Azul criará novo hub no Recife com voos para 12 novas cidades e voltará a operar em Campina Grande

Denis Carvalho 26 · janeiro · 2016

Boa notícia para os pernambucanos. A Azul anunciou que terá voos regulares para 12 novas cidades a partir do Recife, com início em fevereiro. As cidades de Brasília, Belém, João Pessoa, Petrolina e Juazeiro do Norte passarão a ter ligações diárias e sem escalas à capital pernambucana, além de Campina Grande, que terá operações retomadas. Ainda, São Paulo (Congonhas), Curitiba, Goiânia, Ilhéus, Porto Seguro e Presidente Prudente terão frequências aos sábados.x’

Com as mudanças, a Azul amplia foco no Recife, operando 32 ligações diárias para 24 cidades – a oferta atual é de 24 voos por dia para 12 bases, o que representa que a companhia dobrará o número de destinos servidos. As novidades permitirão à Azul ser a única companhia a conectar todas as capitais nordestinas. Além disso, a companhia oferecerá conexões rápidas para cidades do interior por meio do Recife.

“Estamos reestruturando a malha no Recife como parte de nosso planejamento estratégico de modo a oferecer conexões rápidas principalmente entre destinos no Nordeste. As novidades permitirão que ampliemos ainda mais as operações, com condições futuras para novas bases nas regiões Norte e Nordeste. O foco da Azul no Recife vai alimentar, sobretudo, o turismo, mas também aproximará negócios”, destaca Marcelo Bento, diretor de Planejamento e Alianças da Azul.

avaliacao-azul-linhas-aereas(22)

A primeira cidade a receber os novos voos do Recife será João Pessoa, em 22 de fevereiro. A seguir, em 15 de março, passam a ter voos a partir da capital pernambucana as cidades de Brasília, Belém, Juazeiro do Norte, Petrolina, Ilhéus, Goiânia e Curitiba. No dia 29, a companhia retomará as operações em Campina Grande. Em 2 de abril, entram os voos para Porto Seguro e São Paulo (Congonhas). Na sequência, em 7 de maio, será a vez de Presidente Prudente.

Além das novas rotas, a Azul passará a ter dois voos diários do Recife para São Paulo (Guarulhos), três para Natal e Belo Horizonte (Confins), e quatro para Fortaleza. Todas as novidades estreiam em 15 de março. Ainda, a companhia incluirá, partir de 22 de fevereiro, o jato A330, de 272 assentos – maior aeronave de sua frota – em uma ligação diária entre Campinas e Recife (atualmente, a operação com o equipamento é semanal).

A330 da Azul
A330 da Azul

Aos fins de semana, será criada uma malha dedicada à Azul Viagens, operadora de turismo da Azul, voltada a quem viaja a lazer para o Nordeste. A Azul ligará grandes centros urbanos do Brasil, como São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Goiânia, Brasília, Curitiba e Porto Alegre, além de Presidente Prudente, aos destinos turísticos do Nordeste via Recife.

As intenções da companhia de ampliar os voos no Recife passam por aprovação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Vale lembrar que Recife disputa com Natal e Fortaleza para ser o novo hub internacional da Latam.

Dica dos leitores Vívian Lima e Edgard Neto

Publicado por

Denis Carvalho

Editor chefe

  • Oscar Luiz da Silva Neto

    Finalmente as coisas saindo de SP.

  • Tarcísio Medeiros

    Agora mais do que nunca mostra que o Recife deve ser HUB da LATAM. Só não entendi pq colocar um A330 pra Campina Grande – Recife se peguei um voo da Gol uma vez e não demorou nem 20min. A menos que seja muito muuuito barato, não acho que lote tanto assim não…

    • Pedro Martorelli

      Fala Tarcisio,
      Pelo que entendi a rota do A330 seria Campinas(SBKP)-Recife

    • Vinicius

      hahahahaha Campinas em São Paulo, não é Campina Grande.

    • EIion Tallet

      Talvez não seja necessariamente pensando nos passageiros e sim no bagageiro já que Campina Grande é um polo exportador de diversos itens de vestuário… Não acredito que a cia saia colocando o avião numa rota que lhe aparentemente não seja oportuno.

      • Guilherme

        Ligando Campinas e Recife, e não Campina Grande.

    • Não é Campina Grande. É Campinas-SP (onde fica a base geral da Azul) e Recife. Releiam a matéria. 😉

      • EIion Tallet

        Bom, eu de fato não li a matéria apenas respondi o comentário do Tarcísio… Se de fato fosse Campina Grande creio que minha opinião estava correta!

    • Alberth Amorim

      O voo com o A330 será Campinas-Recife e não Campina Grande- Recife, vc deve ter se equivocado.

    • Raoni Fonseca Duarte

      A ligação é para Campinas (o voo que é semanal no A330 passará a ser diário)

    • Tarcísio Medeiros

      Meu irmão havia dito Campina Grande e acabei lendo rápido a matéria… Agora sim ta explicado…

      • Alan

        hehe acontece. Só para não perder a brincadeira: “CampinaS” Grande.

    • Davi holanda

      Recife não tem como suportar 2 hubs não, da azul e da tam..

      Fortaleza que vai ganhar o da tam

    • Oxe

      kkkkkkkkkkk piada né?

    • Fabiano Vasconcelos

      Muito pelo contrário, Tarcísio. Agora Recife já morreu para a LATAM. O aeroporto agora foi sobrecarregado e não dá mais pra colocar outro HUB lá. Seria insanidade. Fortaleza agora é quem vai receber esse HUB.

  • Raoni Fonseca Duarte

    Azul dando os primeiros passos para se contrapor ao futuro hub da LATAM no Nordeste. Não duvido que, no médio prazo, o objetivo seja fortalecer Recife como hub da empresa para ligar não apenas as capitais nordestinas entre si e estas com o Sudeste, mas também o Brasil a Europa – ainda mais agora que a TAP foi adquirida pelo Neeleman. Contudo, por melhor que seja o aeroporto do Recife, não vejo este sendo hub de duas grandes empresas aéreas – ou seja, com a Azul firmando posições no Recife, não me surpreenderei se a LATAM apostar em outro aeroporto para seu hub (sendo Natal a aposta mais forte)

  • Alan

    Caríssimo, boa tarde. Faltou uma postagem falando que Manaus perdeu o voo direto da Europa (TP-41, da Tap, que fazia LIS-MAO-BEL-LIS), que agora passou a servir exclusivamente Belém: LIS-BEL e BEL-LIS. Para compensar, a Azul, cujo grupo comprou o controle da Tap, solicitou mais voos entre Manaus e Belém para gerar a conexão aos passageiros manauaras que queiram pegar o BEL-LIS, em horário próximo a este. Aparentemente o “grosso” da demanda é de paraenses querendo ir para a Europa, não de amazonenses querendo ir ao Velho Continente (e pelo lado europeu, talvez de europeus querendo mais vir para Belém do que ir para Manaus). O TP-41 era um triângulo de 14,26 mil km, enquanto os TP’s-42/43 (LIS-BEL-LIS) serão de 12 mil km: uma economia de 2,26 mil km (16% do percurso anterior, uma distância equivalente a São Paulo-Natal). Será que Manaus não conseguiu sustentar? Link:
    http://www.almadeviajante.com/tap-acaba-com-rotas-deficitarias/

  • Rodolfo França

    De acordo com entrevista e com o forum contato radar nao eh um HUB em recife.

  • José Wanderson

    Se Recife realmente virar Hub, a administradora do Aeroporto de Brasília deve estar chorando nesse momento, já que o aeroporto serve de Hub para o nordeste.

  • Moisés Felix

    \\o///// Recife <3

  • André Kraemer Góes

    Pergunto-me se isso torna o Recife mais ou menos atraente a se tornar o hub da LATAM no Nordeste. Não consigo ver no Aeroporto dos Guararapes capacidade para ser hub de duas companhias.

  • Maria

    Essa decisão acaba por reforçar que o HUB da TAM vá para Fortaleza. Teoricamente, sobram Fortaleza e Natal. Levar um outro hub para o mesmo aeroporto vai criar um
    estrangulamento de infraestrutura, acúmulo de aeronaves, portões de
    embarque superlotados, um verdadeiro caos no atendimento, ou seja, a qualidade cai. Isso não quer dizer que a TAM não possa escolher por Recife, mas depois dessa decisão da Azul, acho muito pouco provável. Com essa decisão sai ganhando Fortaleza ou Natal e, com certeza, Fortaleza será vitoriosa em termos de estrutura e muito mais para o HUB da TAM.

    • Alan

      Manda logo a Tam botar a hub em Fernando de Noronha, que é o ponto brasileiro mais próximo da Europa! hehe

  • Ricardo

    25% de IR, dólar a R$ 4,00… melhor investir no turismo interno mesmo.

  • Ok, achei ótimo esse HUB da Azul em Recife, sobra mais chances pra Natal ser HUB da LATAM.

    • André Franco

      Dificilmente será. Cidade boa de turismo mas pequena em relação a Fortaleza.

      • Fabiano Vasconcelos

        Concordo.

  • Delleon Fernando

    Recife x Brasília? Por quanto tempo?

    Pergunto isso, pois, uma das especialidades da Azul é cancelar as rotas que partem ou chegam à Brasília.
    Vamos aos exemplos:
    Brasília x Rio – Santos Dumont – Cancelado sem motivo aparente;
    Brasília x Teresina – Também cancelado sem motivo justificado;
    Brasília x Manaus – Outra rota que a Azul começou a operar, mas que em pouco tempo deixou de lado.
    Brasília x Palmas – Se a cia tiver operado pouco mais de quatro meses, acredite, foi muito.
    Brasília – Ribeirão Preto – Até que durou, haja vista o tempo que ficou disponível no site da cia.
    Brasília x Uberlândia – Quase não deu pra ver que a rota era operado por um ATR de tão pouco tempo que ficou à venda.

    Enfim, esses são alguns exemplos de rotas que foram abertas e canceladas pouco tempo depois pela Azul aqui no DF.

    • Alan

      Já ouviste falar de Tam? Ela hoje é praticamente a dona do aeroporto de Brasília: oferece voos de Brasília para todas as capitais do país, ida e volta. Até mesmo para Boa Vista, que só tem 3 ou 4 voos diários.

  • Mourão

    Será se com isso há a possibilidade de uma diminuição boa nos preços entre Brasilia e Fernando de Noronha ?

    • Bruno Bastos

      Muito difícil, porque tem um controle muito restrito de quantas pessoas podem chegar por dia em Noronha. Pra lá é caro mesmo de Recife ou Natal.

  • Enquanto a LATAM fica enrolando a decisão sobre o hub dela, a Azul sai na frente e pega uma das melhores opções.

    Agora se realmente a LATAM for fazer o tal hub, creio ser a melhor opção Fortaleza, pois além do desconto no combustível, consegue atrair turismo e negócios em capacidade similar a Recife.

  • Luis

    Essa Azul está cedendo 8 aeronaves de ATR 72-600,9 de E190,mais 2 de A330-200 para a TAP,aliás mais 10 E190 estão devolveldo por causa de leasing.Ou seja,ela corta muitos aviões na frota total.Em 2016,não vai entrar mais aeronaves novas de Embraer,ATR não sei.Não entendi pq não passa as aeronaves de ATR 72-500 da TRIP para a TAP?Não consegui aproveitar os cortes da Azul.

  • Luis

    O CNF decepciona Azul muito…Por causa daquela chuva,falta de estrutura…

  • Bruno Bastos

    Sinto um cheiro de TAP aumentando a operação em Recife pra tentar pescar os nordestinos que costumam ir pra Europa via GRU. Neeleman é sabido demais…

    • Caco Nogueira

      não sinto esse cheiro Bruno, pois a TAP já tem voos diários saindo de FOR, NAT e SSA, logo qual nordestino vai descer pra depois subir? Depois do codeshare com a Gol ficou até mais fácil!!

      • Bruno Bastos

        Tem nordestinos que podem sim fazer essa opção. Os que são de cidades do interior e que não contam com ligação direta para FOR, NAT e SSA vão poder vir pegar o voo da TAP aqui.
        Outra questão que deve ser considerada é que os nordestinos ainda descem pra SP porque a TAP cobra preços extorsivos. Tendo mais frequências, talvez ela consiga oferecer mais assentos promocionais (se seguir a política da Azul que é outra que mete a faca, talvez não façam).
        De qualquer maneira, vamos esperar pra ver se a redução de custos operacionais com a concentração de passageiros em um aeroporto se reflita em preços mais ou menos honestos.

        • Caco Nogueira

          entendo, mas eu digo em relação especificamente aos vos da TAP, claro que quem voa de Airfrance, KLM, British, Iberia, Alitalia etc, ainda desce pra GRU ou GIG, mas pra LIS o negócio é diferente!

  • Alberto Kiess

    A Azul cria 12 rotas, 3 meses depois cancela 6.

  • Daniel

    Pessoal
    No post na há citação do voo semanal (aos Domingos) de Ribeirão Preto a Recife.Alguém sabe de algo?
    Já existe esta ligação semanal de RAO para Recife (domingo) e Porto Seguro (aos sábados).. tinha tbem para Maceió.. mas passou a ser o mesmo vôo fazendo escala em Recife.

    • Daniel

      A Azul poderia avaliar um vôo semanal aos finais de semana e RAO para Salvador ja que a Azul Viagens trabalha com várias opções de hotéis para o litoral Norte da Bahia.. e Ribeirão é uma opção forte para quem viaja a partir do interior de SP.

  • Delleon Fernando

    Sim, Alan, já ouvi falar da TAM. Se for a mesma que conheço, deve ser a famosa Transporte Aéreo Marília, fundada pelo Comandante Rolim Adolfo Amaro e que atualmente é a maior empresa aérea do país. Esta, por sua vez, teve parte da holding adquirira pela LAN Chile em agosto de 2010 e, atualmente, tem como CEO Claudia Sender, primeira mulher a presidir uma cia aérea no Brasil.

    Mas sobre a Azul, me referia a prática frequente que a cia adota aqui no DF e em outras capitais também, que é o de abrir um voo num mês e cancelar a rota no mês seguinte sem nenhuma explicação ou motivo aparente.

    Para exemplificar, vejamos o caso da Avianca: a cia dos Efromovichs não sai abrindo e cancelando voos a torto e a direito, como se estivesse arriscando a sorte no mundo da aviação civil. Na Avianca, por exemplo, há todo um planejamento, tanto na abertura de novo voo quanto no cancelamento deste, vide a interrupção do voo em da cia em Confins, que fora anunciado dois, três meses antes.

    Bom, cada empresa tem sua estratégia. A da Azul, muito provavelmente, deve ser a “chove não molha”.

  • Fabiano Vasconcelos

    Porque Natal a aposta mais forte? Fortaleza é a aposta mais forte.

  • Se eu fosse uma companhia aérea jogada pro purgatório que é o Terminal 2, também manteria o mínimo possível de voos em BSB. Aliás, nem faria esse montão de tentativas que a Azul fez.

  • Beto Karioca

    Pessimo Hub, maioria das principais cidades sem ligacao direta – Rio, BH, P.Alegre, Salvador, Fortaleza, etc…

    • James Richard

      Recife possui ligação direta com todas as cidades que você citou, exceto Porto Alegre.

      • Beto Karioca

        Nao sou expert no assunto, mas como o assunto aqui eh o hub da AZUL, então minha coloçao eh obviamente a respeito de voos diretos da AZUL para todas estas cidades citadas, que são as algumas das principais do pais e portanto não havendo esses acessos diretos, esse hub eh sim bem ruinzinho, pouco util ao passageiro do Recife mas muito útil $$ a empresa, logicamente !

  • Paulo Junior

    Não tenho dúvidas que se for uma decisão técnica, o aeroporto do Recife será o escolhido. Sou de Recife, morei em Fortaleza por mais de três anos e estou sempre em Natal, pois trabalho com vendas, e sempre viajando para atender clientes de Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará.
    O caso da Azul pode até (ainda) não ser considerado um hub, mas é um sinal claro q intenção da Azul/TAP é criá-lo num curto espaço de tempo, antes mesmo do hub da própria TAM no Nordeste. Algumas tomadas de decisões precisam ser rápidas e tempo é dinheiro.
    A Azul não iria comprar a TAP sem um propósito específico e é evidente que tal propósito não é pintar os aviões da TAP de azul, pra ficar passeando com eles apenas dentro do Brasil e entre o mesmo e as outras rotas internacionais, como por exemplo, as q são destinadas para os EUA. É óbvio q a Azul quer expandir suas operações entre o Brasil e a Europa num curto espaço de tempo e as fará a partir de Recife como base já consolidada.
    Abram um mapa do mundo (até esses q vem no final das agendas q mal usamos serve) e vejam a posição de Recife dentro dele em comparação com as outras cidades concorrentes.
    As pessoas q comentam precisam analisar mais um pouco as coisas antes de simplesmente só opinar.
    Um exemplo: Um turista português (já q se fala tanto de voo direto pra Portugal) que desça no hub da TAM em Recife, pode se deslocar de carro forma rápida pra três outras capitais nordestinas, João Pessoa e Natal ao norte via BR 101, totalmente duplicada e Maceió ao sul, via BR 101 com boa parte já duplicada e opção de BR pelo litoral). Agora (desconsiderando por enquanto as cidades de Teresina-PI e São Luís-MA), imagina esse mesmo português descendo no hub da TAM em Fortaleza e querendo conhecer Natal, que é a capital do Nordeste mais próxima, aproximadamente 524 km? E depois João Pessoa? E depois Recife/Olinda? E depois Maceió? E depois Salvador? Só neste último caso, já se vão aproximadamente 1200 km entre DUAS das TRÊS principais capitais do Nordeste (Fortaleza e Salvador). Recife está a aproximadamente a 800 km tanto de Fortaleza quanto de Salvador.
    Agora imaginem se ao invés de apenas um turista português, considerarmos centenas de aviões vindo todos os dias da Europa com portugueses, holandeses, italianos, espanhóis, britânicos etc, etc, etc… Imagina apenas 50% desse povo desembarcando em Fortaleza querendo fazer o mesmo q o português do primeiro exemplo fez??
    Outra coisa, pessoas q residem nas cidades de João Pessoa e até mesmo Maceió e Natal, poderiam tranquilamente viajar de carro até Recife para pegar um voo com
    destino à Europa a partir do Hub em Recife, dependendo da hora do voo, pois poderia ser um voo numa data mais conviniente q um voo q sai da sua própria cidade para o mesmo destino. Digo isso pq às vzs, pra pessoas q moram nas outras cidade e capitais do Nordeste q não tem a mesma oferta de voos para a Europa, pode surgir algum compromisso importante lá naquele continente e vc não poder esperar pelas opções de datas e horários de voo saindo da sua cidade.

    Agora imagina sair de Maceió ou de Fortaleza de carro pra pegar um voo num hub em Natal com destino a Europa? Saiam estudando as distância entre essas cidades e Natal. O Google Maps nos dá essa ajuda. E olhe q garanto q pra quem sai de Maceió, chegará mais rápido do q quem sair de Fortaleza.
    Pra quem ainda não sabe, já se fala que a TAM vem realizando estudos em conjunto com a INFRAERO para viabilizar a instalação do seu Hub no aeroporto do Recife, mesmo até se a construção ou não de um novo terminal do outro lado da pista, numa área q já se sabe q será concedida pela aeronáutica, caso realmente tenha q ser feito o esse novo terminal.
    Quanto aos q dizem q Recife não teria condições de comportar os dois hubs, sinto dizer q tem sim, pois se confirmando isso, certamente haverá a construção do novo terminal, junto com a ampliação do terminal antigo q continua desativado.
    Vejam q no meu texto nem falei muito das opções turísticas de Recife, de Fernando de Noronha, da força econômica, q será a maior do Nordeste dentro de alguns anos e por aí vai. Fiquei apenas da questão geográfica, que não deve ser levado em conta a distância entre as três cidades concorrentes e a Europa, mas tbm entre elas e demais cidades da região nordeste. É isso!

    • Davi Holanda

      Cara, você tem lido o jornal recentemente?? porque eu acho que não.

      e Fortaleza, geograficamente, é a cidade brasileira mais perto da europa, veja no mapa..

      e Recife não tem como suportar 2 hubs não, pra isso, teria que haver muito mais tempo pra reformas e etc..

  • James Richard

    Fortaleza pode ser a capital mais próxima da Europa, mas seu aeroporto é menor em relação ao de Recife. O aeroporto de Recife possui uma pista maior, podendo assim ter aeronaves maiores, alem de um terminal de passageiros maior, comportando mais passageiros.

    Dados da INFRAERO

    Fortaleza:
    Pontes de Embarque 07
    Pista (dimensões – comprimento x largura): 2.545m x 45m
    Terminal de Passageiros: 35.660 m²
    Capacidade/Ano: 6,2 milhões de passageiros

    Recife:
    Pontes de Embarque 11
    Pista (dimensões – comprimento x largura): 3.007 m x 45 m
    Terminal de Passageiros: 52.000 m²
    Capacidade/ano: 16,5 milhões de passageiros

  • Tarcísio Medeiros

    O aeroporto do Recife segundo notícia do Diário de Pernambuco tem capacidade para 16 milhões de passageiros. Segundo a tabela do Wikipédia, ele recebe aproximadamente 9 milhões. Não creio que o hub da Azul iria trazer 7 milhões de usuários. Até porque o desembarque/embarque norte que é para vôos internacionais é subutilizado, quase não há vôos. De forma alguma seria sobrecarrega-lo.

  • Tarcísio Medeiros

    Eu já disse que foi uma informação que meu irmão me passou errada. E eu não havia lido na íntegra a noticia, já alterei faz tempo

  • Tarcísio Medeiros

    Fabiano, O aeroporto do Recife segundo notícia do Diário de Pernambuco tem capacidade para 16 milhões de passageiros. Segundo a tabela do Wikipédia, ele recebe aproximadamente 9 milhões. Não creio que o hub da Azul iria trazer 7 milhões de usuários. Até porque o desembarque/embarque norte que é para vôos internacionais é subutilizado, quase não há vôos. De forma alguma seria sobrecarrega-lo.