De Cusco a Machu Picchu: uma viagem pelos mistérios e encantos do Peru

Leonardo Marques 08/09/2011 às 17:47h 90 Comentários

A convite de LAN Airlines, o Melhores Destinos esteve no Peru para conhecer um pouco de Cusco e  Machu Picchu, região que era a capital da civilização Inca, uma das maiores que o mundo já conheceu. No ano em que Machu Picchu está comemorando o centenário de seu descobrimento, nossa editora de destinos, Camille Panzera, afivelou os cintos e conheceu os espetaculares sítios arqueológicos do Peru. Faça seu check-in e embarque nessa viagem com a gente!

O País
O Peru é um dos países que fazem fronteira com o Brasil, e seu horário oficial está duas horas atrasado em relação à capital brasileira. São três línguas oficiais e apesar de a mais falada ser o espanhol, o “quéchua” também ocupa bastante espaço entre os nativos, assim como o “aimará”. Seu extenso território abrange os Andes, a Floresta Amazônica e ainda um litoral economicamente importante para o país, banhado pelo Oceano Pacífico.

A moeda utilizada no Peru é o Novo Sol, e nosso dinheiro é bem valorizado por lá. Trocando suas economias numa casa de câmbio, a unidade do real vale 1,50 soles. O dólar também é aceito em muitos lugares, como restaurantes e entre aqueles que vendem artesanato local.

O clima predominante no país é o equatorial, mas cada região tem suas peculiaridades, fazendo variar os meses de chuva. Enquanto Cusco é uma cidade alta e extremamente seca, Lima é banhada pelo litoral, apresentando umidade elevada.

A viagem até Cusco

No dia 30 de agosto partimos de Brasília no vôo 2772 com destino a Lima. A LAN oferece três vôos semanais entre Brasília e Lima e também entre São Paulo e Lima. De Foz do Iguaçu os vôos semanais são quatro para a capital Peruana. A partir do dia 20 de outubro, no entanto, a LAN planeja extinguir os vôos entre Brasília e Lima por conta do aumento do preço do combustível.
Nosso vôo teve pouco mais de 4 horas de viagem e foi tranqüilo, chegando no horário previsto.

Em Lima, pegamos o vôo 2111 com destino a Cusco, distante uma hora da capital. O vôo é rápido e vale muito a pena, principalmente considerando que o mesmo trajeto, quando feito de ônibus, demora até 20 horas. Se você quer conhecer a história do povo andino, Cusco é o ponto inicial. A partir da cidade você pode conhecer Macchu Pichu, Pisac, Águas Calientes, Ollantaytambo e Urubamba.

A viagem para Macchu Pichu

Quem tem Machu Picchu como objetivo principal tem que saber que chegar ao lugar não é tarefa fácil. Entre sair e chegar ao nosso destino levamos 16 horas. Mas o esforço vale a pena! Em Cusco você terá ainda que percorrer alguns quilômetros até Águas Calientes, o vilarejo mais próximo do Parque Arqueológico e com melhor infra-estrutura.

Machu Picchu só tem um hotel, por isso optar por outros vilarejos é mais interessante. E foi o que fizemos… em Cusco pegamos um transfer até Ollantaytambo (96km), onde fica a estação de trem. A empresa de trem que nos transportou entre Ollantaytambo e Águas Calientes foi a Inca Rail, que proporcionou uma viagem agradável. Nosso vagão tinha poltronas confortáveis e o passeio inclui serviço de bordo. Para estrangeiros, os valores variam entre US$ 100 e US$220 da classe econômica à primeira classe, incluindo ida e volta. Os que preferem pegar o trem desde Cusco podem usar a PeruRail, que têm trens que saem de Poroy.

Hospedagem
Em Águas Calientes nos hospedamos no Hotel Sumaq, um dos mais próximos à Machu Picchu. Considerado de categoria luxo, o hotel oferece quartos confortáveis, atividades típicas e comida bem preparada. Pacotes de três dias e duas noites estão sendo oferecidos a US$885 por pessoa e os pacotes para dois dias e uma noite saem por US$ 437. Para os que preferem o estilo mochileiro, Águas Calientes também tem hostels e lugar para acampar.

Em Urubamba e Cusco (capital) nos hospedamos na rede Aranwa. Enquanto o hotel de Urubamba se apresenta como uma espécie de resort, com piscina, capela e quartos modernos e coloniais, a sede de Cusco mistura o estilo colonial com exposições de quadros e esculturas. Os quartos são uma atração à parte, cheio de modernidades. O hotel em Cusco tem valores que variam entre US$ 280 e 350.

