TAM negocia compra da Passaredo, afirma jornal

Denis Carvalho 11 · julho · 2014

O jornal O Estado de S. Paulo divulgou que a TAM está negociando a compra da Passaredo, a quinta maior companhia aérea brasileira.  A empresa regional está em recuperação judicial desde outubro de 2012 e precisa de uma injeção de capital para se reerguer, segundo disseram fontes próximas à negociação ao jornal. As duas companhias assinaram um acordo compartilhamento de voos no fim de maio, divulgado em primeira mão pelo Melhores Destinos, que passará a valer em 1º de agosto.

“O acordo é um namoro. O próximo passo é o casamento das empresas”, disse uma fonte. “Ainda não há um contrato de venda assinado. Mas a intenção das empresas é fechar a venda da Passaredo à TAM.”, afirmou a tal fonte ao jornal. 

Ainda conforme a matéria, a compra da Passaredo seria a porta de entrada para a volta da TAM ao mercado de aviação regional, considerada a nova mina de ouro do setor, graças aos recursos prometidos pelo Governo Federal. A Passaredo tem sede em Ribeirão Preto e voa para 20 destinos com 9 aeronaves turboélice da francesa ATR.

Antes da Passaredo, a TAM já tentou comprar outra empresa regional. A companhia assinou uma carta de intenção de compra da Trip em 2011, mas o negócio não vingou e a Trip foi vendida à Azul no ano seguinte. A companhia também comprou a Pantanal.

Embora tenha nascido com a aviação regional, a TAM abandonou esse mercado nos últimos anos, quando focou em voos entre grandes cidades brasileiras e operações internacionais. A companhia, no entanto, já admitiu que pode voltar às origens.

Em setembro do ano passado, a presidente da TAM, Claudia Sender, disse ao Estado que a companhia estava avaliando a formação de uma frota focada em aviação regional. Os planos já foram confirmados pelo CEO da Latam, Enrique Cueto, que comanda o grupo formado pela fusão da chilena LAN com a TAM.

A aviação regional é o foco de um programa de incentivo do governo federal. O governo pretende reformar 270 aeroportos e dar subsídios a empresas para viabilizar rotas regionais. A oferta de voos regionais também foi um dos critérios definidos pelo governo para distribuir espaços no aeroporto de Congonhas, o mais rentável do País.

Criada em 1995, a Passaredo é a quinta empresa do País, com 1% dos voos nacionais. A empresa é uma das poucas sobreviventes entre as pequenas companhias que operam no País – desde 2010, 11 empresas aéreas deixaram de voar.

Com dívidas estimadas em R$ 100 milhões, a empresa pediu recuperação judicial em outubro de 2012. Desde então, vem tentando se reerguer. A companhia, que chegou a voar com jatos da Embraer, reduziu sua frota para operar apenas ATRs, um avião mais econômico.

Nos últimos anos boatos já “venderam” a Passaredo para a TAM e para a GOL inúmeras vezes, por isso sempre temos um pé atrás com esse tipo de notícia. A concentração do setor nunca é boa para o passageiro, já que menos concorrência significa preços altos e menos promoções. Basta lembrar da venda da Webjet, que tanta falta faz às tarifas nacionais com suas promoções.

Por outro lado, seria bom ver a TAM de volta à aviação regional para disputar mercado com a Azul e forçá-la a reduzir os preços em algumas rotas, onde reina absoluta. Vamos aguardar o desenrolar dos fatos.

Publicado por

Denis Carvalho

Editor chefe

  • Uma das atribuições da ANAC não é/deveria ser impedir a formação de cartéis no setor?

    • BRUNO

      E seria uma atribuição da ANAC permitir o fechamento das portas das cias por falta de $$??
      A Gol já teria fechado então, se fosse seguir essas "atribuições "

    • Verdade. Uma pena que com o potencial que o Brasil ainda tenha uma demanda reprimida de voos, tanto domésticos quanto internacionais e que praticamente só uma companhia aérea tenha rotas realmente competitivas. É o Brasil.

    • Danielsson

      É o CADE que tem que impedir a formação de cartéis.

  • A Passaredo já foi boa , quando tinha os Jatos da Embraer, e preços bons, mas agora com os ATR não se tem mais qualidade.

  • artur aranha

    Tomara que a passaredo volte a voar para mais localidades, principalmente voar para a regiao norte, depois da compra da trip pela azul, os precos das passagens na regiao norte estao absurdos, acabaram as promocoes da epoca da trip

    • Se a gigante da aviação brasileira esta pensando em voltar as Origens, o que acho uma grande mentira deles, esta pode ser uma chance de voltar sem ter que mecher na sua atual zona de atuação.

  • Guilherme

    o dono da Gol eh o dono da Passaredo, e agora ele vai vender ela pra TAM?
    nao faz sentido

    • Pedro

      A Passaredo não é do Dono da Gol não , isso é boato passado , a Familia Felicio de Ribeirão Preto é dona da Passaredo Linhas aéreas , Passaredo Ônibus e opera um consórcio de transporte urbano na cidade.

  • José

    Não sei se é uma boa ou uma má notícia. Realmente a PTB está precisando mto de dinheiro, mas não acho que a pura e simples venda para a TAM fará a cia. voltar aos aureos tempos, até porque a Pantanal e a Trip morreram nas mãos dos compradores.
    Torço mto pelo sucesso da PTB.

  • Estou com essa mesma duvida
    Ate onde foi publicado o dono da GOL é dono da Passaredo, e se essa esta falindo é por interesse da GOL em vôos regionais.
    Deve haver algum projeto da GOL semelhante ao da TAM nessas rotas e pelos incentivos do governo

  • o dono da Gol eh o dono da Passaredo, e agora ele vai vender ela pra TAM?
    nao faz sentido,(2) noticiaa sem nexo.

  • bruno

    Nunca fez sentido do constantino ser dono da Passaredo.
    Esse BOATO surgiu, só pq a GOL vendia os destinos da passaredo em seus canais de venda.
    ACORDA!!!!

  • re178

    Só não podia acontecer igual o que a TAM fez com a Pantanal, Gol com a Webjet, Azul com a Trip, e, diga-se de passagem a Gol com a nova Varig. Lembrando que a Passaredo é a única cia. aérea brasileira que encerrou as atividades e depois voltou a operar, isso em 2002/2004, respectivamente. Boa sorte a Passaredo!

  • Paulo

    Espero que a TAM não compre a Passaredo e faça igual a Gol fez com a Webjet: comprou apenas para acabar com um concorrente.

  • Leonardo Pereira

    Muita gente comenta que é bom ter preços de tarifas menores, é óbvio que é excelente pagar menos, mas se uma empresa não consegue sobreviver, de que adianta cobrar, fazer dívidas, ir a falência e ser vendida para outra? A Webjet fazia preços baixos, mais baixo do que podia, e por isso faliu e foi vendida. Não adianta jogar toda a culpa pelo alto preço nas companhias aéreas, se elas realmente pudessem abaixar os preços, não estariam atoladas em prejuízos seguidos, e não vamos falar que é apenas incompetência também, elas têm assessoria de grandes empresas mundiais… nosso problema de tarifas altas está além do poder das empresas aéreas… Infraestrutura, ICMS sobre o QAV, são apenas dois exemplos tradicionais.

  • jean

    Os Chilenos vão dominar nosso mercado! Compraram a TAM (o que houve foi venda e não fusão!) e agora comprarão a passaredo por meio da sua testa de ferro no Brasil.

  • Andre Felipe

    O ideal seria que a PASSAREDO fosse comprada por um novo player que investisse realmente no mercado regional e que ganhasse escala gradualmente. Meu sonho seria que uma empresa como a Lufthansa fizesse parceria com investidores nacionais e adquirissem ou montassem uma cia aérea que voltasse a trazer qualidade para o mercado brasileiro.

  • Rodrigo Oliveira

    Empresa aérea brasileira, quando compra a outra, simplesmente a extingue.

  • O nome ''Passaredo'' caso a Tam concretize a compra ficará no passado. O nome ''Pantanal'' sumiu.. É o que irá acontecer! O mesmo acontecerá com a marca "Tam'' em alguns anos!!

  • Guilherme Galdiano

    hum…..moro em Tres Lagoas no Mato Grosso do Sul e apenas a Azul e Passaredo fazem o trecho Viracopos/Guarulhos. De umas duas semanas pra tras, a TAM começo a aparecer na pesquisa de viagens, mas não ouvi nada a respeito de uma nova cia aerea atuando aqui na cidade. Será que tem alguma relação?

    • re178

      A TAM que você vê na pesquisa na verdade é a Passaredo, é por causa do acordo que elas começaram. Provavelmente aparece lá: "TAM operado por Passaredo" e a aeronave é um ATR, e a TAM não tem ele. E o horário do voo da TAM também é o mesmo do voo da Passaredo.

  • Não acho a passaredo essa porcaria que muitos dizem. Posso dizer que viajo com eles pelo menos umas 5 ou 6 vezes por ano. O avião é razoavelmente confortável, o serviço de bordo similar às outras cias nacionais (exceto a Azul) e o preço é, normalmente, interessante. O que atrapalha um pouco é a baixa pontualidade, mas raramente atrasam mais do 30 ou 40 minutos. É chato e incômodo, mas pelo menos tem disponibilidade…

    Se a TAM comprar, a rota RAO – GRU, que hoje tem 8 voos diários (4 idas e 4 voltas) será reduzida para, no máximo, 4 (2 em cada sentido). Isso se não for completamente extinta, já que a TAM já opera para lá uma ou duas vezes ao dia. RAO era um aeroporto completamente abandonado (tinha uns três voos para CGH e olhe lá) e voos particulares. Com a Passaredo e a Azul, a cidade começou a ter mais voos diretos, que são bastante interessantes para os passageiros locais e da região, que tem mais de um milhão de pessoas.

    Fora que, atualmente, em voos curtos (GRU, GIG e CNF) teríamos que ir para SP e depois pegar um outro voo, o que praticamente quadruplica (ou mais) o tempo de voo. Um voo de uma hora, com conexões, passa a durar, facilmente, 4 ou mais horas.

    Por tudo isso, torço muito pelo sucesso da Passaredo. Se não é a melhor cia do Brasil, está longe de ser a pior.

  • To tendo muita dificuldade em postar comentários. Ou deletam, ou cai na moderação e nunca aprovam. Podem verificar, por favor? Obrigado.

    • Leandro você não é o primeiro a detectar isso!
      Eu e outras pessoas já falamos isso várias vezes aqui!

  • Marcos Loureiro

    Espero que a Passaredo se recupere. Ja vooei com eles e gostei muito. Sucesso para esta empresa.

  • Daniel Lima

    TAM não tem Tv ao vivo? . Azul é Tv ao vivo sky embraer 190/195

  • Rafael

    Não entendo isso, todo mundo fala da Gol, quando realizou a compra da Webjet, que foi uma perda e tals, mais quando é para lembrar da Trip que a Azul comprou ninguém lembra, pow!

    A Trip tinha promoções sensacionais, viajei bastante por ela, uma vez comprei passagem para crianças e adolescente como se fosse ônibus, tipo carteirinha de estudante…. idoso, crianças, adolescentes tinha descontos impressionantes, e quando a Azul comprou, puts! f4deu tudo, as passagens ficaram caras!

    Tam nem comento, só digo que é impossivel viajar com ela, preços irreais.
    Gol, é boa de preço, mais só também.
    Azul, tem atrativo nos aviões novos, e só. Só que domina regional, por isso assusta as outras…
    Avianca, ohh empresa cara! e destinos limitados.
    Passaredo, coitada.

  • Carlos Eduardo Souza

    Rafael, a idade média da frota da GOL é de 5,6 anos, nos padrões internacionais é a frota mais jovem do país, com a nova configuração interna das aeronaves que proporcionaram maior conforto foi um dos progressos da laranja, ainda falta um entretenimento a bordo. Mais a PTB não deve ser vendida, existem outros meios de se conseguir financiamento e injeção de capital, a familia Felicio tem grande valia e carinho pela Passaredo e a venda não seria vista com bons olhos.

  • Não é surpresa… A GOL e a TAM formam um cartel, o fato da TAM comprar a Passaredo, deveria, mas não me causa tanto espanto…

    Voos pra Macapá, minha casa, saindo do Rio de Janeiro, ida e volta, ou Macapá-Rio: não sai menos que 1500 reais! E eles tem a cara de pau de dizer que estão mais baratas as passagens!!! As passagens para o Norte estão absurdamente caras! A TAM e GOL fazem cartel sim!!! TODO MUNDO ACHA NORMAL, PORQUE "É ASSIM MESMO…"

    É só um desabafo… queria pagar um preço mais justo, só isso…