China permite entrada sem visto para brasileiros em viagens de até 6 dias

Bruna Scirea
Bruna Scirea
2/01/2018 às 13:54 - atualizado em 5/12/2019

China permite entrada sem visto para brasileiros em viagens de até 6 dias

Brasileiros que pretendem visitar alguns destinos da China por um período de permanência inferior a seis dias não precisam mais emitir o visto de trânsito – a liberação será dada ao turista no momento do desembarque no país. A novidade, anunciada pelo governo chinês no último 27 de dezembro, objetiva ampliar o número de visitantes ao país asiático e deve beneficiar, além de brasileiros, turistas de outros 52 países.

A zona de isenção de visto se limita às cidades de Pequim (Beijing) e Tianjin e à província de Hebei, no norte da China – até então, estas regiões permitiam visitas sem visto com duração de no máximo três dias (72 horas). De acordo com a Embaixada da China no Brasil, o período de 144 horas sem visto já era permitido para brasileiros que visitam Xangai desde 2016.

Conforme o governo chinês, as regras para a liberação do visto de trânsito são as seguintes: “estrangeiros com documentos de viagem internacional válidos e passagem com conexão para um terceiro país ou região com data e assento confirmados podem entrar no território chinês através do Aeroporto Internacional de Beijing, Estação Ferroviária Oeste de Beijing, Aeroporto Internacional Binhai de Tianjin, Porto Internacional de Cruise de Tianjin, Aeroporto Internacional de Shijiazhuang de Hebei ou Porto de Qinhuangdao. A zona de isenção se limita nas cidades de Beijing e Tianjin, e a província de Hebei, e a lista dos países do programa inclui 53 países”.

Além disso, a isenção de visto de trânsito também é permitida por no máximo 72 horas em conexões nas seguintes cidades:

  • Changsha (Changsha Huanghua International Airport);
  • Chengdu (Chengdu ShuangLiu International Airport);
  • Chongqing (Chongqing Jiangbei International Airport);
  • Dalian (Dalian International Airport);
  • Guangzhou (Guangzhou Baiyu International Airport);
  • Guilin (Guilin Liangjiang International Airport);
  • Harbin (Harbin Taiping International Airport);
  • Kunming (Kunming Changshui International Airport);
  • Qingdao (Qingdao Liuting International Airport);
  • Shenyang (Shenyang Taoxian International Airport);
  • Wuhan (Wuhan Tianhe International Airport);
  • Xiamen (Xiamen Gaoqi International Airport);
  • Xi’an (Xi’an Xianyang International Airport).

É importante mencionar que os visitantes que fizerem conexões pelas cidades acima não estão autorizados a circular fora dos limites de suas províncias.

Até então, visitantes que desembarcavam em Pequim para a visita sem visto, de duração máxima de três dias, reclamavam do curto período de tempo, insuficiente para visitar todas as atrações que a cidade oferece. Já esteve em Pequim? Conta para a gente como foi a sua experiência e qual o número de dias ideal para ficar na cidade!

45 Comentários

  • Maikon says:

    Otima noticia comprei com a Alitalia até PEK e de lá vou com a Korean Air até BKK.Liguei semana passada para as duas empresas e ninguém sabia informar como proceder sobre o visto de transito.
    Ótima noticia.

    • RaffleHoff says:

      O visto é dado na entrada. Basta mostrar passagem para um outro pais em até 3 dias (ou no caso agora até 6 dias) e o agente de imigração libera a entrada.

  • Maikon says:

    Boa tarde Bruna

    Onde posso imprimir essa permissão do governo chinês?

    Obrigado.

    • Ernesto P says:

      Usei visto transito mes passado. Só precisa ter as passagens provando que irá para um terceiro país, reservas de hotel e pronto. Basta seguir fila para o transit visa na imigração. Emitem tudo facilmente na hora

    • Lilian Vieira Dos Santos says:

      É no aeroporto de desembarque que concedem o visto.

  • Lilian Vieira Dos Santos says:

    Shanghai são 144horas também. Liguei no consulado em Brasilia para confirmar…

  • Charles Barros says:

    Bem pouco tempo para turismo, mas bom para negócios.

  • Rafael Lisboa says:

    Vi essa noticia semana passada. Vou ficar do dia 19/03 ao dia 24/03 que são 5 dias.
    Liguei p/o consulado do RJ e não souberam e não tiveram a minima vontade de me informarem.
    Se procede isso mesmo essa informação será uma ótima noticia.

    • Lilian Vieira Dos Santos says:

      Consegui ligar no consulado em Brasília. Fique atento que a entrada é saída precisa ser no mesmo aeroporto

      • Rafael Lisboa says:

        Vou entrar e sair pelo mesmo aeroporto.Liguei p/o consulado aqui do RJ e fui mt mal atendido e a pessoa que me atendeu disse que não poderia me informar e orientar.

  • Jefferson Reisinger says:

    Já usei em Shanghai o de 144 horas. É bom ressaltar que voce precisa chegar por um pais e sair para outro. Por exemplo: Sao Paulo > Dubai (Emirados Árabes) > Shanghai > Los Angeles (Estados Unidos) > Sao Paulo. Voce chegou dos Emirados Árabes e seu voo de saída foi para Los Angeles nos Estados Unidos (países diferentes).

  • Deyvisson F. R. Almeida says:

    Excelente noticia.

  • Mirian Maciel says:

    Fui para a China em outubro e fiquei 15 dias, sendo 7 em Shanghai e 7 em Pequim, foi um tempo bom mas não o suficiente para conhecer muito. Estou esperando outra promoção pra voltar. Foi uma viagem incrível.

  • Rafael Lisboa says:

    A que me atendeu no tel. foi uma pelo sotaque ela fala português com mandarim deve ser chinesa que mal sabe falar o português.Não me informou nada e não me explicou nada.E disse que não poderia me dar nenhuma orientação.

  • Jonas Zanatta says:

    Tenho uma viagem para Pequim de 4 dias de duração em Fevereiro, meu voo é Seattle-Pequim na ida e Pequim-Seattle-Vancouver na volta, alguém sabe informar se eu consigo utilizar este visto de transito? Estou com duvida na parte do terceiro pais, se da certo pela minha passagem ter como destino final o Canada ou se por o voo ser com conexão nos Estados Unidos (que é o pais de onde eu cheguei) não estou elegível a este visto. Ja tive visto chines, fui pra China em Outubro, mas acho que isso não faz muita diferença. Obrigado.

    • Floriano Filho says:

      Não pode voltar para o mesmo país! No caso vc precisa do visto!!! Ou seja vc não vai passar lá em trânsito!!! O MD errou, são até 6 dias caso esteja em trânsito e nao como indicaram que brasileiro está isento de visto por até 6 dias.

      • Jose Carlos says:

        Vou te dar uma dica: compre uma passagem 100% reembolsável e após entrar na China cancele ela e use a sua passagem original. Não tem problema. Ano passado fiz Hong kong- pequim- Manila. Porém meu voo Pequim fazia conexão de 1 h e 20 min em Hong Kong, mesmo sendo conexão, não liberaram meu check in. Falei com Deus e o mundo, que era conexão, que meu destino final era 3 país, mas nada de liberarem. Até que foi dada essa “sugestão”, estava tão sem saber o que fazer que nem pensei nisso. Fiz na hora, liberaram meu check in, entrei país, liguei e cancelei o bilhete 100% reembolsável..

  • Marco Dias says:

    Bem. Está faltando algo na notícia. Li o seguinte nos sites:
    “China’s 144-hour visa-free transit policy is carried out in Shanghai, Jiangsu, and Zhejiang, as well as Beijing, Tianjin and Hebei, to facilitate international travelers. It allows passengers from 53 countries or regions to transit in either Shanghai-Jiangsu-Zhejiang region or Beijing-Tianjin-Hebei region for no more than 144 hours (6 days) without holding a visa.”
    Ou seja, é válido na região de Shanghai, Jiangsu e Zhejiang também.

  • Tarcísio Medeiros says:

    Uma informação importante: Há alguma limitação de quantidade de entradas e por qual período de tempo? Por exemplo, é possível passar até 6 dias na ida, e 6 dias na “volta”?

    • Gilberto says:

      Eu iria perguntar justamente isso e complementando: seria possivel utilizar como transito na ida, por exemplo, somente o aeroporto de Pequim e na volta o de Shangai, obedecendo o criterio de partir de um pais A, passar na China e prosseguir a um pais B? Sera que na volta vale a mesma regra pros mesmos paises envolvidos na ida ou teria que ser totalmente diferente?

  • pedro ferreira says:

    Essa brasileira é absurdamente mal-educada , indico aos que sofreram na mao dela proceder com uma denúncia enviando um e-mail ao consulado. São bem solicitos

  • Eduardo Saldanha says:

    Uma duvida. São 6 dias para cada entrada? Se eu entrar por PEK, passados 5 dias voar para KUL e depois voltar para PEK, terei novamente mais 6 dias? Resumindo, não precisarei de visto?

  • Fernando Araujo says:

    Meu vovo é São Paulo – Nova York – Singapura – Pequim – Nova York – São Paulo. Preciso de visto? Ficarei menos de 6 dias em Pequim.

  • José Pimentel says:

    Eu posso entrar em pequim só com a passagem de ida e volta com permanência de seis dias, ou, só para quem está em trânsito?

  • Daniel Santos says:

    Preciso de visto para China em voo de conexão, mas de aeroportos diferentes, ( ida :PEQUIM , volta XANGAI) ?

    Ida: Sao Paulo > PEQUIM > Tailandia
    Volta : Tailandia > XANGAI > Sao Paulo

  • Gilberto says:

    obrigado!

  • Ericka Martins says:

    Por favor, me esclarece alguns pontos:
    1) posso ter passagens de diferentes companhias de chegada e saída de Pequim?
    2) Hong Kong é considerado terceiro país, neste caso?
    3) qual o procedimento ? Desembarco no aeroporto e apresento passagem de saída ou preciso ver isso com antecendência?

    • João says:

      Oi Ericka, sinto lhe informar mas Hong Kong, principalmente pros chineses, faz parte da China e não será aceito pra este tipo de visto.

    • Wendell Oliveira says:

      Oi Ericka, vamos lá:

      1) Pode, sem problemas. O importante é chegar e sair pela mesma cidade.
      2) Sim, tanto Hong Kong quanto Macau são considerados “outros países” pela imigração chinesa, e não exigem visto de brasileiros.
      3) Ao desembarcar, dirija-se ao guichê “144h Transit Visa”, antes da imigração. É bem sinalizado. Lá eles vão checar sua documentação e emitir o visto temporário.

      Boa viagem!

  • Melissa Nechio says:

    Estou comprando um ticket via Xiamen com escala longa. Podemos descer e visitar a cidade neste período?

    • Wendell Oliveira says:

      Sim, Melissa. Acabamos de atualizar o post. Xiamen e algumas outras cidades permitem uma isenção de visto de trânsito por até 72h.

    • Wendell Oliveira says:

      Sim, Melissa. Acabamos de atualizar o post. Xiamen e algumas outras cidades permitem uma isenção de visto de trânsito por até 72h.

  • Rafael C Bizzotto says:

    Pessoal, tenho uma dúvida, tenho um vôo de Tóquio para Pequim, ficarei 6 dias, então tenho outro vôo de Pequim para Chengdu, ficarei 4 dias e então volta para o Brasil via Ethiopia. Vou precisar de visto? Tenho apenas 14 dias para resolver isso.

  • Carine Lk says:

    Vou para o aeroporto de TAO. Embarcando pela coreia e retonarei ao país no mesmo dia . nao tenho resevas de hotel pois ficarei na casa de meu parentes… O controle de imigração pede so pra preencher ps papeis de onde vou ficar . mais o periodo e 72 horas nesse aerpo.tb ne.

    • Wendell Oliveira says:

      Sim Carine, o Aeroporto Internacional de Qingdao (TAO) também permite a isenção de visto de trânsito por até 72h. Boa viagem!

      • Rafael Z. says:

        Tenho uma duvida. Estou indo de Auckland até Hong Kong. E depois vou à China no dia seguinte para descer em Shangai (SHA). Mas depois de 140 horas, terei um voo até Auckland (com conexão de 4 horas em Hong Kong). O meu caso permite obter o visto chines de 6 dias ?

  • Rafael Z. says:

    Tenho uma duvida. Estou indo de Auckland até Hong Kong. E depois vou à China no dia seguinte para descer em Shangai (SHA). Mas depois de 140 horas, terei um voo até Auckland (com conexão de 4 horas em Hong Kong). O meu caso permite obter o visto chines de 6 dias ?

  • Fagner Palhares says:

    boa tarde alguem sabe me dizer se eu posso chegar em Shanghai (Pudong) e sair de navio para o japao? sem precisar do visto chines?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *