Do Brasil ao Chile em Boeing 777 da TAM – classe executiva

Denis Carvalho 26 · agosto · 2011

Apresentamos hoje a segunda e última parte do relato do leitor Samuel Paiva, que fez o trajeto entre São Paulo e Santiago no Boeing 777-300da TAM. Na primeira parte ele descreveu sua experiência na classe econômica. Desta vez ele nos conta como foi o voo de ida, em que experimentou – e aprovou – o tratamento da empresa na classe executiva. Vale lembrar que a TAM é a única companhia que opera a rota com o “Triplo Sete”. A LAN, sua concorrente, emprega o Boeing 767 ou mesmo aviões menores, como Airbus A320 e A319. Acompanhe a avaliação e boa viagem!

Chegamos mais cedo ao aeroporto na fria manhã de 3 de Julho , inicio das férias escolares e com voo programado para um destino muito procurado pelos brasileiros para ver neve -especialmente este ano, após a erupção do vulcão que impediu a temporada de Bariloche.

Como estamos falando de Guarulhos, toda precaução era bem-vinda e de fato o aeroporto estava lotado (precisamos agir urgente para suportar os eventos esportivos que estão por vir!). Mas para quem naquela manhã estava com a sorte de voar na classe executiva algumas boas surpresas estavam por vir.

Check-in
O check-in da classe executiva é feito em uma área reservada e sem fila, quase um oasis de tranqüilidade em meio ao caos daquela manhã em Guarulhos.

Os atendentes da TAM foram muito simpáticos e cordiais, rapidamente checaram os e-tickets e passaportes, confirmaram assentos e cuidaram da bagagem nos liberando em seguida para aguardar o voo na sala VIP da empresa, instalada no terminal 1 de Guarulhos.

Sala VIP
Check-in feito , cartões de embarque na mão era só passar pela imigração e aproveitar um pouco do que a TAM oferece em sua sala vip. Muito confortável, com várias comidas e bebidas disponíveis à vontade no esquema ¨self service¨.

Dentre as opções posso destacar sanduíches variados , frutas e pães acompanhadas de bebidas como sucos , vinhos e champagne , ente outros. Poltronas e sofás confortáveis estavam à disposição para um bom descanso enquanto o voo não era chamado.

Some a isso alguns televisores em uma espécie de sala de TV e computadores com internet. Mais uma vez foi possível se desligar de toda movimentação da sala de embarque e descansar confortavelmente antes do voo.

Embarque
Nosso voo foi chamado cerca de 30 minutos antes do horário previsto para a decolagem. Cruzamos para o terminal 2 pelo ¨conector¨ do aeroporto e logo estávamos no portão de embarque.

O 777-300 da TAM está configurado com 365 assentos. Com o voo lotado, como era o caso, o embarque pode ser mais demorado e longas filas se formam. Seguindo a chamada de prioridades, a classe executiva embarca antes e com uma fila pequena.

Os agentes foram atenciosos e logo estava acomodado com muita atenção da equipe de comissários na poltrona 11K , penúltima fila de assentos da classe executiva, configurada com 56 poltronas na disposição 2+3+2. O avião destacado para a rota foi recebido pela TAM em 2008 e é realmente uma aeronave nova, muito limpa e muito bem cuidada.

Do inicio do embarque até as portas serem fechadas, se passaram cerca de 40 minutos. O comandante deu as boas-vindas e fez seu ¨speech¨ informando o tempo de voo previsto de quatro horas e a meteorologia prevista na rota: naquela manhã fria e com forte nevoeiro em Guarulhos ainda iríamos enfrentar a passagem de uma frente fria desde São Paulo até o estado do Paraná e após seguiríamos em condições boas de voo e céu aberto.

Após o comunicado em português, inglês e espanhol, as instruções de segurança dos comissários foram passadas e o pushback (rebocamento do avião) autorizado com cinco minutos de atraso.

Voo
Pushback feito e os enormes motores GE bem ao meu lado na janela eram acionados. Um som imponente mas suave começava a invadir a cabine quase que como um aviso de que nosso voo estava prestes a iniciar-se e que aquela maravilha nos acompanharia nas próximas 4 horas.

Nos dirigimos à cabeceira 9L de GRU com 10 minutos de atraso, pouco trafego à frente e muita névoa . ¨Tripulação, decolagem autorizada¨ e logo o gigante da TAM com seu ronco inconfundível estava percorrendo velozmente a pista de GRU – em pouco tempo iniciávamos nossa razão de subida.

Uma leve turbulência ao passar pela forte camada de nuvens e logo estávamos estabilizados em nosso nível de voo

Classe executiva
Após atingir o nível de cruzeiro, foi oferecido um café da manhã muito bom e variado, cuidadosamente servido pela equipe de comissários.

As opções para aquela manhã eram omeletes com tomate ou crepe de queijo , ambas acompanhadas por frutas , alguns queijos e frios , geléia e manteiga , em seguida era oferecido uma cesta de pães onde podíamos nos servir à vontade.

As duas opções estavam ótimas e uma coisa chamou a atenção: as frutas estavam na temperatura ideal , a geléia e manteiga geladas e os pães quentinhos – um café da manhã digno de uma grande classe executiva.

As opções de bebidas iam de sucos a refrigerantes, passando por café, leite e chá. As refeições servidas em uma bandeja com uma agradável toalha, guardanapo de pano e talheres de metal.

Após terminar o café, bastou chamar um comissário para que o mesmo retirasse a bandeja, não sendo necessário aguardar sua vez .

Conforto
Depois do excelente café oferecido , resolvi transformar minha poltrona em uma ¨cama¨ para um descanso acompanhado de um filme do sistema AVOD (Audio Video On Demand) oferecido no ¨triple seven¨ da TAM.

As poltronas da classe executiva contam com tomadas para vários equipamentos e um controle totalmente elétrico das posições do assento, mas não são do tipo que reclinam 180 graus: você a tranforma numa cama meio inclinada. Não é nada que atrapalhe, porém poderia ser melhor.

Aqui uma coisa que só a TAM tem: o travesseiro e a coberta que dão para uso na classe executiva se parecem com os de nossa casa! O travesseiro macio encaixa na poltrona e a coberta é grande e muito confortável. Some-se a isso uma poltrona reclinada para posição ¨quase¨ cama e pronto: aqui está uma combinação perfeita para um sono reparador com certeza!

Entretenimento
Como ainda teríamos 2h40 m de voo, resolvi assistir a um filme do sistema AVOD disponível. As telas da classe executiva são ótimas e os controles também. As opções de filme eram um pouco limitadas, mas nada que incomode. São oferecidas ainda músicas, programas de TV e jogos.

Assisti ao filme ¨Sem Limites¨ em alta definição, muito bem acomodado em uma classe executiva digna das grandes companhias aéreas mundiais .
Mais um detalhe importante é que de pouco em pouco tempo as comissárias passavam oferecendo sucos e água aos passageiros .

Chegada
Cerca de 20 minutos antes do pouso uma chamada da cabine de comando nos informou que iniciaríamos o sobrevoo sobre a cordilheira dos Andes – uma visão inesquecível desta rota .

Logo após passar imensa cadeia de montanhas, o comandante nos informou o tempo em Santiago, que naquela tarde era um dia típico de inverno com ceú azul e temperatura bem fria, por volta de 4 graus.

O triplo sete iniciou uma razão de descida acentuada e a tripulação preparou a todos para o pouso. Procedimentos realizados e o toque na pista do aeroporto internacional Arturo Merino Benitez, em Santiago, foi suave e digno de uma aeronave como o 777-300 e o melhor de tudo , no horário!

O desembarque foi rápido, em um ¨finger¨ não muito distante da imigração e esteiras de bagagem. As malas da primeira classe e executiva têm prioridade de desembarque e logo estaríamos liberados para aproveitar a bela, educada, limpa, organizada e encantadora cidade de Santiago.
Comentários Finais

– A TAM cuida muito bem do seu passageiro na classe executiva e oferece um serviço de classe mundial , os 777 da TAM estão impecáveis e proporcionam uma experiência de voo muito confortável.

– Se for possível não pense duas vezes antes de investir na classe executiva da TAM para voos de longa duração ou com aviões grandes em rotas na América do Sul, como é o caso do triplo sete para Santiago ou o Airbus A330 para Buenos Aires.

-Uma lembrança muito forte da simpatia da tripulação da TAM ficará sempre presente.

-Já a classe econômica mantém um padrão de serviços dentro do propostos e oferece um serviço de bordo completo e um sistema de entretenimento muito bom, mas a configuração do 777 com 10 assentos por fileira torna pouco confortável a experiência de viajar. Tenho 1,80 e me senti ¨travado¨ em um assento muito estreito.

Um bom voo a todos!
O Melhores Destinos agradece ao leitor Samuel Paiva pela avaliação. E você já fez algum voo internacional pela TAM? Tem mais alguma dica sobre a empresa? Deixe seu relato nos comentários abaixo!

Se quiser fazer a avaliação de alguma empresa que ainda não foi descrita aqui no Melhores Destinos mande um e-mail para contato@melhoresdestinos.com.br, ficaremos felizes em publicá-lo.

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe
  • Ricardo Daniel

    Só tenho a dizer que foi uma viagem e tanto em Samuel? Agradeço a você e ao Leonardo dos Melhores Destinos por terem publicado esta matéria e deixar nós leitores, com uma vontade imensa dessas regalias oferecidas pelo triple seven da TAM. Valeu pela matéria!

    • samuel paiva

      Sempre que voar , faremos relatos!!!

  • Emerson

    Fiz este mesmo vôo na classe executiva da TAM e foi excelente. De fato, você nem quer sair da Aeronave. Entretanto, pela classe econômica, fiz viagens no 777 na rota Guarulhos – Frankfurt e achei apertadas as poltronas, apesar de ter um bom sistema de entretenimento a bordo.

  • José

    Fiz o mesmo voo, na classe executiva, um dia antes, em 02/07, e no assento imediatamente atrás daquele em que se sentou o autor do post. Mas, ao contrário do autor, não aprovei o voo. Entre o encerramento do embarque e a decolagem efetiva, passou-se quase 1 hora (devido "à grande quantidade de bagagens a ser acomodada no porão", relatou o comandante) e, nesse período todo, nenhum tripulante se apresentou para oferecer água ou o que fosse. Tivemos que chamá-los pelo botão e demoraram mais do que o esperado na classe executiva para nos atender. Quando me foi oferecido o café da manhã, não havia mais a opção de omelete e o wrap de queijo não estava nada bom. Aliás, a classe econômica também recebeu omelete e, pelos relatos, me pareceu que era basicamente a mesma da classe executiva (com exceção, é claro, do modo de apresentação da refeição e da quantidade). O pão estava frio e muito duro, horrível. Depois do café da manhã, os tripulantes sumiram. Foi necessário chamá-los pelo botão para conseguir um pouco de água (servida em copos de plástico!). No banheiro, não havia nenhuma amenidade, não havia escovas nem pasta de dente, nem lenços perfumados, nem creme hidratante, nada mesmo (lembrando que a TAM nao nos ofereceu kit de amenidades individual no início do voo, ou seja, era necessário que o banheiro contasse com o mínimo de produtos de cuidado pessoal). No desembarque em SCL, as bagagens da classe executiva não tiveram prioridade alguma. Os tripulantes foram um pouco secos, esperava mais cordialidade e simpatia. Não aprovei a executiva da TAM, pelo menos nesse trecho interno da América do Sul, até porque ainda nao conheço o serviço executivo da companhia nos voos para os EUA e Europa. Na América do Sul, fico com a LAN, o serviço da chilena é consideravelmente superior, tanto na executiva quanto na econômica.

    • samuel paiva

      É uma pena , eu ja voei em outras classes executivas , claro que existem melhores e até por preços parecidos mas a da TAM está na média e me deu total atenção , arriscaria de novo sim!! mas lendo seu relato realmente parece que eles podem ficar amais atentos a algumas coisas.

  • Rodrigo

    Achei a poltrona estreita para executiva, qual era a configuração?

    • samuel paiva

      2+3+3 , é na média do mercado (excepcional mesmo acho que só a SINGAPORE que usa a configuração 1+2+1) , ms não é tão estreita não e quando voce transforma em uma ¨cama¨ o braço lateral desce e dá maior mobilidade para o passageiro poder dormir!

  • Pedro Guerra

    MAIS UM RELATO EXCELENTE DO SAMUEL! , Outro dia (quando teve uma promoção da BA) li novamente seu relato , completo , perfeito!!! nos deixa com vontade de fazer os mesmos voos!!! e agora este da TAM , muito completo novamente , parabens ao Samuel e ao MD por nos abastecer com tão boas informações!!!

    Quanto a TAM , acho uma cia boa , ja voei em trechos internacionais e acho na média o atendimento com algumas falhas , agora a configuração na economica do 777 é péssima!!! o A 330 tem mais espaço !

  • André

    Viajei nessa aeronave na classe executiva em junho/11 no trecho Santiago-São Paulo, realmente é um atendimento de padrão mundial, o almoço servido foi fantástico (risoto de frutos do mar) acompanhado de um Bordeaux e sobremesa (torta de chocolate). O sistema de entretenimento torna o vôo muito agradável.

    []'s

  • sou cliente Tam ja ha muitos anos, para mim é a melhor cia. Principalmente pelos profissionais, atendem excelentemente. Problemas todas tem, e imprevistos tbm. Fiz uma única viajem internacional pela Tam, para Miami. A melhor viajem internacional que fiz, sou deficiente fisico, mas posso andar um pouco, e o atendimento sempre foi VIP, destaco tbm a sala vip, pelo meu cartão nao tenho direito, mas quando em viajem para os USA, deixaram eu usar, pois teria que esperar muito no aeroporto, e eu estava com dores.

  • Diego

    Comentário muito pertinente, parabéns Samuel… Valeu a família melhores destinos

  • Marlos

    Apenas tomem cuidado ao voar em Primeria Classe com a TAM para os EUA. O avião da ida para MIAMI era um 767 muito velho, bem pior do que a classe executiva de outras companhias…

  • Vanderlei

    Eu fiz esse mesmo voo com a Tam em Junho no feriado, foi otimo, muito bom atendimento, o aviao é uma delicia para viajar, vale muito a pena, e quando voa por cima das cordilheiras dos andes que espetaculo, muito bonito. Esse aviao da Tam é otimo.

  • bruno

    vendo esse post fiquei com vontade de uma viajem assim. mas por enquanto estou fazendo curitiba foz ou curitiba sao paulo comendo amendoim na gol ou pagando 12 conto no sanduiche da webjet (muito bons por sinal)… tragico…

  • Alessandro Garangau

    Pessoal sem palavras p. descrever oque esse gigante.Eu fiz em Fevereiro um voo sem querer em Salvador p. Guarulhos vindo de Maceio.Apos decolagem em Gru.p.SBCT.Afinal jamais imaginei que estaria dentro da mais bela aeronave do mundo hoje em dia,um icone ao lado do B747.400.Mas vamos ao voo.Aeronave B777.320-PT-MUB-TAM355-SBSV-SBGRU.Decolagem as 15:55Pm-Voo fantastico(Classe economica)Atendimentoexcelente.Aeronave confortavel,Alem de uma vista unica que incluia um belo por do sol entre colunas de CB-no meio do caminho um susto(Passageiro de primeira viagem em WB)A pergunta(Mae que horas sao agora? 18:05Pm)A duvida?(A gente decolou a 3 horas Atras e Ainda nao pousamos?=(A-conclusão)Ihhh-pegamos o Voo errado-e estamos indo p.Frankfurt.)Apos um certo tempo de tensao o Alivio.(Tripulaçao prepararse p. o pouso estamos se aproximando de guarulhos.)com um pouso suave e um taxi sendo observado de perto por um B747-BAW-Finalizo minha primeira e inesquecivel experiencia nessa Fantastica Aeronave.Antes de pegar o A320 rumo Aminha gelida Curitibauma ultima olhada p. ter certeza que enquanto a tantos querendo coisas futeis,estupidas e ignorantes como Guerras.Ainda a pessoas Capazes de feitos como esse.Long vida T7.Meu icone,Minha Paixao.Alessandro 2971.Abraços e Obrigado.

  • Claudivania

    Viajei em julho para Lima no Peru pelo convenio Lan/Tam, o voo de ida foi pela Lan que apesar de atrasar devido ao mal tempo em SP o voo foi feitomem uma aeronave divina, com espaço entre as poltronas e serviço de bordo muito bom. Ja a volta o voo foi da TAM, que decepção , poltronas apertadas, voo lotado e servico de bordo medíocre. Conhecer o peru foi divino, o voo de retorno nem tanto,a aeronave da Tam ficou a anos luz atras da aeronave da Lan.

  • Rodolfo Madrona

    Nossa muito legal deve ser muito bonito viajar em um Boeing 777-300 ainda mais ser tão bem recebido como na classe executiva. Ficar em uma sala reservada.

    Muito legal.

  • Andre

    Fiz meu primeiro voo com tarifa promocional pela TAM semana passada. Nao sei se tem a ver com a tarifa, mas fui completamente ignorado na hora do serviço de bordo. A passageira que estava ao meu lado foi servida normalmente, e para mim nao ofereceram nem agua.

  • Leonardo Marques

    Não te viram, era só você ter chamado.

    • Décio Tkacz

      Leo, pq não fazer um post ao contrario, das coisas que sairam erradas, muitas vezes engraçadas? No meu caso, a uns 20 anos atrás, viajei pela LAB, La Paz – Santiago. Bem, ao entrar no moderno avião, acho que 737, percebi que um Sr. sentava-se em meu lugar, então pedi que por favor mudasse de lugar. Para minha surpresa, o numero do assento, era o mesmo do meu! Então acionei a aeromoça, que gentilmente me mudou de lugar. Ok, fui a outra poltrona, me acomodei, e ao reclinar o encosto, surpriseeee, ele caiu. Bem, novamente acionei a tripulação, que me remanejou de lugar(o ultimo disponivel), bem, me acomodei, vi que a poltrona dessa vez funcionava, e…. senti algo em minha cabeça, olhei para cima e havia uma goteira bem em cima de mim???? Incrivel! Bem, resumo da história, me puseram no assento da tripulação. Só não me levantei e fui embora pq não podia atrasar mais.

      Hj dou risada, quando se é jovem vale tudo!

  • Jonathan

    Já fiz o trecho GRU – Frankfurt cerca de 10 vezes no B777 da TAM na econômica. A diferença do atendimento (embora tivesse que ser padrão) está na equipe de comissários e na chefe de cabine que do voo. Existem equipes e equipes.

  • sarah

    Viajei em julho pra Buenos aires,pela TAM,saindo as 5:00 da manha de Brasilia e trocando de aviao em Sao paulo,o aviao na classe economica muito legal,nao ficamos apertados,achamos bem espacoso.Servico de primeira.

  • Nossa! comigo foi o inverso. Tudo que você disse que não deve com a TAM ocorreu comigo com a LAN… ou era TACA?! não lembro, uma destas. Já na TAM mesmo, pra Londres no 777, foi ótimo, e a aeromoça falava 4 linguas… pra quem já pegou vôo pra Londres com a TAM no qual elas não falavam nem inglês fiquei até supresa! Hoje em dia tá triste… aeromoças totalmente despreparadas… nem culpo elas, o mercado cresceu e eles tiveram de contratar gente despreparada, mas não deram o treinamento adequado e nem um suporte pra aprender novas linguas.

  • Luiza eu Viajei para o Equador pela Taca conexão em Lima no Peru muito bom na clase economica os comissario atenciosos era de El Salvador falando em Espanhol tudo muito bem explicado, o lanche muito bom só o jantar na volta tinha que pagar 5 dolares o lanche não pagava nada, muito limpo no vôo os banheiros também já viajei pela Avianca é uma companhia muito boa A Gol é boa precisa melhora os banheiros precisa ser mais limpo eu nunca viajei pela tam pessoas de minha familia sim e disse é melhor Azul o vôo é muito apertado até parece um onibus comum.

  • Bayard

    Pelo visto, padronização é o que falta à TAM. Fui a Buenos Aires em fevereiro de Classe Executiva num A330. Ficamos 30 minutos dentro do avião sem ar condicionado. Ao acionar o comissário, ele me informou, erroneamente, que o ar só é ligado quando os motores são acionados, o que é incorreto, pois há uma coisa chamada APU, que fornece energia para o avião enquanto ele está em solo. Não me ofereceram opção de café da manhã. Colocaram à minha frente uma massa folhada do mesmo naipe que os folhados de padaria. Ao perguntar por que não me ofereceram a opção, o comissário contrariado disse que era isso ou pizza vegetariana, mas não se desculpou pelo "esquecimento". E esse foi o ponto alto. O sistema de entretenimento simplesmente não funcionava e a sensação que os comissários passavam as poucas vezes que passaram pela cabine era de quem simplesmente não nasceram para servir, atender, ou como a TAM fala, não têm paixão pelo que fazem. Não pago por apaixão, apenas por profissionalismo. A volta, de executiva também, foi pela malfadada TAm Mercosur. Comida ruim, assentos velhos, atendimento rude.

    Mas não me dou por vencido. Em maio 2012 vou a Paris pela TAM de Executiva, abrindo mão da minha fidelidade à executiva da TAP (fraquinha mas muiiiito barata).

    Até lá.

  • Gabriel Alexandrino

    Ola Pessoal Sempre viajando. Então sempre que posso sou fiel a TAM, gosto muito do serviço da executiva deles IMPECÁVEL. A 1ª Classe então nem se fala né. O serviço deles realmente para mim é o melhor da América e do que da TAP EXECUTIVE(ÚNICA EUROPÈIA QUE JÁ VIAJEI) A United nem se fala. Atendimento péssimo em 1ª classe. A única diferença era o assento. Aliás VELHO. Comissário americano Mal educado e serviço nenhum. A executiva deles então horrível. Quando pedi para ser acordado na 1ª classe da United o Comissário me disse que não poderia pois estaria em seu horário de descanso. NOSSAAAAAAAAAAAAAAAAAAa…………. A TAP ENTÃO NA executiva me disseram que não poderiam esquentar o LEITE JESUS. que coisa. Na tam tudo é perfeito. Principalmente a presteza dos comissários.

  • Já viajei nessa rota e com esse avião, mas de First.

    O voo saiu e chegou no horário, a cadeira era extremamente confortável (no esquema 1-2-1), porém destaco alguns pontos negativos:

    1) Revistas velhas, eu viajei no meio de novembro de 2011 e tinham revistas de agosto.

    2) A comida não estava boa, entendo que o voo era pela manhã e não serviriam almoço, mas o café servido foi aquém do que esperava para uma primeira classe (foi igual o que o Samuel relatou). Uma mini-pizza que serviram estava meio queimada inclusive, e não tinha nenhuma opção de bebida (vinho, cervejas, etc).

    3) Como na executiva, não existia nenhuma opção de kits de amenidade.

    Eu peguei a passagem por milhas promocionais (pela US Air, ganhas na passagem em promoção da Qatar de 2010), mas para um ticket que custava no site R$ 7000,00 o round trip, esperava algo melhor.

  • Luiz Gustavo

    E as bebidas alcóolicas? Champagne à disposição?

  • Jussara

    Muito bom o relato. Fui para Buenos Aires este ano pela executiva da TAM [Mercosur], achei o serviço de bordo bom, e olha que eu acho o serviço da TAM sempre ruim, ao contrário do que todo mundo que idolatra a TAM diz. Não lembro quantas poltronas tinham, só lembro que eram aos pares. Eu fui na primeira fila e o espaço para as pernas é excelente.

    Quem nos atendeu foi a chefe de cabine. Alguns passageiros não entendiam espanhol e ela se esforçava no portunhol. Foi solícita, tentava ser simpática, mas era uma simpatia meio forçada (como sempre é na TAM). Apesar disso, achei tudo muito bom. Como o Samuel diz no relato, eu também gostei bastante do cobertor (mas não se compara ao da minha casa, não, rs) e do travesseiro. O café-da-manhã achei farto, quentinho, ela nos deu opção de escolha. No geral, o atendimento foi até um pouco bajulador, toda hora perguntava se queríamos mais bebida ou mais alguma outra coisa, e isso até me incomodou um pouco.

    Só acho chato ter um atendimento melhor na executiva por estar pagando mais, acho que o atendimento deveria ser padrão, quem vai de econômica também está pagando. Mas é assim que as coisas funcionam no mundo, né? O dinheiro, status e posição social sempre falam mais alto, infelizmente.

  • Gustavo

    Eu já voei na classe executiva, no tempo em que dava para resgatar passagens para a Europa com milhas, algo quase impossível na TAM hoje em dia. Parece que o tratamento deles muda de acordo com a rota.

    Em 2010, viajei para Paris na executiva. Pudemos relaxar na sala executiva no aeroporto de Guarulhos, onde, conforme o relato, tinha bebidas, lanches, petiscos, internet (um tanto lenta) e até chuveiro disponível.

    Quanto ao voo, que voo maravilhoso! Nenhum atraso, tratamento de primeira, com opções de entrada, prato principal e sobremesa no cardápio. E quando desembarcamos, feitos os trâmites de bagagem e imigração, ainda tinha a nossa espera um motorista que falava português (nascido em Portugal) que nos levou ao nosso hotel. E na volta, no horário combinado, lá estava ele nos aguardando.

    No final do mesmo ano, experimentamos o mesmo serviço para Buenos Aires. Uma porcaria! Não tinha serviço de transfer, a não ser que aceitássemos entrar na fila do Manuel Tienda León, um ônibus com filas enormes que só deixa numa estação de metrô – e não no hotel.

    Na volta, ainda ficamos mais de meia hora presos no avião depois do desembarque, porque a unidade de energia não tinha chegado e a porta não podia ser aberta, causando muita reclamação a bordo.

    Bem, poderia ter sido um mero azar meu. Que nada! Três meses depois, retornamos a Buenos Aires usando o mesmo serviço, e com o mesmo péssimo atendimento. Com o agravante de que quando fizemos o check-in, fomos avisados que haveria um atraso de mais de quatro horas, pois o avião em que retornaríamos ainda estava no Brasil! Tempo suficiente para darmos umas quinze voltas no free-shop e nos empanturrarmos com aqueles salgadinhos servidos na super lotada "sala vip" do aeroporto de Ezeiza,,,

  • Bernardo Cretton

    Samuel, estou atrasado (em relação à leitura) da sua reportagem, mas, sinceramente, não sabia nem que a TAM possuía essa aeronave. Tenho conhecidos que voaram nela, pela Emirates, no voo de 14h horas GIG-DXB, e adoraram. Muito bom!

  • Cleber Caldas

    Viajei ontem com meus pais de Santiago à São Paulo pela executiva da TAM, e a minha opinião condiz em 99% com as do José e a da Claudivania, a menos de que, no banheiro, havia sabonete líquido, não só no sistema normal, ao lado da torneira (com água com temperatura regulável) como em sachês também.
    A tripulação não chegou a merecer críticas duras, mas também não mereceu elogios. Ficaram entre o seco da maioria e o mínimo de simpatia por parte de alguns. E fora a refeição (no caso, almoço) e a venda do Duty Free, não ofereceram absolutamente nada, a não ser quando solicitada pelo botão. Sem kit de boas vindas, sem prioridade nenhuma na bagagem (apesar de etiqueta "priority", ficamos entre dos últimos a deixar o local das esteiras em Guarulhos, assim como outros da executiva). A viagem não foi ruim, mas a ida, pela executiva do 767 da Lan, foi infinitamente superior em serviço, eficiência, alimentação, apresentação e simpatia da tripulação e conforto dos assentos. Foi a primeira experiência em ambas, então não sei se são sempre assim (bem, com o Samuel, pelo menos, não foi), mas a Lan ganhou de longe TAM.

    • Cleber Caldas

      Faltou comentar, positivamente, que a sala de espera para a classe executiva da TAM em Guarulhos realmente é muito confortável! Nos utilizamos dela antes do vôo de São Paulo a Santiago pela LAN, inclusive porque houve atraso de meia hora, e foi excelente!

      E vendo as fotos, lembrei de outro detalhe: o sistema de entretenimento da TAM é pouca coisa superior ao da LAN, mas a câmera frontal do avião não estava funcionando. Só era possível visualizar a inferior, o que foi uma pena. Essas câmeras são um dos diferenciais, assim como a possibilidade de enviar e-mail e SMS, que não encontrados no sistema da LAN.

      Viajei ontem com meus pais de Santiago a São Paulo pela executiva da TAM…

  • Cleber Caldas

    Faltou comentar, positivamente, que a sala de espera para a classe executiva da TAM em Guarulhos realmente é muito confortável! Nos utilizamos dela antes do vôo de São Paulo a Santiago pela LAN, inclusive porque houve atraso de meia hora, e foi excelente!