Cuidado com as armadilhas da viagem! Conheça algumas delas e evite cair em roubadas

Rafael Castilho
Rafael Castilho
30/04/2020  ·  15:49Publicado 30 · abr · 2020  ·  15:49Atualizado 4 · Maio · 2020

Cuidado com as armadilhas da viagem! Conheça algumas delas e evite cair em roubadas

Qual tipo de viajante você é? Aquele que adora planejar muito bem? Ou a viagem vai no impulso? Então, o planejamento prévio é fundamental para que tudo ocorra bem. Mesmo assim algumas falhas são frequentes e você pode cair am armadilhas. Cuidado! Conheça os 20 erros mais comuns cometidos pelos turistas. Assim, você poderá evitá-los.

1 – Despacho de bagagem

O que era exceção agora se tornou algo regular. A maioria das companhias aéreas, inclusive em voos internacionais, está cobrando pelo despacho de bagagem. Fique atento e leve isto em consideração na hora da emissão da passagem, pois a compra de uma mala despachada pode custar caro e aquele valor “barato”que pagou pelo ticket pode virar um mico e ficar bem mais caro quando pagamos a mala em separado. Sempre confira se a tarifa dá direito a bagagem despachada e quanto custa comprá-la separada e se for o caso sempre compre antes do dia da viagem, pois se deixar para pagar no aeroporto quase sempre pagará bem mais caro!

Saiba como evitar a cobrança por bagagem em voos nacionais e como ter bagagem grátis nos voos internacionais.

bagagem-avião

2 – Tamanho e peso da bagagem

Após checar se a sua passagem inclui a bagagem despachada é muito importante conhecer as dimensões permitidas pela companhia aérea.  Veja nossas dicas para escolher a mala ideal para seu próximo voo. A maioria das empresas permite que a mala tenha no total 158 cm de tamanho (leve em conta a soma da Altura + Largura + Comprimento) e 23 quilos de peso. Evite pagar taxas extras no aeroporto ou ter que abrir a mala para tirar quilos a mais. Não se esqueça de conferir também o tamanho e peso de sua bagagem de mão, aquela que você leva na cabine do avião.

3 – Como escolher o hotel

Destino e datas definidas é hora de escolher o hotel. Mas cuidado! Em primeiro lugar, estude sempre a melhor localização. Este é um item muito importante. Leve em conta a sua previsão de itinerário, locais que quer conhecer e a proximidade de transporte público. Imagina pagar barato no hotel, mas ficar longe da cidade se estiver sem carro. Este valor economizado pode sumir com os gastos a mais no transporte e no tempo levado para chegar aos pontos turísticos.

Após definir a região, pesquise antes de reservar o hotel. Veja se ele tem boa reputação antes de fechar – isso é fácil de se verificar na internet.  Outros pontos importantes que devem ser analisados são os serviços oferecidos pelo hotel, como café da manhã, e limpeza. Não tem condição ficar numa hospedagem com a limpeza duvidosa. E sempre opte por fazer reservas por sites de confiança, como o Booking ou diretamente no site do hotel.

quarto-hotel

4 – Pacotes micos

Pacote vale a pena? Já descrevemos aqui no nosso site sobre este assunto. A compra de pacotes tem seus prós e contras, como qualquer outra aquisição que você faz para a sua viagem. Pacotes podem sim trazer uma economia significativa, mas tenha cuidado! Verifique muito bem a idoneidade da agência que vende este pacote. Ela é confiável? Tem risco de quebrar? Ela cumprirá o acordado e não me deixará na mão? Sempre desconfie de ofertas com valor muito abaixo do normal!

Além disto, há muitos viajantes que analisam somente o valor pago, mas muitas vezes, já dizia o sábio ditado, o barato pode sair caro. Analise muito bem o horário de seu voo. Lembre-se que há muitos voos domésticos utilizados por agências que são de madrugada. Você estará tranquilo em perder uma noite de sono ou sair do hotel no meio da madrugada? Evite também voos com pernoite, troca de aeroporto na conexão ou tempo muito curto entre os voos.

E a qualidade do hotel? Como dissemos, lembre-se de checar muito bem este item também ao comprar o pacote. Analise os reviews e principalmente os serviços oferecidos e a limpeza. Além disto, veja a localização, pois muitos pacotes não incluem translado do aeroporto e você pode ficar muito longe das principais atrações do destino.

5 – Passeios perigosos

Quando estamos viajando esquecemos muitas vezes do perigo. Quem nunca foi andar de buggy nas dunas do Nordeste sem cinto de segurança? Ou entrou numa lancha com condições de manutenção duvidosa? Então, tome muito cuidado antes de fechar um passeio. Analise todas as condições de segurança e veja os itens básico ofertados, pois um acidente pode acabar com sua viagem e, em casos mais sérios, pode chegar a tirar sua vida.

buggy-nordeste

6 – Não fazer seguro de viagem

Parece impossível, mas ainda tem gente que viaja sem seguro de viagem! Algumas pessoas acreditam que nunca acontecerá com elas, é o mais comum quando falamos sobre a aquisição de um seguro. A gente nunca imagina que pode sofrer um acidente ou ficar doente. Se você necessitar de assistência numa viagem internacional o custo do hospital pode ultrapassar os milhares de dólares. Pense nisto, o custo do seguro de viagem é bem mais baixo do que a dor de cabeça e o desembolso que terá que fazer num caso de emergência. Veja mais dicas sobre como fazer um seguro viagem.

7 – Viajar sem levar remédios necessários

Não viaje sem aquela sua necessaire de medicamentos, principalmente os de uso contínuo. Se você ficar doente e precisar de um remédio, em muitos países a receita médica se fará necessária para a compra do mais básico ao mais complexo medicamento. Assim, se você toma algum remédio de uso contínuo, será obrigatório passar num médico durante a viagem para conseguir uma receita. Lembre-se o custo de uma consulta dificilmente será baixo.

8 – Taxista desonesto

Quando estamos no exterior ou em outra cidade a utilização de táxis é bem comum. Mas a barreira idiomática ou o desconhecimento sobre o local visitado abre brechas para que motoristas mal intencionados apliquem golpes nos visitantes, como: taxímetro adulterado, troco errado, notas falsas e, em casos mais extremos, mudanças de rota e roubo de bagagens. Cuidado!

taxi-argentina

9 – Moeda falsa

Cuidado com cotações de câmbio muito vantajosas e trocos em estabelecimentos comerciais e transporte público. Em alguns países o golpe das notas falsificadas aplicado contra turistas é frequente. Sempre verifique o troco e qualidade das notas para não ser enganado. Conheça alguns golpes mais comuns em viagens e dicas para evitá-los!

10 – Poucas formas de pagamento

Quando viaja você leva somente moeda ou cartão de crédito? É muito importante levar diferentes meios de pagamentos e mais de um cartão de crédito. Imagina se você perder ou ser roubado. A viagem pode acabar se você não tiver outra forma de pagar suas contas. Além disto, é importante não esquecer os cartões utilizados na compra de algumas passagens ou reservas, pois há empresas que pedem que você apresente no momento do check-in ou de retirada do carro alugado o cartão de crédito utilizado na compra online.

11 – Segurança x furtos

Infelizmente o nosso país deixa a desejar no quesito segurança. Somos um povo acostumado com roubos e assaltos e sempre estamos alertas. Mas ao sair do Brasil parece que viramos a chave de alerta e relaxamos dando brechas para sermos roubados. Furtos são comuns em muitos países ainda mais contra turistas desavisados. Nos Estados Unidos e na Europa casos de brasileiros furtados são notícias frequentes. É comum o furto de carteiras no transporte público europeu, pickpokets, e de compras nos estacionamentos dos shoppings americanos. Veja algumas dicas para evitar furtos e golpes e os 15 golpes de viagem mais comuns e como evitá-los!

pickpocket-europa

12 – Dormir pouco para economizar

Há um conceito (muito errado) levado a sério por alguns viajantes: temos que aproveitar ao máximo a viagem e dormir pouco, pois o custo do sono é caro e pago em dólar (ou euro). Dormir muito tarde e acordar cedo, agendar vários deslocamentos de noite ou mesmo passar a madrugada em claro são algumas escolhas de quem pensa assim. Claro que isto pode se tornar uma grande roubada e uma bola de neve. Ao não dormir direito a sonolência e a má disposição te acompanharão durante boa parte da viagem e você aproveitará bem menos o seu destino. Uma boa noite de sono é fundamental para um turismo de qualidade.

13 – Noites mal dormidas

Não é somente o dormir pouco que pode afetar a qualidade da sua viagem. Noites mal dormidas também são cruéis. Imagina fazer um roteiro onde você passará algumas noites dormindo em trens, aviões ou ônibus. Para muitos isto é sinônimo de economia financeira e de tempo, aproveitando a noite para se locomover e conhecer mais cidades. Mas isto pode te atrapalhar bastante, prejudicando sua saúde e a sua viagem. O cansaço se tornará frequente e você deixará de aproveitar da melhor forma o seu destino.

14 – Má alimentação durante a viagem

Você faz parte daquele grupo de viajante que acha que os Estados Unidos só tem fast food? Ou é aquele turista que só come junk food para ser barato e ganhar tempo? Cuidado, você pode estar fazendo mal à sua saúde e não aproveitando ao máximo a sua viagem. A má alimentação pode trazer sérias consequências. A  indisposição e o mal estar podem se tornar mais frequentes durante as suas caminhadas. Além disto, experimentar a culinária local é um dos itens imprescindíveis para a experiência turística ficar completa. Para mim, os sabores locais e as comidas apreciadas durante a viagem são uma das melhores recordações de um destino.

junk-food

“Almoçar pra que? Abre só um salgadinho!”

15 – Aluguel de carro

Tem viajante que não consegue ficar sem um carro. Aluga um veículo mesmo antes de analisar se vai precisar ou se o local visitado é propício para dirigir. Ao invés de utilizar o transporte coletivo ou aplicativos este viajante fica preso no trânsito, paga estacionamentos e aluguéis caros. Veja como economizar e não cair em roubadas na hora de alugar carro durante sua viagem e sempre compra se não é melhor optar pelo transporte público ou outras alternativas, como carros por aplicativos.

16 – Leis de trânsito

Muitas leis de trânsito são universais, mas cuidado com as locais. Cada país tem sua própria lei de trânsito e algumas podem ser bastante divergentes da nossa realidade – e acarretar multas pesadas. Cuidado! Conheça um pouco das leis locais e respeite a sinalização. Stop, por exemplo, significa Pare. E é isto mesmo. Diferentemente do Brasil, nos Estados Unidos os motoristas param totalmente numa placa Stop. Respeite os limites de velocidade e o outro motorista. Nunca beba ao dirigir, isto pode dar cadeia.

17 – Documentos e vacinas

Um item muito importante que deve ser checado com cuidado são os documentos necessários para viajar. Aqui não estou falando somente de RG ou passaporte. Muitos países exigem outros comprovantes para liberar a sua entrada, como reservas de hotéis, comprovante de renda, dinheiro e cartões que comprovem a sua condição de se sustentar durante o período da viagem, passagem de retorno ao país de origem, etc. Além disto, há alguns locais que exigem a Carteira de Vacinação Internacional – veja aqui com emitir a sua online.

vacina febre amarela certificado

18 – Leis locais

Quando viajamos levamos conosco nossa cultura e costumes, mas cuidado. Cada país tem sua regra e lei. Algumas coisas que fazemos aqui podem ser consideradas infrações graves podendo gerar multas e até prisão. Cuidado com a bebida alcoólica. A compra é rigorosa e beber na rua é proibido em muitos países. Cuidado com o que veste principalmente em países muçulmanos. Roupas coladas, saias, regatas e bermudas podem gerar problemas mesmo em países onde o calor é insuportável. Cuidado também com a roupa de banho que veste nas praias. Procure se informar sobre as principais regras do país que visitará antes da viagem.

19 – Giro pela Europa

A Europa é um continente pequeno onde tudo é perto, certo? Sim, você pode atravessar fronteiras e conhecer diferentes culturas percorrendo curtas distâncias. Mas muita atenção! Não é porque os países são pequenos que você deve conhecer 10 diferentes cidades e vários locais numa única viagem. Tenho certeza que você ficará muito cansado e passará mais tempo no transporte do que em alguns destinos. Quando for planejar uma viagem aproveite para desfrutar e conhecer bem o local antes de pular para a próxima cidade.

20 – Falsos cognatos

Muitos passageiros deixam de viajar para algum país devido à barreira idiomática. Mas muitas vezes escolhemos o país devido a proximidade do idioma. Isto é muito comum quando viajamos para os países latinos e acreditamos que o espanhol é fácil. Podemos até entender muitas coisas, mas quando eles falam rápido é um pavor. E o pior achamos que podemos usar algumas palavras em português dando aquele famoso portunhol para fazer sentido. Mas cuidado com os falsos cognatos. Acredite exquisito significa gostoso; embarazada é grávida; vaso é copo; e assim segue…

E você já enfrentou algum perrengue numa viagem? Já entrou em alguma roubada que não foi listada acima? Conte para nós nos comentários abaixo.