Desvendando os segredos do Smiles: como emitir passagens com stopover e open jaw usando milhas

Denis Carvalho 24 · julho · 2014

O Smiles, programa criado pela saudosa Varig e herdado pela GOL, segue sendo o mais querido pelos leitores, como mostrou nossa pesquisa sobre melhor programa de milhas do Brasil. O que muitos não sabem é que o programa vai muito além das passagens da GOL e permite emitir voos com companhias parceiras para o mundo todo, incluindo paradas pelo caminho e a facilidade de ir por uma cidade e voltar por outra. Para facilitar a vida de todos os que usam o Smiles, trazemos hoje um artigo brilhante do nosso leitor Leonardo Alkmim, detalhando passo a passo como você pode pesquisar e traçar seu roteiro para valorizar ao máximo suas milhas! Imperdível!

Nota: desde novembro de 2015 o Smiles não permite mais stopover nos bilhetes emitidos com milhas

——

Bom pessoal, meu nome é Leonardo e queria compartilhar com vocês algumas coisas que pude aprender sobre o Smiles durante o processo de pesquisa das passagens para a viagem que fiz para a Europa em abril deste ano. Sendo assim, o foco desse texto é a emissão de passagens nas parceiras aéreas do Smiles.

Antes de mais nada, gostaria de dizer que dá um certo trabalho montar o roteiro ideal, especialmente depois que você descobre as possibilidades que você tem. A disponibilidade ruim vai acabar fazendo você ter que mudar os seus planos mais de uma vez. E se for apenas uma vez, considere-se sortudo!

smiles_gol

O que o Smiles oferece

Acho que todos nós que utilizamos o Smiles já conhecemos os seus defeitos: a nova tabela que estará vigente a partir deste mês (30/07/2014), a baixa disponibilidade de voos e atendimento acredito serem as principais. Ainda assim, me arrisco a dizer que ele ainda é, dentre os programas de fidelidade que temos à disposição, aquele que oferece as melhores oportunidades para quem pretende viajar de classe econômica.

Boa parte desses problemas que citei podem ser “driblados” aprendendo como as coisas funcionam na emissão do Smiles. Antes de tudo, vamos a alguns conceitos básicos. Não se preocupe em entendê-los logo de cara, mais pra frente vou explicar como e quando podemos usar cada um deles.

– STOPOVER: um stopover nada mais é que uma conexão prolongada onde você retira suas malas. Um exemplo é um voo São Paulo – Barcelona, que tem uma conexão em Paris. Ao invés de ficar 3 horas no aeroporto de Paris (que é o comum), você poderia pegar suas malas ficar uns 5 dias, e depois continuar o voo para Barcelona.

– OPEN JAW: o open jaw é a possibilidade de, em um voo IDA E VOLTA, retornar de outra cidade que não seja a de destino. Por exemplo: você compra um bilhete de IDA E VOLTA (que em geral é mais barato que comprar a IDA e a VOLTA separadamente), mas ele permite que o seu destino na IDA seja Paris e que a VOLTA seja por Amsterdã, por exemplo. O trecho Paris-Amsterdã você faria por sua conta (trem, carro, ônibus, voo de outra empresa, jegue… fica por sua conta).

– SIDE TRIP: em tradução livre, é uma “viagem paralela”. Por exemplo, imagine o seguinte trajeto: Rio-Paris-Londres-Paris-Roma (GIG-CDG-LHR-CDG-FCO). Nesse caso, o seu trajeto principal é Rio-Paris-Roma e sua side trip é Paris-Londres-Paris.

Observação: esses códigos de 3 caracteres (GIG, CDG, LHR e por aí vai) são os códigos IATA dos aeroportos dessas cidades. Eles estão disponíveis em diversos lugares como a Wikipedia ou no próprio site da IATA.

Vamos à prática!

O Smiles permite emitir bilhetes com até 2 stopovers e 1 open jaw, sendo que os stopovers devem ser na região de destino da viagem (sendo um na IDA e outro na VOLTA). No entanto, side trips não são permitidas.

Vou passar pelos seguintes exemplos:
1) Viagem só de IDA em Econômica com STOPOVER;
2) Viagem IDA e VOLTA com OPEN JAW;
3) Viagem IDA e VOLTA com 2 STOPOVERS;
4) Viagem IDA e VOLTA com 2 STOPOVERS, OPEN JAW e misturando voos na Econômica e na Executiva (caso caótico!).

Destinos Smiles
Destinos do Smiles incluindo companhias parceiras

Exemplo 1 – Viagem só de IDA com STOPOVER

Antes de tudo, vou pegar uma das regras de emissão do Smiles que se referem ao limite de conexões:

“5. Os Bilhetes Smiles One Way de Parceiros Aéreos serão de somente um trecho, podendo ser com (2) trechos quando for possível envolver paradas intermediárias (Stopover). É permitido um limite máximo de 3 (três) conexões.”

Vamos supor a seguinte situação: você quer emitir a passagem Salvador-Roma (SSA-FCO) com stopover de 4 dias em Paris (CDG ou ORY, mas os voos do Brasil normalmente são para CDG). Para efeito de exemplo, vou supor que a disponibilidade do Smiles está sempre 100% (sabemos que não é a realidade mas…).

Os parceiros do Smiles para a Europa são Air France, KLM e Iberia, sendo que a Aerolineas Argentinas também possui voos para lá, mas nunca encontrei disponibilidade para ir para a Europa passando por Buenos Aires. No entanto, é fácil encontrar voos para os EUA saindo do Brasil e passando por Buenos Aires. Não sei dizer porque a regra vale pra uma região e não vale pra outra.

companhias-parceiras-smiles

Continuando: nossa viagem é Salvador-Roma com stopover em Paris, ou seja, é Salvador-Paris-Roma, ou SSA-CDG-FCO. Para pesquisar, é necessário desmembrar esses trechos, sendo que você deverá pesquisar os trechos separadamente:

– Trecho 1: SSA-CDG (somente IDA) no dia 02/02/2015 e chegando em Paris no dia 03/02/2015;
– Trecho 2: CDG-FCO (somente IDA) no dia 07/02/2015 e chegando em Roma no mesmo dia.

Lembrando mais uma vez que esses dados são puramente para exemplo. Ao pesquisar o primeiro trecho (SSA-CDG), você encontra disponibilidade na Econômica (35.000 milhas) e o número do voo que você encontrou deve ser algo como AF-1240/446. AF significa Air France, esse é o código IATA dela e cada empresa aérea tem o seu. KL é KLM, IB é Iberia, QR é Qatar, AR é Aerolineas Argentinas, G3 é Gol e JJ é TAM.

O fato de existir uma barra separando os números significa que será feita uma conexão, sendo que 1240 é o número do primeiro voo e 446 é o número do segundo. Mas isso não significa que todos os voos serão feitos pela Air France. Sabemos que só existem voos diretos da Air France para Paris (CDG) saindo de três cidades brasileiras: Brasília (BSB), São Paulo (GRU) e Rio de Janeiro (GIG).

Sendo assim, esse primeiro voo (1240) é um trecho doméstico (de Salvador para uma dessas 3 cidades que citei e que será operado pela Gol), enquanto o segundo (446) é o voo internacional em si, saindo de uma dessas três cidades para Paris (CDG), que é o hub da Air France.

Essa montagem de voos não funciona muito bem no site do Smiles. Se você tentar rotas um pouco mais complexas o site não consegue montar sozinho e acaba que nunca aparece como disponível para você.

Para efeito de informação, seguem os principais hubs de cada uma das empresas:
– AF – CDG (Paris)
– AR – EZE, AEP (ambos em Buenos Aires) e COR (Cordoba)
– DL – DTW (Detroit), ATL (Atlanta), MIA (Miami) e JFK (Nova York)
– IB – MAD (Madrid)
– KL – AMS (Amsterdã)
– QR – DOH (Doha)

Atenção: ANOTE OS DADOS DOS VOOS! Seja num papel, seja numa planilha ou qualquer lugar. Você vai precisar desses dados mais à frente. Além disso, não anote apenas aquele voo que você quer. Coloque mais umas duas opções que também sejam viáveis pois é possível que, entre o tempo que você pesquisou e o tempo de emitir os bilhetes, aqueles assentos já tenham sido ocupados, e aí você vai ter que começar tudo de novo.

air France

Bom, sabemos que o Trecho 1 será o AF-1240/446 da Air France (G3-1240 e AF-446), dessa forma, é OBRIGATÓRIO que a continuação do STOPOVER seja pela mesma empresa. Vamos procurar então o Trecho 2, CDG-FCO. Nesse caso, o voo encontrado foi AF-1570 (12.500 milhas). O fato de só existir um número significa que é um voo direto.

Com todos esses dados em mãos, chegou a hora de ligar para a central de atendimento do Smiles e falar para o atendente que você deseja emitir um voo somente de ida, saindo de Salvador no dia 02/02/2015 através do voo AF-1240/446 com um stopover em Paris, e fazendo a continuação no dia 07/02/2015 no voo AF-1570. O atendente vai fazer todo o processo pra você e emitir uma reserva contendo todos os trechos.

Resumo: seu voo será apenas de IDA, com 2 conexões (uma no Brasil e outra em Paris), sendo que a de Paris será um stopover.

Uma das vantagens de se fazer isso é a franquia de bagagens. Quando você compra um trecho interno na Europa, em geral a sua franquia é apenas uma bagagem de 23kg. Mas passagens compradas cuja viagem se inicia no Brasil tem direito a duas bagagens de 32kg. Se você emitir tudo no mesmo bilhete, você terá essa franquia em todos os voos daquele bilhete.

Exemplo 2 – Viagem IDA e VOLTA com OPEN JAW

Esse exemplo é bem simples. Imagine que você vai fazer Rio-Paris-Rio (GIG-CDG-GIG), sendo que você gostaria de visitar Amsterdã (AMS) durante a viagem. O Smiles permite que você faça a ida GIG-CDG e a volta AMS-GIG, evitando assim que você faça uma viagem (desnecessária) para voltar para Paris após visitar Amsterdã.

Note que a cidade de origem e de retorno precisam ser exatamente a mesma, independentemente das conexões feitas no caminho. Você não poderia fazer GIG-CDG na ida e AMS-GRU na volta. A solução nesse caso seria procurar um voo que fosse AMS-GIG com conexão em GRU, aí, como seria o final da viagem, você poderia desembarcar e perder (de propósito) a última perna da viagem.

Mas e o trecho entre CDG e AMS? Bom, esse trecho é por sua conta. Você pode fazer de carro, trem, ônibus, bicicleta, ou até mesmo avião, comprando uma outra passagem.

Além disso tudo, a questão da franquia de bagagens, citada no exemplo anterior, também se aplica a esse caso. Se você emitir os bilhetes separadamente, a franquia de bagagens na volta será diferente e seguirá o padrão europeu, que nesse caso, se não estou enganado, são 2x23kg e não 2x32kg. Emitindo junto, você fica tranquilo com relação a isso.

paris

Exemplo 3 – Viagem IDA e VOLTA com 2 STOPOVERS

Do regulamento do Smiles, temos o seguinte:

“7. Os Bilhetes Smiles envolvendo voos das Companhias Aéreas Parceiras poderão ser emitidos com até 4 (quatro) trechos, quando envolver paradas intermediárias, sendo permitido que o ponto de retorno da viagem seja uma cidade diferente do destino da viagem.

7.1. Serão permitidas até 2 (duas) paradas intermediárias, podendo ser uma na ida e outra na volta, dentro da região de destino da viagem, devendo a cidade de embarque para o destino final da viagem ser a mesma cidade onde foi realizada a parada intermediária.

10. É permitido um limite máximo de 3 (três) conexões por direção do itinerário.”

A decisão aqui é: onde fazer os STOPOVERS, considerando que existe um limite de 3 conexões na IDA e 3 na VOLTA? Com as empresas que voam para a Europa, suas opções de STOPOVER são as principais cidades da França, Holanda ou Espanha. Fazer o stopover em cidades menores desses países acaba limitando suas opções de destino final, pois será necessário ir dessa cidade pequena para o seu destino final, e certamente qualquer outra cidade francesa terá menos opções de voo do que Paris.

Digamos que você queira fazer Rio-Nice-Veneza (GIG-NCE-VCE). Não existe voo direto GIG-NCE, logo será necessário fazer uma conexão em CDG (Paris). E também não existe voo direto operado pela Air France que faça NCE-VCE, logo seria necessário fazer outra conexão em CDG (Paris), e seu resultado final seria GIG-CDG-NCE-CDG-VCE. No entanto, isso não é permitido, pois CDG-NCE-CDG caracteriza uma side trip, o que não é permitido.

Vamos tentar então fazer o stopover em Marseille (MRS) mantendo nosso destino final em Veneza (VCE), então nosso percurso seria GIG-MRS-VCE. Assim como no exemplo anterior, não existe voo direto GIG-MRS, sendo assim será necessário fazer uma conexão em CDG. No entanto, existe um voo direto MRS-VCE, e nosso trajeto final ficaria GIG-CDG-MRS-VCE.

As mesmas regras se aplicam para o retorno, mas nesse caso, a volta começa em VCE, pode fazer um stopover na Europa (contando que faça voo direto a partir de VCE) e depois ir para um dos hubs europeus para retornar ao Brasil.

veneza

Exemplo 4 – Viagem IDA e VOLTA com 2 STOPOVERS, OPEN JAW e misturando voos na Econômica e na Executiva

Emitir com 2 stopovers e open jaw é bem simples, basta pegar o fizemos no item anterior e, ao invés de fazer o trecho de volta originando em VCE, podemos fazer a origem de qualquer outra cidade do mesmo continente (não precisa ser do mesmo país).

O problema aqui é misturar trechos da Econômica com a Executiva. No exemplo 1 eu comentei que o site do Smiles tinha certas limitações para combinar bilhetes com mais de uma conexão. Pois bem, quando é necessário emitir com categorias diferentes, o site não consegue montar sequer uma conexão.

Digamos que você queira fazer SSA-CDG (Salvador-Paris) em Executiva. O site do Smiles vai tentar encontrar SSA-GIG e GIG-CDG na Executiva. Só que os voos domésticos da Gol não possuem cabine executiva, e dessa forma o site não vai conseguir montar esses trechos pra você. Aí… não tem jeito, a trabalheira vai ser ainda maior pois você vai ter que procurar a disponibilidade saindo dos hubs nacionais (GIG e GRU, principalmente e BSB caso você queira ir para a França) e depois ainda procurar por voos nacionais que sejam adequados ao trecho que você pesquisou.

Bom, é isso. Tentei mostrar da forma mais detalhada possível o que dá pra fazer com o Smiles. Eu me concentrei na Europa, mas essa “brincadeira” se aplica a todas as regiões que as empresas parceiras do Smiles atendem.

Agradecemos ao Leonardo por esse artigo que certamente será de grande ajuda a todos os leitores. E você? Já emitiu passagens com companhias parceiras do Smiles? Deixe suas dicas nos comentários e ajude outros leitores!  Se quiser escrever um artigo para o Melhores Destinos entre em contato pelo e-mail dicas@melhoresdestinos.com.br

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe
  • Gustavo

    Gostaria de saber se há economia nas milhas… Pq no primeiro exemplo vc cita o valor das milhas do primeiro trecho depois o do segundo e depois pede para ligar para a central. O valor em milhas sai o mesmo?

    • Gustavo Castro

      Gustavo, nesse caso quando você emite pela central, você só vai pagar as milhas referente ao que seria o primeiro trecho, no caso do exemplo 35 mil milhas.

      • E se tiver acontecer o seguinte caso: Você vê para Buenos Aires, parando em Assunção (conexão) por 10 mil milhas. Se ligar lá, você consegue fazer com que a conexão em Assunção vire um stop over pagando as mesmas 10 mil milhas?

      • Desculpe mas no exemplo citado serão necessárias 47.500 milhas – já tentei via central Smiles anteriormente e ficou claro que sair do Brasil para Europa são 35.000 e as extensões/pernas têm sim um custo adicional. Só fica tudo por 35.000 se o pto tocado for conexão e não houver saída do aeroporto.

        • Leonardo

          Maria Lucia, creio que algum atendente tenha lhe passado a informação errada pois as regras são bem claras, inclusive várias pessoas já conseguiram emitir dessa forma.

          Quais eram os trechos quando lhe foi negado o stopover? Lembrando que essas regras são válidas apenas para o Smiles, não sei como a TAM está operando agora, mas na última vez que verifiquei ela não permitia stopover nem open jaw.

          • Oi Leonardo. Obrigada pela resposta. É, com efeito existe má -vontade e desconhecimento por parte de alguns atendentes e essa é uma combinação nefasta. O jeito será seguir seu conselho – para as próximas vezes desligar e tentar novamente em outro horário, o problema é torcer para que nesse ínterim entre uma ligação e outra os assentos não se acabem. Enfim, somos todos brasileiros e não podemos desistir! Abraços

        • viajaromundo

          Já fiz várias viagens com stopover pelo Smiles. Se você souber todos os dados dos voos, não costuma ter problemas na hora da emissão.
          Há sim vários outros problemas no sistema Smiles….

  • Thiago Castro

    Tópico a ser favoritado, impresso ou guardado. Muito bom. Obrigado Leonardo.

  • Ótima postagem.

  • Leonardo

    Excelente texto e dica!!!! Vai ajudar muita gente! Parabéns xará!

  • Ótimo post. Sempre uso Smiles, muito bom e já utilizei STOPOVER nos EUA sem problema, muito tranquilo.

    • Francis

      Oí Márcia,tudo bem?Poderia dizer qual foi o seu trecho para EUA.Pois,pretendo fazer Rio x Miami X NY Obrigada

      • Marcia

        Oi Francis desculpe-me a demora em responder. Fiz os seguintes trechos: Brasilia x Miami X Los Angeles x San Diego, isso na ida. Na volta San Diego x Dallas x Miami x Brasilia.

        • Ana Bernardo

          Olá Márcia, eu e meu marido pretendemos fazer esse percursso em setembro, pode me dizer quantas milhas foram necessárias? Obrigada.

    • Clarisse

      Não entendi se a taxa de milhas pagas sera 35.000 ou 35.00 + 12.000 pelo sotpover;

  • leonardo

    Interessante. É importante dizer que o Smiles, como os demais programas, cobram taxas para emissão por telefone. Não basta escolher os voos e ligar pedindo para emitir. Vale a pena mas tem custo.

    • Eduardo Scoz

      Eles cobram taxas mas nao quando voce liga na central para emissao por stopover e open jaw, ja que nao site voce nao consegue fazer isso.

    • Luis

      No caso de viagem com stopover não há cobrança de taxas, pois a emissão é exclusiva pelo telefone.

      • viajaromundo

        Exato, Luis e Eduardo!

  • Livia

    Obrigada pela disposição em escrever o post. Muito elucidativo.
    Eu sou um pouco preguiçosa pra emitir viagens com muitas conexões de milhas. Uso sempre open jaw (todas as vezes que fui pra europa), mas sempre acabo usando milhas pros EUA pois sempre achei muito mais simples.
    Mas até encorajou a tentar, rs.

  • Wendel

    Bom dia!
    Parabéns Leonardo por compartilhar todos esses "macetes" com os leitores do MD!
    Gostaria de fazer uma pergunta, eu queria emitir 2 bilhetes via Delta, querendo ir para Orlando com stopover em Nova York saindo do Rio de Janeiro. Teria como fazer isso? Acho que teria que fazer GIG-GRU-NYC-MCO-ATL-GRU-GIG, já que não possui voos diretos da Delta para NY saindo do GIG. Se não tiver, o que posso fazer pra aproveitar ao máximo minhas milhas indo para Orlando? Abraços

    • Wendel, blz?…
      Dá pra fazer sim se você pegar o voo direto de GRU para JFK (é quase impossível, mas se pesquisar consegue).
      Ou você faz open jaw (eu fiz isso uma vez e comprei pela delta um voo doméstico, o chato é a bagagem. Se você for fazer compras em Orlando recomendo que essa seja sua última cidade a visitar para pagar menos, mesmo sendo diamante no SMILES vc não tem direito a bagagem free, a única coisa que de beneficia é pagar o mesmo valor de uma mala no balcão que seria pago se comprada pela internet, confuso?)
      Mas tenta lá cara, acho que você consegue…
      OBS: usa a janela incognito do seu navegor para pesquisar hoteis e passagens… principalmente hoteis…
      vlw

      • Guilherme, porque usar a janela incógnito na pesquisa? Os sites manipulam preços de quem pesquisa muito ou já tem reservas?vlw

        • Paulo Almeida

          Olá Rogério. Acredito que sim. Tive experiência recente no Booking. Venho incansavelmente desde junho pesquisando/reservando/cancelando bastante hotel em Miami e em um deles o preço baixou bastante.

          Inclusive acho que pelo número de visitas comecei a receber mails com promoções que antes não recebia.

      • o q é uma janela incógnito?

        • Paulo Almeida

          Google.

        • Izabel Diniz

          Abra o navegador Chrome, clique no símbolo de ferramentas (lado direito), em seguida clique em “Nova janela anônima“.

    • Leonardo

      Wendel, o único voo da Delta que sai do Rio de Janeiro é GIG-ATL (DL-60). Você pode tentar encontrar GIG-ATL-JFK. Se passar por São Paulo, as opções são GIG-GRU-JFK, GIG-GRU-DTW-JFK ou GIG-GRU-ATL-JFK.

      Se precisar de ajuda com as datas manda mensagem nesse tópico aqui: http://guia.melhoresdestinos.com.br/smiles-pesqui

      • viajaromundo

        Dá um pouco de trabalho, mas é possível tentar conseguir GIG-ATL-JFK (STOPOVER em NYC), depois pega JFK-MCO. Na volta é mais fácil MCO-ATL-GIG e, você pode fazer Stopover em Atlanta, mas, não achei a cidade muito interessante não…

  • Romeu

    Com as novas regras (não bastasse um mega "reajuste" na quantidade de milhas) tudo isso deve mudar. Ou seja, o programa Smiles vai piorar muito mesmo!?! Fiquem ligados…

  • Leonardo Failde

    Na boa.. todo carinho e agradecimento ao Sr. Leonardo e aos melhores destinos. Mas vamos a realidade una e crua?

    O cara vai quase ter um AVC, misturado com um TAQUICARDIA, perder muito tempo, ter muita dor de cabeca e stress, pra no final ou nao conseguir exatamente o que quer ou ate conseguir, porem com uma diferenca de custo muito pequena se fizesse ao modo tradicional direto, o que nao vale nem de longe e nem se perto toda essa trabalheira.

    Se… Se fosse uma coisa um.pouco apenas mais simples. . Nao to pedindo nads de maos beijadas como o melhores destinos faz com as pesquisas de voos promocionais. . Mas um pouco menos trabalhoso e uma garantía de que valeria a pena todo o esforco, com reducao de custo de uns 30%… quem sabe…

    Mas no final voce economiza 10.. Talves 15… por sorte no máximo 20 % de desconto depois de tudo isso nao é válido assim…

    É minha visao. . Minha opiniao. . Boa sorte para quem quer se arriscar. .

    • A GOL prometeu lançar um novo site até o final do ano. Vamos ver se melhora!

      • Marcio

        Realmente Denis, tem de melhorar, e muito, até em respeito ao associado pelo absurdo aumento para resgates na tabela vigente a partir de agosto deste ano. Acredito que o fluxo de passageiros querendo emitir bilhetes deve cair muito, então, pela Lei da oferta e procura, os que tentarem encontrarão mais facilidade em serem atendidos. Outro fato, com os "céus livres" acho que a partir do fim deste ano, os preços das passagens para alguns países deve despencar. Milhas não valeram mais a pena para estes destinos. Abs.

    • Desculpa, tenho que discordar. Estava justo procurando passagem para a Europa pelo smiles e queria fazer stopover. É uma economia absurda! Se eu fosse pagar pela passagem, o que eu pagaria 6 mil reais, custaria 2.800 reais com stopover. Vi isso hoje!

    • joao

      economizar ou não é escolha sua. Se tá com dinheiro torra todo mesmo. Quem quer ter menos trabalho é pq está disposto a pagar mais. Aliás, é melhor ir por alguma companhia de turismo. Deixa dez mil lá e viaja por 15 dias por dois países apenas. ohhhh que legal.

    • junior@hotmail.com

      Besteira. Tenta emitir business e vc vai ver a economia. Quando vc ver as passagens de 42 mil reais por menos do que 10 dez mil, ou se vc tiver milhas, por nada, daí vc vai entender….

    • Renan

      Cara, você teve saco pra escrever 5 parágrafos de comentário e ficou com preguiça de tentar entender a proposta?

      Cara, você acha que a possibilidade de conhecer 2 ou 3 novos destinos DE GRAÇA em uma viagem pra qualquer lugar do mundo representa uma economia pequena?

      Ainda se tratando de uma viagem pesquisada e emitida com milhas pelo site do smiles que normalmente já é um parto, a possibilidade de stopover no máximo representa um pouquinho de dor de cabeça e um telefonema a mais..

      Por um instante eu me preocupei pela possibilidade de a Smiles acabar com a farra e proibir o stopover caso o benefício seja muito divulgado como o MD tá fazendo nesse post, mas é pelo enorme grupo de preguiçosos que preferem ficam reclamando ao invés de aproveitar a possibilidade de viajar mais barato que eu acho que essa possibilidade bem remota.

    • Adriano

      Sabe de nada inocente.
      O post foi excelente. Vale demais!!!

    • Leonardo

      Não vale a pena se você for comprar as milhas. Se você as obtiver através das suas despesas normais, aí vale muito a pena.

  • marina

    Não consegui simular no site smiles dessa forma, pois só tenho a opção de incluir um trecho.

  • popdesign80

    nao sei se mudaram as regras, mas ja voltei de lisboa (nov/2012) para o brasil pela airfrance usando milhas smiles e a franquia de bagagem era só 1 mala até 23 kg. eu tava dentro do peso, mas tinha 2 volumes. aí a atendente sugeriu embalar em 1 volume naqueles plasticos que enrolam as malas no aeroporto. senao ia ter que pagar 100 euros pra embarcar a outra mala. vale ficar de olho nisso.

    • Não mudou nada, é que quando a origem do voo não é no brasil só pode um volume de até 23 kg . Emiti agora uma ida de Tam para Milão e a volta de smiles por Paris, como são bilhetes separados e a origem do retorno é Paris…Só posso trazer uma mala. Mas quem precisa de mais de uma mala para vir da Europa? Nos EUA o negócio é outro daí duas malas de 32 é muiiiiiiiiiiiiiiito pouco hehehe!

      • junior@hotmail.com

        Todas as viagens com origem ou destino brasil aplica-se a franquia fixada pela ANAC. Veja no site da delta…. http://pt.delta.com/content/www/en_US/traveling-w

        • newton

          Não é verdade. Só nos vôos iniciados no Brasil, o que inclui vôos de ida e volta saindo do br.

          • sabrina

            Já comprei voo só de ida dos EUA para o Brasil e pude trazer duas de 32kg.

          • Andrea Bisaggio

            Se emitir em bilhete separado só vale uma de 23 para o retorno. Eu preciso de 2 de 32 mesmo vindo da Europa! hahahaha

  • Joe Almeida

    Ótima iniciativa! Parabéns! Todos os leitores estão agora ansiosos por um post destes decifrando as regras para o TAM FIDELIDADE/MULTIPLUS ! O Melhores Destinos poderia disponibilizar uma publicação destas DENIS CARVALHO?

    • No caso deles é tudo feito por telefone mesmo. Algum leitor se habilita a fazer o artigo?

      • Ano passado comprei minha passagem pra lua de mel esse ano (abril/maio) na Europa com milhas TAM Fidelidade (Multiplus) através de uma agência da TAM Viagens. Posso dizer que pesquisei muito sobre como obter os melhores resultados. Não sei das regras gerais, mas não consegui stopover. O máximo que consegui foi uma conexão de 23 horas (mais de 24 horas eles não consideram escala/conexão) na ida para dormir uma noite em Munique, visto que o tempo total de viagem sem essa 'parada' seria de mais de 30 horas, como acabou sendo por conta de um cancelamento do voo principal e tivemos que mudar o trajeto inicial e ficamos sem essa noite em Munique.

        Não há muito que se acrescentar ao relato do colega. O principal é pesquisar muito sobre todas as opções de voos para onde se quer ir. Saber as opções dá a você a possibilidade de conseguir bons trechos.

        Com essas possibilidades em mãos, vá a uma AGÊNCIA da TAM Viagens. Essa é a dica que eu posso dar. Muito melhor que atendimento pelo telefone. Pelo menos na agência de João Pessoa o pessoal é muito atencioso e eles até se empolgaram em emitir uma passagem toda "montada" por mim, trecho por trecho.

        As pesquisas dos trechos Star Alliance eu fiz pelo programa de fidelidade da ANA, numa dica que achei em algum blog, ou nos sites das companhias aéreas como se fosse comprar com dinheiro mesmo. Mas como a TAM não faz mais parte desse grupo, temos que achar outra maneira.

        Não sei se saiu caro, mas ida e volta saiu 70000 pontos. O trecho de ida original era NATxLISxMUC(uma noite em Munique)xNAP, mas com o cancelamento do voo para Lisboa a viagem foi NATxGRUxMUCxNAP diretaço. heheh. Esse trecho 35000 pontos. A volta foi ORYxLISxNAT, por 35000.

    • Leonardo

      Não conheço muito a TAM pois nunca usei, mas até onde sei a TAM não permite stopover nos bilhetes emitidos pelo Fidelidade.

  • Excelente matéria! E vale a pena reforçar que o pessoal do Smiles não tem muita informação sobre stopover (ou são mal intencionados). Das vezes que liguei, recebi três informações diferentes de três atendentes diferentes (mesmo eu citando expressamente as regras retiradas do site). Com muito custo, consegui emitir minhas passagens e ficou uma trip muito barata. Mas não me permitiram fazer o stopover da volta (a não ser que eu quisesse fazê-lo em uma cidade brasileira). Enfim, as regras no site aí são confusas, pois fala em 1 stopover por trecho e que deve ser feito na região de destino. Então, se comprar ida e volta, a região de destino será a Argentina (no meu caso) e lá eu poderia fazer o stopover (mas limitado a 1). E se comprar ida e volta separados, teria direito a um stopover em cada, mas nesse caso na volta a minha região de destino seria o Brasil.

    • Leonardo

      Verdade, mas isso não é exclusividade do pessoal do Smiles, são várias as empresas que tem o mesmo problema. É comum ter que ligar várias vezes até encontrar um atendente que consiga emitir o bilhete do jeito que você quer.

    • Igor

      Cláudio, você foi por qual operadora? Estou querendo ir para Ushuaia e fazer um stopover em Buenos Aires indo com Aerolíneas Argentina, mas estou tendo o mesmo problema seu com a falta de informação do Smiles. Aonde você encontrou essas regras que mencionou. Obrigado

  • Alessandro

    Só um questionamento?
    No site da smiles não tem estas opçoes voce faz via telefone?

    • Eduardo Scoz

      nao, so pela central voce consegue

    • Adriano

      Você pesquisa os trechos individuais pelo site. Na hora de emitir, aí tem que ligar para a central.

    • viajaromundo

      Exato, pesquise tudo direitinho no site, anote os dados dos voos e ligue para a Central.

  • Victor

    Parabens!!! ajuda muito!

  • Marcio

    O texto é excelente. O que me "irritava", pois já abandonei este programa desde o ano passado, era ter de ligar e alem de ficar por vezes muito tempo na espera, ainda ficar tentando fazer os atendentes entenderem o que queremos, e muitas vezes depois de tudo feito, aquela disponibilidade que achamos no site, não existia mais. Eu, sempre emitia pelo site, sem stop over, mas sempre com open jaw, fazia em dois localizadores, principalmente para Europa, onde se encontra passagens muito em conta entre as cidades. Então, por exemplo, ia de GRU-FRA e voltava de LIS-GRU sempre procurando executiva. Como moro em Belo Horizonte, comprava os trechos internos nas promoções. Hoje, tem um probleminha….a Gol não honra mais as duas malas de 32 Kg quando você vem do exterior, mesmo em cias parceiras. Só a Avianca honra ao que me parece. Mas como disse, parabéns pelas dicas.

    • A Gol honra sim, da forma mais "Obvia" a ela!
      Se o trecho domestico estiver no MESMO vilhete Intl, ela honra sim! Se tiver separado, Nao!.
      Estarei viajando SEA/JFK/GRU/BSB de DL e G3 mes que vem usando um bilhete so e nesse caso honram

      • dtump

        a gol honra mesmo não estando no mesmo bilhete, porém com algumas restrições, a companhia tem de ser parceira e a conexão não pode ser de mais de 5 horas se não me engano, fiz isso essa semana, fiz CDG-GIG-FLN sendo que comprei tudo separado e eles honraram, so o que não honram é o limite de bagagem de mão.

      • Marcio

        Exatamente Rogério, mas quando emitimos em executiva, que é o que sempre procurava fazer, não conseguia no mesmo localizador, pois o sistema não aceitava classes diferentes no mesmo localizador, no caso econômica CNF-GRU e executiva no trecho internacional, chegue a tentar até pelo 0300 mas não obtive sucesso. Mão sei, sinceramente, se mudaram. Agora, emitindo todo trecho em econômica, sim, a Gol honra a franquia no voo dela(G3) Abs. e boa viagem.

    • Além disso qdo compramos com 2 localizadores diferentes apenas a ida tem a franquia "brasileira" de 2 malas cada de 32 kg, a franquia da volta é a usual, ou seja, 1 mala de 23kg. Esse descasamento invialbiliza a compra separada se viajar para compras grandes tipo enxoval .

      • Marcio

        Ola Maria Lucia, Bom dia! Posso estar enganado, mas segundo regras da Anac, o passageiro tem direito a duas bagagens de porão de até 32 kg em voos DE ou PARA o Brasil. Mesmo um passageiro que compra, por exemplo o trecho MIA-GRU-MIA, tem direito, mesmo saindo dos USA a duas bagagens de 32 kg, e mesmo que compre somente o trecho MIA-GRU.

    • Boa noite, Marcio!
      A gol honrou todas a vezes que cheguei do exterior de cias parceiras e trechos nacionais comprados separados. Nunca tive problemas, graças a Deus! Abs.

  • Leonardo, obrigada por compartilhar todaaaaas essas dicas!!! Que a gratidão de todos os leitores do MD retornem pra vc como lindas viagens!!!

  • Luis D R Berrocal

    O post é ótimo. Ajuda com certeza o novato em voos internacionais com paradas no itinerário. Mas, a ilustração poderia ser melhorada, assim como o MD faz em algumas pesquisas de promoções "printando" a página para melhorar o entendimento pela ilustração mostrada.
    Muito obrigado MD!

  • Sheila

    Otimo conteudo !!!

  • Um pouco complicado, mas pode compensar o esforço.
    Pretendo fazer consultas usando destinos da América do Sul ou Central. Alguma recomendação?
    O que mais me incomodou foi não ter a possibilidade de fazer tudo pelo site e precisar ligar na central de atendimento. O Smiles deveria permitir montar o roteiro pelo site. Facilitaria bastante.
    Parabéns pelo post. Muito bem detalhado.

  • Fabio

    Parabéns Leonardo, excelente post! Só gostaria de acrescentar que talvez você não consiga já com o primeira pessoa que te atender, tive que ligar 3 vezes até conseguir uma atendente extremamente simpática que "montou" meu trecho de retorno (JFK-GRU-CWB) pois as outras simplesmente diziam que não havia disponibilidade. Consegui CWB x JFK na semana da Páscoa/2015 em vôos diretos com a Delta por 50.000 milhas!!

  • Não ficou claro, no primeiro exemplo, se as milhas gastas foram 35.000, ou 35.000+12.000. Qual foi?

    OBS: Uma dica que deu certo comigo ano passado: havia disponibilidade Air France GRU-CDG direto, mas quando eu colocava CGR (Campo Grande/MS)-CDG, não havia disponibilidade. Ligando na central de atendimento, consegui emitir pelas mesmas 35.000 milhas CGR-GRU-CDG.

    • bruno

      também gostaria de saber se são 35 mil ou 47 mil…

  • Vinicius

    Pessoal, só uma observação, é praticamente impossível você conseguir atendimento pelo telefone do SMILES!

    A ligação é via número 0300 tarifado, nos últimos dias, eu não consegui ser atendido em menos de 1h de espera, sendo que nas vezes que consegui ser atendido aconteceram os seguintes problemas:

    1. O sistema estava fora do ar (hoje pela manhã, desde às 06:30h da manhã)
    2. A ligação (depois de 1:20h de tempo) ficou muda quando estava finalizando a emissão (ontem às 22:30h)
    3. Inúmeras ligações que caíram antes de transferir para o atendente
    4. Telefone não chama e não faz nada

    Realmente existem trechos com pontos reduzidos (até 30.07.14), mas depois da elevação das milhas necessárias, acredito que não vale a pena todo o trabalho…

    • David Martins

      Vinicius, é isso mesmo, o Smiles leva horas para atender no telefone, independente do horário que você liga. Haja paciência…

    • Eu só consigo ser atendida mais rapidamente no final da noite. É um estorvo.

    • Adriano

      Até o fim do mês continua a quantidade de milhas atual para emitir até o ano que vem.

    • O Smiles bem que poderia disponibilizar um telefone do tipo 4004 com tarifa local de telefone fixo, mas ela não vai fazer pelo fato de não ter atendimento humano suficiente para atender a demanda das milhares de ligações que viriam.

    • Maicon Moreira

      Ontem fiz toda a pesquisa e tentei contato pelo 0300. Fiquei 1 hora e desisti. Mais tarde liguei novamente e desisti depois de 40 minutos. Hoje tentei atendimento pelo número internacional (EUA – 1 800 468 2744), ligando pelo Skype. Além da ligação ser TOTALMENTE GRATUITA, fui RAPIDAMENTE ATENDIDO, por uma atendente que, inclusive, fazia pesquisas (coisas q as atendentes daqui já não costumam mais fazer), mas infelizmente as disponibilidades de ontem já não existem mais. Atendimento Smiles no Brasil está muito aquém do esperado.

  • Me veio uma duvida agora… Se eu quiser fazer um voo domestico (seja pela GOL, TAM, Azul, etc.) e esse tiver conexão, dá pra fazer stopover?

    • Carlos Montenegro

      Não.

    • Leonardo

      Em geral as empresas brasileiras não oferecem stopovers gratuitos em voos domésticos.

  • Rafael S

    Sensacional!!!

    Não tem esse de economia ou não…
    Não saber todas as opções que o programa disponibiliza é o mesmo que comprar um carro com camera e sensor de estacionamento e continuar usando só o espelho pq "da muito trabalho" olhar ali e ver "aquelas barrinhas"!!!
    Tem que saber tudo o que dá pra fazer sim!!!
    Quem quer praticidade, rapidez e evitar riscos, é só entrar na agencia, pagar o dobro e boa viagem!!

    Nesse esquema, consegui emitir IDA GRU-JFK direto pelo delta e VOLTA JFK-SDQ-GRU, sendo o primeiro voo com a Delta e o segundo com a GOL.

    Mas emiti a ida e a volta separados… O que não entendi é, meu limite de bagagem não é 2×32 na volta? Pelo que entendi conta o voo todo não?

    Obrigado ao Leonardo pelas dicas ótimas!!!

    • Rafael, se for um bilhete só de ida e volta ( no mesmo localizador) tem direito aos dois volumes de 32kg, mas se for localizadores diferentes eles podem limitar a 1 volume de 23kg pois a origem será EUA…
      Como são parceiras Delta e Gol, pode ser que uma boa conversa com o despachante no checkin e provando que comprou tudo junto …blablabla…pode ser que com a boa vontade do despachante não te cobre excesso, mas é um risco grande! Boa sorte!

      • Rafael S

        Rogerio, valeu!!!

        Dei uma olhada no site da Delta (a passagem foi emitida no Smiles, mas o ticket da volta é todo Delta) e diz que: "Voos entre Brasil e USA, limite de 2 x 32kg". E no site em inglês, aparece a mesma informação, mas entre "USA e Brasil". Acho que não preciso me preocupar, só se o funcionário do check in for chato mesmo… kkk

      • Rafael S

        São dois localizadores!!

      • junior@hotmail.com

        Todas as viagens com origem ou destino brasil aplica-se a franquia fixada pela ANAC. Veja no site da delta…. http://pt.delta.com/content/www/en_US/traveling-w….

        • Rafael S

          Ola Junior.

          Eu já tinha lido essa página, mas obrigado de qq forma

          Acontece que meu voo é JFK-SDQ com a Delta e SDQ-GRU com a gol, mas foi emitido junto…
          A Duvida seria, se no check-in de JFK, a atendente considerasse só o voo pro Caribe.

          De qq maneira, acho que isso não vai acontecer, e eu já devo receber os dois tickets de embarque em NY mesmo…

  • John Wester

    Show, show, show!

  • Renata

    Parabens!!!muito bom o texto.Obrigada por compartilhar seus conhecimentos.Vou imprimir!

  • Parabéns ao Leonardo pelo post!!!
    Muito bom e com certeza ajudará muitos usuários do MD a montarem melhor suas futuras viagens!!!

  • Fernandes

    Pessoal, muito bom o post, mas o exemplo 1 está errado! As regras não permitem o stop over envolvendo somente destinos da Europa, conforme item 2, abaixo:
    2. É permitido um (01) Stopover dentro da região de destino da viagem, sendo que não é permitido em vôos puramente domésticos de qualquer país ou quando a viagem envolver somente países da Europa. Stopover: Parada intermediária entre a origem e o destino da viagem. Não será permitido fazer conexão mais de 2 (duas) vezes na mesma cidade, em uma mesma viagem.

    • Fernandes, eu entendi de outra forma, pois se o voo sai do Brasil, entao nao envolve "somente" países da Europa. No trecho que vc reproduziu diz que é permitido um stopover dentro da regiao de destino, nao sendo permitido (…) quando a viagem envolver somente países da Europa. Por favor, me corrijam se eu estiver errada.

      • Fernandes

        Claudia, não posso te corrigir, pois vc pode ter razão rsrs Não sei, fica confusa a redação da regra, dá margem a dupla interpretação, seria bom que alguém que realmente testou colocar aqui a experiência. Eu já tirei algumas vezes com stopover, mas sempre para os Estados Unidos, agora mesmo em Agosto estarei indo para New York, com stop de uma semana em Miami.

        • Pois é, eu ja fiz Rio x Orlando com stopover em Las Vegas e gastei apenas 25 mil milhas! Show! To planejando ir a Europa, Rio x Veneza com stopover em Paris e queria saber melhor, vou tentar falar com o Smiles mais tarde. Abs!

        • André Araújo

          Fernandes, a Claudia tem razão: o stopover só é proibido no caso o trajeto envolver apenas países europeus… se a origem ou o destino forem no Brasil, esta restrição não se aplica.

          Abraços,

  • Mariana

    Sera q da pra fazer isso com aerolineas argentinas?? Estou querendo emitir 2 bilhetes para os estados unidos, miami, e a unica opcao que encontro é pelas AR a 25 mil milhas o trecho, porem com conexao longa em EZE . QueriA fazer um stopover em bs as para nao ficar mt cansativo.. Aliás, alguem ja voo AR para os eua na classe economica?? Como é???

    • Dá sim. Eu já emiti minhas passagens com stopover pela aerolineas através do smiles. Ainda não viajei para saber se a empresa é boa. Mas já deu certo a emissão…

      • junior@hotmail.com

        Região de destino seria EUA. Se estão permitindo na conexão na Argentina é novidade. Seria a mesma coisa que sair de CWB a JFK, com conexão em GRU, e fazer stopover em GRU.

  • Desculpe se sou meio ignorante no assunto mais vamos supor que eu queira ir São Paulo a Roma com stop em Paris. Vou primeiro checar a disponibilidade GRU X CDG, vamos supor que eu ache pro dia 10/10 ai eu checo CDG x FCO pro dia 15/10. O correto eu gastar 35000 + 12500 milhas, porém eu ligando la e dizendo que quero fazer um voo GRU x FCO com stop em Paris eu na realidade só irei gastar 35000 pontos. É isso???????? ou entendi errado???

  • Parabéns !! Post muito útil e esclarecedor.

  • Fabiano

    Oi Leonardo,

    pretendo fazer uma viagem para os EUA com stop over (nos EUA ou caribe) mas não sei quais cidades as companhias parceiras disponibilizam passagens via smiles. Você saberia me informar, por ex, se existe vôo do Brasil para California via smiles?
    Como sugestão para o MelhoresDestinos eu proponho um post com alguns trechos smiles para os EUA com possibilidade de stop over.

    Abraço

    • Fernandes

      Fabiano, eu já emiti do Brasil para San Francisco, com stop over de uma semana em New York, voando Delta. Basta pesquisar no site os trechos separadamente e depois ligar na central, conforme o post orienta.

    • Eu ja emiti RIO X ORLANDO, com stopover em LAS VEGAS no ano passado. Na volta queria fazer stopover em Punta Cana, pois tinha conexao la, mas me informaram que nao era permitido.

    • Tem voo para Los Angeles, Sao Francisco e outras cidades sim, ja vi . Por exemplo, tem voo para Los Angeles nos dias 02 e 08 de fevereiro, tava ate pensando em pegar…

    • Leonardo

      Fabiano, se não estou enganado a Delta tem voos diretos saindo do Brasil (GIG, GRU e BSB) com destino a ATL, DTW e JFK. Mas você pode fazer uma conexão em uma dessas e seguir para a Califórnia.

  • IVANA

    Parabéns e muuuito obrigada pela excelente postagem!!!
    Sensacional!!! Nos ajudando, iremos longe!!!

  • pati

    o smiles continua cheio de trechos pro eua pela delta por 25 mil milhas. só mais uma semana!

  • MTorres

    Explica ai por favor o Exemplo 2. Eu compraria GIG-CDG e volta AMS-GIG? Anoto os voos e compro pela central, certo? Valeuuu

    • Eduardo Scoz

      desta forma você faz pelo site, caso o fizer pela central terá que pagar a taxa de emissao do bilhete

    • Leonardo

      Isso aí, isso é o open jaw. Como falei, a vantagem principal é estar tudo no mesmo bilhete, evitando problemas com a franquia de bagagem.

      E no caso de open jaw a central não cobra taxa de emissão pois não é possível fazer esse tipo de emissão pelo site.

  • Muito bom!
    Esse artigo me dá um upgrade de conhecimento em emissão de passagens com milhas. Acho que as cias aéreas evitam esse tipo de conhecimento circulando por aí.
    Obrigado!

    Um detalhe: minha experiência com a Air France em relação a franquia de bagagem é PÉSSIMA! A franquia que eles me deram no voo BSB-LHR-BSB foi de uma peça de 23kg, e não 32kg. Isso pq comprei ida separada da volta, mesmo que os dois bilhetes sejam da Air France. Havia muita gente na mesma situação que eu no check-in, todos nós pagando £80 de excesso…

  • Murilo

    Tirei uma passagem pela air france Milan gig com conexão em paris pelo site da smiles. Será que consigo alterar a data de um dos trechos e fazer um stopover em Paris. Se sim , seria pela smiles ou pela Air france ?

  • Leandro

    Muito bom.
    E pra comprar o stopover e open jaw sem ser por milhas, é apenas por telefone tbm??

    • Leonardo

      Leandro, não sei te dizer, varia muito de empresa para empresa. De vez em quando a Air France / KLM oferecem stopover em Paris e Amsterdã cobrando pequenos adicionais.

      Uma sugestão: entre em sites de pesquisa de preços de passagens (como o submarinoviagens.com.br ou google.com/flights) e pesquise em múltiplos destinos por:

      GIG-CDG
      CDG-FCO
      VCE-AMS
      AMS-GIG

      Você vai ver que vai ser apenas um pouco mais caro do que um voo simples IDA-E-VOLTA GIG-CDG-GIG

  • Rafael

    Alguém já conseguiu emitir passagens pela Aerolineas GIG-SCL com stopover em buenos aires?
    nas regras do voo no smiles diz que não é permitido

    • Tô com a mesma dúvida que você… Quero fazer esse mesmo trecho…

    • Leonardo

      Rafael, onde apareceu essa regra dizendo que não é possível?

      • Rafael

        Quando olho nas regras do vôo, quando seleciono um trecho, informa não ser permitido paradas intermediárias. Também não consigo achar trechos da aerolineas saindo de buenos Aires nem para SCL nem para MDZ. Para poder entrar em contato com a central..
        Dá pra pedir o stopover na central mesmo sem ter o 2o trecho no site?

        • Leonardo

          Dei uma procurada no dia 01/10/2014 e encontrei várias opções de Buenos Aires para Mendoza e Santiago. Quais datas você está procurando? E a origem da viagem seria a partir de qual cidade?

          • Rafael

            estou procurando no mês de novembro, A viagem seria GIG-BUE-MDZ com volta SCL-GIG ou GIG-BUE-SCL com volta MDZ-GIG 3/4 dias em cada cidade.

          • Leonardo….aproveitando sua explicação, iria emitir passagens BEL/SCL dia 16 e volta 23/01/2015 por 10.000 milhas o trecho.
            Agora lendo sobre os stopovers, fiquei animada em fazer uma parada em EZE 3 dias. Acha que consigo fazer esta reserva pela central, pelos mesmos 10.000 o trecho?

            Estou um pouco perdida para procurar os trechos.
            Agradeço a ajuda! 🙂

    • Rafael, você conseguiu emitir? Estou querendo emitir GRU-USH com uma parada em BUE.

      Obrigado

      • Rafael

        Oi João, acabei mudando o destino das férias e não tentei a emissão da passagem!

        Abraço

  • tati

    Essas dicas do stopover, open jaw e side trip só valem para milhas ou tb serve para compras de passagens no cartão e dinheiro? Tb valem pra dentro do Brasil? Por exemplo se eu comprar uma passagem de Vitória / Cuiabá que fax conexão em Brasília posso fazer stopover em Brasília? Ficar uns dias e depois continuar o trecho Brasília / Cuiabá? ??

    Amei a matéria! Vcs são demais!

    • Oi Tati, vale somente para passagens com milhas em companhias parceiras para voos internacionais

    • Pagando pode tudo, não há restrições.

  • Luciano

    Em primeiro lugar, parabéns ao Leonardo, pelo excelente post. Em segundo, quero dizer que dá trabalho, mas é sim, possível, elaborar roteiros relativamente complexos.Um exemplos, de uma viagem que fizemos em 2013:

    Ida: BSB – Vegas, conexão em MIA; STOPOVER; Depois, Vegas – SFO, conexão em LAX(destino)
    Volta: LAX – NEW (NY/Newark); STOPOVER; Depois, JFK – GIG (conexão) – BSB

    O trecho São Francisco à Los Angeles foi da melhor maneira que existe, de carro, bem devagar, pela espetacular US-1.

    Ou seja, BSB – SFO – BSB, com Open Jaw em Los Angeles e dois Stopover, em Vegas e NY, por 50 mil milhas por pessoa.

    Boa sorte nas pesquisas

  • Ana Isabel

    Excelente post! Eu estou há um mes fazendo simulações mil para emitir minhas ferias por milhas. Eu ia pra Patagonia, emitindo Confins – Ushuaia, fazendo stopover em Buenos Aires e ia voltar por El Calafate. Tudo isso por 20mil milhas.

    Mas agora estou procurando Europa, mas nao achei ainda Amsterdan ou Paris para Malta, não sei se tem. E como quero ir em outubro, a disponibilidade não está assim tão generosa, mas tem.

    Obrigada!

    • Leonardo

      Apesar de existir o voo CDG-MLA (Paris-Malta) na Air France, é apenas um codeshare e ele é operado pela Air Malta. Provavelmente esse tipo de voo não vai aparecer no Smiles. De qualquer forma, o custo desse voo não é tão caro.

      Outra opção é ir até Roma, e de lá fazer Roma-Malta, sai ainda mais barato. Só precisa ver se as taxas de embarque compensam.

  • Renato

    Olá pessoal, tenho pouco mais de 27mil milhas no programa da Delta que acumulei numa viagem a Tailândia. A duvida é: posso utilizar esses pontos mais 23 mil pontos do Smiles, completando os 50 mil, para uma promoção ida e volta pra JFK, já que são parceiras?

    • Cada programa emite em sua cia. Ou seja, precisa emitir a ida com a delta e a volta pelo smiles (ou vice-versa). Nao da pra entrar no smiles por exemplo e querer emitir tudo juntando seus pontos smiles+delta.
      Abxx

  • Emerson

    Muito bom!!! Estou indo para Itália ano que vem e gostaria de chegar em Roma e voltar por Milão ou vice-versa, fazendo o caminho descendo ou subindo. Esses post me ajudará e muito! Obrigado!

    • Leonardo

      A viagem que eu fiz que originou o post foi:
      IDA:
      GIG-BSB-CDG (Rio-Brasília-Paris, stopover em Paris)
      CDG-FCO (Paris-Roma)

      VOLTA:
      VCE-AMS (Veneza-Amsterdã, stopover em Amsterdã)
      AMS-GRU-GIG (Amsterdã-São Paulo-Rio)

      De Roma para Veneza aluguei um carro e pude conhecer o interior da Itália, muito maneiro! Especialmente a Toscana.

  • Marcelo

    Excelente post.. muito bom mesmo! Todas essas possibilidades somente comprando com milhas, né? Na "compra normal" também é possível fazer stopover?

    • Precisa ver se as regras da tarifa. Mesmo que nao emita pelo telefone, é sempre bom dar uma ligada. Muitas vezes t ajudam esclarecendo coisas, outras muitas só atrapalham… Nao acredite em tudo que t falam, principalmente qdo negarem pedidos…
      Mas na viajei pagando fazendo open jaw e stopovers.
      Abxx

  • Manoel

    Otimo as dicas,mas so para quem tem coragem de usar Smiles.Entraram em minha conta,roubaram o que tinha e ainda compraram varias milhas .O melhor de tudo foi que so descobri quando fui transferir 25.000 pontos .Reclamei e bloquearam minha conta.Smiles nao me faz falta.

  • Tudo muito bonito, mas é muuuuito difícil achar esses voos no site do Smiles…

    • MTorres

      Só não tem EUA com parceiras. O mundo todo ta disponivel praticamente.

  • areadeemb

    Parabéns ao Leonardo,
    Artigo que elucida bem os pormenores da emissão pelo Smiles que poucos tem conhecimento. Sabendo usar economiza muito dinheiro sim, principalmente na questão franquia de bagagem.

  • As Executivas de 37.500 para os EUA já não existem mais? Nem mesmo até dia 31/07? Alguém as encontra?

  • denis

    O que e stopover

  • Vania

    Alguém sabe me dizer se existe stopover na Tam para emitir com pontos?
    Obriga

    • Gabriel Q.

      Não existe. Conexões de no máximo 23h59min. Acima de 4h de conexão você pode ter que se responsabilizar por sua mala (o que pode ser desejável para um pernoite em algum lugar).

      • Olá Gabriel. Pois é, todas as vezes que liguei perguntando na Tam não podia. O curioso é que qdo tentei fazer stopover com milhas Smiles a central tb usou o argumento de que conexão não demanda aumento na qtde de milhas utilizadas mas stopover é encarada como uma perna extra e por isso terá custo extra em qtde de milhas. Como ficamos? Achei o artigo do Leonardo mto interessante mas essa parte do stopover com a mesma qtde de milhas difere de tudo que vivenciei até hoje. Você ja´conseguiu isso para a Europa?

        • Gabriel Q.

          É como o Leonardo explicou, o atendimento não é dos melhores. Desligue e ligue novamente para falar com outro atendente. Seguindo os detalhes do post funciona sim.

  • denis

    Estou comecando no ramo de milhas agora como faco para turbinar as milhas

    • Ricardo C.

      Você espera as promoções dos cartões de crédito para ganhar bônus nas transferências. Por ex hoje a tam esta bonificando com mais 20% conforme MD divulgou

  • Que belo post, estão de parabéns!! Mesmo já tendo voado muito usando SMILES, não tinha conhecimento de todos esses direitos. Obrigado pelas dicas MD e Leonardo!!

  • Quero agradecer ao meu xara Leonardo por esse post incrível que o mesmo colocou para tirar as nossas dúvidas!
    Parabéns pelo seu post e por sua boa vontade em dividir essa experiência conosco.
    Boa sorte em suas viagens!

  • Paulo Setubal

    Esse esquema de stopover funciona para trechos internos, ou seja, dentro do Brasil pela Gol ?

    • Luis Fernando

      Também tenho essa dúvida. Seria muito interessante que respondessem.

      • Paulo Almeida

        Se lerem os posts anteriores verão que não pode para voo interno.

  • junior@hotmail.com

    Denis, para o último trecho está faltando dizer que é possível trechos em econômica internos, quando não há executiva, mas só pelo 0300 e desde que haja a disponibilidade no site, muito comum nos EUA, já que lá a executiva da Delta vira first e o site assim a reconhece, não montando o trecho. O Smiles é o melhor programa, sem dúvida. Tenho montado trechos complicados graças ao SMILES. Os trechos ainda estão absurdamente baratos e em executiva há muita disponibilidade (exceção EUA). Não há o que reclamar, principalmente se vc for ouro ou diamante, com 0300 exclusivo que atende mais rápido. Parabéns pelo post.

    • denis

      Obrigado junior

  • Manoel

    Meu comentario sobre o Smiles foi deletado.Nao entendi.

    • Marcio

      O meu não foi publicado, também não entendi.

      • Liberado! Nem eu entendi porque ficou na moderação!

    • Não deletamos nenhum comentário seu, Manoel

      • Manoel

        Boa noite Denis.Parabens ao Melhores Destinos pelo trabalho realizado,mas nao concordo com esse tal moderador que nao publicou meu comentario referente problemas com minha conta no Smails.

  • Jorge Eduardo Chame

    Leonardo vc é mágico. Conseguiu emitir um bilhete pelo SMILES !!! É O PIOR SITE QUE EXISTE !!!
    Já tenho acumulado lá 150.000 milhas que não consigo usar, a não ser em voos GOL. COMO QUERO IR PARA EUROPA NÃO ME SERVEM PARA NADA.
    Quando coloco o destino Europa, p.ex MADRI, escolho as datas e o sistema me responde "não existe voo nestas datas" . Já corri todos os dias do mês. É sempre o mesmo.
    Nenhuma cia parceira voa para Madri ???????????
    Por favor, não elogie o Smiles. Já pedi inclusive a eles para devolverem meus pontos já que eles vão expirar sem eu poder usá-los. Negaram !!!

    • Fabio

      Fiz questão de ir confirmar esse seu comentário, e joguei no smiles ida+volta (GRU-MAD-GRU) numa data de Março/2015 (ida dia 10 e volta dia 24), e advinha? Tem lá as passagens! É só comprar!
      Ah, mas eu não quero ir em Março…. tem lá abril tb, chutei ida dia 08 e volta 21, tá lá disponível pra compra.
      Não deixe seus pontos vencerem não, passa tudinho pra minha conta que vou usar certamente.

    • Ana Isabel

      Uma opção é tentar outros destinos. Estou encontrando com facilidade para Paris e Amsterdan, até mesmo para out e nov desse ano. Se quiser ajuda, me fala. E se quiser passar as milhas pra frente, me fala tb, rs.

    • Já fui para os USA com spotover este ano no smiles. E já consegui emitir para o próximo ano em abril para Paris com spotover com destino final de Amsterdã. Apesar das dificuldades o programa do Smiles compensa.

    • Manoel

      Boa noite,Jorge.O moderador segurou meu comentario.Entraram em minha conta Smiles e compraram milhas e emitiram varia bilhetes Gol .Nem o Smiles e nem a Gol tem controle das contas .Cuidado com seus 150.000 pontos que podem vira Zero num piscar de olhos.

      • Boa noite! Manoel é bom guarda sempre um email smiles com o seu saldo de milhas atual ou imprimir um extrato do smiles com o seu saldo de milhas.
        Lembrando que fralde tem em qualquer lugar e todos nós estamos sujeitos a isso independente de ser Smiles ou fidelidade tam!
        1 opção: Primeiro passo é abrir uma reclamação e guarda o protocolo da reclamação do sac smiles.
        2 opção: Se não resolver entre em contato com a página do Smiles no Facebook e informe o protocolo da reclamação.
        3 opção: Reclamar no site reclame aqui,o Smiles e a Gol tem avaliação como Boa empresa e resolvem mais de 90% das reclamações que tem fundamento!
        A última opção seria o juizado de pequenas causas civil de sua cidade.
        Espero ter ajudado,boa sorte!

    • André Araújo

      Jorge, procure em abril/maio/junho de 2015, o que mais tem lá é passagem disponível… um abraço,

    • Todo mundo pesquisa e consegue emitir as passagens!
      Agora com certeza pode haver algum problema em algum momento.
      Mas se você insistir com certeza ira conseguir emitir as suas passagens!
      Agora tenho que discorda de você quanto dizer que o Smiles é ruim.
      Mesmo com alguns problemas é de longe o melhor programa de milhas do Brasil!
      Sou cliente a Smiles a 10 anos e sempre que tive algum problema fui atendido pela equipe smiles e tive o meu problema resolvido.
      E sempre conseguir emitir as minhas passagens e economizar um bom dinheiro!

  • diegos

    Para mim, a publicação do ano mais relevante!
    Este tipo de informação ao "usuário básico", como eu, é muito significativa. Obrigado!

    Parabéns ao Melhores Destinos e ao Leonardo A.!

  • Fred K. Chagas

    Muito bom, há questões que não sabia (2 stopovers, open jaw et al). Agora, temos que convir que é um texto para "iniciados" e "LEITORES". Alguém que nunca tenha pesquisado voos e datas nos sites das empresas e depois ligado para o smiles vai ficar perdido.
    E me refiro a LEITORES já que logo acima há um camarada perguntando "o que é stopover"… Claro que não leu o post…

  • Fred K. Chagas

    agora, uma questão que não sei se procede a explicação do post. Diz lá: "A solução nesse caso seria procurar um voo que fosse AMS-GIG com conexão em GRU, aí, como seria o final da viagem, você poderia desembarcar e perder (de propósito) a última perna da viagem."
    Ok, mas e as bagagens? se a pessoa tivesse APENAS bagagem de mão, ok, sem problemas. Mas sabemos que a companhia não iria desembarcar as malas do porão do avião com etiqueta "GIG" em "GRU".

    • Ana Isabel

      Nos voos vindo do exterior, vc passa na alfandega na primeira cidade q desembarca, por isso pode fazer isso sem problemas.

  • Kadu

    Leonardo, parabéns pelo post. Uma dúvida, o smiles só permite fazer stopover no destino da viagem. No caso do exemplo 3, na volta da Europa para o Brasil há um stopover em uma cidade europeia, que não é o destino final da viagem. Eu entendo que neste caso não é permitido, estou certo?

    • André Araújo

      Está certo. Na volta o stopover deveria ocorrer em uma cidade da América do Sul (Ex: Buenos Aires)

    • Leonardo

      Kadu, como o bilhete é IDA-E-VOLTA, a região de destino é a Europa, sendo assim os 2 stopovers são na Europa.

      Se você emitisse IDA e a VOLTA separadamente, seriam 2 bilhetes, e aí seriam regiões de destino diferentes.

      • Kadu

        Entendi Leonardo, obrigado por esclarecer…

  • Solange

    Ha 3 anos viajo para a Asia pelo Smiles. Foram viajens maravilhosas que consegui fazer sem pagar um tostão de passagem na executiva! Uma beleza!
    Considerei o Smiles o melhor programa para se emitir bilhete para Europa e Asia até agora…
    Alguem quer fazer um post sobre os melhores bancos e cartões para milhas?
    Estou aguardando anciosamente!

  • Ramon

    Parabéns pelo post!! Porém seria bom se eles atendessem o 0300…. Já fiquei mais de uma hora esperando e nada!!! Alguém tem alguma outra alternativa??

  • carolk

    O artigo é ótimo, mas pra mim acaba sendo inútil. Deve haver alguma tática dos deuses para conseguir emitir bilhetes com as parceiras smiles. No site sempre dá indisponível as passagens para New York ou Toronto. Pelo telefone fiquei 1 hora e 6 minutos ouvindo a musiquinha e NÃO fui atendida! Alguém tem alguma dica?

    • Liga às 6/7 da manhã. Sempre funciona. Como trabalho cedo, qnd precisei sempre liguei esse horário enorme atendimento foi rápido.

  • Claudia

    Excelente post Leonardo!! Muito explicativo e minucioso. Muito obrigada!!

  • Ano passado comprei minha passagem pra lua de mel esse ano (abril/maio) na Europa com milhas TAM Fidelidade (Multiplus) através de uma agência da TAM Viagens. Posso dizer que pesquisei muito sobre como obter os melhores resultados. Não sei das regras gerais, mas não consegui stopover. O máximo que consegui foi uma conexão de 23 horas (mais de 24 horas eles não consideram escala/conexão) na ida para dormir uma noite em Munique, visto que o tempo total de viagem sem essa 'parada' seria de mais de 30 horas, como acabou sendo por conta de um cancelamento do voo principal e tivemos que mudar o trajeto inicial e ficamos sem essa noite em Munique.

    Não há muito que se acrescentar ao relato do colega. O principal é pesquisar muito sobre todas as opções de voos para onde se quer ir. Saber as opções dá a você a possibilidade de conseguir bons trechos.

    Com essas possibilidades em mãos, vá a uma AGÊNCIA da TAM Viagens. Essa é a dica que eu posso dar. Muito melhor que atendimento pelo telefone. Pelo menos na agência de João Pessoa o pessoal é muito atencioso e eles até se empolgaram em emitir uma passagem toda "montada" por mim, trecho por trecho.

    Na época a TAM fazia parte da Star Alliance, então eu pesquisei passagens pelo site da ANA (dica de um blog que não lembro qual) ou então pelos sites das companhias parceiras como se fosse comprar com dinheiro mesmo, só para explorar a malha aérea. Como a TAM tem em outra parceria, temos que ver as novas possibilidades.

    Não sei se saiu caro, mas ida e volta saiu 70000 pontos. O trecho de ida original era NATxLISxMUC(uma noite em Munique)xNAP, mas com o cancelamento do voo para Lisboa a viagem foi NATxGRUxMUCxNAP diretaço. heheh. Esse trecho 35000 pontos. A volta foi ORYxLISxNAT, por 35000.

  • Qual a vantagem de fazer o stopover fora a economia de bagagem? Há economia na quantidade de milhas? ?

    • Aflicao

      Não existe muita vantagem em vc ficar o tempo que quiser em Paris, Madri, Amsterdam, NYC, Abu Dhabi, Buenos Aires etc. e depois seguir para o seu destino original sem ter de pagar a passagem extra! Não vejo nenhuma vantagem mesmo.

  • Savio

    Esse post deveria ser fixo, MUITO BOM!

  • Pode dois stopover na ida e dois stopover na volta com open jaw? Paga 70000 no total de milha?

    • Há divergências qto ao pgto ser de 70.000 milhas. Os stopover tudo bem, open jaw idem mas sobre a qtde de milhas ser apenas 70.000 não concordo pq não foram essas as experiências que tive com a central do Smiles mas isso é o que o post do nosso colega afirma.

    • Leonardo

      É apenas um stopover na ida e outro na volta.

  • Magaly

    Na página do smilles, na minha conta, quando peço a emissão de bilhete de cia. aérea parceira, não aparece a opção de múltiplos destinos. Apenas ida e volta para o mesmo destino. Tenho interesse em partir de São Paulo para Viena e depois retornar de Praga ou França, para São Paulo.
    Alguém pode me ajudar? Grata.
    Parabéns pela iniciativa do post.

    • Marcio

      Ola Magaly, até onde eu sei, você tem de fazer duas emissões. Primeiro faça um trecho, sempre somente de ida logicamente, e depois o outro. Por exemplo: GRU-VIE dia 10-12-14 e depois CDG-GRU dia 20-12-14. Espero ter ajudado.

    • Leonardo

      Magaly, a primeira coisa é descobrir quais das empresas parceiras do Smiles voam para Viena. Acredito que Air France, KLM e Iberia cheguem lá a partir dos seus respectivos hubs, CDG, AMS e MAD. Sendo assim, você precisa procurar por cada um dos trechos separadamente (e buscando apenas IDA e não IDA E VOLTA):
      – Air France:
      GRU-CDG
      CDG-VIE

      – KLM:
      GRU-AMS
      AMS-VIE

      – Iberia:
      GRU-MAD
      MAD-VIE

  • Pergunta burra: Exemplo: Emitindo separado o trecho mia/atl e atl/mia terei um gasto de 37.500 milhas e os bilhetes serão separados (franquia de bagagem). Emitindo pelo telefone e dizendo que quero fazer stopover em Atlanta e depois vir ao Brasil. Terei que desembolsar as mesmas 37.500 milhas e o único beneficio seria a franquila de bagagem ou irei desembolsar 25mil milhas e a franquia de 2/32kg?

    • Fernandes

      Tiago, você irá desembolsar 25 mil milhas e ficar com a franquia de 2/32! Lembrando que no final deste mês a tabela do Smiles tem um reajuste e as passagens para os EUA passam a 35 mil pontos por trecho.

  • Cinthia

    Já fiz algo parecido em uma viagem de 2012. Fomos a Budapeste com stop over em Paris. Voltamos de Praga (open jaw) e só não fizemos o stop overdose na volta pq a viagem já era bem longa pela Europa. Foram 24 dias viajando.
    Emitimos 4 bilhetes, ida e volta, todos na executiva. Bons tempos do Smiles que não voltam mais!
    Ab
    Cinthia.

  • Simone

    Ótima matéria. Gostaria de informar que recentemente fiz este caminho e deu tudo certo. Antes de ligar na central, selecionei os voos, as datas e horários desejados para viagem a Europa, com uma segunda opção caso a primeira não estivesse disponível. Fui bem atendida por telefone, emitiram as passagens com stopover e open jaw e não me cobraram nenhum custo pelo atendimento. Além da vantagem de chegar em um país e partir de outro, todas as passagens foram emitidas por 70.000 ida/volta e franquia de bagagem de 2x32kg desde a origem até o destino final.

  • Muito elucidativo o post! Vamos ver se eu entendi o exemplo 2 (que é o que eu preciso!). Pretendo emitir uma passagem com a minha pontuação Smiles para a Europa no ano que vem com open jaw. Ida CNF-BRU e a volta MAD-CNF. De acordo com as explicações do Leonardo, necessariamente eu preciso buscar separadamente os vôos no site, cuidando para que sejam da mesma companhia, e anotar os dados para depois emitir as passagens no call center do Smiles. Se eu emitir pelo site cada um dos trechos como sendo de ida, terei uma franquia de bagagem menor na volta. Correto?

    • Leonardo

      É isso aí Clarissa! Só que tem um problema, na ida, no trecho CNF-BRU nenhuma das duas cidades é hub, ou seja, você via precisar passar por um hub no Brasil e outro na Europa, e o site do Smiles dificilmente monta trechos com 2 conexões. Sendo assim, você vai precisar dividir sua ida em 2 trechos:
      1) CNF-CDG (Air France) ou CNF-MAD (Iberia) ou CNF-AMS (KLM)
      2) CDG-BRU ou MAD-BRU ou AMS-BRU

      Se você quiser, pode aproveitar para fazer o stopover nessa cidade intermediária.

      Na volta, você pode começar em BRU, fazer um stopover em MAD e depois seguir para GRU. Mas só dá pra fazer isso com a Iberia pois MAD é hub dela.

      • Obrigada, Leonardo! Agora entendi!!!!!!!!!! Já está tão profissional que pode ser contratado para a equipe do MD! Vou guardar esse post + a resposta para sempre!

        • Leonardo

          Hahahaha que bom que foi útil!

  • Vera Torres

    estou voltando de Barcelona / Espanha para o Rio de Janeiro pela Air France, e com isso meu bilhete tem uma conexao em Paris com milhas smiles. Será que poderia ter direito a ficar uns dias em Paris antes de seguir de volta para o Rio de Janeiro ?
    Alguem poderia esclarecer esta minha dúvida? Pq liguei pra call center da smiles e me informaram que esta parada só tem direito com o bilhete de ida e nao no bilhete de volta,
    Obrigado

    • Leonardo

      Se o seu bilhete é IDA-E-VOLTA, você pode sim. Se é somente IDA, aí a região de destino é a América do Sul, e aí você não consegue.

      • Junior

        Stopover na ida ou volta somente na região de destino DO TRECHO. Na ida pode stop em Paris, na volta pode stop no Brasil.

  • Cida

    uso muito milhas e não sabia disto, Perdi de economizar em várias viagens. Obrigada, usarei na próxima. já copiei e guardei esta matéria para o futuro.

  • E não é que esse assunto de emissão de passagem com milhas para o exterior ainda me deixou dúvidas. Fiquei sem saber se postava aqui essa minha nova pergunta, mas lá vai:
    Sou smiles ouro e tenho hoje 60.393 milhas. Graças àquela promoção da Delta para Cancun, vou voar em janeiro CWB-ATL-CUN, ida e volta, mais os trechos CNF-CWB-CNF que devo fazer de GOL para pontuar também. Imagino que devo ganhar pelo menos 12000 milhas com mais esses vôos, chegando ao número necessário para emitir uma passagem ida e volta para a Europa. A pergunta é: se eu deixar para emitir as passagens para a Europa em fevereiro, consigo viajar em junho ou julho pagando 70000 milhas no SMILES? Ou vale a pena comprar o restante da gol ou transferir do smiles de um parente e emitir a passagem com mais antecedência? Sei que essa segunda opção é odiada aqui no MD, mas estou em dúvida!
    Agradeço quem opinar!

    • Marco

      Q dá para fazer o que vc está pensando dá, o problema é o risco. Aí vc é q tem q avaliar. Assim como o Smiles aumentou a quantidade de milhas para os trechos Brasil x EUA, eles podem fazer o mesmo para Brasil x Europa….

      • Avaliar esse risco que é complicado, Marco! Eu gostaria de saber qual a antecedência necessária para achar passagens para a Europa na alta temporada com o Smiles…

        • Leonardo

          Costuma ter bastante disponibilidade pela Air France, e um pouco menos pela KLM e Iberia. É bem mais difícil achar voos da Delta para os EUA, por exemplo.

    • junior

      impossível transferir milhas de parente para a sua conta….

    • Regina

      A partir do final de julho/2014, a quantidade de milhas Brasil-Europa vai aumentar também! Da uma olhada na nova tabela…

      • Leonardo

        Somente para executiva, para econômica não muda.

    • Leonardo

      A disponibilidade varia muito, a empresa pode, de uma hora pra outra, resolver disponibilizar mais ou menos assentos para utilização de milhas. Infelizmente não tem um período certo nem muita regra.

      Particularmente eu não compraria as milhas, somente no caso de serem bilhetes muito difíceis de aparecerem disponíveis.

      • Acho que vou arriscar então. Na pior das hipóteses, deixo as milhas para usar em 2016!

  • Ricardo Batista

    Parabéns, Leonardo.
    Sensacional!

    • Leonardo

      Valeu!

  • Marco

    Excelente post. Já fiz 2x o uso desse artifício e já tenho a próxima planejada.
    2012 – CNF x MIA x LAS x JFK x CNF (AA)
    2013 – GRU x LAX x DFW x GRU (ida pela Delta e volta pela AA)
    2015 – GRU x MSY x ATL x CNF (Delta)

    Dicas complementares:
    1) Emitir passagem com stopover pelo telefone não tem taxa
    2) Vc pode emitir trechos com localizadores separados no trecho Brasil x EUA e a franquia de bagagem de 2 x 32 Kg é garantida. Quando isso acontece? Quando vc não tem as 50000 milhas em uma única conta e precisa emitir a ida com uma conta Smiles a volta em outra conta por exemplo. Se vc já tiver as 50000 milhas isso pode não valer a pena. Digo pode pois há situações a se pensar:
    a) Ano que vem vou a MSY e ATL e como moro em BH, valeu a pena pegar a ida GRU x MSY x ATL com stop over e aí compro BHE x GRU na ida e na volta ATL x CNF (Conexão em GRU) em outro localizador, pois nesse caso garanto a franquia de bagagem dentro do Brasil de 2 x 32Kg
    3) A GOL não honra mais franquia de bagagem se o trecho for separado
    4) O colega deu exemplo começando as buscas por SSA. Discordo nesse ponto e sugiro começar as buscar sempre pelos hubs das cias aéreas no Brasil (GRU, GIG, BSB) e só depois de achar o trecho partindo dos hubs tentar partindo de alguma cidade no Brasil.
    5) Fazer tentativa com o número real de passageiros q se pretende voar. Se quero ir com mais 3 pessoas, testar os trechos no site Smiles com pelo menos o número de pessoas que vão viajar, pois a disponibilidade de assentos com milhas nos voos varia e dessa forma, se vc testar só com 1 pessoa por exemplo pode se decepcionar depois
    6) Ao contrário de uns 2 ou 3 q escreveram bobagem anteriormente, vale sim a pena. A viagem do próximo ano (GRU x MSY x ATL x GRU) estava custando R$ 4.000,00 pela Delta.
    7) Avaliar a compra de milhas pelo próprio site do Smiles. Pode parecer esquisito, mas cidades pouco acessadas como MSY (New Orleans) não possuem passagens baratas normalmente e nesse caso, havendo disponibilidade de passagens com milhas, valeu muito a pena comprar. 50000 milhas a R$ 0,035 a milha fez com que o trecho todo custasse R$ 1750,00 para uma das pessoas que vão viajar comigo.

    Enfim é isso…

  • Marcelino Lima

    Parabéns ao Leonardo pelo Post e, principalmente, pela maneira simples e exemplar com a qual ele se comunicou com os usuários do site. São muitos termos técnicos utilizados e que Ele, brilhantemente, exemplificou. Sugiro a todos aqueles que fazem comentários nos posts que também se atentem a exemplificar e/ou explicar os termos utilizados. Lembro, ainda, que nem todos os leitores tem conhecimento aprofundado sobre os termos utilizados em assuntos relacionados a aviação.
    Atte.

  • Jose Roberto

    Leonardo, Parabens pela iniciativa e descoberta, isto é bom, ajuda nus com os nossos direitos e deveres e nus proporciona belas viagens. Tenho acumulado com os meus cartões muitos pontos e tambem tenho muitas muitas milhas no smilles como sempre tive dificuldade na hora de planejar uma viagem com smilles, tenho duvidas se devo continuar transferindo os pontos para o mesmo ou transferir para TAM ou AZUL, gostaria de ouvir sugestões. Obs. sou socio do clube smilles, contribuo com 30,00 para ter acesso antecipado nas promoções, mas ainda nao obtive exito, são tres locais, digo cidades semanais e não consegui nada, estou pensando em cancelar o mesmo.

    • Gabriel Q.

      José Roberto, antes de cancelar avalie outras vantagens: reserva de bilhete com milhas, bônus na transferência de milhas do cartão de crédito.

  • Danielsson

    Sensacional esse post. Um pouco confuso mas bem útil para quem precisar de fato fazer isso. Tem vários detalhes que eu desconhecia que seria possível fazer com um programa de milhagem através de companhias parceiras. Quando eu utilizar milhas, certamente utilizarei esse post. Acho que ele pode ser útil até pra quem for emitir essas passagens pagando em dinheiro mesmo.

  • Diego

    Fiquei com uma duvida em relação a quantidade de milhas. Se eu usar STOPOVER, quantas milhas serão necessárias para os EUA? Exemplo GRU-VEGAS-MIA / MIA-ORLANDO-GRU. Obrigado.

    • Leonardo

      25 mil milhas na ida e 25 mil milhas na volta. O preço é o mesmo com ou sem o STOPOVER.

      • Desculpe discordar Leonardo mas já tentei fazer pela mesma qtde de milhas através da central mas eles não deixaram. A argumentação é que conexão não precisa de mais milhas mas stopover contabiliza como outra viagem. Então se ficar no aeroporto caracteriza conexão (não há aumento na qtde de milhas) mas se ficar no local é contada mais uma perna e aí tem necessidade de mais milhas! Tentei isso em 3 ocasiões diferentes e sempre recebi a mesma explicação seja com Smiles ou com Multiplus.

        • Neda

          Já tive atendente me dizendo que é possível com a mesma milhagem e quando achei as opções e quis emitir a passagem, outra atendente disse que não era possível e teria que dar mais milhas!

        • Leonardo

          Como falei, o atendimento não é um dos pontos fortes, e às vezes acontece esse tipo de coisa. O jeito é desligar e ligar novamente, mas as regras são bem claras com relação a isso.

          Quais eram os trechos quando lhe foi negado o stopover? Lembrando que essas regras são válidas apenas para o Smiles, não sei como a TAM está operando agora, mas na última vez que verifiquei ela não permitia stopover nem open jaw.

    • Junior

      Pessoal não se dá conta de que não pode o backtracking. Vc não pode emitir Gru-atl-mia stop e depois mia-atl-las ou lax. Não há voo Gru-las pela delta com conexão em Mia. Os stop são possíveis em voos montados pelo sistema, porque vc também não pode montar. No caso, a delta entra nos eua por jfk, atl e dtw. Nesses é sempre possível o stop. Se vc vai a outro destino nos eua cujo sisteme monte com uma conexão, como gru-las quando é comum conexão em SLC, vc pode stop nessas próxima conexões. Agora, o sistema nunca vai montar um voo Gru-jfk com entrada em atl e conexão em lax, onde vc podia fazer um stop, por mais q existam voos diretos q não passem pelo hub de entrada. Isso vale para a AF, KLM e IB.

  • Alex

    Até o presente momento seja com milhas ou em dinheiro, nunca encontrei STOP OVER sem acréscimo de algum valor. Sempre sai mais barato comprar IDA e VOLTA, e se quiser ir a algum outro lugar, comprar IDA e VOLTA separadamente. Já fiz várias simulações procurando passagens São Paulo/Orlando ou Miami/Nova York!

    • Leonardo

      Alex, o acréscimo que pode ocorrer é na taxa de embarque, uma vez que você estará passando por mais aeroportos e embarcando mais vezes. Mas no preço da passagem, não há mudança de valor considerando os stopovers.

  • Jordao

    Excelente post!

  • osvaldo

    aonde acho ni site smiles a opção stopover ? quando entro da apenas ida e chegada

    • Gabriel Q.

      Osvaldo, comece lendo o post. Se restar dúvidas pergunte aqui. Abraços

  • Neda

    Alguém já emitiu passagem com a Smiles para Vancouver ou Toronto? Estou tentando desde Fevereiro, qualquer data e nunca ví nenhuma opção….apesar da Delta ir ao Canadá…acho que esta opção não existe!
    Será que estou enganada, que procuro de maneira errada?

    • É, vancouver é praticamente a "cidade proibida" de tão inalcançavel que é via milhas. A delta cobra sobrepreço em milhas para ir a Vancouver. Não há vôo direto com ninguém, aí o stopover ou até mesmo a simples conexão tem custo adicional. Isso sem falar que a qtde de milhas pedida pela delta, via de regra é maior que a média.

      • Junior

        Há uns truquezinhos que só milheiros sabem, e para os quais o stopover é fundamental. Mas não estou com saco de explicar. Você nunca vai achar destino delta concorrido (Vacouver, Bkk, Pek) em pesquisa direta saindo de gru. Impossível casar datas e horários de voo, além de haver uma limitação de saídas Brasil.

        • Pena que você não esteja com paciência para explicar pq eu teria a paciência de ouvir/ler e, acredito que a Neda (quem começou este assunto sobre Vancouver e Delta) estaria interessada. Não sei qual a cidade de onde ela busca sair mas eu seguramente não busco sair de São Paulo pq não é lá que moro.

    • Leonardo

      Neda, o primeiro ponto é descobrir quais são os trechos que a Delta opera. Sugiro o site kvikr.com para fazer esse tipo de consulta. Pelo que pude pesquisar, não existe voo direto da Delta para Vancouver (YVR) saindo de Atlanta (ATL), Detroit (DTW) ou Nova York (JFK), apenas codeshare. Sendo assim, seria necessário mais de uma conexão, e como falei no post, o site do Smiles é péssimo pra isso.

  • Ótimo post! É sempre bom haver diferentes opções para a emissão de passagens aéreas. Essa pode até não ser a opção mais fácil para fazer uma viagem, mas como OPÇÃO é muito válida!
    Agradeço ao Leonardo Alkmi e o MD por disponibilizar a informação.
    Aos que criticam a forma "pouco facilitada" de emissão não se preocupem, provavelmente seu dinheiro sobra o suficiente para não precisar dessa opção, mas não façam críticas infundadas, pois, há várias pessoas que terão tempo e paciência suficientes para usufruir do benefício.

  • Felipe

    Parabéns pelo post. Muito elucidativo e que trará às pessoas que não conhecem, uma oportunidade clara de economizar milhas e dinheiro.

    Só continuo achando um absurdo o Governo não criar regras para executar todas essas ferramentas/possibilidades online no site das companhias. Acredito que facilitaria demais a todos nós usuários e, talvez, até mesmo às companhias aéreas.

    Obs.: Se já existir regra, desconheço o cumprimento por alguma operadora.

  • Só esqueceram de dizer que semana que vem o Smiles acaba com os stopovers…

    • Bom dia Fernanda. Desculpe mas isso está no site do Smiles ou você leu em algum noticiario aéreo?

  • Ester

    Parabéns pelo post , linguagem clara . Adorei esta ideia e não sabia disto, da próxima vez vou usar. Obrigada

  • Excelente Post! Favoritado!

  • Cesar

    Para cancelar uma reserva Smiles com a Delta um atendente informou que era R$ 100,00 por localizador, já o outro disse R$ 100,00 por passageiro e por trecho. Nesse caso, para cancelar minha reserva de ida e volta pra 2 passageiro terei de pagar R$ 100,00 se o primeiro atendente estiver correto. Mas se for por passageiro e localizador esse valor vai pra R$ 400,00. Alguém sabe qual o correto?

  • Denis Carvalho/Leonardo Marques:

    Será que daria para, por favor, explicar pq a minha réplica ao comentário do internauta Junior entrou em modo "avaliação" e não foi publicado até o presente momento?

    • pronto, publicado agora. No fim de semana quando algum comentário fica preso na moderação demora um pouco pra ser publicado mesmo.

  • Tudo bem Leonardo, está explicado Obrigada pela resposta. Algum motivo para que eu tenha ficado presa na moderação?

  • Christiano

    No primeiro exemplo, o valor total de milhas é 35k milhas ou 47.5k (35k de SSA-CDG + 12k CDG-FCO) ? No terceiro exemplo, considerando classe econômica, o trecho de ida GIG-CDG-MRS-VCE utilizaria quantas milhas?

    • Leonardo

      Em ambos os casos seriam 35k milhas.

  • Duarte

    Seria possível fazer o mesmo na América do Sul? Exemplo, com 10 mil pontos eu consigo fazer VIX – Buenos Aires com stopover – Bogotá (ou qualquer outra cidade na América do Sul) pela Aerolineas Argentinas?

    • Leonardo

      Nunca tentei fazer isso aqui, mas pelo que está descrito nas regras, não vi nada que impedisse isso.

  • Fábio Apolinário

    Alguém pode me responder se a emissão de bilhetes com stopover é feita somente pela central telefônica? Não estou achando opcao de emissão no site.

    • Leonardo

      Sim, somente por telefone.

  • Ramon

    Prezados,
    Teria como me ajudarem?
    Nao consegui emitir bilhete smiles com stopover, pois o atendimento pelo telefone é impossivel! Nunca atendem! Tive de comprar os trechos todos separados… Segue:
    SLZ – NRT (toquio) – um bilhete one way Air France
    NRT – CDG – um bilhete one way Qatar
    CDG – SLZ – outro bilhete one way Air France
    E no bilhete do ultimo trecho CDG-SLZ veio que a bagagem é apenas 1 pc de 23kg… Teria como pedir a franquia brasileira, já que a viagem iniciou no Brasil mesmo que em outro bilhete?

  • Michelle

    Como pesquiso destino internacional pelo site SMILE (ponto interrogação)

    • Tem que procurar na parte de emitir passagens em companhias parceiras

  • Clarisse

    Gostaria de saber se a emissão vai custar o valor de 35.000 milhas ou 35.000 + 12.000 do Stop Over. Não entendi bem…

  • Bruno Almeida

    Duas dúvidas: Essas facilidades (stop over etc) funcionam apenas para vôos internacionais? No fidelidade da Tam também existem tais facilidades? Obrigado!

  • Uma das melhores matérias que eu já li aqui. O que é mais interessante é que todas pessoas que postam aqui fazem comentários pertinentes ao conteúdo e acabamos aprendendo muito mais com os comentários.
    Parabéns a todos e aos melhores destinos.

  • Olá,

    acabei de tentar fazer isto, num vôo pelas Aerolineas Argentinas. Queria fazer GRU-Ushuaia com uma parada de alguns dias em Buenos Aires.

    O atendentente me disse que não posso fazer a parada uma vez que estou na mesma zona, e este procedimento é possível somente em zonas diferentes (como Europa).

    Alguém mais teve este problema?

    Obrigado

    • Jorge

      Consegui fazer recife ushuaia el calafate com STOPOVER em Ushuaia. Tudo por 10 mil milhas. Tente com outro atendente.

  • Baran

    Muito bom!

    O exemplo que vocês dão é das parceiras do Smiles (Air France etc). E nos voos operados pela Gol, dá para fazer Stop Over?

    Exemplo: MCO-SDQ-GRU-BSB, emitido só de ida. Posso fazer Stop Over em GRU?

    Obrigado.

  • Loide

    O artigo é maravilhoso e esclarecedor, entretendo estou a um mês tentando comprar a passagem de volta de Charlotte Carolina do Norte para Recife e todos os dias percorro um caminho de datas possíveis e não existe nenhuma janela aperta ( voo) para o mês inteiro. comprei a ida para garantir o único dia que tinha , mas vou ter que cancelar pois voltar pagando sai mais caro do que ir i voltar pagando. Tem alguma informação que posso ajudar-me?

  • Gunther

    Amigos, uma coisa muito estranha, em simulações que estou fazendo no Smile, BSB, NYC, BSB apenas esta confirmando o trecho de ida BSB – NYC por 35 k, no entanto a volta não esta disponível por nenhuma tarifa. Quando cota-se a passagem em Real o valor de 2100 esta volta, e 2500 ida ou volta. Ou seja os 35k valem 400.

  • Junior

    Leonardo, é possível passar pela mesma cidade na ida e na volta?

    Exemplo:

    Ida:
    BSB-GIG-CDG (stop over)-TXL

    Volta (open jaw):
    CPH-ARN(stop over)-CDG-BSB

    • Leonardo

      Sim. E desculpe na demora da resposta.

  • Juan Argentino

    Olá,

    Gostaria de saber se tem tambem STOP OVER e OPEN JAW em voos domésticos.

    Cumprimentos

    (desculpe o meu Português)

    • Leonardo

      Acredito que não, mas não tenho certeza. As regras expostas são somente para as empresas parceiras.

  • Rodrigo

    Leonardo, tentei encontrar os trechos do regulamento que se referem a stopover mas não encontrei. Talvez tenha mudado. Encontrei os seguintes trechos que podem ter relação com o tema:

    8.5.2.3. Os voos de Parceiras Aéreas poderão ser
    combinados em uma mesma passagem aérea apenas com voos GOL. Caso seja
    necessária a combinação de mais de uma Parceira Aérea para a realização
    da viagem, deverão ser emitidas passagens aéreas separadas, respeitando
    as regras especificadas neste Regulamento.

    8.5.2.4. Os Bilhetes Aéreos Prêmio, cujas viagens
    requeiram conexão aérea, somente podem ser emitidos com os pontos de
    conexão dentro de rotas diretas. Não será permitido que a conexão seja
    feita na mesma cidade mais de uma vez, mesmo que por aeroportos
    diversos, nem conexão em retrocesso do itinerário. Nestas situações
    deverão ser emitidas passagens aéreas em separado.

    Será que o regulamento mudou mesmo? Seria possível com esse “novo” regulamento fazer stopover em cidades de regiões distintas (e não apenas em cidades da mesma região do destino final)?

  • matheus

    É possível fazer OPEN JAW ou STOPOVER sem as milhas, no caso comprando as passagens, e pagando os mesmos valores de uma passagem normal ida e volta para aquele destino?

  • Leonardo

    Isso varia de empresa para empresa. Em geral a Air France e a KLM permitem stopovers em Paris e Amsterdã, respectivamente, por um pequeno adicional.

    Para comparar, faça o seguinte: pesquise o voo São Paulo-Roma, pela Air France, depois, em datas similares, tente montar um voo de múltiplos destinos fazendo São Paulo-Paris-Roma, e verifique a diferença de preço.

  • Leila Dom Do Amaral

    Ei Leonardo, ótimas informações, inclusive salvei seu artigo nos meus favoritos porque sabia que uma hora iria precisar… E essa hora chegou… Estou querendo fazer um open jaw e gostaria de saber se é obrigatória a ida e a volta pela mesma companhia aérea.

    • Leonardo

      Leila, isso não está claro nas regras, mas eu já fiz ida com Air France e retorno com KLM, mas ambas tem o mesmo “dono”, talvez isso não seja permitido dependendo das empresas. De qualquer forma, você pode emitir ida e volta separadamente, o único problema disso é a franquia de bagagem. Se isso não for problema para você, pode ser uma opção.

      Acredito que sua melhor opção seja uma ligação para o Smiles para confirmar isso.

  • Cinthia M.

    Parabéns Leonardo… ótimo post ! Me ajudou a sanar várias dúvidas. Essa semana tentarei emitir um bilhete smiles para Londres com stop over em Amsterdam. Espero que dê certo !!! Abraço

    • Leonardo

      Valeu Cinthia! Acredito que você só consiga fazer isso com a KLM, pois com a Air France você teria que passar por Paris 2 vezes e com a Alitalia teria que passar por Roma 2 vezes.

  • Diego Kiki

    Boa Tarde,
    No caso da opção 2, eu fazendo um open jaw comprando na smiles, eu consigo combinar duas companhias aéreas diferentes? Sendo as duas parceiras da gol? Por exemplo, Ida pela Air france e volta pela Alitalia?
    Obrigado

  • Plínio

    Leonardo, parabéns pela iniciativa de divulgar as regras emissão de passagem com empresas parceiras e pela dedicação para manter a questão atualizada.
    Apesar de ser quase impossível chegar a um operador para emissão de bilhetes com stop over e open jaw, onde a espera chega a 30 minutos em cada ligação, consegui algumas poucas vezes, mas nenhuma delas as operadoras estavam com o sistema funcionando para emissão ou mesmo para checar a disponibilidade de voo. Assim meus contatos serviram para “tirar dúvidas” sobre as regras e descobri que os atendentes também não sabem direito e cada um passa um informação diferente. Eu estava com os voos definidos quando liguei hoje para emissão dos trechos e a passagem de volta seria São Petersburgo- São Paulo com stop over em Amsterdam, todos os trechos feitos pela KLM. A atendente do Smiles disse que a regra permite um stop over apenas na região do destino, que no caso é São Paulo, ou seja, o stop over teria que ser em uma cidade da America do Sul. Foi a única vez que ouvi essa informação.
    Vi que você escreveu um link para que pudéssemos ler a regra para essas emissões, mas com a mudança do site do programa Smiles, acho que o link se perdeu, por acaso você o salvou em arquivo? Você sabe se houve alguma mudança na regra?
    Antecipadamente, agradeço a sua atenção.
    Abs,

    • Leonardo PA

      Olá Plínio,

      Não encontrei as regras no site novo, mas o antigo ainda está no ar e lá tem as regras: http://www1.smiles.com.br/resgate-milhas/bilhetes-outros-parceiros-aereos.aspx

      No quadro “Emissão de Bilhetes One Way”, o item 7.1 diz o seguinte:

      “7.1. Serão permitidas até 2 (duas) paradas intermediárias, podendo ser uma na ida e outra na volta, dentro da região de destino da viagem, devendo a cidade de embarque para o destino final da viagem ser a mesma onde foi realizada a parada intermediária. As paradas intermediárias não serão permitidas em voos puramente domésticos de qualquer país ou quando a viagem envolver somente países da Europa.”

      No seu caso, se a sua viagem é ida e volta (Brasil-Europa-Brasil), eu entendo que você pode fazer os dois stopovers na Europa, pois ela é a região de destino da sua viagem (e foi o que eu já fiz). Caso seja somente ida (Europa-Brasil), aí o stopover precisa ser na América do Sul.

  • Plinio

    Leonardo, hoje um operador da Gol entrou em contato e tirou minha dúvida, escrevo aqui o que ele me informou para que outras pessoas possam entender essa particularidade da regra.
    É permitido o stop over na ida e na volta em continente europeu no caso de compra de passagens, ida e volta, do Brasil para Europa no mesmo localizador, portanto precisam ser compradas juntas. Caso sejam compradas separadamente, terão localizadores diferentes, assim, o stop over valerá apenas para a região de destino de cada passagem, a ida possibilitará o stop over na Europa e a passagem de volta permitirá o stop over na America do Sul.
    Abs,

    • Leonardo

      Show de bola! Uma pena que nem sempre seja possível encontrar um atendente solícito e que conheça as regras.

  • Rodrigo Oliveira

    Interessante, um belo e completo tutorial .
    Quando for utilizar, essa pesquisa de trechos deve ser feita pelo site da smiles ou das companhias envolvidas como as parceiras da smilies ( delta, klm, air france, entre outras )

  • Leonardo

    No próprio site do Smiles. É bem comum haver assentos disponíveis para pagamento em dinheiro sem que hajam assentos disponíveis por milhas.

    Além disso, os assentos disponibilizados pelas parceiras para o Smiles, em geral, é uma quantidade menor que as disponíveis para os programas de fidelidade das próprias empresas. Por exemplo, a Delta poderia disponibilizar dois assentos por milhas, mas só repassaria um para o Smiles.

  • EH Alcantara

    Pergunta: alguém sabe como alterar a data de voo adquirida com milhas no novo site da Smiles?

    • Leonardo PA

      Infelizmnete não sei te dizer se isso é possível pelo site. Já tentou pelo telefone?

  • Renato

    Algum sabe de alguma possibilidade de stopover na asia através do smiles?

  • Alyne Figueiredo

    Gostaria de saber se é possível fazer um stopover em Punta Cana, fazendo o trecho pela GOL GRU-MCO-GRU. Como a conexão da Gol é em Punta Cana queria saber se alguém sabe se existe essa possibilidade…

    • Leonardo

      Seguindo as regras ao pé da letra, a resposta é não. Você só pode realizar o stopover na região de destino da sua viagem, no caso América do Norte.

      Mas… não custa nada ligar para a central do Smiles e perguntar. Sempre é possível que as regras tenham sido flexibilizadas para esse caso específico.

  • CAIO DE OLIVEIRA

    Olá, estou com uma dúvida. Estou para remarcar minha volta de um bilhete smiles airfrance klm. quero fazer 03/03 LIN/CDG, 04/03 CDG/LHW (menos de 24 horas, conexao), 11/03 LHW/FLN (2 conexoes, AMS e GRU). A duvida é: O STOPOVER É PERMITIDO EM LONDRES, OU SÓ VALE NOS HUBS, PARIS E AMSTERDAM? THANK YOU, MERCI

  • Leonardo

    O stopover pode ser em qualquer cidade, o problema de usar um “não-hub” é que você precisa ter cuidado para não cair em uma side trip.

    Sobre o itinerário que você passou, você está fazendo 4 conexões (sendo 1 stopover) quando o limite é de no máximo 3.

  • Carla

    Estou no caminho inverso dos exemplos daqui, ou seja, voltando para o Brasil. Gostaria de saber se no Smiles é possível fazer um stopover em outra região da de destino. No meu caso é SIN-BSB (Singapura-Brasilia) com conexão em CDG (Paris) se pela AirFrance ou DOH (Doha) e GRU (Sampa) se pela Qatar. Eu queria parar em Paris ou Doha por alguns dias vindo para o Brasil. É possível com bilhete Smiles?

  • Leonardo

    Carla, pelo regulamento não é permitido. Mas como é um caso bem específico, onde dificilmente você passaria por outra cidade na região, na custa ligar para a central e perguntar se existe exceção para esses casos.

  • Michelle

    Nesse exato momento, estou no telefone com a Smiles para emitir 3 passagens para a Europa ida e volta, fazendo stop over na ida.
    Graças a Deus peguei uma atendente prestativa!!
    Acho q vai dar tudo certo!

    • Michelle

      E deu tudo certo!!!
      Graças a Deus!!!
      Gastamos 210k milhas na viagem:
      GIG-BUD, com stopover em Roma e volta por MIL-GIG (35k cada trecho)

      • Leonardo

        Que bom que deu tudo certo 🙂

  • Adalto

    Algumas dúvidas:
    1 – Pelo que eu entendi, com o uso do stopover ganho uma passagem para algum lugar na mesma região do destino, desde que a origem seja de fora da região do destino, certo?

    2 – Por que o Smiles dá esse benefício? Eles não divulgam e pelos comentários nem mesmo seus atendentes estão familiarizados com isso.

    3 – A restrição ao side trip afeta apenas as viagens que são ida e volta (identificador único) ou também afeta viagens ida e volta separadas?

    4 – Aliás, qual o sentido da restrição ao side trip?

    5 – A restrição ao side trip significa que toda viagem ida e volta obrigatoriamente deverei fazer open jaw, certo?

    Obrigado pelas respostas.

  • Leonardo

    Adalto,

    1) O Smiles tirou o regulamento do seu portal, mas só não era permitido stopover caso a origem e destino da viagem fossem a Europa. Ou seja, uma viagem somente de voos domésticos nos EUA, por exemplo, poderia ter um stopover.

    2) O stopover gratuito é uma pratica relativamente comum entre os programas de milhagem. O Dividendo Miles, da US Airways, permitia o stopover até mesmo em uma região intermediária (você poderia fazer Rio – stopover em Nova York – Paris e pagaria apenas Rio – Paris).

    3) Afeta ambas, a side trip não é permitida em nenhum dos casos.

    4) Eu acredito que ela se configure em uma nova viagem de ida e volta, por isso essa restrição. Mas não sei a razão com certeza.

    5) Não. Se você fizer Rio-Paris-Londres-Paris-Roma, você tem uma side trip (Paris-Londres-Paris). Simplificando: em cada perna da viagem (a ida ou a volta), não é permitido passar por uma cidade mais de uma vez, mesmo que aeroportos diferentes. No exemplo dado, o problema era fazer uma segunda conexão em Paris. A combinação Rio-Paris-Londres-Roma, sem a segunda parada em Paris, é permitida.

    • Adalto

      Obrigado, Leonardo.

      Em relação a questão 2, eu pagaria o valor do trecho maior ou do primeiro trecho? Isso que eu não entendi direito ainda, no Smiles você paga o primeiro trecho (aquele que vai até o stopover) e depois ganha o segundo, mesmo que o segundo seja longe (ainda que na mesma região? Se sim, não entendi a lógica das cias. aéreas em dar de graça esse vôo, sendo que eles poderiam cobrar o valor do trecho total.

      Em relação a questão 3, se eu fizer uma viagem ida e volta porém com identificadores separados, ainda assim teria problema eu passar no mesmo aeroporto?

      Em relação a questão 5, o que eu quis dizer é se eu fizer uma viagem ida e volta (identificador único), o único jeito de não fazer side trip é fazendo open jaw, certo? A não ser que existam companhias que façam uma espécie de rota circular, fazendo escalas por aeroportos diferentes na ida e na volta.

      Obrigado pela paciência 🙂

  • Leonardo

    Com relação ao item 2: na realidade, a cobrança é pela região de destino, portanto o trecho dentro da região sai de graça. Realmente as empresas poderiam cobrar por esse trecho (ou pelo stopover) mas felizmente não fazem. Particularmente sou fã de stopover 🙂

    Uma coisa sobre a sidetrip que acho que não ficou claro: só é considerado side trip se você passar 2 vezes na mesma cidade na mesma perna (ida ou volta). Por exemplo, você poderia passar em Paris na ida e na volta, mas você não poderia passar 2 vezes em Paris na ida.

    As regras de stopover e side trip se aplicam à perna (ida ou volta), enquanto o open jaw vale para a viagem inteira.

    Um exemplo que seria permitido:
    – ida: Rio-Paris-Marseille-Veneza
    – volta: Marseille-Amsterdã-Rio

    Um exemplo que NÃO seria permitido:
    – ida: Rio-Paris-Marseille-Veneza-Paris
    – volta: Marseille-Amsterdã-Rio

    • Adalto

      Valeu, Leonardo!

    • Lorene

      Leonardo,

      Com relação ao item 2 .

      Por exemplo na smiles, se vc comprar ida e volta voce pode fazer o stopover na volta pela europa. Se comprar separado so podera fazer na america do sul.

      Entao seguindo a sua informação de qual trecho vamos pagar .

      Estou vendo minha volta assim : lisboa x amsterdam(stopover) x Sao paulo.

      Todo esse trecho esta sendo pela executiva.

      lisboa x amsterdam 35 mil milhas

      amsterdam x sp 60 mil milhas

      Qual sera a milha a considerar ? 35 ou 60 ?

    • Lorene

      Leonardo,

      Com relação ao item 2.

      O smiles permite stopover na europa na passagem de volta, se emitir ida e volta no mesmo localizador ok.
      Ou seja se emitir so ida, podemos fazer o stopover na europa, se emitir volta separado so podemos fazer na america do sul.

      Estou tentando montar meu trecho de volta : lisboa x amsterdam(stopover) x sao paulo, tudo pela KLM .

      Todos os voos sao diretos e pela executiva.

      32 mil lisboa x amsterdam
      85 mil ams x sao paulo

      Qual o valor de milhas que vou pagar ? 32 do primeiro trecho ou 85 do trecho maior ?

  • Lorene

    Ola,
    Estou tentando montar um roteiro de 20 dias na europa e colocar stopover na ida e na volta.
    Na ida vou fazer (gru x roma(conexao) x Alghero (stopover) x milao (conexao) x Londres) Ambos pela Alitalia.
    Ainda nao reservei essas passagem, mas acredito que estou mantendo a regra de nao passar duas vezes pelo mesmo aeroporto.
    É realmente muito dificil entrar em contato com a central do smiles, a 3 dias estou tentando com diversas ligações ao dia com espera de ate 1:30 cada e nada de alguem atender.

    Estou com muita duvida em montar um stopover na volta.
    Gostaria de sugestões de uma possivel volta de stopover, envolvendo algum desses lugares: Lisboa, barcelona, veneza, praga , claro com o destino final SP.

    Estou tendo dificuldades em montar algo parecido sem levar em consideração os hug, pq ja vou ter passado por londres e paris…

  • Daniel Carvalho

    Leonardo PA e suas dicas, mais uma vez salvando a geral… Obrigado pela dica lá no tópico da http://www.melhoresdestinos.com.br/smiles-nova-tabela-de-emissao-de-companhias-aereas-parceiras.html

    Salvou minha viagem!!

    Um abraco,

  • Leonardo PA

    Se precisar de ajuda com mais alguma parada só avisar!

  • Luis Santiago

    Olá Pessoal,

    Li todos os comentários e regras aqui desse post, e pelo que entedi, seria possível fazer emitir os seguintes trechos por um único bilhete de ida (35k economica ou 85k executiva).

    Campinas – Rio (Gol)
    Rio – Roma (Alitalia)
    Roma – Moscou (Alitalia) (Stopover 3 dias)
    Moscou – Milão (Alitalia)

    Pesquisei no site smiles e todos os trechos existem , só que independentes um do outro.

    Alguém pode me ajudar confirmando se é isso mesmo?

    Obrigado e abraços.

    Santiago

  • Leonardo Lacerda

    Muito bom post, Leonardo.

    Ajudou bastante!

    Tenho uma dúvida. To com milhas Smiles para emitir com a parceria Alitalia. Minha idéia inicial é a emissão com 1 Open Jaw. Seria assim:

    IDA:
    CNF-GRU-FCO-PAL

    VOLTA:
    NAP-FCO-GRU-CNF

    Essa emissão só seria possível via central, certo?

    Outra dúvida: eu consigo fazer um stop over em Palermo e seguir para Napoles?

    Ou seja, seria possível fazer o seguinte itinerário: (?)

    CNF-GRU-FCO-PAL (Stop Over)-NAP

    NAP-FCO-GRU-CNF

    Grato.

    • Leonardo PA

      Leonardo,

      1) Somente pela Central mesmo.
      2) Esse trajeto seria viável sim, você só precisa garantir que o voo PAL-NAP não tenha escala ou conexão em FCO.

  • Arlete Garcia Cavalli Cruz

    Gostaria de fazer uma viagem de SÃO PAULO para El Calafate (Argentina). Emitiria a passagem somente de ida (como uma conexão de duas horas em Buenos Aires). Na volta teria que emitir a passagem também só de ida de El Calafate para Buenos Aires e depois a passagem de Buenos Aires para São Paulo. Tenho milhagens em dois cartões smiles. Posso emitir as passagens por um cartão e volta por outro?

    • Leonardo PA

      Arlete,

      Você pode emitir um trecho por uma conta e o outro pela outra. Mas o custo de Buenos Aires -> São Paulo é o mesmo de El Calafete -> Buenos Aires -> São Paulo, não precisa comprar os trechos da volta separadamente.

  • Monalisa

    Olá! Comprei passagens Smiles de GRU- Oslo e de volta Copenhagen – GRU. Consequentemente posso sair do Brasil com 2 malas de 32kg e voltar com 1 de 23kg. Quando você fala de comprar junto, como faz exatamente? Já que o site do Smiles não permite a compra dos trechos de ida/volta na mesma hora. Me ajude por favor, quero saber se ainda há solução. Obrigada! Monalisa

    • Leonardo PA

      Monalisa, a legislação brasileira obriga as empresas aéreas a respeitarem a franquia de 2x32kg para todos os trechos de um mesmo bilhete (localizador), contanto que a origem da viagem seja o Brasil.

      Um bilhete, a princípio, pode ter tantos trechos quanto você queira. Especificamente para o smiles, para emitir trechos diversos, com stopover, open jaw e conexões longas, somente pela central telefônica.

  • Vinicius Salum

    Mto bom o post! Acabei de ganhar na promoção 1 milhão de milhas e esse post com ctza me ajudou a entender melhor o sistema smiles, pois confesso que n usava mto ele. Obrigado mesmo! Valeu

    • Leonardo PA

      Parabéns! Já que você está com milhas sobrando, acho que o melhor resgate de todo o programa Smiles é o trecho em primeira classe da Qatar entre Doha e Bangkok. É um assento espetacular no A380 deles. O voo é direto e cada perna custa 32500 milhas, se não estou enganado.

    • Sergio De Oliveira

      Já que ganhou tantas milhas, não gostaria de vender 300 mil? Pra uso pessoal …

  • Dirceu Lopes

    Olá, Leonardo
    Tenho intenção em fazer GRU – Cagliari (CAG) com Stopover em Nápoles (NAP) e sei que de GRU a CAG pelo smiles há disponibilidade de voo uma vez na semana (terça-feira) e que para a HUB Roma, bem como de Roma para Nápoles ou Cagliari os voos são diários. Minha pergunta:
    1) Como o HUB é Roma posso marcar voo em qualquer dia para Roma e depois escolher em qualquer outro dia os voos que teria diariamente de Roma para Nápoles e depois de Nápoles para Cagliari?
    Sabendo que não posso passar na HUB (Roma) por duas vezes numa mesma perna da viagem.
    Ficaria assim: GRU – FCO – Nápoles (NAP) (STOPOVER) – NAP – LIN – Cagliari (CAG) – via Milão (isso tudo por 35k)

    Já para o retorno seria essa minha dúvida:
    Há voos de Nice para Roma diariamente por 12.5k e de Roma para GRU por 35 k. Pergunto:
    2) Posso comprar voo saindo de Nice para o Brasil com Stopover em Roma por 35k?
    Ficaria assim: Nice (NCE) – Roma (FCO) (STOPOVER) – GRU
    Obrigado
    Abs
    Dirceu

  • Leonardo PA

    Dirceu, seu entendimento está perfeito!

    IDA: GRU-FCO(conexão)-NAP(stopover)-LIN(conexão)-CAG

    Open Jaw

    VOLTA: NCE-FCO(stopover)-GRU

    Considerando que seu interesse é a França, existem voos da Alitalia para as seguintes cidades francesas a partir de Roma:
    CDG – Paris
    MRS – Marseille
    MPL – Montpellier
    NCE – Nice
    TLS – Toulouse

    Saindo de Milão também tem a opção de Bordeaux (BOD).

    Não sei se todos esses voos estão disponíveis no Smiles, mas são voos puros da Alitalia.

  • Dirceu Lopes

    Leonardo,
    Obrigado pelo rápido retorno e parabéns pelo post.
    Forte Abraço
    Dirceu

  • Lucas Schneider

    Estou tendo problemas ao emitir passagem POA – MENDONZA pelo smiles…tem disponibilidade no site, mas na central estão dizendo que não é possível! Sendo que já fiz voos semelhantes anteriormente… Alguém mais com problemas para emitir voos assim na central?

  • Carla

    Essas dicas ainda estão válidas?? Porque acabei de fazer uma busca no Regulamento Smiles e não há menção a paradas intermediárias. Imagino que o Regulamento pode ter mudado algumas vezes desde que esse post foi publicado.

  • Bruno Arantes

    otimo post, mas uma correçao, o stopover só pode ser feito na regiao de destino do voo, assim nao é possível fazer stopover na europa no retorno, conforme o caso colocado (“As mesmas regras se aplicam para o retorno, mas nesse caso, a volta começa em VCE, pode fazer um stopover na Europa (contando que faça voo direto a partir de VCE) e depois ir para um dos hubs europeus para retornar ao Brasil”.

    • Leonardo PA

      Bruno, é possível sim. Se você emitir ida e volta separadamente, em dois bilhetes, de fato o destino do primeiro bilhete será Europa e o do segundo será América do Sul. No entanto, se for apenas um bilhete de ida e volta, só há uma região de destino (no caso Europa).

      Eu mesmo já emiti assim e há uma certa confusão com relação a essa regra entre os próprios atendentes. Se o seu atendente insistir que não é possível, solicite por um supervisor ou simplesmente desligue e tente novamente com outro atendente.

  • Bruno Arantes

    Faz sentido! Vou tentar entao, obrigado pelas dicas! Realmente as regras sao confusas….

  • INGRID

    Olá, MD!
    Sei que to meio atrasada pra comentar, mas li várias respostas e não consegui achar nenhuma que se adequasse a minha dúvida. Sendo assim, vamos lá: estou querendo fazer o trecho só de ida GIG- LONDRES ( sem preferencia de aeroporto) pelo SMILES, andei pesquisando e vi que a Alitalia era a companhia mais barata. Como a conexão é em Roma, me animei de fazer um stopover de 4 dias na Italia, o que eu já sei que não é possível de ser feito pelo site.
    Ok. Até aí sem novidades, né?Só dá pra emitir pelo telefone e isso foi amplamente dito aqui.
    No entanto, como post já tem um tempinho,eu fiquei realmente na dúvida pois escolhi o trecho e verifiquei nas regras tarifárias que o stopover não seria possível naquela tarifa ( está logo no começo das regras e em letras bemmmm legíveis ). Pensei que poderia ser por conta da companhia, mas tentei outros voos de outras companhias e a regra aparece em todas.
    A minha pergunta é: a regra mudou ou esse aviso sempre apareceu e só na central é que é diferente a emissão ? Quero saber pra poder conversar com algum embasamento com o atendente… Já sei que talvez sejam necessárias algumas ligações , mas não quero perder tempo tentando e descobrir só depois de algum tempo que as tentavas foram em vão pq as regras mudaram… :/ Agradeço o excelente post desde já! 🙂

  • Paulo

    Ingrid, a regra mudou. Desde 22/11/2015 não é mais possível emitir trechos com stopover pelo sistema do Smiles.

  • Rodrigo Menezes

    Infelizmente o SMILES mudou as regras e acabou com o STOPOVER 🙁

  • Victor Augusto

    Para fazer stop over preciso pesquisar os trechos separadamente, ou tem q ser o trecho todo, com conexão, e depois a segunda perna do vôo separado? Ainda não entendi isso, quais voos e trechos devo pesquisar para falar com o atendente.

  • Mauricio Cavalcanti

    Há uma maneira de pesquisar destinos com datas em aberto de forma a verificarmos uma data de viagem usando menos milhas no trecho?

  • é sim, sem custo adicional