Como é voar nos modernos A321 da TAM nas rotas pelo Brasil

Leonardo Cassol 25 · novembro · 2014

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

A TAM adotou um novo acabamento interno de suas aeronaves para voos domésticos, após a fusão com a LAN e criação da LATAM. A nova configuração apresenta diferentes elementos visuais, poltrona ultrafina com acabamento em couro e um espaço um pouco maior entre as poltronas, se comparado aos Airbus A320 e A319 que a empresa possui operando em voos dentro do Brasil. Confira as novidades e a avaliação do voo nesse review exclusivo. Para facilitar a leitura o post foi dividido em 2 partes: a primeira com as novidades da aeronave e a segunda com o relato sobre o voo. 

Voo 3260 GIG x FOR (Rio de Janeiro – Galeão x Fortaleza – Pinto Martins)

1 Aeronave - Fonte - Airbus

PARTE I – A AERONAVE

Visão geral dos novos Airbus A321

O A321 é uma versão alongada do A320 (aeronave padrão dos voos domésticos da TAM), com poucas mudanças significativas. A área das asas é maior e incluí flaps double-slotted (foto), mais eficientes. As turbinas e os trens de pouso foram reforçados e a aeronave tem uma capacidade bem maior de carregar combustível.

avaliacao-tam

A TAM possui 16 Airbus A321 em sua frota, sendo que seis deles, os que iniciaram a operação em 2014, são mais novos e podem ser facilmente identificados pois possuem “sharklets” (foto acima), versão da Airbus dos “winglets” consagrados pela Boeing – aquelas extensões verticais nas asas que, por sua aerodinâmica, reduzem o arrasto e o consumo de combustível em até 4%. Foram esses aviões que ganharam o novo interior da LATAM apresentado nesse post. (Alguns Airbus A320 da TAM também possuem sharklets, mas não foram equipados com o novo interior).

3 Cabine

Os A321 da TAM foram configurados com 220 assentos em classe única econômica (formato 3 x 3 – com 38 fileiras), sendo uma das maiores aeronaves de um corredor do mundo (seu grande concorrente é o Boeing 737-900ER que não opera no Brasil). Essa configuração garantiu o selo B da Anac, com espaço de 71 cm a 73 cm entre os assentos, maior que os A320 e A319 que receberam selo C e possuem entre 67 cm e 69 cm entre as poltronas.

4 Frota TAM

As novidades do A321:

1. Novas poltronas Slim

As novas poltronas slim são ultrafinas e economizam até 4 cm em cada fileira de assentos. Fruto de inovações tecnológicas, são confeccionadas com espumas especiais que, apesar da menor espessura, causam a mesma sensação de uma poltrona comum. As novas poltronas possuem ainda acabamento em couro e descanso flexível para a cabeça, que o tornam bem melhor que os assentos antigos.

5.2 Nova poltrona 3

2. Espaço mais generoso nas saídas de emergência e 1ª fileira (Espaço +)

O Espaço + é pago, exceto para passageiros em cadeira de rodas ou com dificuldade de locomoção, que podem consegui-lo gratuitamente. Nessas aeronaves a TAM parece ter caprichado mais no espaço, bem como na reclinação da cadeira, conforme mostram as fotos. Além disso, a aeronave possui oito saídas de emergência, sendo quatro portas (duas de cada lado) no meio da aeronave, o que adiciona uma fileira adicional de Espaço + em relação ao A320 e duas em relação ao A319.

6.1 Saida Emergencia 1

3. (Pouca) Maior distância entre as poltronas

A distância entre as poltronas é 4 cm maior que nas demais utilizadas em voos domésticos pela TAM. Não é muito significativo, mas rendeu à aeronave o selo B da Anac. A sensação é menos claustrofóbica que nas poltronas dos A319 e A320 da TAM, que, na minha opinião, são as piores do Brasil. Mesmo com a melhoria, os assentos do A321 ainda estão bem atrás dos concorrentes Avianca e Azul, cuja maior parte das aeronaves recebeu selo A da Anac, assim como a GOL< que aumentou o espaço das poltronas com o GOL+.

6.7 Distancia poltronas

4. Acabamento interno ligeiramente melhor

Piso e painéis amadeirados, luzes de LED e novos desenhos das saídas de ar e do banheiro deram um tom ligeiramente melhor que as aeronaves mais antigas, conforme mostram as fotos. Porém não esperem um interior completamente renovado ou inovador. É muito parecido com o antigo.

7 Acabamento 1

PARTE II – O VOO

Check-in

O check-in da TAM pode ser feito pelo site, APP, totem ou no balcão. Eu havia feito pelo APP, mas utilizei o totem para fazer a antecipação do voo. Como não consegui, provavelmente porque o voo que eu queria dispunha de poucas vagas, acabei me dirigindo ao balcão. Consegui antecipar sem problemas e fui bem atendido.

