Como é voar na Icelandair

Marcel Bruzadin
14/05/2015  ·  7:1814 · maio · 2015  ·  7:18

Como é voar na Icelandair

Continuando com as publicações das avaliações de companhias aéreas que vocês, leitores, nos encaminham, hoje é a vez da avaliação do Denis da Silva sobre a companhia Icelandair, uma das principais empresas aéreas que fazem os voos para a Islândia.

A Islândia é um pequeno país localizado entre a Europa e a Groenlândia, de tamanho similar à Inglaterra mas com pouco mais de 300 mil habitantes somente. Ao contrário do que se pensa, a Islândia possui cenários realmente fantásticos.

post-facebook-FR

Confiram abaixo a avaliação completa da Icelandair, por Denis da Silva. 

Introdução

No momento estou morando na Polônia e sempre tive vontade de visitar a Islândia. Quando morava no Brasil o lugar sempre me pareceu “fora de mão” e quando morava na Holanda não tinha dinheiro o suficiente para ir. Morando aqui na Polônia surgiu uma oportunidade e logo procurei um voo de Varsóvia para Reykjavik, a capital da Islândia. O voo que tomei teve uma parada na Dinamarca e em seguida partimos para a Islândia. O voo da Polônia até a Dinamarca foi feito pela companhia SAS (Scandinavian Airlines System) e da Dinamarca para a Islândia foi feito pela Icelandair.

Comprei a passagem diretamente pelo site da SAS. O site é bastante simples, como a maiores das companhias aéreas de hoje em dia. Há um calendário onde você pode ver todos os horários e datas e assim saber o valor total da viagem. A passagem não estava em promoção, então e o preço total saiu por volta de R$ 800. O pagamento é rápido e realizei através do cartão de crédito.

como-voar-iceland-website

Como a Islândia está dentro da zona do Euro, o check-in foi bem tranquilo e rápido. O aeroporto de Varsóvia não é tao grande, então fica quase impossível se perder por lá. Já o aeroporto da Dinamarca é maior, mas bem sinalizado e com várias cadeiras nos portões de embarque.

Não houve atrasos, apenas uma pequena fila para o embarque, mas nada que incomodasse.

como-voar-icelandair-aeronave-cauda

O que mais me impressionou no voo da Dinamarca para a Islândia foi o avião, que faria um voo de aproximadamente 3 horas. Era um Boeing 757-300 Winglets (757-200 na volta) e posso dizer que essa pode ter sido a aeronave mais confortável na qual eu já voei até hoje. Aparentemente o avião era bem novo, ou pelo menos  bastante limpo. Boas poltronas, divididas em “3-corredor-3” e cada assento tinha sua própria TV com dezenas de filmes, programas de TV, música e outros, ou seja, um entretenimento de bordo realmente muito bom. Algo que notei também era o espaço para as pernas. Tenho 1,77m, mas foi a primeira vez que viajei em uma aeronave com tanto espaço.

como-voar-icelandair-corredor

como-voar-icelandair-espaco-poltrona

Outro ponto bastante positivo para a Icelandair foram os funcionários e as comissárias, que eram bem simpáticas e bastante prestativas. No voo de volta havia um garoto de mais ou menos 12 anos, morrendo de medo de voar. Uma das comissárias sentou-se junto a ele antes da partida, e começou a conversar com ele, apontando para as asas e a turbina, presumo que as palavras dela de fato ajudaram e acalmaram o garoto.

Em relação ao serviço de bordo, achei ruim o fato da companhia não oferecer refeição gratuitamente durante o voo, acredito que talvez seja o único ponto negativo para relatar. No entanto as bebidas (água, refrigerante, suco e etc) eram gratuitos.

Um ponto importante a ressaltar é que caso algum viajante não fale inglês, isso pode ser um pouco mais complicado para conseguir informações sobre o voo.

Na chegada à Islândia nao houve qualquer problema. O aeroporto é pequeno e a retirada das bagagens é feita de forma bastante rápida.

como-voar-icelandair-asa

Em suma, a minha dica para quem vai à Islandia com a Icelandair é procurar as passagens com antecedência e ficar atento com o horário do voo, pois isso influencia bastante no preço das passagens.

A Icelandair oferece (pelo menos nesse voo) aeronaves confortáveis e novas. Eu voaria de novo por ela sem problema algum. O ponto a se melhorar é oferecer pelo menos algo para se comer, um pequeno lanche talvez. Afinal para se chegar lá é um longo caminho a se percorrer

Agradecemos o Denis da Silva pelo relato de viagem da Icelandair e certamente será muito útil aos demais leitores. Caso você também tenha voado com a Icelandair, não se esqueça de deixar sua opinião nos comentários abaixo, eles são muito importantes para os próximos viajantes que viajarão para a Islândia.