Avianca Holdings consegue empréstimo de R$ 1 bilhão da United Airlines

Leonardo Cassol
9/10/2019  ·  8:339 · out · 2019  ·  8:33

Avianca Holdings consegue empréstimo de R$ 1 bilhão da United Airlines

A Avianca Holdings, empresa que tem sede na Colômbia e no Peru, conseguiu fechar um novo empréstimo com a United Airlines para receber US$ 250 milhões (um pouco mais de R$ 1 bilhão do câmbio atual) para financiar suas operações. Isso deve dar alguns meses de fôlego ao grupo, que teve uma perda líquida de US$ 475,94 milhões no primeiro semestre de 2019, aproximadamente R$ 1,9 bilhão no câmbio atual, suspendendo os pagamentos de leasing de aeronaves e fornecedores.

O empréstimo tem o prazo de quatro anos, com uma taxa de juros anual de 3%. Os juros serão capitalizados até o vencimento do crédito, garantindo maior flexibilidade de caixa à Avianca. Além disso, o financiamento pode ser convertido em ações a critério da Avianca, já que o empréstimo será garantido pelas participações acionárias da Avianca Holdings em suas subsidiárias.

Segundo as empresas, o financiamento permanece sujeito às condições de fechamento, incluindo a obtenção de um acordo abrangente com os credores e fornecedores da Avianca.

“Estamos confiantes de que a empresa alcançará com sucesso os acordos com outros aliados estratégicos e vamos trabalhar juntos para concluir a documentação final do nosso empréstimo”, disse o vice-presidente sênior de Alianças da United Airlines, John Gebo.

“Esperamos ansiosamente a conclusão bem-sucedida do reequilíbrio da dívida da empresa e trabalharemos com a administração para alcançar o sucesso do plano Avianca 2021”, complementou o presidente da Kingsland, Roberto Kriete.

Enquanto isso, a Avianca Brasil agoniza a espera da falência, ou de um milagre, deixando bilhões em dívidas com funcionários e fornecedores.