Machu Picchu, a “Montanha Velha”
Esclarecimentos feitos, vamos ao que interessa: Machu Picchu! Considerado patrimônio mundial pela Unesco, o sítio arqueológico inca comemora este ano seu centenário e impressiona por sua arquitetura.

A “Cidade Perdida dos Incas” está 2.400 metros acima do nível do mar e foi construída nessa altitude por causa do clima, necessidade de água e pela segurança que a altura proporciona, evitando desmoronamentos.

Machu Picchu era um centro político e administrativo e foi construída entre 1450 e 1540. A cidade é feita de pedras trabalhadas, que são todas encaixadas uma às outras. Apesar de a maioria pesar entre 10 e 15kg, há pedras que pesam toneladas. Há também inúmeras terraças construídas para o cultivo de alimentos.

Após ver a grandiosidade do lugar, é difícil entender como homens de 1,55m puderam construir tamanha fortaleza! É inacreditável o conhecimento que esse povo possuía e só visitando percebe-se o porquê de ser considerada uma das maravilhas do mundo. É sensacional!

Chegar ao parque só é possível a pé, através da trilha inca, que tem 40km, ou de ônibus que partem de Águas Calientes. O trajeto de ônibus dura 20 minutos e a toda hora os veículos chegam e partem. Como há muitos turistas, chegar cedo é muito melhor! A entrada no sítio arqueológico custa 126 soles (84 reais), e recomendamos que você ande por lá com um guia ou tenha em mãos um livro sobre o assunto – do contrário será difícil entender a dimensão da cidade.

Huayna Picchu, perfeita para aventureiros
Quando você olhar uma foto panorâmica de Machu Picchu, observe ao fundo uma montanha grande. Essa é Huayna Picchu, que tem 2.720 metros de altura. É possível fazer passeios até o topo da montanha, que estão disponíveis em dois horários diários (sempre pela manhã), cada um com limite de 200 pessoas. O tempo de ida e volta pela trilha é de três horas (duas para subir e uma para descer). A subida é difícil, mas a visão que se tem dali é única. O valor cobrado é de 150 soles (100 reais) e inclui o passeio de Huayna Picchu + Machu Picchu.

Ollantaytambo, viagem ao passado
É uma das principais estações de trem para se chegar a Machu Picchu. Se você tiver tempo, aproveite para dar uma volta no povoado, com 5 mil habitantes. O lugar também tem uma boa estrutura para turistas e oferece praticamente tudo que você pode precisar durante sua viagem.

Andar pelas ruas, cheias de pedras, é sinônimo de uma viagem no tempo! Pelas ruelas passam mulheres com trajes típicos, cores vibrantes e seus filhos nas costas. Ollantaytambo também tem ruínas de origem Inca, que ficam próximas ao povoado. Sua localização é estratégica e ainda hoje há famílias nobres vivendo na região.

Pisac
Pisac é um lugar com duas atrações principais: ruínas e um mercado de artesanato. A construção dessas ruínas é atribuída à pré-Incas e Incas e se destacam por estarem numa região de 3.400 metros. O lugar era um centro administrativo e tem uma arquitetura especial, própria para evitar possíveis danos provocados por abalos sísmicos. Suas terraças são peculiares e também se destacam buracos feitos nas montanhas para depositar corpos mumificados e mortos.

O mercado de Pisac é uma ótima oportunidade para você comprar os desejados souvenirs. São muitas opções de tecidos feitos à mão, bolsas, camisas, objetos de prata, bonecas, porta-moedas, enfim… tem de tudo! As pessoas colocarão o preço dos produtos lá no alto ao perceberem que você é turista, por isso pechinche sem medo!!! Enrole no portunhol, e faça uma boa oferta que seu presente está garantido!

Cusco, a capital Inca
A cidade histórica, conhecida como capital da cultura inca, tem cerca de 500 mil habitantes e uma ótima infra-estrutura. Na cidade de Cusco você encontra bons hotéis, restaurantes preparados e até boate. Entre 60% e 70% da população da cidade vive do turismo, por isso há várias lojinhas de artesanato e agências que fazem passeios para pontos turísticos. Alguns lugares são obrigatórios de se conhecer, como a Basílica Catedral de Cusco, que fica na Plaza de Armas, o Parque Arqueológico de Saqsaywaman e o Qoricancha.

A belíssima Catedral de Cusco tem três naves e 12 capelas em seu interior. Muito rica em imagens, quadros, ouro e prata, não se pode fotografar lá dentro para preservação do patrimônio. A entrada custa 25 soles (16 reais). Já o Parque de Saqsaywama, com seus 10 mil anos de idade, é conhecida como fortaleza, apesar de não ter tido nenhuma função militar. O lugar era um centro cerimonial, uma zona sagrada e de estudos. Ele fica a 3.650m de altura e foi construído com pedras enormes. É incrível em todos os sentidos. A entrada custa 70 soles, mas se você comprar um bilhete de 130 soles (86 reais) terá direito a conhecer ainda outros pontos turísticos da região.

Já o Qoricancha, o Templo do Sol, servia como local para cerimônias e estudos como astronomia e matemática. Para entrar são 10 soles (6 reais) e, num passeio que abrange arquitetura, história e arte, você pode conhecer um pouco mais da cultura inca. Esse lugar tinha uma importância equivalente ao que o Vaticano tem hoje e, se era dito nos tempos romanos que “todos os caminhos levam a Roma”, a frase para o lugar era de que “todos os caminhos conduzem a Qoricancha”.

Mal de altura é lenda?
Não é lenda, não. Quem chega por Cusco ou pretende passar uns dias na cidade tem que ter atenção redobrada com a saúde. É muito comum visitantes sofrerem com o “Soroche”, ou mal de altura. Ele ocorre devido às elevadas alturas da região, que provocam sintomas como dor de cabeça, problemas no estômago, vômitos, diarréias, etc. O ideal é se aclimatar subindo um pouco a cada dia, mas como é complicado para a maioria das pessoas, indicamos beber muita água, comer alimentos leves e descansar.

Também é indicado tomar o chá de coca, ou mastigar a folha, que não são proibidos por lá – mas fique só nesses derivados da coca, hein? Nas farmácias é popular a compra de “soroche pills”, e você também pode recorrer a este benefício.

Encerramos assim mais este relato de viagem do Melhores Destinos. Para mais informações, o governo do Peru mantém uma página bacana, com informações turísticas em português.

E você? Já esteve no Peru? Tem alguma dúvida ou dica legal para compartilhar? Deixe um comentário abaixo e participe!

90 comentários para “De Cusco a Machu Picchu: uma viagem pelos mistérios e encantos do Peru

  1. Iza Raz

    Vale lembrar que o Peru é muito mais que Machu Picchu. Se partir de Lima, descendo pelo Sul e chegando a Cusco/Machu Picchu, todo viajante poderá conhecer o legado deixado pelos Incas e cultivado pelos peruanos que em sua simpatia só deixam saudades. Estive lá em maio e agora me sinto um pouco peruana. Volto lá, com certeza.

    Responder
  2. zenildo

    Oi eu fiz essa viagem fim do ano passado. E importante alerta para quem tem TRACO DA ANEMIA FALCIFORME, eu tenho mas nao sabia que lugares altos como Cusco representava perigo, eu tive que tirar o baço, fui operado as pressas, quase morri. Entao cuidado, outra super dica, sempre facam seguro de viagem para viagens internacionais, me ajudou bastante uma economia por volta de 5 mil dolares, se eu tivesse feito um seguro mais alto, teria economizado mais quase 2 mil reais.

    Responder
    1. Érika Marques

      Zenildo, Eu vi o seu comentário em algum lugar, mas não me recordo no momento!

      Esse é um detalher importante, e não é todos que sabem sobre isso. Fico feliz, que no final deu tudo certo para voce!!!

      Abraços

      Responder
      1. Camille Panzera

        Zenildo, essa dica é importante mesmo. Não só em relação ao Peru como em outros países. Cartões de crédito também têm a opção de seguro, e as vezes eles são uma salvação…

        Responder
  3. Érika Marques

    Leo, ótimas dicas!

    Fui ao peru em 2009 visitei Puno,Cusco,Machu Pichu e Lima. Dicas:

    Puno – Visitar as ilhas flutuantes de uros,navegar no lado titicaca

    Cusco – indico a o Loki hostel , é bem animado e quartos confortáveis. Fizemos os passeios com a Puma trek. Fomos a machu pichu da seguinte forma: contratamos o passeio do valle sagrado, e descemos em Ollantaytambo, em seguida trem para aguas calientes. Passamos a noite em uma pousadinha e as 5 da manha estavamos na parada, aguardando o ônibus para machu picchu.

    Detalhe: É importante ir no primeiro ônibus, para garantir os ingressos para Huayna Picchu, são somente 200 por dia.

    Lima: Não perca o Parque das águas e local melhor para se hospedar é em Miraflores. Ficamos no Hostel Pariwana.

