logo Melhores Destinos

Visitamos a fábrica da Airbus em Toulouse, onde são montadas as aeronaves da empresa

Leonardo Cassol
17/06/2020 às 9:09

Visitamos a fábrica da Airbus em Toulouse, onde são montadas as aeronaves da empresa

A fábrica da Airbus em Toulouse, na França, abriga linhas de montagem finais das aeronaves A320, A330, A350 e A380, incluindo a equipagem do mobiliário e a pintura da cabine. Também é responsável pela engenharia, testes de sistemas, estrutura e de voo, além de abrigar um centro de desenvolvimento de processos de materiais e um hangar Beluga XL (para aqueles enormes aviões cargueiros em formato de baleias).

Visitei a fábrica em novembro de 2019, a convite da Azul e da Airbus, e compartilho com vocês um pouco dessa experiência incrível que é ver de perto uma aeronave ganhando corpo e forma, além de todo investimento feito em tecnologia, design e materiais para produzir aviões cada vez mais eficientes e confortáveis.

Fábrica da Airbus em Toulouse, França

Como foi a visita à Airbus

Eu fiz um tour de um dia pela fábrica da Airbus voltado para clientes da empresa e seus convidados. No grupo tinham um diretor e alguns gerentes da Azul, um representante da Airbus, além de convidados de diferentes setores, como Itaú, Livelo, Visa e Unidas.

O tour é guiado e começou com uma apresentação sobre o papel da fábrica para a Airbus, algumas informações sobre as aeronaves montadas ali e curiosidades sobre os produtos da empresa. Na sequência, uma visita ao Airspace, onde são configurados os interiores das cabines por diferentes fornecedores. Depois, um almoço, seguido de um tour pelas linhas de montagem das aeronaves. A visita terminou no hangar do Beluga, onde tivemos a oportunidade de ver esse gigante taxiando e se preparando para ir buscar peças para novos aviões.

Há regras bem rígidas para todos os visitantes, como o uso de equipamentos de proteção, movimentação apenas pelos locais permitidos e sinalizados, além de restrição para fotos. Essa foi uma grande preocupação durante a visita, mas consegui fazer registros bem legais de vários locais, sem expor detalhes ou segredos industriais da empresa.

A presença da Airbus no Brasil

A Azul possui mais de 40 aeronaves da família A320neo, de um total de 70 a serem entregues. Desses, 10 serão da versão A321neo, a maior de fuselagem curta (corredor único), voltado para rotas de médio alcance. Além disso, a empresa também opera o Airbus A330 de fuselagem larga (dois corredores), voltado para rotas de longo alcance e utilizado em voos para Europa e Estados Unidos. Entre as companhias aéreas nacionais, além da Azul, a Latam também utiliza dezenas aeronaves Airbus A319, A320, A321 e A350 em voos domésticos e internacionais.

Airbus A321neo da Azul

O Tour pelo Airspace (desenvolvimento do interior das cabines)

O design da cabine permite às companhias aéreas projetar sua própria marca e optar por diferentes configurações de densidade, conforto, acabamento e iluminação da aeronave, entre outros atributos personalizáveis. Os projetos são desenvolvidos em parceria com a Airbus e fabricantes de poltronas e interiores.

Na fábrica de Toulouse há réplicas de cabines das diferentes aeronaves em tamanho real, onde são testadas novas configurações e produtos.

O Airspace é um grande laboratório para testar diferentes produtos. Num mesmo avião (réplica em tamanho real) tem poltronas de vários fornecedores, utilizadas por diferentes companhias aéreas, ou ainda nem lançadas no mercado (essas não deu pra fotografar). Tem suítes, cabines de primeira classe, de classe executiva, econômica premium e econômica povão. No modelo do Airbus A380 são dois andares completos equipados com bar, cozinha, poltronas e tudo que tem direito. É muito legal, como se fosse um parque temático para quem curte aviação.

Ficamos uns 90 minutos conferindo tudo, experimentando e tirando dúvida com os responsáveis pela área sobre a montagem e configuração das cabines. Quase tiveram que me tirar de lá a força 🙂 (falaram umas cinco vezes “precisamos ir agora, precisamos ir!…”)

Na última imagem da galeria acima, tem um apoio de assento de classe executiva que carrega celular com sistema wireless (sem fio) que achei bem legal, e funciona com qualquer aparelho que permita o uso do sistema. É só apoiar o smartphone sobre a mesa que começa a carregar… Essa é uma das novidades que muito em breve deveremos ver nos aviões.

Outra parte bem legal da visita foi conhecer os diferentes locais para descanso da tripulação dentro das aeronaves, apelidados de sarcófagos. Eles se dividem em turnos e podem dormir um pouco durante os longos voos.

Os pilotos costumam dormir próximo da cabine. Para os comissários geralmente  há espaços no meio e no fundo da aeronave, dependendo do equipamento.

A maior parte dos locais é bem apertado, mas no A380 tinha um quarto enorme com 16 camas no andar de baixo!!! Vejam:

Depois da apresentação geral da empresa e da visita ao Airspace, a fome já era grande e fomos almoçar.

Pausa para o almoço

A refeição foi dentro da própria Airbus, num espaço exclusivo com vista para o jardim da fábrica. Foi um menu especial preparado por um chefe de cozinha 2 estrelas Michelin, de um dos restaurantes mais conhecidos de Toulouse. Com direito a aperitivo, entrada, prato principal e sobremesa. Saí de lá me sentindo uma Beluga!

Eram duas opções para cada prato e optei por vieiras com mousse de ervas na entrada. No prato principal, filé mignon com batatas e molho de vinho com redução. Para sobremesa, não me lembro o que era, mas estava tudo delicioso e muito bem apresentado. Para acompanhar, um bom vinho! Vejam os pratos:

Terminada a comilança, partimos para as linhas de montagem das aeronaves, a atração principal da visitação.

A montagem das aeronaves

Um fato curioso de todos os modelos da Airbus é que as peças das aeronaves são fabricadas em diferentes locais e países. Ela são trazidas de navio, caminhão ou no super avião cargueiro Beluga de várias partes do mundo para Toulouse. E também para outras fábricas que a Airbus possui em Hamburgo (Alemanha), Sevilha (Espanha), Tianjin (China), Mobile (Estados Unidos), Mirabel (Canadá). As duas últimas onde são produzidos o Airbus A220 (projeto oriundo da aquisição da Bombardier).

Por exemplo, na produção do Airbus A380, a maior aeronave de passageiros do mundo (de dois andares), as seis maiores partes, como a fuselagem da frente, do centro e traseira, as asas e os estabilizadores vertical e horizontal são produzidos em outras plantas da Airbus na Europa e transportados para montagem final em Toulouse.

Linha de montagem do Airbus A350

O Airbus A350 XWB é o mais recente e inovador projeto da Airbus, com um design de asa adaptável inspirado nos pássaros para alcançar a máxima eficiência aerodinâmica, com um consumo de combustível até 25% menor que as gerações anteriores.

Utiliza 70% de materiais avançados, combinando compostos de carbono (53%), titânio e ligas de alumínio para reduzir o peso e os requisitos de manutenção. Além disso, é equipado com motores Rolls-Royce Trent XWB mais silenciosos e eficientes.

Possui as versões A350-900 e A350-1000 com capacidade para transportar até 440 passageiros por até 8.700 milhas náuticas. Há uma versão do A350 URL (Ultra Long Range) de ultra longo alcance que atinge até 9.700 milhas náuticas (18.000 km), cerca de 17 horas de voos sem paradas. Incrível, não?

Nas imagens acima a fase final de montagem um A350 da Etihad.

No momento da visita a empresa tinha mais de 913 pedidos só dessa aeronave, de 50 clientes diferentes, entre eles, a Latam. A Airbus já entregou 320 A350 para 30 operadores. O primeiro voo comercial ocorreu em 2015, com a Qatar Airways. Você pode conferir mais detalhes do Airbus A350 se quiser, clicando no link. Também tem um post que escrevi sobre o voo inaugural do Airbus A350 da Latam.

Linha de montagem do Airbus A380

O Airbus A380 é o maior avião de passageiros do mundo, com capacidade para transportar mais de 800 passageiros. Para se ter uma ideia do tamanho, ele tem 4 motores enormes, 16 portas e mais de 220 janelas. Seu comprimento é o mesmo de duas baleias azuis e a altura equivalente a cinco girafas.

Com um espaço único, as companhias aéreas não pouparam regalias para os passageiros, e equiparam esse gigante com bar, suítes, chuveiros e aéreas para compras e convivência.

Seu primeiro voo comercial ocorreu em 2007, com a Singapore Airlines.

Além de mais espaço, a aeronave oferece uma cabine moderna e silenciosa, nos seus dois andares. Porém, o custo de operação, a falta de um mercado secundário para revenda e a necessidade de pistas mais largas e adaptações nos aeroportos acabaram diminuindo o interesse das companhias aéreas nesse modelo.

Já foram entregues mais de 240 aeronaves, para 15 diferentes operadores, sendo praticamente metade para a Emirates. No momento da visita, infelizmente, a Airbus montava um dos últimos A380. Por falta de novos clientes, a linha de montagem será fechada e dará lugar a produção de outros modelos.

Você pode conferir mais detalhes do Airbus A380 se quiser, clicando no link. Também tem uma avaliação de voo que fiz no Airbus A380 da Qatar Airways.

Linha de montagem do Airbus A320neo

A família de aeronaves Airbus A320 é o projeto mais popular e bem sucedido da história da aviação mundial. São mais de 15.193 pedidos de 300 diferentes clientes, sendo mais de 9.000 deles já entregues.

A aeronave é muito utilizada no Brasil, pela Latam e pela Azul em voos domésticos e para a América Latina. Fazem parte da família A320 as versões A319, A320 e A321, todas com opção de nova geração de motores – NEO (new engine option). O A321neo possui ainda com uma variação LR (Long Range) com maior alcance, chegando a voar 4.700 milhas náuticas, e será utilizado pela TAP em voos do Nordeste para a Europa.

As versões NEO prometem até 30% de economia de combustível e quase 50% de redução nos ruídos, em comparação a aeronaves da geração anterior, com menos peso, novos motores LEAP, asas e sharklets (aqueles acabamentos e formato de bumerangue na ponta das asas, que ajudam a melhorar a aerodinâmica).

Temos um post com a experiência de voo no Airbus A321neo da Azul

O hangar do Beluga XL

O Airbus A330-743L, conhecido como Beluga XL, é um avião cargueiro enorme, capaz de transportar fuselagens de outros aviões e grandes cargas. Foi lançado em novembro de 2014. E apenas três das seis Belugas XL previstas foram fabricadas até hoje (elas são numeradas de 1 a 6). A terceira foi recém montada em junho de 2020 e aguarda voos de teste para entrar em operação. As demais devem ser entregues até 2023.

As Belugas XL têm 63 metros de comprimento e 8 metros de largura. Foram desenvolvidas especialmente para transportar asas e fuselagens de grandes aeronaves, como o novo Airbus A350, além de outros componentes da complexa cadeia de suprimentos da empresa. Ou seja, o foco é mais em volume do que em peso, que é limitado a 51 toneladas de carga. Sua autonomia de 4.000 km, ou 2.200 milhas náuticas.

Essas aeronaves vão complementar e substituir as antigas Belugas (Airbus A300-600ST), em operação desde 1995, construídas tendo como base os antigos Airbus A300. Os novos modelos podem transportar até 30% mais carga, sendo bem mais modernos e eficientes.

Na visita eu pude ver de perto a Beluga XL número 2, que por sorte começou o taxiamento para outro local da fábrica, momentos antes de decolar para buscar peças para a montagem de novas aeronaves. Olha só que lindeza… Fechamos a visita com chave de ouro!

Infelizmente, por ser um avião de carga, não é possível voar por aí numa Beluga, a não ser que você seja o piloto de uma, ou um funcionário da Airbus designado para essa função.

É um avião novo, gigantesco e fascinante, especialmente pela pintura que honra seu apelido, lembrando uma baleia. Foi muito legal vê-la de perto!

Museu da aviação

Na fábrica da Airbus, em Toulouse, tem ainda um museu da aviação, com alguns exemplares históricos, como um Concorde. O ingresso custa 12,50 euros. Infelizmente não deu tempo de visitar!

Como visitar a fábrica da Airbus?

A Airbus oferece aos visitantes quatro diferentes tours guiados, com 90 minutos de duração cada. O valor individual para um tour é de 15,50 euros, ou 24 euros para dois deles. Incluindo a visita ao museu os ingressos saem por 24 euros (1 tour) ou 34 euros (2 tours).

Entre as opções de passeio tem a linha de montagem do Airbus A350, uma visão geral da Airbus, um tour panorâmico e um tour verde (acho que esse último é por fora da fábrica). Ou seja, é uma experiência um pouco diferente da que eu tive, que acabou mostrando um pouco de tudo, mas não deixa de ser bem interessante.

Loja da Airbus

Se passar por lá não deixe de visitar a lojinha de souvenir da Airbus, que tem roupas, agasalhos, canecas, miniaturas, brinquedos e uma infinidade de tags para fazer a alegria de quem curte aviação e enfeitar qualquer mala ou mochila de viagem!

Gostaria de agradecer muito à Azul, à Airbus e ao Melhores Destinos pela realização desse sonho de criança. Foi uma das experiências mais incríveis da minha vida! Espero que também tenham curtido.

Veja também:

Não perca nenhuma oportunidade!

ícone newsletter E-mail diário com promoções Receba as ofertas mais quentes no seu e-mail
Baixe grátis o nosso app Seja notificado sempre que surgir uma promoção