bom senso” para quem deseja viajar a turismo para países com casos confirmados de coronavírus. “Se puder evitar, evite”, disse o ministro.

A orientação do Ministério da Saúde para quem chegou de países afetados a menos de 14 dias é procurar as unidades de saúde apenas se surgirem os sintomas de febre acompanhada de tosse ou dificuldade para respirar.

Coronavírus: como está a situação nos aeroportos internacionais?

Os principais e mais movimentados aeroportos internacionais do mundo já anunciaram medidas preventivas. Alguns até mesmo designaram portões separados para passageiros chegando da Itália ou China. Viajantes que chegam de destinos afetados também podem estar sujeitos à medição de temperatura corporal e preenchimento de formulários de saúde, além de questionários extras e recomendações caso apresentem algum sintoma.

coronavirus oriente medio

Recomendações do Aeroporto de Kochi, na Índia, para quem chega de países afetados: Não ir direto ao hospital em caso de sintomas e informar o Departamento de Saúde antes.

Como funciona a quarentena do coronavírus?

O termo “quarentena” pode assustar, mas na maioria das vezes é apenas uma recomendação para manter-se isolado por conta própria. Isto é, alguns países podem recomendar aos viajantes recém-chegados de áreas de risco uma autoquarentena, onde presume-se que o viajante ficará confinado, sem contato com o exterior ou outras pessoas.

quarentena coronavirus

Quarentena significa ficar isolado. Evite qualquer tipo de contato. (Imago/Zuma Press)

A situação fica um pouco mais complicada quando falamos de viajantes que já estejam apresentando sintomas do coronavírus, como febre, tosse e dificuldade para respirar. Nesses casos, há o risco do passageiro ser encaminhado para uma quarentena compulsória na chegada ao destino, que assim como as temidas salinhas de imigração, também enfrentam críticas dos Direitos Humanos e dilemas éticos.

A decisão de manter alguém isolado, geralmente contra sua vontade, está longe de ser aceita com unanimidade. Há cidades inteiras sitiadas na China, Irã e Itália neste exato momento. A quarentena compulsória de passageiros do cruzeiro Diamond Princess, atracado no Japão e com passageiros impedidos de sair, chegou a ser comparada a uma “experiência nazista” pelo médico Drauzio Varella.

Outra curiosidade é saber quem paga por toda a estrutura de uma quarentena. Nos Estados Unidos, há relatos de pacientes que foram surpreendidos com uma conta dos serviços médicos ao final do confinamento. Outros países, no entanto, possuem sistemas de saúde pública universal e podem arcar com os custos. Foi o caso dos brasileiros vindos da China que ficaram de quarentena em Anápolis.

Na eventualidade de ser encaminhado para uma quarentena no exterior, o ideal é entrar em contato com a representação consular brasileira e solicitar ajuda. Ter um seguro viagem durante a pandemia de coronavírus é imprescindível, embora nem todos cubram situações em escala global como essa.

Confira as últimas atualizações no site da IATA.


E você, teve a viagem afetada pelo coronavírus? Deixe seu comentário!