Novos totens da Webjet permitem que passageiro despache bagagem sozinho

Denis Carvalho 18 · abril · 2012

A Webjet lançou um novo serviço no aeroporto de Guarulhos, que permite aos seus passageiros fazerem o check-in e despacho automático de suas bagagens, sem ter que enfrentar longas filas. A companhia disponibilizou dois equipamentos no Terminal 4 e neles o cliente pode imprimir seu bilhete aéreo, pesar a bagagem e despachá-la. O passageiro pode ainda realizar  o pagamento por excesso de peso se for o caso.

O sistema é novidade na América Latina, mas já existe em  aeroportos na Europa e Estados Unidos. Por ele o passageiro faz o check-in por um totem e coloca a bagagem em uma balança. Se a mala tiver mais de 23 quilos, ele paga na hora o excedente, com cartão de crédito. Em seguida, o cartão de embarque e uma etiqueta para a mala são impressas e a bagagem, despachada. Diferentemente do check-in convencional, no sistema automatizado é o passageiro que tem de etiquetar a mala.

Novos totens da Webjet permitem despachar bagagem
A empresa começou o serviço de maneira experimental no dia  29 de março, oferecendo dois totens com balanças e cerca de 300 pessoas têm usado o serviço diariamente, o que corresponde 12% dos passageiros da Webjet.

Quem usa o equipamento leva no máximo dois minutos para concluir o processo. A vantagem é não precisar pegar filas. A desvantagem é que, principalmente nesta fase inicial, o uso do totem e da balança, mais a colocação das etiquetas na bagagem, pode ser confuso.

Com o sucesso do sistema, ele deve ser implantado em outros terminais e logo ser expandido para a GOL, companhia que comprou a Webjet em 2011.

Duas questões pertinentes. A primeira é se as companhias não poderão usar o sistema para responsabilizar os clientes por eventuais extravios de bagagens. Além disso, é preciso ficar atento para que não haja um grande corte no número de atendentes da Webjet nos aeroportos, em decorrência do sistema automático, gerando longas esperas tanto nos totens quanto nos terminais.Feitas estas ressalvas, não há dúvidas de que o sistema é excelente para agilizar o check-in e facilitar a vida dos passageiros.

Já usou ou pretende usar o sistema da Webjet? Conhece totens semelhantes pelo mundo a fora? Deixe sua opinião nos comentários!

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe
  • Nilson

    Fico imaginando o que impede o passageiro pesar algum item mais leve e depois colocar a etiqueta na mala mais pesada e despachá-la, sem pagar excesso. Ou até mesmo o contrário: colocar algum item pesando a bagagem a mais e depois alegar que itens foram roubados (as empresas aéreas pagam por kg faltante).

    • Rodrigo Souza

      Infelismente isso ai vai do caracter de cada pessoa e sempre existirá uma forma de burlar a lei, independentemente se feito sozinho ou por funcionários.

      Mas o serviço é bem vindo e será muito útil.

    • Yrleyjander Salmito

      Realmente, é bom pensar nas possibilidades que podem dar errado para evitar dor de cabeça. O ideal é sempre ter um atendente da compania apenas para auxiliar, pois o sistema é novo e ao mesmo tempo "fiscalizar" fraudes. Isso também evita demissões dos funcionários.

    • Pedro H

      por isso que tem esse cara ai do lado da babagem(calculando que ele seja um segurança)!

      A verdade é que no Brasil as coisas são muito pouco automáticas por que a mão de obra não especializada é muuuuito barata!

      Na Europa, EUA, etc. você passa suas compras, você compra seu lanche no mc donalds num totem e recebe no balcão, você faz seu check in, enfim…

      E a pior de todas, a existência do frentista de posto!

      No Brasil ainda é mais barato colocar um funcionário sem qualificação para fazer as coisas, do que pagar uma máquina, ou mesmo correr o risco de ter esses tipos de fraude!

      Também pudera, um salário mínimo na França vai pra cima de 1200 euros e no brasil 620 reais…

    • Thiago Castro

      Pq será que sempre pensamos numa forma de fazer o errado?? O sistema é bom, vamos usá-lo da maneira correta. A empresa que se preocupe com o pessoal de má-fé e q estes sejam punidos de alguma forma.

    • Danilo Fernando

      A índole do brasileiro é sempre dar o jeitinho, sempre! Fulano reclama dos políticos, mas rouba tempo dos empregadores, usa a impressora da empresa para coisas pessoais, sai para dar a fumadinha, levanta 3 ou 4 vezes para o cafézinho. No transito… é a mesma coisa: Não dá passagem para ninguém, mas quer entrar na frente de todos. Não respeita o pedestre e quer que o motoqueiro respeite ele. Nas ruas, igual também! Reclamamos das enchentes, mas jogar o papelzinho no lixo é difícil… vai cair a mão! É só contar as bitucas de cigarro emporcalhando as cidades!

      Por que será que em Londres os museus são de graça? Por que será que em Berlim o metrô não têm catraca? Povo educado é diferente! Aqui o cara fica o dia inteiro deitado numa rede, cospe a semente da melancia no chão porque sabe que vai nascer depois… sorte de termos nascido num país tropical! Queria ver se tivéssemos um inverno rigoroso, como ia ser! Ou trabalha ou morre! Desculpem o momento rabugento, mas tem horas que o Brasil suck's!!!! Corrupção, 'jeitinho', malandragem, parece uma praga nessa terra! Se o problema fosse só esses totens, tava bom! Vou parar por aqui!! Salve MD!

  • Nossa, muito doido. Tinha vista já da Emirates na Europa. Interessante, se funcionar…

    • Lucas

      Vamos agora ao teste Brasil né! Se funcionar, concordo.

    • Thiago Castro

      Nos EUA já é assim tem tempo. É ruim no começo para se acostumar, mas realmente é bem prático.

  • Rodolfo Mendes

    Utilizei na semana do feriado da Páscoa e foi excelente e super rápido. Há sempre um funcionário orientando.

  • Tomas

    A Norwegian tem totens assim no aeroporto de Gatwick em Londres e, pelo menos no meu voo, era a única opção de check in.

    Na verdade, era um sistema meio misto, já que havia atendentes auxiliando o check-in, em especial os passageiros enfrentando maiores dificuldades.

    Achei bom e foi bem rápido.

  • Alex Freitas

    É um conceito que veio pra ficar, embora as demais empresas neguem seu interesse, trata-se de tendência mundial

  • Marcelo Araujo

    No aeroporto de Orly em Paris a Air France utiliza um sistema parecido,porem la existe uma funcionaria que confere a etiqueta da bagagem e a passagem antes de colocar a bagagem na esteira para despacho

    • Pedro H

      é por que os franceses também são "malandros" hehehehehehe

  • WalberXimenesFOR

    Quero ver se vai baixar tambem o indice de extravio.

    • Walber,

      Seria bom, mas penso que poucos são os casos de extravio. A maioria dos casos é de furto mesmo.

      Me questiono como fica, juridicamente, a responsabilidade pelo despacho. Espero que as empresas não tentem "virar a mesa" e imputar ao consumidor a responsabilidade por eventuais perdas de bagagem.

      O sistema é lindo, num país de 1º mundo. Torço para que funcione bem por aqui também.

    • Thiago Castro

      Muda nada. O lance é na movimentação da bagagem depois do check-in e nas conexões.

      • Thiago, concordo com você.

        Mas como advogado e conhecendo as argumentações que as empresas têm (já tive 3 processos contra eles), não tenho dúvidas que mais cedo ou tarde pode aparecer um colega de profissão utilizando esta situação e jogando a responsabilidade no passageiro.

  • Rodrigo

    Já passou da hora de termos isso! Parabéns Gol/Webjet.

  • Adriano

    Já utilizei sistemas semelhantes na Alemanha e funciona super bem. Ao passo em que aumenta a parcela da população que viaja de avião (e se acostuma com isso), melhoram os sistemas de check-in, avisos nos aeroportos, etc… Quer dizer, ainda falta muito a melhorar, mas estamos a caminho.

  • Ao ler o artigo minha primeira preocupação foi exatamente sobre a possibilidade de dar algo errado com as bagagens, pois a culpa cairá no passageiro.

    Sem dúvida é uma excelente opção, mas deve-se manter o número de atendentes, pois com máquinas, caso algo dê errado, não dá pra conversar e tirar dúvidas.

  • andre

    Interessante, mas se uma pessoa de ma fé segurar a mala na balança levantando amesma ate que ela fique dentro dos 23k ela nao pagara excesso de peso..

  • Francisco

    Eu sugiro que vocês coloquem os créditos da foto. É o mínimo de respeito com a publicação e o fotógrafo.

    obrigado

    • Denis Martins

      A foto é de divulgação da Webjet, enviada pela assessoria de imprensa deles. Não nos enviaram os créditos para divulgação.

  • Na Nova Zelândia, o único sistema disponível era este self-service. É muito bom mesmo.

    Segue relato: http://cumbicao.blogspot.com/2012/04/flight-revie

  • Rafael Barbalho

    Super relevante essa melhoria. Automatizar esse processo é fundamental, principalmente no que visa diminuir as filas. Agora, inicialmente, será necessário muita orientação. Parabéns a Gol/WebJet e principalmente ao Mkt Viral que isso vai gerar.

  • Igor -Poa

    isso funciona no Brasil? Só quero ver a bagunça que vai dar!

  • Márcio

    A Webjet é a cobaia da Gol, podem ter certeza!

  • Fernanda

    Achei ótimo, mas fiquei preocupada com a segurança/informação. Tem pessoas que não sabem o que pode ou não ir na bagagem de mão e de despacho, essas informações estão disponíveis durante esse auto-atendimento?

    • André

      Essas informações costumam estar disponíveis no momento da compra da passagem e na confirmação recebida por e-mail.

  • tfmoura

    Essas informações estão disponiveis desde a hora que você compra sua passagem e ta no "contrato" que as pessoas cismam em apenas por "eu concordo" sem ler e por todo o aeroporto. Falta de informação quanto a isso é uma desculpa das mias fuleiras. Quanto ao pessoa que diz que pode da algo de errado. Voce faz o check-in, ele pede pra por a mala, você poe e ele imprimi o adesivo que você coloca. Qual a dificuldade nisso? E tem um funcionário para auxiliar

    • Thiago Castro

      Até pq no check-in com o atendente ele não fica perguntando o que tem dentro da mala. Para a empresa vc já foi informado sobre isso.

  • tfmoura

    Se for pensar por esse lado eles tem que retirar a foto e pedir autorização por direito de imagem das duas pessoas que aparecem. É o mínimo de respeito pelas pessoas tbm.

    ¬¬

    Aparece cada um dand pitado. Como se o pessoal aqui não colocasse créditos pelas coisas divulgadas..

  • Ramon Torres

    Sonho com um país melhor também Danilo, sonho por um dia em que essas pessoas serão exceção.

  • Thiago Castro

    Quando estive no Canadá, até compra em loja de departamentos eu fiz sozinho. Passei o produto no leitor, passei o cartão, embalei e fui embora. Achei estranho, mas é super prático.

    O pior foi abastecer sozinho. Não pelo funcionamento da bomba, mas pq estava no inverno, então era horrível ter q sair do carro quentinho para abastecer. Rs…

  • Thiago Castro

    O pior é que concordo contigo. Não é encher a bola dos países desenvolvidos não, afinal lá tb tem coisa errada e aqui tb tem muita coisa boa, mas depois que vc visita esse tipo de sociedade, chega a dar vergonha da nossa.

    Em Toronto, tem muitas ruas que não precisam ter semáforo, simplesmente pq os carros param quando tem pedestre. E nos que tem sinais, os pedestres tb respeitam o semáforo. E esse é apenas um exemplo. A educação no dia a dia das pessoas comuns é incrível. E não é só no Canadá não. Na Suiça, Alemanha e até em Santiago eu vi coisa parecida.

  • Rodolfo Mendes

    Vc tem razao! O problema do brasileiro começa na cultura do povo de querer levar vantagem em tudo e depois reclama da corrupção na política, esquecendo que o maior culpado somos nós mesmos que votamos nestes canalhas e também por nao darmos o exemplo de cidadania e honestidade…

  • Nilson

    Concordo… acho que uma parte fundamental para o desenvolvimento do país é a automatização dessas tarefas simples. Com isso, as pessoas poderiam produzir algo mais útil pra sociedade.

    Eu aprovo a idéia da Webjet, só fico pensando que, considerando o "jeitinho brasileiro", a própria empresa poderá sair prejudicada da história.

  • Mario

    Muito bom e interessante.

    Concordo que as questoes abordadas são realmente pertinentes, mas acredito que ainda não haverão cortes de funcionarios devidos aos passageiros nao frequentes que nao saberiam como utilizar os totens.

    Mas também acho q poderia gerar uma certa confusão com realçao as conexoes e escalas, pois os passageiros nao sabem que em muitos casos não se é feita a retirada da bagagem nesses locais, somente no destino final.

  • Maria Elisa

    Desculpem, mas que adianta fazer seu próprio check in e despacho de malas se não pode parafusar, você mesmo, os parafusos soltos das asas de algumas aeronaves?

    Check in de primeiro mundo e aviões de sucata.

    • Vixe, onde você viu isso Maria Elisa? quando for assim, anote o prefixo da aeronave (Px-xxx) e denuncie para a ANAC.

      Abs.

    • Igor – Poa

      E vidros trincando em pleno vôo, poltronas coladas com durex, portas apitando em altitude cruzeiro por estarem mal fechadas.E comissários afirmando que está tudo bem!

  • Carol Vieira

    Infelizmente essa é a nossa realidade! Falta educação nesse país!

  • Carol Vieira

    Aqui em Recife teve um posto que tentou retirar os frentistas e o sindicato caiu em cima! Foi uma confusão tão grande, que eles colocaram os frentistas de volta!

    Isso porque a gente vive em um país onde não se valoriza a educação, por consequência somos obrigados a ter empregos para as pessoas não qualificadas!

  • Anderson Brito

    Achei chique!

    • Anderson Brito

      Gostei. Aprovo os serviços da Webjet. Vão de encontro com sua política de low cost low fare. Concordo que a TAM é melhor, mas só a uso se for a mais barata. Fico 2 horas em um avião. O preço economizado na passagem reverterá em mais diversão no destino!

  • Leandro

    Existe esse problema do excesso, é claro, mas existe outro que é o de avarias.

    Quase sempre tenho malas avariadas nos vôos que faço. E quem vai provar que a avaria ocorreu no vôo se o funcionário não fizer a verificação?

    Depois vão dizer que a mala estava rasgada, a roda quebrada e que a culpa não é deles.

    O serviço é interessante, mas é preciso sempre pensar nos riscos. Se a empresa assumir esses riscos, será ótimo.

  • Feliciano Martins

    É esperar pra ver o que vai acontecer. Mas com certeza é uma excelente ideia!

    Valeu MD!

  • Muito Interessante! Eu qro voar de Webjet assim que possivel.

  • Kkk, pautz Andre, foi rápido no gatilho, hein?

  • Luciano Melo

    a iniciativa é otima para evitar fins das filas principalmente nas altas estações, mas como ja questionaram com relação a conexões e escalas pois muitos passageiros confudem o que é conexão e escalas eu creio que poderá haver muito desvio de bagagens, pois muitos passageiros podem errar na hora de despachar as bagagens e ai? de quem vai ser a culpa é logico que do passageiro que errou no totem mas e no caso das bagagens que forma despachadas corretamente e forem extraviadas de quem será a culpa? vamos ver nos proximos capitulos desta historia, mas no mais acho otima a iniciativa, vamos torcer para dar certo.

  • Fernando

    Não sou pessimista. Acho que tem tudo pra dar certo!!!

  • Oscar Luiz

    Duvido que funcione no Brasil.

    • rodrigo

      tudo no brasil poderá funcionar muito bem..basta as pessoas começar a se conscientizar e tentar pelo menos fazer a parte delas.

  • Antonio

    Infelizmente este tipo de dúvida somente acontece no Brasil. Na Europa, a grande maioria das pessoas cumpre espontaneamente as normas.

  • sarah

    Se as empresas não acharem uma forma de culpar o cliente em caso de extravio está ótimo. Seria bem melhor.

  • rodrigo

    pois é nilson…o primeiro a pensar nessa possibilidade foi vc….mente sua é armadilha do diabo…um objeto que vai facilitar tanto.assim como vc quer que a cia zele pelas suas coisas nada melhor que vc começar a ajudar eles né

  • rodrigo

    fernada não é possivel que vc ainda não saiba isso…po antes de qualquer pessoa viajar a primeira coisa que ela se informa é o que pode e nao pode levar…parabéns pela pergunta mostra que vc é uma viajante assídua.

  • Anderson Brito

    Não concordo. Nunca me pararam para conferir mu bilhete com a mala, e nem por isso roubei uma ou roubaram a minha. Tenham mais fé no povo brasileiro.

    Safados e espertinhos tem em todo lugar, afinal todos os países tem prisões, mas não são todos da população!

    • Thiago Castro

      Mas o nosso "jeitinho" só existe aqui. Onde lá fora é exceção, aqui é regra. Infelizmente.

  • Tf.Moura

    Cara…vidro trincado? deve ser aquele acrilico que fica antes do vidro…pq o vidro de aviao eh quase que um vidro blindado…ele nao trinca…quanto a porta mal fechada eu meio que desacredito porque seria irresponsabilidade do comandante porque existe aviso de segurança na cabine se as portas estao abertas ou mal fechadas e eh claro que os comissarios vao dizer que ta bem ne queria o que "senhores passageiros…deu merda…a porta abriu e acho que vamos morrer" (ate porque depois de a aeronave pressurizada e em voo a porta nao abre nem querendo)

    ¬¬

    • Thiago Castro

      Caraca, ainda bem que nunca passei por isso!!! Fala sério!!! hahaha

    • Thiago

      Muito se reclama da Webjet, sem a menor razão… Não é a toa que ela e a O6 são as únicas brasileiras em atividade que nunca sofreram acidentes.

      A Webjet é descuidada da aparência, mas mecanicamente a manutenção é excelente.

      • Igor – Poa

        Reclamo e com razão e nunca mais andei, uma vez e só!

    • Igor – Poa

      Tf.Moura sobre o vidro http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noti

      E quanto a porta eu mesmo vim no vôo 14/3/2011 19:50 6733 GRU/POA o sinal de alerta da porta veio apitando desde a decolagem até Porto Alegre.Sendo que em GRU chamaram mecânicos para fechar a portam bateram tanto que pensei que não fosse abrir em POA.Todos vieram apavorados com aquele barulho ensurdecedor até POA.

      • Thiago Castro

        Q tenso!!!

      • Tf.Moura

        Peço desculpas por ter lido errado..eu li "trincado" e nao "trincando" por isso fiz o comentario por isso ser um efeito raro do vidro..masisso eh um caso que pode ocorrer em qualquer uma companhia..nao tem nada a ver com cuidados..eh que deu a entender que era uma coisa normal eles voando com o vidro trincado..por isso eu fiz o comentario que fiz e quanto a porta entao foi irresponsabilidade ou era apenas um problema eletrico onde a porta estava realmente fechada mas ainda assim apitava mas sobre o caso nao sei dizer porque nao estava presente nem sou um mecanico em aviacao

    • Igor – Poa

      O vidro era da cabine!

    • Igor – Poa

      Vôo da porta apitando sinal de alerta até POA

      14/3/2011 19:50 6733 GRU/POA

      Todo mundo nervoso e perguntando o porque do barulho ensurdecedor.Sendo que em GRU chamaram mecânicos que quase lacraram a porta.

  • Saulo

    Uma pergunta e uma sugestão:

    1- O que te prende a uma nação tão ruim??

    2- Não se martirize, vc não é obrigado a estar aqui. "Vá embora!!!!"

    • Thiago Castro

      Como se escolher outro país pra morar fosse a coisa mais fácil do mundo!!!

      Além do mais, só pq alguém está criticando, não quer dizer que tem q sair do país. Só não quer estar conformado com tudo o que vivemos, como a maioria está (conformada).

    • Danilo Fernando

      Amigo Saulo, a nação não é ruim! E sim as pessoas! Felizmente não tenho nenhum prendimento. Desculpe se o meu post te deixou ofendido com a terra tupiniquim!

      Pessoas mal educadas como você certamente ficam felizem quando acham uma brecha para darem um 'jeitinho' nas coisas! E por falar em obrigação, você não é obrigado a aceitar minha opinião, e muito menos a concordar com ela. Foi opção sua responder. Se você está satisfeito com as coisas do jeito que estão, só lamento!

      Tenha um excelenete dia.

      • Murilo

        Nossa Senhora, quanta falta de respeito (de todos os "brigões").

        Vou parar de ler os comentários aqui…

  • Daniella

    Provavelmente há câmeras filmando. Se o passageiro pesar uma coisa mais leve e colocar uma mala mais pesada, quando for reclamar eles provavelmente irão dar uma olhada na filmagem.

    Agora com relação a ele pesar algo mais leve e despachar o pesado, aí só com fiscalização em tempo-real.

  • LAIRTON

    Na pascoa, ao retornar do RJ para Floripa, despachei minha bagagem normal com atendente, só que para minha surpresa,desapareceu algumas coisas que estavam no compartimento menor da mala, carregador do Iphone e um perfume, mas é bom atenção porque ao pesquisar na internet verifiquei que isto esta ocorrendo cada vez mais. Geralmente só abrimos as malas em casa ai ja é tarde!

    • Thiago Castro

      Pô, mas deixou coisa no bolso q qualquer um podia abrir?? Se até com cadeado os caras roubam, facilitando então…

  • arla

    daqui a pouco vamos ter que arrastar a bagagem até o avião

  • Carine Freire

    Claro que vai funcionar no Brasil,vamos acreditar,e não desvalorizar esse nosso país.

  • Igor – Poa

    É isso que não acontece.Não conhece o jeitinho brasileiro?

  • Maria das Dores Silv

    Hoje c/a tecnologia avançada já era p/a existir este tipo de serviço.O problema é q/ o sistema muitas vezes sai do ar.Outro problema vai ser o desemprego trocar o cerebro humano pela máquina.Resulta em um faca q/corta nos 02 lados.Bom/ruim…Veja o sulfoco quando falhar.

  • Tf.Moura

    Poderiamos por a gol tambem como ja disse antes afinal o acidente com o legacy nao foi culpa dela

  • José

    Aconteceu isso comigo num voo GRU X GIG; mas pra mionha "sorte" apenas uma calça jeans foi surrupiada.

  • Carine Freire

    Bem,a esperança é a última que morre!rsrsr

  • Igor – Poa

    O negócio da porta é inexplicável… Sendo que 1 semana depois falei com um amigo e comentei isso.Ele disse que a esposa dele relatou a mesma coisa em um vôo São Paulo – Curitiba.Devia ser a mesma aeronave.

  • Jussara

    Gente, mas vocês se esqueceram que estamos no Brasil, um país "rico" em injustiça e diferença social? Essas pessoas têm subempregos pq não têm escolaridade. O Brasil não investe em educação. E essas pessoas vão trabalhar de quê, se não têm estudo e a educação pública é um lixo? Não sou contra a automação de certos serviços (achei boa a ideia desses totens) mas sair automatizando tudo como se fôssemos um país civilizado é ilusão. Não daria certo se antes não investíssemos em educação básica. E outra: a classe média tem um grande complexo de Casa Grande e Senzala ainda. Adoraaa ser servida. Não viram o exemplo de Recife, que a Carol mostrou acima? Espernearam por causa dos frentistas. Não acho que somos obrigados a dar empregos a pessoas desqualificadas, mas se não existisse a procura não existiria a oferta. Brasileiro adora ser servido e não tem a mentalidade do "faça você mesmo".

  • Jussara

    Concordo. Hoje estamos nas mãos do tal "sistema". Se ele sai do ar já era. Mas enfim, a ideia é boa, só que tem os "poréns" que muita gente já falou acima, como a do famoso (e asqueroso) jeitinho brasileiro.

  • Matheus

    Só agilizaria o Check-in se tivessem mais máquinas dessas do q atendentes, o que acho difícil de acontecer em empresas brasileiras…

    Mas de qualquer forma, lembrando o que vi ontem no banco, tenho certeza que não dará certo aqui no Brasil. Ontem no banco, as pessoas estavam esperando um atendente para retirar a senha para o caixa/atendimento. 5 minutos sem atendente se formou uma fila na frente do totem de se retirar senha, eu não sabia se ria ou chorava…

  • Andre

    Quem dera, pudesse eu mesmo levar a mala até ao avião e ter certeza que ela vai no mesmo voo comigo. E com isso diminuir a chance de subtrairem algo do seu interior depois que ela vai pelas esteiras e some de nossas vistas.

  • Helio Quadros

    Cuidado com a WEBJET. Comprei uma passagem aerea Florianopolis -paguei R$267,65 um trecho, Rio, para dia 1 de maio de 2012. A webjet mudou o voo para as 21h00 , antes era depois das 22h00, ao tentar mudar o voo para outro dia, me pediram para pagar a taxa de R$80,00 reais mais a diferença tarifaria, um absurdo. ver protocolo webjet 287531 atendente Carolina do dia 01 de maio 2012