Extravio de bagagem: como evitar e o que fazer quando suas malas não chegam ao destino!

Denis Carvalho 3 · julho · 2014

Chegamos ao último post do Guia Melhores Destinos para viajar traquilo com um assunto que sempre assusta e gera dúvidas por parte dos leitores: o extravio de bagagens! Nosso leitor Leonardo Cassol explica passo a passo as principais causas do problema, como evitar e seus direitos caso ocorra a perda ou furto de suas malas. Mais um post que merece estar entre os seus favoritos! 

Guia Melhores Destinos :
Extravio de Bagagem – Como evitar e o que fazer  

Estar longe de casa e descobrir que a sua mala e seus pertences simplesmente se perderam pelo caminho ou foram violados é um dos pesadelos mais temidos de qualquer viajante. Apresentamos nesse post exclusivo para os leitores do Melhores Destinos orientações sobre como evitar esse problema e o que fazer se isso acontecer com você.

franquia-bagagem

Cinco causas mais frequentes do extravio de bagagem:

  1. Conexões: numa troca de aeronaves você embarca no próximo voo e sua mala não – é disparada a ocorrência mais frequente. A chance aumenta se houver pouco tempo de conexão, pois as companhias aéreas fazem de tudo para não atrasar os voos, o que inclui deixar bagagens dos passageiros para trás, se preciso;
  2. Falha: da empresa aérea ou da terceirizada responsável, em alguma fase entre o check-in e a colocação da bagagem na esteira;
  3. Perda: A etiqueta se desprende e sua mala fica perdida e sem identificação;
  4. Furto: na área interna, externa ou na esteira do aeroporto;
  5. Engano: A mala vai para a esteira e outro passageiro pega, achando que é a dele.

Como evitar esses problemas:

  1. Evite fazer o check-in muito próximo ao horário do embarque – evite conexões com menos de uma hora (voos domésticos) e 2 horas e 30 minutos (voos internacionais). Também é bom evitar conexões entre diferentes companhias, especialmente aquelas que não fazem parte da mesma aliança ou que não possuem acordo de compartilhamento de voo;
  2. Retire todas as etiquetas de voos antigos: confira a pesagem e a etiquetagem de sua bagagem, que deve indicar o seu destino final; pergunte quais os procedimentos que deve seguir para retirá-la (no caso de conexões domésticas nos Estados Unidos, por exemplo, você deve retirá-la na cidade onde fará a imigração para redespachá-la ao destino final);
  3. Identifique sua mala: Coloque uma tag ou um cartão de visitas com nome, endereço, e-mail e telefone (acessível durante a viagem) legíveis do lado de fora e outro com as mesmas informações dentro da mala (caso a tag seja arrancada);
  4. Utilize sempre cadeados (se for para os EUA, utilize modelo aprovado pelo TSA para evitar danos) e fique atento na hora da entrega na esteira; não descuide da mala nas áreas comuns do aeroporto, praça de alimentação ou banheiros;
  5. Diferencie sua mala: coloque algum tipo de adesivo, tag, lenço ou identificador específico, para que você e os outros passageiros do voo tenham mais facilidade para identificá-la, especialmente se ela for preta ou muito comum.

extravio-perda-bagagens

Outras dicas importantes:

  1. Leve sempre uma muda de roupas limpas e itens de primeira necessidade (remédios, pasta de dente, agasalho etc.) na sua mala de mão;
  2. Nunca, sob qualquer hipótese, despache na mala celulares, eletrônicos portáteis, dinheiro e cartões de crédito, joias ou objetos de grande valor. A empresa aérea não se responsabiliza e você coloca seus objetos expostos a quadrilhas especializadas em furto de bagagens;
  3. Faça uma inspeção após retirá-la na esteira; guarde com cuidado o comprovante de despacho da bagagem até ter certeza que está tudo certo; tire uma foto da sua mala antes de despachá-la (de dentro e de fora). Isso pode ser determinante na identificação ou servir como prova no caso do extravio.
  4. Evite despachar malas muito caras de grifes sofisticadas. Além de chamar a atenção dos bandidos, a empresa área desconsidera o custo da mala numa eventual indenização;
  5. Declare e faça seguro de itens valiosos, se for o caso, no momento do check-in (demora e é um serviço cobrado, mas trará total segurança).

extravio-perda-bagagens1

O que fazer? Quais os meus direitos?

Por mais precaução e cuidado que você tenha, isso pode acontecer. Siga os passos indicados e conheça os seus direitos:

  1. Qualquer problema terá que ser comunicado imediatamente e por escrito à companhia aérea, por meio do RIB – Relatório de Irregularidade de Bagagem, ainda no aeroporto. Após deixar o aeroporto há o limite de 7 dias após o desembarque, mas isso diminui as chances de conseguir uma indenização. Se não conseguir preencher o RIB, utilize o SAC via e-mail para documentar sua reclamação;
  2. Caso a empresa não possa entregar sua bagagem de imediato, você deve exigir alguma compensação financeira para comprar itens de primeira necessidade (o valor varia de acordo com a rota e com a empresa, mas algo em torno de US$ 150 em voos para o exterior ou R$ 380 no Brasil). Os recibos serão exigidos; se não conseguir e tiver algum gasto, guarde os comprovantes;
  3. Caso sua bagagem seja entregue com atraso superior a 72 horas de seu desembarque, você tem direito a uma compensação financeira maior. No entanto, as empresas têm até 30 dias (isso mesmo, inacreditável!!!) em voos domésticos e 21 dias em voos internacionais para localizar a bagagem antes de oficializar o extravio. Somente após esse prazo elas começam a falar em indenização. Em todos os casos, você tem direito a receber sua bagagem na cidade e no endereço de sua conveniência, caso ela seja encontrada.
  4. Quando a mala não é encontrada, as empresas aéreas vão calcular e oferecer uma proposta de indenização de acordo com o peso da mala registrado no check-in. A Convenção de Varsóvia, da qual o Brasil é signatário, estabelece o limite de US$ 20 por quilo de bagagem extraviada em voos internacionais (isso mesmo, muitas vezes não pagará o custo da sua mala). Em voos domésticos o limite é R$ 4.200,00, equivalente a 1.131 DES – Direito de Saque Especial / FMI (Fonte: ANAC). Nesse caso, reclame e tente comprovar os bens e seus valores que constavam na mala extraviada. Se não estiver satisfeito, recorra à justiça;
  5. Em caso de furto, além do RIB, faça um boletim de ocorrência na delegacia, mencionando a empresa área, o número do voo e todos os dados possível.

Tem alguma dúvida não respondida nesse post? Deixe seu comentário, pois teremos prazer em respondê-lo.

Agradecemos imensamente ao Leonardo por mais esta brilhante série de artigos, que certamente vai ajudar milhões de leitores a viajar com mais tranquilidade! Não perca os posts anteriores sobre Overbooking e preterição de embarque e Atrasos ou Cancelamentos de Voos. Tem vontade de colaborar com algum artigo para o Melhores Destinos? Entre em contato com a gente pelo e-mail dicas@melhoresdestinos.com.br!

Publicado por

Denis Carvalho

Editor chefe

  • Lairton

    Ótima reportagem!
    Antiga Webjet meu carregador do Iphone foi surrupiado de GIG-FLN.

  • Leonardo

    Olá. Poderia complementar o guia falando sobre o acionamento dos seguros dos cartões de crédito.

    • MTorres

      Ótima ideia. Façam um detalhamento do que fazer com o cartão de crédito caso tenhamos a bagagem extraviada.

      • Luiz

        Eu acho que a questão dos seguros de viagem deveria ser tratada em um post separado, com as dicas para a contratação, orientações gerais de quem já utilizou e dicas para não ficar na mão, já que normalmente os pedidos de indenização são precedidos de muita papelada e desinformação.

    • Claro. Excelente pergunta. O processo é um pouco burocrático, como qualquer seguro, mas simples. Em primeiro lugar, seguros dos cartões são válidos apenas quando a passagem é integralmente comprada com um cartão de crédito que oferece esse serviço. O valor da indenização varia muito conforme o tipo de cartão (gold, platinum, infinite ou black). Em todos os casos, o primeiro passo é a comunicação por escrito do ocorrido para a empresa área, pois o atestado de que a bagagem foi perdida ou violada fornecido pela cia aérea será exigido pela administradora do cartão. Após registrar a queixa e aguardar 72h, você deve registrar a ocorrência junto à administradora do cartão (isso pode ser feito até 30 após o ocorrido, desde de que o RIB tenha sido feito na data da ocorrência) e providenciar a documentação exigida. Se houver furto deve ser registrado um boletim de ocorrência. Há um prazo de 3 meses para entrega de toda a documentação exigida. Como cada cartão tem uma regra específica, então é importante ler o regulamento do seu cartão. Abaixo os links dos seguros das principais bandeiras de cartões (VISA, MASTERCARD e AMEX): http://promociones.visa.com/benefit-disclosures/phttp://www.bradesco.com.br/html/classic/produtos-http://www.mastercard.com/br/cartoes_pessoais/car

  • Ótimo post… é realmente assustador não vizualizar a mala na esteira… pânico geral.. mas com estas dicas, podemos tentar evitar o extravio. Parabens pelo texto !!

  • Jose Augusto

    Poderia completar com a informação de extravio de bagagem na chegada de voo internacional. Como fica a alfandega no caso de a mala ser achada posteriormente ?

    • Cristiano Pereira

      Além disso, poderiam explicar como proceder no caso de furto de arrombamento da mala com furto dos itens de valor. Especialmente, quando voltamos dos EUA.

    • neste caso, deve informar o extravio antes de ir a área de itens a declarar, com isso sera obrigatória a passagem pelo lado `itens a declarar`, passar por inspeção e sera gerada uma guia pela PF autorizando a compania a faze-lo posteriormente,

    • Guilherme A.

      Em um voo Gol de EZE para CWB a bagagem de uma pessoa que estava comigo sumiu. Foi encontrada em POA 1 mês depois e o procedimento de alfandega foi feito por um funcionário Gol. É como se a empresa aérea recebesse uma procuração do passageiro para realizar o procedimento alfandegário. Creio que o documento assinado no desembarque, que valia para mostrar que a mala desapareceu, servia também para isso.

    • José, neste caso, após registrar a reclamação, um funcionário da empresa aérea vai acompanhá-lo na alfândega com o documento que comprova que sua bagagem foi perdida ou extraviada. Sua bagagem de mão vai passar obrigatoriamente pelo raio x e depois o inspetor de plantão da receita vai assinar um documento que permitirá a empresa aérea repatriar sua bagagem em seu nome. A empresa vai entregar a mala no endereço indicado por você. Isso já aconteceu 2 vezes comigo e recebi tudo sem problema.

    • Adilza

      Saindo de jfk para slz, ao chegar para alfândega em sp , uma das mintas malas não chegou, fiquei louca, procurei a tam e eles depois de uns 15 minutos acharam minha mala que foi parar no Rio de Janeiro , eles disseram que eu a recebia eu meu destino final slz, dai passei pela alfândega com uma mala só , e quando cheguei em slz por surpresa minha, minha mala estava lá sem alça, pois tinha quebrAdo no trânsito . Mais estava e eu não fiz nenhuma alfândega por ela. A não ser que foi feita lá no rio, o que eu não creio. Ela estava do mesmo jeito que eu deixei, com o cadeado. E não senti falta de nada.

  • Carla

    Pela dor de cabeça, a indenização deveria ir além do custo dos pertences. Após uma viagem cansativa, demorada, chegar ao destino sem seus pertences pessoais é um estresse incalculável.
    É a parte da viagem mais tensa. Quando você vê a sua mala na esteira é como ver papai Noel no natal.

    • Rodrigo Resende

      Danos morais são sempre viáveis quando pedidos na Justiça, pois amigavelmente as empresas nunca o pagarão.

    • Laís

      Exatamente, sinto a mesma alegria ao ver a mala na esteira..

  • Ótimo post!! Nunca aconteceu comigo e espero que nunca aconteça

    • Alvaro

      Já aconteceu comigo e é uma tremenda dor de cabeça! Ainda bem que recuperei todas, intactas! Ótimo post!

      • nilza

        Com quantos dias Alvaro VC conseguiu sua mala de volta??? A minha tem 15 dias q tá desaparecida pela companhia gol!!! Estou muito triste 🙁

    • Obrigado!

  • camargoe

    Perderam durante mais de 24h a minha em Maio, que m… chegar em Noronha e nada da mala. Fiz todos os tramites na Azul, eles pegaram todos os recibos que entreguei a eles e disseram que iam entrar em contato em 15 dias pra ver ressarcimentos e até hoje, mais de 30 dias, nada, já mandei e-mail, liguei e nem notícia de receber ao menos parte dos gastos emergenciais.

    • Everton

      Meus amigos foram no Reveillon com a Azul saindo de Natal para Fernando. A mala deles não seguiu no voo com eles. Chegando no outro dia. Se um pax não se apresenta no portão de embarque para o voo, todo o voo é atrasado até acharem a bagagem da pessoa já que a bagagem não pode seguir destino sem o dono. Mas nesse caso os donos foram e as malas ficaram.

    • Não desista. Faça uma reclamação no SAC/ouvidoria. Procure a ANAC.

    • Sou eu

      Eu sempre faço viagem para de são paulo a Maceió com conexão ou sem conexão todas vezes minhas malas são aberta, vem com Cadeado de nada vale!
      venho sempre pela companhia Gol nossa malas são jogadas de qualquer jeito Os Funcionários não o minimo de cuidado estragas as malas esse negócio de abri nossas devia ser responsabilidades dos aeroportos e das companhias pagamos taxas muito caras e passa da pesagem cobram muito caro já sumiu alguns objetos de minhas bagagens que não era de valor eu carrego uma bagagem de mão com alguns Objetos de mais valor trago roupas presentes todas vezes minhas malas são abertas!
      vivo comprando malas são quebradas os puxadores nos embarques, eu tenho pena de algumas pessoas que trazem
      algo frágil e chega quebrados por falta de cuidado de maus funcionários dos Aeroportos nas viagens para o exterior Os Aeroportos são mais bem cuidadosos só na volta para o Brasil que nossas malas são deterioradas nos Aeroportos do Brasil nunca tive Problemas em viagens para outros Países!

  • Marolao

    Ótimo post! Minha esposa já teve esse problema… Foi pra NY via TAM, e ficou 1 (um) dia sem malas lá. Reclamou em NY, filmou tudo, e quando chegou no Brasil, entrou na justiça. Tentaram fazer vários acordos, mas ela negou até o final, e conseguiu uma boa indenização… Não me lembro o valor, mas foi mais de 1000 reais, por conta também do destratamento que ela teve pela TAM. O que eu digo é, entrem na justiça sempre! Só assim que eles respeitam.

    • Debora

      Moro no Rio e quando fui para Buenos Aires a primeira vez minha conexão e alfândega na volta era em SP. Quando cheguei em guarulhos minha mala tinha sumido, chorei, fiz um escândalo, peguei a declaração de extravio de bagagem e bati o pé que não sairia dali enquanto minha mala não aparecesse. Logo descobriram que um outro passageiro tinha pego a minha mala por engano, porque a dele estava abandonada na esteira. Isso eram 15hs e eu perdi a conexão. O passageiro só voltou pra me devolver a mala às 21hs, estava aberta mas nada tinha sumido. Me colocaram num voo de meia noite. Processei a TAM e eles me ofereceram um acordo de R$4.000 e eu aceitei. Meu marido também estava comigo e também processou porque ele estava com o pé machucado e em nenhum momento ofereceram nenhum auxílio pra gente. A TAM ofereceu R$4.000 pra ele e ele também aceitou.

      • Simon

        Sei que as cias aereas abusem muito mas sera que neste caso o culpado nao era o idiota que levou sua mala por engano…?! Vale a dica neste reportagem de diferenciar nossas malas para ser inconfundiveis. até sinto pena de TAM……..R$8.000 !! (e nao, eu nao trabalho por eles!)

        • Ana Paula

          Teoricamente, a Cia Aérea é responsável pela mala até a sua entrega. Antigamente (bem antigamente) sempre havia um funcionário conferindo a mala e o ticket da bagagem, mas hoje em dia as cias não estão preocupadas se pegaram sua mala por engano. Por isso a TAM é responsável sim!

      • Nara

        tbm achei abusivo esse seu processo. Eu não teria coragem haha mas vai da consciência de cada um, tem gente que processa por tudo, para pegar uma grana das empresas, não acho certo

  • MCout

    Excelente reportagem, porém discordo do item 4, sobre usar sempre cadeado. Já cancei de comprar cadeados TSA que são roubados, principalmente no Brasil, usando a chave mestre. Atualmente só coloco uma ferrinho de fechar saco de pão. Desta forma, chamo menos atenção pra minha mala, pois se for necessário ter a pagagem revistada em qualquer lugar do mundo ela será aberta e não vou perder o cadeado.
    Tem que ter consciência do que levamos na bagagem e sorte, muita sorte.

    • Isso pode acontecer com ou sem cadeado. No entanto, as próprias seguradoras recomendam o cadeado, podendo até negar o seguro se ficar comprovado que a mala não estava "protegida" por um. Mas infelizmente isso não evita a violação.

    • Natália

      Eu concordo. até por que esses cadeados são caros, e até no youtube ensina como violar uma mala deixando o cadeado intacto…
      Pode pôr aquele cadeado baratinho de chave mesmo, só pra não acontecer o que o Leonardo falou, da seguradora alegar negligência..

  • Felipe Costa

    Quais meus direitos no caso de avaria de algum item, por exemplo, garrafa de vinho ??

    • Guilherme A.

      Nenhum, no caso de avaria de garrafa de vinho. Já vi malas chegarem à esteira ensopadas de vermelho e ensacadas para não sujarem as outras. Ao menos em EZE e CWB ouvi a Gol afirmar que não se responsabiliza pela mal embalagem de itens frágeis como garrafas. E, de fato, se embalar bem, não quebra fácil não.

    • Peça para a mala ser etiquetada como frágil. Recomendo que líquidos sejam sempre embalados em plástico e colocados na mala, pois caso haja vazamento os demais itens são preservados. Pouco provável a empresa aérea se responsabilizar, ainda mais que o RIB não foi preenchido.

      • Dirriba

        Para mim o ideal é enrolar o recipiente com plástico bolha e papel jornal, em seguida coloca-lo em umas 2 sacola plástica devidamente lacrada. Além de garantir maior conforto e segurança. Qto a GOL já vi funcionário recusar despacho deste tipo de material, devido ao risco envolvido no transporte…

  • Eduardo

    Outra dúvida é como proceder em aeroportos fora do Brasil? Teremos que preencher o RIB em inglês? Teremos que fazer isso logo no guiche perto das esteiras como aqui no Brasil??

    • Eduardo, se a empresa for brasileira pode ser emitido em português. Do contrário, em inglês mesmo. Peça auxílio aos funcionários se precisar.

  • Manuella

    Pessoal,
    Vocês poderiam complementar com dicas para não sofrer com a “cesariana” nas malas e como agir se ocorrer.

    • Difícil. Recomendo voar com companhias bem avaliadas. Consulte o guia do MD com a avaliação dos leitores. Mas pode acontecer com qualquer empresa. Utilize malas discretas e evite despachar itens valiosos (as quadrilhas, quando desmarcadas, em geral possuíam raio x…)

    • Ana Cristaldi

      Manuella,

      Acredito que a dica do cadeado trata disso. Se você colocar um cadeado que possa ser aberto (sei, meio sem sentido, mas é padrão pros EUA), eles não terão a necessidade de rasgar sua mala para consultar

  • Eu nunca tive o azar de ter malas extraviadas, mas posso imaginar a dor de cabeça que seja isso. Eu procuro sempre levar uma mala apenas, além da mochila na bagagem de mão e sempre sigo a recomendação de levar uma muda de roupa e itens de higiene pessoal. Bens valiosos vão todos na bagagem de mão. E também na hora da compra da passagem, procuro sempre comprar com conexões medianas, aquelas tipo 2h pra voo doméstico e 3h pra voo internacional, e SEMPRE EVITO mais de uma troca de aeronave em um mesmo voo mesmo que saia mais caro, pois isso aumenta consideravelmente as chances de problemas com bagagem. E assim sigo até hoje sem ter tido problemas, espero NUNCA passar por isso..

    • YuriBF

      Parabéns! Está fazendo todo o trabalho para facilitar a vida das cias. aéreas. Quando for a um restaurante leve guardanapo, talheres e copos, assim você NUNCA passará pela experiências desses itens estarem indisponíveis…

    • Já comprei voo com muitas conexões e sempre me realocaram para os voos diretos. Acho que dei sorte =P

  • Paulo

    Já tive problemas com a TAM e o tratamento da equipe de bagagem no desembarque internacional é ridículo. Eles fazem de tudo para o cliente não perder o RIB, ficam falando para o passageiro ficar esperando que a mala vai aparecer, isso depois de mais de uma hora e a esteira já ter sido desligada. Alguns ainda são grosseiros com o passageiro e quando a gente é mais firme ao exigir nossos direitos se fazem de vítima como se fosse falta de educação do passageiro ser firme.

    • Paulo

      Faltou falar que é o desembarque em GRU.

  • Paulo

    Na pressa, escrevi errado, era para ser: fazem de tudo para o cliente não PREENCHER o RIB.

  • Novembro passado fiz o trecho, MIA/JFK/GRU/POA/FLN. Vôos vindos dos EUA, SEMPRE são visados por essas quadrilhas que atuam em nossos aeroportos. Tive amigos na mesma situação e desta vez fui eu que infelizmente passei por um furto de bagagem. Estouraram cadeados e fizeram a limpa, a cia ofereceu $500 de indenização, tive que recorrer na justiça os valores correspondente aos itens furtados e neste mês tive o retorno a meu favor. Novembro que vem será uma Eurotrip, mas já decidi que irei usar o serviço de protec bag pra não correr mais riscos.

    • Lisa Lauren

      Olá, poderiam falar também qual procedimento realizar quando as malas chegam mas estão violadas (sem cadeados) e faltando coisas…..
      Nas duas vezes que fui aos EUA, chegando em Guarulhos uma das minhas malas estava sem cadeado… abri e estava com aquele papel que dizem ser do Governo dos EUA que, se achar necessário, pode abrir suas malas….. eles colocam um papel dizendo que foi aberto pelo Governo americano….. mas, graças a Deus, não estava faltando nada em nenhuma das vezes…. mas realmete, pior momento da viagem é a espera pela bagagem na esteira ….. ja aconteceu com mais alguem esse papel do governo americano?

      • José Tavares

        Parece que a TSA gosta de ver minha mala com roupas sujas. Agora TODAS as vezes que vou aos EUA tem esta cartinha nas minhas malas e inclusive na ultima vez coloquei protect bag ela chegou em GRU incrivelmente com o ProtectBag e cartinha dentro . Porém nunca sumiu nada, nem os cadeados TSA.

      • Gheiza

        Isso é uma norma deles principalmente quando a mala está no limite do peso. As minhas quase sempre são abertas mas como vc disse não faltava nada

      • Lisa, é muito comum. Mas raramente escuto queixas de sumiço e itens. O governo americano informa que filma a inspeção das bagagens para evitar furtos. Se a bagagem tiver muitos eletrônicos ou líquidos as chances de inspeção de segurança aumentam.

    • manowarsgc

      Talvez seja pior quando tem tantas conexões como você teve, pois nesse caso as quadrilhas esperam que você não vá conferir sua mala em GRU, só em FLN, e ficam tranquilas para roubar.
      Lembro que ano passado prenderam funcionários da empresa terceirizada em GRU que retira as bagagens, eles roubavam as malas ainda dentro do compartimento do avião, foram filmados por câmeras escondidas.

  • Leonardo

    Segundo informações da GOL, em situações de roubo de pertences que constavam na bagagem , o caso tem que ser registrado antes do passageiro sair da sala de desembarque. Ao sair do desembarque, o passageiro não poderá reclamar. Vi tal situação com passageiro em Foz. Sugiro que seja verificado tal informação.

    • Exato. A empresa pode contestar se o registro não for feito de imediato. Mas isso pode ser discutido na justiça.

  • Isa

    Por sorte nunca tive este problema. Minha amiga que viajou de São Paulo para Las Vegas (conexão em Miami) já teve problema com atraso de bagagem. A mala dela não havia chegado no aeroporto de Las Vegas e no dia seguinte a companhia aérea (American Airlines) foi entregar na porta do quarto do hotel dela.

    O post poderia falar também sobre caso de extravio e furto como funciona a questão do seguro viagem. Sempre me pergunto se este serviço é rápido e funciona.

    • Claro. Excelente pergunta. O processo é um pouco burocrático, como qualquer seguro, mas simples. Em primeiro lugar, seguros dos cartões são válidos apenas quando a passagem é integralmente comprada com um cartão de crédito que oferece esse serviço. O valor da indenização varia muito conforme o tipo de cartão (gold, platinum, infinite ou black). Em todos os casos, o primeiro passo é a comunicação por escrito do ocorrido para a empresa área, pois o atestado de que a bagagem foi perdida ou violada fornecido pela cia aérea será exigido pela administradora do cartão. Após registrar a queixa e aguardar 72h, você deve registrar a ocorrência junto à administradora do cartão (isso pode ser feito até 30 após o ocorrido, desde de que o RIB tenha sido feito na data da ocorrência) e providenciar a documentação exigida. Se houver furto deve ser registrado um boletim de ocorrência. Há um prazo de 3 meses para entrega de toda a documentação exigida. Como cada cartão tem uma regra específica, então é importante ler o regulamento do seu cartão. Abaixo os links dos seguros das principais bandeiras de cartões (VISA, MASTERCARD e AMEX): http://promociones.visa.com/benefit-disclosures/p…. http://www.bradesco.com.br/html/classic/produtos-http://www.mastercard.com/br/cartoes_pessoais/car….

  • EDUARDOPGALVAO

    Uma vez, minha mala extraviou indo de Bangkok para Los Angeles. Não só a minha, mas a de muita gente. Foi pela Cathay. Ao chegar em LA, eu mesmo mandei msg para eles avisando que, se a encontrassem, em quais voos deveriam colocá-la para chegar em Belo Horizonte. E deu tudo certinho.

    Lógico, nunca coloque nada de valioso nas malas despachadas. E nunca apavore, no final sempre dá certo. Além disso, são bens materiais, e ponto.

    Mas, lógico, lute pelos seus direitos.

  • Marcelo

    Acho que não é uma boa usar cadeado na mala, pois nas vezes em que usei, minha mala foi rasgada, provavelmente para que eles pudessem acessar o conteúdo.

  • FRED

    JÁ PASSEI POR ESTE TIPO DE CONSTRANGIMENTO VOLTANDO DE MIAMI PARA GUARULHOS PELA TAM, ONDE MINHA MALA FOI FURTADA. AGUARDEI OS 30 DIAS E APÓS ESTE PERÍODO FUI INFORMANDO QUE A CIA ÁEREA NÃO IRIA PAGAR NADA E QUE PRECURASSE OS MEIOS LEGAIS.
    RESUMINDO, MOVE UMA AÇÃO CONTRA A CIA TAM , JÁ FAZEM 3 ANOS QUE ESPERO A DECISÃO DO JUIZ , ATÉ AGORA ESTOU NO PREJUIZO. AS EMPRESAS AEREAS NÃO SE IMPORTAM COM OS CLIENTES, ALÉM DE DESTRUIR AS MALAS, JOGANDO -AS DE QUALQUER JEITO , PASSAMOS PELOS CONSTRANGIMENTO DE NÃO SERMOS FURTADOS.

  • William Perez

    E a questao de furtos de objetos em bagagem nao é só no Brasil que acontecem nao hein. Comigo ja aconteceu na Australia voando Virgin. Na india voando Jet Airways e acreditem. Na Lufthansa em Berlim.

  • Igor Santos

    Todo extravio de mala, seja temporário ou definitivo, em território nacional ou internacional é passivel de reclamações perante a poder judiciário. As companhias aéreas oferecem indenizações ridículas por malas que desaparecem e obrigam o cliente a assinar um termo de quitação onde normalmente o cliente declara que não tem interesse em receber mais nada pelo extravio. Quem quiser algum tipo de auxílio ou dúvida pode me contatar através do e-mail lyx16@hotmail.com.

  • Jose Tavares

    Vueling voo veneza barcelona. Em veneza a maior grosseria para despachar as malas. O funcionário avisou que era uma mala por passageiro. Eu já sabia muito bem só que ele queria ver o passageiro no check in colocando as malas na esteira e recebendo o ticket. Isso inclusive as crianças, eu não pude fazer o check e pegar para eles. Em barcelona a mala da minha esposa sumiu e o atendimento da empresa estava atrás de um monte de mala extraviada. A funcionária pediu para eu procurar entre estas malas mesmo eu falando que tinha acabado de desembarcar. Fez o documento RIB e voltei outras vezes só que eles nem quiseram me atender. Fiquei os quatro dias finais da viagem sem as malas e estou até hoje.
    Não vou tentar nada com a empresa e acionar a Ibéria aqui na justiça.O ticket está no nome da ibéria. Pesquisei na internet e vi que é comum esta atitude da vueling na espanha. Se tivesse visto antes e não tivesse opção de outra companhia pagaria o seguro que eles oferecem pelo menos amenizaria o prejuizo.

    • Guilherme Schaedler De ALmeida

      José, tive o mesmo caso mês passado. Como acabou esse teu caso?

  • Everton

    Realmente isso de conexão rápida é um problema. Ano passado eu fiz o trecho PVH-REC com cnx de 45minutos em BSB e 45 minutos em SSA. Uma das minhas malas chegou sem alça e a outra perderam a etiqueta, mas foi na ultima etapa. Foi com a Avianca e fui muito bem tratado para preenchimento do RIB, porem não fui atras do reembolso da mala avariada, pq nunca tive tempo de voltar no aeroporto para resolver o problema.

  • Ótima matéria. Minha sogra foi para o Egito e a mala que levava não chegou junto com a passageira. Somente no dia que voltava ao Brasil recebeu a mala totalmente destruída. Entrou com processo e a indenização por danos morais deferida em primeira instância foi de R$ 17.000,00. É um total absurdo a falta de cuidado com as malas, creio que se todos buscarem seus direitos uma hora vai custar mais barato para as empresas cuidar para que nossas malas do que ficar pagando indenização.

  • claudia

    A única vez que viajei com a Azul, minha mala chegou em Porto Alegre toda quebrada (rodinhas e alça retrátil), impossibilitando que a mala fosse puxada. Mostrei para o funcionário da empresa e depois de longos minutos discutindo, onde ele me destratava e fazia de tudo para dizer que a mala já estava assim, etc… ele olhou para a mala e perguntou o que havia de frágil na mala (eu havia pedido para colocar a etiqueta frágil). Eu respondi que a própria mala era frágil. Aí ele respondeu que a Azul não iria arrumar a mala, que eu havia perdido este direito quando eu menti que havia algo frágil na mala. Ainda bem que foi na minha volta, senão eu iria ter que carregar a mala nos braços.

    • Valdisia

      Poxa, incrível né? Você colocou que a mala era frágil e ela chegou quebrada! Imagine se não tivesse colocado?!! Eu, do jeito que sou, iria rodar a baiana.
      Aconteceu comigo quando voltei pela US Airways dos EUA. A empresa me deu o contato de um conserto, que pegou minha mala em casa e devolveu em uma semana, impecável.

  • Marcela

    Já passei por isso quando fui fazer intercambio no Canadá. Levei 2 malas enormes (estava indo passar 3 meses) e na ida a Delta cancelou minha conexão Atlanta-Toronto (tinha saido de GRU). Depois de 9h no aeroporto e 2 remarcações de voo, quando finalmente cheguei nenhuma das malas veio no avião. Demoraram 3 dias para me entregar. Nada foi roubado, mas eu era nova, não falava muito bem inglês e tive que ligar uma 8 vezes na central e tentar alguma posição, pois nunca cumpriam o prazo de entrega prometido. Tive que comprar roupas e demais itens e não me deram nenhuma indenização.
    Se conhecesse essas dicas terei exigido algum reembolso pelo menos. Obrigada MD pelos posts tão informativos e úteis nas nossas vidas!

  • gigi

    Já tive a mala avariada num voo da Gol, ela chegou simplesmente sem as rodinhas e um grande pedaço do fundo quebrado, com os pertences expostos (a mala era daquelas duras de poliuretano acho), reclamei antes de sair da área de desembarque e foi super simples e rápido. Preenchi o formulário, me deram o endereço do local onde deveria levar a mala para uma perícia e em 7 dias recebi uma mala nova, bastante similar a minha. Fiquei surpresa com a qualidade no atendimento, porque achei que teria uma dor de cabeça enorme, mas foi bem tranquilo. 🙂

  • Quando colocamos cadeados na mala a Polícia internacional destrói. =/

    • comigo aconteceu uma vez… eles destruíram uma parte do fechamento da mala, mas o cadeado deixaram intacto. Eu mesma consegui arrumar o que eles estragaram da mala.

      • Adriana

        Por isso tem que ser o TSA, pois esse a alfândega tem uma chavinha para abrir sem quebrar…

  • fctenorio

    Em maio foi extraviada uma mala minha no trecho Miami/Guarulhos pela TAM. Fiz o RIB e peguei minha conexão para Maceió. Quando desembarquei em Maceió um funcionário da TAM já tinha sido avisado do extravio e me recebeu pegando outros dados da mala extraviada. Quase que diariamente enviavam e-mail dizendo que a bagagem não tinha sido localizada ainda. Com duas semanas perdi a esperança e uma funcionária da TAM ligou para mim e perguntou se eu gostaria de esperar 30 dias para ver se a mala aparecia antes de iniciar a negociação da indenização, eu concordei pois o que queria era a mala e não a indenização. Com 20 dias me ligam dizendo que a mala foi encontrada armazenada em Miami sem identificação. No dia seguinte recebi a mala totalmente detonada, com as duas alças quebradas e duas rodas arrancadas, mas com o conteúdo intacto apesar de ter sido aberta pela TSA (o papelzinho estava dentro). Tirei fotos da mala e encaminhei por e-mail para a TAM que em três dias me enviou uma mala nova bastante similar à minha.
    Apesar do transtorno só tenho elogios pelo atendimento que a TAM me dispensou.
    E aprendi a lição: coloque sempre identificação no lado de dentro da mala pois como a alça da minha quebrou a etiqueta de bagagem foi junto.

  • Andressa

    Eu vôo com frequencia aos EUA e sempre uso o cadeado TSA. Até hoje, não perdi cadeado nenhum, e já encontrei a cartinha da agência americana na minha mala várias vezes… mas o cadeado nunca foi tirado/extraviado/perdido. Adoro um plástico protetor de bagagem, isso ajuda a dar trabalho a quem quiser tirar coisas da minha mala. Sempre me deu bastante sorte.
    Voando de Copa (trecho Panamá-Rio de janeiro), as minhas malas NUNCA chegaram comigo….. Mas 24 horas depois sempre são entregues na minha casa. A equipe da Copa explica que não cabem as malas de todos os passageiros no mesmo vôo (como se isso fosse a coisa mais natural do mundo), mas, como é um vôo diário, eles sempre colocam as "atrasadas" primeiro. Sempre chegam inteirinhas e intactas.

  • Sílvia Frungilo

    Tive minha mala extraviada num voo Guarulhos Atenas pela Ibéria, um transtorno chegar à Atenas domingo à noite sem malas e com tudo fechado. Fui mto mal atendida pela Ibéria, só consegui minha mala 7 dias depois em Istambul.O ressarcimento só consegui após entrar na justiça e somente 53 euros/dia, dinheiro insuficiente pra comprar roupas. Após isso IBÉRIA NUNCA MAIS!!

    • Sílvia, os leitores e passageiros tem inúmeras queixas contra essa empresa mesmo. Lamento.

  • Ariane

    Gostaria de saber quais os nossos direitos quando as cias quebram nossas malas.
    Semana passada recebi minha mala de fibra totalmente quebrada, claro que por culpa do mau manuseio dos funcionários dos aeroportos. E em troca recebi um voucher para futuras viagens na azul, mas, como aleguei, não quero ser obrigada a voar com a mesma cia que me causou prejuízo, quero uma mala nova.
    E agora?

    • Ariane, a prática que elas adotam é consertar a mala. Procure a empresa no momento que isso ocorrer. Mala nova é difícil, pois elas alegam o desgaste natural… Enfim, é um assunto complicado.

  • Sobre malas extraviadas, tem que lembrar que a Justiça brasileira já decidiu que o limite da indenização previsto em convenção internacional não se aplica. Ou seja, pode processar por tudo o que tivre direito!

    Eu sempre coloco um protect bag na minha mala, mas escrevo com caneta tipo de CD o destino. Se alguém abrir o protect bag, eu vou saber porque não vai ficar igual.

    Já tive mala destruída pela Air France. Preenchi o RIB rápido, mas com o destino final era Brasília e eles não tinham escritório lá, eu mesma tive que procurar orçamento para reparo. Os três lugares onde fui disseram que a mala não tinha conserto. A AF só pagou quando eu coloquei no Facebook e fiz um escarcéu.

  • Voei os seguintes trechos – Orlando > Houston > GRU > CGH > POA, no trecho de Congonhas para Porto Alegre minha bagagem sumiu, a companhia aérea TAM ofereceu uma indenização de 1372 reais, o que realmente não paga o preço da minha bagagem. Fico na dúvida se é um voo internacional ou doméstico, vez que o destino final era POA. O contato com a TAM é só por e-mail, telefone da central não atende e no aeroporto ninguém sabe. O peso era de 110lbs e eles não reconhecem isso. Alguma dica de como proceder visto que não aceito a misera indenização?

  • só viajo dentro do país e sempre fico espantado como ninguém confere as malas que as pessoas pegam na esteira. Se alguém quiser "pegar" uma mala a mais e sair rápido já era.

  • A LAN chile perdeu minha mala por 29 dias quando fui de Guarulhos para Santiago do Chile. Fui, voltei e a mala chegou aqui bem depois do meu retorno, mas nada foi perdido. Tinha ate 1 bota de snowboard dentro, pois fui para esquiar. Sera que vale a pena entrar na justica pelo enorme transtorno causado ? Alguem conhece algum advogado que esteja acostumado a cuidar deste tipo de problema ?

  • Menegatti

    Pela TAM, indo de Guarulhos-Londres e a volta Berlim-Guarulhos, a minha mala e a da minha esposa sumiram e só foram a nós entregues 32 horas depois.
    Entramos com uma ação e ganhamos R$ 21 mil por danos morais após 3 anos. Por isso, não esperem muito das cias aéreas, pois a tendência é eles "levar na conversa". Caso tenham problemas com bagagem, recorram à justiça.

  • vigilio costa

    Eu passei por esse problema recentimente,fiz o seguro e a empresa só quer me indenizar por uma mala e xtraviada e não pelos prejuízos sofridos pela minha família,todos pertences da minha família estavam na dita mala extraviada ;passamos 10dias sem assistência nenhuma da empresa aérea e nem da seguradora contratada ;quais as minhas chances ,pra uma boa indenização OBS:10 dias no exterior ,tive que comprar tudo até cuecas.

  • Marina

    Vocês acham que existe um tipo de mala que seja mais seguro (ex: mala dura, mala tipo sacola, , mala recoberta com aquele filme plastico, etc)? Nunca passei por nenhum tipo de problema viajando com mala dura, mas agora estava pensando em levar uma daquelas de náilon mais molinhas, mas fiquei em dúvida…
    Aliás, muito bom o texto!!!

    • Use uma mala feia, barata, e suja, com "cara de pobre". Ninguém abre. Eu viajo sempre com um mochilão dentro de uma bolsa (duffel bag gigante) suja e feia. Ela já é suja de propósito. Serve para proteger a mochila e dá um aspecto desleixado, afugenta mesmo quem é curioso demais. A recepcionista no check-in nunca vai lhe dar um upgrade, e até o povo na esteira sai de perto na hora de você recolher a bagagem.

  • Lucas

    Bom noite, indo para USA pode usar aqueles lacres de plástico para trancar a mala ou é necessário os cadeados aprovados pela TSA? Obrigado pela atenção e muito bom o post!

    • AlexandreVaccarezza

      Lucas vc pode até colocar mas se eles quiserem, arrebentam cadeado comum quanto mais esses lacres, sem precisar lhe avisar só para vistoriar sua mala, acontecendo isso virá uma etiqueta de segurança informando que sua mala foi aberta.

  • Juliana

    To com medo. Tenho uma conexão impossível de 50 minutos em Amsterdã, pela KLM.
    Será que vão perder minhas malas? o.O
    Eu não queria esse voo, com essa conexão tão curta… mas era a única opção.

    Nunca tive nenhum problema com bagagem… meu irmão teve uma mala danificada pela GOL esses dias, mas eles deram um contato de conserto e a mala ficou zerada.

    • Ana Paula

      Juliana, eu viajei a Lisboa em 2013 com conexão de 50 minutos em Amsterdã pela KLM. A mala da minha mãe e a do meu marido chegaram em Lisboa, mas a minha não. O atendimento da empresa foi razoável e em 2 dias minha mala já estava no hotel de Lisboa. Ela não foi extraviada, apenas não deu tempo de embarcar. É bom pensares nessa possibilidade e levares uma mala de mão com umas duas mudas de roupa. Difícil é respeitar o peso de 5 kilos.

  • AlexandreVaccarezza

    Nunca tive mala extraviada mas já tive varias danificadas, a única empresa que dou nota 10 nesse quesito é a Delta pois pagou o valor da minha mala danificada.

  • Sempre tive medo, mas ate agora nunca aconteceu e se Deus quiser não vai acontecer pois é constrangedor.

  • Dirriba

    Comigo tive 3 coisas já – um com a Nordeste/Varig – eles esqueceram de desembarcar a minha mala do vôo, tive que esperar o avião chegar no destino e retornar (sorte que era a última conexão) para entregarem a minha bagagem. O mais curioso foi que na época me ofereceram R$120,00 de ajuda de custo, porém para isto eu teria que aguardar amanhecer e depois ir no centro da cidade para procurar a loja que ai sim lá eles me dariam o valor (….)
    A segunda vez foi mais recente na GOL a mala da esposa, primeiro uso, era laranja e chegou PRETA O.o – culparam a infraero, não aceitaram assumir qualquer responsabilidade ou pedido de desculpa….tentei o balcão na hora que não quis nem abrir o RIB, nem o SAC, nem nada do tipo. Perdi a mala infelizmente…
    A terceira foi uma mala minha acho que era o segundo uso e estragaram o "carrinho de rodinhas" dela, como fizeram uma gambiarra só percebi qdo era tarde demais para reclamar 🙁

    Agora uma dica ai para voces – além do seguro de cartão e tb das responsabilidades da empresa, podem e devem usar tb como apoio seguros pessoais (tipo de vida, saúde, residencial, carro, etc…) que vários oferecerem como complementar e as vezes cortesia. Vale a pena olhar sempre a apólice e ver quais direitos voces tem…o meu de vida e o de saúde que tinha como dependente do meu pai ofereciam este tipo de cobertura adicional que chamavam de assistência em viagem.

    Outra dica tb é o seguinte se voce aceitou na compra da passagem a opção do seguro de acidentes pessoais, que a maioria das cias tem oferecido opcionalmente, eles tb tem a cobertura para este tipo de furtuito e uma garantia complementar a cia até bastante interessante para estas situações.

  • fctenorio

    Alguém aqui já conseguiu receber o seguro de extravio de bagagem do cartão de crédito ou do seguro de viagem que normalmente inclui o seguro de bagagem?

  • Luana Pereira

    Acabei de chegar dos EUA aqui em Guarulhos e nada da minha mala!
    O meu vôo de Orlando para Atlanta pela Delta atrasou e ao que tudo indica eles não tiveram tempo de embarcar a minha mala! Uma dor de cabeça isso! Me disseram que em 48 horas me entregam a mala! Esperar pra que isso aconteça e a dor de cabeça não aumente!

    • Isabeleaa

      Luana, entregaram sua mala?? Tenho um voo da Delta com conexão de 50 min. em Atlanta e estou preocupada de acontecer algo semelhante.

  • Beatriz Rodrigues

    Perdi um vôo da Tam uma vez devido à má sinalização no Aeroporto de Brasilia (entrei pelo portão errado – ninguém reparou até que eu entrei no avião errado). Conversei com a companhia e me informaram que as malas estariam nos esperando no local de malas extraviadas da companhia no aeroporto de Maceió, no entanto, pegamos um avião mais tarde da Gol e quando chegamos em Maceió, todos os serviços ta Tam estavam fechados (a empresa só operava durante o dia). Liguei no SAC da Tam e eles se negaram a entregar as malas no hotel (que era a uns 40 km do aeroporto)! Tive que ligar no SAC mais umas três vezes (isso ja era mais ou menos uma da manhã – primeiro dia de viagem completamente perdido!) cada vez mais sem paciência que a anterior, para que eles aceitassem mandar um motorista entregar as malas no outro dia de manha! Muito descaso com o cliente e falta de informação (em Brasilia ninguém sabia que os serviços não funcionavam durante a noite em Maceió).

  • Em janeiro qdo voltei de uma viagem de 28 dias na Europa, chegando em GRU 2 malas extraviadas, uma me entregaram 5 dias depois a outra não achou até hoje, agora me pagaram uma indenização de R$ 2550,00 que qdo pediram uma lista do conteudo com os valores tinha dado em torno de 6mil, um advogado da pequenas causas aqui da minha cidade disse pra eu receber e depois entrar com ação Judicial, mas qdo fui para entrar agora que recebi ele disse que não deveria ter aceitado o pagamento. Alguém tem mais experiencia no assunto o que devo fazer?

  • Tive um voo GRU – CDG – TXL pela Air France em que o primeiro trecho, de São Paulo para Paris foi cancelado. Com isso, me realocaram para um voo da TAM e mudaram o horário da conexão, este ainda pela Air France. O que aconteceu foi que o voo da TAM também se atrasou e, ao desembarcar em CDG, me realocaram em um voo da Lufthansa para quatro horas depois. O que aconteceu é que minha bagagem foi perdida neste meio tempo e só a recuperei mais de 48 horas depois. A pergunta que eu faço é: sabendo da possibilidade iminente do extravio de bagagem, eu posso ir até a esteira buscar a minha mala e checar de novo, na companhia que me realocaram?

    Obrigado pela matéria!

  • valeria

    Gente por favor me orientem. comprei passagem para santo domingos agora dia 12.07. vou visitar minha irma. nao tenho muita experiencia com viagem. Pro exterior so fui a new York e orlando ano passado, qual nao foi minha surpresa quando vi que so posso trazer 23kg!!!!!!!!!!!!!!!!!!quase tive um troco. achei que eram duas malas de 32. mandei email pra gol e nao tive resposta. O telefone so da ocupado. fora a angustia. Posso auentar esse limite pra trazer mais coisas?em orlando paguei excesso mas era uma taxa fixa. li no site que e por quilo que passa e pelo jeito e bem caro? alguem ja passou por isso/ o que fazer ?Tem como aumentar ?li no blog que existe lei e que as companhias aereas sao obrigadas por lei a oferecerem franquias de bagagem e que todo voo internacional que saia do brasil garante ao passageiro levar duas malas de 32kg, e isso mesmo ou entendi errado? . Alguem sabe me dizer se isso se aplica ao meu caso.? se for como proceder para garantir esse direito?Desde ja agradeco a quem puder me ajudar com informacoe. grata

    • Romulo

      Tivemos essa dúvida pois no site da GOL falava isso até meio do ano passado pelo menos, entramos em contato com o chat deles e perguntamos a atendente que confirmou os 2 volumes de 32Kg cada. imprimimos e não tivemos problemas.

  • Tadeu

    Fiz à Áustria. Quando cheguei, minha mala não estava e só chegou no outro dia. Passei muito perrengue lá por conta disso e entrei na Juizado Especial Civel contra a TAM e a Swiss. Ganhei quase R$ 4000 de indenização. Vou postar aqui algumas partes da petição (será dividida em vários comentários por causa do tamanho)

    Incidem na espécie as disposições contidas no Código de Defesa do Consumidor, as quais determinam que todos os fornecedores do serviço são responsáveis pelos danos suportados pelo consumidor:

    Art. 7°. Os direitos previstos neste código não excluem outros decorrentes de tratados ou convenções internacionais de que o Brasil seja signatário, da legislação interna ordinária, de regulamentos expedidos pelas autoridades administrativas competentes, bem como dos que derivem dos princípios gerais do direito, analogia, costumes e eqüidade.
    Parágrafo único. Tendo mais de um autor a ofensa, todos responderão solidariamente pela reparação dos danos previstos nas normas de consumo.

    Art. 25. É vedada a estipulação contratual de cláusula que impossibilite, exonere ou atenue a obrigação de indenizar prevista nesta e nas seções anteriores.
    § 1° Havendo mais de um responsável pela causação do dano, todos responderão solidariamente pela reparação prevista nesta e nas seções anteriores.

  • Alexandre

    Uma dica, pode-se fazer um seguro da bagagem pela Blue Ribbon Bags por $5 e no caso de extravio, apos registrar a ocorrencia junto a cia aerea e apos 4 dias, eles pagam $1000 sem necessidade de comprovar o conteudo, vale para qualquer voo no mundo com qualquer cia aerea. A agencia de viagem podera processar o pedido atraves de aplicativo junto aos seu sistema de reservas Sabre.

  • Beatriz

    E sobre proteger a mala com o serviço de plastico a vácuo? Ajuda a não abrirem sua mala? Ou a empresa tem direito de tira-lo?

    • Beatriz, o serviço costuma funcionar bem e realmente proteger a bagagem. Porém o custo é um pouco alto. A segurança pode removê-lo, mas em alguns aeroportos as empresas recolocam o material caso a mala seja inspecionada. A alfandega também pode obrigá-lo a remover a embalagem, mas geralmente isso ocorre apenas se houver eletrônicos de grande porte ou algo que eles julguem suspeito na mala.

  • Romulo

    Eu e mais 3 amigos tivemos todas as nossas malas extraviadas em um dos trechos de uma viagem pela Europa. O ocorrido foi no vôo Marrakesh x Madrid pela empresa Ibéria que subcontratou a Royal Air Maroc. Vi algumas pessoas reclamando também da Iberia. Depois de uns 20 dias a minha mala e mais duas de outros dois amigos foram entregues em nossas casas aqui no Brasil com tudo certinho porém ficamos sem nossas coisas nessa etapa da viagem e a quarta pessoa nunca teve a mala devolvida faz 2 anos. Todos acionamos a empresa aérea pelo fato de termos ficado sem as malas na viagem e recebemos indenizações bem satisfatórias(suficiente para fazermos outra viagem para Europa por exemplo). Não deixe as companhias aéreas fazerem de nós consumidores o que querem, corram atrás dos seus direitos.

  • Izildinha

    Irei fazer um cruzeiro em agosto saindo de colon-Panama, se acontecer o extravio da minha mala não sei onde entregariam, porque desço do avião e já vou para o porto,

    • Você terá que pegar no seu retorno. Leve mudas de roupas na mala de mão, mas vá confiante!

  • Danielsson

    Não entendi bem esse lance do padrão do cadeado pela TSA. Como seria esse padrão? Achei que qualquer cadeado de mala servia… Vou pra la mês que vem e gostaria de saber se eu preciso comprar um cadeado novo, onde comprar e qual o modelo.
    Obrigado a quem puder ajudar.

    • Vem escrito na embalagem "TSA Approved". O objetivo disso é facilitar o trabalho da TSA e evitar que você siga viagem com um cadeado danificado. Nos EUA é vendido em qualquer lugar, no Brasil em lojas especializadas em bagagens.

  • Ana Paula

    Gente, tem de entrar na JUSTIÇA!!! O valor oferecido pelas Cias Aéreas em eventuais acordos é irrisório diante das perdas materiais e dos transtornos passados. Os seguros dos cartões também pagam muito pouco. Mas a nossa Justiça entende que os valores não podem ser limitados pela Convenção de Varsóvia, ela aplica o CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR. Procure um advogado de confiança que ele vai requerer todos os danos materiais (valor do itens e da mala em caso de extravio/ valor gasto para a compra de roupas e outros itens em caso de atraso) e todos os danos morais (algo entre 5 e 10 mil reais).

    O que fazer: Primeira coisa é requerer o RIB. Já batam foto e mandem por e-mail o RIB e o ticket da passagem com o comprovante de bagagem. Depois juntem todas as notas fiscais referentes às compras realizadas em razão do extravio (roupas, itens de higiene pessoal, etc). Batam foto de tudo, tentem formalizar qualquer contato com a Cia Aérea (mandando e-mail, etc). Se a empresa oferecer um acordo medíocre não aceitem e não assinem qualquer termo de quitação.

    • Aton Cal

      Ana, em que vara da Justiça você recomenda que busque esses direitos? Tive a mala extraviada em uma viagem na ultima segunda de GRU para SSA.
      Obrigado.

  • Gustavo

    Que tipo de cadeado é esse aprovado pelo TSA?

    • Vem escrito na embalagem "TSA Approved". Ele tem uma bolinha que mostra se o cadeado foi aberto durante a viagem, acho que fica verde quando você fecha e fica vermelha depois de aberta pela chave da TSA. O objetivo disso é facilitar o trabalho da TSA e evitar que você siga viagem com um cadeado danificado. Nos EUA é vendido em qualquer lugar, no Brasil eu não sei.

    • Gustavo, como a Vicky explicou. Tem um símbolo e a frase "TSA Appoved". Consulte o vendedor da loja que ele te explica. Custa o mesmo preço. Se for para os EUA é obrigatório.

  • Eu tenho um voo de São Paulo à Roma com conexão em Madrid, de 3h. Eu vejo muita gente reclamando da Iberia nesse ponto, e diante disso já até decidi.. Em vez de levar duas malas, levarei uma mala um pouco maior e pronto. Infelizmente terei de despachar, pois serão 20 dias viajando, mas vamos ver.

  • Luana

    Eu tive uma mala extraviada num voo GIG-BSB, da GOL. Fiz o RIB, aguardei por 4 horas e, quando já estava na estrada rumo à cidade de destino, me ligaram avisando que encontraram a mala. Quando chegava à sala de atendimento, vi minha mala largada sozinha no corredor, qualquer um poderia ter levado embora! Fui conferir e percebi que tinham furtado um perfume e meus óculos. Reclamei e a Gol disse que eu só poderia abrir a reclamação se houvesse diferença no peso da mala; como os bens não somavam 1 kg, não me deixaram fazer a queixa.

  • Não tenho problemas usando meu mochilão. Ele sempre é despachado dentro de uma bolsa (duffel bag gigante) suja e feia. Ela já é suja de propósito. Serve para proteger a mochila e dá um aspecto desleixado, afugenta mesmo quem é curioso demais. A recepcionista no check-in nunca vai lhe dar um upgrade, mas até o povo na esteira sai de perto na hora de recolher a bagagem. A Ryanair perdeu o mochilão uma vez, mas chegou intacto na minha casa em Londres depois de 3 dias.

    Ter problemas com a bagagem é inevitável para quem viaja muito. Mas os problemas que tive aconteceram mesmo quando tive que despachar duas malas, e é sempre com a "mala de verdade", nunca com a mochila. De todo jeito, não use sua bagagem para ostentar, seja discreto na qualidade do que usa, assim não atiça os ladrões de aeroporto. Tenho uma tia que voltando de NY quis bancar a "fina" e colocou todos os presentes dentro de uma LV… que nunca chegou em lugar algum.

  • Veronica

    Recentemente tive uma mala retida em Miami. Quando a atendente foi colocar na esteira não etiquetou e naquele momento não percebi isso, estava prestando atenção no peso e documentos necessários ao embarque. Em São Paulo, esperei todas as malas e vi que a minha não tinha chegado. Ao fazer o PIR, não tinha a etiqueta correspondente, evidentemente. A Gol fez por “cortesia” um pedido para encontá-la, mesmo a falha sendo deles e se ela não aparecesse não teria direito a reembolso. O que valeu, é que tinha meu email na etiqueta e o funcionário do aeroporto de Miami enviou-me a notícia, dando 48h para despachá-la, ou iria para achados e perdidos. A Gol não aceitava essa informação , dizendo que tinha que esperar aparecer no sistema…Fiquei aflita pela conduta da Gol, enviando emails, chat, facebook, telefonemas. Respondi ao funcionário explicando a situação e ele foi muito cortês e me acalmou. Esse email foi para a Gol que finalmente tomou uma providência para enviar-me a mala. Todo cuidado é necessário, até tomar conta dos atendentes.

  • Kah

    Nao entendo como fazem vc passar pelo detector de metal,checar a mala,ver se tem bomba,se é terrorista e quando vc ve so trabalha ladrao no aeroporto.nao seria melhor que esse povo que cuida das malas fosse supervisionados pela polícia?

  • Ana Carolina

    Fiz um vôo Barcelona/Madrid pela Vueling e minha bagagem foi extraviada. Meu vôo de volta para o Brasil foi no mesmo dia, vim sem a mala. Me entregaram a mala 5 dias depois, sem a embalagem protetora que coloquei no aeroporto, com o cadeado posicionado de uma forma que nunca usei e roubaram todos os meus cosméticos que estavam na mala. Registrei o B.O, mas não consigo contato com a Vueling nem via telefone, nem via email.

  • Lúcia

    Eu sempre venho a Maceió pela Gol e todas as vezes minhas malas são aberta, mesmo com cadeado, já estou cansada de comprar malas elas são quebradas as alças o puxador são jogada como eu disse que os funcionários cuidadoso já viajei para outros Países as malas chega perfeita agora na volta quando chega no Brasil é jogada de qualquer jeito, vejo muitas malas pessoas que trazem bebidas quebradas
    Aqui também viajei pela Tam, para fora Viajei pela Cubana, Varig, Taca, Avianca!
    Nunca tive problemas!

  • Wagner

    Olá, Peguei um voo de Barcelona/ESP até Turin/ITA e chegando aqui percebi que minha mala não chegou, ou que pode ter sido furtada, não sei. Fiz a reclamação imediatamente no guiche de perdidos (ontem), e entrei em contato hj para saber se havia alguma novidade e nada. Como devo proceder? Estou praticamente sem nada de meus objetos pessoais, inclusive roupas e calçados. Estou pensando em comprar alguma coisa pra me manter enquanto não obtenha resposta da empresa, e nem minhas coisas chegeuem… serei reembolsado logo ou o processo é burocrático. Há limite para este gasto? Muito Obrigado!

  • Junior Teles

    Gostaria muito que você ajudasse com alguma dica, sou estudante e vim morar na França por um ano, cheguei em Paris no dia 30 de julho, e minhas duas bagagens, foram extraviadas, e até hoje não acharam, foram duas bagagens grandes, e praticamente tudo o que eu tinha estavam nas duas malas, fiquei os primeiros dias aqui sem ter nada, e claro fui comprando aos poucos, guardei todas as notas. A empresa não estava respondendo a meus emails mas depois de varias ligações consegui que eles me pagassem 500 euros, porem, esse valor não é suficiente para pagar o que tinha na mala, nem muito menos o que já gastei, até porque vim morar e não passear, o que é complicado pois gastei dinheiro de onde não poderia, estou querendo entrar na justiça contra a empresa por danos morais, porem não sei se devo entrar ainda aqui, ou esperar para quando voltar pro Brasil, daqui a dez meses..Você poderia me dizer o que é melhor nesse caso? Só pra constar, a empresa é a Lufhtansa!!! Desde já muito obrigado pela atenção!

  • Aton Cal

    Excelente matéria.
    Gostaria de saber em que vara da Justiça se recomenda que se busque esses direitos? Tive a mala extraviada em uma viagem na ultima segunda de GRU para SSA.Me antecipo e agradeço pela ajuda.

  • leo

    Meu filho teve a bagagem extraviada e até hoje não encntraram. Ele esta estudando no exterior onde houve o extravio, embora o contrato foi feito aqui no Brasil. A dúvida é, posso entrar com ação aqui no brasil, mesmo ele estando no exterior? Devo entrar na justiça comum? Posso pedir julgamento antecipado da lide? E a ação tem que ser acima de 40 salários?

  • Adriana Ferraz

    Viajamos(3 pessoas) para Toronto/Canadá pela Air Canadian e minhas 2 malas só foram entregues 3 dias depois (não deu 72 horas apos desembarque), sendo que uma delas foi entregue no hotel e a outra tive que ir até o aeroporto para buscar. Preenchi o documento no aeroporto mas entreguei ao funcionário na retirada da mala no aeroporto, só tenho o numero do protocolo. Tenho comprovantes de roupas e produtos de higiene que comprei nestes dois dias. Como devo fazer para receber a indenização e quanto é o valor na Air Canadian?Somos 3 adultos e foram 2 malas extraviadas. ão consegui achar nada no site da Air Canada sobre isto. Alguém pode ajudar, por favor?

  • juliocca

    Tive minha bagagem extraviada. Quando a empresa aérea localizou e requisitou minha bagagem, fui chamado pela Alfandega/Receita para retirar a bagagem e realizar pagamento de imposto. Ocorre que não consegui abater minha cota de 500 dólares pois não tive o PIR carimbado quando cheguei. Gostaria de saber se alguém sabe o que é este PIR e de quem é a responsabilidade em me avisar que eu deveria ter pegado este carimbo? Agradeço as possíveis ajudas.

  • Maike

    Minha esposa teve a mala extraviada numa empresa de ônibus eucatur qual são os meus direitos

  • Talita

    Alguém conhece um seguro que cubra somente extravio de bagagem? Vou para a Europa, mas meu cartão já oferece o seguro de saúde exigido pelo tratado, no entanto não oferece o serviço de cobertura do extravio de bagagem….

  • Mirella

    Preciso de orientação. Em fevereiro viajei com a american airlines, los Angeles pra São paulo. Qndo cheguei em guarulhos minha mala estáva destruída e alguns items foram furtados. Fiz todo o procedimento e entrei em contato com a companhia que me orientou por email que primeiro realizariam o pagamento de uma nova bagagem para depois me indenizarem pelos itens furtados. Segui todas as orientações deles, rigorosamente. Depois de muita insistência me pagaram o valor da mala no final de abril, depois de receber o valor da mala perguntei se agora poderíamos começar o processo dos itens furtados, me responderam que sim e enviaram um protocolo a ser preenchido com os itens danificados. Preenchi e nada de resposta, liguei e fui informada que meu processo já havia sido finalizado. E que a pessoa (funcionário deles) que me orientou sobre primeiro resolver a mala para depois resolver os itens furtados havia me orientado errado, e que o procedimento deveria ter sido junto, por isso meu prazo havia sido esgotado. Expliquei e enviei os e-mails provando que eu só havia seguido orientação deles. Pediram desculpas pelo profissional que agiu errado e disseram que não poderiam fazer mais nada. Como devo prosseguir? Estou cm muita raiva e tenho todos os emails salvos.

  • Charles

    Ótimo texto!

  • rildo

    tive minha mala de ferramentas surrupiada no aeroporto de Fernando de Noronha destino Recife, o que fazer e quanto tempo tenho para acionar a justiça

  • Glaucia Oki

    A companhia aérea Vueling perdeu minha mala durante uma conexão em Barcelona há 3 semanas e desde então estou tentando reavê-la (passagem era IBZ-BCN-JMK). Fiz o PIR no próprio aeroporto de Mykonos (JMK), enviei diversos emails e fiz várias ligações mas não obtive nenhuma resposta apropriada. O call center diz apenas que “não há novidades no status do meu caso”. Os emails não foram respondidos. Tenho feito extensa pesquisa online sobre o que a regulação européia e os acordos internacionais dizem. No próprio site da companhia é relatado que uma ação judicial poderá ser movida no país onde a obrigação deverá ser cumprida. Isso significa que poderei entrar com uma ação judicial contra a Vueling no Brasil? Embora a companhia aérea “mãe” seja a Iberia, a Vueling propriamente dita não tem representação no Brasil. Como proceder?? Alguém já passou por situação semelhante (ação judicial contra companhia aérea estrangeira sem representação no Brasil)??

  • Maxsuel S. da Cruz

    olá estou com uma duvida. Estou viajando em conexão e preciso por motivos médicos para no meio do trajeto antes do meu destino final. O que eu faço para pegar minha bagagem antes do meu destino? É possivel?

  • Anderson Avila

    Sei que o post é antigo, mas cheguei nele hoje. É possivel pedir que as empresas vejam as câmeras de segurança, onde ficamos para retirar as bagagens, pois muitas das vezes outra pessoa pode pegar a bagagem e como saber.

  • Fernanda Linero

    Ótimo post, esse é um daqueles casos que a gente nunca pensa que vai acontecer com nós, por isso só aprendemos a nos prevenir e como lidar nessas situações depois de já passamos por elas.

    Eu passei por uma situação muito traumatizante de extravio de bagagens com a Avianca. Tive o desprazer de fazer uma viagem com a minha família com esta companhia aérea, do Peru para a Colômbia, no retorno eles fizeram o favor de extraviar a minha mala, com todos os meus pertences de valor financeiro e sentimental, mas tudo de uma maneira muito suspeita.

    Chegando em Cartagena para fazer o check in o aeroporto estava praticamente vazio, visto que estávamos lá com duas horas de antecedência. A funcionária imprimiu as quatro etiquetas de bagagem e colou todas juntas em um cartão de embarque, uma sobre a outra, de maneira que só era possível ler a primeira etiqueta. Não havia ninguém fazendo o check in ao mesmo tempo que nós ou esperando para faze-lo. Nós embarcamos para Cali, nossa conexão, e depois para Lima. As malas dos meus pais e da minha irmã chegaram imediatamente, a minha não. Só sobrou uma pequena mochila velha na esteira de bagagens. Fui ao balcão da Avianca falar com o funcionário e eles falaram que tudo o que tinha do meu voo já estava ali. Ótimo, minha mala não chegou.

    Então checamos as etiquetas de bagagem que ficam com o passageiro, para a nossa surpresa o meu recibo, que estava colado por último de maneira que só era possível vê-lo depois de arrancar as outras três etiquetas, estava com o nome de outra pessoa e indo para Bogotá! A surpresa foi maior ainda ao perceber que a mochila minúscula rodando na esteira de bagagens estava com o meu nome! Porque alguém despacharia uma mochila tão pequena e praticamente vazia? Como a funcionária em Cartagena teria confundido as etiquetas sabendo que somente eu e minha família estávamos fazendo o check in naquele momento? Vocês imaginam se dentro da mochila, houvesse drogas ou outras coisas ilícitas? Eu estaria respondendo por essa irresponsabilidade!

    Toda essa história está muito estranha. Se isso fosse uma simples troca de etiquetas, minha mala teria chego à Bogotá e sobrado na esteira e a essa altura eles já teriam localizado uma mala sobrando, que está muito bem identificada para que eles pudessem ter me encontrado e devolvido a mala. E a mochila velha sobrando na esteira, se ela realmente fosse de alguém, ela teria sido procurada por seu dono, o que provavelmente não aconteceu e me faz acreditar que fui vítima de um golpe.

    Agora, 72hrs depois do ocorrido, a Avianca só me diz que eu tenho que esperar. O pior de tudo é o descaso deles, que não está nem um pouco dispostos a me ajudar e que inclusive, excluiram as minhas postagens na página do facebook deles – uma postagem que inclusive já mobilizou várias pessoas, tendo muitos comentários e compartilhamentos, e que só recebeu uma resposta paliativa da companhia aérea. Frustrante. Vou acionar a companhia judicialmente.

  • Marcela

    Boa tarde.
    Se temos direito a indenização da cia aérea, seria viável também contratar um seguro viagem com opção de extravio de bagagem? Pergunto pois o meu seguro viagem (MASTERCARD PLATINUM) oferece apenar localizador de bagagem. Fico na dúvida se seria viável contratar um seguro a parte pensando no extravio de bagagem.

  • Mariana

    Ótimas dicas!

    Infelizmente isso acontece frequentemente… Eu mesma já passei por isso duas vezes.

    Na primeira, a empresa (estrangeira) me entregou a mala 2 dias depois e me pagou as despesas que eu tinha tido com uma compra básica que fiz por não ter nem roupa pra trocar.

    Mas na segunda vez a companhia me deixou os 14 dias de viagem sem minha mala. Tive muita dor de cabeça e no final ela não queria me pagar nada.

    Graças a advogada que procurei conseguir ser ressarcida dos gastos que tive e ainda recebi indenização de 9 mil reais por danos morais.

    Se acontecer com vocês e a empresa não quiser pagar nada, não deixem de procurar um advogado!

  • o negocio é não levar coisas caras

  • Ana Sui

    Boa noite. Fui visitar amigos no Canadá e na volta tive que parar em Toronto para depois ir para Washington e depois finalmente São Paulo. Até Washington iria com a companhia Air Canada e me disseram que só precisaria pegar a minha bagagem em Washington. Porém acabei ficando sem a minha mala. Preenchi o formulário e acompanhando através do Baggage Tracer. Gostaria de saber se irão abrir a minha mala na alfândega ou irão simplesmente entregar minha mala no endereço que coloquei no formulário.

    • Olívia Sanches

      Boa tarde , tive a minha primeira vez, duas malas extraviadas, chegamos no Aeroporto de Orlando com as malas devidamente pesadas , a atendente do checo in questionou o que tinha em uma mala , mediu a mala e pediu para tirar coisas. Pois estava muito comprida , tiramos e enquanto passávamos fita adesiva em uma caixa para despachar , nem nos demos. Conta que a a tal mala comprida foi despachada sem o ticket , resumindo chegamos em. Sp e 2 malas faltando , 1 com ticket e outra sem ticket.