Veja como tirar vistos para visitar Vietnã e Camboja

Denis Carvalho 6 · setembro · 2012

Seguindo nossa série de posts especiais sobre como obter vistos de turista nos vários países ao redor do mundo, publicamos hoje a contribuição da leitora Ligia Balilla para quem deseja visitar dois destinos exóticos: o Vietnã e o Camboja. Acompanhe como é o processo para cada país:

Este ano decidi viajar com meu namorado para a Tailândia, Camboja e Vietnã. Porém por serem destinos um pouco mais exóticos, optamos por fechar um pacote de 28 dias com transporte, estadia, guias, etc. Como eu não gosto muito de imprevistos e “surpresas” no meio das viagens, sempre prefiro pesquisar bastante sobre o destino. Foram aí que surgiram algumas dúvidas, que me deram um certo trabalho para esclarecer. Vi também em vários blogs de viagem que muitas pessoas tinham as mesmas perguntas que eu e decidi então tentar ajudar:

Vietnã

Os brasileiros precisam de visto para entrar no Vietnã. Existe a possibilidade de consegui-lo diretamente no aeroporto no momento da chegada ao país, porém você precisa fazer uma “pré-solicitação” online (http://visa-vietnam.vn/en – este é um dos sites). Com esta autorização prévia, você pode retirar o seu visto diretamente no aeroporto no momento da chegada. Eu tenho uma certa resistência a confiar em sites que eu não conheço, principalmente se eu precisar pagar para receber alguma coisa que eu ainda não tenho certeza de que irá funcionar. Especialmente porque esta autorização é prévia e não o visto propriamente dito.

Outro problema é que eu não vou entrar no país pelo aeroporto. No meu pacote, todas as fronteiras que cruzaremos serão terrestres, logo, este “visto” online não servia para mim. A solução encontrada, e na minha opinião a melhor opção para quem vai de avião ou de ônibus/carro é solicitar o visto diretamente para a Embaixada do Vietnã em Brasília. Assim você já sai daqui com a documentação OK.

Ha Long Bay no Vietnã: uma das sete maravilhas naturais

Para quem mora em Brasília fica tudo muito fácil: é só ir ao consulado com o passaporte, o formulário preenchido e o comprovante de depósito da taxa e 5 dias depois, tudo pronto! Para o pessoal do resto do país, pensar em ter que viajar pra Brasília para tirar um visto pro Vietnã, já começa a dar uma preguiça.

Mas é tudo muito mais fácil do que se imagina. A Embaixada faz tudo pelo correio! O primeiro passo é mandar um e-mail para a Embaixada solicitando informações a respeito da obtenção do visto para: embavina@yahoo.com (sim, o e-mail é do yahoo, isso é estranho mas é de fato o e-mail da Embaixada. Não adianta ligar, porque eles vão pedir para você enviar um e-mail).

Linh Phuoc Pagoda

Eles irão te responder o e-mail com o procedimento e o formulário que deve ser preenchido. Você fará basicamente isso: pagamento da taxa do visto via depósito em conta, pagamento da taxa do sedex para devolução do passaporte também via depósito em conta, preenchimento do formulário (você precisará de uma foto 3X4). Envio dos comprovantes + passaporte + formulário e algum comprovante da sua entrada no país (passagem, pacote, etc). via SEDEX para a Embaixada. Mais ou menos uma semana depois, seu passaporte volta com o visto e tudo pronto para embarcar!

Outra opção para os mais desencanados ou os que gostam de “improvisar” no roteiro da viagem. Em diversas agências de viagens da Tailândia e também no Camboja, você pode solicitar seu visto alguns dias antes de entrar no país. Tudo também parece ser muito fácil, e custa em torno de 20 USD.

 

Camboja

O Camboja é um pouquinho mais complicado. E eu fiquei com mais receio principalmente por ter encontrado muitos relatos na internet de “esquemas” para superfaturar os vistos na fronteira, na realidade eles cobram propina na cara dura mesmo. Novamente eu entrarei no Camboja por terra. Para quem chega por aeroporto é tudo mais fácil e como não existe representação do Camboja no Brasil, o jeito é pegar o “Visa on Arrival” (20USD e 1 foto) .

Bom, no esquema terrestre, as coisas complicam mais. Segundo relatos, até a empresa de transporte está no meio do “rolo” deles. E se você não tiver o visto na mão eles vão te fazer pagar uma propina (pelo que
eu vi de mais ou menos 25 dólares, que para eles é muito dinheiro) ou vão te dar um belo chá de cadeira por não ter pago.

Palácio real Phnom Penh, em Camboja

Uma maneira de evitar stress e eventuais problemas é já chegar lá com o visto na mão. O Camboja tem o e-Visa, ou seja, é um visto concedido online (quase como aquele ESTA, que as pessoas com passaporte europeu tem que preencher para entrar nos EUA). Conseguir esse e-Visa é extremamente fácil e rápido, e na minha opinião é a melhor opção para quem vai entrar no país tanto por via aérea como terrestre.

O site é  http://www.mfaic.gov.kh/evisa/ContactInformation.aspx é só preencher os campos (tudo é muito bem explicado), pagar, imprimir a confirmação e pronto! Ainda para quem vai para lá, vale reforçar, é preciso vacinar-se contra a febre amarela e emitir o certificado internacional de vacinação. (no site da ANVISA você acha os pontos que emitem o certificado) e não deixem para passar na ANVISA no aeroporto no dia da viagem, pra não correr o risco de ficar sem o certificado.

Outra coisa importante é dar uma checada na sua carteirinha de vacinação. Estes países não tem os mesmos padrões com os quais nós estamos acostumados e vários guias e sites indicam que as pessoas levem tabletes de iodo, cloro ou hipoclorito de sódio, para tratar a água caso você não encontra água mineral engarrafada. Os riscos de doenças (principalmente as transmitidas por água contaminada e picadas de mosquito) são maiores para as pessoas que pretendem se aventurar mais no país e sair um pouco das capitais. Portanto acho válido também checar a vacinação contra cólera, hepatite A e B e febre tifóide e sempre usar repelentes. Pode parecer meio paranóico, mas é muito melhor prevenir!

Agradecemos a Ligia pelas informações importantes, que certamente serão bastante úteis para quem vai visitar esses dois destinos. Já viajou para o Vietnã ou Camboja? Deixe seu relato nos comentários, inclusive com dicas dos países. Se quiser colaborar com algum post sobre emissão de vistos ou outro assunto entre em contato pelo e-mail dicas@melhoresdestinos.com.br

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe
  • Thais fujarra

    comigo ocorreu tudo certinho na entrada do Cambodja por via aerea , voei do Laos para la e foi OK . apenas a viagem da thailandia para o laos de barco que é bem cansativa , mas para quem gosta de aventura é uma boa idéia e o vist do laos é tirado na fronteira e feito na hora .

  • kelson

    Oi,

    já fui 3 vezes para o Vietnan e tirei o visto aqui no Brasil antes, é preciso enviar os documentos para a embaixada do Vietnan em Brasília, o formulário é super simples e em dois dias eles devolvem para você os passaportes via SEDEX. Para o cambodja, o melhor é você tirar lá em Bangkok, tem várias agências que conseguem em um dia o visto.

    Quanto a segurança, o Vietnan é mais seguro que andar de dia em SP, o povo é super-receptivo, não precisa tomar cuidados adicionais com a comida, apenas beba água mineral, tudo é muittooooo barato e o páis é lindo.

  • Felippe Marinho

    Sempre tive vontade de conhecer esse lugares mais exóticos! É possível informar quais os procedimentos que vc tomou para realizar essa viagem? Falo em empresa aerea, empresa de turismo que fez o traslado de vcs, preço de passagens etc. Obrigado!

    • Ligia Balilla

      Bom, eu fechei o pacote com a Intrepid Travel (www.intrepidtravel.com). A empresa é boa e confiável, inclusive é indicada pelo Lonely Planet. Eles têm pacotes bem interessantes e um esquema que te dá liberdade para conhecer os lugares mais do seu jeito. Parece bem interessante. Depois posso comentar também.

      Sobre as passagens, eu sempre consulto o Cheap O Air (www.cheapoair.com). Até hoje eu sempre encontrei os menores preços nesse site.

      O Voo será SP-Londres (Lan operado pela TAM) / Londres-Bangok (British operado pela Qantas)

      E ficou em torno de R$2.800,00 por pessoa já com as taxas.

      Eu sempre evito as agências, porque eu sempre achei preços e opções melhores pesquisando sozinha (dá bastante trabalho, mas depois que você pega algumas manhas, fica fácil – na verdade eu gosto)

      Referente a traslados, vai ser tudo por conta. A viagem começa em Bangkok e termina em Hanoi. Então comprei a passagem por conta, vou de táxi até o ponto de encontro do Tour e depois na volta comprei uma passagem de uma companhia asiática low cost chamada AirAsia por 90 dólares de Hanoi a Bangkok.

      Precisando de mais alguma informação é só falar.

  • Marcos Reis

    Muito bom o relato, valeu!

  • A corrupção de vistos no Camboja existe sim, assim como em toda a região. Escrevi um post só sobre a travessia Bangkok – Siem Reap de van. Existe um certo terrorismo? Existe, mas eu por exemplo paguei U$20 na hora da entrada. Tentaram me cobrar mais U$3 de extorsão e eu na hora, pedi para o policial me dar um recibo com o nome dele. Bom, não paguei a extorsão, ele não me deu o recibo obviamente e eles me deram o visto em menos de 5 minutos. Atravessei de van de Bangkok para Siem Reap, paguei U$10 e no "pacote" que comprei, estava incluso só a van Bangkok-Siem Reap. Lá em Siem Reap peguei um táxi compartilhado com mais 2 pessoas. Tudo muito tranquilo e sem nenhum perigo. Paguei U$11 nesse táxi. Para quem vai passar pelo Camboja antes do Vietnã, sugiro fazer o visto do Vietnã lá em Phnom Penh (capital do Camboja). O visto fica pronto em 1 dia e é mais barato do que fazer na embaixada. Passei mais de 100 dias viajando pela região de forma independente e não tive grandes problemas.Mas, já estava ciente de possíveis problemas de extorsão e já sabia como lidar. No Laos, paguei uma extorsão de visto de U$2, mas achei que não valia a pena me estressar porque a quantia era muito pequena.

    • Luiz Gustavo

      E para Bangkok(Tailândia)? Na hora, na entrada (aeroporto), sem custos? Valeu!

    • Su

      Oi, Fernanda! Estou justamente indo pra Bangkok de avião aqui da Europa, onde vivo, e irei pra Siem Reap em van! Você também tirou o visa tailandês, além do cambojano, antes de chegar? ou quando chegou no aeroporto? agradeço se puder me dar umas dicas! obrigada! bjs

  • Shintani

    Muito bom o post.

    No momento não tenho interesse em visitar esses países, mas com certeza atitudes como a da colega Ligia merecem congratulações.

    Parabéns.

  • Vitor

    Irei para estes três países em três semanas. Tudo por via área, por conta do tempo curto. Depois posso relatar aqui os procedimentos de visa on arrival nos aeroportos.

  • Ivson Souza

    Ótimas dicas!!

    Esse ano consegui comprar passagens para Bangkok por 1140 dólares, até Londres de TAM e de Londres pra lá de Qantas. Excelente!!

    Pois então, vou por terra para o Camboja, passando por Siem Reap e depois por Phnom Penh, indo também por terra até o Vietnã (Ho Chi Minh). Essas dicas foram bastante valiosas!! Como moro em Brasília, já vou providenciar os vistos para o Vietnã aqui mesmo.

    Um site que eu achei bastante útil sobre esses scams que rolam na fronteira do Camboja é esse aqui: http://www.bkk2rep.com/

    Vale a pena visitar e ler para entender melhor como não ser passado pra trás.

  • Je Silva

    Ano passado fui para ásia e inclui esses 2 países fantásticos.

    Tirei os vistos tudo na hora de entrar no país… Rápido e tranquilo!!! Basta levar US$ em espécie…

  • Ale

    Ótimo Post! Parabéns!

  • vinicius

    Eu já fui pro Cambodia 2 anos atrás, é muito fácil tirar o visto no próprio aeroporto e pagar la mesmo, se não me engano foram U$20 ou 25 e demorou 20min. Entrei por Siem Reap, pelo que sei se você entra por aeroportos é facil… mas se for entrar pela fronteira é melhor tirar mesmo antes ou vai ter que subornar muita gente…

  • Estevan

    Qual o custo da sua viagem, desculpe-me perguntar.

  • Rodrigo T.

    Também gostaria de saber um valor aproximado a qual o mínimo de tempo necessário para conhecer estes dois lugares.

  • Ligia Balilla

    Ivson, seu roteiro é praticamente igual ao meu, inclusive a minha passagem é no mesmo esquema!

    Você vai quando para lá?

    Também fechou algum pacote?

  • Ligia Balilla

    Olha, o custo é realmente baixo. Pelo pacote completo (terrestre) paguei praticamente o mesmo preço da passagem aérea. Outro ponto positivo é o custo de vida nos países. Lá o dólar é rei, e com algo em torno de 10 dólares você come como um rei também.

    Pesquisei muito os pacotes disponíveis, as várias empresas e acho que o melhor custo-benefício é com a Intrepid Travel (www.intrepidtravel.com). Não é nada luxuoso e eu queria exatamente uma experiência mais próxima da realidade do país.

    O pacote chama Experience Indochina e ficou em $1790,00.

    Já a passagem, em torno de R$2.800,00.

  • silvana Joly

    Pretendo ir para lá em fevereiro ou março, estou buscando passagens e montando roteiro. Vc irá de excursão ou de forma independente? se for de forma independente gostaria que informasse as Cias aéreas, seu roteiro, e dicas se tiver.

    Grata

  • Ligia Balilla

    Rodrigo, respondi sobre os valores no comentário de cima.

    Sobre o tempo, eu peguei a viagem mais completa possível para o tempo que eu tinha disponível (30 dias) e acredito que o roteiro é bem completo, mas existem pacotes menores nos quais você só visita os pontos principais. Não sei dizer ao certo quanto tempo seria necessário, mas quando voltar posso postar minhas impressões.

  • Eduardo Galvã

    Fiquei 16 dias na região. Infelizmente o brasileiro imediatamente associa Vietnã com a guerra que travaram com os EUA, só que Guerra foi há mais de 30 anos! Muita coisa mudou de lá para cá.

    Muita coisa legal e hiper-barata para visitar na região – estive na Tailândia tb. Entre Vietnã e Tailândia, viajei pela AirAsia, comprei via site, sem problema algum.

    Ah, e, no Vietnã, sinta-se um milionário… Com US$ você compra 1.700.000 dongs, e o dong só vale lá, nenhuma casa de câmbio aceita!

    • Eduardo Galvã

      Oops, com 100 dólares, eu quis quiser.

  • Thiago Castro

    Parabéns Ligia pelo relato. Mais didático impossível!!

  • Marcus Regis

    Para a Tailândia não é necessário visto (embora, tecnicamente, o carimbo no seu passaporte seja um visto) para portadores de passaporte brasileiro que pretendam ficar no país por até 90 dias. É necessária a vacina contra a febre amarela. Funciona assim: você desembarca no aeroporto em Bangkok, passa em um guichê onde mostra a carteira da vacina e recebe um ok; e daí diretamente para o controle de passaporte. Tudo bem fácil, sem pagamento de taxa nenhuma.

  • Po, que irado viajar pra esses países!

    Minha colega de trabalho disse que são lugares incríveis, muito bonitos e que valem muito a pena em contrapartida aos cartões postais mundias tradicionais.

    Quem sabe um dia o/

  • Diego Nascimento

    Po, que irado viajar para esses destinos!

    Minha colega de trabalho disse que são lugares incríveis, com paisagens maravilhosas e países riquíssimos!

    Quem sabe um dia o/

  • E pra Tailândia, não precisa de nada?

  • Estou com um roteiro que passa por dois desses países pela cabeça (Camboja e Tailândia) pensando em executá-los no final de março começo de abril do ano que vem. Como já noticiado aqui, há promoções de passagens aéres para lá, mas meu objetivo mesmo é emitir com milhas.

    Farei tudo por via aérea, já que prefiro entrar por aeroportos e pagar um pouco mais do que ter que me submeter a certas propinas e jeitinhos. Organizando a viagem por conta própria, vamos em conta que é um lugar barato de se viajar. Indo apenas a pontos turísticos você provavelmente consegue tudo o que quer.

    Ótimos seus relatos em relação a vistos. Parabéns pela colaboração com o site!

  • Tarcísio

    Tomuito afim de embarcar numa trip para o sudeste asiatico, mas nao encontro passagens baratas como essas de vcs. Como faço?

    Agradeço a dica desde já.

    Abração.

  • Vitor

    Olá Silvana, irei de forma independente e como estou morando em Sydney no momento, já começo minha viagem por aqui. Estou definindo ainda o roteiro, mas ao que tudo indica companhias aéras serão AirAsia e Jetstar.

  • Andrea

    Precisa só do atestado internacional de vacinação. E a dica: quando chegar em Bangkok não pegue a fila da imigração. Vá antes na Vigilância Sanitaria apresentar o atestado.

    Senão vc vai pegar a fila enorme duas vezes, como eu.

  • Andrea

    Eu não viajo de pacote. Fiz SP-Bangkok pela Turkish (excelente!)

    Fui até a fronteira do Cambodja de van (vc compra em qualquer agência) e atravessei a pé tirando o visto na hora. Tem que ficar esperto nessa travessia pq aparecem vários atravessadores querendo cobrar mais. Mas no guichê oficial é 20 dólares. E tem um onibus gratuito da fronteira até a rodoviária.

    Minha viagem continuou por varios lugares do Cambodja e Vietnam.

  • Nei

    Ligia, Show de bola seu post!!!

    Estou planejando ir para Ásia no ano que vem e com certeza suas dicas foram demais, já estou planejando os locais e Camboja e Vietnã com certeza serão visitados hehehe!!! Esta foto de Ha Long Bay foi você quem tirou???

  • Mari Paulino

    Eduardo,

    E no Vietnã e na Tailândia, vc sabe me dizer +/- o custo diário? com hospedagem, comida, essas coisas

    Valeu!

  • Luiz

    Entrei no Camboja por terra na fronteira com a Tailandia, disse sério pro guardinha que pagaria os 25USD, se ele me desse um recibo e assinasse seu nome na parte de trás, ele ficou me olhando e cobrou só os 20USD e perguntou quanto tinha gasto pra chegar até lá, disse que eu era estudante e estava indo por conta da universidade. Depois dessa tentativa frustada de propina foi só alegria no Camboja, bonito País apesar de suas mazelas sociais, voltaria pra lá fácil assim como pra Tailandia também, meu preferido na Ásia.

  • paola

    100 dias?? Nossa, que bastante! Quais países vc visitou?

  • Parabens pelo otimo relato, vai ser util futuramente.

  • Fernanda

    Olá, Andrea,

    td bem?

    Entre o Camboja e o Vietnã, qual vc preferiu?

    E qual é mais barato para viajar (hospedagem, comida, passeios…)?

  • Oi! Fiz uma volta ao mundo e fiquei a maior parte do tempo na Ásia. Visitei no Sudeste Asiático – Tailândia, Vietnã, Laos, Camboja, Singapura e Malásia.

    Tailândia – não precisa de visto.

    Camboja – pode pegar na hora na fronteira. Custa U$20, apesar que eles vão mentir dizendo que custa mais.

    Laos – pega na fronteira também. Brasileiro paga menos que europeu, mas não lembro de cabeça o valor.

    Vietnã – tem que tirar antes como está escrito no post. Tirei o meu no Camboja.

    Malásia – não precisa de visto.

    Singapura – não precisa de visto.

    Essa foi uma das regiões mais fantásticas do planeta que conheci. Recomendo a todos!

    • Fernanda, por favor, poderia dizer quanto custou ao todo essa viagem?
      Nunca viajei pra fora do país e estou sonhando e planejando uma viagem como essa.
      Irá me ajudar muito ter uma noção desse valor.
      Obrigada
      ^^

  • Mari, viajei num estilo muito ecônomico na minha volta ao mundo e só reservava a primeira noite. Depois, ía nos hotéis barganhar. Na Tailândia, minha média foi de U$30 por dia (com tudo, alimentação, transporte interno, bebidas, acomodação), Camboja foi de U$15 por dia e Vietnã U$20 (embora o Vietnã seja mais barato que o Camboja, eu gastei um pouco mais pois fui no meio de um feriadão e os hotéis estavam mais caros).

  • Mariana

    Oiii, boa tarde !

    Aiinnn espero que vocês me respondam, queiram me ajudar, estou vendo que os posts já fazem algum tempo.

    Estou indo sozinha, sou menina e tenho 24 anos, gosto de viajar sozinha. Gostaria de saber se preciso me preocupar com Cambodja e Vietnã, e com o que me preocupar. Minha segunda dúvida é qual vale mais para atravessar a fronteira: onibus ou avião? Onibus o caminho é bonito, é perigoso para uma menina sozinha? Estou indo agora em Janeiro, estou só esperando informações mais concretas para fechar tudo. Pode ficar em albergue no Vietnã e na Cambodja?

  • Cinthia Rangel

    Gente,
    O Consulado do Vietnam, em Brasília, cumpre os prazos?
    Estou preocupada, pq os nossos passaportes chegaram sexta passada lá. Paguei a taxa para emissão com urgência, em 02 dias, no caso.
    Por e-mail, me disseram que colocariam os passaportes terça a tarde nos Correios, mas ainda não chegou.
    O Consulado usa o Sedex, né? Pq cobraram 65,00 reais, valor que sobra para o Sedex.
    Se não chegar hj, vou começar a me preocupar.
    Cinthia.

  • Igor Renato

    Olá,
    Será que alguém poderia me ajudar?
    Comprei minha passagem pro Vietnã pela American com conexão nos EUA e Japão. O visto americano já tenho, mas pra tirar o visto do japão preciso do vientã primeiro. Vc sabe me dizer o que preciso pagar e quanto exatamente eu preciso pra obter o visto aqui pelo Brasil mesmo?
    Desde já, muito obrigado

  • Debora Mayumi

    Pessoal, alguém sabe como funciona essa rota Tailândia Camboja/Vietnã de forma terrestre?

  • Lais Carvalho

    Olá, qual seria a melhor forma de conseguir o visto para o Camboja e Vietnã para quem vai por terrestre? Quanto seriam os vistos? Obrigada!

  • Miro Scarpetta

    Estivemos na Thailandia , Laos e Myanmar . Tudo foi tranquilo. Não precisei de visto antecipado…Carimbaram meu passaporte qdo chegamos em Bangkok , mas tive q preencher muitos documentos em relação a vacinação e por ter passaporte brasileiro e ter Zica risco. Da Thailandia pra Laos so preenchemos e deram um papel pra cruzar de barco a fronteira. Ja no caso de Myanmar foi um pouco mais estresssante qdo chegamos la….tive um pouco de medo, muitos policiais por tudo e realmente controlam a fronteira. Cruza a ponte e pronto…Mas as pessoas são maravilhosas assim como na Tailândia…mas ficamos tranquilos qdo retornamos pra Tailândia…sentimos mais seguros.. ah custou em torno de 5 dólares pelo visto e carimbam no passaporte..

  • RenatoBraz

    Vietnã
    Emissão Aprovação processamento Valor total

    Até 30 dias R$ 88 R$ 32 R$ 30 R$ 150
    Até 3 meses R$ 100 R$ 35 R$ 35 R$ 170
    Até 6 meses R$ 120 R$ 35 R$ 45 R$ 200
    Até 1 ano R$ 150 R$ 40 R$ 50 R$ 240

  • RenatoBraz

    Alguém deixou para emitir o visto na chegada ao aeroporto em Hanói ou na embaixada em Bangcoc mais recentemente? Poderia compartilhar a experiência? Obrigado.

  • Anderson Marcicano

    nossa quanta informação desatualizada! acho que deveriam tirar o post do ar ou atualizar! Isso gera muita confusão e insegurança para o viajante! Ponto super negativo pra vcs!