    No meu blog, conto maiores detalhes desta viagem ao Peru: http://respirandooutrosares.blogspot.com/search/l

    Abraços,

    Érika

    Responder
    1. marcos

      Erica,

      não sao 200 por dia…

      São 400 divididos em 2 turmas de 200…

      e agora(dsd Jul/11) o Huayna é pago e nao precisa mais chegar cedo pra ser o 1o da fila

      Responder
  4. Giselle Arruda

    em cusco fiquei no hostal el triunfo que fica bem atrás da catedral (bom bonito e barato) e fiz o trecho lima-cusco pela taca que achei excelente, fui super bem atendida, mesmo com a cagada que a tam fez na remarcação das minhas passagens da taca.

    Responder
    1. Jaqueline Wolff

      Giselle se possível mande mais ou menos os lugares e custos da viagem que você fez ,quero fazer esta viagem ,mas vou sozinha tipo muchileiro mesmo ……sou de SC

      Responder
  5. Fred

    Meu pai é peruano, vou para Lima desde criança (tenho 34). Fui, pela primeira vez a Cusco/Machu Picchu em Julho do ano passado. É lindo. Eu conheço praticamente o mundo inteiro – só me falta a Africa e ilhas orientais (polinésia, filipinas, japão, etc.) e digo com propriedade que o Peru é uma dos destinos turísticos mais inexplorados e "underrated". O povo é hospitaleiro, o pais lindo de norte a sul (indo de floresta amazônia até desertos) os serviços e itens muito barato e uma cadeia hoteleira de dar inveja a muita cidade grande no pais. E a culinária. Ah, a culinária é uma maravilha a parte. Só dar uma olhada nas fotos da reportagem acima para se ter uma ideia. Pratos que tiram o máximo de todos os sabores, apresentados visualmente para impressionar. E não precisa ir a restaurante chique para conferir. É meio praxe ver pratos bem apresentados. Enfim, recomendo, e muito, uma visita ao Peru.

    Responder
  6. Mendonça J&ua

    Ano que vem também devo ir ao Peru. Mas não vou conhecer somente Cusco e Machu Picchu. Quero também ir à Paracas e conhecer as ilhas Basletas e também as linhas de Nazca. Vai ser muito bom. Iria este ano, mas tive que mudar o roteiro para o Chile. Ano que vem o Peru não me escapa!

    Valeu as dicas MD.

    Responder
    1. André

      Como alguém disse lá em cima: "o Peru não é só Machu Picchu". Vale muito a pena também conhecer outros lugares como Islas Ballestas (em Pisco) e Laguna Huacachina (em Ica). Estão a 4 horas de Lima por ônibus.

      Responder
  7. vinicius

    Eu já estive no Peru varias vezes, e realmente vale a pena, a comida é otima, preços muito bons e povo muito simpatico (especialemente com Brasileiros) Sem contar as paisagens e monumentos! Quem puder tem que ir também a Arequipa, Trujillo, Huaraz, Puno… são lugares magicos!

    Abs

    Responder
  8. ivan

    primeiramente parabens pelo site melhores destinos.eu morei em cuzco por 1 ano e meio.se vc e do estilo sem frescura vc economiza uma grana boa se viajar particular sem empresa de turismo.o melhor do viajante e consultar os site especializados em viagens particular,pegar dicas e fazer o verdadeiro turismo…conhecer lugares aonde o turista convencional jamais pensou pisar.eu sou um apaixonado por viagem assim…ja conheci 18 paises…boa sorte a todos!!!!!

    Responder
  9. Reginaldo Medeiros

    Excelente post, parabéns! Chego próxima terça-feira (13/set) em Cusco onde ficarei 4 noites. Visitarei Machu Picchu pernoitando em Águas Calientes. Voarei pela LAN para Lima onde passarei duas noites retornando dia 20.

    Minhas recomendações:

    - Comprar passagem de trem pelo site da Perurail antecipadamente sainde de Ollanta pois sai bem mais barato.

    -Dormir em Águas Caliente para visitar Machu Picchu bem cedo antes da multidão que vem direto de Cusco.

    -Por conta própria economizarei aproximadamente R$ 1.000,00 em comparação ao pacote mais barato que encontrei;

    -A compra do ingresso para Machu Picchu pode ser feita pela nternet :www.machupicchu.gob.pe.
    Quem tem a carteira de estudante-ISIC paga meia mas somente pode comprar no peru(no site tem os endereços);

    -Compre os passeios quando chegar em Cusco;

    -Compre o Boleto Turístico (estudante paga meia);

    -A vacina contra febre amarela é RECOMENDADA;

    -Em Lima fique em Miraflores.

    Responder
    1. Camille Panzera

      Reginaldo, obrigada pelas dicas.

      Parece que você já está bem informado. Mas vale ressaltar aquelas dicas sobre o soroche, principalmente porque você vai começar sua viagem por Cusco.

      Aproveite o passeio.

      Responder
      1. Reginaldo Medeiros

        Camille, muito obrigado. Venho lendo muito e preparando minha viagem há dois meses. Assim que chegar vou tomar logo meu chá de coca, descansar bastante, ingerir bastante água, evitar bebidas alcoólicas, sal, gordura e café. De qualquer forma se precisar recorrerei às soroche pills e garrafinhas de oxigênio. Vai dar tudo certo e com certeza vai ser mais uma viagem incrível. Mais uma vez obrigado e parabéns.

        Responder
    2. maria bel baptista

      Oi Reginaldo quero ir a Cuzco agora em novembro comemorar meus 55 anos por lá . Você poderia dizer para mim uma forma bacaca bem barata que você conseguiu para desfrutar o máximo dessa viagem. Vou tirar 8 dias . atenciosamente Maria bel Baptista

      Responder
  10. guilherme

    huayna picchu nao leva 2 horas pra subir nem 1 pra descer… isso foi pra coincidir com as 3 horas da 1a turma das 7h com a 2a turma das 10h?

    da pra subir em 1 hora de boa, se vc n for sedentario, e pra descer leva meia horinha

    Responder
  11. LEOH

    Vou nessa terça feira dia 13.

    VOu para Lima e me hospedarei 3 dias no Hostel Kokopelli em Miraflores.

    Depois irei para cusco DE ONIBUS! Quero conhecer o caminho. Leva 20h, eu sei…

    Em cusco fico 1 dia. No dia seguinte começa a aventura: Pego um Taxi de Cusco para Ollantaytambo. Pego o trem da PeruRail para Aguas Calientes. Pego o Onibus para machupichu. Depois volto tudo denovo para cusco. Não sei se vou conseguir…

    Responder
  12. Leonardo do Ros&aacu

    Estive em ambos, é realmente fascinante! Recomendo a todos irem e curtir Cuzco, a cidade é indescritivel. Uma emoçao muito grande quando fui!! Só digo o seguinte apareceu a oportunida vá!!!!

    Responder
  13. claudio henrique

    Fui em janeiro. Conheci um pouco da Bolicia e PEru. Adorei Sucre na Boilivia e depois fui conhecer o Salar de Uyuni. No peru ia passar uns 3 dias em Cusco e acabei ficando uns 6 ou 7. Maravilhosa aquela cidade.

    Responder
  14. Tarcisio

    Em fevereiro fiz um roteiro de 12 dias passando por Lima, Paracas, Ilhas Balestas, Ica, Nazca, Cuzco (A.Calientes M. Picchu), Copacabana, La Paz, Arica e Arequipa. Para quem não liga para luxo existem hostels razoáveis por aproximadamente 50 soles (cerca de 30 reais). Viajei entre estas cidades de ônibus mesmo, o único trecho que achei mais “puxado” foi de Nazca para Cuzco. Na época que fui não se pagava nada a mais para subir no Huayna Picchu, só tinha que chegar bem cedo. Paguei USD 250 na passagem Bsb x Lim – Arequipa x Foz. Programando o roteiro a ser realizado, da para conhecer bastante coisa sem gastar muito.

    Responder
  15. Edson Possidôn

    Estive em abril deste ano com minha esposa em Cusco e seus arredores. É realmente muito fascinante! Não esqueçam de ir ao restaurante Inka Grill, na Plaza de Armas. A comida regional é muito boa!!

    Responder
  16. Lilian

    Em se falar em LAN e Cuscu, vi agora no site do Santander que a LAN está com promoção para clientes Van Gogh e tem passagens para Cusco, Miami, Los Angeles, Buenos Aires e outros lugares com 15% de desconto!

    A promoção é válida para compras de 01 a 15/09/2011 (dia do cliente e justificativa dos descontos e condições especiais).

    Informações da promoção:
    http://www.lanpromo.com.br/santander/

    Fica ai uma dica!

    Abraço,

    Lilian

    Responder
  17. Agnes

    Amei as dicas, sou louca para conhecer e pretendo ir em breve!! Mas gostaria de saber quais as melhores épocas do ano para visitar esses locais, em especial Machu Picchu!!

    Responder
  18. Danielle Ferreira

    Em novembro eu e uma amiga faremos um roteiro entre Bolivia, Chile e Peru. As dicas que foram dadas vão nos ajudar bastante. Pretendemos fazer a trilha inca e a trilha pelo Solar de Uyuni. Alguem tem alguma dica sobre elas?

    Responder
  19. Oto Alves

    A follha de coca nao eh proibida no Brasil. O comentario da autora sobre a folha de coca eh desrespeituoso e preconceituoso. Por favor, corrijam este erro para evitar alatras mais este preconceito contra os nossos vizinhos andinos.