A fila do check-in regular da TAM no Galeão merece destaque, pois estava imensa. O check-in estava lotado como nunca vi, especialmente para o horário da tarde. Acredito que isso tenha ocorrido por conta das poucas posições de atendimento operando, bem como por um grande volume de passageiros com malas. Portanto, vale a pena chegar cedo quem tiver bagagem para despachar.

Após antecipar meu voo fui colocado sem nenhum custo no Espaço +, pois não havia outros assentos disponíveis (o voo estava lotado) e, acredito eu, também por conta do status no programa de fidelidade. Nota 9!

8 Cartao Embarque

Embarque

O embarque das aeronaves A321 iniciam uma hora antes da decolagem. No voo avaliado, o embarque começou 50 minutos antes da partida. Isso porque embarcar 220 pessoas por apenas uma porta realmente leva mais tempo. Isso acaba sendo um ponto negativo dessa aeronave, já que temos que aguardar 30 minutos a mais para decolar em relação ao Airbus A319, por exemplo, que leva até 144 passageiros. O fechamento das portas ocorreu um pouco antes do previsto. Em seguida, as comissárias serviram as famosas balinhas e prepararam a aeronave para a partida. Nota 7!

Poltronas

Espaço +
A poltrona do Espaço + é paga. Em contrapartida, oferece maior reclinação e possui um bom espaço para as pernas, conforme foi mostrado na primeira parte do post. A poltrona é mais confortável que as antigas e reclina mais.

6.2 Saida Emergencia 2

Demais poltronas
A poltrona é mais confortável e com 4 cm a mais de distância. O espaço maior não é tão perceptível, apesar de menos asfixiante que os assentos dos Airbus A319 e A320 da TAM. O acabamento em couro também ficou muito bonito. Destaque positivo para o apoio flexível para cabeça, que permite descansar o pescoço durante o voo. Nota 7!

Serviço de bordo

A TAM simplificou e padronizou o seu serviço de bordo em voos domésticos, conforme o horário do voo e a rota. São basicamente 3 opções: (1) sanduíche frio; (2) snack – caixinha com cream cracker, polenguinho e um bolinho; e (3) cortesia – um biscoitinho. Nos três casos, as bebidas que acompanham são coca cola, coca zero, suco de laranja e água. Há opção de café solúvel nos voos diurnos.

8.1 Lanche 0

O problema é que, em alguns voos de três horas de duração, como esse, o que a TAM serve é muito simples. No voo avaliado foi oferecido o snack. Eu, por exemplo, não havia almoçado nesse dia e cheguei faminto a Fortaleza.

8.2 Lanche 1

Isso irrita e também divide os consumidores. Uma parte, onde eu me incluo, prefere ter algo melhor à disposição, mesmo que pago. Outro grupo acha que já que a TAM opta por servir algo sem cobrar, deveria fazê-lo com mais qualidade. Enfim, é uma grande polêmica, especialmente considerando que o serviço de bordo gratuito já foi abolido na maior parte do mundo. Nota 5!

8.3 Lanche 2

Sistema de entretenimento e amenidades

A frota da TAM que realiza voos domésticos (A319, A320 e A321) possui um sistema de entretenimento compartilhado, com telas que ficam sob os compartimentos superiores de bagagem. O A321 não foge à regra. São exibidas séries de TV e documentários ao longo do voo, bem como um jogo de perguntas e respostas.

9.2 Nu00E3o mudou 3

Um ponto negativo é que a TAM não disponibiliza mais fones de ouvido para voos com menos de 3 horas de duração, sendo responsabilidade do passageiro levar um. Vi muitos clientes reclamando. Travesseiros e a segunda rodada de bebidas também foram abolidos dos voos. Sinal dos novos tempos… Nota 6!

Comissários e equipe de solo

O serviço dos comissários foi eficiente. Elas foram simpáticas e atenciosas, o que infelizmente não é a regra na TAM. O mesmo posso falar da equipe de solo. Nota 9!

Porta

Programa de Fidelização

Recebi 500 pontos referente à tarifa básica e 500 de bônus para cartões Fidelidade Black. Acho pouco, considerando o valor da passagem ou as 1.346 milhas voadas. O acúmulo em voos domésticos foi muito reduzido desde a última grande mudança das regras do programa, que hoje valoriza mais quem faz voos internacionais. Nota 6!

Conclusão

Concluindo, é bom assistir a renovação e modernização da frota de aeronaves que operam no Brasil e a preocupação da TAM de aprimorar o interior dos aviões. Os novos A321, de fato, são uma evolução, e as 15 aeronaves encomendadas que ainda faltam ser entregues serão muito bem vindas, mesmo com as ressalvas apresentadas nesse post.

E você, já viajou nos novos A321 da TAM? Compartilhe suas percepções nos comentários.

Sobre o autor:
Leonardo Pereira Cassol é economista e colaborador do Melhores Destinos. Trabalha como consultor e é passageiro frequente de várias companhias aéreas.

Autor

Leonardo Cassol - Editor Editor e especialista em programas de fidelização do Melhores Destinos.