Novos totens da Webjet permitem que passageiro despache bagagem sozinho

Denis Carvalho 18 · abril · 2012

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

A Webjet lançou um novo serviço no aeroporto de Guarulhos, que permite aos seus passageiros fazerem o check-in e despacho automático de suas bagagens, sem ter que enfrentar longas filas. A companhia disponibilizou dois equipamentos no Terminal 4 e neles o cliente pode imprimir seu bilhete aéreo, pesar a bagagem e despachá-la. O passageiro pode ainda realizar  o pagamento por excesso de peso se for o caso.

O sistema é novidade na América Latina, mas já existe em  aeroportos na Europa e Estados Unidos. Por ele o passageiro faz o check-in por um totem e coloca a bagagem em uma balança. Se a mala tiver mais de 23 quilos, ele paga na hora o excedente, com cartão de crédito. Em seguida, o cartão de embarque e uma etiqueta para a mala são impressas e a bagagem, despachada. Diferentemente do check-in convencional, no sistema automatizado é o passageiro que tem de etiquetar a mala.

Novos totens da Webjet permitem despachar bagagem
A empresa começou o serviço de maneira experimental no dia  29 de março, oferecendo dois totens com balanças e cerca de 300 pessoas têm usado o serviço diariamente, o que corresponde 12% dos passageiros da Webjet.

Quem usa o equipamento leva no máximo dois minutos para concluir o processo. A vantagem é não precisar pegar filas. A desvantagem é que, principalmente nesta fase inicial, o uso do totem e da balança, mais a colocação das etiquetas na bagagem, pode ser confuso.

Com o sucesso do sistema, ele deve ser implantado em outros terminais e logo ser expandido para a GOL, companhia que comprou a Webjet em 2011.

Duas questões pertinentes. A primeira é se as companhias não poderão usar o sistema para responsabilizar os clientes por eventuais extravios de bagagens. Além disso, é preciso ficar atento para que não haja um grande corte no número de atendentes da Webjet nos aeroportos, em decorrência do sistema automático, gerando longas esperas tanto nos totens quanto nos terminais.Feitas estas ressalvas, não há dúvidas de que o sistema é excelente para agilizar o check-in e facilitar a vida dos passageiros.

Já usou ou pretende usar o sistema da Webjet? Conhece totens semelhantes pelo mundo a fora? Deixe sua opinião nos comentários!

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe