logo Melhores Destinos

Brasileiros já podem viajar para os Estados Unidos? Saiba como!

Wendell Oliveira
Wendell Oliveira
15/10/2020 às 12:10

Brasileiros já podem viajar para os Estados Unidos? Saiba como!

Sim, brasileiros podem viajar para os Estados Unidos, mesmo durante a pandemia. Na verdade, nunca fomos proibidos. Surpreso? É que muita gente confundiu a restrição de entrada de “passageiros com origem no Brasil” com uma suposta proibição de “passageiros brasileiros”. Não é bem assim. Existe uma maneira de entrar legalmente nos Estados Unidos sendo brasileiro, desde que você tenha disponibilidade de tempo e dinheiro para cumprir a quarentena em outro país.

Mas vale lembrar: ainda não é hora de viajar a turismo! As dicas e informações abaixo são voltadas para os brasileiros com viagens imprescindíveis aos Estados Unidos.

Leia também:
Quando será possível viajar novamente para os Estados Unidos sem restrições?
Reabertura: Confira a lista de 66 países para onde brasileiros podem viajar

É possível viajar para os Estados Unidos durante a pandemia?

Em função da pandemia de coronavírus, o governo norte-americano proibiu a entrada de passageiros com origem no Brasil, ou que tenham estado no País nos últimos 14 dias antes da chegada aos Estados Unidos. A exceção é apenas para cidadãos dos Estados Unidos, residentes permanentes, cônjuges, filhos e irmãos de americanos e de residentes permanentes (no site do Departamento de Estado tem o detalhamento dessa medida, em inglês).

Atualmente, um viajante do Brasil que queira entrar nos Estados Unidos precisa passar pelo menos 14 dias em um país que não tenha restrições vigentes, como o México ou a Turquia, por exemplo. No entanto, nada garante que entre a compra da passagem e a viagem alguma nova regra seja imposta pelo governo norte-americano, aumentando o risco e o custo de qualquer viagem.

Brasileiros podem viajar para os Estados Unidos durante a pandemia

Brasileiros podem viajar para os Estados Unidos durante a pandemia

Quarentena no México para viajar aos Estados Unidos

Embora existam diversos países abertos para brasileiros, viajantes que necessitam ir aos Estados Unidos têm optado pelo México como destino intermediário para passar os 14 dias de quarentena, antes de seguir viagem ao país. Isso porque o México oferece algumas vantagens, como voos diretos com a AeroMexico, isenção de visto para brasileiros, custos baixos, infraestrutura hoteleira e a conveniência do idioma espanhol. Além disso, o México não exige teste PCR negativo de Covid-19, uma preocupação (e custo) a menos.

Vale mencionar que as fronteiras terrestres entre Estados Unidos e México seguem fechadas, sendo possível apenas viajar de avião entre os dois países.

Voos diretos entre Brasil e México facilitam a quarentena no exterior

Voos diretos entre Brasil e México facilitam a quarentena no exterior

Quarentena em outros países para viajar aos Estados Unidos

Outros brasileiros estão fazendo quarentena na Sérvia ou outros destinos antes de viajar para os Estados Unidos. Mesmo que a lógica geográfica não faça muito sentido, alguns países oferecem facilidades semelhantes para os viajantes que estejam apenas de passagem e que não queiram ir ao México.

Dentre os países com poucas exigências para brasileiros, estão a Turquia (que também conta com voo direto do Brasil), Etiópia, Sérvia, Albânia, dentre outros.

Leia também
Passagens aéreas na pandemia: guia para remarcar ou cancelar gratuitamente sua viagem

Outros destinos próximos também podem ser uma alternativa, como a Colômbia, Peru e Panamá, que possuem voos diretos saindo do Brasil. No entanto, esses países possuem exigências de teste PCR negativo para Covid-19, emitidos entre 48 a 96 horas antes da chegada, de acordo com as regras locais.

A entrada nos Estados Unidos está garantida após a quarentena?

Não. Mesmo cumprindo o requisito da quarentena de 14 dias fora do país, a imigração americana reserva-se ao direito de negar sua entrada, por qualquer outro motivo, como já ocorria antes da pandemia.

Além disso, as regras que permitem a entrada de brasileiros podem mudar a qualquer momento, seja devido ao aumento de casos de Covid-19 ou até mesmo ao resultado das eleições americanas.

Relatos de quem fez quarentena em outros países

Para entrar nos Estados Unidos, o estudante de engenharia mecânica, Leonardo Walter de Freitas Silva, pesquisou bem: “Comecei a buscar diferentes lugares em que daria para cumprir a quarentena, considerando preço, acesso de voo e restrição de entrada para brasileiros. No fim, sobrou basicamente o México e a Sérvia”.

“No México, o número de contágios ainda estava muito alto e eu tive medo do Trump fechar as fronteiras com o país. Já a Sérvia tinha apenas cerca de 150 casos de coronavírus por dia. A situação já estava num ponto que nem era mais tão comum as pessoas andarem de máscara na rua.”, ele relata.

Para o estudante Arthur Soares Klein, ler atentamente todos os documentos emitidos pelo governo norte-americano sobre a entrada de estrangeiros no país foi a solução: “No fim, entendi que qualquer um poderia entrar nos Estados Unidos se não tivesse passado os últimos 14 dias em certos países, incluindo o Brasil. Então concluí que se fosse para um país que não estivesse nesta lista e passasse 14 dias lá, estaria liberado para entrar”.

Oficiais de imigração podem fazer perguntas relacionadas ao tempo fora do Brasil

Oficiais de imigração podem fazer perguntas relacionadas ao tempo fora do Brasil

Independente de passarem os 14 dias no México ou na Sérvia, ambos os estudantes conseguiram entrar nos Estados Unidos sem problemas. Entre outras perguntas normais, as autoridades aeroportuárias do país apenas questionaram se os estudantes realmente haviam passado as últimas duas semanas fora do Brasil e pediam alguma comprovação disso, como um bilhete de avião ou uma reserva de hotel. “No meu voo de Belgrado, capital da Sérvia, para Nova York, percebi que tinha bastante gente fazendo a mesma coisa que eu. Vi muitas pessoas com roupas de faculdades dos Estados Unidos e passaportes distintos”, afirma Arthur.

Preciso fazer quarenta ao chegar aos Estados Unidos?

A exigência de quarentena após entrar no país fica a critério de cada estado americano, que possui legislações específicas. Você pode consultar mais informações nos sites dos Departamentos de Saúde Estaduais.

O estado de Nova York exige quarentena de 14 dias, não só para a maioria dos viajantes vindos de outros países, mas até aqueles de outros estados americanos.

Devo viajar para os Estados Unidos agora?

Viajar para os Estados Unidos (ou qualquer outro destino no momento) não é aconselhável. Basta uma olhada nos noticiários para perceber que a pandemia ainda está longe de acabar e viagens a turismo no momento não são uma boa ideia.

No entanto, é necessário entender que existem várias realidades distintas. Muitas famílias foram separadas durante a pandemia, casais ficaram sem se ver, estudantes tiveram suas aulas interrompidas. Já outros têm razões de saúde, religião, financeiras ou demais motivos que tornam uma viagem aos Estados Unidos imprescindível, mesmo durante a pandemia.


E você, sabia que brasileiros podem viajar para os Estados Unidos nesse período? Deixe seu comentário!