    Responder
  20. Franci

    as dicas do blog são ótimas!!!

    eu AMEI o Peru!!! quem ainda não conhece, precisa ir…

    ano passado me dei de presente de aniversário e recomendo

    Responder
  21. Adriana

    Voltei do Peru essa semana! Adorei!! Cusco é esplêndida, Machu Picchu fascinante! Lima também é um encanto, especialmente o bairro de Miraflores, onde me hospedei. Também estive em Huaraz, partindo de Lima com o ônibus da empresa Cruz del Sur, e viajando por 6 horas até chegar lá, onde se localizam belíssimas paisagens da Cordilheira Branca e o Nevado Huascarán. Foi um roteiro bem corrido pra uma semana…mas foi ótimo, e eu só fui ter o tal soroche no retorno ao Brasil, ao descer em mais de 3.000 metros na altitude.

    A culinária peruana é bem diferente da comida mineira que estou acostumada, a água mineral também não é muito boa (só acertei nas da Coca-Cola e da Pepsi), mas pra quem gosta de apreciar pratos exóticos é uma boa oportunidade. No mais, a cultura peruana é muito forte, o povo é acolhedor e bastante humilde, e o país é cheio de paisagens deslumbrantes! Eu adoraria voltar!! Vale a pena conhecer o Peru!

    Responder
  22. Damione Damito

    A vacina é requerida pelo Brasil durante o seu retorno, conheci gente que teve problemas para voltar por causa da vacina. A maioria das pessoas, assim como eu, nunca precisaram comprovar nada, mas melhor não arriscar né?!

    Responder
  23. Damione Damito

    Pessoal, o norte e o nordeste do Peru são tão encantadores quanto o sul, e levam a super vantagem de não ter tanto turista fanfarrão rs. Pude ter mtoo mais contato com a verdadeira cultura peruana (digo, não a cultura "for tourism") e com o sempre amável povo peruano. Não se esqueça de Chan Chan, Huaca de la Luna, Kuelap, Ventanillas de Otuzco e outras tantas coisas que ainda não foram descobertas pelos turistas estrangeiros!

    Responder
  24. Daniel Ronconi

    Ótima narrativa e veio em uma ótima hora para mim, pois estou planejando uma viagem parecida com esta. Se possivel, gostaria de saber quantos dias vc levou para fazer a viagem inteira?

    abç

    Responder
  25. Adry

    Estive no Peru em julho, procurei saber ligando no aeroporto e me informaram que não havia necessidade devido a ausencia endemia. Mas caso queria deverá se vacinado pelo menos 10 dias antes da viagem e procurar a ANVISA no aeroporto para providenciar a carteirinha, esta é feita na hora. Só precisa ter em mãos dados da vacina como dia da aplicação e lote.

    Espero ter contribuido!! Abraços!!

    Responder
  26. Camille Panzera

    Obrigada você pelas contribuições. Você leu bastante sobre o assunto mesmo, que bom. É melhor gastar algum tempo tomando esses cuidados do que perder tempo da viagem passando mal. ;)

    Responder
  27. Camille Panzera

    Leoh, você quer fazer todas essas viagens uma seguida da outra? Se for o caso, te adianto que dá sim, mas é bem cansativo… principalmente porque você vai até Cusco de ônibus. Tome os cuidados para não sofrer de soroche, também.

    Responder
  28. Camille Panzera

    Ricardo, Machu Picchu você gasta cerca de meio dia, mas se quiser subir Huayna Picchu é melhor reservar um tempo maior. Já Cusco é uma cidade com várias atrações, recomendo pelo menos uns 4 dias, que talvez dê pra você fazer algum outro passeio interessante. ;)

    Responder
  29. May

    Eu fui no final de 2010 para Lima, fui com crianças pequenas, pais e avó, e todos amamos!!! Super recomendo tbm!!! Além de todos os comentários a favor que concordo, ainda tinha o clima que era úmido sem chover e tinha sol meio encoberto, não quente e não frio… uma maravilha!!! quero voltar!

    Responder
  30. Camila

    Não acho que vale a pena a subida a Huayna Picchu. A subida é cansativa e pouco segura. Em alguns pontos entre a escada e o abismo não tem nenhuma proteção (mureta ou corda). No meio da subida tem um mirante legal de Machu Picchu, mas lá no topo mesmo não tem nada! Só tem uma pedra gigante com vários gringos deitados descansando pra descida. De lá também se vê machu picchu, mas bem menor do que do primeiro mirante.

    Eu que sou sedentária passei 2~3 dias com as pernas doendo.

    Responder
  31. Fernando Miranda

    Parabens pela reportagem!

    Estou indo dia 10/11 e queria saber uma coisa: é melhor dormir em aguas calientes e ir a MP no outro dia, ou dá pra pegar um trem que vai de cusco a aguas claientes cedinho e ir no mesmo dia?

    Responder
  32. Camille Panzera

    Maio a Setembro é considerado alta temporada porque são os meses em que chove menos. Mas junho e julho chove ainda menos, então essa também é uma boa época pra ir.

    Esse é um ponto importante pra considerar quando vocês forem programar a viagem, porque quando chove muito corre o risco do parque ficar fechado.

    Responder
  33. Fernando

    Zenildo, tbm tenho Traço Falciforme e estou com passagens compradas para Bolivia em 29/06/12. Você tem certeza que a questão do seu baço teve haver com o fator? Você tinha algum tipo de problema anterior a viagem e que decorrese do fator?

    Aguardo… dá pra imaginar… ansioso sua resposta.

    Obrigado

    Responder
  34. geovania

    Bem, gostaria mesmo de saber se tenho que comprar o percurso ja aqui no brasil, exemplo

    gostaria de fazer a trilha salkantay, queria fazer isso lá, o que acha?

    Responder
  35. Uira Camilo Furlan B

    Olá Ivan, Tudo bem?

    Sou da cidade de São Paulo e estou indo morar e trabalhar em Cusco no início de agosto e não conheço nada da cidade. Gostaria de saber que dicas gerais você pode me dar, como tipos de comida, locais legais para sair, visitar…

    Terei que procurar um lugar para morar, será que tem apartamentos para alugar ou seriam mais casas mesmo? Vc poderia me indicar um bom bairro para morar? E alguma imobiliária com site para eu ir dando uma olhada prévia pela internet?

    Muito obrigado pela atenção.

    Abs,

    UIRA BELMONTE

    Responder
  36. Maria Dantas

    Por gentileza, adorei as fotos acima e eu gostaria de saber em que mes voce foi. Estou pretendendo ir entre setembro ou outubro e quero saber se sao meses de sol ou chuva.

    Aguardo alguma informacao, e por enquanto muito obrigada.

    Maria Dantas

    Responder
  37. Andrea

    bom dia, vou para lá agora em agosto, e programei 5 dias em lima e 5 dias em cusco.

    poderia me dar dicas, lugares para conhecer, restaurante, baladas, compras.

    grata

    Responder
  38. Pedro Rates

    PEDRO RATES

    Pretendo viajar para conhecer Cuscu e Machupichu, preciso de informações sobre sugestões de melhores lugares e condições das estradas, pretendo sair de carro de Porto Velho Rondonia

    Responder
  39. Cláudia Guima

    Olá! Estou embarcando para Lima dia 25 de agosto, visitando Paracas, Nazca e Cuzco, e a minha preocupação é com o mal de altitude, pois tenho enxaqueca. Vc sabe me informar se as crises poderão se acentuar? Obrigada! Cláudia

    Responder
  40. Fabio

    Ana Amélia, tem um serviço de lotação que custa S/. 10,00 (dez soles). Nós pegamos ele no sentido contrário, de Ollantaytambo para Cuzco, e desembarcamos no centro. Só não sei te informar de onde ele sai de Cuzco, mas é bastante usado pela população. Procure no Google Maps de Cuzco o Pavitos Collectivo, se não me engano li que é de lá que saem as lotações. Abs.

    Responder
  41. Fabio

    Pessoal, gostaria de uma opiniao.

    Estarei em Lima a trabalho, na sexta a noite eu termino o trabalho e pensei em ir p/ Cusco no sab pela manha e do aeroporto ir direto a machu.p. O q recomendam? Consigo ir p/ machu pela manha, visitar e voltar a tarde/noite? dicas? :-)

    Obrigado

    Responder
  42. Marconni Maia

    Vou conhecer Cusco em janeiro,tenho dúvidas quanto ao clima nesse período. Estou na fase de planejamento e reunindo informações…fiquei muito satisfeito c as dicas.Obrigado.

    Responder
  43. Fabio Verissimo

    Gente, quantos dias são suficientes pra ficar em Lima e cusco e conhecer todos os lugares recomendados? Sei que qto mais tempo melhor, mas tem que ser economicamente viavel tambem?

    Tenha uma filha de 3 anos. É melhor esperar mais um pouco pra aproveitar melhor? Obrigado

    Responder
    1. Camille Panzera

      Fabio, na minha opinião, uma semana é um tempo legal para você conhecer o essencial das duas cidades.

      Não indico a viagem a Cusco (e Machu Picchu) com crianças pequenas, porque visitar sítios arqueológicos e caminhar fica bem mais difícil por causa da altitude. O cansaço é muito maior do que o habitual. Além disso, andar com carrinho é complicado, em muitos lugares o solo é irregular, de terra, com escadas… enfim, não acho uma boa.

      Se nós, adultos, sofremos com o mal de altura, imagino que os pequenos também sofram.

      Responder
  44. Lu Menezes

    boa noite,

    Estou planejando minha viagem para MP, para o fim de maio e gostaria de algumas dicas…

    Irei sair do RJ com destino a Cuzco, pois pelo que eu li fica mais perto de MP, certo!?

    E a passagem de ida e volta está em torno de R$ 1.384,00 acha que tá valendo ou devo esperar sair alguma promoção?!

    O que fica mais perto de MP, Aguas Caliente ou Ollantaytambo?

    E o que é mais viavel em questões de hotel e passagens para MP?

    Quantos dias são necessários para conhecer Cusco e Machu Piccho?

    Estou super receosa pois só irei ficar 4 dias lá e quero muito aproveitar bastante o lugar.

    Estou lendo o blog e estou ficando ainda mais encantada pelo local.

    Parabéns pelo blog!

    Beijos e obrigada!

    Responder
  45. Erica Mendonç

    Quanto se gasta, em média com esta viagem? Comecei a orçar esta viagem para Dezembro, mas ainda não conluí…só as passagens estão custando cerca de R$1.400, mas vi promoções dessas de aéreo+ hospedagem por R$998, 4 dias…

    Meu medo de comprar esses pacotes é de não ter a liberdade de montar o roteiro até Machu P, devido às reservas dos hotéis…O que vocês recomendam? Quanto gastaram na viagem?

    Obrigada!!

    Responder
  46. Paulo Ricardo

    Estou indo agora em abril/13 acabei de comprar as passagens, estou indo com 4 amigos saindo do RJ.

    Comprei passagens pela TAM com um preço bom R$550,00 pra cada, porem pra Lima.

    Estou cheio de duvidas.

    Como chego a Cuzco/Machu Pichu…?

    Ingresso para ir de Trem, ingressos de subida?

    vou ficar de 19/04 até 23/04, 3 dias exatos.

    Nao queria perder tempo e ir diretor nos locais certos.

    Me ajudem!!

    Parabéns, pelo Blog!!

    Ja fui pra Miami, NY, Orlando, Buenos Aires, Santiago.. com dicas do MP.

    Obrigado pela ajuda de sempre!!

    Responder
  47. Thiago Constantino

    Olá Érica, estou montando um roteiro de 10 dias entre Lima e Cusco+Macchu Picchu. Os valores estão na casa do R$ 6.500,00 para dois adultos. Vou em agosto!!! aproveitando a promoção da TAM.

    Responder
  48. Igor Gomes

    Andrea, comprei passagens para final de janeiro de 2014. Tenho minhas ressalvas quanto a ir para lá nessa época, mas vi alguns relatos de pessoas dizendo que foram e foi muito bacana. É uma das poucas datas que tenho férias e gostaria de conhecer esse destino. Tu já foi para lá, já que teu post é de 2012??? Que data tu foi? Se alguém se solidarizar e quiser compartilhar a experiência de ter ido a Cuzco e MP entre dezembro e março seria muito bacana!!! OBRIGADO

    Responder
  49. Viajante solicitario

    Olá: estive este ano em Cuzco/Machu Pichu e de fato o lugar é espetacular. Viagem inesquecível. O povo peruano é muito amigável.

    Responder
    1. maria Cleusa

      Tambérm estive em Cusco/Machu Picchu/vale Sagrado e Lima no mês de setembro/2013. Sendo este um mês favorável, pois o clima é mais ameno e não corre o risco de chover.Ah, aproveitei uma promoção da TAM e ficou bem em conta…

      Responder
  50. Yale Vieira de Moura

    Em setembro de 2013 estve no Peru.Visitei Lima com seu belo circuito da águas.em seguida fui para Puno e lá conhecemos o lago Titicaca. Párece que estamos diante do Oceano. É interessante conhecer as ilhas flutuantes. Em seguida fui a Cusco.Passamos dois dias na companhia do Adrian Latorre guia turisco conhecendo os sítios arqueológicos,Vale Sagrado muito bonito.Fomos a Maras ,Saksayhuaman ollantaitambo ,aguas calientes e rumo a Machu pichu e huainapichu.uma experiência única.Muita historia,muita cultura e muita beleza natural.Recomendo

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>