logo Melhores Destinos

Como é voar com a Itapemirim Linhas Aéreas (ITA)

Como é voar com a Itapemirim Linhas Aéreas (ITA)

GIG Rio de Janeiro
GRU São Paulo
5631
Avião Airbus A320
Classe Econômica
Poltrona 11F
Data 01/07/2021
Partida 09:05
Chegada 10:05
Duração 1h
Por Leonardo Cassol
1/07/2021 às 16:11

Depois de estar presente no voo inaugural da Itapemirim para convidados e a imprensa, chegou a hora de testar o serviço da empresa no primeiro dia de operação com passageiros. Embarquei hoje, 1º de julho, no primeiro voo partindo do Rio de Janeiro (Galeão) com destino a São Paulo (Guarulhos) e vou contar em detalhes como foi a experiência, da compra da passagem até o desembarque.

Compra da passagem

Eu comprei a passagem no site da empresa no dia 21 de maio, logo que iniciaram as vendas. Meu objetivo era testar os serviços da Itapemirim e fazer esse post. O custo foi de R$ 172,74, sendo R$ 139,90 de tarifa e R$ 32,84 de taxa de embarque. Costumo comprar ponte aérea por menos que isso, mas para pegar o primeiro voo achei o valor razoável.

Todas as passagens da Itapemirim incluem a marcação do assento e o despacho de uma bagagem sem custo, algo que não vemos mais nas tarifas mais baixas das demais empresas no Brasil. Como esses serviços podem custar um valor considerável, se for utilizar, leve isso em consideração na hora da sua escolha.

Check-in

O check-in da Itapemirim fica no bloco B. Cheguei às 7:40 no Galeão, numa incomum manhã fria e de céu claro no Rio de Janeiro, com 15 graus – sei que parece pouco para quem mora em locais frios, mas na cidade isso é considerado quase o apocalipse (hahaha). Os balcões estavam vazios, sem fila. Como só tinha esse voo da empresa no horário, estava um movimento bem tranquilo.

Eu já tinha feito o meu check-in no dia da compra da passagem e estava com meu cartão de embarque. Esse é até um diferencial da Itapemirim. Mas, por desencargo, resolvi perguntar no balcão se poderia embarcar com o papel que eu imprimi. A atendente disse que precisava checar uma informação no meu bilhete e achou melhor me dar outro cartão de embarque. Não sei se teria algum problema se tivesse ido direto ao embarque, mas imagino que não.

O assento que eu tinha escolhido foi respeitado: 11F, na saída de emergência. Não paguei nem um centavo a mais por isso (nas demais companhias costuma ser cobrado por ter mais espaço para as pernas), mas vi que para reservar as primeiras fileiras tem que comprar as tarifas mais caras ou pagar à parte.

Notei que eles estavam preenchendo manualmente as etiquetas das bagagens. E isso tomava um pouco mais de tempo. Mas, como eu não tinha bagagem para despachar, foi relativamente rápido, tirando o tempo que eu tive que esperar a funcionária confirmar tal informação no meu bilhete.

Quando eu estava indo para o embarque formou-se uma pequena fila no check-in. Notei que algumas pessoas estavam tirando foto com uma das passageiras. Num olhar mais atento, vi que era a atriz Carla Diaz (“inxalá, muito ouro”), que esteve no BBB de 2021. Ela viajou neste voo (não sei se como convidada ou passageira, aparentemente como cliente mesmo).

Embarque

O embarque estava previsto para 08:20 no portão B25, o primeiro logo que passamos pelo controle de segurança. Tomei um café da manhã correndo ali pertinho, numa lanchonete. No entanto, deu o horário e nada de o avião aparecer… Entrei do Fligtht Radar 24 e vi que o voo da ITA que vinha de São Paulo estava atrasado e ainda ia levar 15 minutos para pousar no Galeão… Ou seja, o voo dificilmente sairia no horário.

Pouco depois das 08:30 o avião apareceu no horizonte e recebeu o tradicional batismo com jatos de água da brigada de incêndio do aeroporto, já que era a primeira vez da empresa lá.

Como os passageiros que chegaram de São Paulo precisaram sair do avião, nosso embarque só foi começar às 08:50, com 30 minutos de atraso. Apesar da sinalização e do cartão de embarque da Itapemirim indicarem 3 grupos de embarque (A, B e C), foi anunciado que seria um fila única, exceto as prioridades. Detalhe que vocês conferem na próxima imagem.

Eu vi poucas bagagens de mão na fila do embarque, ao contrário do que costuma ocorrer nos voos da Azul, Gol e Latam. Creio que por conta de a Itapemirim oferecer o despacho gratuito, muitos passageiros optaram por despachar para não carregar o peso no avião.

Até que o processo transcorreu rapidamente e em poucos minutos eu estava dentro do avião amarelinho.

Outro detalhe que me chamou a atenção era a quantidade de pessoas tirando fotos, tanto no terminal, como no pátio do aeroporto. Todos queriam uma foto do voo da mais nova companhia aérea do Brasil, até as equipes de solo!

Encerrado o embarque, com cerca de 60% a 70% de ocupação do avião, notei que os bagageiros tinham bastante espaço sobrando, algo raro nos dias atuais. Mais um fato que indica que muitas pessoas podem ter preferido despachar a bagagem, já que o serviço é gratuito.

O embarque se encerrou por volta de 09:10, mas por alguma questão de documentação as portas só foram fechadas por volta de 09:25. E, após os avisos de segurança, o taxiamento começou às 09:35, com 30 minutos de atraso. O avião acelerou na pista para decolar às 09:44.

Poltronas e cabine

Um ponto forte da Itapemirim é o espaço entre as poltronas. Não tem assento ruim, todos têm bastante espaço, sendo que a primeira fileira e as saídas de emergência terão ainda mais espaço! Minha poltrona era uma dessas, a 11F:

Notem a distância generosa, dava até para cruzar as pernas. O que eu gostei foi poder marcar esse assento sem custo.

Polêmica: a poltrona reclina ou não reclina?

No voo inaugural para convidados realizado na última terça-feira, a aeronave da Itapemirim tinha poltronas que não reclinavam. Sequer tinham o botão para reclinar. Mas, para minha surpresa, neste voo era outra aeronave (prefixo PS-AAF, ex-US Airways), e as poltronas reclinavam (vejam na imagem abaixo). Ou seja, essa questão vai depender de sorte e do avião que vai cumprir o seu voo.

A questão é que a Itapemirim alugou aeronaves que eram utilizadas por outras companhias aéreas no exterior. E, por conta disso, não haverá uma padronização nos primeiros anos de operação. Ou seja, dependendo da empresa que usava antes, algumas delas low cost, o tipo e os detalhes dos assentos serão diferentes, como a reclinação ou a presença de tomadas de energia ou portas USB.

A Itapemirim esclareceu que vai garantir apenas um espaçamento maior entre as poltronas, com 162 assentos ao invés das configurações mais comuns de 186 ou 174 passageiros do Airbus A320. Para isso, está removendo de 3 a 4 fileiras por avião, sem, no entanto, modificar os assentos.

As poltronas desse avião também estavam um pouco menos conservadas do que o do voo inaugural, onde pareciam quase novas. Veja um comparativo:

Poltronas do voo de hoje, 1º de julho de 2021

Poltronas do voo de 29 de junho de 2021

Outros detalhes também eram diferentes, apesar de ser o mesmo modelo, um Airbus A320 com pouco mais de 15 anos de uso.

Aqui mais alguns detalhes, como a galley e o banheiro.

Serviço de bordo, entretenimento e amenidades

Por determinação da Anvisa, o serviço de bordo está suspenso em todos os voos nacionais. Desta forma, não pude conferir uma das principais promessas da Itapemirim, que é oferecer refeições completas a bordo, inclusive com bebidas alcoólicas. O presidente da empresa chegou a prometer feijoada aos sábados! Vamos aguardar! Com o avanço da vacinação e a melhora da pandemia no Brasil o serviço de bordo deverá ser liberado até o fim do ano, como já aconteceu nos Estados Unidos e em parte da Europa.

Os aviões da Itapemirim também não possuem internet Wi-Fi a bordo ou qualquer sistema de entretenimento. A empresa pretende oferecer no futuro, mas apenas quando receber aviões novos. E senti falta da porta USB para carregar o celular, que tinha no avião que viajei dia 29 e não tinha nesta aeronave.

Leitor a bordo

Após o embarque ser encerrado eu fui identificado no meu assento pelo leitor Thiago Soares. Apaixonado por aviação, ele tinha acabado de chegar no voo da ITA de Guarulhos e ia voltar no mesmo avião, apenas para conhecer o serviço da empresa. Ele comentou que no desembarque no Rio de Janeiro os passageiros receberam um kit com caneta, biscoito (sim, é um biscoito e não um broche), porta moedas e um álcool gel personalizado (imagem abaixo), junto com a revista de bordo da empresa. Mas… no meu desembarque não rolou nada, nem a revista!

O leitor Thiago comentou que o check-in da Itapemirim em Guarulhos estava lotado e que o voo atrasou por conta disso. Ele relatou que eram alguns voos em horários próximos e poucas posições de atendimento. Além, é claro, de um possível aprendizado e adaptação das equipes no primeiro dia de operação.

Equipe e comissários

As equipes de solo e os comissários foram gentis e prestativos em todos os momentos. No Galeão, o serviço de terra da Itapemirim é terceirizado, a cargo da Orbital. Durante o voo, alguns passageiros pediram para tirar fotos com os comissários de bordo e foram atendidos. Dava pra notar a expectativa de todos com o primeiro voo na ITA.

Programa de fidelidade

A Itapemirim ainda não lançou seu programa de fidelidade. Mas vai fazê-lo em breve. Tudo o que sabemos é que se chamará ITA Clube. E a promessa do presidente é revolucionar o mercado de milhas. Será? Vamos aguardar!

Chegada em Guarulhos

Acabei conversando com o Thiago durante quase o todo voo. Inclusive mudei de assento do 11F para o 12C para facilitar. Apenas uma pequena pausa no papo para fotos e um giro pelo avião e para utilizar o banheiro. Foi tão rápido que, quando me dei conta, já estávamos sobrevoando Guarulhos…

O voo foi tranquilo, sem nenhuma turbulência ou problema. Pousamos exatamente às 10:27, com 22 minutos de atraso em relação ao previsto. Tirando o atraso, que não é legal, foi uma experiência agradável voar com a Itapemirim.

Em Guarulhos eu tinha planejado almoçar com o nosso editor de conteúdo audiovisual, o Sandro Kurovski, que viria de Curitiba também pela Itapemirim. Mas o voo dele foi cancelado e reprogramado para o dia 3. Felizmente eu não fui afetado pelo remanejamento de voos da Itapemirim.

Desejo sucesso e vida longa à empresa e torço para que ela ajude a aumentar a competição no setor aéreo brasileiro e a reduzir as tarifas, com boas promoções! E um grande abraço para o nosso leitor Thiago Soares! Foi um prazer conhecê-lo e saber que curte aviação e acompanha o nosso trabalho! Aproveitou várias promoções e alguns bugs até! E ainda me ajudou com algumas fotos do pouso, já que eu mudei de assento e ele estava na janela!


E você, o que achou? Já voou ou vai voar com a ITA? Foi afetado pelos cancelamentos? Como foi sua experiência? Comente e participe!

Nota final.

Itapemirim

Rio de Janeiro - São Paulo

Voo 5631

8,0
Embarque 8,0
Assento 9,0
Entretenimento 6,0
Amenidades
Equipe 9,0
Fidelidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *