O que fazer em Córdoba, na Argentina: dicas para a sua viagem

Leila Aisen
26/04/2019  ·  4:59Publicado 26 · abr · 2019  ·  4:59Atualizado 27 · set · 2019

O que fazer em Córdoba, na Argentina: dicas para a sua viagem

Córdoba é uma das províncias mais importantes da Argentina, sua capital é a segunda maior cidade do país, depois de Buenos Aires, e a principal característica de suas belas paisagens são as montanhas. Sua proximidade com Buenos Aires, a apenas uma hora de avião, faz dela um destino ideal para os turistas de todo o mundo que vêm para a capital e querem conhecer algo mais na Argentina, bem como para nós porteños, que procuramos escapar um pouco do concreto. Estivemos em Córdoba por apenas 3 dias para mostrar aos nossos leitores do Melhores Destinos vários destinos que recomendamos visitar em cerca de 1 semana. Sim, nós corremos! Há muitos lugares na região de Córdoba para conhecer em qualquer época do ano. Tem atrações para se passear por um mês inteiro! Quanto à gastronomia, abundam alfajores com dulce de leche, refeições alemãs como goulash, salsichas e strudel, e bebidas como Fernet com cola e cerveja! Junte-se a nós nesta excursão cordobesa, ouvindo um clássico cuarteto de fundo!

Como chegar a Córdoba

As companhias aéreas que voam entre Buenos Aires e Córdoba capital são: Aerolíneas Argentinas, LATAM, Andes, Norwegian, Flybondi e JetSMART. Há ofertas de passagens o tempo todo, e de fato é o lugar mais barato para ir de avião saindo de Buenos Aites. No interior da província você pode ir de ônibus do terminal da capital Córdoba, ou alugar um carro. Nós voamos pela Aerolíneas aproveitando uma super promoção e pagamos apenas 700 pesos (R$ 70) ida e volta, mais bagagem! Além disso, o aeroporto de Córdoba é internacional, por isso conecta a província com o resto do mundo. O que visitar em Córdoba:

Córdoba capital

Esta grande cidade é reconhecida por seu patrimônio histórico e religioso, e por sua importância acadêmica, já que aqui funcionaram as primeiras universidades da Argentina. Andando por suas ruas destaca-se a arquitetura colonial entre edifícios modernos, com muitos parques e espaços verdes, como o Parque Sarmiento. Realmente me pareceu uma cidade muito linda de se conhecer, que não deve nada a outras grandes cidades, mas com a peculiaridade de estar muito perto das belas montanhas cordobesas. O coração de Córdoba fica na Plaza San Martín e sua Catedral. Como é comum nas cidades argentinas, a praça principal é encabeçada por uma igreja, que neste caso é a Catedral de Córdoba, datada de 1580.

Outra igreja imponente é a de Los Capuchinos, uma catedral em Nueva Córdoba. Por lá, fomos jantar no Colores Santos, que tem uma vista incrível do lugar no primeiro andar, além de comida deliciosa a bons preços. Nos finais de semana é comum ver muitos jovens e namorados tirando fotos do lado de fora dessa linda igreja.

No mesmo bairro fica o Palácio Ferreira, que abriga o Museu Superior de Belas Artes. A Manzana Jesuítica é um monumento histórico nacional que inclui a Iglesia de la Compañía, a Capilla Doméstica e a Residencia, bem como um museu onde há livros que pertenciam à antiga Biblioteca Jesuítica, com incunábulos e textos impressos entre o século XVI e XVI. XVIII. Uma das coisas que mais gostei em Córdoba é o Paseo de Artesanos, uma feira que acontece todos os finais de semana às tardes e noites na região de Güemes. É muito grande e você pode obter artesanato, antiguidades e outros objetos. Há também barracas de comida e um pátio de food trucks. Os bares e restaurantes nesta área estão muito na moda e, claro, jantamos lá a segunda noite!

Há também museus, galerias de arte e centros de exposições na cidade. As áreas recomendadas para se hospedar são o Centro, Nueva Córdoba e Güemes. Estes dois últimos são ideais para sair à noite!

Mina Clavero

A 122 km da capital de Córdoba, Mina Clavero é um dos centros turísticos mais importantes de Traslasierra e destaca-se pelo seu rio, que no verão pode ser apreciado em diferentes spas.

É um lugar lindo e muito tranquilo, ideal para ir no verão, mas um bom passeio a ser feito o ano todo!

O Rio Mina Clavero é um dos 28 finalistas das 7 Maravilhas Naturais da Argentina, um concurso que está acontecendo atualmente e todos podem votar online.

Você pode fazer trekking na natureza, desfrutar de comidas típicas, e nos fins de semana há a feira municipal de artesãos. Aqueles que estão interessados em turismo religioso, podem fazer o Caminho do Peregrino, uma jornada de 28 km que acontece em 6 horas de caminhada no meio das montanhas, lembrando o caminho que era usado por São Gabriel Brochero, o primeiro santo que nasceu, viveu e morreu na Argentina. Você também pode aproveitar a boa cozinha e deliciosos alfajores, como Elmira Castro e El Nazareno, que só estão disponíveis aqui.

Você pode chegar a Mina Clavero a partir de Córdoba de ônibus, que sai do terminal da capital, tour ou alugando um carro.

Villa General Belgrano

Uma das principais cidades de Calamuchita é a Villa General Belgrano, a apenas 89 km ao sul de Córdoba Capital. Aqui se mantêm costumes e tradições dos povos nativos e os dos imigrantes, principalmente os alemães.

Há anos eu queria conhecer esse lugar depois de ver fotos lindas e ouvir maravilhas, e a verdade é que as fotos não fazem justiça! Villa General Belgrano é encantadora e faz com que você queira ficar lá por vários dias!Todas as construções são com telhado em forma de livro e de madeira, o que dá a este lugar um estilo bem europeu. E isso não é apenas pelos seus edifícios, mas também pela sua gastronomia!

 

Embora haja festividades quase todo fim de semana do ano, a principal delas é a Fiesta de la Cerveza, que é comemorado no dia 11 de outubro. É uma das três maiores Oktoberfest do mundo, depois da alemã e da brasileira. É o maior festival de toda a província e o que atrai mais turistas.

 

Fábrica de cerveza alemana Mak Bier

Quem visita Villa General Belgrano no verão, pode aproveitar a Summer Fest, com duas festas de cerveja, e banhar-se no rio Santa Rosa de Calamuchita, a 12 km de distância. Outros eventos populares são a Semana Santa, quando um ovo gigante é quebrado e se distribui pedaços de chocolate entre os participantes; a Fiesta Nacional de la Masa Vienesa; o Festival do Chocolate Alpino em julho, cuja principal atração é o fondue de chocolate, e a Festa Medieval na época de carnaval. Isso quer dizer que em qualquer época do ano decidam ir, vão comer muito bem! Vale a pena ir até a Torre do Relógio para ter uma bela vista panorâmica da cidade. São 23 metros por uma escada em espiral de quase 100 degraus.

A gastronomia é muito especial com uma mistura de tradições. Não se esqueça de visitar uma cervejaria artesanal tradicional, e até comprar algumas para levar para casa. Para comer, aproveite as mesas alemãs de fiambre defumados, pratos típicos, como salsichas com chucrute e purê de maçã, e massas com molhos ou recheios agridoces. No momento do lanche ou sobremesa, eu recomendo provar o strudel de maçã, streusel de ricota, ou um alfajor ou um lanche clássico cordobês de Chammas, que tem uma filial até no aeroporto.

Para chegar a Villa General Belgrano desde Córdoba Capital pode-se pegar um ônibus, tour ou alugar um carro.

La Cumbrecita

Muito perto de Villa General Belgrano fica La Cumbrecita, uma cidadezinha de apenas 1.200 habitantes.

La Cumbrecita é linda e leva o visitante a se sentir em um conto medieval, cercado por construções baixas da Europa Central, semelhantes às da Villa General Belgrano, mas com um incrível entorno natural!

Uma das coisas que mais me impressionou é que é um vilarejo apenas para pedestres. Carros e motos podem entrar somente para ir ao alojamento, mas não podem transitar por La Cumbrecita. Imagine a paz por não ouvir qualquer motor e poder andar calmamente!

É um lugar ideal para passear ou fazer trekking em seus muitos caminhos, e existem para todos os gostos e graus de dificuldade. Em novembro e dezembro, além disso, aqueles que são mais dispostos podem nadar no rio subterrâneo. Durante todo o ano você pode visitar o parque temático Peñón del Águila.

Não há muitos lugares gastronômicos, mas eles são muito bons. Se você se hospedar aqui, tenha em mente que todos jantam ao mesmo tempo, entre 20:30 e 21:00, e é necessário reservar ou ir cedo. As refeições clássicas são de origem alemã: goulash ou salsichas para a comida e strudel de maçã para a sobremesa! Mas você também pode desfrutar da truta, típica da região. Nós comemos no Prosit, que também tem boas cervejas.

Por aqui também há alfajores! Alguns muito especiais de fernet con cola, a bebida mais tomada em Córdoba!

Para ir de Córdoba a La Cumbrecita é necessário pegar un ônibus desde o terminal até Villa General Belgrano, onde sai otra linha de ônibus para o vilarejo. Também se pode alugar um carro ou pegar um remi, carro com motorista comum aqui na Argentina.

Alta Gracia

No Valle de Paravachasca e a 38 km de Córdoba Capital está Alta Gracia, que muitos viajantes conhecem em um bate-volta, enquanto outros ficam por algumas noites.

No século XVII, esta cidade era um grande estabelecimento agropecuário gerenciado pela Ordem dos Jesuítas, e a grande atração da cidade é visitar a Estancia Jesuítica.

O outro grande atrativo de Alta Gracia é o Museo del Ché Guevara, que funciona em uma das casas em que viveu durante sua infância. Trata-se do museu mais visitado de toda a província.

Além disso, há uma réplica da Gruta da França que foi inaugurada em 1916 em homenagem à Virgem de Lourdes. Todo 11 de fevereiro o local recebe uma peregrinação da capital de Córdoba, embora a gruta possa ser visitada durante todo o ano.

É também um local ideal para fazer atividades ao ar livre e esportes de aventura, como paraquedas. O parque García Lorca é uma reserva natural que tem atividades esportivas, incluindo dois campos de golfe.

Como em outras cidades de Córdoba, há celebrações ao longo do ano. Por exemplo, em fevereiro é a Fiesta de las Colectividades e Alta Gracia é visitada por pessoas de todo o mundo. Em abril o destaque são os fogones gaúchos com almoços e jantares típicos. O centro é muito tranquilo, especialmente na hora da sesta, quando tudo, exceto os locais gastronômicos, está fechado. Há bons lugares para comer, como no nosso caso, fomos a La Creación e nos deleitamos com pratos gourmet e uma sobremesa de flan clássica, mas com molho de chocolate em vez de dulce de leche.

Outros lugares em Córdoba

Outros lugares lindos para visitar na província de Córdoba são Villa Carlos Paz, Capilla del Monte, San Marcos Sierra y La Falda, entre muitos outros. E vocês? Já foram a Córdoba? gostariam de conhecer? Participe nos comentários!

Com informações do Mejores Destinos Argentina.