logo Melhores Destinos

Comidas de viagem: as mais memoráveis experiências gastronômicas da equipe do Melhores Destinos

Bruna Scirea
19/07/2020 às 6:31

Comidas de viagem: as mais memoráveis experiências gastronômicas da equipe do Melhores Destinos

Uma boa viagem é feita de momentos únicos, boa companhia (que pode ser só a sua mesmo) e, claro, pratos deliciosos. Quem é que nunca se pegou salivando ao imaginar alguma comida que provou em viagem? Dá vontade de voltar no tempo e poder saborear mais uma vez aquela refeição —  e certamente toda a experiência que fez ela se tornar tão especial.

Este post, nós do Melhores Destinos lembramos quais foram as comidas mais inesquecíveis que provamos em nossas andanças pelo Brasil e mundo afora. Desculpe pela fome que despertaremos em você (talvez bem fora de hora). No mais: bom apetite!

Sashimi direto da banca de peixes no Japão


João Goldmeier
Editor de Promoções

Viajar ao Japão era um sonho antigo e uma viagem que teve muito planejamento e expectativa. Como gosto muito de comida japonesa, programamos várias visitas a restaurantes típicos. Mas nada se compara à experiência que vivi no mercado de peixes de Tsukji, em Tóquio. Lá ocorrem os famosos leilões de peixe na madrugada, onde os melhores exemplares são disputados com fervor. Em uma das barracas de peixe, perguntei se eu podia comprar um pequeno pedaço de barriga de atum (toro) para comer ali mesmo. Não só era possível, como o atendente ainda cortou o pedaço em sashimi e me forneceu hashi e shoyu. Foi o melhor sashimi que eu comi em toda minha vida!


O memorável está na companhia e no partilhar à mesa


Sandro Kurovski
Editor de Conteúdo

Já tive a oportunidade de comer em restaurantes muito bons e também já me surpreendi com comidas de banquinhas na rua, lanchonetes bem simples e botecos de beira de estrada, mas minha experiência inesquecível com comida em viagens não veio de nenhum deles. Lembro até hoje com saudades de um jantar comunitário que preparamos na cozinha de um albergue em Santo Domingo de La Calzada, quando percorri o Caminho Francês de Santiago de Compostela, na Espanha, em 2019. O cardápio não foi nada sofisticado: salada de alface com tomate, purê de batatas com molho de tomate e peito de frango grelhado acompanhado de vinho barato. O que marcou não foi o sabor, mas a experiência de reunir à mesa pessoas desconhecidas, de diferentes nacionalidades, de fazer uma vaquinha para comprar os ingredientes, das risadas e das conversas enquanto todo mundo ajudava na cozinha. Não são só as estrelas do chefe ou a fama do prato que fazem uma refeição se tornar memorável, mas as companhias e o coração aberto para partilhar também são fundamentais.


Boa comida vem cercada de experiência maravilhosa


Monique Renne
Editora de Destinos

Uma boa comida é capaz de nos trazer eternamente lembranças maravilhosas (ou nem tanto) de uma viagem. Os sabores de cada destino são capazes de nos transportar de volta àqueles maravilhosos dias de pé na estrada. E são muitos os pratos inesquecíveis, que podem ir do mais simples sorvete (como os cremosos da Itália) à mais elaborada receita (como as dos estrelados restaurantes da Ilha da Madeira). Mas uma boa comida, mais que do sabor, deve vir cercada de uma experiência maravilhosa. E foi assim que um simples queijo com pão se tornou uma das minhas memórias afetivas mais felizes em viagem. O destino era a Normandia e eu viajava de carro há dias pelas paisagens da região. No meu rumo no mapa estava a pequena região agrícola de Cammembert. Eu, apaixonada por queijos, não resisti à maravilhosa possibilidade de comprar um cammembert em Cammembert. Por que não? Busquei um pequeno produtor rural, bati à porta e, na maior cara de pau do mundo perguntei:

— Tem cammembert?

Um sorriso se abriu do outro lado da cancela e eu comprei um delicioso, cremoso e fresquinho queijo Cammembert, in loco! Parei na primeira padaria à beira da estrada, comprei uma baguete quentinha, busquei um lindo château normando, sentei no jardim e ali, simples assim, fui bem feliz com o meu lanchinho regional.


Camarões gigantes na brasa (se tiver coentro, melhor!)


Umberto Dissenha

Programador

Aos 25 anos deixei a pacata vida em Curitiba para ir trabalhar em Maputo, capital de Moçambique. Nunca dantes tinha morado fora de Curitiba e quando finalmente deixei, fui parar em Moçambique. Maputo é uma cidade costeira, banhada pelo Oceano Índico e, como toda cidade costeira, tem uma infinidade de frutos do mar. Dos diversos pratos sensacionais à base de frutos do mar (caldeiradas, ensopados, arrozes, etc), há uma maravilhosa técnica que eu lembro sempre: em Moçambique eles grelham todos os frutos do mar na brasa. Toda gente (como se diz por lá) tem uma pequena churrasqueira e lá se faz peixe, camarão, lula e mariscos, enfim… qualquer coisa é grelhada. Dentre tudo que é grelhado, o camarão tigre é a comida mais sensacional que eu já provei. Camarões gigantescos abertos e grelhados na brasa, finalizados com azeite e alho. Um coentro é bem-vindo também. Fui embora em 2005 e agora estou teclando, imaginando e chorando por nunca mais ter voltado àquela linda cidade que tanto bem nos recebeu, eu e o meu estômago.


Comida portuguesa é boa com certeza!


Bruna Scirea
Editora de Promoções

Sou louca por comida. Louca mesmo. E não era de esperar o contrário: as iguarias de cada região e as comidas típicas de cada lugar visitado sempre estarão nos meus roteiros de viagem. Gasto hoooooras lendo sobre restaurantes, pra não deixar passar nenhuma oportunidade de se comer bem. Então não é tarefa tão simples eleger apenas um único prato memorável das andanças por aí. Mas vou naquele que tive a oportunidade de comer mais de uma vez e que darei umas garfadas sempre que puder: os “chocos ao alhinho” do Zé da Mouraria, em Lisboa. Chocos são moluscos meio parecidos com a lula. Neste prato, eles vêm em uma caçarola cheia de alho, azeite de oliva e batatas cozidas. Pra finalizar, um queridinho polêmico: muito coentro. No meu caso, quanto mais melhor. Um bom prato se faz sozinho, mas no caso dos “chocos ao alhinho” tem mais: gosto do nome, gosto do sotaque dos portugueses falando “choucush ao aleinho”, gosto do ambiente do Zé da Mouraria e gosto do vinho branco que deixa a refeição ainda mais gostosa. Saudade, Zé!


Delícias dos EUA: pizza de Chicago e massa de camarões empanados e cogumelos


Rafael Castilho

Editor de Promoções

Aqui fica uma dica de gordice: sempre que vou aos Estados Unidos não pode faltar uma parada para me deliciar com pratos imperdíveis. Sou apaixonado pela pizza deep dish, famosa em Chicago, mas fácil de encontrar em outras cidades. Até em Orlando tem. As melhores opções são dos restaurantes Giordano’s e Uno Pizzaria & Grill. Com muito recheio, estas pizzas desmancham na boca. Outra parada obrigatória para mim nos Estados Unidos é o Cheesecake Factory, onde me delicio com prato Bistro Shrimp Pasta, um macarrão com camarões empanados, rúcula e cogumelos. Que água na boca!


Waffles belgas, crocância e sabor a qualquer momento


Camille Panzera
Editora de Destinos

Um prato delicioso que provei na Bélgica e nunca me esqueço são os waffles. Além de serem muito tradicionais no país, eram servidos com morangos frescos e com um sabor maravilhoso. Sofro de saudade só de imaginar o sabor e crocância desse doce incrível! Quem vai para o país não pode perder a oportunidade de experimentá-los… seja no café da manhã, almoço ou jantar, sempre tem um espacinho para um waffle.


O sabor de Portugal em clima de aniversário do Melhores Destinos


Marcel Bruzadin
Comercial

Não sei se todos os leitores já nos acompanhavam, mas em agosto de 2018 celebramos os 10 anos do Melhores Destinos em grande estilo: fomos todos da equipe do MD passar alguns dias em Portugal, entre Lisboa e o Algarve. Foi uma viagem realmente sensacional, onde tivemos a oportunidade de conhecer excelentes restaurantes portugueses, além de lindas praias, claro. Para esse post em questão escolhi um prato um tanto quanto “comum”, mas que para mim representa muito mais do que apenas um salmão grelhado com batatas, que sim, é um dos meus pratos favoritos! Esse prato me faz lembrar dos ótimos momentos que vivemos juntos naqueles dias em Portugal, onde estávamos em um clima totalmente descontraído e pudemos aproveitar o que realmente é o espírito do Melhores Destinos: amizade, alegria e viagem. Espero que de alguma forma esse post possa lhe fazer recordar de algum momento da sua vida em que o que mais importava não é exatamente o prato ou a comida em si, mas sim o momento que representou para você.


Culinária brasileira para se repetir, dezenas de vezes


Leonardo Cassol

Editor

Eu viajei por muitos lugares no Brasil e no mundo, mas nunca esqueci de um prato em especial que comi em Maceió. Foi um risoto de presunto de Parma com aspargos frescos SENSACIONAL. De sobremesa, sorvete de tapioca e limão siciliano. Aliás, aproveitei que trabalhei na cidade alguns meses em 2011 e voltei nesse lugar incrível pelo menos umas 30 vezes kkkk! Curti novamente meu risoto favorito, mas provei vários outros pratos do cardápio, todos sensacionais! Maceió, aliás, tem excelentes opções para aproveitar a culinária nordestina e brasileira, mas também de outros países (tem um restaurante peruano incrível também), com preços até 40% menores do que encontramos em São Paulo, ou no Rio de Janeiro. Ano passado eu voltei à cidade para passear e, claro, aproveitei para matar a saudade desse prato! Continua impecável! Sei que vocês vão perguntar o nome do lugar, então adianto aqui: Maria Antonieta!

Botando a mão na massa (do Pad Thai)


Wendell Oliveira
Editor

Nunca fui bom de cozinha, exceto por um prato especial: macarrão instantâneo. É sério! Quando criança, sonhava em ter meu próprio “restaurante de miojo”, oferecendo inúmeras variações a preços módicos. Imaginava as longas filas de clientes, ávidos por experimentar minhas combinações de massa pré-cozida e temperos prontos, feitas em 3 minutos — ovo opcional.

Infelizmente tive meus sonhos de culinária e empreendedorismo interrompidos. Meus pais me convenceram de que ninguém no mundo pagaria para comer miojo e que eu deveria correr atrás de um emprego mais respeitado, como editor ou até MC de funk carioca, mas definitivamente não de cozinheiro de macarrão instantâneo. Alguns anos se passaram e eu fui morar do outro lado do mundo, na Tailândia. E adivinha o que eles comem lá?

Nunca desista dos seus sonhos. Ou faça um curso de culinária na Tailândia e desista depois.


E aí, já provou algum desses pratos que amamos? Qual é a comida que mais desperta boas memórias para você? Divida com a gente nos comentários. Vamos sofrer essa vontade juntos… hehe!

Não perca nenhuma oportunidade!

ícone newsletter E-mail diário com promoções Receba as ofertas mais quentes no seu e-mail
Baixe grátis o nosso app Seja notificado sempre que surgir uma promoção