Possível compra da TRIP pela TAM gera polêmica

Denis Carvalho 14 · março · 2011

O mundo da aviação acordou hoje em polvorosa com uma nota divulgada pela TAM  aos seus acionistas, assumindo que a empresa estava em “tratativas” com a Trip. O anúncio era uma resposta aos rumores de que o grupo pretendia adquirir a empresa regional.

O comunicado pôs mais lenha na fogueira e o próprio presidente da TAM veio a público, por meio de entrevista ao jornal O Estado de São Paulo, negar que sua empresa pretenda comprar a concorrente. Segundo ele, estaria em negociação  apenas uma ampliação do acordo de codeshare.

A pergunta é: será que o presidente assumiria a intenção de compra sem que o negócio esteja fechado, abrindo margem para uma ação dos concorrentes?  Se a negociação se limita a uma ampliação do que já existe, por que a nota oficial abre margem para especulações ao afirmar que as empresas também buscam a “identificação de possíveis oportunidades para fortalecimento e expansão de seus negócios”.

Como tudo começou

No sábado, o site Aero Magazine informou que a Trip deveria passar a fazer parte da LATAM, não publicamos nada pois não havia confirmação. Hoje cedo a TAM publicou em nota que estava sim negociando novos acordos com a Trip.  Após isso a Veja já publicou que a TAM compraria apenas parte da Trip e o Estadão também. Posteriormente o Estadão deu que será apenas uma ampliação do codeshare. Outros colunistas, como Ancelmo Gois, afirmam que nos bastidores a negociação é tida como certa.

Boatos,  desmentidos  e posições oficiais divergentes são comuns em grandes operações como esta.  Como clientes e passageiros, no entanto, continuamos nossa torcida para que seja mesmo apenas uma ampliação do acordo de codeshare, pois isso sim traria benefício aos passageiros das duas empresas.

Abaixo o post que publicamos hoje cedo.

Em um comunicado a seus acionistas, a TAM confirmou publicamente na manhã de hoje que negocia a aquisição da Trip Linhas Aéreas, maior empresa de aviação regional do Brasil. O texto da empresa dá uma bela floreada, dizendo que as empresas mantém “tratativas” para o “aprimoramento do Acordo de Codeshare existente e a identificação de possíveis oportunidades para fortalecimento e expansão de seus negócios”.

A nota aos investidores, porém, indica que as negociações estão adiantadas e há grande possibilidade de que a Trip passe a fazer parte do grupo da TAM, como a Pantanal, e no futuro da internacional LATAM, formado pela aquisição da companhia brasileira pela LAN. Também especula-se que pode haver a venda de somente uma parte – em torno de 30% da companhia regional.

Para os passageiros, a aquisição pode trazer notícias ruins de curto prazo, como a unificação de rotas onde as duas empresas operam e diminuição da concorrência.  Aumentar a concentração de mercado não traria qualquer benefício para os consumidores – basta ver os exemplos recentes da venda da Pantanal e da Varig.

Desde a compra da Varig pela GOL,  o mercado ficou fortemente concentrado em apenas dois grupos: TAM e GOL. Recentemente Azul, Webjet, Avianca, Trip e Passaredo lutam para mudar esse quadro, mas as duas gigantes continuam com quase 85% do mercado nacional. Com a compra da TRIP, os grupo TAM e GOL passariam a ter quase 90% do mercado.

No final de 2009, a TAM comprou a Pantanal e o que se viu, na prática, foi o fim dessa companhia aérea. Hoje, a Pantanal não existe mais como companhia regional, a negociação serviu apenas para a TAM aumentar seus voos no aeroporto de Congonhas, o mais rentável do país.

A Trip nos últimos anos vem crescendo de forma sustentável e sempre dando lucro, até o meio do ano a empresa já estará atendendo mais de 85 destinos no Brasil, ela tem levado a aviação a dezenas de cidades onde nenhuma outra companhia aérea  atende.

Se há alguma expectativa  positiva para o futuro seriam mais investimentos na extensão da malha regional da Trip. Aliás, comenta-se que a venda seria uma forma de a empresa justamente conseguir mais recursos para seu plano de expansão. Isso, contudo, dependerá da visão estratégica do grupo LATAM para o Brasil.

Por fim, com relação ao mercado, o grupo LATAM se firma como maior gigante da América do Sul, abrindo distância ainda maior para os concorrentes da Avianca/Taca.

Resta-nos aguardar os próximos lances desta disputa e ver se as empresas chegarão de fato a um acordo e se as autoridades brasileiras permitirá a fusão das companhias aéreas.

Leia mais sobre o tema:

Veja – TAM nega negociação de aquisição da Trip
Estadão – TAM está negociando com Trip compartilhamento, mas nega aquisição
O Globo – TAM mantém conversa com Trip para ampliar parceria

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe
  • Thales

    Não há leis contra isso? 90% do mercado para duas empresas é muito perigoso…

    • Pedro

      na verdade a tam tem 43.35 e a gol 37.27, a trip tem 2.5, a soma de mercado caso haja mesmo alguma aquisicao, seria de 82%

      • Pedro

        alias 84%

        nao que noa seja muito,mas tem melhorado muito nos ultimos tempos com a azul e webjet….

        quem agradece a isso eh a passaredo, que vai se tornar a maior regional, se a tam incorporar a trip e acabar com a marca

  • Ferbrasilia

    Notícia ruim heim Leo! A compra da Pantanal realmente resultou em perda de concorrência e piorou os frequentes atrasos onde opera, segundo eu tenho lido. Espero que os órgãos analisem com critério esse tipo de negócio para que os usuários não sejam mais uma vez prejudicados.

  • Cristiano

    Se esta aquisição se confirmar, realmente quem sairá perdendo é o passageiro. Preços exorbitantes nas praças onde a TAM/TRIP dominarão, eliminação de rotas que não dão lucro, e daí por diante!!

    NÃO à aquisição da TRIP pela TAM!

  • Onizes Araujo

    Resta esperar que as autoridades ditas responsáveis pelo setor vejam o quanto isso é danoso para o mercado.

    Alguem, com a visão isenta, deveria freiar essa negociação que só visa o interesse e o lucro facil e é extremamente danoso para o usuário.

    Que coisa mais absurda !!!

  • Valéria Zucol

    Notícia péssima…

  • alex

    a cada dia que passa fico mais convencido que essa tal globalização vai ser o fim para todos os consumidores….fala-se em baratear custos e unir-se para crescer…até aí tudo bem…teremos empresas brasileiras gigantes e globais, mas o bom mesmo para o consumidor não é isso….queremos ver os lucros dos bancos serem investidos em melhores atendimentos e taxas mais baixas, queremos ver bebidas mais baratas, queremos ver tarifas telefônicas mais em conta e agora queremos ver passagens mais baratas….mas na globalização tudo isso é diferente infelizmente……

    é lamentável se isso realmente acontecer….até porque freia o crescimento da trip e consequentemente a malha aérea que hj é a maior entre as empresas de aviação…..

  • Valdinho Pellin

    cade o CADE?

  • Luís Guilherm

    É a pior notícia do ano. A Trip é o contrário da Tam. É pontual, tem bom atendimento, preços justos, destinos alternativos. Se a Tam comprar a Trip, perderemos nossa melhor companhia aérea, junto da Azul.

  • Arthur Carrao

    Pra mim, sem mais comentarios:

    "a unificação de rotas onde as duas empresas operam e diminuição da concorrência. Aumentar a concentração de mercado não traria qualquer benefício para os consumidores – basta ver os exemplos recentes da venda da Pantanal e da Varig."

  • Rodolfo Guidi

    Onde está o CADE neste momento? Comprado pela TAM/GOL?

    • Leonardo

      por que a primeira reação das pessoas é de as pessoas de funções públicas foram subornadas? O Cade só pode se manifestar após a oficialização da compra, as empresas têm prazos para entregar a papelada. E eles já provaram que quebram monopólios de gigantes financeiros e de influência, vide a última decisão contra a Globo.

  • Leonardo

    Fico triste .. a Tam não precisaria comprá-la .. torço MUITO pro CADE ou SDE tomarem partido negando essa venda.

    • Leonardo Marques

      Eu também vejo assim… acho que um codeshare como a GOL fez com a Passaredo seria o melhor caminho. Isso traria benefício para o consumidor.

  • Pedro Zinn

    Monopólio

  • Para mim, o CADE é um órgão governamental meramente decorativo, só pra dizer que exite, pois não faz diferença! Um verdadeiro adorno!

    A única notável intervenção que o CADE fez, ao não aprovar a compra de uma grande empresa pela outra, foi no caso da compra da Nestlé pela Garoto.

