logo Melhores Destinos

Aeroportos de Buenos Aires – saiba como escolher

Denis Carvalho
Denis Carvalho
25/04/2011 às 13:19

Aeroportos de Buenos Aires – saiba como escolher

Atualizado em janeiro de 2019

No futebol e outros esportes somos rivais eternos, mas em tudo o mais não há como negar: cada vez mais o brasileiro se apaixona pela Argentina, especialmente por sua capital, Buenos Aires. A proximidade, o ar europeu, a cultura, a culinária e o real forte transformaram a cidade no principal destino dos turistas que deixam o país – e para cá voltam maravilhados com os encantos da terra do tango.

Como ocorre com as metrópoles brasileiras, a escolha do aeroporto é uma dúvida comum para os que viajam à capital portenha. Para chegar em Buenos Aires, dois aeroportos estão disponíveis: Ezeiza e Aeroparque. Há ainda um terceiro, El Palomar, que desde o início de 2018 tem voos low cost da FlyBondi e futuramente poderá ter rotas internacionais, incluindo o Brasil.

Leia também: O que fazer em Buenos Aires: 41 dicas para sua primeira viagem!

As diferenças, vantagens e desvantagens entre eles são o tema deste post, que dá sequência à série sobre qual aeroporto escolher em sua viagem.

Aeroportos de Buenos Aires

Buenos Aires se parece bastante, em termos de aeroportos, com São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte – cidades que já abordamos nessa série. Há um aeroporto menor e melhor localizado, neste caso o Aeroparque, e um gigante com mais estrutura porém mais afastado, o Aeroporto de Ezeiza.

Por enquanto ambos os aeroportos recebem voos do Brasil, mas infelizmente até 2019 deixarão de existir voos do Brasil ao Aeroparque, que será destinado exclusivamente a voos nacionais ou para o vizinho Uruguai.

Além do Aeroparque e Ezeiza, desde janeiro de 2018 está funcionando o aeroporto de El Palomar, exclusivamente com voos low cost da FlyBondi. A companhia tem planos de voar para outros países, incluindo o Brasil, mas por enquanto é uma boa opção para que vai explorar mais destinos na Argentina.

Aeroparque

O Aeroparque Jorge Newbery fica na avenida Costanera Norte, no bairro de Palermo, à margem do rio da Prata. Desde sua inauguração, o terminal foi planejado para atender especialmente às linhas nacionais. Em 2010, porém, ele passou a ser internacional, atendendo a voos de países vizinhos, incluindo o Brasil. Atualmente o Aeroparque está sendo remodelado em um ambicioso projeto que levará vários anos e o converterá em um moderno terminal de conexão de voos domésticos. Com isso, a partir de 2019 nenhum voo internacional chegará ao terminal, exceto vindos do Uruguai.

A principal vantagem para quem pousa ou decola por ele é a localização, a apenas dois quilômetros do centro de Buenos Aires. Em poucos minutos de táxi , Uber o Cabify chega-se a qualquer hotel na área central, sem complicação e pagando pouco. Isso faz dele a melhor opção para quem faz viagens curtas, como um fim de semana ou mesmo feriado prolongado à capital argentina.

Outra vantagem importante é a conexão com praticamente todas as linhas para o interior do País. Assim, se seu destino final for Bariloche, Córdoba , Mendoza ou qualquer outra região argentina este aeroporto é o ideal.

O aeroporto em si é pequeno, mas charmoso. Alguns o adoram por ser mais tranquilo, outros o detestam – sendo aqui mais uma questão de gosto pessoal. Há caixas eletrônicos, lanchonetes e um pequeno free shop. Também há opções de ônibus executivos para Ezeiza pela empresa Tienda León e várias linhas de ônibus para o centro.Vale lembrar que para usar o transporte público é necessário ter o cartão SUBE.

Mais informações no site oficial.

Ezeiza

O nome oficial é Aeroporto Internacional Ministro Pistarini, em homenagem ao militar que o idealizou, na época da primeira presidência de Perón. Mas todos o conhecem por Ezeiza, que é o nome da pequena cidade onde está localizado, a cerca de 35 quilômetros do centro de Buenos Aires. O terminal concentra mais de 90% dos voos internacionais do país e partir do ano que vem receberá todos os voos internacionais, à exceção dos low costs da FlyBondi, que descerão no El Palomar. A presença de brasileiros é tamanha que em 2017 o aeroporto adotou o português como um de seus idiomas oficiais.

A grande vantagem de Ezeiza é a infraestrutura, com muito mais opções de alimentação e serviços, incluindo uma agência do Banco de la Nación Argentina, onde se pode trocar pesos a taxas excelentes. Também é a opção certa para quem deseja fazer compras no Free Shop – para alguns um dos grandes atrativos da viagem, com grande variedade e preços convidativos.

Há várias opções de transporte para o centro da cidade. De táxi, o percurso leva menos de uma hora fora de horários de rush e custa cerca de 800 pesos. A Táxi Ezeiza é a empresa oficial e tem um guichê no saguão com tabela fixa e pagamento antes de pegar o carro.

Uma opção mais confortável são os remises – carros alugados com motoristas. Também há linhas de ônibus executivo, também da empresa Tienda León, para o Aeroparque ou para o centro de Buenos Aires e mesmo cidades próximas, como Mar del Plata e Rosario. Também se pode pedir um Uber e Cabify – os aplicativos são os mesmos usados no Brasil e há wifi grátis no terminal.

Para quem quer economizar, há uma linha de ônibus urbano que faz o trajeto do aeroporto à cidade por 10 pesos – mas o trajeto chega a durar mais de duas horas. Procure a Línea 8, operado pela empresa Transportes Rio Grande S.A.C.I.F., telefone 0800-5553682. Também há outras linhas urbanas com destinos variados. Para usar o transporte público é necessário ter o cartão SUBE.

Leia nosso post especial sobre como ir do Aeroporto de Ezeiza a Buenos Aires: opções de transfer, táxi, ônibus e Uber.

Mais informações no site oficial.

El Palomar

El Palomar (EPA) é o terceiro aeroporto da Região Metropolitana de Buenos Aires e o primeiro a ser conectado ao trem, já que está a 300 metros da estação de Palomar, na linha San Martín. O governo argentino investirá um total de US$ 1,6 milhão em obras para melhorar o aeroporto.

Como primeiro terminal de companhias aéreas low cost do país, está localizado a poucos quilômetros da cidade de Buenos Aires e possui serviços mais básicos – que reduzem os custos operacionais das companhias aéreas entre 40% e 50%. Por exemplo, não há fingers ou serviços de reboque para aeronaves.

O aeroporto é pequeno, mas cômodo. Tem vários balcões de check-in, todos da Flybondi, por enquanto. O terminal conta com dois cafés Brioche Doreé, um deles antes da área de pré-embarque, e outro depois, além de máquinas de café e bebidas, estações de recarga de celulares, banheiros e duas redes WiFi grátis.

Para quem vai a Buenos Aires, o aeroporto de El Palomar é muito mais próximo do que Ezeiza e, dependendo da região, até mesmo mais conveniente do que o super bem localizado Aeroparque.

Há várias opções de transporte para o centro da cidade. De carro, táxi, remis, Uber ou Cabify: A partir do Obelisco de Buenos Aires, a distância até o aeroporto de El Palomar é de 26 km. No nosso caso, fomos de Cabify. Como referência, sem desconto, um táxi ou Uber do Obelisco para EPA custa 570 pesos, enquanto um Cabify 680 pesos. Além disso, há dois pedágios: nas autopistas AU Perito Moreno e AU 25 de Mayo, com valores de 40 a 55 pesos, e na Au Oeste, de 28 a 50 pesos. Pode evitá-los se não for pela autopista, mas o trajeto será mais longo.

Trem: A linha San Martín demora 39 minutos até Palermo ou 42 minutos a Retiro. Custa a partir de 7,50 pesos com o cartão SUBE ou 18 pesos comprando avulso.

Ônibus executivo: A empresa Manuel Tienda León oferece uma linha do aeroporto até vários pontos da cidade de Buenos Aires, com passagens a partir de 150 pesos.

Ônibus comum (coletivo): Podem ser usadas as linhas 53, 182 ou 320. A passagem precisa ser paga com cartão SUBE e custa a partir de 9,50 pesos.

A chegada do novo Aeroporto de El Palomar é crucial para o desembarque das companhias low cost na Argentina, tanto para voos domésticos, como internacionais. Ao que tudo indica, em breve esse será um terminal importante para os brasileiros, seja para chegar ao país com uma companhia de baixo custo, seja para fazer conexão e aproveitar baixas tarifas para destinos como Mendoza, Cordoba, Bariloche e Jujuy!

Mais informações no site oficial.

Dicas

Se for pegar qualquer ônibus coletivo em Buenos Aires tenha sempre o cartão SUBE. Os coletivos não vendem passagens nem aceitam dinheiro!

A Prefeitura de Buenos Aires possui um site com todas as informações para os turistas, incluindo mapas interativos com atrações e transporte público.

Não perca nosso post especial o que fazer em Buenos Aires e o nosso Guia completo de Buenos Aires!

69 Comentários

  • Rafa says:

    Na última vez que fui a Buenos Aires (julho de 2010), perguntei à recepção do hotel (da rede NH) se eles tinham algum serviço de traslado ao aeroporto de Ezeiza e eles me arranjaram um remis por 95 pesos! A relação custo benefício foi ótima: 45 reais por um sedan médio novo e limpo em que couberam todas as nossas malas gigantes, motorista educado e pontual e trajeto tranquilo até Ezeiza. Ou seja, cada passageiro (eram 2) pagou 22,50 reais por um percurso relativamente longo, no Brasil pagaríamos o dobro ou o triplo. O ruim é que como a inflação corre solta por lá, duvido que esse preço ainda seja praticado. Mas vale a pena perguntar na recepção do seu hotel, eles podem ter convênio com algum serviço de remis e dai sai mais barato

  • Schalke says:

    Já fui e voltei pelos dois e hoje optaria pelo Aeroparque. Economiza-se bastante no táxi (Ezeiza até o Centro dá 150 pesos, AEP até o Centro no máximo 50) e no tempo de deslocamento. A única vantagem do Ezeiza é realmente o freeshop bem maior, mas a grande maioria das coisas que importa pra maioria das pessoas (bebidas, perfumes, chocolates) tem nos 2, o do Ezeiza realmemte é bem melhor pra roupas e relógios, que não costuma ser meu foco de compras. Aí vai de cada um.

  • Marcio says:

    Estive na Argentina este mês com minha namorada e usamos o Aeroparque, voando Aerolineas Argentinas. Na ida era a situação ideal, porque nosso destino final era El Calafate. Depois, para voltar a Buenos Aires, também descemos no AEP, tudo muito tranquilo e prático. A área de embarque doméstico é grande e confortável, o embarque internacional já é meio apertado. E o free-shop do Aeroparque realmente deixa a desejar: poucos vinhos e só tem alfajor Havanna naquelas caixonas de 24 unidades.

    • Aqueles MARAVILHOSOS alfajores Havanna custam uma pequena fortuna aqui no Brasil e lá são baratinhos! A empresa que fechou contrato com a Havanna pra ter exclusividade aqui no Brasil, além de explorar pouco (abrir pouquíssimos cafes/quiosques), fica extorquindo os consumidores, que acabam comprando um ou dois, em vez de uma caixa. Toda vez que vou a Bs As compro um monteee!

  • aNDRESSa holanda says:

    Pensei em ir para buenos aires pelo uruguai, as passagens aéreas são mais baratas e ainda conheço um pouquinho do uruguai… alguem sabe dizer se vale a pena ou se estou "viajando"?

    obrigada.

    • Lucas says:

      Se você quer pagar pouco, vá de PLUNA. Só que não há franquia de bagagem na volta e nem serviço de bordo incluso.

      A vantagem de fazer conexão no Uruguai(MVD)é o FANTÁSTICO free shop 😉

      Dependendo do tempo da conexão vale a pena sair do aeroporto, mas é preciso verificar o tempo, se não…

      Abraços

      • Henrique says:

        Fiz conexão em Carrasco.

        Realmente, o Duty Free de lá é fantástico. Mas, se seu vôo for apenas conexão e não stop, você não poderá sair do aeroporto.

        Até pode sair da área de trânsito, mas terá que pagar uma taxa de US$ 36.00, conforme informado por uma funcionária da imigração.

    • RABUGENTO says:

      Dizem que a PLUNA cobra bagagem no retorno.

      Certifíque-se antes de ir.

      Mesmo assim pode compensar…

      • Henrique says:

        Para mim, compensou muito voar com a Pluna.

