Como é voar na chinesa Spring Airlines

Denis Carvalho
20/03/2014  ·  6:00Publicado 20 · mar · 2014  ·  6:00Atualizado 5 · jul · 2018

Como é voar na chinesa Spring Airlines

Nossa galeria de companhias aéreas avaliadas mundo a fora ganha hoje sua integrante número 101 com uma low cost chinesa. Trata-se da Spring Airlines, uma ótima opção de baixo custo para quem quer cortar as longas dimensões do país pagando bem pouco! A companhia, que em chinês é chamada de Chūnqīu Hángkōng Gōngsī (Linhas aéreas da primavera e outono), voa para  40 destinos na China e em outros nove países asiáticos, com uma frota de 39 Airbus A320. Nosso leitor Róberson Balsamão voou com a companhia enquanto esteve nas terras da Grande Muralha e nos conta um pouco de sua experiência. Acompanhe!

Acompanho o Melhores Destinos desde a sua criação. E, como boa parte dos internautas, já aproveitei bastante das promoções divulgadas pelo site. 

avaliacao-spring-airlines

Foi justamente numa promoção da Emirates que fui para a China em 2013. A passagem estava extremamente barata e, como a vontade de conhecer aquele país já era imensa, não pensei duas vezes e fiz a compra.

Na China, percorri várias cidades. Quase todos os deslocamentos foram feitos de trem bala, que possui uma excelente estrutura naquele país. Apenas o trajeto entre Shanghai e Guangzhou  foi realizado por avião.

Fiz várias pesquisas nos sites de busca de passagens aéreas mas, como os preços para o trajeto informado acima estavam bastante altos, fiquei resistente em fazer a compra. Foi quando entrei em contato com um parceiro chinês e ele me informou sobre a Spring Airlines.

O primeiro contato com a empresa foi através do site da companhia, que pode ser acessado em inglês, ou outras línguas como chinês, japonês e tailandês. A Spring Airlines é uma companhia regional China e voa para poucas cidades do país. É uma empresa low cost, low fare.

Compra

A busca das passagens no site foi bastante simples e a compra também. À época que viajei, era possível escolher entre três tipos de tarifas. A primeira sem franquia nenhuma de bagagem. A segunda com uma franquia intermediária e a terceira com uma franquia como a convencional brasileira de 23 kg.

Por ser uma companhia low cost, marcar assento, embarque preferencial e refeições eram pagos à parte. Acredito que isso justifica-se pelo baixo custo das passagens. No trecho pagamos apenas US$ 49,00. Como estávamos em quatro pessoas, resolvemos escolher os assentos, para não viajarmos separados, e também compramos a refeição.

Vale a pena ressaltar que, quando fizemos o processo de compra pelo Google Chrome, ao finalizar a compra e inserir os dados do cartão de crédito, a operação terminava em erro, com uma mensagem totalmente em mandarim. Após inúmeras tentativas, sem sucesso, resolvemos trocar de navegador. Foi pelo Internet Explorer que a compra foi finalizada, sem nenhum problema. Os e-tickets foram enviados para o e-mail fornecido durante o cadastro no site, poucos minutos depois da aprovação da compra. O pagamento não podia ser parcelado, sendo assim, foi creditado de uma só vez.

Check-in

No aeroporto começaram as pequenas surpresas. O check-in estava tranquilo, visto que chegamos com duas horas de antecedência. Mas os atendentes pouco falavam o inglês. A tarifa que compramos, segundo o site, dava direito a 15 kg de bagagem despachada por passageiro, além de uma bagagem de mão de 7 kg. Estávamos com bagagem de mão e para despachar. Procuramos levar as bagagens atentos a esses parâmetros, para evitar transtornos.

Check-in

Mas após pesar atentamente cada uma das bagagens a despachar, o atendente solicitou que as bagagens de mão fossem pesadas. A primeira surpresa foi quando ele informou, num inglês bastante carregado e de difícil entendimento, que a franquia de 15 kg já incluía a de 7 kg da bagagem de mão.

Indignado, comecei a questionar o funcionário. Ele fez de conta que não me entendia e avisou que só poderíamos embarcar após o pagamento do excesso de peso. Fomos encaminhados a um outro atendente e, pagamos o excesso de peso, que foi de cerca de 30 kg. Confesso que talvez tenha feito confusão ao ler as informações no site. De qualquer forma, fica a lição para uma próxima.

check-in

Para completar a surpresa, o atendente, ao conferir o cartão de embarque com o passaporte, verificou que um dos nomes estava escrito com um erro de ortografia – apenas com uma letra a mais. O atendente informou o erro e solicitou que fosse paga uma nova taxa. Dirigimo-nos a um outro funcionário, que apenas carimbou o cartão de embarque, após pagarmos a quantia de cerca de US$ 20,00.

Embarque

Logo em seguida fomos para o embarque. Aparentemente a sala era utilizada apenas pela Spring Airlines, visto que o painel do aeroporto mostrava somente a previsão de voos daquela companhia. O voo estava atrasado em uma hora.

Na hora do embarque os clientes que pagaram pelo embarque prioritário foram embarcados em um micro-ônibus. Já os demais (incluindo a gente), seguimos em um ônibus bastante sucateado.

avaliacao-spring-airlines-onibus

Avião

O avião, um A320, era um pouco velho. As 2 primeiras fileiras eram destinadas a uma espécie de classe executiva e, eram separadas com uma cortina.

avaliacao-spring-airlines-aviao

Os assentos não reclinavam, conforme o aviso em inglês e mandarim, e o espaço interno era o mesmo das companhias brasileiras.

O único entretenimento a bordo era uma revista de vendas, totalmente em mandarim.

avaliacao-spring-airlines-revista

Os avisos foram dados em mandarim e inglês e, além dos procedimentos convencionais, a tripulação também demonstrou como colocar o colete salva-vidas.

avaliacao-spring-airlines-avisos

Outro ponto diferente foi que a passageira que estava ao lado solicitou uma coberta e, foi atendida prontamente. Por ser uma cia low cost, fiquei surpreso com a prontidão.

???????????????????????????????

Após a decolagem, um dos comissários veio trazer a refeição que compramos juntamente com as passagens. Apenas nos serviram um arroz com ovo e camarão.

???????????????????????????????

A bebida, que foi paga, custou cerca de R$ 2,00.

avaliacao-spring-airlines-bebida

Outro ponto que merece destaque é que, após o serviço de vendas a bordo. Os comissários começaram a vender todo tipo de produto. E, aos moldes dos procedimentos de segurança, demonstravam os produtos no começo e no meio da aeronave.

???????????????????????????????

A principal surpresa estava por vir. Terminada a venda dos produtos, colocaram uma música, em um tom ensurdecedor e, começaram a demonstrar alongamentos das mãos e dos braços. O voo não era longo, cerca de 1h50, e o processo de alongamento durou cerca de 20 minutos.

Aparelhagem de som

Aparelhagem de som

A chegada em Guangzhou foi tranquila, apenas com o atraso de 1h. Os procedimentos de retirara de bagagem foram normais.

avaliacao-spring-airlines

Diante do valor que pagamos na passagem, acredito que valeu a pena utilizar a Spring Airlines. Nas demais companhias o valor da passagem estava, no mínimo, quatro vezes mais caras. Sendo assim, o propósito que era economizar, dentro dos horários que precisávamos chegar e sair, foi atingido.

Agradecemos ao Róberson pela ótima avaliação da Spring Airlines, que pode ajudar bastante nas viagens pela China. E você? Já voou com esta low cost made in China? Conte como foi sua experiência nos comentários! Confira todas as avaliações de companhias aéreas que já publicamos neste post.