logo Melhores Destinos

Má notícia! British Airways passa a vender tarifas com cobrança para despachar bagagem e marcar assento!

Leonardo Cassol
08/10/2018 às 13:37

Má notícia! British Airways passa a vender tarifas com cobrança para despachar bagagem e marcar assento!

A British Airways iniciou hoje a venda de nova tarifa “Basic Economy” em seus voos de longo curso entre o Brasil e a Europa. A nova tarifa não inclui bagagem despachada o e nem permite a marcação de assento, que serão cobrados adicionalmente do viajante caso ele opte pelos serviços. Também não será possível reembolsar uma passagem comprada nessa tarifa.

Por outro lado, a British também informou que a partir de hoje passa a admitir bagagens de mão com até 23 quilos (será que vai caber tudo dentro do avião?). Além disso, os clientes que desejarem despachar cadeiras de rodas, aparelhos de ajuda de locomoção e carrinhos de bebe poderão fazer isso sem custo, com qualquer tarifa. O mesmo vale caso falte espaço dentro da aeronave, mas a bagagem atenda às especificações definidas pela empresa. Nesse caso o despacho será feito sem custo adicional.

Leia também:
Bagagem de mão: tudo que você precisa saber em voos nacionais e internacionais
Bagagens em aviões: saiba o que pode levar e o peso permitido
Franquia de bagagem em voos internacionais: conheça as regras de cada companhia

Novas tarifas da British Airways entre Brasil e Europa

 

A companhia segue uma política já adotada pela TAP, Ibéria e pela Air Europa, que vendem passagens para a Europa sem direito à franquia de bagagem despachada.

É importante destacar que as tarifas Standard Economy continuam disponíveis para quem quiser despachar bagagem e reservar assento. E será mais em conta comprar a tarifa normal do que a “Basic Economy“, já que cada bagagem adicional vai custar incríveis US$ 120 (por peça), ou aproximadamente R$ 460. Até então, a TAP tinha o título de bagagem mais cara do mundo, cobrando 80 euros por volume no aeroporto, o equivalente a aproximadamente R$ 350.

Se optar pela tarifa Basic Economy, o passageiro não poderá escolher o assento, mesmo no check-in. Eles serão designados automaticamente pelo sistema. A British informou que vai priorizar que crianças sentem junto com adultos dentro dos aviões, desde que a passagem seja comprada no mesmo localizador. No entanto, adultos na mesma reserva, ou quem tiver mais de 12 anos (considerado adulto pela empresa) poderão viajar separados. A companhia informa que, nesses casos, recomenda que os clientes paguem pela reserva de assentos caso queiram viajar juntos.

Infelizmente, isso parece ser uma tendência e outras companhias aéreas devem seguir esse caminho. Há rumores que a Lufthansa e outros grandes grupos da aviação mundial passem a comercializar tarifas entre o Brasil e a Europa sem franquia de bagagem despachada ainda em 2018.

Na minha opinião, políticas como essa aumentam a complexidade para o consumidor que compra diretamente uma passagem aérea, já que são raras as pessoas que voam para a Europa apenas com uma bagagem de mão. Nesse caso, não é apenas a restrição do peso que importa, mais a de líquidos e itens não permitidos na cabine. Mais do que nunca, é preciso ficar atento às políticas de cada empresa e pesar não apenas o preço, mas o que cada uma oferece, já que os serviços adicionais podem custar valores caríssimos, como os exigidos pela TAP e pela British.

E vocês, o que acharam da novidade?

Não perca nenhuma oportunidade!

ícone newsletter E-mail diário com promoções Receba as ofertas mais quentes no seu e-mail
Baixe grátis o nosso app Seja notificado sempre que surgir uma promoção