        Paguei R$ 792 ida e volta, para mim e para minha namorada. (GRU/MVD/AEP e AEP/MVD/VCP)

        Na volta, paguei US$ 50 pela franquia de bagagens (2 malas bem pesadas), pois fiz o check-in online, no site da Pluna. A tarifa normal é de US$ 30 por mala.

    • Cesar says:

      Vale a pena, sim! Se estiver com disponibilidade de tempo, pode aproveitar e ir até Colônia, ficar uns dois dias, em seguida pega um barco pra BsAs. Ou vai de barco direto pra BsAs. Há duas empresas que fazem esse translado e é interessante adquirir os bilhetes com antecedencia pra conseguir bons preços. =)

    • É uma boa. Além disso que os amigos recomendaram, te digo que vc pode aproveitar p/ conhecer Colônia ou Punta del Este. P/ continuar a viagem até Buenos Aires vc pode optar por desembarcar em Monteviéo mesmo e atravessar o Rio da Prata pelo Ferry! É ótimooo!

    • Daniel says:

      Não sei te dizer se sai mais barato, pelo menos de SP não há diferença significativa, mas o Uruguai vale sim a pena conhecer, nossa moeda lá é forte também, porém não há tamntas opções quanto Buenos Aires, o trajeto entre os paises fiz de barco, que são muito conformataveis o trajeto de ida em volta gira em torno de 100 dolares.

    • Jetro says:

      Não sei se compensa muito financeiramente.. mas vale a pena conhecer o Uruguai. VC pode atravessar de buque ou pela propria pluna tem uns voos Buenos-Montevideo superbaratos. 3 dias dão tranquilos, 1 Montevideo, 1 Punta e 1 colonia. Há também hoteis com termas e campos de golfes no interior mto interessantes.

  • JorgeRicardo says:

    Vale a pena conferir as tarifas e serviços da empresa Manuel Tienda Leon, principalmente se viajar sozinho, é a mais ecônomica e segura opção.

    Dica: Por um pequeno acréscimo, eles te levam até a sua hospedagem (verifique a região atendida).

    Atenção: De Ezeiza, o lado ruim é que vc é transportado primeiro para a estação-base deles, no Terminal Madero (região central), para depois, em veículos menores (Kangoos; Berlingos, etc), seguir até a sua hospedagem. Este serviço tb vale para o translado hotel-aeroporto e eles são pontuais.

  • Belisa says:

    Lembrando que a inflação no pais está galopante: hoje você não paga menos de 130 pesos por um remis saido de Ezeiza. Vim como turista no começo de 2010 (quando custavam 98 pesos) e vivo em Buenos Aires ha 8 meses (hoje custam 160 pesos). Nesse período o preço de tudo subiu, principalmente pelo movimento de turistas (em sua maioria brasileiros)indo e vindo na capital.

    A única vantagem do Aeroporto de Ezeiza é o freeshop e a maior quantidade de voos vindos do Brasil. Fora isso, a melhor opçao é chegar pelo Aeroparque.

    • Cintya says:

      Estou indo pra Buenos Aires e ficarei na Recoleta… Vou desembarcar no EZE, o ideal então é separar no mínimo 160 pesos para ir até meu Hotel? Vou viajar sozinha e uns me dizem, leva dólares outros, leva pesos… o que seria melhor? Não vou fazer uma viagem de compras, sou fotógrafa e quero passear, tirar muuuitas fotos e gastar o mínimo possível. O que me sugere? Obrigada

  • nayara monteiro says:

    gostei demais do post! em setembro, irei à Buenos Aires de novo, mas dessa vez, vou descer no aeroparque, porque o ezeiza é super longe da rodoviária [retiro] e como meu destino final será outra 'província' da Argentina, sai mais barato. mas quando viajei pra lá em outubro do ano passado, paguei por um 'remises' mais ou menos uns 120 pesos, contratado dentro do ezeiza mesmo e o taxista foi super legal comigo e ainda me ensinou pra não falar a palavra 'coger' lá, que a conotação é totalmente sexual, sendo q meu espanhol aprendido no curso de espanhol da Espanha, a tradução era outra completamente diferente. mas uma coisa tenho que dizer: por eu ser brasileira e meu perfil físico ser completamente diferente dos das mulheres argentinas, eu fui muito desrespeitada por uns funcionários do aeroporto ezeiza, que falaram palavrões em português [na maior cara de pau], me deixando uma impressão não muito convidativa com as pessoas de lá! são exceções, claro, mas o povo de lá, na sua maioria, não me olhou de maneira agradável e realmente não sei o motivo… e o pior é que tive essa preocupação em ir totalmente coberta, com casaco, bota, cachecol, cabelo preso, óculos escuros, pra não ser mto notada, mas a galera é meio doida mesmo lá! fora isso, sempre quero voltar à Argentina, o 'ar' [em sua concepção ampla] é muito charmoso e inspira liberdade! são realmente bons os ares de lá! 😉 valeu

