Praias da Ilha Grande! Dicas para conhecer um dos mais belos destinos do Rio de Janeiro

Monique Renne 29 · junho · 2017

A Ilha Grande, junto com as pequenas ilhas de Angra dos Reis, formam um paraíso para os apaixonados pelo mar. São mais de 100 opções de praias para curtir alguns dias de sol em meio ao verde da Mata Atlântica que recobre toda a região. São dezenas de ilhas que, juntas, se tornam um dos mais belos destinos do Brasil para quem busca dias de descanso. A Ilha Grande faz parte da faixa litorânea conhecida como Costa Verde e a região não poderia se chamar de outra maneira. A água, muitas vezes em tom de esmeralda, se mistura à rica vegetação e faz do cenário um paraíso bem preservado.

Só na Ilha Grande são 193 km² repletos dos mais diferentes tipos de praias. Impossível não se apaixonar por faixas de areia como a Praia do Aventureiro, a Praia de Lopes Mendes, a enseada da Praia do Caxadaço ou o maravilhoso encontro das águas doce e salgada na Praia da Parnaioca. Sem falar no mar colorido das Ilhas Botinas e da Lagoa Azul ou o verde intenso da Ilha da Gipóia. Difícil será escolher entre tantas opções! Para ajudar, separamos algumas dicas com as principais praias da Ilha Grande e das ilhas de Angra dos Reis.

Praia do Aventureiro

Onde fica a Ilha Grande

A Ilha Grande está localizada em Angra dos Reis, na região do Rio de Janeiro conhecida como Costa Verde. A Ilha Grande está distante 150 km da capital carioca, 100 km de Paraty e 400 km de São Paulo. Apesar de ser a maior ilha da região, ela não é a única. Entretanto, a partir dela, é possível se deslocar para várias outras pequenas porções de paraíso na região de Angra dos Reis.

Praia do Abraão

Quando ir à Ilha Grande

O clima na Ilha Grande não está entre os mais estáveis do mundo. Na verdade, o assunto é até piada por lá, tamanha a dificuldade da previsão do tempo em acertar. Mas é claro que em alguns períodos do ano é mais fácil prever que o sol irá reinar e o tal do vento Sudoeste não vai atrapalhar a saída dos passeios de lancha. O ideal é fugir do período com mais chuvas, afinal, é um destino para curtir várias praias.

De dezembro a março, durante o verão, as chuvas na Ilha Grande são mais intensas. É até difícil acreditar, mas o verão é uma das piores épocas para ir à Ilha Grande. A partir de abril as chuvas começam a dar trégua, o que faz do outono o melhor período para visitar a região. Além do clima mais estável, a ilha estará sem o excesso de turistas do período de férias e será mais fácil conseguir um desconto nos passeios e melhores tarifas nos hotéis. O tempo segue estável durante todo o inverno, até setembro. Apenas o mês de julho pode ser mais difícil devido às férias escolares que levam um número maior de visitantes à ilha. A partir do mês de setembro, início da primavera,  começa a mudança do clima com o aumento das chuvas, que atingem o auge em dezembro, janeiro e fevereiro. Veja mais sobre quando ir à Ilha Grande.

De abril a agosto há menos chuva, os preços são mais baixos e a ilha está mais vazia.

Dezembro, janeiro e fevereiro são os meses mais quentes, com mais chuva, preços mais altos e maior número de turistas.

Praia dos Meros

Quanto tempo ficar na Ilha Grande

Para conhecer as principais praias e ter tempo de fazer alguns passeios o ideal é ficar na Ilha Grande por uma semana. Isso inclui também a previsão de que poderá chover em um dos dias. Assim você não ficará triste por ter ficado pouco tempo e ainda pegar chuva. Se você tem apenas um final de semana livre, opte por chegar à ilha bem cedo para dar tempo de fazer ao menos um dos passeios mais distantes.

Vila do Abraão

Como chegar à Ilha Grande

A única maneira de chegar à Ilha Grande é de barco. Não há aeroportos ou pontes ligando a ilha ao continente. Para quem chega de outros estados, os melhores aeroportos são os da cidade do Rio de Janeiro. De lá será necessário se deslocar até a Rodoviária Novo Rio e pegar um ônibus rumo à região de Angra dos Reis ou, como opção mais prática porém mais cara, contratar um transfer que já inclui todos os transportes até a Ilha Grande. Carros não serão muito úteis, já que não podem entrar na ilha e ficarão estacionados no continente.

Há três rotas principais de barcos para a Ilha Grande: Mangaratiba, Conceição de Jacareí e Angra dos Reis. O embarque mais próximo do Rio de Janeiro é Mangaratiba, localizada a 100 km de distância da capital carioca, porém essa opção tem o trajeto de barco mais longo e a viagem acontece apenas uma vez por dia. Já Conceição de Jacareí, localizada a 15 km depois de Mangaratiba, tem o trajeto de barco mais curto e muitas opções de horário de barcos. Angra dos Reis, apesar de mais distante do Rio de Janeiro, é a cidade mais próxima para quem chega de Paraty e São Paulo.

Seja qual for a opção escolhida, é muito importante lembrar que o transporte terrestre só levará até essas regiões, nunca até a Ilha Grande. O tempo da viagem de barco até a Ilha Grande varia entre 15 minutos e 1h30 e o preço vai de R$ 16 a R$ 50 o trecho. O valor depende do tipo de barco escolhido: ferry, escuna ou speedboat. Veja mais detalhes sobre como chegar à Ilha Grande.

Vila do Abraão

Como se locomover na Ilha Grande

A primeira coisa a saber sobre a Ilha Grande é que carros não são permitidos. Sendo assim, a locomoção na ilha é sempre a pé, de bicicleta ou por via marítima, seja de barco ou lancha. A Vila do Abraão é o principal ponto de apoio para os turistas e onde está a maioria das pousadas e campings. A vila é bem pequena e tudo pode ser percorrido tranquilamente a pé, mas fique atento ao terreno bem irregular a às constantes poças de água que tomam conta da vila.

Vila do Abraão

Para chegar às praias o meio de transporte varia entre terrestre e marítimo. A Ilha Grande é repleta de lindas trilhas que servem de caminho para quem deseja chegar às praias caminhando. Há trilha de algumas horas e outras que exigem até uma semana de caminhada, como a volta completa pela Ilha Grande. Para quem não quer encarar as trilhas, as melhores pedidas são os barcos e as lanchas. É possível ir às praias em passeios contratados e também usando um táxi boat comum apenas para ir e voltar. O tipo de embarcação e transporte ideal varia entre as praias. Veja mais sobre como se locomover pela Ilha Grande.

Trilhas na Ilha Grande

A Ilha Grande é um paraíso para os amantes de trilhas. Os percursos são oficiais e sinalizados com a letra T e números que vão de um a dezesseis. Mapas na ilha ajudam a identificar as atrações de cada trilha, o tempo do percurso e o grau de dificuldade. O trajeto mais fácil é o T1 (Circuito do Abraão), que percorre a região da Vila do Abraão e leva apenas uma hora para ser completado. Outras trilhas populares entre os turistas são a T2 (Aqueduto – Saco do Céu); T10 (Abraão – Pouso); e T11 (Pouso – Lopes Mendes).

Para quem deseja investir em rotas mais aventureiras, a pedida é fazer a sequência de trilhas que dá a volta em toda a ilha, passa por vinte praias e leva até sete dias para ser completada. É tarefa para trilheiros experientes e a contratação de um guia é altamente recomendável. Veja mais sobre as trilhas da Ilha Grande.

Passeios de barco e lancha na Ilha Grande

Para percorrer as praias da Ilha Grande por mar é possível fazer passeios de lancha ou escuna ou usar o serviço de táxi boat. O meio mais rápido e divertido de conhecer as praias e ilhas mais distantes é o passeio de lancha, mas a brincadeira pode ter um custo alto se comparado aos trajetos a pé, que são gratuitos. Há vários roteiros oferecidos pelas agências na Vila do Abraão e os grupos que fazem os tours de lancha costumam ser de até doze pessoas. Apenas as lanchas chegam às praias do outro lado da Ilha. Já as escunas fazem apenas trajetos mais curtos, no entanto com custo mais baixo.

Praia do Aventureiro

Os passeios de lancha na Ilha Grande variam de preço de acordo com o roteiro. O tour chamado de Volta à Ilha  – com paradas nas praias do Caxadaço, Parnaioca, Aventureiro, Meros e Japariz ou Maguariquessaba – costuma ser mais caro por exigir maior deslocamento. Já o Meia Volta Ilha  – com visita à Lagoa Verde, Lagoa Azul, Saco do Céu, Praia do Amor, Praia da Feiticeira e Maguariquessaba – tem custo mais baixo. Os valores médios vão de R$ 90 a R$ 160, com variações entre as agências e a alta e baixa temporada dos turistas.

Lagoa Azul

Outro tour que faz sucesso é o Super Sul, que inclui a Ilha de Jorge Greco e as praias de Lopes Mendes, Caxadaço e Dois Rios. Há ainda lindos roteiros pelas ilhas de Angra dos Reis (também chamado de Ilhas Paradisíacas), onde são visitadas a Ilha de Cataguases, Ilha Botinas, Ilha da Gipóia (com paradas na Praia do Dentista, Praia da Piedade e Praia das Flechas) e Lagoa Azul. Os passeios de lancha e escuna são sempre com duração de dia inteiro e têm uma parada para almoço em um das ilhas. Veja mais detalhes sobre os passeios na Ilha Grande.

Praia do Dentista

Como são as praias da Ilha Grande e o que levar para os passeios

Vamos começar pelo óbvio: elas são lindas! As praias da Ilha Grande são bem preservadas, com vegetação densa, mar sempre límpido e temperatura de água agradável. Algumas formam enseadas, outras são protegidas por paredões rochosos e há ainda aquelas de longa faixa de areia banhada pelo mar. A grande maioria das praias da Ilha Grande é isolada, deserta e praticamente sem infraestrutura. Isso significa que você precisa estar preparado para o dia todo de passeio.

Praia do Aventureiro

Se for fazer trilha até uma das praias mais isoladas, é importante levar a comida e bebida necessária para todo o dia. Já quem faz o passeio de lancha ou escuna conta sempre com uma parada para almoço nas praias e ilhas que oferecem restaurantes. As lanchas costumam ter um cooler com gelo e você poderá levar a sua própria bebidas para tomar durante o dia. Lembre-se também de levar máscara, snorkel e uma câmera subaquática. Na Ilha Grande a vida marinha é abundante e nunca se sabe quando uma bela tartaruga pode passar por perto. Um casaco corta vento também pode ajudar muito em dias de tempo ruim. Pode bater um friozinho no trajeto da lancha.

Praia do Caxadaço

Praia do Aventureiro

A Praia do Aventureiro é marcada pelo belo coqueiro que forma ângulo de 90° e se tornou uma das imagens mais famosas da ilha. A praia tem longa faixa de areia branca, cercada de montanhas cobertas de verde. É uma bela enseada com água transparente e diferentes tons entre azul e verde. Ao visitar a Praia do Aventureiro não deixe de subir ao mirante localizado à direita de quem olha para o mar. O visual do alto é maravilhoso! A praia faz parte do tour de Volta à Ilha. Saiba mais sobre a Praia do Aventureiro.

Praia do Aventureiro

Praia de Lopes Mendes

Conhecida como uma das mais belas praias do Brasil, a Praia de Lopes Mendes está entre as preferidas dos turistas não só pela beleza, mas também por ser acessível sem precisar pagar por um passeio. A longa faixa de areia branca agrada os turistas, mas o mar agitado atrai mesmo é os surfistas. Para quem desejar ir de lancha, a Praia de Lopes Mendes faz parte do roteiro Super Sul. Para ir por conta própria será preciso investir em uma longa caminhada de três horas ou em um pequeno trecho de táxi boat até a Praia do Pouso e depois uma pequena caminhada de meia hora até Lopes Mendes. Veja mais sobre a Praia de Lopes Mendes.

Praia de Lopes Mendes

Praia do Caxadaço

A Praia do Caxadaço está escondida atrás de um belo paredão rochoso. A pequena enseada tem mar calmo, pequena faixa de areia e é um dos mais incríveis cenários da Ilha Grande. Do alto do paredão se tem noção da beleza do lugar, que geralmente é visitado pelos passeios de lancha do circuito Volta à Ilha. É comum que muitas lanchas cheguem ao mesmo tempo, o que deixa a pequena praia um pouco tumultuada. Para conhecer a Praia do Caxadaço vazia, será preciso fazer uma trilha pesada. O trajeto tem mais de dez quilômetros e é um percurso que exige preparo físico. Veja mais sobre a Praia do Caxadaço.

Praia do Caxadaço

Praia da Parnaioca

Na Praia da Parnaioca você poderá escolher entre a água doce ou salgada. De um lago está o mar e do outro uma pequena lagoa de água doce. O encontro entre os dois, repleto de pedras, forma uma hidromassagem natural. A Praia da Parnaioca, à beira do rio de mesmo nome, tem longa faixa de areia dourada, mar agitado e vegetação repleta de sombras de amendoeiras. À beira do mar, algumas ruínas de antigas fazendas e do povoado que existia na praia oferecem lindos cenários para fotos. A Praia da Parnaioca faz parte do roteiro do passeio de Volta à Ilha. Veja mais sobre a Praia da Parnaioca.

Praia da Parnaioca

Praia dos Meros

O verde esmeralda do mar na Praia dos Meros é de impressionar. À medida que o barco chega perto da praia a paisagem se torna ainda mais espetacular. Difícil decidir o que é mais intenso: se o verde do mar ou da mata. No meio, a areia extremamente branca e fina dá o toque final a esse paraíso isolado no extremo oposto da ilha onde está a Vila do Abraão. Para chegar, só mesmo de barco ou de lancha. O passeio faz parte da rota de Volta à Ilha. Veja mais fotos da Praia dos Meros.

Praia dos Meros

Ilhas Botinas

Parte do conjunto de ilhas de Angra dos Reis, as Ilhas Botinas são duas pequenas formações rochosas em meio a um belo mar. A depender do dia e do sol, a cor da água lembra até mesmo o Caribe. Impossível resistir a um mergulho nessas duas porções de paraíso que estão bem pertinho da Ilha Grande. A areia no fundo, de tão clara, engana os olhos e faz a piscina parecer bem rasa. A profundidade ao redor as ilhas, entretanto, chega a dez metros. As Ilhas Botinas fazem parte dos roteiros de passeio Ilhas Paradisíacas e Ilhas de Angra. Veja mais sobre as Ilhas Botinas.

Lagoa Azul e Lagoa Verde

A Lagoa Azul e a Lagoa Verde estão entre os mais famosos passeios da região da Ilha Grande. As lindas piscinas formadas pelo mar nas duas regiões são excelentes para prática de snorkeling. A diferença do nome é óbvia: uma puxa para os tons de verde e a outra para tons de azul, sendo que a verde tem mar mais raso. São pedaços de mar igualmente lindos e repletos de peixes. A Lagoa Azul e a Lagoa Verde fazem parte dos roteiros Meia Volta à Ilha, Lagoa Azul e Ilhas de Angra.

Lagoa Verde

Praia do Dentista (Praia do Jurubaiba)

Se há uma praia com areia intensamente branca na região de Angra dos Reis, certamente é a Praia do Dentista. A areia é tão fina e clara que parece ter saído de um desenho. E quando reparamos que ela forma ondas em meio à vegetação temos quase certeza de que tudo foi propositalmente colocado naquele espaço para ser perfeito. A praia está localizada na Ilha da Gipóia e impressiona pela beleza. O roteiro de passeio que leva à Praia do Dentista é o Ilhas Paradisíacas, que percorrer outras ilhas além da Ilha Grande. Veja mais sobre a Praia do Dentista.

Praia do Dentista

Praia da Piedade

Também localizada na Ilha da Gipóia, a Praia da Piedade é uma ponta ligada à ilha por uma pequena faixa de areia. O visual bucólico, com direito a igrejinha, forma um lindo cenário em meio ao mar de Angra dos Reis. Não parece uma ideia ruim para quem busca, de fato, um cenário para casamentos. Mas vale ir também só pra curtir o mar! A Praia da Piedade faz parte do roteiro Ilhas Paradisíacas. Veja mais sobre a Praia da Piedade.

Praia de Dois Rios

A Praia de Dois Rios não ganhou o nome à toa. Nas duas pontas dessa longa faixa de areia, com um quilômetro de extensão, há rios que levam água doce para o mar. A praia está entre as mais preservadas da Ilha Grande e é famosa por ter sediado o Presídio Cândido Mendes, hoje desativado. Para chegar até lá é preciso ir de barco (e torcer para as ondas não estarem tão agitadas) ou fazer uma trilha de 7km. Veja mais sobre a Praia de Dois Rios.

Praia de Dois Rio

Ilha de Cataguases e Ilha do Peregrino

Ligadas por uma fina faixa de areia, a Ilha de Cataguases e a Ilha do Peregrino são dois belos refúgios entre as ilhas de Angra dos Reis. A areia é fina, a água límpida e rasa e a sombra das árvores ajuda a aplacar o intenso calor. As ilhas oferecem uma deliciosa piscina para os visitantes, que contam ainda com pitangueiras carregadas de frutos. As duas ilhas são bem pequeninas e uma volta completa não levará mais de quinze minutos. Aproveite o restante do passeio para relaxar. As ilhas fazem parte das rotas Ilhas Paradisíacas e Ilhas de Angra. Veja mais sobre a Ilha de Cataguases e Ilha do Peregrino.

Ilha de Cataguases e Ilha do Peregrino

Praia da Feiticeira

Muito procurada pelos turistas, a Praia da Feiticeira pode ser acessada por trilha ou com táxi boat. A vantagem dessa praia é estar bem perto da Cachoeira da Feiticeira, o que permite um passeio duplo a quem faz a trilha. É uma delícia se refrescar na água gelada da queda d’água e depois seguir para um banho de sol de frente para o mar. A caminhada, a partir da Villa do Abraão, tem duração de três horas. Outra opção é ir de barco até praia e de lá conhecer a cachoeira em uma caminhada de apenas meia hora. Veja mais sobre a Praia da Feiticeira.

Praia do Abraão

A principal e mais movimentada praia da Ilha Grande é a Praia do Abrãao. É lá onde está a vila que hospeda quase todos os turistas e onde se encontra a maioria dos restaurantes, lojas e agências de turismo que atendem os viajantes. Por ter muitos barcos e lanchas ancorados e sediar o principal porto da Ilha Grande, a Praia do Abraão não tem um bom mar para banho. Ainda assim a faixa de areia é um ótimo ponto para o pôr do sol e também para experimentar um pouco da culinária da região. Aproveite os restaurantes à beira-mar e as pousadas que recebem os turistas para dias de descanso nesse paraíso. Veja mais sobre a Praia do Abraão.

Praias próximas à Vila do Abraão

Quem está hospedado na Villa do Abraão e não quer fazer passeio de barco e nem uma trilha encontra algumas pequenas praias como opção para curtir. A Praia do Abraãozinho é uma das melhores praias nas proximidades e oferece infraestrutura de quiosque e restaurante. O caminho até Abraãozinho é em uma trilha de apenas quarenta minutos e dá pra ir também com táxi boat. No caminho é possível conhecer ainda as pequenas Praia da Crena, Praia da Bica, Praia de Graxuma e também a Praia da Júlia, que oferece aluguel de caiaque e SUP. Já quase chegando na Praia do Abraãozinho, não deixe de reparar na placa que leva à escondida Praia do Sobrado. Ela é um pequeno paraíso e quase nunca tem gente. Para visitar essas praias siga pela trilha no final da Praia do Abraão, à direita de quem olha para o mar.

Praia do Sobrado

Se o caminho for a trilha à esquerda da Praia do Abraão, você chegará à Praia Preta, a mais popular entre os moradores e também a mais facilmente acessível. A trilha leva ainda ao antigo aqueduto e ao Poção, uma piscina de água doce deliciosa para banho em meio à mata.

Ilha Grande com crianças

A Ilha Grande ainda é um destino um pouco rústico, mas a infraestrutura é suficiente para viajar com os pequenos. Se o objetivo for fazer passeios de barco ou lancha, lembre-se de levar protetor solar, boia e usar o colete salva-vidas durante os trajeto pelo mar. Também é importante ter alimentos e bebida para todo o dia. Muitas ilhas e praias que fazem parte dos passeios não têm restaurante ou quiosque. Apesar dos passeios sempre fazerem uma parada para almoço, não dá pra correr o risco de atrasar a refeição das crianças.

Praia do Abraãozinho

Para hospedagem, prefira a Vila do Abraão, onde há mais opções de pousadas, restaurantes, farmácia e praias com quiosques. Vale ficar atento ao grande número de cachorros que tem na região da Villa do Abraão e também ao terreno irregular das ruas, que podem acarretar em alguns tombos. O mar nas proximidades da Vila do Abraão, em praias como Abraãozinho , Julia e Praia Preta é bem calmo e tem uma boa faixa de água rasa. Ótimo para os pequeninos brincarem. Já a Praia de Lopes Mendes costuma ter ondas bem mais pesadas e é procurada para a prática de surf, evite deixar as crianças sozinhas na água. Consulte sempre os moradores locais para saber as condições do mar antes de sair em um passeio para as praias mais distantes. Com muitas ondas as crianças podem enjoar com mais facilidade.

Poção

Onde ficar na Ilha Grande: pousadas e campings

É hora de escolher uma pousada ou um camping para aproveitar alguns dias na Ilha Grande! A principal região para hospedagem na ilha é a Vila do Abraão. Lá estão concentradas as pousadas e campings que recebem os turistas. Na vila também há grande oferta de restaurantes, lojinhas e muitas agências de turismo para reservar os passeios pelas praias.

Apesar de Angra dos Reis oferecer hotéis maiores e melhor infraestrutura, a dificuldade de locomoção até a Ilha Grande não facilita a viagem de quem quer ficar vários dias, por isso, prefira se hospedar na Ilha Grande e não em Angra dos Reis. E como a oferta de pousadas não é suficiente para todos os turistas, fique atento caso deseja ir à ilha durante feriados prolongados e férias escolares. Faça a reserva com antecedência para não ficar sem cama. Veja mais sobre onde ficar e as melhores pousadas e campings na Ilha Grande.

Ficou com vontade de conhecer esse paraíso na Costa Verde do Rio de Janeiro? Então separe o chinelo, o protetor solar e corra para lindos dias de mar! Praias é o que não vai faltar na Ilha Grande! E se quiser mais dicas, veja o Guia da Ilha Grande. Lá você encontrará vários destalhes sobre as principais praias, os passeios de barco, as trilhas, muitas pousadas, tudo sobre como chegarquando ir e onde comer na Ilha Grande. Boa viagem e aproveite o banho de mar!

Já esteve na Ilha Grande? Deixe as suas dicas nos comentários e participe!

Autor

Monique Renne - Editora de Destinos
  • LuRodamilans

    Já se anteciparam ao Globo Reporter kkkkk

    • Monique Renne

      Vai que bate aquela vontade irresistível de pegar uma praia por lá, né? 😀

  • Vinicius

    Ilha Grande e Ilhas de Angras sao lugares que só há duas opcoes ou voce é daqueles turistas rootz total de 18-29 anos alternativo total em TODOS os sentidos ou voce tem um bom dinheiro. Conheci bem a regiao e digo que as alternativas para os rootzeiros sao bem precarias, para a classe media é sofrível, quem se animou com as belezas naturais se prepare 3 mil reais em 5 dias nao é nada.

    • Ricardo

      Você deve ter ido no Carnaval ou alta temporada, pois não sou rico nem “roots” mas fui várias vezes à Ilha Grande, tanto em Palmas como Abrãao, e não achei tão caro. Pra mim é o paraíso, que lugar lindo!

    • Thiago Castro

      Falou muita besteira. Basta pesquisar e se programar.

  • Monique Renne

    Sabe como é o tempo na Ilha Grande, né? Tem vezes que a chuva não dá trégua. Aconteceu quando eu fui em Lopes Mendes. 🙁

    • Thiago Castro

      Uma pena…

  • Bruna ObjetivaTour

    Boa Tarde! Trabalho e moro na região! Não concordo com algumas partes do texto não.
    A melhor época de curti a Ilha Grande, é no verão Dezembro a Marco ! Falou em ilha grande, falou em praia e verão! Dias de sol tem o ano inteiro. Alta temporada outubro a abril , preços mais altos. Baixa temporadas, que são os outros meses, preços são mais baixos. Normal em todo lugar turístico. Mais informações é só me chamar. Pousadas, hostel, travessia de FastBoat, passeios.

  • Bruna ObjetivaTour

    Recebemos turistas de todas as idades e classes sociais. Que gostem de uma boa praia.
    Travessia por Conceição de Jacareí custa hoje em Julho 30,00 por pessoa, 15 minutos de FatsBoat, horários de hora em hora praticamente começando 08:30 até às 18h.
    Travessia por Mangaratiba é de barca, custa 16,00 e leva mais em torno de 1:30h de travessia. E os horários são restritos.
    Travessia por Angra dos reis , 25 minutos de FastBoat, R$ 50,00 por pessoa. Vários Horários de 09:00 as 18h.