Preço único! Nova York, San Francisco, Chicago, Washington ou Denver por R$ 1.221 ida e volta!

Denis Carvalho 16 · abril · 2015

A American Airlines está fazendo o que podemos definir como um feirão de passagens para os Estados Unidos, com opções para vários destinos saindo de muitas cidades nacionais por apenas um preço: R$ 1.221 ida e volta! Tem passagens por esse valor para diversas cidades, como Baltimore, Chicago, Denver, Houston, Nova York, San Francisco e Washington.

Também há voos com bons preços para diversas outras cidades, como Atlanta, Orlando, Miami, Los Angeles, Detroit, Cleveland, Filadélfia e muito mais, tanto na American quanto em outras companhias! Há ofertas saindo de quase 30 cidades nacionais e preços a partir de R$ 1.012 ida e volta, vale a pena conferir! 

Listamos abaixo os melhores preços que encontramos para que você garanta suas passagens e faça um bom negócio! É só escolher, reservar e partir para uma viagem fantástica! Só não esqueça que é necessário ter o visto americano e que os preços podem mudar a qualquer momento!

Origens

Destinos

Período



- A lista acima está em constante atualização, porém os preços podem mudar à medida que as passagens aéreas vão sendo vendidas.

- Esses preços não incluem as taxas.

- O Melhores Destinos é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe
  • Pedro

    É uma grande bobagem. Hoje você se programa, não quer pagar multas altas? Só comprar as passagens “flex”. Impondo esse limite, diminui a flexibilidade das empresas aéreas que vão naturalmente colocar tarifas “flex” pra todos. O mercado já funciona bem assim e você já consegue avaliar todos seus riscos ao comprar uma passagem. Imprevistos como doenças e morte já estão resguardados… Isso é falta do que fazer.

  • Herikson

    Até que enfim resolveram tentar acabar com a farra das companhias aéreas!

  • Marcos

    Algum impacto no preço deve ter, mas não creio que necessariamente serão impactos significativos. O que certamente vai acontecer é a redução da margem de lucro das empresas, que precisarão se mostrar ainda mais competitivas. Vai acabar a mamata, o enriquecimento sem causa. Não sei se haverá redução significativa das promoções, pois cia aérea que faz promoção não o faz porque é “legal”, mas, sim, porque é o preço que grande parcela de seus consumidores pode pagar. Se aumentar o preço, muitos deixarão de viajar de avião e a receita irá diminuir. Se a cia aérea “X” não fizer promoção, a “Y” fará para atender uma parcela dos consumidores e a “X” ficará de fora do mercado.

    Talvez o que haja margem para negociação, para não penalizar excessivamente as empresas e correrem o risco de não conseguir revender um assento no vôo, é o prazo de antecedência de cancelamento e o percentual de cobrança da multa. Porém, o mais importante é comemorarmos a possibilidade do fim desse enriquecimento sem causa, em que a aérea te cobra integralmente por um bilhete que depois ela revenderá para outra pessoa, ganhando duas vezes pelo mesmo serviço.

    • FabioPalmeiras

      Redução da margem de lucro?….kk Redução de passagens promocionais… isso sim. É o retorno às origens – passagens de avião mais caras. Não me admira ter o dedo do Aloísio 300 mil.

      • Marcos

        Pode ser o que vai acontecer, ninguém prevê o futuro, são só especulações. Mas é fato que a receita das aéreas irá diminuir, pois muita gente simplesmente não pode pagar mais do que os preços promocionais. Lucro não se constrói só aumentando preços, é preciso verificar se há demanda que suporte os possíveis aumentos. A julgar pela significativa redução da demanda pelo aumento do dólar, desconfio que as empresas que aumentarem ainda mais os preços serão severamente punidas pelo mercado consumidor.

        • aarao

          Meu amigo, pesquise um pouco que você verá que as empresas aéreas só tiveram prejuízos nos últimos anos…
          Vamos parar com esse discurso contra os empresários e vamos nos ater aos fatos.

  • Victor

    Péssima iniciativa. Na prática isso aumentará o valor das passagens e acarretará em maior volume de voos cancelados, prejudicando o consumidor. As empresas não têm condição de se programarem dessa forma. Não é uma viagem de onibus! O mercado das empresas aéreas tem custos fixos elevadíssimos!

  • Hernandez

    Claro que haverá impacto no preço.
    Para as empresas, isso representará uma alteração nos custos de operação. Esse novo custo será repassado aos consumidores, como sempre acontece. Meu temor maior é o estímulo para que mais pessoas desistam de seus vôos, dado que a perda é menor.
    Aqueles diligentes que comparecem aos seus voos pagarão por aqueles que não o fazem. Para as empresas aéreas, faz pouca diferença.

  • FabioPalmeiras

    Na pratica, será o fim das passagens promocionais (59,00, 79,00, 99,00 e por aí vai).

  • Jonatas

    O problema é o seguinte:
    deixa livre ao critério da empresa aérea: eles cobram multa tão alta que vc não recebe nada de volta

    o governo inventa de se meter: deixa a multa tão baixa que ferra com a empresa

  • Jaime Darque Junior

    Muito dificil saber o que vai ocorrer, mas acho que vai reduzir demais as passagens promocionais

  • Godoy

    Duas dúvidas quanto à mudança na cobrança de multa por passagens emitidas através de milhas: 1) No meu caso, por exemplo, a TAM está cobrando 200 dólares pra remarcação de cada trecho de uma viagem Brasília/Miami/Brasília. 2) Os mesmos 200 dólares por trecho são cobrados pra estorno dos pontos em minha conta.
    Alguém tem alguma informação a respeito?

  • macacos me mordam!!!

    Brasil sil sil sil sil…… O cara compra a passagem e sabe as regras. Depois muda de idéia e não quer ver aplicadas as regras!! Brasil sil sil sil sil sil. Mais lei se metendo no mercado. Como se isso fosse solução. 10% de multa. Vale até especular com preço de passagem com essa multa ridícula. Com menos de cinco dias do início da viagem já deveria autorizar a multa em 100%. Paciência se as coisas mudarem cinco dias antes, são os fatos da vida. Não quer estar sujeito então morra.

    E o consumidor boboca pensa que o cara o está defendendo.

  • Helcio Silva

    Nos meus 62 anos de vida, poucas vezes vi o senado ao lado do povo, por isso aqui vai o meu muito obrigado!

  • Ray

    Do que vocês estão falando? Não tem nada a ver com as promoções para os EUA que aqui foram postadas.

    • Marcos

      O post original era sobre um projeto de lei que limitava a multa cobrada pelas cias aéreas nas passagens. Por um motivo que desconheço, o post sumiu e os comentários correspondentes foram deslocados para cá…

      • Nem eu entendi o que houve, mas parece que voltou ao normal!

        • Ray

          Os mesmos comentários do post sobre o a multa limite estão na de promoção dos EUA. Loucura esse Disqus.

  • Paulo Oliveira

    Como no Brasil é o consumidor que sempre paga o pato, simplesmente vão acabar com as tarifas promocionais. As promoções passaram a ocorrer justamente porque o governo deixou de botar o dedo nos preços. O governo voltando a interferir no mercado, boa coisa não vai dar.

  • Henry.

    Passagem promocional não vai deixar de existir…
    Vocês imaginam que as aéreas fazem promoção porque são boazinhas ???
    Elas fazem para que o avião não vá com a lotação abaixo do custo mínimo para bancar a viagem…
    A aérea, tem obrigação de fazer o voo… num avião com 160 lugares, se ela vendeu 30 assentos, o que ela vai fazer com os outros 130 ??? vai deixar vazios ??? claro que não… eles fazem promoções.. não aquelas de R$ 1,00.. isto não existe mais.. foi na época que a Gol precisava de ser conhecida no mercado.. então, ou ela gastava uma fortuna fazendo propaganda na televisão, ou pegava a grana do prejuízo de vender a passagem por R$ 1,00 e considerava com despesa de propaganda.. o detalhe é que este tipo de propaganda tem um efeito multiplicador 1.000 x maior que uma propaganda na televisão…
    A multa pelo cancelamento tem que ser tabelada sim.. e 5,0% ou 10,0% está de bom tamanho…
    As aéreas vão ter que começar a vender passagens áreas mais em conta, porque senão, se vender cara… vc, uns 10 dias antes da sua viagem, acha uma que é metade do preço… vc cancela a passagem comprada.. paga 5,0% de multa e compra a outra que é 50,% mais em conta..
    Quem tem que se preocupar com saúde financeira das Cias. aéreas são os seus acionistas e funcionários… tipo estes que ficam defendendo que isto é ruim para o consumidor e que vai ferrar a Cia. aérea..

    • philip

      O que vai acontecer é que não vai ter mais discriminação do cliente de negócios que marca a passagem de última hora e paga bem mais e do cliente de lazer. E fora que possibilita as pessoas ficarem cancelando um voo e marcando mais barato outro sempre que houver uma promo. Com isso as companhias vão parar sim de fazer promo para não ter risco de o cliente que pagou 400 reais cancelar e mercar de novo por 200.

  • Max

    Totalmente contra. As passagens promocionais só existem por este motivo. É uma forma da empresa se proteger em caso de desistência por parte do passageiro, pois a cia está perdendo de vender o lugar para outra pessoa.

  • Diego Tomazzoni

    : ( vão acabar com as passagens promocionais.

  • Diego Vargas

    Numa boa, é IMPOSSÍVEL agradar a todos. O percentual de pessoas que desistem de suas passagens simplesmente por desistir, sem motivo, devem ser o mínimo do mínimo do mínimo. Quem compra passagem promocional, geralmente compra com bastante antecedência, com férias marcadas ou eventos agendados. Quem aqui cancela férias só por cancelar? Quem aí deixa de ir a um evento porque acordou mau humorado?

    Tenho uma amiga que, recentemente, teve que cancelar uma viagem com a família pra Europa porque um dos viajantes teve um grave problema de saúde, quase ficou cego. Detalhe: as passagens NÃO eram promocionais. Eram passagens compradas em agência de turismo, caríssimas. Porque é que ela merece ser penalizada? Qual família tem clima pra viajar sendo que um dos viajantes está passando por um drama tão sério? Ela teve que arcar com as caríssimas taxas pra cancelar a viagem, cerca de 75% do valor. Eram cinco pessoas, imaginem aí os valores jogados no lixo.

    Pelo amor de Deus, esse Congresso maldito custa a pensar no consumidor e ainda vem gente aqui defender companhia aérea, um mercado que só estupra os consumidores?

    Eu tenho viagem marcada para dezembro, pretendo ir. Mas e se eu não puder? Porque eu, um simples mortal, trabalhador assalariado, tenho que arcar com 75 a 80% de multa contra uma empresa que vai perder alguns trocados perante os milhões que ganha?

    Tomem vergonha na cara e, ao invés de chorar passagem promocional, aprendam a guardar dinheiro e se planejar com antecedência.

    • ric

      Muitas agencias de viagem cobram para cancelar ou ate mesmo alterar as passagens (valores a titulo de multa ou comissao) além da multa estipulada pela Cia. Aerea. Aconteceu comigo uma vez e a agencia alegou que somente iria repassar para a operadora. Agora, estou evitando comprar passagem aerea com agencias. Ano passado cancelei uma passagem comprada diretamente com a Delta, e a devolução foi superior a 80%.

  • Anderson

    Ótimo!!!! Vc pagar 300 dólares (cerca de R$1.000,00 )para cancelar ou alterar uma passagem é uma assalto!!! Taxa cobrada pela American Airlines

  • filipe

    Lá vem políticos fazendo lambanças querendo ajudar. Quanto mais regulações, mais obrigações e, mais obrigações, mais cobranças.
    Ou se deixa o mercado livre pra competir, interferindo o mínimo possível e pontualmente, ou o tiro sempre sairá pela culatra.

  • Rafael Corrêa

    Devo ter chego tarde….pois não consegui nenhuma passagem neste valores..

  • Jaime

    Não tem passagem de Fortaleza pra canto nenhum nunca!!!
    Alow operadoras vocês estão perdendo grana!

  • MOACYR LOPES DOS SANTOS

    Entrando na discussão, tinha uma passagem comprada na Azul para este domingo. A tarifa normal era R$ 60,00 mais barata que a flex. Comprei a flex, pois havia uma possibilidade de não ir, o que efetivamente ocorreu. Resultado: liguei na Azul e estornaram os 100%, disponíveis para uma próxima compra. Se fosse pedir o reembolso, teria uma multa de 10%, o que é correto, pois quando paguei a passagem, ela foi tributada e, para devolver (ai já é um custo Brasil), a devolução é novamente tributada (absurdo).

    Se fosse uma tarifa promocional, teria de pagar uma multa de R$ 130,00, além da taxa de reembolso, que é de 40%. Ou seja, como disse o Pedro, quando a diferença é mínima, eu opto por tarifas flex.

    Realmente, se planejar, a tarifa econômica / promocional é ótima. Porém, nem sempre é possível. Quem viaja a negócios sempre está sujeito a cancelamentos.

    Alguém poderá dizer: mas se você viajar, vai pagar R$ 60,00 mais caro? Vou, mas tem uma compensação, já que a pontuação é maior no programa de fidelidade.

    Um abraço a todos. Comportem-se!!!!

    • Fernando-RJ

      Verdade… Quando a chance de não ir existe, melhor a tarifa flex. Mas há casos dessa tarifa ser mais que o dobro da promo. Dessa maneira é necessário fazer as contas. Se for preço próximo, nem tem o que pensar !

      • MOACYR LOPES DOS SANTOS

        Usei a seguinte fórmula: Até R$ 60,00 eu compro. Passou disso, não. Na Azul esta diferença é comum.