logo Melhores Destinos

Novo avião supersônico poderá voar do Brasil à Europa em 70 minutos!

Rafael Castilho
Rafael Castilho
01/04/2021 às 9:28

Novo avião supersônico poderá voar do Brasil à Europa em 70 minutos!

Que tal viajar do Brasil para Europa ou Estados Unidos em pouco mais de uma hora? Nada mal deixar de lado os longos voos para uma viagem aérea bem rapidinha. Este é o objetivo da fabricantes norte-americana de aviões Aerion que em parceria com a Nasa apresentou nesta semana seu mais novo projeto de avião supersônico, o AS3.

Mais de cinco décadas após o lançamento do Concorde, que se aposentou há quase 18 anos, a Aerion quer revolucionar o mercado de aviões comercias com a reintrodução das viagens supersônicas. “Nossa visão é construir um futuro onde a humanidade possa viajar entre quaisquer dois pontos do nosso planeta em menos de três horas. O voo supersônico é o ponto de partida, mas é apenas isso — o começo”, disse o CEO da Aerion, Tom Vice, em entrevista para o Daily Mail.

O AS3 será um avião comercial Mach 4+ podendo atingir a velocidade de 3.700 a 6.200 km/h. Para se ter um ideia, hoje uma aeronave de passageiros viaja a cerca de 850 km/h. Seriam quase sete vezes a velocidade atual. Assim, o tempo de voo de São Paulo para Lisboa seria de cerca de 1:40. Já a viagem para Miami seria reduzida para no máximo 1:30, menos tempo do que um voo atual entre a capital paulista e Salvador.

De acordo com o projeto, o AS3 carregará até 50 passageiros e terá autonomia de 12.800 quilômetros. Seria possível a aeronave viajar direto, sem nenhuma escala, de Curitiba até Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

A fabricante quer que AS3 seja mais eficiente, tenha menor custo de operação e agrida menos o Meio Ambiente do que o Concorde. “Projetamos uma aeronave incrivelmente eficiente com a menor queima de combustível possível, menos rugido e emissões de poluentes. Também pensamos na fonte de energia, onde a aeronave não depende de combustíveis fósseis e possa operar com combustíveis 100% sintéticos desde o primeiro dia”, destacou o CEO.

A Aerion pretende apresentar mais detalhes do projeto até o fim deste ano. A fabricante conta com diversos parceiros para o desenvolvimento dos voos supersônicos. Recentemente expandiu sua parceria com a Langley Research Center, da Nasa. A Aerion também conta outros importantes parceiros para os demais projetos, como GE, Spirit AeroSystems e Honeywell.

Avião executivo AS2

Para desenvolver o AS3 e outras ideias aeronáuticas, a Aerion está construindo uma grande fábrica no Aeroporto Internacional Orlando Melbourne que terá 445 mil metros quadrados. Serão nestes futuros hangares que a empresa pretende produzir o avião comercial supersônico e também AS2, uma aeronave executiva que voará a velocidade Mach 1,4 (mais de 1.600 km/h).

Jato executivo AS2

Antes do novo AS3, a Aerion deve concluir o projeto do AS2, um avião supersônico executivo para até 10 passageiros. A ideia é que ele tenha sua fabricação iniciada nos próximos dois anos. “Nosso próximo marco importante é levar o AS2 à produção em 2023, começar os testes de voo em 2025 e entrar em serviço em 2027”, afirmou Tom Vice.

O AS2 custa US$ 120 milhões (R$ 675 milhões). Apesar do alto custo, há diversos interessados no avião. A Aerion já garantiu uma carteira de pedidos domésticos e internacionais que chega a US $ 6,5 bilhões e planeja entregar 300 aeronaves em 10 anos de produção.

Interior do AS2

Agora é esperar, primeiro a chegada aos céus do avião executivo supersônico e depois da aeronave comercial. Seria uma maravilha reduzir o tempo das viagens e cruzar o mundo a mais de 4 mil quilômetros por hora. Não acha?