Taxas de embarque terão aumento de 7,93% até o final do ano

Denis Carvalho 3 · outubro · 2014

As tarifas de embarque na rede de aeroportos administrados pela Infraero vão subir 7,93% até o fim deste ano e ainda deverão aumentar novamente em janeiro de 2015. Atualmente, os passageiros pagam R$ 21,57 nos embarques domésticos e R$ 74,72 nos voos internacionais, nos aeroportos listados na categoria 1 operados pela empresa, como Santos Dumont, Congonhas, Salvador, Recife, Fortaleza, Manaus, Curitiba e Porto Alegre. Com o reajuste deste ano, o voo doméstico terá taxa de R$ 23,28 e o internacional, de R$ 80,64.

De acordo com o jornal O Globo, o  aumento consta de uma proposta de resolução prestes a ser aprovada pela diretoria da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A resolução criará um novo modelo de revisão tarifária nos aeroportos públicos, que estão fora dos regimes de concessão ou autorização. As tarifas nos aeroportos operados pela Infraero estão congeladas desde 2012, no aguardo da aprovação da nova regra.

De acordo com o texto da resolução, que foi submetido à consulta pública, o reajuste das tarifas será autorizado uma vez por ano (em janeiro), com base na inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), índice oficial de inflação, descontados os ganhos de produtividade, medidos pelo chamado fator “X”. A cada cinco anos, haverá a revisão desse parâmetro para valer nos cinco anos seguintes. Um dos objetivos da nova resolução é criar um modelo de regulação das tarifas aeroportuárias mais adequado à nova estrutura do mercado, diante do processo de concessões no setor, iniciado em 2012.

Entretanto, ao contrário dos operadores privados, a nova metodologia não exige da Infraero o atendimento de requisitos de qualidade do serviço prestado aos usuários, para fins de definição dos preços das taxas aeroportuárias, o fator “Q”. São exemplos de requisitos de qualidade: bom funcionamento de elevadores, de escadas rolantes, esteiras e processamento de bagagens; limpeza; informação aos usuários; conforto térmico e acústico; disponibilidade de carrinhos de bagagem, de vagas para estacionamento para veículos; e variedade de lojas e praças de alimentação, entre outros.

Na justificativa da resolução, a Anac alega que falta uma regulamentação específica que permita medir a qualidade do serviço nos aeroportos administrados pela Infraero. No caso dos aeroportos privatizados, os requisitos de qualidade estão listados nos contratos de concessão. O não cumprimento dos itens pode levar à penalização dos operadores.

Procurada pelo jornal, a assessoria de imprensa da Anac informou que estuda uma regra específica para fixar requisitos de qualidade para os aeroportos da Infraero, a serem exigidos futuramente. O tema deverá ser submetido à audiência pública.

Nos seis aeroportos concedidos ao setor privado — Brasília, Viracopos, Guarulhos, Galeão, Confins e Natal — os aumentos já ocorreram, conforme a data de assinatura dos contratos, considerando a inflação. Os fatores de produtividade e de qualidade serão levados em conta nos próximos reajustes, de acordo com as regras contratuais.

Nos 60 aeroportos geridos pela Infraero, o primeiro aumento deverá ser autorizado pela Anac neste mês, com previsão para vigorar em novembro, com base na inflação de 2012 e 2013. O segundo vai depender do índice de preços acumulado neste ano. A Infraero defendia um aumento imediato de 12,09%, (apenas a reposição da inflação), sem descontar a produtividade, sob o argumento de que a empresa perdeu receitas com a entrega dos principais aeroportos ao setor privado e passou a dar prejuízo, mas não deve ser atendida.

Além das taxas de embarque, os serviços de armazenamento e capatazia serão reajustados em 12% nos aeroportos administrados pela Infraero. As tarifas de pouso e permanência das aeronaves, pagas pelas companhias aéreas, também serão elevadas em 7,93%.

Leia a matéria completa no site do Globo

Publicado por

Denis Carvalho

Editor chefe

  • Fábio Viana

    Melhoria que é bom…

    • $$$$

      Enquanto a iniciativa privada tem que efetuar a contra prestação pela cobrança o órgão público deve apenas arrecadar. Típico do Brasil e, lamentável é claro.

  • Ana Iza

    Hum, mais um aumento. O que é que não sobe de preço neste país?

  • Fernando Barontini

    Os caras tem que receber mais mesmo, não dá nem pra comer uma coxinha e um refri com a taxa atual…

    • José

      Não entendi o que uma coisa tem a ver com a outra.

    • Gabriel Naldis

      Desnecessário seu comentário. O que uma coisa tem a ver com a outra?

      • Luiz

        Acho que ele tá só ironizando…

    • Bandeira

      Acho que ele ironizou os preços dos serviços de alimentação no aeroporto…

  • JOsé

    Sinto falta do “raio privatizador” nos aeroportos administrados pela infrazero.
    O Estado brasileiro é uma piada de mau gosto!

  • Ronaldo Nunes

    Agora ferrou tudo mesmo ! Compensa mais comprar um jatinho Legacy e viajar por conta para onde quiser e quando quiser !

    • alan

      imagina a taxa de pouso e decolagem de um jato desses haha…nao tem soluçao nao meu caro

  • gian

    Acima da inflaçao…
    falando nisso, alguem sabe se o preço da gasolina de aviaçao usado pelas cias aereas no Brasil tb esta congelado? desculpa a ignorancia mas nunca parei pra pesquisar o assunto…meu medo eh apos a eleiçao ter reajuste e as passagens aumentarem ainda mais

  • Cris Boaz

    E quem já comprou a passagem, vai ter que pagar a diferença?

  • Andre Luiz

    Sou sentir saudades da Infraero administrando o Galeão. Com a Odebrecht tudo aumentou de preço no aeroporto. Ele estão enfiando a faca. 40% só no estacionamento …..

  • Daniel de Souza

    Meu salário kkkkkkk

    • ana iza

      kkk e esse dólar, q só faz subirrrrrrrrr. O BC não faz nenhuma interferência.

  • Fernando Barontini

    Foi só uma ironia sobre os valores praticados, pessoal. Não só nas taxas de embsrqur e na alimentação, mas como o André Luiz comentou la embaixo, no preço de tudo, até estacionamento.

  • Fernando Barontini

    Foi só uma ironia sobre os valores praticados, pessoal. Não só nas taxas de embsrqur e na alimentação, mas como o André Luiz comentou la embaixo, no preço de tudo, até estacionamento.

  • Daniel Gomes

    Rever o limite de $500,00 quando se chega do exterior a RF não se pronuncia. Esse limite não tem alteração desde 1991. Mas pra aumentar os impostos os órgãos se programam estabelecendo regras, etc. Viajar será somente pra milionários daqui a pouco tempo. Brasil… país lixo!

  • Ricardo

    Vocês também tem sentido um aumento de preço considerável nas passagens aéreas? Nos últimos anos não teve tanto aumento pro final de ano. Araraquara > Campinas pela Azul comprava até de última hora por 59,90, agora foi pra 99,90 e 125,90. Pra Belém, Rio, Brasília…. todos que eu vi aumentou muito.

  • Bruno

    O pessoal também chora pra tudo. Isso não é aumento, é reposição de inflação.

  • Marcos Reis

    O aeroporto de Guarulhos é R$ 24,55… Isso é o Brasil que vende os aeroportos pra estes roubarem os passageiros.

  • Thiago Castro

    Acho muito justo que se aumente a taxa pela inflação do ano anterior. O problema no Brasil é que se pratica a justiça apenas para um lado deixando o cidadão/consumidor na mão. Se não, o limite de isenção do Imposto de Renda poderia aumentar todo ano tb? Não é lógico? Parece que não para o Governo….. lamentável!!!

  • beto viajador

    Desculpe Daniel mas o Brasil é um país maravilhoso quem não vale nada são os políticos e os mandatários do país, esses sim são uns lixos….Uma quadrilha que há 40 anos assaltavam bancos,roubava cofres,matavam militares e hoje se apossaram do poder e continuam roubando…..

    • Simplesmente cansdo

      é, mas quem faz o país são as pessoas e os políticos. E se o país esta nessa corrupção, impunidade e tudo mais que repudiamos é tudo culpa das pessoas que não fazem nada pra mudar e apenas aceitam. Logo é um país lixo. vai andar com seu carro sem seguro pra ver. vai se tratar no SUS pra ver, põe seus filhos pra estudar ensino fundamental e médio em escola publica pra ver. Vem tentar andar de carro no transito da cidade de São Paulo pra ver. Tenta abrir uma empresa nesse país e tenta ficar no mercado com a carga tributária atual pra ver. Gente só vejo pontos negativos aqui, quem me dera tivesse outra nacionalidade, iria pra outro país fácil fácil. Agora doar milhões pra Cuba pode, perdoar a dívida de milhões da África pode, deixar o Evo Moralles tomar a Petrobrás na Bolívia pode, deixar superfaturar as obras do metro de SP pode, não investir nas represas e culpar São Pedro pode. Lamentável esse país, só me dizem o que há de bom aqui??? ir pra praia e ficar com medo de arrastões??? ir fazer turismo e ser assaltado com preços abusivos:
      ??? sem falar nas compras caríssimas no mercado, roupa é caro, eletronicos é caro, telefonia é caro, calçado é caro, meu pq é tudo tão errado aqui????

  • anne

    Denis queria saber qual o reflexo terão o valor das taxas e passagens aéreas em 2015?Se caso governo Dilma ou Aécio?