Após reforma, Guarulhos terá hotel, shopping e poderá receber A380

Denis Carvalho 5 · setembro · 2012

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

A concessionária que venceu o leilão para administrar o Aeroporto Internacional de Guarulhos, o maior do país, apresentou hoje o projeto de ampliação e reforma previstas até a Copa de 2014. A principal obra será a construção do Terminal 3, possibilitará o fluxo de aviões de classe F, de maior porte, como o Airbus A-380 e o Jumbo 747-800. O novo terminal terá ainda um hotel cinco estrelas para passageiros em conexão e um shopping.

Segundo a concessionária, o aeroporto receberá investimento de R$ 2,6 bilhões até 2014. No valor já está a adequação da pista 9, que passará de 45 metros para 60 metros de largura para receber aviões de classe F. As aeronaves, segundo Marques, não operam no Brasil devido a restrições aeroportuárias.

Para passageiros em conexão, o Terminal 3 terá um hotel cinco estrelas na área de imigração com 50 quartos para quem precisar esperar por voos no dia seguinte. Também até a Copa, um outro hotel cinco estrelas com mais de 200 quartos deverá ser construído próximo ao aeroporto, ligado ao empreendimento por uma passarela.

Gráfico do portal G1 sobre as obras no aeroporto

O Terminal 3 terá capacidade de 12 milhões de passageiros por ano. As obras, que envolvem reforma nas pistas e dos terminais 1 e 2, deverão afetar a operação em Cumbica. Por isso, a previsão é que as obras sejam executadas, principalmente, na madrugada, período de menor fluxo de passageiros.

Até o fim da concessão, em 2031, a concessionária responsável pela reforma e ampliação do Aeroporto Internacional de Guarulhos espera ampliar o fluxo de passageiros dos atuais 32 milhões anuais para 60 milhões. Nos 20 anos de concessão também serão ampliadas as vagas de estacionamento de carros e as posições de parada de aeronaves.

Conceito asiático

A concessionária dividiu o projeto em três etapas. A primeira diz respeito às obras até a Copa. Já a segunda vai da Copa à Olimpíada de 2016, que será realizada no Rio de Janeiro. A terceira e última vai de 2016 até o fim da concessão, que dura 20 anos.

O novo terminal terá 192 mil metros quadrados. De acordo com o projeto haverá um grande investimento em uma estrutura de shopping center, com lojas, restaurantes, salas vip e áreas de descanso. A reforma prevê também um novo processador de bagagens para agilizar o serviço e a modernização dos sistemas de iluminação e de segurança nos terminais 1 e 2 do aeroporto.

O gigante A380 em sua última visita promocional ao aeroporto

O novo edifício-garagem, com previsão de entrega no primeiro semestre de 2013, terá 85 mil metros quadrados e cerca de 2,4 mil vagas. Com ele e a reordenação do atual estacionamento, são previstas 10 mil vagas de estacionamento até a Copa de 2014. Para 2016, o aeroporto deve completar 20 mil vagas, com a construção de outros dois edifícios-garagem.

Para facilitar o fluxo de passageiros e a chegada ao aeroporto, a concessionária projeta também um terminal rodoviário com capacidade para 22 ônibus. Também são esperadas as conclusões de obras do Rodoanel e da Linha 13-Jade, da CPTM, que terá uma estação no próprio aeroporto para receber trens vindos do Brás. Com isso, será possível chegar a qualquer lugar de São Paulo e cidades próximas por meio da integração trem e metrô.

Entre os planos também está um monotrilho entre o terminal 4, hoje usado pela Webjet, ligando-o aos outros terminais, em um trajeto de pouco mais de 1 km. A intenção é levar os passageiros que desembarquem do trem da CPTM.
O Aeroporto de Guarulhos tem atualmente 54 posições para o estacionamento de aeronaves. Até o fim da concessão deverão ser 130 posições, sendo 34 só até a Copa do Mundo. Nas pistas, outras alterações previstas são a reforma de pistas de rolamento, a construção de saídas rápidas para as aeronaves e a instalação, segundo a concessionária, de equipamentos de segurança e áreas de escape nas cabeceiras das pistas.

Mesmo com as obras já iniciadas, os responsáveis afirmam que o prazo para entrega das obras antes da Copa é apertado. Para agilizar as obras, o projeto tem estruturas pré-moldadas, vãos e medidas padronizados e paredes retas. As obras no aeroporto começaram há uma semana e cerca de 500 operários trabalham no local.

Com a conclusão de todas as obras, o Aeroporto de Guarulhos terá quatro terminais. Os de número 1 e 4 serão destinados apenas a voos domésticos. O terminal 2 receberá voos mistos e o 3 terá voos internacionais, de maior duração e com aviões de maior porte.

Mais informações nos portais G1, Terra e Folha

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe