China chamando! Voos para Xangai, Pequim e Hangzhou a partir de R$ 2.582 com taxas saindo de São Paulo e outras cidades!

Wendell Oliveira 11 · setembro · 2017

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

A Air Canada está vendendo passagens para a China a partir de R$ 2.582 ida e volta com taxas inclusas! O menor valor é de voos saindo de São Paulo para Xangai, mas também tem passagens de Cuiabá, Belo Horizonte e Rio de Janeiro para Pequim a partir de R$ 2.936 e de São Paulo para Hangzhou a partir de R$ 3.127 ida e volta com taxas inclusas, este último voando Qatar Airways!

XANGAI

Xangai é a cara da China moderna, com seus arranha-céus e letreiros luminosos. A visita na cidade passa obrigatoriamente pelo passeio público junto ao rio Huang Pu, que traz aos visitantes uma viagem pela história da arquitetura e da expansão urbanística do local, e também nos Jardins Yuyuan, na Cidade Velha.

PEQUIM

Um dos destinos mais visitados em todo o mundo, Pequim é o centro político, cultural e intelectual da China. Entre as principais atrações da intensa e imensa cidade, estão Cidade Proibida, a Grande Muralha, o Palácio de Verão ou o Templo do Céu.

HANGZHOU

Apesar de pouco se ouvir falar, Hangzhou é um dos destinos mais procurados por turistas que visitam a China – ela fica a menos de 200 km de Xangai, distância que pode ser percorrida em menos de uma hora de trem bala. Importante centro cultural, econômico e político da província de Zhejiang, Hangzhou é conhecida como uma das Sete Cidades Antigas da China, onde se destacavam as produções de tecidos e chás.

Vale lembrar que brasileiros precisam do visto chinês. E atenção: passageiros que forem voar com a Air Canada precisam ter o visto canadense de trânsito – que pode ser substituído pela Autorização Eletrônica de Viagem (eTA), emitida para brasileiros que tenham tido visto canadense nos últimos dez anos ou que tenham visto americano válido.

Autor

Wendell Oliveira - Editor