Promoção de passagens para o Caribe: Aruba ou Curaçao a partir de R$ 999

Denis Carvalho 17 · junho · 2013

Quem está procurando passagens para o Caribe não pode deixar de conferir as ofertas para Aruba e Curaçao que as companhias GOL e Copa estão fazendo. É possível encontrar passagens a partir de R$ 999 ida e volta para voar nos meses de agosto, setembro ou outubro, com ótima oferta de datas. É possível encontrar ainda passagens por R$ 1.194 para Santo Domingo, capital da República Dominicana, outro destino top no Caribe!

Encontramos  as ofertas saindo do Rio de Janeiro, Manaus e São Paulo.  O melhor preço são para voos das cidades a Curaçao, sendo quer de Aruba é possível encontrar passagens por R$ 1.087. Quem optar pelos voos da GOL fará a viagem sem conexões do Brasil ao Caribe – no máximo uma parada técnica em Caracas, dependendo da rota. Já os que preferirem voar com a Copa farão conexão na Cidade do Panamá. Apesar do desconforto de ter que trocar de voo, há o lado positivo do excelente free shop disponível no aeroporto panamenho. Em todos os casos os voos são operados em Boeing 737, que são as aeronaves padrão das companhias.

Uma das praias de Aruba
Uma das praias de Aruba

Está em dúvida sobre qual delas escolher? Leia nossas avaliações sobre a Copa e a GOL para o Caribe e as notas das duas no Ranking de Companhias Aéreas – certamente vão ajudar a decidir sobre qual é a melhor!

Confira as passagens em promoção

Manaus – Aruba R$ 959
Manaus – Curacao R$ 846
Manaus – Santo Domingo R$ 1196
Rio de Janeiro (GIG) – Aruba R$ 1087
Rio de Janeiro (GIG) – Curacao R$ 999
Rio de Janeiro (GIG) – Santo Domingo R$ 1194
São Paulo (GRU) – Aruba R$ 1087
São Paulo (GRU) – Curacao R$ 999
São Paulo (GRU) – Santo Domingo R$ 1350

Publicado por

Denis Carvalho

Editor chefe

  • leo avelino

    Belo Horizonte – Confins para Curaçao tambem tem po 999 reais. com as taxas vai para 1160 reais. otimo preço. a dica de hotel excelente é o Kura Holanda. Sensacional.

  • JoseHenriquedeAraujo

    Tem saindo de BH também.

  • fabio passos vilela

    Vale lembrar que esta época é época de furacão no Caribe, mas vc pode dar a sorte de não pegar nada lá, né?

    • Daniel Chaves

      Fábio, Aruba e Curaçao estão fora da rota dos furacões.

    • Trevisan

      Prezado, procure no google se vc vai achar algum evento de furacão em Aruba ou Curaçao!!!! Deus foi ao extremo qdo criou esses paraísos! Eles não fazem parte de rota de furacão! Por isso, pode relaxar com tranquilidade!

  • Erlon Pinheiro

    Minha pequena contribuição…. Lembrem-se de levar em consideração os problemas que possam ocorrer no aeroporto da Cidade do Panamá, em minha última passagem por lá, as malas (minhas e das pessoas que estavam comigo) foram arrombadas e alguns itens furtados, não senti a Copa muito interessada em ressarcir seus passageiros nestas situações… Em um vôo direto a probabilidade disso ocorrer é menor.

    • Fernando Júni

      O Copa está com muitos problemas em vôos vindos do EUA. Não aconteceu comigo (sorte), mas o vôo que vinha dos EUA era em avião grande (767) e o avião para o Brasil era um embraer menor. É claro que não cabiam as malas de todos no avião. E o que aconteceu? As malas ficaram lá para chegar no Brasil só Deus sabe quando. Para quem ia para Guarulhos, sem problemas, só um estresse de aguardar os próximos vôos, mas para quem tinha conexão com outra empresa? Aí o bicho pegou! Então, na hora de comprar a passagem verifiquem se o avião que faz os dois trajetos é de mesmo porte, caso contrário, a Copa tem deixado os passageiros na mão. Eu vou agora de novo e optei pela GOL para evitar esse tipo de problema, mesmo pagando um pouco mais caro.

  • Fábio Wagner

    Bom dia, para datas em novembro costumeiramente existem promoções também? Elas aparecem mais próximo da data ou agora em junho já saem também?

  • Henrique Oliveira Ca

    Estou indo para Cancún em Novembro…As passagens estão em torno de 2300 reais já com taxas…Espero mais um pouco?

    • Carlos Segundo

      Esse preço está ótimo !

      Em abril deste ano fui para Cancun, paguei R$ 2.560 SEM taxas.

      Quando comprei eu já vinha monitorando as tarifas a quase um ano e ainda não tinha visto tarifa menor.

    • Fernando Júni

      Se você tiver visto americano, vale a pena pesquisar no site da GOL o vôo para Miami (que nesta época se consegue por 20.000 por perna) e de lá voar para Cancun pela American, que custa, ida e volta, cerca de 400 reais, com taxas.

  • CASSIO

    Dica: dá pra comprar ida para Curaçao e volta por Aruba (ou o contrário, mas neste sentido achei um valor menor), pelo site da Copa, usando o link Múltiplas cidades e aproveitando a promoção (evitando ter que voltar ao destino inicial e aproveitando para conhecer as duas ilhas, economizando tempo e dinheiro). Daí é só comprar a ida de uma ilha a outra por uma companhia local (Insel Air, DAE), pagando só um trecho. Obrigado ao MD

  • Clerismar Lira

    Tb encontrei BSB-Curacao em outubro por R$ 999,97.

  • Henrique Oliveira Ca

    Havia encontrado por menor, estava saindo por 2000 reais com a Lan, mas agora não tem mais, e não sei se aparecerão mais preços como este.

    • Douglas EG

      Eu também vou pra Cancun, mas em dezembro. Um mês atrás saia por 2.100 reais, agora está em 2.500, não só por conta do dolar, mas porque já não há de algumas companhias como Avianca e Copa que estão em mais de 3.000. Já estou com medo de esperar a regra dos 60-120 dias antes da partida pra comprar

  • Vitor J. Nunes

    Aéreas lutam para lotar voos internacionais

    Aéreas começam a sentir dificuldades para decolar com as aeronaves cheias neste ano.

    Jornal do Comércio/RS – 17/6/2013

    Depois de uma explosão de oferta de voos internacionais no Brasil na última década, as companhias aéreas começam a sentir dificuldades para decolar com as aeronaves cheias neste ano. O número de passageiros internacionais está em queda, e as empresas começaram a cortar seus voos, numa tentativa de melhorar as taxas de ocupação das suas aeronaves.

    Em meados de maio, companhias brasileiras e estrangeiras ofereciam 1.112 voos semanais para o exterior, 8,4% menos do que no mesmo período do ano anterior, segundo levantamento feito pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). O movimento interrompe um período de forte expansão da oferta de voos internacionais a partir do Brasil. Em 2003, partiam do País 552 voos semanais rumo ao exterior, número que praticamente dobrou em 10 anos e fechou o ano passado em 1.109.

    “A valorização do dólar e a crise na Europa fizeram o mercado de voos internacionais crescer menos do que o previsto. Com o aumento da competição, isso trouxe um certo excesso de oferta em algumas rotas, principalmente na Europa”, destacou o consultor da Bain&Company, André Castellini.

    Entre janeiro e abril deste ano, houve 6,47 milhões de embarques e desembarques de passageiros em viagens internacionais nos aeroportos brasileiros, número ligeiramente inferior aos 6,5 milhões de movimentos reportados no mesmo período de 2012, segundo dados da Infraero e das administradoras privadas. O movimento internacional vem desacelerando desde o ano passado, quando cresceu 3,9%, abaixo dos 13,9% de 2011.

    O resultado disso são aeronaves voando mais vazias. As da TAM, por exemplo, decolaram nas rotas internacionais com 75,88% de ocupação entre janeiro a abril deste ano, ante 82,71% no mesmo período do ano passado, segundo dados da Anac. O mesmo ocorreu com a Gol: os aviões voaram ao exterior com 60,43% dos assentos ocupados no primeiro quadrimestre, ante 67% em igual período de 2012.

    A redução do número de voos semanais reflete a tentativa das empresas de ganhar mais eficiência na operação, disse o diretor no Brasil da Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata, na sigla em inglês), Carlos Ebner. “Elas usam aeronaves maiores e reduzem a frequência. Isso pode até aumentar a oferta de assentos”, disse.

    Foi exatamente o que fez a TAM, quando anunciou em maio que suspenderia os voos que partem do Galeão, no Rio, diretamente para Paris e Frankfurt. Ao mesmo tempo, anunciou que usará um avião maior para a mesma rota a partir do aeroporto de Guarulhos. Outra foram mais radicais. A israelense El Al, por exemplo, deixou o mercado brasileiro. Ela iniciou a rota São Paulo-Tel-Aviv em maio de 2009, mas interrompeu os voos em novembro de 2011.

    Apesar do mercado mais frio, companhias estrangeiras continuam a chegar ao Brasil. A Etihad, dos Emirados Árabes Unidos, por exemplo, começou a voar neste mês. Ela e outras empresas tentam crescer no Brasil para ganhar uma posição relevante em um mercado importante para o transporte aéreo global.

    Já a brasileira Gol pretende expandir sua oferta internacional, mesmo enxergando um excesso de voos em algumas rotas, disse em entrevista ao Estado, em maio, o presidente da Gol, Paulo Kakinoff. Segundo ele, a estratégia é evitar as rotas mais concorridas e crescer em voos em que há demanda com baixa competição, como para a América Central.

  • Ricardo P. Moraes

    Só lembrando que em Manaus não existe freeshop!

  • Diego

    1) a Copa não opera o 767.

    2) Os E190 da Copa não voam para Guarulhos.

  • Carlos Segundo

    Informação corretíssima Diego !