  • Henrique says:

    Estive em Buenos Aires em Março.

    Cheguei e parti pelo Aeroparque, pois fiz conexões em Carrasco (Montevideo).

    Na chegada, um Domingo a noite, o movimento era bastante intenso, mas nada absurdo.

    O aeroporto tem uma boa estrutura, o Duty Free é bom e tem bastante produtos.

    De lá até o centro de Buenos Aires, demoramos uns 20 minutos.

    Quando fui embora, o pessoal do hotel chamou um remis e paguei 55 pesos.

    O motorista era muito atencioso e o carro era um Siena novo.

    Nunca usei o Ezeiza, mas um casal de amigos que estavam viajando conosco, chegaram por lá e pagaram quase 200 pesos num remis.

    Sem contar no tempo de deslocamento…

    Quando eu voltar para lá, procurarei passagens para o AEP, com certeza.

  • Ricardo says:

    Se for possível escolher pelo mesmo preço recomendo ir pelo AeroParque, pois comigo tive uma infelicidade enorme quando fui a BSA! Requisitei transporte de uma empresa do aeroporto que não foi me buscar, num dia chuvoso tive que ir pro meio da rua no centro de Buenos Aires pra tentar conseguir um Taxi grande pois já estava atrasado! Resultado: o cara da Gol foi me levando pra dentro do avião pois já estava fechando hehehe

  • Nossa, como adoro Buenos Aires! Já fui váriasss vezes pra lá! O Aeroparque é bem centralizado mesmo… me lembro que uma das vezes estava deitado com amigos na grama de um parque no Palermo, do lado da faculdade de Direito da UBA e próx. da Recoleta, aquele que tem aquela imensa flor metálica… e ficávamos vendo os aviões descendo p/ o aeroporto, passavam baixinho ali.

    Já passei várias vezes pelo aeroporto de Ezeiza e realmente é longe do centro de Bs. As. (uns 35km). Da última vez que estive lá paguei 70 pesos do hostel até o aeroporto, mas eles tinham convênio com o hostel, pois isso foi mais barato… mas como faz mais de um ano que não vou lá, fiquei estarrecido em saber que já são AR$ 170,00!!!

  • Giuliana says:

    Acho que sou a única que prefere o Ezeiza rsrsrs

    Acredito que o Ezeiza oferece as melhores condições de segurança, principalmente para quem não vai levar pesos já daqui do Brasil. Trocar no Banco de la Nacion, que fica ainda dentro da área de desembarque, é super tranquilo, além de ser sem dúvida uma das melhores taxas. Se você não viaja só, acho melhor descer no Ezeiza, aproveitar o cãmbio e o Free Shop! Vale a pena!

  • Ah… e falando sobre o Aeroparque, ele sempre foi ligação entre as províncias da Argentina e a capital e a exceção de voos internacionais era para o vizinho Uruguay que em mtos casos era mais próximo do que algumas provincias argentinas. Só recentemente o Aeroparque começou a ter voos para o Brasil, pois os argentinos tinham liberado voos de lá para o Brasil pelas Aerolíneas e com isso as empresas aéreas brasileiras reivindicaram o mesmo direito. O que o post não disse é que Ezeiza também tem voos para o interior daquele país… um terminal lá é exclusivo das Aerolíneas Argentinas. Então em muitos casos também é possível desembarcar em EZE vindo do exterior e seguir viagem p/ o interior sem precisar pegar transfer/taxi para o AEP. É isso amigos. Obrigado.

  • bruno raphael says:

    fantastico Buenos Aires é uma das minhas proximas opções de viajem aqui na america do sul…

  • Schalke says:

    A cobrança de bagagem da Pluna é só na volta, 30 dólares por mala (máximo 23 Kg). Se fizer o check-in online sai por 25.

    Ultimamente as passagens da Pluna têm estado tão baratas que vem valendo a pena pagar a bagagem. Já fui pro Uruguai e Argentina com eles e valeu muito a pena pelo preço. Muito pontuais e aviões novos. Os vôos são tão rápidos que o serviço de bordo nem faz falta.

  • Kerindê says:

    Ambos aeroportos são super legais. Ezeiza não curti muito porque cheguei na noite de natal meio que corrido ,então não deu pra conhecer,mas pelo que vi e pelo que falam é muito bom em vários fatores menos a distância claro. Aeroparque viajaei de manhã quase madrugada, mas também é bem mimoso e muito ,mais muito mais perto.

  • Até uma sugestão para post: melhor o Ezeiza, Aeroparque ou Buquebus (saindo de Montevidéu ou Colonia)?

    Fui pra Bs. As. ano passado, fiquei dois dias pelo centro (no Milhouse Hostel perto da avenida de maio), mas passei em Montevideu antes, e sai de barco em Colonia.

    realmente os preços sao muito parecidos (indo pro Carrasco ou pra Ezeiza – quando eu pesquisei), mas quando comprei, a taxa de embarque era bem mais cara pra Argentina (comprei por um site de viagens, nao lembro o nome), e nao tinha taxa da agencia pro Uruguai.

    na pratica, paguei o mesmo preço, mas conheci duas cidades ótimas (Colonia fui de madrugada pra pagar menos).

    em Montevideu, fiquei no Palermo Art Hostel, nao eh no centro, mas foram muito acolhedores, principalmente depois de um vinhozinho e de uma chuva ^^.

    acabei comprando mais no freeshop de Carrasco (realmente eh grande), na Argentina fui mesmo por conta da feira de Arte, e fiz uma especie de city tour (so deu pra levar uma caneca e uma camiseta da Mafalda rs, e uns livros sobre arte em espanhol).

    mas, agora, vendo todo mundo falando de buenos aires, deu uma saudade…

  • Rafael Rolim says:

    para as pessoas q acham q não vale a pena ir para o aeroparque por causa do freeshop eu tenho uma dica: Se forem pela Pluna, os voos saindo do Brasil possuem conexão em Montevideo. O aeroporto de lá é muito bom e tem um freeshop bem grande. É só fazer as compras lá na volta pro Brasil, e se perder a conexão eles te encaixam pro proximo voo sem problemas.

  • Ana says:

    Obrigada pelo post Léo, há mais ou menos 2 semanas atrás enviei um e-mail, pedindo justamente informações sobre esses 2 aeroportos.

  • Andrés says:

    Uma boa de Ezeiza é que tem o Banco de la Nación Argentina, com o melhor valor pra trocar reais. Aeroparque tem só aquelas lojinhas de câmbio com valores ridiculos.

    Se for trocar na cidade, tem uma agencia só do Banco Nación que troca reais por pesos, nesses valores (bem diferentes mesmo de qualquer loja de cambio) e fica no Centro, em frente a Plaza de Maio, no subsolo do banco. Precisa levar passaporte e cartão de entrada ao pais.

    • RABUGENTO says:

      Já que tocaram no quesito câmbio, aqui vai um link muito bom para saber onde trocar seus reais/dólares/euros…

      http://www.dolarhoy.com/

      Depois de trocar os primeiros reais no Banco de La Nacion de Ezeiza, esse site é o melhor indicativo.

      O Cambio América fica na Sarmiento quase em frente ao Banco do Brasil. Banco do Brasil não atende câmbio.

      Pode-se sacar online também nas máquinas Link.

      O melhor, hoje, é levar Reais e Cartões de crédito Internacionais. Pena que aumentaram as taxas/IOF para 6,5% nas compras com cartão mas mesmo assim ainda vale a pena.

  • Schalke says:

    Cartão de crédito não está valendo tanto. Fui em janeiro pela última vez e pela conversão (peso -> dólar -> real) paguei cerca de 2,35 reais por peso gasto, fora os 2,5% de taxas na época. Na mesma época, as melhores casas de câmbio pagavam 2,45 por real. Concordo que cartão seja mais cômodo, mas quem levou reais nessa época economizou entre 5 e 10%. Com o aumento das taxas então…

  • João says:

    Muito bom o post!!

    Tenho viagem marcada para final de Maio no Ezeiza.

    Espero que seja bom o freeshop.

  • André says:

    Realmente o Aeroparque é muito bom devido a sua localização. O que não é bom é a companhia Aerolineas Argentinas. Fui um dos "felizardos" que teve que esperar por um atraso de 6 horas num vôo de volta ao Brasil (http://g1.globo.com/brasil/noticia/2011/04/voo-atrasa-mais-de-dez-horas-e-brasileiros-reclamam-na-argentina.html) Me parece que houve uma espécie de greve ou algo assim. E vendo agora o site Reclame Aqui percebo que esta Companhia Aérea de fundo de quintal realmente trata seus passageiros pior que cachorro. Aerolineas? Não recomendo nem para meu pior inimigo!

  • Roseane says:

    Olá Pessoal

    Estou querendo ir a Buenos Aires em Dezembro/2011, pretendo passar 04 dias (queria poder passar mais..rssss) Qual seria o melhor aeroporto, e o que fazer nesses poucos dias?? Por favor mandem muitas dicas…Obrigada

  • Eu gosto mais do Ezeiza. Moro em Buenos Aires faz 4 anos e sempre que vou para o Brasil Visitar minha família, uso o aeroporto Ezeiza. Para chegar no aeroporto sempre pego um carro alugado por uma empresa, porque os taxis são bons, mas um amigo meu foi roubado já duas vezes pelos taxistas. Eu não arrisco. Reservo com uma empresa chamada BsAs4u, muito boa aliais, e eles fazem tudo por mim. Recomendo quem quiser segurança e pontualidade. Eu não arrisco.

  • André says:

    Vendo o site dessa BsAs4u constatei que a corrida de Ezeiza para a zona hoteleira custa USD$54.00 ou 220 pesos argentinos. Para mim é um roubo.

  • Ana says:

    O que isso Léo não demorou nada não. Antes deste tiveram vários posts bem interessantes. Mais uma vez obrigada.

  • Ana says:

    Viajei no Carnaval pra Buenos Aires de TAM.

    Tinha comprado a passagem de ida para o Ezeiza, mas trocaram nosso vôo alguns dias antes, e nem percebemos. Só depois de uns 2 dias lá é que nos demos conta de que tinhamos chegado no Aeropark. Como a volta seria por este mesmo, acabamos não conhecendo o freeshop que dizem ser ser ótimo no Ezeiza 🙁

    Mas em termos de praticidade, vale a pena ir pelo Aeropark, sem dúvidas!!!

  • Cecilia says:

    Amiga, não perca seu tempo. Acabei de vir de Montevideu com meu marido na semana passada, detestei Montevideu. Vale a pena sim ir a Buenos Aires e de lá pegar um catamarã e conhecer SÓ Colonia del Sacramento no Uruguai. Punta del Este não vale a pena porque não é verão agora. Não perca dinheiro nem seu tempo, que Buenos Aires é INFINITAMENTE mais maravilhoso que a desenxabida Montevideu, foi uma tremenda decepção ! Beijos e boa viagem.

  • Caio says:

    Estou com uma dúvida, pessoal. Viajarei para Bariloche pela Aerolineas, mas farei uma conexão em Buenos Aires de aproximadamente 10 horas. Só vi agora que meu desembarque da conexão é no Ezeiza e o embarque no Aeroparque para,enfim, seguir para Bariloche. Nesse caso, a empresa providencia a transferência entre os aeroportos ou eu devo fazer por conta própria? Será que daria tempo de conhecer alguma coisa da cidade nesse meio tempo? Sei que são perguntas bobas, mas é minha primeira viagem ao exterior. Se alguém puder me ajudar.. Valeu!

  • Anderson says:

    Rabugento, aos domingos o câmbio fecha lá em Buenos Aires? Mais especificamente o Banco de La Nacion em Ezeiza?

    É que chegarei no domingo e queria saber se tem esses problemas de dias e horários comerciais por lá.

  • Fabi says:

    Oi pessoal! Alguém sabe dizer quais são as taxas de embarque dos aeroportos (Ezeiza e Aeroparque)?

  • Igor - Poa says:

    Legal saber!

  • Guilherme says:

    Atè onde eu sei a Aerolineas providencia o transfer pra vc…entra em contato com eles pelo twitter, respodem muito rapido

    @aerolineasAR

  • Matheus Puppa says:

    Gostei do blog kkk

    Mas me tira uma duvida :

    Estou com uma eterna duvida ! Vamos supor que eu compre em dólar no Free Shop de Ezeiza. Eu troco reais em dólar direto ou eles trocam reais para pesos e só depois de pesos para dólar ? vou perder dinheiro ou compensa converter? No aeroporto de ezeiza aceita pesos correto ? compensa comprar em peso ou não ? como funciona ? quanto sai perfumes em pesos ? ME AJUDAA !!!!

    no aguardo(poderia passar msn pra gente conversar )

  • Celio says:

    Gostaria de saber se alguém há embarcou no Ezeiza cedinho, 6horas da manhã, e como consegui transporte nesse horário. Quanto foi?

  • Karoline says:

    Também queria saber!! E to pensando em sair às 22 h. de domingo..

  • Bruna Lara says:

    Olá, gostaria de tirar uma dúvida! Terminei o curso de comissária a pouco tempo aqui no Brasil, e gostaria de saber se a Aerolíneas contrata Brasileiros ou terei que fazer o curso novamente na Argentina? Se puder me ajudar, serei muito grata!

  • Adriana says:

    Oi galera! Tudo bem? 🙂

    Vcs sabe onde fica no Zoologico em Buenos Aires? Pertinho de onde?

    Se puder me ajudar… serei mt grata.

  • Denis says:

    Tem o zoologico Temaikèn. É un Bioparque situado em Escobar, Provincia de Buenos Aires – Información: 0348-4436900 – info@temaiken.org.ar.

    Mas… sinceramente… pra que ir em zoologico em Buenos Aires?? Tá cheio de animais argentinos nas ruas!

  • geovania says:

    vou estar em Buenos Aires em maio… cou ficar tirando a volta 6 dias…. como faço p ir p punta del leste… tem embarcação … qto custa da p ir voltar no mesmo dia… e montevideu tbem da p fazer os dois passeio?

  • Samille says:

    Vou pra Buenos Aires em agosto, vou chegar pelo Aeroparque e chegando quero pegar um onibus para ir pra Rosário. O que você me indica? O terminal rodoviário é perto? Como faço para trocar o real?

  • tatiana says:

    Olá…saberiam me informar se no AEP também tem boa casa de câmbio? é melhor já levar pesos daqui do Brasil ou trocar lá?trocam reais ou só dólar?

  • Mariane says:

    Alguém sabe me dizer se o AEP tem guarda-volumes e com quanto tempo de antecedência posso fazer o check in? Chego no EZE 16:30 e meu vôo do AEP só sai as 23:30…

  • Andre Trindade says:

    Tenho um voo pela Aerolineas saindo do Brasil, conexão em Ezeiza (EZE) com troca de avião e de aeroporto para o Jorge Newbery (AEP) então sigo para El Calafate.
    A conexão com troca entre os dois aeroportos é de 5hs.
    É um tempo viável?
    Minha preocupação é porque será no dia 25 de dezembro.
    Qual a melhor forma de traslado entre os dois aeroportos, digo, atualizada?
    Obrigado por qualquer informação.
    Abçs.

  • Carla Camila says:

    Oi pessoal!

    Eu fiz um vídeo bem legal no aeroporto de Ezeiza, em Buenos Aires, com várias dicas sobre transfer, free shop e queria compartilhar com vocês. Acho que pode ajudar muita gente: https://youtu.be/pVZ-qy6pzBc

    Um abraço!

  • RPlatini says:

    Pessoal, alguém pode me tirar uma duvida? Desembarcando no Aeroparque, terei como trocar pesos por uma boa taxa de cambio?

  • J.Hilton says:

    Qual aeroporto é melhor para quem vai para Municipalidade Almirante Brown? Existe onibus saindo do aeroporto?

  • Fábio Nomura says:

    Olá pessoal, pegunto se uma conexão de 3 horas dá tempo de ir de EZE para AEP de madrugada (4:00 da manhã).

  • desquerdo says:

    Alguem tem algum contato para levar de EZE para AEP?

  • Rodrigo says:

    Em relação ao táxi, de Ezeiza para o Centro, a informação está desatualizada. Atualmente se cobra $680, e não $160 como mencionado. Por gentileza verificar no site oficial do Taxi Ezeiza

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *