Passaredo inclui turboélices ATR-72 em sua frota

Denis Carvalho 22 · maio · 2012

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

A Passaredo Linhas Aéreas recebeu na manhã de hoje, na cidade de Toulouse na França, a primeira das 14 aeronaves ATRs 72-600 novas que integrarão sua frota, juntamente com 2 ATRs 72-500. A cerimônia  aconteceu na sede da construtora francesa ATR e deu início à parceria que prevê a entrega neste ano de quatro ATRs 72-600 e dois ATR 72-500.  A Passaredo anunciou também um novo contrato de compra de 10 aeronaves com opção de mais 10, totalizando 20 novas aeronaves ATRs 72-600 que serão entregues até 2015, com investimento estimado em US$ 450 milhões.

Até hoje a Passaredo operava todos os seus voos com jatos ERJ 145, da Embraer. Segundo a companhia, as novas aeronaves devem operar em rotas do interior dos estados para as capitais e em rotas de menor alcance para a qual a aeronave ATR 72-600 se apresenta com o menor custo do mercado. As aeronaves Embraer ERJ-145 serão mantidas na frota e operarão em rotas de médio e longo curso. O modelo é exatamente o mesmo que vem sendo empregado com sucesso pela Azul e pela Trip, que também mesclam jatos Embraer com ATRs para abranger uma malha mais extensa com menor custo operacional.

Para os clientes o maior impacto nas rotas onde houver a mudança será o tempo de percurso: enquanto um jato Embraer ERJ-45 tem velocidade de cruzeiro de 800 km/h a do ATR é de  470 km/h. Com isso o tempo para percorrer a mesma distância praticamente dobra. Em termos de conforto, os turboélices em geral oferecem mais espaço para os passageiros – isso depende da companhia, mas tem sido a regra no Brasil. Os modelos dividem opiniões, pois há os que preferem os ATR e quem os deteste.

O fato, contudo, é que os turboélices franceses cariam nas graças das companhias brasileiras e de toda a região. Atualmente há mais de 130 aeronaves voando na América Latina e Caribe, com as cores de 29 operadores –   60 delas em operação no Brasil. Nos próximos três anos, o número de ATRs voando no país deve atingir 100 aeronaves, segundo dados da fabricante.

Ainda com relação à Passaredo, a companhia assinou com a GOL um novo acordo interline de longo prazo. Com relação ao anterior, a mudança é que o novo acordo prevê exclusividade em operações regionais entre as duas companhias, que estão cada vez mais próximas.
Saiba mais sobre o ATR 72-600:

Capacidade de passageiros: 70 assentos
Motores: Pratt & Whitney 127m
Potência máxima na decolagem: 2.750 cavalos de potência por motor
Peso máximo de decolagem: 23.000 kg
Carga máxima: 7.500 kg
Alcance máximo com carga total de passageiros: 899 milhas náuticas (1.665 km)

E você, já voou em um ATR? Gostou da nova frota da Passaredo? Deixe sua opinião nos comentários e participe!

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe