GOL aproveita crise na Pluna e anuncia voo direto de São Paulo a Montevidéu

Denis Carvalho 6 · julho · 2012

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

Rei morto, rei posto. Bastou a Pluna divulgar a suspensão de suas atividades por tempo indeterminado para a GOL anunciar um voo direto entre São Paulo e Montevidéu, rota onde a uruguaia mais operava. os novos voos serão diários e terão início no dia de 15 de agosto, afirmou a companhia por meio de sua assessoria de imprensa nesta sexta-feira

Atualmente, todos os voos da GOL entre Guarulhos e a capital uruguaia fazem escala em Porto Alegre (RS). A GOL afirma, entretanto, que a decisão de um voo direto do maior aeroporto do País a Montevidéu é parte da reestruturação da malha da companhia e não está relacionada ao fim das operações da uruguaia Pluna.

O novo voo sairá de São Paulo todos os dias às 10h25 e partirá de Montevidéu às 14h10, também diariamente. Na quinta-feira, o governo do Uruguai decidiu encerrar as operações da Pluna, que anunciou a suspensão de todos os voos nesta sexta-feira diante dos sérios problemas financeiros que enfrenta.

A alteração, no entanto, vai afetar os gaúchos, que passarão a ter somente um voo para Montevidéu por dia. A leitora Franciele Maboni, por exemplo, tinha passagens no voo que será alterado e foi surpreendida com a mudança: “Fomos fazer a marcação de assentos e nos deparamos com essa situação: os voos que compramos não existem mais na GOL”.

O Estado uruguaio é o único administrador da Pluna desde meados de junho, quando o fundo de investimento que detinha 75% da companhia abandonou sua participação após se negar a capitalizá-la. Uma agência estatal controlava a fatia de 25 por cento restante.

De todo modo, a notícia é excelente para os brasileiros, já que a Pluna era a companhia internacional que mais voos operava no País, especialmente para o Uruguai. Agora à noite, a Anac também divulgou comunicado informando que se a Pluna não retomar em breve seus voos poderá ter a licença para operar no Brasil cassada. Segundo a agência, a multa por cada passageiro não atendido é de R$ 4 mil, chegando a R$ 360 mil por voo cancelado.

Com informações da revista Exame e Anac e dica dos leitores Igor Parreira, Franciele Maboni, Bruno Valverde e Eduardo.

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe