Cuidado! Receita Federal prepara novo sistema para fiscalizar passageiros na chegada de voos internacionais!

Denis Carvalho 24 · setembro · 2014

Não é de hoje que a Receita Federal vem fechando o cerco sobre os brasileiros que viajam ao exterior para fazer compras. A novidade é que o Fisco está desenvolvendo um novo sistema de monitoramento, que promete tornar mais rígida a fiscalização do desembarque dos voos internacionais a partir do ano que vem.

De acordo com o jornal O Globo, o novo sistema, que já está em fase de testes, promete ser um “Big Brother” dos passageiros, permitindo que os fiscais da aduana tenham em mãos não apenas o nome de cada passageiro que está desembarcando, mas também a profissão, lugares que visitou nos últimos meses e quantas vezes. “Com isso, será possível identificar aqueles com maior probabilidade de terem estourado o limite de isenção de US$ 500 para produtos comprados fora do país trazidos na bagagem”, explica a publicação.

Receita Federal
Receita Federal no Aeroporto de Guarulhos

Ouvido pelo Globo,  o subsecretário de Aduana e Relações Internacionais da Receita, Ernani Checcucci, afirmou que o objetivo é dar maior eficiência ao trabalho de fiscalização. Na hora do desembarque, a Receita já terá feito uma seleção prévia dos contribuintes que precisarão necessariamente passar pela verificação de bagagens. O sistema será montado com informações que a própria Receita já tem e com dados de viagem que serão repassados pelas companhias aéreas.

“O sistema ajuda a montar um perfil dos viajantes de modo que a Receita possa selecionar melhor os contribuintes que vai fiscalizar. O processo é mais eficiente e ágil”, explicou Checcucci.

Segundo balanço da área aduaneira passado com exclusividade ao Globo, no primeiro semestre de 2014, 10,6 milhões de passageiros desembarcaram nos aeroportos brasileiros em voos internacionais. Em média, passaram pela revista de bagagem 130 viajantes por voo. O total pago em tributos pelos não declarantes (pessoas que não declararam mercadorias, mas foram paradas pela fiscalização) somou R$ 129,6 milhões. O valor é mais que o dobro do registrado no último semestre de 2013, de R$ 49,2 milhões.

Ainda na matéria do jornal, o tributarista Ives Gandra Martins avalia que o novo controle da Receita Federal pode ser considerado uma invasão de privacidade, uma vez que o Fisco vai solicitar informações que fogem de sua competência. Ele avalia que o acompanhamento dos dados de viagem caberia à Polícia Federal:

“Hoje, as pessoas têm cada vez menos privacidade. A Receita tem mais informações sobre os contribuintes do que eles imaginam. O Fisco conseguiu, por exemplo, passar a ter acesso ao sigilo bancário dos contribuintes sem ordem judicial. Isso chegou a ser questionado no Supremo Tribunal Federal (STF), mas a ação nunca foi julgada. Na minha avaliação, esse é um caminho irreversível”.

Receita Federal

Compras pela internet

Ainda conforme o Globo, a fiscalização em aeroportos não é a única área em que o Leão quer avançar. Segundo Checcucci, a Receita também vai apertar a fiscalização nas compras feitas pela internet no exterior. Ele explicou que as remessas postais (que são entregues pelos Correios) são o maior desafio, pois a estatal não tem dados detalhados sobre quem está vendendo e quem está comprando.

Por isso, a ideia agora é trabalhar numa integração com os Correios de outros países para conseguir uma troca de informações que permita um controle maior sobre esse tipo de transação. Checcucci lembrou que as remessas postais crescem a cada ano. No primeiro semestre de 2014, por exemplo, o total chegou a 10,6 milhões, o que representa um crescimento de 17,2% em relação ao mesmo período do ano passado.

Já a arrecadação tributária decorrente dessas remessas somou R$ 146,67 milhões, valor 22,2% maior do que o do primeiro semestre de 2013.

Quer saber mais? Leia nosso post especial sobre compras em viagens internacionais e fiscalização da Receita Federal

Leia a matéria completa no site do Globo.

Sugestão do leitor Bruno Rodrigues

Publicado por

Denis Carvalho

Editor chefe

  • Fernando Barontini

    Melhor nem reclamar… vai que eles monitoram o Melhores Destinos também. Haja paciencia com esse governo.

    • Jonathan

      Boa Fernanado! Por exemplo, eu nunca compro além dos 500 dólares!

      • Priscila

        JAMAIS!!!!!

    • Noêmi Ribeiro

      O governo americano faz isso a muito tempo…

      • Gian

        O governo americano não explora a população tanto quanto o brasileiro, que além de já dar um fígado por ano para o governo,quando viaja permite trazer míseros 500,00 dólares de cala a boca, se não vai ter que empurrar mais imposto em cima de você…eles fiscalizam,o Brasil lucra.

        • Wagner Franco

          Um erro não justifica o outro. Se o governo é corrupto, é um simples reflexo da sua população de Gersons.
          Se quiser trazer mercadorias além do limite, que pague caro por isso mesmo.

          • jonh

            Você deve se do tipo que acha que pagar impostos caro e
            melhoria para o Brasil e que tem 100% do retorno para o povão!
            Continue pensando assim amigão no seu mundinho que você esta bem…

          • Mario

            Concordo com vc, mas será que os políticos com passaporte vermelho passam só quinhentão? Uma coisa não justifica a outra, né?

          • Carmmando Alves

            discordo Wagner Franco, o Dinheiro é meu e eu tenho o total direito de fazer com ele o que eu bem entender, cabe a mim comprar produtos no Brasil ou não, é um direito meu, mas que na pratica aqui no brasil não é respeitada, gostam de criticar os EUA mas lá o direito de escolha e liberdade é levado a serio, se o Cidadão americano quiser comprar fora do pais ele não é taxado de maneira absurda como aqui no Brasil, aqui se acha que é dono de um terreno mas na verdade ele não é seu é da união e você só paga uma concessão por ter aquela terra, vai vender a sua terra com IPTU atrasado ??? não vende, se você encontrar ouro ou petróleo no seu terreno ele não lhe pertence é da união ou melhor é do Governo !!!

        • concordo nao e assim nos states

      • João

        Mas nos EUA , vc não paga IPTU , IPVA , ICMS etc… etc… etc… Tenho amigos q moram lá e nenhum precisa pagar plano de saúde , não se preocupam com segurança e não tem nenhum filho em colégio particular , os filhos em colégios públicos recebem café da manhã e almoço na escola.

        • Poliana

          Não sei se é você ou seus amigos que estão mentindo, mas dizer que uma pessoa mora nos EUA e “não paga” impostos é no minimo uma ideia de gente que acha que tudo nos EUA é melhor que no Brazil, mero engano. Bens de consumo são baratos sim, mas se a pessoa precisar de um medico e não tiver dinheiro, tá muito lascado. Eu moro nos EUA e posso te dizer que nem tudo aqui é o que o povo Brasileiro imagina.

          • Flavia

            Volta para cá para você ver o que é estar lascado DE VERDADE. Aqui paga-se tudo duas vezes, e com saúde até três, porque com a pública não podemos contar, e quando se tem o plano de saúde, tem que pagar quase tudo por fora porque a qualidade dos serviços está equiparando-se ao público. Aí pode não ser a melhor maravilha do mundo, mas está anos luz à frente desse país miserável que é o Brasil com todos os seus impostos, corrupção e falta de educação.

          • claudinei

            nao sei em que estado voce vive, provavelmente na Florida, mas aqui em Massachusetts a saude e de graca sim, para todos, o seguro para ilegais que se chama free care e o melhor, cobre 100%.

          • Mastim

            Ele não disse que nos EUA não se paga impostos, ele disse que lá não existem vários dos impostos que existem aqui. Ele também não disse que a saúde é grátis em lugar algum. Aprenda a ler antes de falar.

          • aline

            Nao e uma maravilha mesmo mesmo nao, mas que e muito melhor sem duvidas e. Tanto e,que tem horrores e brasileiros nas terras do tio Sam reclamando, mas ninguem quer voltar, medico caro mesmo, mas o atendimento e absurdamente bem dado. Falo por mim, meu esposo, e meu cunhado que ja precisamos de medicos e nao tivemos nenhum problema em se atendido, sem dinheiro e tivemos a conta paga por fundos de empresarios que tem milhoes de reservas nos hospitais a disposicao de quem nao pode pagar.

          • roblima632003

            VC. Deve estar ilegalmente… Ai, não tem direitos …

          • Adriana

            Concordo com você!
            Acabei de comentar aqui sobre isso. A galera anda assistindo muita TV, fala sem saber.

            Mania estranha de comparar o Brasil com países desenvolvidos. Além de sermos um país em construção, tem coisas que no Brasil é muito melhor do que EUA ou Europa.

            Moro na França. Aqui, além de tudo ser caro que nem no Brasil e o % de IR ser bem parecido, temos que pagar A MAIS quase 10% do nosso salário para o sistema de saúde deles. Funciona, mas pagamos muito mais que no Brasil, mais que um plano de saúde!

            Escolas e universidades públicas também devemos pagar todos os anos a parte.

            Quem tem mais dinheiro paga mais. Quem não tem, não paga… E todos vão nas mesmas escolas e médicos. Justo!

          • Felipe

            O que é muito melhor no Brasil se comparado aos Estados Unidos ou Europa?

          • Filipe

            Realmente você não entende de PIB, inflação, poder de compra e qualidade de vida. Até quando se é justificável um política tributária de confisco? Esta é a nova tirania do mundo moderno, com muitos kelsenianos para fundá-las, típico discurso nazista e opressor, de que serve a instituição de um ESTADO de DIREITO DEMOCRÁTICO? Por acaso democracia é igual ao o quê? onde fica a dignidade daqueles que trabalharam mais? para ter mais? seria um pecado que deve ser extirpado com altas cargas tributárias? a propósito o amigo é um fiscal? #fica dica amplie seus conhecimentos além dos fazendários arrecadatórios e retome os estudos as ciências zetéticas lhe fará bem e será um ser humano melhor.

          • Nina Ricci

            COMO é justo? PORQUE tenho que ser PUNIDA por ganhar mais dinheiro que voce, exatamente?!?

          • lena

            É verdade, pois aqueles que falam que é fácil e comida de escola e gratuita são os que estão no welfare. O governo dos EUA tira muita taxa de cada cheque que recebemos com trabalho suado.

          • Carmmando Alves

            e por que não volta para o Paraíso que é o Brazil ???

        • Adriana

          Eu moro nos Estados Unidos e PAGO SIM plano de saude, sem contar que aqui nao tem hospital publico igual ao brasil, e se vc nao tiver convenio, se prepara pra conta… Imposto tem sim, pagamos imposto de renda todo ano! Nao fala o que nao sabe querido

          • Rodrigo

            Oi Adriana, morei aí também um tempinho e o meu irmão continuou- de fato o brasilieiro tem uma idéia errada de impostos nos USA – plano de saúde vamos ter que pagar em todos os lugares do mundo – não me vejo entrar no hospital público e pegar uma senha para um exame para daqui 3 meses … mas acho que o maior problema é mesmo os preços daqui – como um suco de laranja pode custar R$10,00 se é o mesmo que um saco de 10Kg ???? É muito ladrão e gente sem noção que tem por aqui.

          • vand

            Me desculpem os brasileiros que moram nos EUA e que dizem que a realidade ai é mascarada e que pagam impostos, etc… OK, mas vcs querem sair dai e voltar para o Brasil?? Estive ai em férias e todos(sim, todos) os brazucas que conversei e que moram ai, querem distância do Brasil. Aqui, além dos tributos aqui citados, ainda temos a impunidade, saúde deficitária (não só a publica, mas a privada tb pq alguns convênios te cobram os tufos, mas qdo precisamos de atendimento…) educação ridícula, voto obrigatório, Tiririca(olhe o nosso programa eleitoral gratuito. Como país se diz sério com os candidatos que temos para votar?), preços absurdos. Ex: um mesmo tênis nos Eua custa 90 dólares, aqui ele custa R$ 1000,00. Pq será?? E só podemos trazer U$$ 500 e rezar para que o fiscal aceite os valores que indicarmos, pois se ele estiver de mal humor esses 500 virarão 1000 e vc tem q pagar o imposto. Até os souvenir, se bobear a Receita quer cobrar se ultrapassar a cota. Vcs querem sair dai e vir morar aqui?

          • Paulo Almeida

            Volta pro Brasil….tem SUS.

          • Alexandre

            Quanto custa o Plano? seu trabalho já te dá não?

          • silvas

            sim, logico que pagamos mposto, mas sem comparacao do que e pago no Brasil. E aqui temos o revertimento do dinheiro em prol da populacao.

        • Camilo Andres Castañeda Neira

          Aqui em USA vc paga imposto em tudo o que vc imagine. Se vc nao tiver plano de saude e vc quebrar uma unha, vai pra o hospital para ver quanto vai ser a continha maravilhosa que eles vao dar pra vc por quebrar essa unha meu amigo, porem quem nao tem plano de saude se fodeu e vai ficar endividado a vida toda. Seguranca? Meu amigo na maioria de America Latina, so mostram nos noticiarios as coisas maravilhosas e excentricidades do povo americano, mas nao mostram a brutalidade policial, nao mostram a quantidade de loucos que tem neste pais matando inocentes nesses tiroteios que acontecem mes a mes, nos mostram a falta de liberdade de expressao porque sempre os que protestam sao levados pra a delegacia. As escolas publicas de NY por exemplo sao uma BOSTA!! Eu estudei numa, e a qualidade da educacao que tem este pais posso dizer que é extremadamente ruim. Duvido no Brasil ou num outro pais do terceiro mundo, ver policiais por todas partes nas escolas como se fosse uma prissao e nao um lugar onde vao criancas a estudar. Antes de falar esse monte de bosta mostrando USA como o pais das mil maravilhas, vc tem que falar com verdades e fatos reais!!!!

          • Nina Ricci

            Voce tem que ser ilegal…

        • Marcia

          Agora você pisou na bola. Podem ter escola básica de graça, mas não vao ter faculdade sem um sponsor ou sem uma dívida imensa. Conheça o sistema de saúde nos EUA e depois você vai pensar bem antes de dizer que não é preciso pagar plano de saúde. Se você pode, voce VAI PAGAR (grande diferença isso faz). O sistema é completamente diferente dos existentes no Brasil. Lá você compra um carro zerado pelo preço que paga por um braço machucado se não tiver seguro saúde privado. Sim, é bem mais seguro que o Brasil, mas não tem paraíso na Terra e a grama do vizinho é sempre mais verde…

          • Nina Ricci

            bullshit
            tem faculdade baratissima – chama-se State College.

        • Rafael

          Gente, o que eu acho engraçado é que muita gente TÁ NA MERDA no Brasil, tem emprego de merda – quando tem – que com o salário não dá nem pra comer direito por causa de tanto imposto sem retorno, que vai morar fora, tem oportunidade ( a vida de imigrante não deve ser fácil, mas ainda sim muitas pessoas vão atrás desses países, não sei por qual motivo…. Hahha) em países desenvolvidos e, depois que estão bem de vida, mamando na teta do país vizinho, quer ver vantagem no Brasil. Acorda!Se o Brasil é tão bom assim, por que não volta????Fácil, rápido e indolor!Eu reconheço todas as vantagens de morar no Brasil, mas tb sei ver os defeitos (que, infelizmente, são muitos), como por exemplo essa fiscalização ridícula e abusiva da alfândega.A culpa de os brasileiros fazerem compras foras e trazerem tudo pq é mais em conta deve ser culpa nossa e não do governo que cobra impostos homéricos e por isso fica mais em conta VIAJAR pra fora e comprar ao invés de comprar aqui…hahaha..deve ser nossa culpa mesmo.BRASILEIRO MERECE O QUE TEM!POVO BURRO!

        • Adriana

          Eu acho que seu amigo mentiu pra você! Nos EUA eles não pagam muitos impostos, mas tudo é privado, então não tem nada gratuito não, bem…. Tem americano desempregado e doente comprando casamento no Canadá pra conseguir tratamento gratuíto lá…

          • Nina Ricci

            que?
            Voce nao bate bem da cabeca Adriana. KKKK

        • Marisa

          Quem falou isso mentiu.Aqui nos USA se paga mais imposto do que no Brasil, eu so tenho uma casa onde more e pago 6.000 dolares de imposto ao ano, mais cerca de 400 dolares para coleta de lixo, mais agua, luz, esgoto. Faculdade aqui se paga, mesmo as publicas. Se nao tiver um seguro saude e for atropelado, claro que o hospital vai cuidar de voce, e depois te manda a conta e se voce nao pagar vai ter problemas. Nas escolas publicas, ate o colegial, acho que dao alguma comida gratis.mas o resto se paga, e muito.

          • Nina Ricci

            outra maluca,

            geeeente… sera possivel que esse povinho que vem pra ca nao sabe nem fazer conta?!?

        • Diego Gomes

          Hahahhaha, que tosqueira eu acabei de ler, só de IPTU é 2%, ao contrario de 0.3% aqui do brasil, ipva meio que nao tem mesmo, carro não é considerando patrimonio por lá, e icms varia de estado pra estado, alguns lugares são 7%, outro 8%, 9%… depende da classe predominante do local. Não sei de onde tu tirou essas informações, mas elas estão bem distorcidas. E um médico custa horrores, uma cirurgia ou procedimento aqui ou ali que as vezes o plano não cobre, vai custar a alma, melhor exemplo é a Inglaterra, lá nem plano de saúde vc precisa, o governo cuida de vc.

        • Marco Almeida

          Free care aqui nos EUA, voce ta louco? So consegue se voce for pobre ou illegal. O imposto Federal eh de cerca de 15%e estadual 6.25% depois ainda tem desconto de Medicare and Social Security tu do em folha. O meu IPTU ou seja City Tax na minha casa eh 3.180 dolares, o meu carro tem IPVA chamado exercise tax que pago 325 dolares, Educacao de primeira e so em colegio Particular ( voce pode botar no estadual cheio de pobre catarrento ou mudra para uma cidade cara onde uma casa custa quase 500.000) o do meu filho me custa4.480 dolares ao ano. Esses Brasileiros vem para ca nao falam ingles, tem subemprego servindo cafezinho e acha que isso aqui e de graca! Para viver que nem pobre eu prefiro voltar para o Brasil, ja nao era pobre ai.. Vou imigrar para ser pobre aqui! Da licensa. Eu moro em Worcester Massachussets

      • Fernando Barontini

        O governo americano faz isso para encontrar terroristas, ne não pessoas que “gastam muito” fora de lá.

      • RaffleHoff

        Morei 10 anos na Suiça. Lá também tem cota, de uns 500 Euros. Passou da cota, sabe o que você paga? O equivalente ao imposto de vendas sobre o valor, ou seja uns 8%. Sabe o que nós otários pagamos por aqui? 50%! Você ainda acha isso razoável, quando se compara os serviços públicos na Suiça com os do Brasil? Fora PT!!

        • Cristiano

          Isso mesmo! É ridículo a forma como se cobra impostos nesse submundo. E o pior é que esses impostos vão para o bolso desses políticos safados, e adivinha aonde eles vão gastar esse dinheiro? E aposto que quando voltam não pagam um centavo de imposto. Acorda bando de idiotas.

        • Marcel

          Comparar Suiça com Brasil, pegou pesado.

        • Luciana

          Achei que esse post era pra discutir fiscalizacao da receita, mas virou debate sobre politicas de saúde e campanha elleitoral. Nao entendi a relaçao Da frase “Fora PT” com a discussao, como se o partido ou esse governo tivesse implantado a fiscalizacao e criado a Receita Federal… Nao defendendo, pois tbem acho absurda nossa tarifaçao tributaria… Mas vamos pensar antes de escrever?

          • Barbudolda

            ”O fora PT” deve ser por causa que nos últimos 12 anos… não existiu UM Caso de corrupção onde não ouve envolvimento DIRETO de um integrante desse partido, vai do militante mais simples ao COMANDO do partido… esse absurdo que pagamos em impostos so serve para sustentar a maquina que rouba sem dó da população, para garantir o luxo e o poder do partido, tudo tudo tem a cota da sujeira… vcs pensam que a gasolina esta cara… espere apos as eleições onde para cobrir o ROMBO do PETROLÃO eles irao cobrar de quem??? do povo idiota que vota e do otario que não para esse pais e tira do poder esse bando nojento desse partido imundo… o Collor caiu por muito… muito menos… e advinhem quem ele apoia??? Só aqui se acha bonito pagar 30, 40, 50, 60% de imposto os quais nem 2% volta para a população… ai quando alguém critica um partido que teve o seu núcleo CONDENADO e JULGADO pela maior instancia da justiça, vem os militantes defender… separa um avião que eu quero ir embora… pagar 6% de imposto em produtos que tem um preço baixo, ter uma hipoteca de 300.000 reais em uma casa que no brasil passa fácil de 1,5milhões, e ter de pagar um plano de saude não importa… todo o resto e incrivelmente mais barato e justo… ate porque aqui onde se tem saúde ”gratuita” e não tem atendimento e tao pouco qualidade e a mesma coisa que não ter NADA

          • Pedrosa

            Que mané fora PT, aff

        • Alexandre

          Raffle não tem nada a ver o PT com isso, gente eu não voto no PT mas acho Ridículo esse odio, tudo é PT, isso existe desde a época de Collor

      • Natália Papaléo

        O governo do Irã mata as pessoas que não adotam a religião muçulmana a muito tempo, nem por isso tá certo.

        • line

          Olha, o Iran aplica sim pena de morte e tal, mas não pra quem não segue o Islam. O Iran tem muçulmano, judeu, cristão, zoroastro, baha’i… A maior comunidade judaica fora de Israel no Oriente Médio esta no Iran, tem sinagogas la, hospital e escolas judaicas. Se informa mais na próxima.
          Abraços

    • Maria

      Eu acho que tem a ver com educação…

    • Renato Pires

      Que cheguem as inspeções anais e vaginais…

    • CAROL

      o pior de tudo é que vai ter sempre gente sendo recepcionada na porta do aviao por eles. Pra quem nao entendeu é só começarem a reparar que tem sempre algum agente da receita recebendo um conhecido e aliviando.
      Outra coisa que acontece é que quanto mais eles arrecadam mais eles ganham no RAF uma bonificação nos proprios salarios.
      Enquanto isso o contrabando come solto nas fronteiras do nosso pais.

      • Leonardo

        Carol, a RAF já foi extinta faz alguns anos. O que os auditores e analistas da RF recebem é na forma de subsídio, parcela única. Não há bonificação no que é arrecadado.

      • mariostefa

        Carol, já vi essa cena tbm. Esses vão continuar sempre trazendo o que querem, sem se preocupar com limites. Brasilsilsil

    • Chibi Lover

      Enquanto esses preços forem ridículos, eu vou continuar comprando em Ponta Porã sem dó! É apenas 50% mais barato que aqui, TUDO.

    • concordo

    • Roberto Lima

      Eles têm que monitorar é o Youssef !!!! Manda bilhões pra fora e não se importam com isso. Querem pegar merreca que trazem de fora !

    • Wilton

      Quem mais reclama aqui são os muambeiros e não os turistas.
      Compram shampoo por $2.79 e vendem aqui por R$ 65,00. Quem é o ladrão???

  • Luiz Felipe Lazaris

    O que é mais fácil(lucrativo)? Revisar a carga tributária do país e fazer com que passe a ser vantajoso comprar dentro do país ou meter multa em quem faz compras fora do país?

    • Junior

      Os bons e honestos pagam pelos outros (trambiqueiros, desonestos, moambeiros,etc..). As leis desse país tentam inibir, inventam de tudo, mas não há punições. Fica complicado ter a certeza do que é “bom” e “certo”.

      • Moacir

        Nao se houve falar em atuações da Receita Federal contra corruptos ou enriquecimento ilícito. No entanto, o Órgão é extremamente voraz no que diz respeito a fiscalização de tributos pagos principalmente pela classe trabalhadora. Bando de incompetentes!

        • Fernando

          concordo plenamente!

      • DVC

        Ué… se você é honesto, não tem o que se preocupar, correto? Se for parado, não terá estourado o limite de 500 dólares, tô errado?

        • Renato Pires

          Ai cara, tinha é que acabar com isto. Só países atrasados impõe tais barreirasa PASSAGEIROS de avião. Isto vai na contramão do mundo desenvolvido. O Brasil já é dos mais fechados do mundo ao comércio internacional. Não se tem que ser “honesto” com roubo e com ladrões.Isto é ser é trouxa. Daqui a pouco vão querer fiscalizar o reto dos passageiros, e “honesto” será aquele que abrir melhor a bunda para olharem dentro?

        • Pelo menos alguém usando a cabeça.

        • Guest

          Aí cara, tinham é que acabar com isto. Este tipo de medida arrecadatória, autoritária, protecionista é típica dos países mais atrasados do mundo. O Brasil já é dos países mais fechados do mundo ao comércio internacional e medidas assim só aumentam isto. E ser trouxa não é ser honesto não. Isto é roubo. Ser honesto com roubo é ser trouxa. daqui a pouco vão querer fiscalizar o reto e o ânus dos passageiros e honesto será abrir direitinho a bunda para olharem dentro?

        • Renato Pires

          Por que excluíram meu comentário?

        • Guest

          Vou repetir um comentário, espero que não seja excluído.

          Olha “DVC”, o certo era acabar com isso. Só países atrasados, em todos os sentidos, fazem coisas do tipo. O Brasil já é dos países mais fechados do mundo ao comércio internacional, e coisas assim só aumentam isto. E isto é roubo. Não se pode ser honestos com roubo. Daqui a pouco vão querer inspecionar o reto dos passageiros, e será mais honesto aquele que abrir melhor a bunda para inspecionarem?

          • Nina

            Chorei de rir…adorei

        • mutterfukker

          Ser honesto pra você é seguir cegamente as leis que os bacanas lá de cima criam pra te explorar e forçar você a dar seu dinheiro pra eles? Honesto seria um imposto justo. Um comércio livre e não acuado pela óbvia superioridade de produção do resto do mundo. Um país que não vive de tapar o sol com a peneira, com essas medidas protecionistas estúpidas.

        • Mac Gyver

          No meio da aula de história sobre comunismo, um aluno olhou para o professor e fez uma estranha pergunta: “O senhor sabe como se capturam porcos selvagens?”

          O professor achou que se tratava de uma piada e esperava uma resposta engraçada. O jovem disse que não era piada.
          “Você captura porcos selvagens encontrando um lugar adequado na floresta e colocando algum milho no chão. Os porcos vêm todos os dias comer o milho gratuito. Quando eles se acostumam a vir todos os dias, você coloca uma cerca mas só em um lado. Quando eles se acostumarem com a cerca, voltam a comer o milho e você coloca um outro lado da cerca. Mais uma vez eles se acostumam e voltam a comer. Você continua desse jeito até colocar os quatro lados da cerca em volta deles com uma porta no último lado. Os porcos que já se acostumaram ao milho fácil e às cercas, começam a vir sozinhos pela entrada. Você então fecha a porteira e captura o grupo todo.”
          “Assim, em um segundo, os porcos perdem sua liberdade. Eles ficam correndo e dando voltas dentro da cerca, mas já foram pegos. Logo, voltam a comer o milho fácil e gratuito. Eles ficaram tão acostumados que esqueceram como caçar na floresta, e por isso aceitam a servidão.”

          ”O jovem então disse ao professor que era exatamente isso que ele vê acontecer no seu país. O governo ficava empurrando-os para o comunismo e o socialismo e espalhando o milho gratuito na forma de programas sociais, bolsas isso e aquilo, estatutos de “proteção”, cotas para estes e aqueles, subsídio para todo tipo de coisa, pagamentos para não plantar, programas de “bem-estar social”, medicina e medicamentos “gratuitos”, sempre e sempre novas leis, etc, tudo ao custo da perda contínua das liberdades, migalha a migalha.”

          Dá para perceber que toda essa maravilhosa “ajuda” é um problema que se opõe ao futuro da democracia. Que Deus nos ajude se algum dia alguém fechar a porteira. Em Cuba já a fecharam há 50 anos, e agora parece que vão fechá-la na Venezuela também; a Bolívia e o Equador já começaram a colocar as cercas.

          Há lugares que as cercas são colocadas de maneira mais rápida, mas há lugares onde as cercas são colocadas bem devagarzinho porque os porcos selvagens são mais ariscos…

        • Blind Isb

          Parabéns honesto! trabalhe muito, ganhe pouco, compre pelo dobro. País ridículo, preços exorbitantes. Isso aqui não oferece NADA para o tal cidadão honesto. Porque não usam este sistema pra prender corruptos?! Não, vamos ferrar o cidadão classe média comum. Seja “honesto” e deixe essa corja pisar na sua cabeça e aceite ser passado pra trás por esse sistema podre.

          Aliás, não se assuste se passarem a pedir autorização para sair do país.

    • Trin

      Esse nosso governo me dá nojo.

    • Erika Veroneze

      É mais fácil nos obrigar a pagar impostos, taxas e outros diveros tributos E meter multa nas compras fora do país do que na verdade seria justo termos a opção de comprar…

      • Alessandro Lima

        Foi justamente meu comentário… Não temos a opção de comprar por um preço justo. Não podemos ter acesso às coisas.

  • Yansen

    Gostaria de saber e ficaria imensamente “feliz”, se a Receita Federal também obrigasse, os políticos e ocupantes de cargos de elite da nação e também aos que praticam atos dolosos desviando dinheiro público, ” que também é meu”, como contribuinte, efetuasse uma fiscalização retendo na fonte os impostos devidos e se estarão sujeitos a essas mesmas normas. Tenho minhas dúvidas.

    • cb

      Quer apostar quanto, que esse sistema vai liberar automaticamente os políticos e amiguinho dos que detem o poder?

      • Chico

        Já vi o Cesar Maia passando uma vez, foi liberado

        • Yansen

          Pois é….

      • Yansen

        Com toda certeza. Por isso disse que tenho minhas dúvidas.

      • John

        Os integrantes do governo dispõem de passaportes diplomáticos. Ou seja, nem precisam passar pela alfândega. A corda sempre arrebenta no lado mais fraco.

    • Hermes

      Vc tem dúvidas… mas eu não tenho nenhuma dúvida! Esses passam direto, com seus passaportes diplomáticos, e suas compras oriundas dos montantes desviados de dinheiro público que a Receita Federal pega meia dúzia por ano para fingir que está trabalhando!!!

  • Ray

    É inacreditável o que nosso Governo tenta fazer para aumentar a arrecadação.

    Nessas horas que eu vejo que esse país não tem solução.

    • Luciano Carvalho

      Eu tbm vejo isso nessas horas…e em todas as outras.

    • rejane

      Enquanto isso a droga corre solta …

    • Rafael

      Talvez mudando o atual governo?

  • Daniel Macedo

    Mudando um pouco o que os titãs disseram: A solução pro nosso povo eu vou, negocio assim muita gente já viu, é possível é só se esforçar, a solução é fugir do Brasil

  • RAFAEL VILARINHO

    Pra isso o Brasil é número 1 em eficiência!!! Se fosse pra montar um sistema que beneficiasse o cidadão, aí não seria tão competente assim.

    • Matheus

      Realmente. Deveriam ter o mesmo cuidado e preocupação em aplicar dinheiro em tecnologias para os serviços públicos precários dos quais usufruímos. Eles aumentam a fiscalização para arrecadarem mais e terem mais recursos para desviar! Cada dia acredito menos no Brasil!

  • José

    Não entendi o ” Cuidado!”. A publicação é destinada à criminosos?

    Reclamar de políticos é fácil. Falar que bandido tem que ser preso é fácil, igualmente.

    Qual a diferença COMPORTAMENTAL de um ladrão que furta uma casa, usurpa 1000 reais em mercadorias, e um descaminhador, que usurpa 1000 reais em tributo?
    Ao meu ver, nenhuma.

    Art. 334. Iludir, no todo ou em parte, o pagamento de direito ou imposto devido pela entrada, pela saída ou pelo consumo de mercadoria (Redação dada pela Lei nº 13.008, de 26.6.2014)

    Pena – reclusão, de 1 (um) a 4 (quatro) anos. (Redação dada pela Lei nº 13.008, de 26.6.2014)

    • MURILO

      kkkkkk
      Pode me prender então……..

    • kako_df

      Os leitores daqui podiam, tão somente, respeitar a opinião do José. A qual, a meu ver, não é descabida.
      Paz e bem a todos!

    • Antonio

      Eleitor do PT detected

    • Antonio

      Tem hora que a democracia é uma merda. Se eu fosse dono desse blog não permitiria um mané desse (José) comentar. Curto e grosso

    • Walmir

      O Estado brasileiro, corrupto e ineficiente, já usurpa 40% de tudo que é produzido no país além de criar um ambiente hostil para os negócios, nos obrigando a pagar quase 3 vezes mais o valor de um bem . Impõe uma taxação imoral sobre compras que foram realizadas com um dinheiro que já foi taxado, ainda trata o cidadão de bem como ladrão.

      A cota de 500 dólares é ridícula e injustificada do ponto de vista moral. Essa é a grande diferença entre nosso país e as nações desenvolvidas.

      Como diria um dos pais fundadores dos EUA:

      “Se uma lei é injusta, o homem não somente tem o direito de desobedecê-la, ele tem a obrigação de fazê-lo.” (Thomas Jefferson)

      • Joao Carlos

        Concordo plenamente com o Walmir. É o mesmo caso de uma placa de 60km/h numa rodovia que claramente e obviamente vc poderia andar a 100km/h, agora pergunta se alguém passa a 60km/h neste trecho? NAO, NINGUEM. Todos sao criminosos? Nao, a lei é injusta como colocou o Walmir. Precisa ser sensato, colocar a mão na consciência e mudar. Só assim o Brasil melhora, e os cidadãos farão o que a lei pede, desde que seja pedido o justo.

    • Renato Pires

      Sério que você ~não vê diferença~ entre descaminho, um “crime” meramente inventado por um governo fanático por impostos e assalto? Por exemplo: um cara, fumante, paga, a título de exemplo, 10 reais em um maço de cigarros, atravessa a fronteira e compra, 3 a 3,30. Acabou de cometer um crime de “descaminho.” Sério que isto é o mesmo que pular em uma casa e assaltar? Pois me diga; o que racionalmente obriga este mesmo fumante a dizer; ” olha, sou um bom cidadão e vou me foder aqui pagando 10 reais no maço para e̶n̶c̶h̶e̶r̶ ̶o̶ ̶r̶a̶b̶o̶ ̶d̶e̶ ̶p̶o̶l̶í̶t̶i̶c̶o̶s̶ ̶e̶ ̶b̶u̶r̶o̶c̶r̶a̶t̶a̶s̶ ̶d̶e̶ ̶d̶i̶n̶h̶e̶i̶r̶o̶ contruir o futuro da nação… Ora… o ser humano não é assim em lugar nenhum. Se ele pode com o mesmo dinheiro, comprar um maço de cigarro, uma cerveja e umas balas, ele não irá preferir pagar mais. O governo tem que criar as condições de preços menores, seja pela diminuição de impostos, seja pela ampliação da concorrência. Acusar a ‘desonestidade’ dos outros também é fácil… e é uma explicação rasa para explicar o estado em que se encontra o país. Óbvio que o governo irá criar leis para sangrar mais a população, e a definição legal de “crime” pouco importa frente a análise moral.Ora, se você não vê diferença entre ‘descaminho” e assalto, há algo errado. Criminalizar é fácil, quero ver tomar medidas de diminuição de preço. Todo governo autoritário adora criminalizar tudo.

  • Victor L

    Pela revisão da cota de bagagem acompanhada (que é a única coisa que não aumenta nesse país – aliás, no mundo).

  • Alvaro Araujo Neto

    viva o Brasil!

  • Caio

    Queria saber pra onde vai tanto imposto já que o governo se dedica tanto a cobrar essas porcarias.

  • Thiago

    Culpa de vcs que só votam em partidos de esquerda.

    • João Rodrigues

      Estou certo de que você já deve ter visto que nos EUA (um bom exemplo de governo anti-esquerda, concorda?), não existe fiscalização mais apertada que a dos impostos. E acredito que deve lembrar também que no governo FHC, quando o dólar era um tantinho mais caro do que hoje, o limite e as fiscalizações eram as mesmas, certo? Agora, me diga, o que “partidos de esquerda” têm a ver com isso, de fato?

      • Thiago

        FHC é de centro-esquerda e o governo dos EUA está cada dia mais esquerdista.

        • Jayme Prado

          Vc não sabe o q é esquerda né?

          • Thiago

            Vc que não sabe. Pesquise melhor.

          • Daniel Henriques

            Desculpa, mas, aparentemente, é você é quem não sabe. O governo Obama privilegia o social em detrimento das liberdades individuais, valor caro à esquerda sim senhor.

          • Jayme Prado

            E o FHC?

          • Daniel Henriques

            FHC o que? O Bolsa Família, amigo, nada mais é do que a união de programas assistenciais criados pelo governo FHC. Lei número 10.836, de 2004. Esta lei pegou todos os programas sociais do governo tucano e os rebatizou de Bolsa Família.
            http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2004/lei/l10.836.htm

          • Jayme Prado

            Só pq ele criou um programa “esquerdista” quer dizer que ele é de esquerda?

          • Daniel Henriques

            O que tem o FHC? Sempre foi de esquerda.
            O Bolsa Família, menina dos olhos dos petistas, nada mais é do que a unificação de boa parte dos programas sociais do governo tucano, como se pode ver na lei 10.836 de 2004.

            http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2004/lei/l10.836.htm

        • Thiago Castro

          Vc deve achar que o PSDB é de esquerda só pq tem um “Social” no nome…pfff

      • Samir Samaan Filho

        os limites vem de muito antes do governo fhc. e se o dólar era mais caro, e pq o cambio era flutuante e era necessário para manter a estabilidade econômica do pais, algo que para mim e mto ruim mas deveria ser feito neste momento por esse governo imbecil, pq os preços estão congelados mas isso uma hora estourara (gasolina, luz, o próprio dólar, dentre outros).
        e o governo fhc não ficava procurando formas mirabolantes de f*$#& o contribuinte como este lixo vermelho comunista. e esse lixo procura fazer todo o possível para atacar os que sustentam este pais, q e a classe media. ou vc ainda não viu o video em q a marilena chaui fala que ODEIAAAAA A CLASSE MEDIA e o vagabundo do lula morre de dar risada??? talvez voce estivesse rindo junto, ne??

  • MTorres

    Quem compra esporadicamente (1x ou 2x por ano) sempre é prejudicado. Dessa maneira, os muambeiros formais (vão toda semana ou todo mês) serão o foco. Ainda acho que a aleatoriedade a inspeção irá ocorrer, acredito que agora com menos intensidade. Correto?

    Sobre os pacotes comprados e recebidos pelos correios, acho que de fato o governo precisa prestar atenção. Não é uma questão de tributar ou não. Prefiro que fosse tributado corretamente e não ficasse 1 ou 2 meses parados em analise e correndo risco. Incrivel como compras pelo ebay ou DX chegam com 2 semanas aqui e ficam mais de um mês em analise.

    • paulohenrique000

      também acho que a ideia é pegar os muambeiros profissionais…
      vai aumentar a efetividade da inspeção.

    • Diego

      O comentário mais sensato que li aqui.

  • Jose Resende

    Não entendi o ” Cuidado!”. A publicação é destinada à criminosos?

    Reclamar de políticos é fácil. Falar que bandido tem que ser preso é fácil, igualmente.

    Qual a diferença COMPORTAMENTAL de um ladrão que furta uma casa, usurpa 1000 reais em mercadorias, e um ladrão, que usurpa 1000 reais em tributo?

    Art. 334. Iludir, no todo ou em parte, o pagamento de direito ou imposto devido pela entrada, pela saída ou pelo consumo de mercadoria (Redação dada pela Lei nº 13.008, de 26.6.2014)

    Pena – reclusão, de 1 (um) a 4 (quatro) anos. (Redação dada pela Lei nº 13.008, de 26.6.2014)

    • antenor

      Não entendeu? leia de novo! e de novo! e de novo! até aprender…ou vai viajar um pouco, ai você vai entender.

    • Daniel T.

      Realmente, é um ponto muito importante esse que você tocou, Jose Resende. Mas a questão é mais profunda, no meu entender. O governo cobra impostos altos demais e é sócio das empresas com seus altos lucros também. O problema é que o governo brasileiro não busca melhorar a competitividade nacional e mas obriga os brasileiros a pagar muito mais caro aqui mesmo. Aí que está o “problema”. Fora que esse valor de US$500 é muito baixo para uma viagem, já que praticamente na lei entra quase todo tipo de produto. Uma das vezes que fui no “Bens a Declarar”, vi pessoas que foram pegas no raio x e tiveram que pagar multas, que no caso do casal que estava à minha frente passou dos R$5mil. Aí você fala que ela errou pois não seguiu a lei. Concordo, mas tem um “pequeno” detalhe. As coisas que você não tem o comprovante ou mesmo são SUAS, compradas aqui no brasil, podem entrar na cota e com o valor estipulado pelo fiscal, um ABSURDO. Uma colega minha que mora nos EUA, vai mudar para o Brasil e a cada viagem que faz pra cá vai aproveitando pra trazer as coisas da mudança, sejam roupas, alguns eletrodomesticos, etc. Em uma dessas viagens ela foi parada no raio x e teve que pagar mais de R$6 mil reais. Além de ser proibida de falar com seus parentes (reteram o celular), o que em si é um absurdo, teve peças íntimas precificadas muito acima do mercado, mesmo sendo usadas! Só quem já passou no raio x sabe o abuso de poder exercido pelos fiscais.

      • Jose Resende

        Daniel, um ponto é discutir este limite de 500$ que obviamente está desatualizado. Acho que 1000 seria um valor razoável, hoje.

        Outro é se o fiscal está cometendo alguma ilegalidade. Isto também deve ser combatido. A minha experiência com a receita é oposta: achei eles extremamente educados e bem preparados. Fiz a declaração, paguei o tributo em um banco ao lado, e em menos de 5 minutos já estava tudo resolvido. Talvez com quem vá forçado para a parte de “bens à declarar” o tratamento possa ser diferente.

        Agora, todos tem a possibilidade de declarar os bens que excedem a cota de isenção, e pagar o tributo de 50%, na forma da lei. Aliás, mesmo assim, a grande maioria dos produtos saem mais baratos do que aqui no Brasil.

        Enfim, não vou me prolongar sobre Direito Tributário, por aqui. O que posso dizer é que no Brasil a tributação não é, nem de longe, equânime. Todos pensam que os E.U.A, por exemplo, tem poucos tributos, mas não sabem que o tributo da “herança” chega a quase 50%, por lá. Nem sabem que o imposto sobre a renda também é maior. Lá só tem uma tributação menor em produtos e serviços, coisas que no Brasil não temos.

        Enfim, ser cidadão vai além do que simplesmente votar e escolher um representante. Antes de apontar um dedo pra dizer que alguém é corrupto, tem três apontados pra nós mesmos.
        Esta imagem de que “sonegar” é tranquilo, deve ser combatida veementemente.

        • Pedro

          Caro José Resende, voce tem algum vinculo com o PT. So queria saber se tem conflito de interesse

        • Daniel T.

          José, eu quando presenciei tal fato estava declarando bens para pagar o imposto, e assim como sua experiência, também fui extremamente bem atendido pelo mesmo fiscal que multou o casal à minha frente. E ele também foi muito educado com eles, procurando não expor o casal aos demais cidadãos presentes no local, etc. A questão é que há vários relatos de pessoas que até passam do limite dos US$500 mas tem produtos precificados à gosto do fiscal. Só pra complementar o relato da minha experiencia na alfandega, o fiscal que me atendeu foi muito educado e nem sequer pediu para eu abrir a minha mala, apenas me pediu as notas. Quando eu estava preenchendo o DARF (acho que eh esse o nome do doc) veio outro fiscal da receita, acelerado, falando o que eu estava trazendo, quanto deu no total, queria que eu abrisse as malas, fez um circo, mas veio o fiscal que me atendeu e o fez baixar a crista. Eu não teria problema em abrir a mala, declarei tudo, mas mostra a arrogancia e ignorancia de parte dos fiscais que, naquele espaço, tem poderes irrestritos.

        • Wladimir

          aro José, sua argumentação padece da mínima lógica racional social.

          A
          leitura de um texto tão partidarista e obtuso chega a desanimar até os
          mais conservadores legalistas. Chega a beirar o moralismo ignomínio, que
          se foca em atos isolados e descontextualizados.

          Muito me
          agradaria recolher o Tributo complementar e suplementar se ao final da
          divisão orcamentária do governo tais verbas recebessem digna destinação.

          Se
          não houvessem mensalinhos e mensalões, se não houvesse dolares em meias
          e cuecas, contas em paraísos fiscais cheias de verbas devidas à saúde,
          educação e segurança dos contribuintes.

          Elocubração e devaneios de nada adiantam meu caro!

          Precisamos enxergar a realidade.

          Não levanto a bandeira da sonegação, mas comemorar a arrecadação em prol da corrupção já é demais.

      • Diego

        A questão de ser “bem comprado antes da viagem” é eminentemente de prova; se o sujeito provar que saiu com ele do Brasil, não será tributado.

        No resto, concordo que o sistema tributário nacional carece de revisão. Todavia, isso não legitima alguém a praticar descaminho, até porque, como já apontado acima, deixar de pagar R$ 1.000,00 em tributo ou, hipoteticamente, furtar R$ 1.000,00 de um terceiro para pagar a DARF são condutas que aceitariam a exata mesma justificativa (não concordo com essa cobrança, então vou usar o dinheiro de outra[s] pessoa[s], prejudicando-as) – e duvido que alguém aqui apoiaria tal furto na sua casa.

    • Pedro

      Aí Adêvogado! Pq vc não gasta o seu estudo nas faculdades patrôpi e pesquisa um pouco sobre presunção de inocência? Em vez de já presumir que são todos criminoso?

      • Samir Samaan Filho

        onde aplaudo??? uma vez meus pais estavam na florida e um caminhão bateu no carro q eles estavam e foi embora. ela chamou a policia e o policial, ao chegar ao local,perguntou o que ocorreu. ela relatou e ele entregou o boletim de ocorrência e disse “preenche”. minha mae retrucou “eu q preencho? voce vai confiar” e a resposta dele “no meu pais, ate q c prove o contrario, todos são considerados honestos”. ela ja emendou “e no meu, ate q c prove o contrario, somos considerados desonestos”. esse q e o grande problema e a grande diferença!!!

    • Nina

      Repetiu a publicação..já deu né

  • “Cuidado” justamente para observar os limites de compra no exterior, que aliás há muito mereciam ser aumentados!

    • Jose Resende

      O limite não foi alterado, Denis Carvalho. O “cuidado” e a diligência do cidadão probo em nada foi alterado. Era 500, permaneceu 500. Se há a necessidade de ter “cuidado” pois a fiscalização está mais eficiente, quer dizer que, na verdade, as pessoas não respeitam este limite de compra no exterior. E por isso do meu post: não há diferença de conduta entre o que furta e o que descaminha.

      Enfim, temos é que comemorar que a receita está mais eficiente.

      As cotas, que há muito tempo realmente precisam de revisão, são outro assunto completamente diferente.

      • Anônimo

        Realmente… temos que comemorar que a receita está mais eficiente ! Assim, mais dinheiro será arrecadado para esse governo pilantra distribuir entre seus comparsas. Vamos comemorar também quando houver mais aumento de impostos, o que deverá ocorrer logo após as eleições. Vamos lá, “cidadãos probos”, vamos comemorar !! Só rindo mesmo.

        • geraldo caldas

          O governo, se aparelha para arrecadar, e nao se aparelha para repartir, o grande barato deste governo e atender. Cuba , la ele investe bilhoes de dolares, enquanto a receita federal esta fazendo um esforço concentrado para arrecadar alguns milhoes, e, precisamos de mais alguns bilhoes, so o doleiro yossef movimenta 10 bi. O que a receita levaria 100 meses para arrecadar. Enfim pense bem antes. De votar.

      • Pedro

        Pelo seu juridiquês, dá pra perceber que é advogado, só querendo encher o saco. Cada um toma cuidado com o que bem lhe entende e acho que o senhor fiscal da vida alheia devia é se preocupar com a própria conduta.

      • Priscilla

        Comemorar? Você só pode estar de brincadeira José. Comemora ai sozinho…

      • Gigg

        Isso é motivo pra comemoração? Lamentável …

      • Everton Basilio

        Deveriam usar essa eficiência também para a PF, passei uma hora na fila esses dias chegando de Madrid, no Novíssimo T3, é uma vergonha…

        O Governo é burro, sabe que o povo vai mesmo para fora para usar seu suado dinheiro, pq não faz uma reforma tributária, fazendo com que o brasileiro gaste aqui o que ganha?? Quando isso for feito eu vou ter motivos para comemorar….

      • Gian

        Isso mesmo, vamos comemorar que ‘gente importante’ não vai passar nem na porta da alfândega,vamos comemorar que quem é criminoso mesmo é a receita que invade sua conta bancária e seu histórico de viagens,o que claramente foge de suas obrigações, vamos comemorar que esse imposto vai sustentar vagabundo que vai usar esse mesmo dinheiro pra ir fazer compras no exterior com passaporte diplomático,e passar rindo pela alfândega…enquanto isso, pague seus impostos,cidadão do bem, eu vou continuar tentando cometer esse crime horrível que é querer um produto de qualidade por um preço justo, afinal temos isso no Brasil das bananas em qualquer esquina, por isso estou errado de trazer de fora né? Troxa..

    • Visitante

      Desde quando “tomar cuidado” é algo praticado somente por criminosos ? Ridículo o post desse José.

      • Diego

        Tomar cuidado com fiscalização do cumprimento das leis…

  • Carlos Mauricio Farjoun

    Eu acredito que vai ficar melhor para quem viaja esporadicamente. Acredito que o objetivo da Receita seja pegar os muambeiros profissionais, que se especializaram em ir duas vezes por mês para Miami e voltar com malas cheias de roupas para vender. Está cheio de gente fazendo isso e a Receita não tem como saber quem é turista e quem é muambeiro. Eu me preocuparia se fosse muambeiro.

    • Ricardo

      Concordo. Mas não consigo imaginar que essa estratégia não vá penalizar fortemente aqueles que viajam a trabalho. Por exemplo, um empresário que viaja 3x/mês já pode ir direto para a sala da Receita. Alguém duvida?

    • Fcb

      Exatamente. O pessoal não entendeu o sistema. A RFB quer pegar esses muambeiros, que praticam o o crime de descaminho na cara dura (importação de produtos para comercialização sem o pagamento de tributos). Me parece que os viajantes esporádicos, que, como regra, não ultrapassam a cota, não serão prejudicados.

  • bressix

    Cada dia mais vontade de ir embora daqui.

    Cadê as notícias onde mostram que nossos lideres estão preocupados em melhorar este lado da fronteira?
    Promover a tecnologia. Melhorar a qualidade dos produtos. Enxugar os impostos (opa falei demais… toquei na ferida).
    Fazer com que as pessoas não queiram/prefiram/necessitem ir comprar produtos lá fora.

    Mas não isso dá muito trabalho e pouco dinheiro.
    E pra melhorar a qualidade de vida de quem? A deles já está muito boa.

    O importante é garantir que todo vivam na mesma merda de vida, e tenham acesso a mesma merda de produtos e tecnologia ao mesmo alto custo.

    #lowtechhighprice

  • Leonam Lima

    Para quem tiver oportunidade, esta na hora de pular desse barco. Esse país não tem salvação, infelizmente…

    • Samir Samaan Filho

      este pais so tem uma saída!
      e o nome c chama AEROPORTO!!

      • Nina

        kkkk otimo

  • César

    Fala isso ai tb para o governo ladrão que vc trabalha.

  • Vinicius

    Esse é o grande problema do nosso país! Passageiros que trazem um playstation ou um iphone dos Estados Unidos estão acabando com a nossa educação e segurança pública!! É brincadeira o governo se empenhar tanto em algumas questões e dar de ombros à outras muito mais importantes!!!

    • Samir Samaan Filho

      CTZ!! PARABENS!!!

  • Marcio K.

    Me desculpem, mas eles estão apenas fazendo o correto que é fiscalizar o que foi definido a muito tempo. Se incentivarem o mercado interno, um dia, isso terá retorno direto a todos nós, mas se gastarmos o dinheiro todo lá fora, esse dinheiro será investido lá fora. Reclamam da saúde, educação, segurança, mas todos que gastam fortunas fora do país, estão apenas investindo na infra-estrutura daquele país e não no nosso.
    Adoro viajar, adoro fazer compras fora do país também, mas não posso ser hipócrita em dizer que está correto passar da cota, não declarar, ser pego e achar ruim. Isso também é um mau habito nosso em função da impunidade que existe em todos os setores, mais um “jeitinho” brasileiro.

    • Thiago Castro

      Eu pago meus impostos em dia e não sonego. Acho que isso já é suficiente para prover recursos para a saúde, educação e segurança não acha? Com o que sobra do meu dinheiro eu posso fazer o que eu quiser, inclusive gastar lá fora, onde é bem mais barato, não importando se estou investindo da infraestrutura de lá e não daqui. O Governo que melhore a nossa infraestrutura pra incentivar as pessoas a gastar aqui. (concordo com a parte de não ultrapassar a cota, contudo).

      • Marcio K.

        Se vc não sonega, vc declara tudo que trazer, caso passe de $500, então não tem do que se importar com essa nova fiscalização.

  • Pode comemorar você, eu passo! Não vejo nada de positivo em ter alguém vasculhando minha vida a cada viagem – e olha que nunca comprei além dessa cota de US$ 500, até porque jornalistas não estão entre as profissões mais bem remuneradas! =)

    • Thiago

      Cara surreal alguém querer comemorar a eficiência de um órgão Publico, que está quebrando o sigilo bancário dos cidadãos, sem ter direito para isso, primeiro quebram, depois decidem no supremo! Isso é brincadeira! E outra coisa, para aumentar a eficiência, deveria ser aplicada uma tabela de correção nessa taxa de 500 dólares, de acordo com algum índice de correção, pois esse valor está totalmente discrepante com a atualidade, e digo mais…aplaudo a tentativa de maior eficiência da Receita, porém o que não aplaudo é tentar ser eficiente com ferramentas e taxas que vão contra os direitos dos brasileiros, que são tratados como marginais em alguns casos. Quebra de sigilo bancário é o fim dos tempos! meu Deus!

      • Luciana

        Estamos bem próximos de Cuba, se comemorarmos essa eficiência de “tecnologia” aduaneira….. Deveriam usar toda essa eficiência na saúde, educação e transporte….. Depois no fisco… Porém, não é assim que acontece….. Infelizmente!

    • Fernando

      Você nunca passou dos $ 500 dolares? Ano passado eu fui pra ny, e agora em outubro irei voltar, e posso garantir, que $ 500 doláres nao da pra nada. Ou melhor, voce volta frustrado. Salvo se, voce vai a cada 3, 4 meses para lá fazer compras, ai o papo muda, mas se voce vai no maximo 1x no ano, ou a cada 2 anos, 500 doletas nao da pra nada.

      Nao q eu esteja desconfiando de vc, mas… com 500 dolares, voce nao consegue compra muito mais coisa do que um par de tenis, umas 5 peças de roupas boas e uma camera fotografica mediana.

      Computador? Nem pensar. Alias, voce até traz alguns por 300 dolares, mas ir para lá e trazer algo que nao seja top de linha é preferivel comprar aqui mesmo.

      Juro que queria saber o que voce compra com esses 500 dolares, ainda mais q falta menos de 1 mes para eu viajar, fazer o dinheiro render é o que mais preciso saber..rs

      • Rodrigo

        Bom, suas contas são meio loucas, e além disso vc está colocando coisas na conta que não são consideradas no limite de 500 dólares, como tênis, roupas (considerando que são para vc) e uma máquina fotográfica.
        A cota é especificamente para itens não pessoais, eletrônicos num geral (mesmo que possa incluir quase tudo).

        • Fernando

          Rodrigo, minhas contas não sao loucas rs…eu só nao vou sair do Brasil para ir no outro pais comprar tenis e roupa de bacião, se for para fazer isso, compro aqui mesmo. Viagem para os EUA tem que trazer aquilo que aqui é impagável (mac, uma boa camera, um tenis top, boas roupas, etc), mas quem pense diferente está no seu direito e nao sou eu que vai dizer quem é certo ou errado. Cada um tem um modo de pensar.

          Sobre minha conta, veja:

          Um bom tenis é $ 100 a 150 doláres (www.footlocker.com) – um dos meus tenis que comprei ano passado veio dessa loja, os preços que estao no site sao os mesmos, nem no outlet tem preços de tenis BONS diferente disso.

          segue a continha:
          1 par de tenis de $ 150,
          2 calças jeans por $ 100 ( paguei $50 cada, da american eagle)
          3 camisetas polo hollister/abercrombie por $ 180 (cada uma custava em media $ 60 em ny em maio do ano passado, q foi quando eu fui), o preço hj nao deve ser muito diferente disso

          Só aqui já da $ 430,00, e o restante, da pra comprar uma camera fotografica bem mediana, pra nao dizer a pior (uma boa no minimo é $ 200 dolares pra cima).

          E, a mensagem que o Denis publicou, pelo menos para mim, deu a entender que a compra total dele em viagens nunca passa dos $ 500, logo, entendi que ele só gasta $ 500 em compras.

          Mesmo q eu tenha entendido errado, que ele gaste no total $ 1000 dolares, ainda é pouco, diante das opçoes de compras disponiveis. O limite digno de um brasileiro ir para os EUA e fazer algumas boas compras, no nosso caso, de brasileiro tinha q ser $ 2 mil dolares. Mas como o governo quer nos meter a mao mesmo, na cara dura, eles mantem essa media pífia e vergonhosa.

          Coisas de um governo autoritário e proteccionismo.
          Se ao menos aqui o q se é produzido fosse barato, muitos brasileiros iriam aos EUA apenas viajar, e comprariam aqui. Agora um país onde um carro popular beira R$ 40mil, o que podemos esperar?? Salve-se quem puder!

          • Rodrigo

            Fernando, eu não sou contra o aumento da cota, ou rever regras, mas isso nada tem a ver com fiscalização. Sempre serei a favor do cumprimento das regras.
            Se é o tênis que vc compra para vc, os jeans, as camisetas e a câmera fotográfica, nenhum deles entra na cota, se o oficial da alfândega faz isso é abuso de autoridade e há formas de se lutar contra isso, mas a questão é que temos de estar SEMPRE embasados e corretos.
            Não estou discutindo os preços no Brasil, eles são altos para MUITAS coisas e nossa sistema tributário é uma piada, mas a discussão é sobre o cumprimento das regras atuais, que diga-se de passagem, não são só no Brasil, existem em quase todos os países.
            Essas contas que vc fez entrariam FACILMENTE como itens pessoais. Logo nenhuma delas entraria na cota de 500 dólares.
            SE acontecer um abuso de autoridade na alfândega (e sei que pode acontecer, JÁ vi acontecer no aeroporto de Foz do Iguaçu), vc estará amplamente respaldado, tendo em vista que eles têm que listar nominalmente cada um dos itens que irão te cobrar, e caso não consiga resolver calmamente na hora (é raro que todos os agentes da alfândega sejam até mau educados, e isso porque já passei em pelo menos 4 alfândegas do Brasil) poderá buscar um advogado posteriormente.
            Mas volto a dizer, todas essas reclamações são a exceção, e claro que algumas pessoas que não são muambeiras serão paradas, mas o falso positivo acontece com tudo e espero que sejam organizados quanto a isso.

          • Nina

            Adorei o bacião kkkkk

        • Maicon

          Realmente existem alguns itens que não entram na cota, mas hoje em dia a Receita Federal esta até cheirando as roupas das bagagens, pois não basta ser item pessoal e estar sem etiqueta, tem um limite máximo de itens por categoria, ou seja, realmente $500 não dá para comprar muitas coisas. Há muito tempo a Receita não fica de olho somente nos eletrônicos.

          • Rodrigo

            Respondo o mesmo que disse ao Jean.
            Pode escolher a modalidade E o aeroporto. Já fui parado e liberado, já abriram minhas malas e reviraram, já declarei compras ao entrar no Brasil, já passei sem declarar (e sem comprar a mais também).
            A questão da máquina fotográfica inclusive, quando começou a ser difundida, fui avisado por um próprio agente da alfândega. Entrei para declarar, e avisei que a câmera tinha sido comprada porque quebrei a minha (e a quebrada por um acaso estava comigo), e ele mesmo falou que não era para eu declarar, pois a câmera não entrava na cota de 500 dólares (direito a uma em viagem), e sem a câmera eu não passava do limite.
            E a última vez que passei pela alfândega deve fazer uns 3 meses.
            Quanto a não ser só eletrônicos, realmente, não verificam só eletrônicos, verificam também quantidade desproporcional de roupas, brinquedos, calçados e afins.
            E concordo que 500 dólares não dá para comprar MUITA coisa, mas sabendo o que pode trazer como item pessoal, e sendo razoável, seus 500 dólares ficam livres praticamente para eletrônicos (num modo geral).

        • Fabiana

          Rodrigo, vc nunca deve ter sido parado na alfandega. Eu fui em novembro do ano passado e taxaram tênis, roupa, tudo! Excluíram somente poucas peças que estavam usadas e que condiziam com o tempo em que fiquei viajando. O restante, taxaram tudo. E era somente de uso pessoal, eu não tinha peças masculinas ou de tamanhos bem diferentes do meu. E eu não tinha eletrônicos…

          • Rodrigo

            Respondo o mesmo que disse ao Jean.
            Pode escolher a modalidade E o aeroporto. Já fui parado e liberado, já abriram minhas malas, já declarei compras ao entrar no Brasil, já passei sem declarar (e sem comprar a mais também).
            A questão da máquina fotográfica inclusive, quando começou a ser difundida, fui avisado por um próprio agente da alfândega. Entrei para declarar, e avisei que a câmera tinha sido comprada porque quebrei a minha (e a quebrada por um acaso estava comigo), e ele mesmo falou que não era para eu declarar, pois a câmera não entrava na cota de 500 dólares (direito a uma em viagem), e sem a câmera eu não passava do limite.
            E a última vez que passei pela alfândega deve fazer uns 3 meses.

        • Jean

          Rodrigo meu amigo felizmente voce nunca deve ter sido parado a ultima vez até roupas,e perfumes já abertos entraram na cota

          • Rodrigo

            Jean, pode escolher a modalidade E o aeroporto. Já fui parado e liberado, já abriram minhas malas, já declarei compras ao entrar no Brasil, já passei sem declarar (e sem comprar a mais também).
            A questão da máquina fotográfica inclusive, quando começou a ser difundida, fui avisado por um próprio agente da alfândega. Entrei para declarar, e avisei que a câmera tinha sido comprada porque quebrei a minha (e a quebrada por um acaso estava comigo), e ele mesmo falou que não era para eu declarar, pois a câmera não entrava na cota de 500 dólares (direito a uma em viagem), e sem a câmera eu não passava do limite.

      • Célia Amaral

        Fernando, roupas, calçados , relógios , óculos , bolsas entram sem precisar passar pela cota, para exemplificar eu possa entrar com 5 relógios e 5 óculos, pois uso um com cada estilo de roupa e ponto, é uso pessoal e quero vê me tomar, saio do Brasil com celular merda e chego lah compro um Iphone , pronto, é uso pessoal…Vou sem câmera fotográfica e compro uma profissional lah,além das lentes e baterias, pronto, é uso pessoal…tudo isso vc pode trazer sem passar pela cota dos 500, basta saber usar. Ah, eu deixei minha cota para Ipad e ultrabook declarei e paguei as migalhas sem reclamar, fui pega? Não, de fato entrei e paguei o que é tributado hehhehe
        Meninos obrigada pelo post, adorei, ficarei mais ligada

        • Maicon

          Fernando, entra no site da Receita e verifica o que se enquadra como item pessoal e principalmente as quantidades. Não vai achando que só porque vc gosta de usar vários estilos de roupas eles irão engolir.

        • Bruno

          Esse negócio de uso pessoal é lenda. Não existe!!!!!!! Trazer 5 óculos para uso pessoal não isenta vc do pagamento de imposto! Vc até pode “argumentar” que levou do Brasil os óculos por causa de “cada estilo de roupa”, mas isso só serve pra tentar enganar o fiscal…

        • Fabiana

          Celia, cuidado que os fiscais não pensam mais assim. Já fiz o mesmo que vc várias vezes, mas no final do ano passado me surpreendi vendo que o comportamento deles foi bem diferente. Mexeram em toda a mala, taxaram roupas não usadas, vasculharam pra ver se o meu cel tinha sido habilitado antes ou durante a viagem, notebook tb e por aí vai…. Pra minha sorte, meus eletrônicos eram todos “velhos” já usados antes, mas sobre as roupas, calçados, cosméticos, eu fui taxada…

        • mariostefa

          Teve sorte de não ter pego um Fiscal fdp, que faz uma autoavaliação dos preços de suas mercadorias.

        • Fernando

          Eu concordo contigo. Tanto que a ultima vez q fui eu nao levei quase nada, e voltei com camera nova, um ultrabook e outro mac, fora tenis, oculos e relogio rs.. mas o meu comentario foi em cima do que o Denis disse, que nunca passa dos $ 500 doláres. Quem lê, num primeiro momento entende que ele compra “só” $ 500 dolares rss…

          Eu nao declarei, mas qdo cheguei me mandaram para o raio X, e acredite, nem mandaram abrir a mala, e falaram para eu ir embora. Já estava com o cartao de credito na mao esperando o imposto pra pagar rss, ainda bem q tudo deu certo.

      • carlos

        camera fotografica mediana nem entra na cota.. pode trazer.. mas tem que ser compativel com a viagem. nao adianta ir com uma e voltar com duas… nao adianta trazer embaladinha, sem uso que não cola.. mas da pra trazer sem problema algum.. roupa tambem, perfume, tenis… tudo pode trazer.. é só usar durante a viagem e ter bom senso… tem que ser compatível com a viagem.. voltar com um guarda roupa inteiro.. duas malas cheias de roupas até a tampa não vale. nem o enxoval completo do bebê que muitas vezes nem nasceu ainda (portanto incompatível com a viagem). mas facilmente voce passa com algumas camisas, calças, um tenis, um relógio, mp3 ou IPOD, um ou dois perfumes, maquiagem, bolsa, algumas poucas jóias, e as próprias malas por fora da cota….alem da cota extra de outros 500 USD se você comprar em um free shop no desembarque no brasil. tem wisky, roupas… Então da pra ter 1000 dólares de isenção.

        Então esses 500 USD não são bem 500 USD assim… Agora quem vai e traz notebook, videogame, 5 iphones, tem mesmo é que pagar…

    • Guilherme

      Concordo contigo. Muito legal a RFB vasculhando minha vida, sem ter respaldo constitucional para isso, tem que parar essa medida no STF.
      Uma coisa é ser mais eficiente, outra é tratar cidadãos como suspeitos sem ter dado motivo para isso.
      O bom é o seguinte, a verdade é que a RFB é um órgão ineficiente, apesar de dizer que fiscaliza em média 130 pessoas por vôo a verdade todos sabemos que é muito menor que isso, por não ter contingente e por não ter interesse mesmo em fiscalizar todo mundo.
      Eu desconheço alguém nos últimos 3 anos (eu incluso) que tenha sido barrado para fiscalização da cota dos U$ 500 e que tenha pago imposto na chegada ao país e olha que conheço pelo menos umas 50 pessoas que viajaram nesse período.
      Então apesar desse absurdo, do tão propalado aumento do controle, na prática muda muito pouco.
      Sou Servidor Público Federal e digo com propriedade que o serviço público no geral é ineficiente. Bastante.

    • Rafael

      passamos por isso em outros países e ainda achamos bacana como a segurança naqueles funciona…..

  • Jéssica

    Essa situação de “montar perfil” e “seleção prévia” não é um tipo de discriminação? Só pra saber mesmo.

  • Cristiano

    Enquanto isso, o imposto sobre as grandes fortunas, já previsto na Constituição Federal, mas nunca regulamentado e que geraria uma arrecadação imensa para o governo, ninguém quer cobrar.

    A carga tributária só aumenta para o trabalhador, enquanto os grandes milionários seguem ilesos!

    • Wladimir

      Caro José, sua argumentação padece da mínima lógica racional social.

      A leitura de um texto tão partidarista e obtuso chega a desanimar até os mais conservadores legalistas. Chega a beirar o moralismo ignomínio, que se foca em atos isolados e descontextualizados.

      Muito me agradaria recolher o Tributo complementar e suplementar se ao final da divisão orcamentária do governo tais verbas recebessem digna destinação.

      Se não houvessem mensalinhos e mensalões, se não houvesse dolares em meias e cuecas, contas em paraísos fiscais cheias de verbas devidas à saúde, educação e segurança dos contribuintes.

      Elocubração e devaneios de nada adiantam meu caro!

      Precisamos enxergar a realidade.

      Não levanto a bandeira da sonegação, mas comemorar a arrecadação em prol da corrupção já é demais.

  • Daniel Henriques

    Amigos, sugiro o seguinte: tem um amigo petista que pede para você
    trazer algo do exterior para ele? Negue. Diga para ele comprar no Brasil e
    pagar os impostos que sustentam o governo que tanto admira.

    Votou no PT, compra no Brasil. Ônus e bônus, caríssimos.

    • Bruno Pracidiu

      E isso ai meu povo, colocou “o representante do povo” no poder, o resultado e este. Como que será mantido o bolsa familia, minha casa minha vida e dentre outros milhares de exemplos. De algum lugar este dinheiro tem que sair. E tenha certeza que não sera dos bolsos dos políticos.

    • walter

      Nessa hora eles esquecem que sao esquerdoides alienados.

    • Jéssica

      Devo admitir que adorei seu comentário!

  • Daniel T.

    Fico pensando como esse sistema vai funcionar. Eles vão pré-selecionar os potenciais “muambeiros”. Essas pessoas serão avisadas ainda no avião que terão de passar no raio x, ou serão identificadas por algum equipamento que dirá à ela onde deve se dirigir após passar na PF? Pelo que entendi, a aleatoriedade pode diminuir pois eles já fiscalizariam os potenciais transgressores da lei, mas, e se esses potenciais transgressores levarem consigo conhecidos e deixem com estes a bagagem e levem o limite da cota?

  • Eduardo Paci Galvão

    Incrível que ainda tem gente que defende tudo isto. Este país não tem jeito mesmo.

  • Fabiano Rosa

    Pessoal. Só não vê que estamos nos transformando num país com ideais comunistas quem não quer. Governo corrupto que controla o povo e estrangula a classe média, ou seja, aqueles que podem trazer alguma resistência.
    É o IOF que sobe na calada da noite, a taxação absurda de 60% nas compras acima de U$ 50,00 (ou até menos se o remetente for pessoa jurídica) e a Receita com eficiência de primeiro mundo para fiscalizar turistas…
    Eu vejo pessoas aqui defendendo que eles estão apenas cumprindo a lei e quem compra mais de U$ 500 está errado. Tudo bem, mas o dia em que cancelarem a emissão de passaportes e vistos com base numa nova lei assinada no dia 31 de dezembro de algum ano, à noite, vamos dizer que quem quiser sair do país estará cometendo um crime??
    Cumprir leis é uma coisa, ser roubado e aviltado pelo poder, e ainda achar certo, é outra. Fica minha opinião!

  • Brenno

    Melhor, seria a receita intensificar na fiscalização contra os ladrões fiscais, que são muitos nos desembarques internacionais, com vários esquemas de facilitação de entrada de produtos anos luz da cota vergonha que temos. Acooorda Brasil, a facilidade continuará, é só molhar as mãos com o que faz isso funcionar ou não!!!

  • Jackson

    Qual é a diferença entre um ladrão que furta uma casa, usurpa 1000 reais em mercadorias, e um governo que cobra 1000 reais de impostos e não os aplica em benefício da população? Ao meu ver, nenhuma…

    Na verdade, há uma. A diferença é que esse mesmo governo tem o poder de criminalizar a primeira conduta e a do não-pagamento de impostos. Já a não-aplicação dos impostos, ou aplicação que não tenha a ver com os interesses sociais, isso não dá em nada. Não estamos na Noruega.

    Dizer que é bandido quem estoura o limite de 500 dólares só porque existe uma lei que criminaliza a conduta é brincadeira. Se amanhã fizerem outra lei dizendo que é crime comparar um cidadão comum a um bandido, o criminoso será você. Primeiro tem que olhar para a realidade e refletir se aquela atitude do governo faz algum sentido no nosso contexto social, ou não passaremos de robôs que seguem leis que nos são impostas.

    Sou plenamente a favor de um governo que taxe fortemente e reverta a receita em benefícios para a população, ou então que pelo menos taxe pouco e permita que os preços sejam competitivos o suficiente para não haver necessidade de comprar lá fora. Mas não é o que acontece no Brasil. Então antes de querer devassar a privacidade das pessoas, de querer criar mecanismos para taxar com mais eficiência, esse governo precisa mostrar que sabe aplicar o dinheiro corretamente. Quem cobra tem que dar o exemplo em primeiro lugar. Aí tenho certeza de que a maioria pagará impostos com gosto, sabendo que será para o benefício de todos.

    • Paulo Cassio

      Bom dia à todos e especialmente ao Sr. José:

      _ Estou viajando em novembro para fazer compras pessoais, aproveitar um país que é governado por políticos sérios aonde os impostos são reais e não surreais.
      _ Poderia incluir meu nome na lista de seus amigos ( membros do governo) aqueles que passam direto pela alfândega ?

      Desde já, muito obrigado.

    • Thiago Ambrósio

      Onde eu assino?

  • hamilton baldin

    Infelizmente,altas taxas cobradas pela receita ,sao estabelecidas por Lei,so Cumprem.Entretanto,pagar 60% de Imposto sobre Frete,Pis ,confins,Icms e uma
    Piada,aonde alguem que tem uma Empresa legal consegue 150% de LL.O governo e um socio que vc e obrigado a recolher as Guias,no dia. Se vc tiver prejuizo vc nao tem socio.fica por tua conta.513 No Congresso nao fazem nada para alterar esse Quadro,ca entre nos,e um Assalto…uma Vergonha da Nojo….

  • Adriano

    Todo mundo tentando justificar o crime de descaminho na alfândega voltando de Miami com a existência de outros crimes. O problema é cultural. O meu crime é menor do que o crime do outro, como se houvesse “menos safado” e “mais safado” e e um excluísse a culpabilidade do outro.

    Eu posso burlar a receita malandramente e não pagar impostos porque os “políticos são ruins”. A classe política é reflexo da sociedade que põe ela lá. Os comentários nesse post são puro reflexo disso. Pra mim muambeiro de Miami é tão safado quanto político corrupto ou ladrão de galinha. Taca-le pau neles receita!

    • Leonam Lima

      Considerando que você defende com unha e dentes o governo, deve ter orgulho de ter seus filhos estudando em escola pública, de poder usar o SUS quando precisar e de não precisar ter uma casa com muros altos, cerca elétrica e alarme neh… afinal, da gosto de pagar os impostos para o governo investir tão bem assim os recursos no ensino, saúde e na segurança.

      • Ana Iza

        Leonam Lima, teu comentário foi perfeito! Digo e repito: Só defendem este governo quem se aproveita de alguma forma dele! É incomum aceitar tantos assistencialismos e tributos, sem nem ao menos ver a aplicação deste dinheiro. Fechar os olhos e não ver os roubos dos políticos e muito menos ficar na retórica.
        Este governo está realmente transformando o Brasil em Cuba.

      • Diego

        Cumprir as leis e desejar que todos o façam nada tem a ver com “defender o governo”. Vamos separar os conceitos aí, meu povo, que “estado de direito” não se confunde com “governo”, muito menos com “partido”.

      • Adriano

        Desculpe-me Manoel Lima, mas aonde a sua pródiga inteligência identificou que cumprir leis e desejar que outros a cumpram também tem a ver com “defender com unhas e dentes o governo”. Nem mesmo enorme esforço de interpretação para chegar a uma conclusão dessa. Quero que o governo se exploda, junto com a população corrupta que acha que o seu “pequeno” crime de descaminho é menor e até mesmo se justifica só porque o governo é ruim. O governo é nada mais do que o reflexo da população, inclusive daquela o condena.

  • mariostefa

    Eu achava que vivia numa Democracia. Com essa decisão da RF tá mais parecendo Comunismo, Alias, base dos PTralhas.

  • Ricardo

    Em Belém quando chega o vôo de Miami a mala passa por um scanner antes de sair na esteira. A primeira leva está liberada, a segunda leva é para fiscalização da ANVISA e a terceira leva é para fiscalização da Receita. Simples e prático, não precisam ficar vendo quem vai, quem vem, onde trabalha, o que faz. Na saída passa a mala de mão no scanner também. Eu acho que isso inibiria muito mais os muambeiros, porque você sabe que será revistado de qualquer maneira.

  • Natalia

    Queria saber o critério pra continuar esse limite de $500,00. Já passou da hora de subir um pouco esse limite, afinal tudo aumenta não só no Brasil mas, lá fora também. Esse limite é ridículo.

  • Marcelo Domingues

    20 auditores fiscalizando um aeroporto…
    120 fiscalizando os correios…
    Enquanto vc lia isso, 50 conteineres cheios de muamba entraram pelo porto por falta de pessoal para fiscalizar.

  • Amorim

    Acho interessante, porém, que essa questão passou a interessar a um número imensamente maior de pessoas justamente “nesse governo”, no qual milhões de pessoas que não tinham que se preocupar com essa questão (pois não viajavam) passaram a ter essa preocupação “enorme”. Essa fiscalização sempre existiu, apenas acho que hoje há meios mais eficientes de fiscalizar e seria muito inocente de minha parte achar que qq governo não iria se atualizar nesses métodos. Para não ter que passar por esse constrangimento, basta declarar. Agora, concordo que a modernização, por ex., do sistema do INSS não acompanha a da RFB.

  • Cicero

    É avalie seu candidato, intervencionistas e populistas são péssimos para uma nação.

  • Thiago Ambrósio

    Fico com o Denis, comemore você meu camarada! Por que não investem na eficiência de tantas outras coisas que realmente precisavam ser eficientes no Brasil? Não que a Receita não deva ser também eficiente, mas daí pra comemorar isso e fechar os olhos pra tantas outras coisas que precisariam melhorar já é demais!

  • brunofranca

    Alguém interpreta para mim: ‘lugares que visitou nos últimos meses e quantas vezes. “Com isso, será possível identificar aqueles com maior probabilidade de terem estourado o limite de isenção de US$ 500 para produtos comprados fora do país trazidos na bagagem”’

    Na primeira vez que se viaja, traz-se muito. Quem viaja uma vez por ano, fica mais moderado. Quem viaja muitas vezes ou é executivo ou muambeiro? hheheh QUAL SERIA O PERFIL que eles querem?

  • Hermann HTG

    MINHA OPINIÃO: provavelmente é apenas uma nuvem de fumaça, para
    “assustar”. A fiscalização já existe, inclusive com máquinas de raio-x
    na pista, fiscalizando todas as bagagens de um determinado voo.
    Esta notícia é algo como um “balão de ensaio”, para ver qual a reação das pessoas – e quais os comentários. 😛

  • hamilton baldin

    Quando nesse Pais,vai respeitar o cidadao, com Dignidade,com zelo.cumprir com a funcao do Estado.A unica alternativa,reduzir despesas com gastos superfluos,excesso de funcionarios,gov para poucos.Tinha comecar pelos Politicos,em Brasilia,Estados e Municipios,reduzir num de cadeiras de 50 nos munc e Estados,para 10.Politico nao e um Investimento e despesa ,portanto,cortem.. Exemplo tem que vir de Cima.
    Proibir,reeleicao.Proibir Pastor,radialista de serem candidatos usam seus veiculos
    Massa de Manobra,etc…Politicos tem que defender o Pais,nao um determinado Partido,regiao ou Estado.Precisamos passar a Limpo.vamos pensar e agir em beneficio do Proximo

  • Guiga

    Você deve trabalhar na RF? e com certeza deve receber um alto salário. Não vejo as coisas dessa maneira, pois o Governo não está fazendo seu papel de repassar o que é arrecadado para a população. O Governo, ganancioso, quer arrecadar mais para sustentar a máquina pública, deixando de fazer investimentos necessários.

  • Pedro Márcio Silva

    Esse José deve ser mais um ASPONE com viés de retórica jurídica manipulando e observando um dos últimos rincões de liberdade jornalista ao qual ainda livremente se posta a opinião de cada um sobre o tema.
    O Marco Civil Regulatório da Internet vai legalizar a Vigilância tal qual a Receita fará nas aduanas. Enquanto isso técnicos cubanos com roupagem de médicos invadem as nossas periferias prescrevendo medicações de uso veterinário, as crianças padecem em um sistema público ineficiente e com menor investimento que até nossos vizinhos e a segurança pública permanece caótica. Mas os dados oficiais são maquiados e compramos a idéia que tudo vai ficar bem porque “somos brasileiros e não desistimos nunca”.

  • Marcio

    Entendo o que o Jose quer colocar, se existe a lei que seja cumprida.Se a mesma é abusiva ou merece revisão que seja alterada.
    Problema que o pessoal não se toca, é que elegendo os tiriricas da vida isso nada mudará.
    O que na verdade revolta a todos, é o destino comum desse dinheiro, a vala e latrina comum, gerida por, na maioria das vezes, incompetentes.
    Se tivessemos retorno do que e pago, ok. A revolta daqui na verdade refere-se ao pagamento de qualquer imposto.
    No outro ponto… sou contrário a invasão de privacidade por parte do governo….

  • Diego

    Não vi “juridiquês”; vi apenas um uso muito adequado da língua portuguesa.

  • Marks Henrique

    Agora vão querer tirar qualquer roupa ou acessório do corpo que pareça novo ! Aí vão queimar nosso esquema !

  • Rafael Sa

    Melhor ter a privacidade invadida pelos USA, que pelo menos me protegem do avião cair, do que no Brasil, que o Governo não protege, apoia o trafico, não prende criminosos reais e só quer me perseguir pra tributar…

  • Fernando

    O Brasil está cavando a propria cova. Mais cedo ou mais tarde esse controle q querem impor ira se voltar contra o sistema brasileiro e irá acontecer uma grande reviravolta. Pode demorar décadas, mas acontecerá. Nos, jovens da casa dos 30 anos, pouco menos, pouco mais, nao tolera tanto imposto e lutarei para ter o direito de comprar o que, aonde e quando quiser nossos pertences, eletronicos ou nao.

    Se querem tanto proteger o comercio nacional, entao que façam o comercio nao ser exploratório, e sim, honesto.

  • Oscar Luiz da Silva Neto

    Bobagem. Como que o governo vai saber se você usou o seu limite de isenção de 500 dólares? Você pode ir 20 vezes num mês para Miami, e nunca usar o limite.

    E o que são 200 milhões de reais numa arrecadação de 1,1 trilhão de reais? 0,2%. Se o governo subir para 1 bilhão de reais de impostos, ainda será menos de 1%.

    A Receita Federal que vá cobrar imposto de quem efetivamente sonega e deixe o pobre brasileiro se iludir em fazer compras em Miami.

  • Christiano

    Pessoal…desculpe pelo off-topic. Mas é que aconteceu uma situação que está me deixando preocupado.
    Comprei 7 passagens que estão no mesmo localizador.
    Dessas 7 pessoas, 3 não poderão fazer a viagem.
    Como dará no-show para essas 3 pessoas, fica aqui minha dúvida. A passagem de volta é cancelada somente para essas 3 pessoas ou todas as 7 pessoas terão suas passagens canceladas?

  • Rafael Braga

    E a Dilma ficou toda irritadinha com os Estados Unidos monitorando-a!?!? Pimenta nos olhos dos outros é refresco neh!!

  • Luis

    Democracia disfarçada de ditadura branca , um pais com essa carga tributaria que é usada somente para roubar e beneficiar a bancada de negócios de Brasilia e dar o pão e circo pro povo e não para investir em problemas estruturais do pais e ainda quer controlar tudo que as pessoas fazem!
    Ao invés de se abrir com o mundo , de se revisar impostos e simplifica-los o Brasil quer controlar e proteger e proteger sem fim a indústria que por isso esta criando um pais caro e não um pais competitivo , sucateando sua indústria.
    O Brasil ao invés de exportar produtos esta exportando consumidores !!!!!
    Vão controlar cada vez mais os que conseguem com muito custo realizar o sonho de uma viagem e comprar algumas coisa que as vezes não compraria aqui
    ABSURDO ESSA POLÍTICA ATUAL . PENA QUE TODOS SOFREM DE UMA FORMA OU OUTRA

  • Rafael

    Em todos os países do mundo as alfândegas se preocupam com itens que possam trazer ameaças para agricultura, explosivos etc, a do Brasil só se preocupa se voce traz eletrônicos.

  • Conrado

    Pra onde a gente vai, o que a gente faz, quanto a gente gasta está fácil saber.
    Agora pra onde todo esse dinheiro vai, no que é revertido, qual a contrapartida pros impostos que a gente paga e que a aduana arrecada, qual o destino da mercadoria confiscada?

  • Graziella

    Comemorar???? Deveríamos comemorar uma saude , uma educação mais eficiente. Isso sim gera retorno para nós trabalhadores que morremos de pagar imposto aqui nesse país. E ainda querem dificultar um meio que as vezes temos de termos algo de boa qualidade (difícil de encontrar aqui) por um preço realmente justo. Prefiro fazer caridade do q pagar esses impostos p esse bando de ladrões

  • vinicius

    Mais lamentável e repugnante que este sistema e o fato de rasgarem a constituição federal e invadir o sigilo bancário sem autorização judicial. País da vergonha!

  • André

    receita federal sempre terá o melhor sistema de fiscalização porque eles tiram mais dinheiro em cima, vai ver se eles tem essa mesma eficiência em outras fiscalizações que deveriam ser feitas.

  • Thiago Castro

    Esse papo de comunista já deu hein!! O Governo quer o que todo Governo quer: poder e dinheiro!

  • Roberto Petramali

    O trabalhador sempre vai pagar a conta.A ele não é permitido sonegar nem um centavo.Já os ricos desembarcam de seus jatinhos ou fretados e a receita nem ao menos sabe quantos passageiros eram.

  • Bruno

    Comemorar ??? é alguma piada ?? Não custumo viajar muito para os EUA, e nem é de meu interesse que aumente ou abaixe a cota, claro que prefiro que aumente. Mas se tirarmos as vendas dos olhos e prestar um pouco de atenção no que acontece no Brasil, percebemos que algumas coisas funcionam extremamente bem, já outras não passam nem perto de um serviços ruins , são pessimos, bizarros etc…. O sistema de multa do Detran, Malha fina da Receita Federal , orgãos de fiscalização em geral são excelencia em atendimento e ícones em tecnologia . . Agora veja você meu caro colega, poderiam implantar um sistema em hospitais , creches etc .. que detectassem a falta de vagas, se todos estao sendo atendidos com eficaz …. pois todos ganham , e nosso dinheiro de impostos retorna em forma de servico … Pois nesse caso acima , só um ganha e somos acuados ainda mais ….. É uma pena

    • mariostefa

      Falou tudo Bruno.

  • Paullo Celso

    Fabiano, vc está corretíssimo. Vejo exatamente desta forma. Fico impressionadíssimo em como a maioria esmagadora das pessoas se nega a ver isto.

  • Taticablue

    Seria mais facil fiscalizar os nossos queridos políticos! com ctz o valor de arrecadação seria imenso! nós meros mortais conseguimos viajar para conhecer outras culturas, como nossas ecônomias providas de nossos trabalhos e agora somos “pesquisados” como se estivessemos cometendo algum crime!

    • Diego

      Bom, se vc viaja para conhecer outras culturas não precisa se preocupar com o “aperto” na fiscalização sobre a bagagem acompanhada.

      E muito antes desse anúncio de hoje o governo brasileiro já sabia todos os lugares para onde vc viaja ou viajou um dia.

  • Rodrigo Farias

    Bien Venidos a Cuba hermanos, esse país ta virando um mini regimeeeeeee do Fidel!

  • Michelle

    Infelizmente nosso governo é muito burro! Estrangeiros não ligam muito para compras enquanto os brasileiros são extremamente consumistas! Se as taxas dos impostos fossem menores no Brasil, consequentemente os preços seriam bem mais baixos e ninguém precisaria comprar nada de fora, muito menos viajar para fazer compras! Torrariam todo o salário por aqui sem ter q viajar ou esperar meses para receber uma mercadoria!

  • alexandre

    José, a diferença é que ladrão que rouba ladrão tem 100 anos de perdão !!!!! ….. agora, pelo seu texto, você deve ser um dos falsos moralistas que usam o Sírio Libanês e acham que o SUS é lindo ….. não me preocupo porque nunca passo da minha cota …. mas não julgo que compra muito, porque isso acontece devido ao péssimo uso do dinheiro público, onde se paga muito imposto e depois temos que pagar escola, segurança particular, plano médico, pois o governo não nos devolve nada do que pagamos …..

  • Guilherme Almeida

    extorsão federal

  • Leonardo

    Se o governo tivesse essa mesma energia e disposição que tem ao fiscalizar bagagem de turistas, em fiscalizar a entrada de armas e drogas pelas fronteiras terrestres, seria maravilhoso!!

  • MTorres

    Quem viaja a trabalho como eu, 1 ou duas vezes por trimestre vai ter no historico que nunca excedeu a cota. Acredito que na terceira, quarta e quinta vez eu serei parado para inspeção. Logicamente constará no registro que eu e os outros executivos nunca extrapolamos a cota.

    Como disseram, eles vão definir o perfil. Se te pegaram 3 vezes acima da cota num curto espaço de tempo, vc será um muambeiro.

    Se em um curto espaço de tempo (3 meses), vc foi inspecionado e nada de errado aconteceu, será taxado como viajante frequente.

    E se em um médio espaço (1 ano) de tempo vc foi parado, digamos, duas vezes e teve problema na alfandega, sera um consumista frequente kkkk

  • guilherme

    Não gasto mais de 500 usd no exterior em bens tributáveis mesmo. Ja tenho tudo. Pra que vou comprar fora? Quando precisar comprar um laptop mais caro ou camera digital, eu talvez arrisque ou talvez nao. Compro só coisas para mim. Eventualmente são caras, como um casaco de 1200€, sapato 400€, camisa 350€ (Armani é caro mesmo) que comprei na ultima viagem, mas vim usando. Quem prova que comprei fora? A questão é você comprar para vender aqui. Vejo aquelas familias chegando com 10 malas nos carrinhos e não são paradas pela receita. Fala serio….

    • Nina

      Cada pessoa tem direito a 2 malas, quando viajo somos 4 total 08 malas, fico em media de 23 a 25 dias no pais. Com duas crianças pequenas. Impossível não trazer malas, nem que seja só de roupas sujas

      • Guilherme

        Engraçado que isso é coisa de brasileiro. Na Europa cada mala despachada custa entre 20 e 40 euros até 20kg. Acima disso incide uma multa caríssima. E sem falar que independente de ser homem ou mulher raramente se vê alguém viajar com mais do que consegue carregar que eh uma mala grande ou um mochila e não raro apenas uma mala de bordo. Eu odeio despachar e passei 21 dias na Europa com uma mala de 23kg incluindo casaco pesado e terno e sapato. Acho que apesar das mulheres quererem variar um pouco mais o vestuário, elas precisam de uma lição de como fazer suas malas….

  • MTorres

    Muambeiros não viajam acompanhados. Vc esta confundindo conosco, meros mortais, que quando exercem a cota, é por comprar demais no Best Buy ou na Amazon. O Muambeiro viaja sozinho, 3 ou 4 vezes por mes e tras MUITA coisa.

    Acredito que a pessoa devera apresentar o passaporte em algum leitor antes de passar pelo assustador corredor. Essa bipagem do passaporte vai dizer pra onde a pessoa deve ir.

  • Erika Veroneze

    Se a arrecadação fosse destinada à melhorias para nós viajantes (situação hipotética: melhorar os aeroportos, dar mais segurança, etc etc etc etc), eu ficaria feliz em contribuir, mesmo por que não há nada melhor do que ver que os seus esforços resultam em algo… agora vir com blá blá blá que devemos nos submeter às imposições sem ter nada em troca fica difícil viu…
    Isso por que nunca comprei eletrônicos no exterior, o que geralmente compro são “coisas de mulher” – cosméticos, tratamento estético e afins que sequer tem no Brasil porque as empresas deixam claro (inclusive nos sites) que JAMAIS abrirão lojas no Brasil por acharem um absurdo a carga tributária brasileira e seria uma injustiça ter lojas que oferecem produtos a um preço acessível no mundo inteiro MENOS no Brasil.

  • carlos

    Ohhhh…país de ladrão………..uma pessoa que junta seu dinheirinho suado, e quer ter “coisas” boas, pagando o justo, só faz se ferrar mesmo…..já os trambiqueiros, que nosso país “não tem” estão aí…ninguém fiscaliza, ninguém paga por nada…é lasca mesmo!!!!! Com todo o desrespeito que algum brasileiro sofremos no exterior, nem de perto é o que passamos aqui nesse país IMUNDO!!!!!!!

  • Otário Trouxa da Silva

    Eu não sou de ficar comentando em postagens acho que é primeira vez que faço isso!!!!
    Só tenho um sentimento agora ao ler uma notícia dessa: Povo ASSALTADO!
    Na boa um país de altas cargas tributárias agora não quer que o pessoal compre nos lugares onde não é explorado?
    Se eles querem que a gente faça as compras aqui parem com os impostos absurdos, agora a receita falar que deixou de arrecadar? Arrecadar para que? Vai para qual partido?
    Não gosto de reclamar muito, porém dessa vez, isso foi demais! Acho que se eles usassem uma parte do que roubam para esse País andasse para frente, seríamos o melhor país de todos, mas para que? Isso não é tão legal quanto encher o bolso de forma irregular!

  • Ferenczi

    s. m.
    Cautela, precaução.
    Inquietação de espírito.
    Diligência; desvelo.

    Sem mais! Cuidado e um substantivo masculino empregado por cidadãos comuns que a todo tempo tem que ter cuidado nas ruas com a falta da segurança, cuidado com suas econômias, cuidado com sua saúde, cuidado com a educação dos seus filhos, cuidado com sua família, cuidado com o exercício da sua liberdade. Cuidado e uma palavra comum para nosso dia a dia , como obrigado.

  • Alessandro

    Com o dolar a 2,80 no final do ano, nem precisaria esse novo sistema…..

  • lheu

    Minha primeira viagem ao exterior foi em 1990. Os USD500 daquela época não compram os mesmos USD500 de hoje, Até no dólar houve inflação. Enquanto isso a nossa alíquota permaneceu inalterada. Por que não houve reajuste?

    • Sandra

      Minha primeira viagem ao exterior foi em 1979, e o limite tb era de US$500. Quantas décadas serão necessárias para o governo entender que os produtos sofrem reajustes e que com esse valor não compramos 10% do que comprávamos na época que foi estipulado este valor? Se os impostos no Brasil não fossem tão abusivos, haveria menos necessidade de comprarmos fora do país.

  • milonguero

    Pagar impostos é normal, imaginem nos estados Unidos ou na Europa. eles monitoram mais.

  • milonguero

    Concordo. Ninguem quer pagar impostos…

  • Mari

    Sim, mas qual o problema desse empresário ir pra verificação? Se ele vai tantas vezes ao exterior, tem oportunidade de comprar sempre e dentro dos limites da cota, basta respeitar a norma, ou pagar o imposto caso exceda

  • Tito Bosco

    Cada dia mais supreendido com esta republica…

  • Julia

    Ta, mas qual seria o critério? Quem viaja uma vez por ano ou quem está sempre na ponte aérea seria “vítima” de ser barrado? Nada disso faz sentido!

  • Wilton

    Temos que brigar para aumentar o limite de $500. Este é o problema.

    A receita está preocupada com as pessoas que viajam para trazer muamba. Quem viaja vê cada absurdo.

  • Daniel

    Olha a ARGENTINA aiii geeente…. Lá estão usando câmeras de segurança para filmar e computar os clientes que consomem nos restaurantes, para evitar fraudes.. ahahahahahah

  • Rodrigo

    Enquanto isso, entram no País containers inteiros com produtos chineses que inundam o comércio brasileiro!

  • Robson Fernandes

    É sério isso? A gente então tem que se submeter aos impostos absurdos daqui sem alternativas? Que se crie um Brasil competitivo! Assim as pessoas não terão que pagar mais que o dobro para ter qualidade aqui.

  • edyoliva

    Espero que a Receita aproveite o novo sistema para monitorar os gastos e recebimentos dos políticos.

  • Eduardo Costa

    Como dizia o velho Renato Russo: “vamos celebrar a estupidez humana…”. Vamos comemorar os impostos absurdos que pagamos no Brasil (sem retorno, por sinal) que nos fazem ter que viajar pra conseguir nossos sonhos de consumo a um preço honesto! Vamos comemorar que tudo aqui custa pelo menos três vezes mais do que no exterior, inclusive conteúdo digital: softwares, ebooks e jogos, que não tem taxa de importação! Vamos comemorar que trabalhamos um ano pra comprar um celular ou tablet e nossos governantes recebem de graça por ser indispensável ao trabalho e sua renda limitadíssima não os permitem pagar por um do próprio bolso! É, temos muitos motivos pra comemorar…

  • Fransérgio Batista

    Piada é ter apenas 500 dólares como limite a mais de 20 anos!! Se pelo menos fosse feito um ajuste para 1000, como tem um deputado tentando fazer, ajudaria à todos os lados.

  • Paulo César

    Vergonha !!! Só o que eu consigo dizer desse Paízinho chamado Brasil.

    • Luci

      Idem , amigo.

  • Flávio Galvão

    E quem vai fiscalizar os funcionários da Receita que recebem uns “trocados” para alguns passageiros entrarem com mercadorias e revenderem por aqui? Estamos de olho.

  • Daniel Gomes

    A que ponto chegamos…. Esse governo é safado demais. Essa alíquota de $500 não é corrigida há nem sei quantos anos, mas é muito melhor pro governo taxar o cidadão que aproveita para comprar lá fora pagando muito menos do que é aqui no Brasil do que regulamentar isso de maneira justa. Ao invés do governo aumentar a alíquota, ele diminuiu… reduziu de $300 para $150 nas fronteiras terrestres, mas como estamos em ano eleitoral, rapidamente voltou atrás temendo uma reação negativa da sociedade. Isso é uma vergonha… País injusto e medíocre!!!

  • Wilton

    Um shampoo para o cabelo que comprei por $2,79 tem gente honesta, que não pagou imposto algum, vendendo aqui por R$ 65,00.
    Quem é o ladrão????

  • Ranerio Vieira

    Gente, é um absurdo ficar apoiando isso. Se fosse os EUA que fizessem perfil para não deixar embarcar quem pudesse ter algum envolvimento com terrorismo baseado no “comportamento de viagens” do indivíduo ia ser um grito por violação de privacidade louco. Tanto é que eles tem capacidade, mas não fazem pelo tamanho que ia dar , de passar por todo aquele processo da revista, raio x, scanner e diabo a 4 só os que tem “perfil” de terrorista…

    Que direito tem a Receita a ter seu histórico de viagens? É violação da privacidade ao extremo!

  • Uheslei

    Em fevereiro deste ano fui comprar um teclado nos EUA. Simples, o preço que pagaria aqui pagou o teclado, as passagens e estadia lá por uma semana. Já ciente dos impostos, decidi não trazer mais nada de compras e apenas gastar com passeios por lá.
    No aeroporto de lá a bagagem foi fiscalizada e reembrulhada com muito cuidado, como nos dizeres de um cartaz lá fixado: com dignidade e respeito.
    Fiquei muito decepcionado com o tratamento ao cidadão aqui na fila para declarar bens. Os fiscais tentavam a todo momento intimidar os passageiros, um revirou minha bagagem jogando tudo pra fora e no mais irônico tentou taxar até as sandálias havaianas, minhas blusas da Taco e da Luigi que estavam na minha mala. O mesmo acontecia com outros passageiros próximos.
    Reclamei do abuso e ele respondeu dizendo que todo mundo mentia e tentava passar com mais que a cota. O constrangimento só parou solicitei a mudança do fiscal, ele então partiu para vistoriar outra vítima.
    O segundo fiscal era bem mais tranquilo mas não deixei de verificar a falta de preparo mais uma vez. A Receita não tem máquinas para receber o pagamento do tributo. Como o valor era alto, também não poderia ser feito no caixa eletrônico que também fica distante do posto. Em suma, podem investir em tecnologia e tudo mais, mas enquanto não houver a qualificação e educação dos fiscais e normas claras para taxação vou continuar dando apoio aos muambeiros sim.

  • Jose Fernandes

    Parabéns José.
    O único comentário lúcido até agora.
    Não entendo esse povo que só viaja para muambar sempre para os EUA.

    Como minhas viagens são para fins turísticos e sempre alterno o destino, me sinto confortável com o limite.

    Porém entendo o Denis, que está apenas alertando seu público.

  • Ana Iza

    Daqui a pouco eles vão arrumar um jeito de analisar nossas compras com cartão de crédito ou débito durante o período da viagem e nos cobrar o imposto em cima disto.

    • Camila

      Já ouviu falar em IOF?

  • Ruy Henrique

    Como se eles já não tivessem dinheiro o bastante… E pra que isso tudo? Só pra engordar os bolsos pessoais dos políticos, ou então pra submeter ainda mais uma população já explorada… Que mundo triste, democracia + capitalismo, porque ninguém tenta algo novo?!

  • Maria

    Realmente é revoltante tudo isso, e acredito que a voz do povo deve ser ouvida, por isso não podemos cruzar os braços e temos de sair as ruas……

  • Eu

    O limite de USD 500 é o mesmo a pelo menos 30 anos, não seria uma boa hora para reajustar esse valor?

  • faith lucas

    o governo nao tem o direito de dizer o quanto eu tenho que gastar. muito menos cobrar imposto sobre um produto que nao foi produzido no pais. Que pais eh este?

  • João Alexandre de Jesus Vaz

    Pois é, criando este imposto até dava para aliviar a carga dos que mais pagam impostos no Brasil, que são as classes média e pobre.

  • Yansen

    Verdade John! Mas deveriam ser vistoriados também. Mas, como vc mesmo disse a corda arrebenta no lado mais fraco.

  • Bruno Ornelas Guerra

    a pessoa reclama da corrupção do governo…. mas ele mesmo nao quer cumprir a lei.

    por que ao invés de ficar dando chilique. vocês nao começam um projeto de Iniciativa popular pra mudar a lei e aumentar ou ate retirar a cota de 500 dolares??

    jogar a culpa nos outros é muito facil.

    pedir q o governo tenha um comportamento honesto quando voce mesmo não tem é fácil.

  • James Bond Jr.

    Deixe para os que vivem das vendas (nada contra), quero mesmo só viajar!!

  • Felipe Machado Cardoso

    “Cuidado” no título da matéria, faz parecer que estão preparando um mal para nós, quando estão na verdade melhorando seu serviço.

  • Bruno

    Afinal, vcs estão indo viajar ou comprar?? US$ 500,00 é uma boa quantia para compras no exterior. Todos aqui reclamam do governo, porém quase ninguém segue as regras. Dê o exemplo a partir de você.

  • Jonatas

    Não sei ao certo em que ano começou esta cota de 500 dólares, pesquisando no Google encontrei comentários de 1996, http://www.aircanada.com.br/info/default.aspx?pageid=45

    e de 1998 http://veja.abril.com.br/181198/p_116.html comentando sobre esta cota. Se a informação estiver correta, são pelo menos 18 anos de congelamento. Por baixo, eu acho, que pela inflação, mesmo em dólar, a cota deveria ser de pelo menos 1000 dólares. Fazer o quê.

  • Alessandro Lima

    O Governo só investe na fiscalização do Brasileiro. Porque não “investe” em reduzir o valor das coisas, para que uma maior parte da população tenha acesso? Se o Brasil tivesse uma indústria competitiva e o brasileiro pagasse um preço mais justo pelas coisas, os recordes de gastos de brasileiros no exterior diminuiriam!

  • biancamkt

    Já já nos tornaremos Cuba!

  • Patricia Campos

    Fiscalização ou espionagem??? Um absurdo!!

  • Diego

    É que só brasileiro tem esse – duvidosíssimo – gosto por viajar para comprar badulaques eletrônicos/roupas estampadas com nomes pseudo-chiques.

    E não dá pra justificar dizendo que a culpa é dos preços por aqui. Na Europa, os preços de qualquer dos itens que brasileiros compram em Miami é, em absoluto, igual ou maior do que aqui no Brasil, e, não obstante, não se tem notícias de europeus viajando enlouquecidos todo final de ano para Miami a fim de comprá-los às toneladas.

    E isso que europeu tem acesso a passagens mais baratas para os EUA (é mais perto) e tem muito mais renda disponível do que nós, brasileiros, de modo que o fenômeno da “muambagem” deveria ser muito mais presente entre eles.

  • Guilherme

    Esses vermes deveriam é fiscalizar os políticos, empreiteiros que enviam nosso dinheiro para o exterior, sem a menor fiscalização, alias contando com muita omissão e participação dos salafrários.

  • Ricardo

    Kkkkkkkkk….morri de rir agora!

  • Nenhum comentário seu foi excluído, só estava aguardando aprovação.

    Abs,

    • Renato Pires

      Tudo bem, desculpe, já retirei a reclamação.

  • Camila

    Os EUA vistoriam a sua vida inteira pra decidir se você vai receber visto ou se vai entrar no país deles e ninguém reclama.

  • Magno

    Quem cria as regras são nossos representantes (deputados e senadores), então vamos dar mais atenção a escolha destes. Ao invés disso, elegemos Tiriricas, Malufes, Malafaias, Russomanos, Garotinhos, Bolsonaros, Henriques Alves, Felicianos… Fala sério, gente!!! A culpa é completamente nossa e de nossa preguiça de estudarmos, nos politizarmos, votarmos certo e cobrarmos. Defender a sonegação (o crime) do ‘cidadão de bem’ – justificando que são vítimas dos bandidos do governo, que estão lá porque nós mesmos colocados – é sinal que não terá saída para nós. Vivemos em negação. #somostodosbandidos

  • João Rodrigues

    Exato… isso é coisa de países atrasados como EUA, Japão Suécia… onde já se viu proteger o mercado interno? Nenhum país faz isso…

    • Renato Pires

      João: poderia dar umas 5 mil linhas explicitando as diferenças entre o modelo tributário americano, sueco e japonês e as diferenças em relação ao sádico e sórdido modelo brasileiro. Porém, o próprio tipo de comparação ABSURDA, provavelmente motivada por preferências políticas-partidárias e não por conhecimento econômico (vc deve ser um dilmista? certo?) já me faz ter um desânimo atroz em o fazer. Então, ficamos assim, pra você fica sendo tudo igual Brasil e Suécia, Japão, etc( só lhe adianto uma coisa, por pena: estes países, além de possuírem carga interna infinitamente menor de impostos e renda muito maior, o que por si só já desestimula a busca por produtos internacionais, possuem sim, amplo acesso a importações de todos os tipos por preços irrisórios comparados aos cobrados aqui). Nada se compara. Estamos indo na direção não destes países, mas na direção de Coréia do Norte, Venezuela…. sugiro que não compare o Brasil a estes países em termos de sistema tributário. Não tem a ver.

      • Ricardo

        Parabéns pela elucidação. Não que o cara ai vá entender, pois, o posicionamento dele já indica de que “ideologia politico-partidária-vermelha-terrorista ele participa. Mas concordo contigo, quem viaja sabe o retrocesso que essa medida representa. Nenhum brasileiro acharia ruim pagar impostos (ainda que altos como os escandinavos) se tivessemos o retorno adequado. Viva a ignorância do povo brasileiro.

      • João Rodrigues

        Bem, se esse é você “desanimado para comentar”, eu diria que até que falou bastante. Fico imensamente triste com seu desrespeito às posições políticas alheias (as minhas, para seu governo, não são “dilmistas”), porque isso só enfraquece um debate que seria muito melhor para todos. Minha ironia foi no fato de que o comentarista anônimo acima disse que políticas protecionistas são coisas que só acontecem em países “atrasados”, e estou certo de que você também sabe que não são – embora tenha dito que a carga tributária da Suécia e do Japão são “infinitamente menores” que a nossa, o que claramente mostra um grande desconhecimento do assunto.
        Já dizer que estamos indo pelo mesmo caminho que Venezuela e Coréia do Norte mostra o mesmo nível de paranoia e desinformação que permeia o senso comum de quem só lê as Vejas da vida (isso também me desanima profundamente), mas nem vou debater porque, claramente, não foi o assunto do meu tópico. Foi delírio seu ao assumir, de pronto, que sou petista, e daí por diante, destila-se todo o preconceito e senso comum associado a esse assunto que nada tem a ver com protecionismo econômico – disso sim que eu falava.

        • Renato Pires

          Cara, quando a receita planta o ferro e fode os passageiros de avião, humilhando-os, constrangendo-os, roubando-os, foi a “revista Veja” que implantou esta idéia mentirosa na cabeça dos incautos? Nada disto vem acontecendo? Que bobagem…

      • mariostefa

        Renato concordo contigo quanto ao caminho do comunismo que nosso governo vem adotando.

      • oremhartuing

        Nas cinco mil linhas que você humildemente escreveria, caro colega, não poderia esquecer que a carga tributária da Suécia e no Japão são, de fato, bem maiores que no Brasil. O próprio teto do imposto de renda brasileiro, de 27,5%, é um dos mais baixos do mundo, isso quer dizer que cidadãos de renda alta têm, no Brasil, uma das menores taxações sobre a renda. Todos os países do mundo têm políticas de cotas de importação e limites para bagagens trazidas do exterior por viajantes, embora eu pessoalmente acredito que a cota de 500 dólares está bastante defasada pois foi adotada há mais de vinte anos e não considera a inflação na moeda americana. Má informação, arrogância e preconceitos à parte, não precisa ser um intelectual como você para saber disso, esses dados estão disponíveis até na Wikipedia.

        • Renato Pires

          “O próprio teto do imposto de renda brasileiro, de 27,5%, é um dos mais baixos do mundo, isso quer dizer que cidadãos de renda alta têm,” parei de ler aqui. Imposto não pode ser considerado sobre a sua cobrança bruta, mas sobre o impacto que gera na sociedade em relação a Taxação X Retorno e Geração de impostos em cadeia sobre todo o sistema. Não tente fazer do Brasil uma espécie de “paraíso fiscal’. Isto é tolice. Dê uma pesquisada melhor, abços.

    • Blind Isb

      moms na Suécia é 25% querido. Aqui eles taxam 50%.

      • Carlos

        50% sobre o que passa dos 500 USD.. Hum então se eu comprar 1000 USD o imposto efetivo é de 25% aqui no Brasil. Comprando 400 USD o imposto é zero.. Comprando 700 USD é uns 14% (50% sobre 200 USD que ultrapassam os 500 USD).. Paga mais quem compra mais.. Justo. E não é proibido trazer além da cota. É só pagar. E quem compra no free shop na volta dentro do brasil tem uma cota adicional de outros 500 USD. Só ai já sao 1000 USD de isenção. E hoje voce pode trazer um celular, uma camera fotográfica, um relogio, roupas e as próprias malas.. tudo comprado fora sem ser incomodado pela receita.. desde de que esteja em uso, e seja compativel com a viagem. Entao da pra trazer facilmente 1500 USD sem pagar nada… Esses 50% de imposto é bem justo, pois quem paga são muambeiros e ricos. O turista comum é isento ou tem imposto efetivo baixo.

    • Paulo Almeida

      Acorda, cara. Nossos produtos são super vagabundos. Um ou outro que se salva. Tem que abir o mercado pra estimular concorrência.

  • Júlio César

    Vamos lembrar de quem não é muambeiro e paga impostos aqui. É correto facilitar a entrada ilegal de bens, beneficiando o sonegador e penalizar os comerciantes honestos que pagam seus impostos? Acham que é uma concorrência leal ?

  • Victor Peixoto

    Se vão escolher quem vai ser fiscalizado em razão da profissão, o sistema já nasce em desacordo com o princípio da isonomia tributária (art. 150, II, da Constituição Federal). Quero ver se Suas Excelências, juízes, desembargadores, demais membros do judiciário, executivo e legislativo terão o mesmo tratamento.

  • Fred

    Que Vergonha… que ódio desse pais de merda.

  • Amanda

    Legal…Agora cade as revistas nas contas bancárias dos nossos queridos políticos. Brasil vai caminhando cada vez mais para um completo desastre. Apesar de não ter vergonha de ser Brasileira, tenho MUIIIIIIITTTTTTAAAA vergonha do Brasil

  • Marcelo Rosa

    oh, como classe média sofre! Como esse mimimi coxinha me cansa!

    Que tal declarar o que está trazendo e pagar os devidos impostos?

    Brada contra a corrupção mas não perde uma oportunidade para tentar burlar a lei e sonegar. Faz questão de desconsiderar que o imposto que burla na alfândega é dinheiro público que VOCÊ está embolsando.

    Lá de onde eu venho, isso tem diversos nomes: hipocrisia, cinismo, conveniência… pode escolher um.

    Ora, francamente.

    • bruno

      Parabéns pelo comentário Marcelo, todos reclamam do governo e ninguém faz a sua parte, só sabem criticar, porém seus argumentos não convencem uma criança.

    • Magno

      Pois é… E a justificativa suja e covarde para tanta indignação, Marcelo, é: ‘eu nao quero pagar imposto para despois ser desviado pelos políticos’. Leia-se, ‘Se é pra roubar, deixa que eu mesmo roubo.’ Não dá pra acreditar num povo assim. Aprender a votar e aprender a cobrar ninguém quer. Mas não declarar mercadorias para sonegar e aferir vantagem, aí sim, tem sempre uma explicaçaozinha hipócrita. Pagamos muito imposto sim. Vamos lutar contra isso! Temos muita corrupção sim. Lutemos contra isso tb! Mas certamente o caminho não é se tornar um ladraozinho (sonegador) safado tb…

  • Maicon

    Falou o rico, que só está aqui no MD por diversão, ao invés de contribuir para o MD só gosta de criticar. Aposto que nem gosta de promoção , pois considera coisa de classe média.

  • A. Santos

    A essa altura do campeonato, eu desejo apenas que os fiscais da receita sejam menos arrogantes.

  • José

    Espero que idêntica eficiência se faça nas fronteiras com o Paraguai e demais hermanos

  • Dido

    As duas últimas viagens que fiz, Orlando e Santiago, respectivamente, simplesmente não tinha ninguém no raio-x da volta, como eles vão pegar alguém se nem trabalhar direito eles estão??? E claro, comprei dentro da cota, até pq viajei para passeio e não para compra.

  • André Stein

    Revoltas à parte (às quais sou solidário em várias), não vejo nada errado. É a lei, já viajo sabendo dela. Se volto com 5k em mercadorias e espero passar como se fossem 500 pilas, é frustrante mesmo. Enfim, a regra do jogo a gente já sabe. Joga quem quer…

  • Daniel

    Detalhe que desde que me lembro por gente, o valor é de US$ 500,00. Pro governo, o poder de compra de uma moeda é infinitamente constante. Daqui a pouco, meia dúzia de chaveiros e imãs de geladeira trazidos do exterior vão custar essa quantia.

  • Thiago fadel

    Governo ladrão. Sem escrúpulos Querem arrecadar cada vez mais para roubarem mais, como se nossa carga tributária não fosse a maior do mundo, se eles não roubassem tanto do brasileiro, e não cobrasse tanto imposto, não haveria necessidade de comprar nada no exterior…fora Dilma, e leva o Pt junto p cuba

  • Fabiana

    Já vi o Faustão passando com cinco malas enormes e foi direto… Nem raio-x, nem inspeção, nem nada…. só uma foto! Fiquei indignada! Eu e os simples mortais lá na fila…

  • Cinthia

    Quem disse que nos EUA nao paga IPTU, IPVA, ICMS? claro que paga, alem de pagar o mposto e super alto, seguranca pode ate ser boa mais se vc mora numa região mais segura, caso contrário e perigoso como no Brasil, as escolas publicas boas ficam em regiões mais caras, se vc e pobre baixa renda nao tem acesso a boas escolas so as escolas de baixo nivel. A realidade da vida americana e muito mascarada pelos filmes e midia. So quem vive aqui sabe as dificuldades. sistema de saude publico nao existe, todos sao atendidos no mesmos hospitais entretanto v tenque provar miseria para nao pagar as contas do hospital que sao absurdas, e se vc nao tem convenio que tambemne super caro ta lascado.

    • Benito Quintanilha

      Cintthia, aqui nos Estados Unidos você paga uma única parcela de U$$ 63,00 de IPVA e depois nunca mais, o IPTU custa de cerca de 122 dólares em alguns casos. Aqui você sabe quanto você paga de impostos,que no caso aqui são de 6%, e um dia do ano é sem impostos. Quer mais exemplos?

      • Alexandre

        Benito 6% em algumas cidades pq tem local que é menos

      • Nina Ricci

        Benito, no meu estado nem tem State tax. kkk
        Brasileiro ilegal chega aqui e quer ter “direitos”.
        É mole?

    • Valter

      SIM, Americano paga imposto e IPVA, um Corolla 2014, custa US$ 48,00. Eu tenho um Logan 2008 e pago R$ 500,00. Numa compra em lojas você paga de 7 a 9%, aqui pagamos no mínimo 18% e vai até 50%. Cobrar imposto de quem viaja e trás algumas compras é coisa de país atrasado, que não QUER resolver seus problemas internos.

      • Marcos Reis

        Pagar imposto de quem compra fora do país significa proteger o comércio interno, ninguém vai cobrar imposto de quem viaja a lazer e trás 1 par de tênis pra uso próprio, no entanto o povo quer ir comprar 10 pares de tênis, 20 óculos, 300 camisetas de grifes com numerações diferentes e modelos iguais… E justificar pra receita que não tá fazendo comércio ilegal, realmente há de entender que precisa-se de uma punição… Quem é empresário (ñ é meu caso) do comércio aqui no Brasil sabe como se consegue sobreviver com o mercado clandestinos e a infestação de produtos piratas ou contrabandeados… Acredito que quem não ultrapassar a cota de U$ 500 não terá nenhum problema com a fiscalização… Aliás se lá fora as coisas são tão baratas como alguns acham, com esse valor vai dar pra trazer muita coisa!

        • N-Ayon

          Nossa função como cidadãos brasileiros é comprar os lixos caros que a indústria nacional produz!
          Genial esse raciocínio, então nós consumidores não podemos gastar nossos dinheiros comprando coisas baratas lá fora porque senão os coitadinhos dos empresários daqui não vão ter para quem vender seus produtos de baixa qualidade e caros?

          E explica para nós onde está a ilegalidade em um cidadão ir para fora do Brasil comprar um produto fabricado honestamente lá fora e pagando com o seu salário honestamente ganho aqui no Brasil, realizando uma honesta troca onde ambas as partes saem satisfeitas?

        • Raphael

          Vc falou em proteção de mercado interno. Então o que dizer dos consoles, HDs, Placas de Vídeo, Câmeras Digitais… Não tem fabricação interna. Não existe concorrência, portanto é discutível a aplicação de tributação. Precisamos de uma reforma neste setor também.

          Sobre vestimenta, vc já viu quanto custa uma blusa da polo da Tommy nos EUA e aqui? A diferença é absurda. É só um pequeno exemplo.

          Querem fazer essa mudança na fiscalização? Ok! Mas aumente a cota para 1mil dólares. Não deveria ter cota, Brasil não produz porra nenhuma. Só monta aqui, as peças que vem de fora. Já pagamos muito imposto.

          É o que o pessoal tá falando: governo incompetente, não consegue administrar com os recursos que já tem à custas do povo aí vem tirar do turista. Continuem votando no PT e verão ainda mais.

          • Felipe

            Exatamente! Concordo plenamente!
            Governo incompetente não sabe gerenciar o que tem, aí fica inventando mais e mais maneiras de arrancar dinheiro da gente com esses impostos absurdos!

        • Riberto

          Eu já comprei mil dólares em mercadorias para uso próprio. E vou uma vez ao ano para comprar as coisas que preciso por lá. E certamente as coisas lá são muito mais baratas. E ja que economizo meu dinheiro aqui no Brasil durante um ano para poder comprar coisas de qualidade a um preço justo, 500 dólares realmente é pouco. Mas é minha opinião e escolha de nao pagar absurdos aqui durante um ano , como um iPhone 6 que lá se compra por 2.400 reais, e aqui a venda do mesmo sairá por 4.000.

        • AT

          Mas se nao houvesse a super faturacao em cima de produtos importados as pessoas nao correriam o risco de viajar e “estragar” o fim da viagem sendo para pela alfandega e correndo o risco de ter os “produtos” confiscados caso nao aceite pagar o imposto. Nao estou me referindo ‘a pessoas que viajam com o intuito de comprar para revender.

      • Nina Ricci

        Hmmm. Onde voce mora? Eu tenho um Jaguar e pago 214/year. No State Tax.
        Essa idiotice de proteger o comercio interno é uma palhaçada – aqui nao tem disso e o comercio interno vai muito bem, obrigada.

        A maioria dos que acham que US$500 é muito nunca saíram do pais. E não ganham o suficiente para ter nada nem comprar nada.

    • Paulo Almeida

      Volta pro Brasil…

    • Emmtrt@hotmail.com

      O diferença não é quanto se paga, é o que se recebe. Todos sabemos que nos países chamados desenvolvidos a carga tributária é altíssima, porém o retorno social, via de regra, compensa. O problema é viver em um país com a carga tributária de França e o IDH da Argélia. Concordo que um erro não justifica o outro, só não vou pagar pro Renan Calheiros ir fazer implante de cabelo no avião da FAB.

      • Felipe

        Exato! Concordo plenamente! No Japão por exemplo o imposto sobre mercadorias este ano subiu para 8% até 2013 sempre foi de 5% para todos os produtos.
        Imposto de renda, seguro saúde, e seguros obrigatórios para carros também existem lá, e tem valor igual ou maior. Porém, não tem nem comparação a qualidade de vida e segurança oferecida no Japão com relação ao Brasil. Todas as cidades são extremamente limpas, o transporte público deve ser um dos mais eficientes do mundo (visto que, caso o metrô atrase 2min eles avisam antes e pedem desculpas em todas as estações imediatamente). Lá também tem pedágios e são caros, mas as rodovias estão sempre em perfeitas condições, totalmente iluminadas, o nível de segurança das mesmas permite que o Japão seja um país com pouquíssimos acidentes de trânsito. Os carros são muito, muito baratos. As motos então… Nem vou citar valores, quem quiser pesquise, mas o valor de um carro velho no BR compra coisa nova lá, menos de 10mil reais. Fora que tu pode deixar seu carro ligado, aberto, onde for, ninguém vai te roubar. E se acontecer, a polícia pega. Mesmo assim, nem preciso falar que, quem normalmente comete crimes no Japão são os estrangeiros que lá estão… E bom, uma pessoa com apenas ensino médio lá ganha muito mais que aqui. Ou seja, mesmo que os impostos sejam caros, e que as coisas tenham custo, tudo que é oferecido à população como retorno compensa.
        Não sei o que tanto os brasileiros que vivem fora reclamam, se era tão maravilhoso aqui por que não volta? Aliás, por que saiu?

      • Nina Ricci

        A carga tributaria aqui nos EUA NAO ´E altissima.

    • João neves

      Você está aqui ilegal? pq isso que você está dizendo não é bem verdade

    • aline

      se vc precisar de atendimento simples vc tem que provar miseria valor ate 10.000 annual. Se vc precisar de especialista e nao puder pagar, vc pode declarar bancarrota e o governo paga, e vc nao precise perder nada. Ou vc aplica para fundos de reserva e os empresarios pagam sua conta no hospital, o que importa e que vc e imediatamente atendido com uma qualidade impressionante. Escola publica e muito boa ate nos piores bairros que existe, com lanche gratis para quem nao pode pagar, mesmo porque quem manda nesse pais sao os afro, e se as coisas nao estao do jeito que eles querem, o pau quebra. E logico que existem os bairros barra pesada, mas a policia trabalha e trabalha duro em cima. Nao e o pais da alice das maravilhas, mas aonde fica este pais?? me digam que eu mudo p la…

      • Nina Ricci

        “os afro”?

        ta louca?!?

    • Nina Ricci

      Cinthia, IPTU aqui nos EUA é descontado do imposto de renda. IPVA – licenciamento de carros, é baratissimo (em torno de 200 dolares por ano para um carro novo 2015 por volta de 40K – um Audi, por exemplo).
      ICMS NAO EXISTE.

      Honestamente, ser pobre é ser pobre em qualquer lugar minha filha.
      O que voce quer? viver as custas de quem trabalha sem pagar imposto?!?

  • Fernanda Pereira

    A inspeção na Alfandega brasileira é contraditória, voltando há 3 semanas de viagem fui declarar os excedentes que trouxe, lá o policial federal me disse que o correto é todo mundo que volta do exterior declarar os bens, e nesse ato ser averiguado o que for novo e excedente a cota. Em caso de declaração se paga 50% do valor do produto comprado, mas nos casos de ser pego tentando passar sem declarar a multa é de 100% do valor do produto comprado no exterior. Agora, se o federal diz que tudo que chega deve passar pela declaração, então por que existe o pente fino? Não seria muito melhor e mais inteligente se a declaração fosse obrigatória, não existisse o pente fino e todos que chegassem pagassem até no máximo 15% do excedente? se pensarmos bem 15% representaria muito pouco perto do que foi adquirido e poupa o turistas dos enormes constrangimentos. Sempre que vou declaro, deixo boa parte do meu dinheiro lá, diminui minha vantagem, mas não perto em nada também.

  • gabidavila

    Eu odeio política, mas até onde eu sei o limite de 500 USD foi o governo tucano que implementou…

    • Jean

      Tambem odeio politica e o governo tucano implantou esta cota a quase 20 anos quando 500 dolares era um bom dinheiro……nestes 20 anos nenhum reajuste foi feito pelo contrario já foi informado que a cota para viajens terrestres vai ser diminuida a miseros 150 dolares este é o país da corrupção onde se paga muitoooo imposto e não se tem nenhum retorno a nova Cuba

    • mariostefa

      Tem certeza da besteira que escreveu?

    • Lucas

      há 2 décadas, sem nenhum tipo de reajuste desde então. A inflação acumulada deve ser de uns 300%. haha

    • Renato Pires

      Certamente este nível de inspeção e constrangimento é novo ( não se surpreenda se inserirem vistorias íntimas, chegamos lá).

    • roberto

      Voce sabe quanto era antes ? Acho que tinha um limite mas não sei.

  • leandro

    O pior de tudo é o valor de U$500,00… que não é corrigido a décadas. É uma piada esse valor. Isso é Brasil, se sobrar algo para vc comprar, a policia federal te rouba…com amparo da lei

  • Mello

    É só reduzir os impostos no Brasil que diminui automaticamente as compras no exterior.

  • Paulo Borio

    Que bom se essa fiscalização toda fosse eficaz para entrada de drogas e armas assim como é pra pegar gente que trabalha e quer gastar seu dinheiro como bem lhe convier.

  • Wladimir

    Caro José, sua argumentação padece da mínima lógica racional social.

    A leitura de um texto tão partidarista e obtuso chega a desanimar até os
    mais conservadores legalistas. Chega a beirar o moralismo ignomínio, que se foca em atos isolados e descontextualizados.

    Muito me agradaria recolher o Tributo complementar e suplementar se ao final da divisão orcamentária do governo tais verbas recebessem digna destinação.

    Se não houvessem mensalinhos e mensalões, se não houvesse dolares em meias e cuecas, contas em paraísos fiscais cheias de verbas devidas à saúde, educação e segurança dos contribuintes.

    Elocubração e devaneios de nada adiantam meu caro!

    Precisamos enxergar a realidade.

    Não levanto a bandeira da sonegação, mas comemorar a arrecadação em prol da corrupção já é demais.

  • Felipesprado

    A função Receita é fiscalizar mesmo, mas o interessante é que tudo é ajustado com a desvalorização do dinheiro, menos a cota de US$500 em compras no exterior, que já deve ser a mesma há 20 anos. E ainda acham um absurdo as pessoas não declararem! Nesse caso a desonestidade é dos 2 lados, do fisco e de quem o burla.

  • Henrique

    o grande negocio é pagar e ser bem atendido, com rapidez e com fundamentos claros sobre as tomadas de decisão dos fiscais que são leões do resident evil. em outras palavras monstros aduaneiros…. acho que não tenho adjetivos o suficiente para classificar este sistema que propõe mudanças a fim de melhorar, mas acho que só para o lado do governo e seus braços.
    Temos que reclamar. Invista 10% do tempo que levou para comprar pesquisando o canal certo para reclamar isso faz a diferença!

  • Wladimir

    Àqueles que estão se orgulhando de defender essa medida padecem da mínima lógica racional social.

    Cada post que leio fico mais perplexo ainda. Discursos partidaristas e obtusos que chegam a desanimar até os mais conservadores legalistas.

    Beiram o moralismo ignomínio, que somente visualiza os atos de forma isolada e descontextualizados, quando na verdade são partes de um todo.

    Muito me agradaria recolher o tributo complementar e até o suplementar se ao final da divisão orcamentária do governo tais verbas recebessem digna destinação.

    Se não houvessem mensalinhos e mensalões, se não houvesse dolares em meias e cuecas, contas em paraísos fiscais cheias de verbas devidas à saúde,
    educação e segurança dos contribuintes.

    Se ao apresentarem os passaportes e carteiras funcionais os marajás da improbidade e sonegação não deixassem de ser eximidos da mesma cota ridícula de US 500,00, enquanto importam containeres inteiros, com toda uma mobília para humildes palacetes de milhares de metros quadrados.

    Elocubração e devaneios de nada adiantam, e não venham me dizer que isso é coisa de classe média.

    Qquem não dá valor ao dinheiro ou é porque não o tem ou é porque o obteve sem esforço algum (ilicitamente), o que já me faz entender o motivo de tamanha paixão pela extorsão daqueles que pagam os tributos.

    Precisamos enxergar a realidade.

    Não levanto a bandeira da sonegação, mas comemorar a arrecadação em prol da corrupção já é demais.

    Enquanto no aumento da fiscalização, não se pensa na gestão eficaz, cota minimamente razoável ou incentivo interno.

    Cobrar moralidade, legalidade e legalismo sem que exista seriedade, compromisso e transparencia é hipocrisia ou pura pilantragem mesmo.

    • Monica

      Qual é sua conclusão no caso concreto: sonegar ou não sonegar? Favorecer o contrabando desprotegendo os produtores e comerciantes locais que pagam altos impostos e não conseguem concorrer com as importações ilegais? Ou devemos adotar a anarquia mesmo e deixar todo mundo fazer o que quer (como já é hoje)?

      • Wladimir

        Monica, como eu disse antes, não levanto a bandeira da sonegação e quem sonega sabe os riscos de tal conduta. Não que eu seja a favor das regras como estão, com baixa cota e absurda carga tributária.

        O que eu penso ser repugnável é o governo dotar a receita federal de poderes constitucionalmente privativos dos magistrados.

        Minha crítica é pela comemoração ignominia de tal informação.

        Comemorar a quebra de sigilo de uma nação em prol do fisco, já seria absurdamente impensável, quanto mais em um país onde impera a corrupção e o desvio de verbas, onde as leis não são aplicáveis a certa fatia da sociedade.

        O que esta em jogo é muito mais que o simples valor monetário do imposto, é a desconsideração da lei maior do país, do sistema juridico-legal vigente. é o proprio estado de excessão.

        É como no caso da CPMF, grande parte da sociedade ainda pensa que o governo nos poupou de mais uma cobrança. Que doce ilusão… que governo bonzinho…porque a CPMF? Justo a menor de todas as cobranças… por que a CPMF era o dedo-duro, ela dava conta da movimentação bancária de todos indiscriminadamente, dos politicos, empreiteiros e magnatas. Ela indicava os valores não declarados, o dinheiro recebido em espécie e secretamente depositado, as verbas escondidas em meias e cuecas.

        A sociedade precisa parar de enxergar o que está no primeiro plano e ver o que está por trás, qual a verdadeira intenção do governo.

        Neste caso, posso afirmar, vai além do já lucrativo aumento da arrecadação.

        • Matheus

          Meu caro Wladimir, respeito sua indignação em relação ao governo e toda corrupção enraizada nos atos afetos.

          Contudo, tenho que discordar do entendimento de que trata-se de quebra de sigilo. As informações a serem utilizadas, em sua grande maioria, já estão na receita e fazem parte da declaração de imposto de renda.

          A quebra de sigilo em si é relativa às movimentações financeiras, que no caso, de nada interessariam, tão somente os rendimentos recebidos por cada cidadão para que seja avaliada a capacidade de custear aquela viagem sem que pra isso recorra ao descaminho e a sonegação fiscal.

          Concordo plenamente com voce no que diz respeito à CPMF, mas acho que agora o caso é outro, o viz por traz é o fortalecimento do mercado interno sem a necessidade de cortes na carga tributária.

          Não que eu concorde com a politica toda, mas o fechamento de portas aos sacoleiros e muambeiros não é de todo reprovavel.

          Penso que não podemos ser radicais nem para um lado, nem para o outro.

          Isso de modo algum me faz aprovar nem mesmo minimamente o governo Dilma, mas neste ponto a mudança pode ser positiva para aqueles que não fazem das suas viagens um meio de vida ou de lucro.

  • Mac Gyver

    No meio da aula de história sobre comunismo, um aluno olhou para o professor e fez uma estranha pergunta: “O senhor sabe como se capturam porcos selvagens?”

    O professor achou que se tratava de uma piada e esperava uma resposta engraçada. O jovem disse que não era piada.
    “Você captura porcos selvagens encontrando um lugar adequado na floresta e colocando algum milho no chão. Os porcos vêm todos os dias comer o milho gratuito. Quando eles se acostumam a vir todos os dias, você coloca uma cerca mas só em um lado. Quando eles se acostumarem com a cerca, voltam a comer o milho e você coloca um outro lado da cerca. Mais uma vez eles se acostumam e voltam a comer. Você continua desse jeito até colocar os quatro lados da cerca em volta deles com uma porta no último lado. Os porcos que já se acostumaram ao milho fácil e às cercas, começam a vir sozinhos pela entrada. Você então fecha a porteira e captura o grupo todo.”
    “Assim, em um segundo, os porcos perdem sua liberdade. Eles ficam correndo e dando voltas dentro da cerca, mas já foram pegos. Logo, voltam a comer o milho fácil e gratuito. Eles ficaram tão acostumados que esqueceram como caçar na floresta, e por isso aceitam a servidão.”

    ”O jovem então disse ao professor que era exatamente isso que ele vê acontecer no seu país. O governo ficava empurrando-os para o comunismo e o socialismo e espalhando o milho gratuito na forma de programas sociais, bolsas isso e aquilo, estatutos de “proteção”, cotas para estes e aqueles, subsídio para todo tipo de coisa, pagamentos para não plantar, programas de “bem-estar social”, medicina e medicamentos “gratuitos”, sempre e sempre novas leis, etc, tudo ao custo da perda contínua das liberdades, migalha a migalha.”

    Dá para perceber que toda essa maravilhosa “ajuda” é um problema que se opõe ao futuro da democracia. Que Deus nos ajude se algum dia alguém fechar a porteira. Em Cuba já a fecharam há 50 anos, e agora parece que vão fechá-la na Venezuela também; a Bolívia e o Equador já começaram a colocar as cercas.

    Há lugares que as cercas são colocadas de maneira mais rápida, mas há lugares onde as cercas são colocadas bem devagarzinho porque os porcos selvagens são mais ariscos…

  • Marcos_Brazil

    Governo autoritário e invasivo. As “otoridades” entram no país sem serem revistados, os jatinhos particulares trazem o que querem, um monte de suborno para contrabando nos portos e nas fronteiras.
    Corruptos enviando dezenas de milhões ao exterior, ostentando carros de luxo, mansões, etc, e essa porcaria de Receita Federal não faz nada.
    Como abutres, eles vão atrás dos mais fracos.

  • Flavio

    E você acha que aqui no Brasil você consegue atendimento hospitalar sem plano de saúde Adriana? Acho que você está há muito tempo longe daqui. Tudo que consumimos no Brasíl custa, por baixo, três vezes mais que aí. Essa eficiência sagaz do fisco brasileiro visa tão somente proteger os altos preços praticados aqui dentro, não se iluda.

  • fernando miranda

    José falou tudo! Acho pequeno o limite mas tenho que respeitar. É a lei. Sonegar impostos é crime.

    Quem sonega não pode reclamar da corrupção dos políticos. Ou só o outro é que devem ser honesto?

    A receita não está fazendo nada a mais que cumprir a lei. E esta buscando ser eficiente.

    Mas repito: acho limite pequeno. Tinha que ser o dobro, no mínimo. Mas se é U$ 500 temos que cumprir a lei.

  • Eliane

    Que País é esse?

  • Flavio

    Caro Camilo, lendo seu relato, só tenho a dizer, vaza daí. Não é possível ser tão pior que o Brasil e você ainda insistir em morar nos EUA. Vem aqui para o Brasil ver como está bom aqui. Este texto mostra bem – http://exame.abril.com.br/brasil/noticias/nem-iraque-nem-sudao-brasil-esta-em-guerra-e-nao-sabe

    Dele podemos extrair uma boa frase “Cerca de 170 mil pessoas foram mortas nos 12 maiores conflitos no globo entre 2004 e 2007 (veja tabela abaixo). No Brasil, mais de 200 mil perderam a vida somente entre 2008 e 2011.”

    • Eduardo

      Exatamente. Este povinho que vai pra lá, mas não se desapega do brasileirismo mesquinho e fajuto, das novelas da globo, do futebol de Neymar e do carnaval pornográfico…mas voltar para o Brasil, o país das maravilhas segundo eles…não querem né.

      • Manuel

        Eduardo e pq você não vai embora daqui? cara você odeia o Brasil e ainda fica aqui? cai fora rapaz, vá procurar um lugar melhor para você

      • Nina Ricci

        concordo.
        moro aqui ha 20 anos e nao volto nem pra visitar.

    • Camilo Andres Castañeda Neira

      Pra vc e pra todos os comentaristas: Nao sou brasileiro nao, sou Colombiano, e a Colombia esta acho que muito pior que o Brasil porque alem de termos os mesmos problemas em comum, sofremos com a guerra mais longa que tem na atualidade, e alem disso o narcotrafico. Vou voltar pra a Colombia sim em dois meses, porque me cansei de viver em USA porque a qualidade de vida que vou ter na Colombia vai ser muito mais alta que aqui em USA. Para a informacao de vcs, a vida na Colombia é muito mais economica que no Brasil. Em Bogota capital da Colombia que é o lugar de Colombia mais caro para morar, é mais barato que SP que seria a metropoli no Brasil. O dinheiro nao é tudo na vida. Tem outras prioridades mais importantes como qualidade de vida sem ter excentricidades e uma vida de luxo. Se pode viver muito bem, curtindo a vida, ajudando aos que nao tem o mesmo que nos nao temos e se vive feliz. Os dolares, as roupas de marca, e as promocoes de USA nao sao tudo na vida!

      • Nina Ricci

        volta pra colombia – ser ilegal aqui deve ser uma bosta mesmo. e acho bom que seja.
        nao estou aqui pra pagar conta de ilegal nao

        • Camilo Andrés

          Tenho dupla cidadania sua fdp! Vai tomar no cu!

          • Nina Ricci

            pobre e grosso.

  • victor

    Seria interessante saber para onde vai essa furia de arrecadação, pois uma coisa é certa, nada volta p/ o contribuinte alem de uma maior carga tributaria. Esse dinheiro todo arrecadado, vai pra onde? Escolas, transportes, segurança, saúde, claro que ñ, o governo deveria pensar em devolver em benefícios o que tanto pagamos de impostos!

  • fernando miranda

    Respeitando as opiniões contrárias gostaria de dizer que apesar dos muitos erros desse atual governo existe muita coisa boa.

    Por ex: Ha 20 anos o brasileiro viajava pro exterior para arrumar emprego.

    Hoje viaja pra passear e fazer compras.

  • João Rodrigues

    Gente, 2014 e ainda estamos com esse “petista detected”? E gente dando like, ainda? Vamos entrar pra fase adulta, gente… o mundo não se divide em PT e PSDB, não…

  • Dani ❤️Tekila CyV❤️

    Vejo bastante diferença sim, desde o momento que você tem um governo corrupto que rouba o seu dinheiro a todo momento, cobra impostos absurdos e trata seu povo igual a lixo. Desde esse momento eu vejo bastante diferença!!!!!

    Parabéns para você que está feliz com esse país no qual vive.

  • Carla

    Pois é, num pais em que o povo o fez vaquinha pra tirar mensaleiro da cadeia, o que ha de se esperar?

  • Alex

    Agora ficou fácil. Eles já sabem quanto vc gastou la fora pelo IOF que vc pagou, seja comprando dólares aqui no brasil ou seja comprando pelo cartão de credito la fora.

  • Vitor

    Justamente. Espantoso o meio de comunicação expôr a notícia como um estímulo ao descumprimento da norma. Se todos aqui acham que a carga tributária é exagerada, o local para esse debate está lá, paradinho, te esperando. Se chama Congresso Nacional.

    • Felipe

      Tem gente que ainda acha que não paga imposto suficiente.

      • Fernando

        Exatamente!! Tem um monte de idiota que acha certo poder trazer apenas U$D 500,… ocorre que com esse valor se quer da pra comprar um celular, ou um video game, ou alguma tecnologia q aqui tem um superfaturamento… O Brasil é assim porque a sociedade brasileira merece isso… Bando de hipócritas e BURROS….

        • José Arquilino

          desculpe, na europa a cota é de 300 EUR, e os eletronicos custam o mesmo que no brasil.

          • Adriana

            Exatamente! E nos países como França e Alemanha, eles pagam tanto imposto como nós ou mais!
            Não entendo essa raivinha que a classe média tem do seu próprio país. Devem assistir muita TV!

          • Juliano

            Verifica como é usado esse imposto lá, saude, educação e etc.

          • Guest

            A raivinha é por não termos a contrapartida dos impostos. Pagamos e não temos hospitais, escolas, creches, etc, etc e etc. Entendeu?

          • Nina Ricci

            Raivinha? Voce nao entende?
            Eu explico: ser bem sucedido no Brasil é castigo. É sinal que voce tera que passar o resto da vida sustentando vagabundo e criminoso. ESSA é a raivinha.

          • Dencker

            A diferença que em qualquer país europeu vc encontra produtos de qualidade a preços justos! A Necessidade de importação é menor. E outra coisa, aqui na Italia passou da cota mínima de 22 euro o importador sera tributado sim, mas sabe quanto? 22% sobre o valor da compra! Isso sim é justo!!! Sem entrar em detalhes de como é usado o dinheiro dos tributos

          • Thay

            E os impostos que sao cobrados por la sao revertidos do mesmo modo que são “revertidos” aqui no Brasil?

          • Nina Ricci

            Nos Estados Unidos não há cota.

          • Dencker

            A diferença que na é que em qualquer país europeu vc encontra produtos de qualidade a preços justos! A Necessidade de importação é menor. E outra coisa, aqui na Italia passou da cota mínima de 22 euro o importador sera tributado sim, mas sabe quanto? 22% so valor da compra! Isso sim é justo!!!

    • N-Ayon

      Hahahaha que piada.

      Contar com políticos para baixarem a carga tributaria é tão absurdo quanto contar com a compreensão de um ladrão em não roubar tudo o que puder quando invadir sua própria casa.

    • Nina Ricci

      Hum hum.
      Porque o Congresso Nacional nao esta cheio de corruptos, certo?

  • Antônio nunes

    Volta pro Brasil….

    • Antônio Brun

      Voces estão num foco completamente diferente nessa discussão. Impostos nos outros países, principalmente nos de primeiro mundo, são mesmo caros.. A questão, é o retorno a esse imposto pago. Nos EUA, a maior falha, que o Obama tentou corrigir, é com relação à saúde, onde é praticamente privada. No Brasil, nossas falhas são TODAS. Temos impostos de primeiro mundo e serviço de quinto.

      • Paulo Almeida

        Falou pouco mas falou bonito.

      • Pedrosa

        Falou pouco e bonito! é isso ai!

    • Paulo Almeida

      #volta pro Brasil

  • Alex

    Amigos que moram nos EUA, se aqui no Brasil é tão bom, pq vocês estão nessa vida tão dura aí no exterior????

  • Simone

    Estamos quase numa ditadura, que absurdo!!!,

  • Márcio Souza

    Funcionário público viaja muito pra fazer compras na Flórida, os da Receita certamente também. Alguém tá sabendo de concirso pra Receita aí?…rsrsr

  • Fernanda

    Se o governo brasileiro investisse em saúde e educação a mesma verba e inteligência que investe no Fisco, este país seria de 1º mundo.

  • Cristiano

    Vem para cá então sofrer sequestro, assalto a mão armada, passar uma noite no hospital de Taipas. Esse imposto que você acha justo vai para o bolso dos políticos safados e corruptos, sabe aonde eles vão gastar isso? Aí aonde você esta. E o mais bizarro é que com toda certeza eles vão chegar aqui com mais de $500,00 e não vão pagar nada. Mas aí nos EUA não é o que pensamos, bom é aqui no Brasil!

    • diego

      ihh amigo vc é de taipas?? meus pesames até pra mim sou de osasco

    • Carolina

      Exatamente isto Cristiano. Será que alguém fiscalizou a Sandy quando ela fez o enxoval dela? Palhaçada!

  • David

    Os brasileiros que moram nos EUA estão quase me convencendo que é melhor morar no Brasil… kkkkkkkkk. Façam-me o favor!

  • Renato Pires

    Ricardo, nesta relação Pagamento de impostos X retorno, já somos, e de longe, o país de menor retorno do mundo. E isto configura maior e mais injusta carga. Não entendo a vantagem de se transferir recursos da sociedade civil para o controle de políticos, o defendido por alguns aqui, ( em última instância, e falando claramente, trata-se disto). Olha, não acho que alcançaremos este patamar não, de escandinávia… Nossa cultura nem permite… Enfim, mas aí já é uma nova discussão, Obrigado, Abços.

  • Samir Samaan Filho

    ja o neymar, indo com a selecao a um amistoso nos eua, tentou passar pela imigração juntamente com a tripulação. a resposta do policial? “o sr pode ser famoso no seu pais, mas aqui as regras são outras. esta fila e somente para tripulantes, e o sr não e. por favor, pegue a fila a que o sr tem direito”.
    so para ver como e diferente….

  • Cinthia

    A questao levantada aqui e sobre o pagamento de impostos, o sistema super caro saude, educacao, e como tudo nessa vida e relativo com o tipo de renda que vc tem, por exemplo pago imposto da minha casa no valor medio 2000 mil dolares por ano, carro mesma media por ano. Voce vai ao dentista uma simples abturacao no minimo 200 dolares, se for ao pronto socorro a bill na media 3000 dolares e ai vai…entretanto quando vc tem emprego aqui que consiga se encaixar na classe media vc tem acesso convenio o que vc acaba pagando menos com medico mais ainda paga o tal do copay. Existem muitas pessoas que entram em falencia por nao ter como pagar contas medicas, e aqui nao e igual Brasil que fica com nome sujo, vc perde casa, e todos os bens para pagar.
    A vida e muito melhor quando se faz parte da classe media assim como no Brasil. Nao gosto quando a pessoas metem o pau no Brasil sem avaliar os outros paises, amo o Brasil e gosto de morar aqui e acho que nao podemos comparar um pais de ‘primeiro mundo” com pais de “segundo mundo” e ate injusto, mais para quem mora aqui tudo isso e visivel e como pode ter visto quando o fazemos a comparacao nao se ve tanta diferenca ja que estamos falando de um pais em subdesenvolvimento e um pais muito mais desenvolvido. Eu voltaria concerteza a morar no Brasil sem duvidas, nao so voltaria como vou voltar em breve, outros que jamais voltaria pq dao mais valor a outras coisas. Tudo depende do seu estilo de vida, porque para mim viver aqui sem o calor do brasil juntinho da familia e amigos na tem preco.

    • Marcos Reis

      Concordo plenamente, o povo fala do Brasil sem conhecer e viver o que de real acontece fora do nosso país… Lá fora é bom pra visitar, férias, etc… Morar não. Aqui a segurança é uma bost@, a saúde não existe, a educação pior a cada dia, mas ainda assim prefiro morar por aqui mesmo…

      • Ricardo

        Eu falo do Brasil sabendo a vida real de como é morar nos EUA. E te digo, não há comparação.

    • Brazil

      Entao volta pro brasil querida!!!

    • Sandra

      Cinthia, eu li bem?? vc disse que paga 2000 de imposto do carro?? que carro e o seu?? uma Ferrari?? porque nenhum carro comun vc paga mais de 60,00 o selo annual. Vc ja aplicou para o homestead para diminuir o imposto de sua casa?? Concordo que na parte medica e td muito caro, mas o importante e que vc tendo dinheiro ou nao, vc e muito bem atendido. Nao morr na porta de um hospital implorando ajuda, como acontece diariamente no nosso querido Brasa. Ja vi muita gente reclamar de barriga cheia, e fico impressionada com isso. Todos nos, esteja aonde estiver, senao lutarmos pelo que queremos, temos que aceitar o que vier. Nada cai do ceu, Especialmente se estivermos no pais dos outros.

      • Felipe

        Muito bem colocado Sandra!
        Se não lutarmos pelas coisas temos que aceitar o que vier.

      • Nina Ricci

        KKKKKKK
        2000 de licensing de carro

        gente como pode alguem falar essas m… nem uma Ferrari custa isso aqui por ano.

        what an idiot

    • Sandra

      Ha esqueci de falar, vc nao perde nada nao, se nao pagar a conta do hospital, tem varios fundos de ajuda que vc pode aplicar e ter a conta paga, inclusive por fundos de empresarios que tem milhoes de reservas nos hospitais exatamente para cobrir contas daqueles que nao podem pagar. E m ultimo caso, vc aplica falencia e fica perdoada e pronto. O importante e ser atendida. E os imposto que pagamos, temos o retorno a populacao, caso que tambem nao temos em casa.

    • Nina Ricci

      Cintia, nao seja mentirosa.
      Voce NAO PAGA 2000 dolares de imposto sobre o seu carro por ano. O MEU carro custou 80 mil dolares em 2014 e eu pago 240.
      Deve ser dificil mesmo viver aqui sem saber fazer conta… kkk
      E se paga 2000 de imposto pela sua casa, voce é bem pobrezinha.
      POR FAVOR volte para o Brasil e NAO VENHA MAIS para ca –

  • stormtrooper

    Daqui a pouco vão começar as sansões aos destinos a ser visitados… Vamos PT nos explore com taxas de impostos exorbitantes e nos impeça de voltarmos para casa com produtos que compramos no exterior… Que venha a ditadura!!!

  • Marco

    Estao perdendo tempo com tudo isso. O governo deveria se preocupar para que os Brasileiros tivessem acesso a produtos melhores e mais em conta. Assim os Brasileiros nao precisariam comprar la fora desde saco de lixo ate carros – tudo mais barato e muito melhor do que no Brasil!

  • Mauro

    Primeiramente, se eles realmente agitem dessa forma, é inconstitucional e fere nosso direito ao sigilo! É a ditadura maquiada!

  • William Schweickardt

    Não imagina que vistoriavam tantas pessoas por voo, 160 pessoas em um voo? Pra mim não cola isso, uma época ia semanalmente a Buenos Aires comprar produtos americanos lá ao invés de importar pelo Brasil pela diferença absurda que era o valor e NUNCA me pararam em Porto Alegre, vai entender!

    • Luciano

      Isso è media. Tem vôo q chega num horario sozinho, param todo mundo, principalmente em aeroportos menores, SP e Rio, chegam 3/4 vôos em sequencia pela manhā. Ai n se da conta. Em Recife e SSA, chega 1 vôo de miami por dia, vai quase todo mundo pra revista.

  • Patricia

    Isso já é o começo do controle Comunista… Controlando tudo. Viva o PT!

  • Samir Samaan Filho

    tudo isso e muito lindo e lógico no papel. mas c tratando d brasil e pt, pode ter ctz q usarão isso pro mal, ou seja, pessoas de bem que não aceitam a imposição de serem extorquidos no seu pais de origem.

  • Jhow

    As pessoas so compram coisas la fora porque alem de ser de melhor qualidade tem preços muiiiito mais em conta; porque o Governos deles nao taxam os produtos abusivamente como o no “desgoverno” daqui…entao abre se precedente pra ocorrer esse tipo de infração…todo mundo gosta de coisa boa a preços justos… uma industria que so fabrica porcaria e quer ganhar sempre tres vezes em cima do produto fabricado, tem mesmo que perder espaço pra um produto de boa qualidade e com preços honesto… Apoio as compras no exterior ate o governo deixar de massacrar os contibuintes com impostos e as industrias serem competitivas e os empresarios pararem de querer ganhar 10x em cima dos produtos. que venham as muambas !!!!!!

  • Hassan

    Vou me solidarizar aos Brasileiros =) Tenho duas nacionalidades, assim tenho que entrar com meu passport do pais, e sempre que vou a um deles – USA or UK (nenhum dos dois, como voces devem saber, sequer parecido com a USSR do passado haha) – a reclamacao nao vai ser diferente. No UK a gente so pode entrar com ATE £390. Imaginem voces que as vezes temos return tickets baratos para os USA – ja paguei £100 (tax included) e so poder trazer isso? £390? Como aqui no Brazil, no UK as coisas sao caras. As regras no sao claras por lah e, dependendo do pais de origem do produto a gente pode pagar ateh 85% de taxa. Nos USA o valor, se eu nao estiver errado eh de $800 e tem muitas restricoes. Assim que nao e bem diferente do que eh praticado no Brazil. Acho que deveriamos fazer uma petition no Avaaz e pedir aumento do valor =).

  • Patricia

    Acho que não foi o Ives Gandra quem opinou na matéria… Sugiro dar uma olhada na matéria novamente…

  • Luciano

    O grande problema aqui nāo é valor da cota. É o acesso a informaçāo que a aduana nāo tem direito a acesso sem uma ordem judicial, mesma coisa de entrar em uma loja de um shopping e o vendedor tiver acesso a sua conta bancária ou limite do cartāo. Essa é a maior garfada do ESTADO, contra o civil.

    Em relaçāo aos 500 usd, é a lei, mas o que deixa mais P é a nāo correçāo, inflaçâo correndo solta durante anos e o valor nunca é reajustado.

    Assim como as corrupçöes soltas por ai, tenho um conhecido no aeroporto, quando da mesma profissāo ou similar nem passa, quando conhecido tb nâo passa, imagine “autoridades”. O que mais incomoda é que a fiscalizaçāo é para nós mortais e nāo limite. Vai chegar o dia que eles vāo estar com a fatura do cartāo de credito esperando na porta da alfândega.

  • swordfish2

    Enquanto isso, a CBF traz QUARENTA malas de Miami com 5 pessoas e NADA acontece. Só o cidadão trabalhador que se lasca nesse país. Notícia sobre a CBF muambeira>>>> http://oglobo.globo.com/rio/passageiros-de-voo-da-gol-tem-de-esperar-ate-sete-horas-por-bagagens-no-tom-jobim-13928047

  • danilo

    Tem q trazer mercadoria mesmo já que o que se paga aqui neste país eh um absurdo….e a reforma tributária quando vai vir,acho q nunca.
    O bom mesmo seria comprar lá fora e não voltar pra esta terra de ninguém dai não precisaríamos passar pela aduana,mas com somos brasileiros infelizmente temos que regressar a esta potência mundial!!!!

  • Rafael

    É isso, não se pode gastar seu dinheiro trabalhado e ganhado por vc onde vc quiser, além claro dos quatro meses por ano q trabalha-se de graça só pra pagar impostos, ainda querem te obrigar a comprar com seu dinheiro as coisas aqui para pagar mais impostos e q se diga impostos abusivos. Um simples barbeador elétrico lá fora sai por 60 reais e aqui o mesmo modelo sai por mais de 300!!! Tem q jogar uma bomba aqui msm e acabar com tudo e essa política de m!!!

  • Haidee eick

    Deveriam fiscalizar as contas que pagamos para manter esse governo.

  • Carlos

    Apenas uma observação: EUA não possui sistema de saúde público. Portanto, um americano tem sim que pagar plano de saúde, caso contrário estará f@#$/^!!!!! Nem um “SUS da vida” eles tem!!!

    • Alexandre

      Carlos todo mundo que trabalha tem seguro saúde

    • Acorda Porra

      Só comparar o sálario minimo brasileiro x americano, e pra esses que reclamam dos Eua, não estão sabendo usar seu dinheiro, me diz se da pra viver aqui no brasil com míseros 724,00 por mês, vais em um hospital publico aqui demora horas pra ser atendido, e quando é atendido ou ja estas morto ou o “médico” nem te escuta e já passa medicamento que nem sabes pra que serve. mas acredite Eua nao está pior que o brasil, nao podes sair com uma roupa “boa” na porra do centro da cidade que voltas de cueca, ainda sai no lucro se voltar só de cueca pq é bem provavel que nem com vida volte.

    • Nina Ricci

      Carlos, TEM SIM.
      Chama-se MEDICARE.

      Gente burra, deixe de falar bobagem.

  • Natália Papaléo

    País ridículo.

  • Natália Papaléo

    O governo brasileiro não investe no setor secundário – indústrias. Esse setor só vem decrescendo na economia. É o setor que menos cresce, e já teve até quedas.O que o governo deveria fazer é investir na nossa industria, pra torná-la competitiva, pra que ela possa COMPETIR com as de fora, vendendo produtos bons a preço justos.

    Ao invés, ele simplesmente quer nos forçar a comprar aqui, na marra. Aí aumenta os impostos e a fiscalização. Isso é muito mais fácil pra um governo incompetente do que estabelecer metas, fazer um setor crescer – isso dá muito trabalho.

    Mas em compensação, o setor primário – agricultura – é o setor que mais cresce. O Brasil prefere exportar banana do que computadores. O governo prefere vender soja e laranja na tonelada do que exportar tecnologia, soluções, patente de medicamentos, etc – praticamente igualzinho na época em que éramos colonia de Portugal – vendemos o bem puro, primário, barato, pra comprar a tecnologia ou o bem beneficiado, caro, e de quebra, na volta, ainda pagamos o imposto de importação, por um produto que poderia muito bem ser produzido aqui!!!

    Um exemplo: Vocês sabiam que a pimenta tabasco é plantada e colhida no Brasil?? Ela é vendida baratinha para os EUA, onde ela é processada, envazada, e vendida de volta aos brasileiros, naquelas garrafinhas, por umas 10x o preço que vendemos a pimenta + impostos de importação.

  • 807**Caio Bernardinelli

    Ao invés de gastar essa quantidade absurda de tempo e dinheiro na investigação de quem vem de fora, creio q seria bem mais fácil diminuir a carga estupidamente exorbitante de impostos que temos…

  • Azulbra

    Ao invés de trabalhar para baixar os preços no nosso país, o governo fica gastando fortunas em soluções como essa. Tá tudo errado nessa terra !

  • Marcio

    desenvolver sistemas para evitar a entrada de drogas no Pais esses FDP não querem.. querem apenas formas de se arrecadar mais e mais impostos. Cambada de lazarentos

  • Quando você acha que não pode piorar… piora…
    Cada povo tem mesmo o governo que merece…

  • Bianca

    Morei na Franca por 4 anos. Fui transferida da empresa, portanto, estava la legalmente e trabalhava numa empresa francesa. Os impostos e cargas tributarias era altissimos, um dos maiores da Europa. Porem, os bens de consumo muito mais baratos que no Brasil. A grande diferenca e que viamos o retorno dos impostos. Estradas otimas, saude TODA publica, universidades so PUBLICAS, ajuda real do governo na area de saude e financiamennto de moradia. Enfim, acho que a revolta de, nos brasileiros, e a alta taxacao de impostos e tributos em contra partida zero retorno. Pagamos muito caro para viver num Brasil ainda longe de ser ideal. Amo meu pais e so quem sai dele valoriza tudo que ficou, mas ainda sonho em deixar um Brasil melhor para meus filhos e netos. Vamos votar correto e quem saiba um dia…

  • Re volta do

    Se o Brasil produzisse produtos de qualidade a preços competitivos não teríamos a necessidade de trazer tanta tralha de fora. O problema não é o controle da receita e sim a falta de opções em comprar no Brasil, impostos altos, custo Brasil, margens absurdas. Enfim mais um controle, mais taxas e multas para esse governo corrupto e ladrão que não vê que o problema é mais embaixo.

  • Ronaldo

    é uma sacanagem essa cota de US$ 500,00 , fui para os EUA em Julho deste ano me pegaram no retorno , tive que pagar imposto , mas a nossa carga tributaria é tão alta que ainda assim vale apena pagar o imposto .

  • Alan Thompson

    A pergunta que não quer calar. Como eles vão saber que “eu”, sou realmente “eu”? Enfim, vai ter uma listinha com os TOP100 mais provaveis a terem gasto nos EUA e afora com fotinha? Só assim pra eles reconhecerem as pessoas, afinal, uma lista com um bando de nomes não vai ajudar em nada.

  • Rodrigo

    Deveriam usar mais inteligência na economia do nosso país, em vez de gastar tempo, dinheiro e neurônio atrás de pessoas que estouram a cota de importação…

  • Mac Gyver

    Será que há um acordo entre os bolivarianos ?? Coincidência ?

    http://www.clarin.com/politica/Vuelos_internacionales-control_sobre_pasajeros_0_1218478424.html

  • Mac Gyver
  • Fabio

    Nós todos deveríamos driblar esse sistema de reconhecimento facial usando um nariz de palhaço, pois é exatamente assim que somos tratados como contribuintes. Nossos impostos só são revertidos em aperfeiçoamento de sistemas de arrecadação. Saúde, educação e segurança, nada!

  • Babi

    Que Absurdo! Que vergonha esse país.
    E o que podemos fazer? Ficamos apenas olhando o circo apertar e pegar fogo?

  • vivemos no comunismo isso nem na china e assim helllowwww

  • Jose

    Sem contar que quando vc passa pela alfandega de FOZ DO IGUAÇU, OS PREÇOS das mercadorias que eles irao cobrar os IMPOSTO estao acima do que vc realmente pagou.
    Nao aceitam a nota fiscal do preço que realmente que vale.
    Eles tem lista de preço , que nao sei de onde tiraram.

  • Visitante

    Se não me desse, com certeza meu salário seria maior

  • Roberto

    Nsei, mas a notícia pareceu boa, para mim. Parece que o sistema vai analisar o histórico para ter maior probabilidade de pegar os muambeiros. O cara que viaja uma vez por ano vai ter uma probabilidade menor de ser pego. Não?

  • Moroni Granja

    A maioria dos comentários já se desenvolveu em off-topic, mas queria dizer que acho isso um absurdo. Se acontecer comigo, deixo lá oque passou da cota, mas quebro no meio se for eletrônico, rasgo se for roupa, e derramo no chão se for liquido. De presente pros fiscais que eu não foi deixar!

  • Benjamin

    Hoje, as pessoas têm cada vez menos privacidade. A conta bancária e movimentações financeiras são o alvo para o efetivo controle. A questão não é o quanto podes gastar em dólares, sim ser considerado um potencial suspeito e criminoso. Basta frequentar determinados destinos que és vigiado invadido da tua privacidade.

  • Luis Bedin

    Fiscalizar a corrupção e as declarações de renda absurdas dos políticos ninguém quer né?

  • Anderson

    Se baixasse um pouco o imposto, talvez não tivessemos que sair do nosso país pra comprar algumas coisas! Esse governo Dilma é vergonhoso. Se lembram: IOF de 6,38% em tudo que é pagamento, agora mais essa da alfandega. Pessoal, ainda tem dúvidas de que o lugar dessa mulher não é na Presidência da República? Pelo Amor de Deus, PT de novo não. Dilma fora, ja!

  • Leonardo Miranda

    O negócio é viajar com mulas agora xD

  • carlos

    oi Joao….eu tenho casa aqui em orlando de onde estou teclando….aqui eu pago iptu iss alem de 6,5% de tudo que compramos,serviços ,combustivel etc….só que esses impostos como iptu sao de deduzidos no acerto da declaracao de renda. ou seja eles cobram um iptu altissimo em novembro e em janeiro ele é devolvido ,ou seja v c paga nada .Diferencial….vc paga, mas nao paga, e ainda tem toda estrutura do pais sem gastar mais nada asfalto de qualidade educacao, seguranca etc etc..alem do que a isençao aqui para um casal é de 18.000 ou seja so vc ganhar acima de 43000 reais é que vc começa a pagar, mas pode deduzir todos seus gastos inclusive o iptu, a unica coisa ,é que aqui nao tem hospital publico tudo é particular…ou vc tem um plano de assistencia ou esta ferrado.Estou internado num hospital de fraturas e só o helicopero que me resgatou por 30 km apresentou a conta de 70000 dorales,(chamado pelos bombeiros) fora a cirurgia cuja conta eles só apresentam na alta, .tirando a parte de saude e a arrogancia americana isto é sem duvida um pais de primeiro mundo.

  • Eu tenho um amigo que morou no Japão alguns anos. Uma vez recebeu uma convocação do governo para ir a uma repartição e ficou todo preocupado. Quando chegou lá, explicaram que haviam arrecadado mais impostos que necessário e estavam devolvendo o que sobrou! Alguém ainda quer comparar?? =)

  • Rita

    É a segunda vez já que compro no exterior e os correios tranca minha encomenda no Paraná. Sou de POA. Não tem jeito de vir. A outra quando eu reclamei, excluiram meu número de postagem e nunca mais tive noticias do produto.

  • Gollun

    como o brasil e um pais com um sistema baseado no comunismo, um dos bracos do comunismo e justamente o protecionismo de mercado, levando o Estado a criar varias barreiras no que diz respeito a produtos importados

  • Laura

    Este novo sistema da receita já está em funcionamento? Algum relato novo sobre o desembarque em Guarulhos?

  • VIAJANTE

    TODO ESSE ESQUEMA DE “SEGURANCA” NO COMBATE A SONEGACAO FISCAL, E PRA CAMUFLAR UM ESQUEMA EM QUE O RESULTADO ARRECADADO , “MERCADORIAS”, VAO A LEILOES INTERNOS , EM QUE ELES PROPRIOS , DO AUDITOR FISCAL AO CHEFE , MONTAO SUAS PROPRIAS LOJAS NA PAULISTA E ARREDORES COM AS MESMAS MERCADORIAS , MAS SO QUE AGORA , DEVIDAMENTE DOCUMENTAS!! “” SACOU””? ,..ISSO E BRASIL!!

  • Daniel Asseff Souza

    Eu vou voltar de intercambio em julho. No total eu vou ter ficado quase um ano fora, e eu vou voltar com muita coisa. Voces acham q tem chance deles me pararem e me taxarem? Ps. nao comprei nenhum eletronico aqui, mas sai do brasil com maquina e computador caros.

  • Fernando

    Incrível como a Receita Federal não pegou este pessoal do LAVA JATO… Incrível como eles são eficientes com o cidadão comum.

  • CharlesAle

    RUIM DO BRASIL = BRASILEIRO.