Passaredo troca rotas na região sul por cidades da região Nordeste

Denis Carvalho 5 · julho · 2012

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

A Passaredo está preparando uma grande alteração em sua malha. A companhia deve desativar algumas rotas na região Sul e investir em novos voos na região Nordeste, nos estados de Pernambuco e Paraíba, além de centrar operações em São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Paraná.

Na segunda-feira, a Passaredo solicitou à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) a exclusão das rotas Curitiba-Ribeirão Preto, Curitiba-Goiânia, Curitiba-Cascavel, Brasília-Londrina, Porto Alegre-Londrina. Segundo a agência, a exclusão dessas rotas começa a vigorar a partir do dia 17 de julho. No site, porém, não há passagens disponíveis nessas rotas a partir de 10 de julho.

Por outro lado, a Passaredo solicitou  uma nova rota entre Maringá (PR) e o Aeroporto Internacional de Guarulhos (Cumbica). Além desse voo, a companhia regional pediu autorização para criar mais seis rotas: Cumbica-Ribeirão Preto, Cumbica-Três Lagoas (MS), Cumbica-Ipatinga (MG), Cumbica-Campina Grande (PB), Cumbica-Petrolina (PE) e Cumbica-Uberlândia (MG).

O pedido têm prazo de vigência a partir do dia 2 de setembro, mas já constam com restrição na Anac, o que pode atrasar seu início. Ao jornal Valor Econômico, a Passaredo informou ontem que estava preparando um comunicado sobre a reestruturação de sua malha aérea.

A Passaredo respondeu por 0,65% da demanda por voos domésticos em maio, segundo a Anac. O fluxo de passageiros transportados pela Passaredo no mês teve recuo de 7% na comparação anual. A oferta de assentos teve redução de 6% em relação a maio de 2011. A taxa média de ocupação dos aviões ficou em 69,54%, uma redução de 1,79 ponto percentual ante igual mês do ano passado. O último dado financeiro da Passaredo disponível é de 2010, quando a Anac divulgou que a companhia teve prejuízo de R$ 10,3 milhões.

Com informações do Valor Econômico.

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe