logo Melhores Destinos

Bagagem de mão fora do padrão começa a ser barrada hoje em quatro aeroportos brasileiros!

Leonardo Cassol
25/04/2019 às 6:00

Bagagem de mão fora do padrão começa a ser barrada hoje em quatro aeroportos brasileiros!

Passageiros que forem embarcar nos aeroportos de Curitiba, Campinas, Brasília e Natal vão enfrentar a partir de hoje uma fiscalização mais rígida das bagagens de mão antes do controle de segurança (raios-x). Funcionários contratados pela Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) farão a verificação das malas em relação às especificações determinadas pela Anac. Quem estiver com bagagem acima do limite ou das dimensões permitidas agora será barrado e obrigado a retornar ao check-in para despachar.

Há algumas semanas a equipe da Abear já estava fiscalizando as bagagens nesses aeroportos, mas ainda em caráter educativo. Agora o controle é pra valer! Já nos aeroportos de Congonhas, Guarulhos, Galeão, Santos Dumont, Porto Alegre e Goiânia a ação começou ontem, mas em caráter educativo. A partir de 13 de maio os clientes com bagagens fora do padrão começarão a ser barrados. Na semana passada, começou a orientação nos terminais de Belo Horizonte, Fortaleza, Recife, Salvador e Belém, cujo controle mais rígido será feito a partir de 2 de maio.

Fiscalização de bagagens no Aeroporto de Brasília (10/04/19). Foto: Leonardo Cassol

Qual o tamanho de bagagem de mão permitido?

As dimensões máximas permitidas para a mala de mão é 55 centímetros de altura (incluindo as rodinhas), 35 centímetros de largura e 25 centímetros de profundidade. É permitido apenas 1 mala e mais 1 item pequeno de mão, como bolsa ou mochila por passageiro. Quem exceder a quantidade de volumes ou as dimensões permitidas será barrado, ou seja, não vai conseguir ter o cartão de embarque escaneado para acesso aos raios-x, e será direcionado para a fila do check-in da companhia aérea para o despacho, arcando com o respectivo custo.

Nesse primeiro momento não será feito o controle de peso das bagagens, que no conjunto não devem ultrapassar 10 quilos. O foco será em itens claramente fora das medidas, ou em quantidade acima do permitido.

Leia também:

Os funcionários contratados pela Abear receberam treinamento específico para a função e terão gabaritos padronizados para conferir as bagagens.

Fiscalização de bagagens no Aeroporto de Brasília (10/04/19). Foto: Leonardo Cassol

Quanto custa despachar bagagens em voos nacionais?

A compra da bagagem no aeroporto custa até o dobro do valor cobrado no pagamento antecipado. Por isso, ser barrado vai custar caro, fora o risco de perder o voo. Veja quanto custa a primeira bagagem em cada empresa:

Elaboração: Melhores Destinos (2019)

O plano da Abear é expandir a iniciativa para outros aeroportos no segundo semestre de 2019.

Qual é o objetivo dessa ação?

As empresas querem evitar a todo o custo que cheguem ao portão de embarque bagagens fora do padrão permitido, coibindo eventuais abusos dos passageiros, e minimizando impactos na operação. Segundo a Abear, isso vai evitar atrasos no embarque e na partida de voos por conta da falta de espaço nos bagageiros dos aviões e dos despachos de última hora, que até então eram são feitos nos portões de embarque, muitas vezes sem custo. Latam, GOL, Azul e Avianca vão dividir as despesas desse controle adicional. E devem recuperar esse investimento com a receita gerada pelo despacho de bagagens fora das especificações. ——— E você, já passou pelo pente fino? Como foi? Comente e participe.

Não perca nenhuma oportunidade!

ícone newsletter E-mail diário com promoções Receba as ofertas mais quentes no seu e-mail
Baixe grátis o nosso app Seja notificado sempre que surgir uma promoção