    Hoje aprovam todos os absurdos! Compra da Varig pela GOL, Pantanal pela TAM, Banco Real pelo Santander, fusão ITAÚ-Unibanco… e indo contra o sentido para o qual foi criado, que era impedir a diminuição da concorrência no mercado, não deixando que poucas empresas dominem os seus segmentos e façam do consumidor um verdadeiro refém, com verdadeiras extorções!

    Por isso… creio que se a TAM comprar a TRIP o CADE NÃO IMPEDIRÁ TAL NEGÓCIO!!!

  • Luis

    Nããão…

    Não nao nao nao nao

  • Leonardo

    CADE neles! Tomara que não se concretize. Trip presta bons serviços, não merece isso, e os passageiros também não merecem.

  • sandrino amaral

    Pra mim a venda da trip nao vai mudar nada e tambem nao vai fazer falta nenhuma, tendo em vista os altos valores praticados por esta trip , acho que sao de ouro ?? olha o exemplo amanha embarco pra Campo Grande pagando R$142,00, e de lá vou a Corumba de onibus, por que saindo de porto alegre à corumba pela trip nao da mesmo é fora da casinha

  • A TAP comprou a maior empresa regional da europa, a Portugália. A TAM agora irá comprar a maior empresa da América do Sul. Haha

  • Carlos Augusto

    Espero que náo se concretize!!!

  • gustavo medeiros

    Também espero que não se concretize. Uma pena!

  • Pedro

    as pessoas falam como se fusao ou compra fosse ruim….nao se pode generalizar… acho que essa pode nao ser boa.. mas a trip eh o que eh depois da fusao com a TOTAL linhas aereas a uns 4 anos atras…..

    ha que se avaliar….

  • NÃO, NÃO, NÃO, NÃO, NÃO!!! #TripLongeDaTAM

  • Saulo Benigno

    O que me deixou mais espantado no texto foi ler isso "Trip Linhas Aéreas, maior empresa de aviação regional do Brasil."

    Maior? Como assim maior reginoal? Qual diferença dela para a GOL/TAM/Azul?

    • Giovani

      Isso diz respeito à aviação regional, sendo vôos que ligam grandes centros a cidades menores. Como por exemplo BH – Uberlandia, BH – Ipatinga, Manaus – Parintins, Belém – Altamira. No mercado de aviação nacional TAM e GOL fazem o que bem querem.

      • Saulo Benigno

        giovani, obrigado mesmo pela explicação 🙂

        A minha dúvida era exatamente esta, o que seria o 'aviação regional'.

        Valeu!

  • Giovani

    É complicado, mas TAM e GOL mandam e desmandam no território nacional. Se essa venda se concretizar, uma nova cia aérea tem que aparecer no ar!

  • CLAUDIO HENRIQUE

    Ha não… nos brasileiros temos que ter opções pois a aviação brasileira esta na mãos de duas empresas. quem perde isso tudo e a população.

  • Se acontecer esse fusão vai ser muito ruim para os consumidores, aumento de preço certo.

  • Oscar Luiz

    NÃÃÃÃÃÃÃÃOOOOOOOO!!!! Vão acabar com uma excelente companhia aérea.

  • fabio junior

    O fato é que se já surgiu as notícias da tal compra é porque já tem negócio para assinar.

    e pouco adianta no Brasil quem tem dinheiro manda. perderemos mais uma opção de viaje como concorrente…

  • ROBERTO PEREIRA LIMA

    VAMOS TORCER PARA ESSA FUSÃO NÂO DAR CERTO POIS SABEMOS ONDE HA MONOPOLIO HA MENOS PROMOÇÕES
    E PREÇO ALTO JA TAVA ANCIOSO PARA A TRIP VIM A
    FORTALEZA PARA SER MAIS UMA OPÇÃO EN VOO PARA
    BELO HORIZONTE .

  • Luís Guilherm

    Se os donos da Trip querem ficar milionários, é só seguir o bom rumo que já vêm tomando. Se quiserem ficar só ricos, basta vender a companhia para a TAM.

  • oliveira

    É mais um golpe da TAM, para acabar com o mercado regional, principalmente com as cidades do interior..como sempre ela não dá

    ponto sem nó. é uma pena que o Cmte Rolim não esteja vivo, fazer o que o povo quem paga o preço.

  • Jaime

    Otimo para passageiros, porem os funcionarios se f com bases sendo fechada.