logo Melhores Destinos

Cartão de débito: 6 motivos para você parar de usar agora!

Daniel Gadelha
Daniel Gadelha
01/02/2021 às 19:06

Cartão de débito: 6 motivos para você parar de usar agora!

Os cartões de crédito e de débito são fisicamente bem parecidos. Ambos tem o mesmo formato, na sua maioria são fabricados em plástico e todos contêm uma numeração com 16 dígitos, data de validade e código de segurança. Em termos de pagamento, os dois são aceitos em quase todos os estabelecimentos do mundo e suas transações são aprovadas (ou negadas) quase que instantaneamente, mas será que são a mesma coisa?

Algumas pessoas argumentam que o cartão de débito é uma escolha “financeiramente mais saudável” por ser muito similar ao pagamento em dinheiro vivo: se você tiver saldo no banco, a compra será aprovada, o valor retirado da sua conta e você não estará assumindo nenhuma obrigação financeira futura. Já se você não tiver dinheiro na conta, será o mesmo que não ter nenhum centavo no bolso e você não poderá efetuar compras – salvo no caso de uso do cheque “espacial” que é um produto financeiro tão mais perigoso que o cartão de crédito que o seu uso não merece nem ser considerado.

Porém, eu acredito que utilizar o cartão de crédito em todas as situações é sempre mais vantajoso do que pagar com cartão de débito e listarei 6 motivos para explicar o por que, confira!

Cartão de débito: 6 motivos para nunca mais usar

1. Acúmulo de pontos ou milhas

A primeira razão não poderia ser outra se não o acúmulo de pontos ou milhas. A maioria dos cartões de crédito oferecem programas de fidelidade para estimular o uso do produto. A quantidade de pontos pode variar bastante de 1 ponto até 2,5 pontos por dólar ou até mesmo 1 ponto por real gasto como o Pão de Açúcar Itaucard. Confira o Ranking Exclusivo de Melhores Cartões de Crédito para acumular milhas e viajar do Melhores Destinos.

Salvo raríssimas exceções, como os cartões da cooperativa Uniprime, os cartões de débito não oferecem programas de recompensas. E, quando oferecem, o acúmulo é bem mais baixo do que se você tiver utilizado o cartão de crédito. Ou seja, ao pagar no débito, você estará deixando de acumular pontos ou milhas que podem se transformar em passagens aéreas, produtos ou outros serviços que você poderia ter sem nenhum custo adicional.

Veja também: Vale a pena trocar pontos e milhas por produtos ou serviços?

Eu e meus colegas do Melhores Destinos já fizemos viagens inesquecíveis aproveitando os pontos e milhas acumulados com o cartão de crédito. Dependendo do seu consumo e das oportunidades que volta e meia surgem como promoções de transferência bonificada e resgates com valores reduzidos, dá até para ir para as paradisíacas Ilhas Maldivas em classe executiva pagando apenas a taxa de embarque, já imaginou?

2. Cashback (dinheiro de volta)

Mas se você acha difícil acumular e resgatar pontos ou milhas ou prefere ter liberdade para utilizar suas recompensas como preferir, existem ainda os cartões com cashback que devolvem um percentual dos gastos na forma de crédito na sua fatura ou na conta corrente, dependendo do cartão. O percentual varia bastante, mas gira em torno de 1%-2% do total de gastos.

A grande novidade é o cartão Rappi Visa Infinite que promete 5% de dinheiro de volta em compras feitas no aplicativo e 3% nas demais despesas. Quando o cartão começar a ser emitido, será o de maior cashback do Brasil.

3. Seguros e proteções oferecidas

A partir das categorias Gold e Platinum, os cartões de crédito já oferecem diversos benefícios, seguros e proteções para as compras feitas com eles. Por exemplo, se você pagar pela sua viagem de férias com o cartão de crédito, você pode ser elegível a seguro viagem (médico e odontológico), seguro de carro alugado, seguro para cancelamento de viagem, seguro para conexão perdida ou atraso de embarque e até seguro para bagagem despachada.

Veja também: Visa, Mastercard, Amex ou ELO: qual bandeira tem os melhores benefícios de viagem?

As vantagens não se limitam a serviços de viagens. Se você comprar um produto com o cartão de crédito, pode usufruir de seguro contra perda ou roubo, garantia original estendida e até seguro proteção de preço.

Por exemplo, eu já fui atendido em pronto-socorro no exterior utilizando o seguro viagem do cartão de crédito e também já acionei o seguro proteção de preço depois que o produto que comprei apareceu mais barato em outro site. Além disso, sempre recuso a contratação do seguro contra roubo e colisão quando alugo carros pois utilizo a proteção oferecida pelo cartão. Felizmente, nunca me envolvi em nenhum acidente que precisasse acioná-lo, mas conheço várias pessoas que já utilizaram e que deu tudo certo! 🙏🏼

Porém, para utilizar os benefícios, assistências e seguros do cartão de crédito, é necessário observar as condições de cada bandeira.

Esses benefícios não são oferecidos pelos cartões de débito e podem te ajudar a economizar bastante!

4. Parcelamento e maior prazo para pagamento

Quando você faz uma compra no débito, o valor integral será retirado da sua conta corrente de imediato. Mas se você utilizar o cartão de crédito, poderá ter até 40 dias para pagar e ainda tem a possibilidade de parcelar a compra. Mesmo que você tenha o dinheiro em mãos, vale mais a pena aplicá-lo em algum tipo de investimento com boa liquidez (que seja fácil de ser resgatado) e retirar o valor da parcela mensalmente. Mas é preciso ter auto controle e não gastar o dinheiro que está reservado para fazer o pagamento da fatura!

Além disso, é preciso ter atenção a data de vencimento. A dica é escolher uma data poucos dias após o recebimento do seu salário ou outra fonte de renda. Também é importante acompanhar as despesas para não estourar o seu orçamento quando a fatura chegar.

5. Melhora do score de crédito

O cartão de crédito, por ser uma forma de empréstimo, ajuda a construir o seu score de crédito. Na medida em que você vai utilizando o cartão e fazendo os pagamentos, o banco irá enviar dados do seu comportamento financeiro para as empresas de proteção de crédito e a sua pontuação construída. Ter um bom score de crédito pode lhe ser muito útil na hora de aplicar para o financiamento de um veículo ou imóvel, ou ainda ser aprovado para cartões de crédito melhores.

Os cartões de débito, como não envolvem “risco” ao emissor, não contribuem para o seu score como os cartões de crédito.

Veja também como consultar o seu score de crédito.

6. Maior conveniência

Existem diversos serviços que dificilmente você conseguirá adquirir utilizando o cartão de débito, por exemplo: reservar um hotel pela internet, alugar um carro ou comprar uma passagem aérea em muitos dos sites que não aceitam pagamento com débito. Na última situação, é capaz de você perder uma grande promoção apenas por não ter cartão de crédito!

Além disso, a maioria dos aplicativos de transporte e de entrega como Uber, Uber Eats, iFood e Rappi utilizam o cartão de crédito como principal forma de pagamento. Você até pode pagar em dinheiro, mas ficará limitado a um número reduzido de motoristas e estabelecimentos que aceitam pagamento em espécie. Sem falar nos vários cupons de desconto e outras ofertas que só podem ser aproveitadas se você pagar com cartão de crédito.

Bônus: Você não precisa pagar anuidade!

Um grande mito é que ter um cartão de crédito implica necessariamente na cobrança de altas anuidades todos os anos. O que nem todo mundo sabe é que existem diversos cartões de crédito com anuidade grátis para sempre que são fáceis de serem aprovados. Embora alguns deles não sejam robustos no acúmulo de pontos e milhas ou no catálogo de benefícios, eles podem ser um bom começo se você só usa cartão de débito.

Mas se você estima que consegue gastar pelo menos R$ 1.000 por mês, existem 28 cartões de crédito que podem ter anuidade grátis e oferecem milhas e benefícios de viagem. Duas dicas para ajudar a turbinar os seus gastos mensais são pagar contas e boletos com o cartão de crédito e solicitar cartões de crédito adicionais. Ainda assim, se você for cobrado pela anuidade, não se dê por vencido. Confira nossas dicas para não pagar anuidade de cartão de crédito.

Quando usar o cartão de débito?

Eu só utilizo a função débito quando vou a um estabelecimento que não aceita cartão de crédito, simples assim! Porém, por trazer um custo maior para o lojista, não é incomum encontrar lojas, bares, restaurantes ou postos de combustível que aceitem somente débito. Nessa situação, não há o que fazer e o jeito é pagar no débito, que é bem mais prático do que carregar dinheiro.

Outro momento em que você deve utilizar o cartão de débito é ao sacar dinheiro em caixas eletrônicos. Embora o cartão de crédito também permita esse tipo de transação, ela vem “premiada” com juros e encargos bem pesados. Então se precisar de dinheiro em espécie, utilize sempre seu cartão de débito para sacá-lo.

Existem ainda lojas que oferecem descontos para pagamento à vista, também visando desestimular o uso dos cartões para fugirem das taxas. Caso considere o desconto atrativo, pode ser mais vantajoso do que pagar com o cartão. No meu caso, considero pagar em dinheiro ou débito caso o desconto seja de pelo menos 5%. Do contrário, acho mais vantajoso pagar no crédito e acumular pontos ou milhas.


Optar por utilizar sempre o cartão de crédito como forma de pagamento é uma escolha inteligente desde que você use com responsabilidade e pague sempre o valor total da fatura dentro do prazo de vencimento. Do contrário, você poderá acumular dívidas a juros altos que não irão compensar nenhum dos benefícios apresentados.

Embora utilizar cartão de débito ou dinheiro não vá lhe impedir de gastar além do seu orçamento, certamente é uma opção com “menor risco de estrago”. Se você tem medo de comprar mais do que pode pagar, tenha o hábito de acompanhar seus gastos através do aplicativo no banco e/ou crie uma planilha para gerenciar as suas despesas ao longo do mês. Crie categorias como roupas novas, sapatos, baladas e festas, etc e estabeleça limites mensais de quanto você pode gastar em cada uma delas sem extrapolar o orçamento.

Veja também:
Ranking de Melhores Cartões de Crédito do Melhores Destinos
8 dicas para conseguir um ótimo cartão de crédito em 2021