Pacotes de viagem valem a pena?

Denis Carvalho 14 · maio · 2013

Começamos nosso Manual dos Melhores Viajantes com uma afirmação que muitas vezes deixam as pessoas assustadas: é possível viajar sem comprar um pacote de viagens! E mais, se você planejar direito, na maioria das vezes será mais barato e mais divertido! Quer saber como? Vamos explicar nesse post!

Muitas pessoas ainda acreditam que a única forma de viajar é ir a uma agência de viagens e comprar um pacote com passagens, hotel e passeios. De quebra, aqueles traslados caríssimos do aeroporto ao hotel. Se você prefere fazer isso por falta de tempo ou paciência para se planejar, tudo bem. O problema é quando deixamos de viajar pelos preços muitas vezes salgados dos pacotes e perdemos oportunidades por não saber onde procurar. A internet está ai e com ela o mundo das viagens teve uma grande reviravolta! As informações, ofertas e ferramentas estão todas à disposição, quase sempre gratuitas, basta saber onde procurar e certamente você vai encontrar!

manual-melhores-viajantes

 

Pacotes de viagens

Os pacotes  de viagens incluem passagens aéreas, hotéis, traslados, passeios e guias. A vantagem deles é a comodidade e a rapidez em ter tudo resolvido. A agência faz todo o trabalho e você só aproveita. Mas é preciso conhecer as desvantagens e é a primeira delas é que você vai pagar mais caro. Faça o teste: vá a uma agência de viagens ou pesquise no site de uma delas. Depois compare quanto custaria o mesmo se comprasse você mesmo as passagens e um hotel similar – para isso pode usar nossas páginas de pesquisa de passagens e hotéis.

Um exemplo real: pesquisamos um pacote de sete dias em Aracaju no site da maior agência do Brasil. Sete noites em um hotel três estrelas mais passagens aéreas para duas pessoas ficaram por R$ 3.571,04. Mesmo dividindo em dez vezes é um valor bem alto e muitos simplesmente desistiram aqui. Você, porém, que é um dos Melhores Viajantes, sabe que é possível buscar outras alternativas e pesquisando viu que as passagens, já com taxas custam R$ 1.145 e o mesmo hotel fica por R$ 1.600. Resultado? A viagem ficou em R$ 2.745 – uma economia de R$ 826 ou 30%! Este é apenas um exemplo, com dados reais, para você saber que é possível sim economizar!

Viagem independente

A economia é apenas uma das vantagens de se planejar sua viagem por conta própria. A pesquisa abre um leque de novas possibilidades e te permite comparar e escolher a companhia aérea não pelo pacote, mas sim pelo serviço ou horário que ela oferece ou mesmo pelo programa de milhas. Este, aliás, é mais um assunto que falaremos muito aqui no MMV: como transformar suas compras em milhas e estas em viagens maravilhosas! A pesquisa também abre novas opções de hospedagem. Que tal alugar um apartamento em vez do hotel? Ou quem sabe experimentar um hostel? De repente você descobre que aquele resort cinco estrelas que custava uma fortuna na agência está em promoção e quem sabe não faz um upgrade?

Planejar a viagem por conta própria é a forma mais fácil de economizar e montar a viagem com o que deseja e com a sua cara, fugindo dos passeios cheios de turistas, dos pacotes caros e o mais legal: curtindo a viagem desde o planejamento. Mas nem tudo são flores! Planejar exige mais dedicação e mais tempo de pesquisa. Você deve estar preparado para gastar algumas horas lendo guias e blogs de viagem, notícias sobre o destino que escolheu, opções de hotéis, passeios atrações… Não que isso seja ruim, como dissemos, costuma ser muito prazeroso sonhar com a viagem enquanto a planejamos!

Melhores-viajantes

E os passeios?

Aqui esbarramos em um ponto chave dos pacotes. Muitas vezes, as grandes agências vendem hotéis e passagens com o mesmo preço ou até mais baratos, afinal eles têm um poder de negociação enorme. Aonde eles ganham dinheiro então? Nos passeios! Se você já fez qualquer viagem com uma agência dessas já sabe como funciona: você chega ao local e o guia te oferece aquele monte de passeios para este ou aquele local imperdível. Caríssimo! Mas como você já está lá…

Além do preço, tem ainda o inconveniente dos horários ruins, de ficar passando de hotel em hotel para pegar passageiros e da correria de alguns passeios. Muitas vezes você viajou para conhecer especialmente uma determinada atração e o pacote te dá poucos minutos no local. O tempo de tirar uma foto (com um monte de gente ao fundo) e comprar uma lembrancinha. Fora que de quebra você passa em lugares não tão bacanas e almoça em restaurantes que têm convênio com a bendita operadora, geralmente ruins e caros!

Planejando a viagem você pode montá-la da forma que quiser, com os atrativos que desejar e – muito importante! – reservando tempo para descobrir coisas, descansar e não fazer nada! Sim, a viagem não precisa nem deve ser uma maratona de passeios e fotos, afinal você está de férias! 🙂

Pacotes nunca mais?

Aqui vais mais um segredo fundamental dos melhores viajantes: o conhecimento não tira nada, apenas acrescenta! Só porque você decidiu que vai planejar suas viagens você não precisa rasgar o cartão do seu agente de viagens nem bloquear o acesso ao site da agência. Pelo contrário, eles podem ser boas fontes de informações e até de compras. Mas nunca mais você vai chegar agência desarmado e comprar o primeiro pacote que te oferecem. Mais ainda: com a pesquisa você poderá pechinchar, negociar e conseguir encontrar o melhor negócio!

Muita gente gosta de fazer o que podemos chamar de viagens mistas: compra a passagem separada ou emite com milhas e compra apenas um pacote com hospedagem e traslados. Outros gostam dos passeios – sim, eles têm seu lado bom, com guias divertidos, transporte, tempo cronometrado que faz o dia render mais e a possibilidade de conhecer novas pessoas. O mais importante é ter liberdade para pesquisar, comparar e escolher o que é melhor para você e o que fará sua viagem inesquecível!

Hora de participar!

O Manual dos Melhores Viajantes (MMV) foi criado pelo Melhores Destinos com o objetivo ajudar aqueles que estão iniciando no mundo das viagens e permitir a troca de dicas e ideias entre os viajantes mais frequentes, com o objetivo de viajar melhor, aproveitando mais e gastando menos. Como tudo o que fazemos, queremos contar com suas dicas, opiniões, avaliações, por isso não deixe de participar nos comentários sobre suas experiências com pacotes e planejando suas viagens! Sua opinião é muito importante para que esse manual cresça e melhore!

Publicado por

Denis Carvalho

Editor chefe

  • Felipe Senna

    Nada como planejar tudo, sem agências de viagem. Além de mais barato, acredito que se aproveita muito mais a viagem, pois tudo fica do meu jeito.

    Parabéns pelo guia, MD!

  • Diego Tomazzoni

    Para mim já aconteceu as duas coisas, pacote ser mais barato e também mais caro (normalmente). Vale a pena pesquisa bastante na internet e depois avaliar os pacotes pois aí já se vai com uma ideia de valores.

  • Diego Vargas

    Viajei através de pacote apenas uma vez na minha vida (Alagoas) e pra nunca mais.

    O dia que eu vi um pacote de 7 dias pra NY por 12 mil reais, em baixa temporada, descobri a roubada que é esse tipo de viagem. Viajei em altíssima temporada (2ª quinzena de dezembro), por 10 dias, com 1/4 do valor (somando passagem e hotel).

    Não caio nessa furada nunca mais!

    • Marcelle

      vc viajou sozinho?

  • Iliada Karnak

    Viajei para Europa em dezembro ultimo e fiz todo planejamento da viagem! Fizemos uma economia absurda pois em Paris vi que alugar um apartamento por 7 dias saiu quase o triplo mais barato que qualquer hotel. Ademais, todos os passeios podem ser comprados na internet, tudo bem explicadinho, sem erro! Fiz roteiro dia-a-dia, ja prevendo, inclusive, média de gastos para aquele dia.

    • Julia

      Nossa estou planejando justamente em dezembro por 7 dias em paris!

      Me passa seu email para poder te fazer algumas perguntas?

      Obrigada,

      julia.albuquerque5@gmail.com

  • Maurício Mart

    Caros, acho que pacotes de viagem podem, as vezes, ser uma boa opção. Depende do que você procura e de quem vai viajar.

    Eu sou adepto da mochila, com planejamento prévio, e muiiiitas leituras sobre passeios, hospedagens e… valor das passagens!!! rs…

    Mas meus pais não. Além de serem mais velhos, eles curtem apenas aproveitar a viagem que alguém (eu ou uma agência) planejou.

    Pacotes podem ser mais baratos: eles irão para Fortaleza em agosto, saindo de BH e ficarão lá 7 dias. Comprei um pacote numa agência e ficou R$ 1.145 por pessoa, com passagem, hospedagem em Hotel 4 estrelas, transfer e um citi tour. Por conta, os mesmos itens não ficariam por menos de R$ 2mil por pessoa.

    Tranquilidade: Viajando pelo Brasil encontramos dificuldades em infraestrutura. Para fazer Rota da Emoções (Maranhão, Piauí e Ceará) eu utilizei de todo tipo de transporte: onibus, taxi, pau de arara, e vaaaarias horas de translado. Meus pais foram por uma agência, que buscou eles na porta do Hotel, com micro-ônibus exclusivo. Se não fosse assim, eles jamais teriam feito o percurso.

    Vale a pena pesquisar…

    • Leonardo

      Olá!

      Tb sou de BH.. teria como vc me passar essa agência q vc olhou?

      Fico no aguardo!

    • Maurício Mart gostei da sua colocação, já fui mochileira, "bicho grilo" maluquete mas agora com 60 anos e uma série de problemas físicos (ainda adoro viajar) estou pesquisando opções de pacotes promocionais. Não quero acreditar que sejam assim "uma furada" como muitos dizem. Seu comentário me animou. Obrigada. Se puder divulgar o nome de algumas dessas agencias confiáveis você vai me fazer um imenso favor. Um Abraço!

      • sonia

        EU E MEU MARIDO TAMBEM QUANDO JOVENS SAIAMOS POR AI AGORA MAIS VELHOS MAS COM A MESMA PAIXAO POR VIAJEM ESTAMOS VIAJANDO PELA CVC .A ULTIMA VIAJEM QUE FIZEMOS FOI A ARACAJU ADOREI TUDO MUITO ORGANIZADO E SO ALEGRIAS .RECOMENDO ABRACOS

  • Rafa

    Costumo dizer que há duas formas de viajar: fazendo pacote ou ir na raça. Confesso que sou adepta do 'ir na raça', sempre fica mais barato que o pacote, pelo menos no meu caso. A maior economia, no meu caso, é ficar em hostels. É muito barato e quem só procura um lugar pra dormir e tomar banho, é o ideal!

    • Izabela

      Rafa, voce já foi para Paris ???
      Pode me dar algumas dicas ???
      Pretendo ir na aventura…

  • Eduardo Gavioli

    Experiência pessoal sobre viagem para NY:

    – Durante alguns meses ler blogs e guias para conhecer o que mais vale a pena conhecer e os passeios que se pode fazer de graça, sem a necessidade de contratar serviço

    – Imprimir vouchers e cupons de desconto com antecedência

    – Organizar um roteiro dia a dia de acordo com a região que se visita para aproveitar ao máximo sem fazer longas viagens no mesmo dia

    Resumindo: quanto mais se planeja, se gasta melhor o nosso rico dinheirinho.

    15 noites em NY

    Hotel R$ 2020 pela net

    Passagem R$ 2150,00 pelo site da companhia

    TOTAL: r$ 4170,00

    E No mesmo período, 4 noites pela _ _ _, maior agência do Brasil

    4 noites em NY

    10×375

    TOTAL R$ 3750,00

    Vale ou não vale a pena se organizar….

    • Luiz Carlos Izzo

      15 noites em NY

      Hotel R$ 2.020 pela net

      Passagem R$ 2.150,00 pelo site da companhia

      TOTAL: R$ 4.170,00

      No mesmo período, 4 noites pela _ _ _, maior agência do Brasil

      4 noites em NY 10 × 375

      TOTAL R$ 3750,00

      E a mesma viagem pelo MELHORES DESTINOS

      Passagem AVIANCA SP/NY/SP R$ 1.069,00 (ida e volta).

      10 noites hotel Chelsea 20th (pertinho do metrô)

      $30/diária = $300. Em reais = R$ 600,00.

      TOTAL MELHORES DESTINOS

      VIAGEM PARA NOVA IORQUE = 10 DIAS = R$ 1.669,00.

      Pelo valor pago pelo colega aí, dá para ir duas pessoas pelo preço de um e ainda sobra dinheiro para um notebook, Tablet, Iphone 5 ou Play 3 tranquilo.

      Aí tá a diferença entre conhecer Nova Iorque e conhecer Nova Iorque pelo 'Melhores Destinos' gastando muito pouco.

      Salve MD.

      • John T Duarte

        Luiz Carlos, por onde conseguiu bom preço no Chelsea? direito pelo site deles? att

        • Luiz Carlos Izzo

          Putz, John… foi uma destas promoções malucas que vez em quando aparecem. Consegui pelo booking.com Realmente, achei um excelente preço.

          Abração!

          • John T Duarte

            Gracias. Tinha esquecido do booking.

        • Pedro Salomao

          Eu fiquei no Days Inn na Broadway, mto bom, super bem localizado e o melhor, bem barato!!

      • Rodrigoclt

        Em Mahattan valores de hotel são difíceis de comparar, pois as vezes o mesmo hotel em uma semana esta um valor e na semana seguinte esta 3 vezes mais, acaba sendo meio relativo a variação das datas.

      • Dalany

        Estou doida atrás de uma promoção dessas!!!!

    • Wallace

      Boa noite!
      Estou querendo viajar para NY, nunca fiz esses pacotes por mim mesmo, só vi os valores nas agências. Você poderia me indicar qual hotel e em qual a companhia que você viajou??

  • Rafael

    Não, os pacotes de viagem nunca valem a pena a não ser nas seguintes situações 1) bloqueios aéreos ou alguns hoteis/resorts em datas e destinos muito concorridos 2) pessoas que não falam língua estrangeira (geralmente de mais idade) e não tem experiência com o gerenciamento básico de uma viagem. Nas demais situações, viajar por conta própria sempre vai valer a pena.

  • Luciana Bois

    Pra mim, vale a pena sempre avaliar os dois lado.

    O que eu faço consiste no seguinte: acompanho as promoções aqui nos melhores destinos e recebo informações das agências de viagens por e-mail.

    Como sou estudante e funcionária pública, minhas viagens acabam caindo na alta temporada e sempre busco marcá-las na empresa no inicio das férias.

    Eu pesquiso antecipadamente o valor da passagem aerea pelos sites e as promoções divulgadas aqui no site, e quando são divulgados os melhores preços. Eu olho o preço junto a um hotel e então olho em agências de viagens.

    Ai é só ver qual compensa mais.

    Ano passado fui para João Pessoa na semana santa por conta própria e ficou cerca de 800 reais mais em conta por pessoa e em dezembro fui para Fernando de Noronha por agência em dezembro. E na época, foi o valor que valeu apena.

    Pela agência que sempre vou, estava 950 reais (promocional) do dia 22/05 a 25/05 a passagem aerea, translado e hospedagem no período para Fernando de Noronha. Já a passagem aerea apenas nesse período estava cerca de 1.100 reais.

    Vou em julho lá. O pacote que comprei, com tudo incluso, ficou 1510 reais por pessoa do dia 01/07 a 05/07. Apenas a passagem aerea avulsa para o período está saindo à 1.600 reais ida e volta. Então vale a pesquisa prévia (e antecipada) nos dois lados, principalmente pra alta temporada. (Fechei o pacote em abril)

    • Luciana Bois

      "Agência que sempre vou" Mentira, viajei apenas uma vez com eles. Hahahahahhahaha Mas é a agência que sempre pesquiso.

  • Leonardo Viegas Faut

    Eu sou um ex agente de viagens e hoje compro tanto pacotes quanto monto meu roteiro. Tem que saber avaliar as vantagens e desvantagens.

    Principais vantagens:

    – Ter um profissional qualificado para lhe atender

    – As vezes as operadores tem tarifas negociadas com as cias que saem mais barato que comprar direto com o site

    Principal desvantagem:

    – Não ter o conhecimento adequado na hora de efetuar a compra. Quando eu trabalhei em agência de viagens, cansei de atender clientes que compraram diretamente as passagens e não reparam que o voo chegava por Guarulhos e saia por Congonhas, que não repararam que teriam que fazer um pernoite em alguma cidade de conexão, que não sabiam a quantidade de bagagem permitida para levar.

    • maria nubia silva

      Olá leonardo1Eu e meu marido queremos conhecer Portugal e Espanha,no mês de maio.Aí comecei a ler tudo o que posso.Achei a proposta da CVC Portugal e Espanha clássico,13 dias em torno de 8.000,00 mais 6.000,00 de voo
      muito cara.Tem vário passeios desgastantes inclusos.Gostaria de viajar mais ou menos a mesma quantidade de dias,mas sem tantos passeios cansativos.A proposta deles é quase iqual,se eu escolho a segunda,é como se eu estivesse pagando para não passear tanto.Estou confusa.O que devo fazer?Qual a tua opinião?

  • Leandro

    Pacotes podem valer a pena em alta temporada, sim.

    Eu sou o maior adepto do mundo a viagem independente, porém, organizando algumas para algumas pessoas, percebi como isso é complicado.

    Se a pessoa simplesmente não está a fim de entender o lugar para onde vai, o pacote com guia pode ser uma boa pedida.

    E é difícil entender isso, num blog de viagens independentes.

    Se for para reservar aéreo e hoteis, normalmente por conta própria é mais em conta. Mas eu já viajei só comprando aéreo/terrestre e fazendo tudo por conta no lugar. Hoje, apenas faria isso em situações especiais. Às vezes compensa, sim…

  • Wellington Rodrigues

    Para viajar com agencia, so se por por algum site de compra coletiva,e com um bom desconto!! fora isto, nao compensa de forma alguma os pacotes de agencias de turismo!! fazer por conta propria da trabalho!! mas financeiramente compensa, economiza-se em media 50%!!! ou ate mais!! é so deixar a preguica de lado!!

    abraco a todos e boas viagens!!(sem agencias claro!! 😉

  • Danilo Fernando

    Em 2011 fiz um mochilão na Europa por 8 países e 14 cidades, Portugual, Espanha, França, Inglaterra, Alemanha, Rep.Tcheca, Austria, Itália e Vaticano.

    Planejei tudo, hospedagem, refeição, transporte (4 vôos internos e 8 viagens de trens intercidades/países). Ficamos 22 dias! Foi maravilhoso! Fizemos o quê queríamos! Gastamos com tudo (inclusive passagens) cerca de R$ 8.000,00 por pessoa!

    Percebi que poderia gastar ainda menos! Vi em pacotes de viagem que viagens de 14 dias por menos países e lugares estavam cerca de R$ 12.000,00… então acho que fizemos um excelente negócio! Perdi o medo de montar viagens por conta! Aqui no Brasil então, aí é que eu me viro sozinho mesmo!

    • Leandro Maia

      14 cidades em 22 dias? Deve ter gasto a maior parte do tempo em aeroportos e estações de trem. Corrido demais!

      • Thiago Castro

        Viagem é questão de gosto. blz. Ainda bem q o Danilo adorou, mas eu acho uma loucura. Na média são 1,5 dia por cidade. Mal dá pra dizer q conheceu isso tudo mesmo. E olha q eu nem curto ficar muito tempo no mesmo lugar, mas pelo menos 3 ou 4 dias né??!! rs

        • Danilo Fernando

          Éh Thiago, primeira vez na Europa queremos abraçar tudo mesmo, hehe! Mas é o seguinte: Nas principais capitais (Paris, Londres e Roma), fiquei pelo menos 3 dias! Em outras cidades (Lisboa, Madrid, Barcelona,Berlin e Florença, etc.) Ficamos menos de 3 dias. Como vcs disseram: Loucura? Talvez! Rs… Mas quando eu estiver velinho sempre vou me lembrar dessa viagem, planejada meses antes e do jeito que eu queria! Rsrs… Depois não sei se terei saúde física e financeira para outra dessa! 🙂

          • Thiago Castro

            Entendi e novamente, gosto é gosto. O ideal seria fazer umas duas ou três viagens mais tranquilas e com tempo. rs. mas sei q nem sempre dá. Lisboa, Madri, Barcelona e Florença tudo bem, mas menos de 3 dias em Berlim é fogo. A cidade merece mais. rs

      • Danilo Fernando

        Até que não gastamos tanto tempo nisso não, colega. Felizmente na Europa as coisas funcionam e não gastamos mais de 3 horas em média com cada deslocamento, comprei todas as passagens de trem pela internet, e tomávamos café nos trens logo cedo com belas paisagens! Algumas cidades (Sintra, Toledo, Viena, e o Vaticano) não gastamos mais que 1 dia. O propósito era esse mesmo! Não me arrependo não. Mas o objetivo é mostrar o quanto podemos economizar planejando por conta própria!

    • JONATAS SOARES

      Este seria um exemplo de viagem por agência, muito corrido. Por conta própria o ideal é ir com tempo pois se alguma coisa der errado vc ainda consegue aproveitar algo com um plano B. É bom ter o B o C ou vários planos pois vc estará por sua conta e risco. Hoje na Europa é comum greves ou tumultos como o de ontem em Paris ou enchentes e nevascas em alguns lugares o que podem comprometer a viagem. Até hoje só viajei por conta própria, fica realmente mais em conta principalmente se a passagem aérea for barata, porém é necessário muito tempo no planejamento, espírito de aventura e mente e coração abertos. Nada vai tirar o meu prazer.

      • Danilo Fernando

        Perfeito colega. Ressalto que essa viagem era exatamente o que eu queria fazer! Sem arrependimentos! Talvez eu tenha tido sorte, mas não tive nenhum atraso, nenhuma greve, nevasca… nada! Todos os imprevistos foram totalmente contoenáveis e 'previstos', hehehe. Sou bastante chato com esse planejamento e bem meticuloso com horários e tal. Pesquisar tudo antes foi FUNDAMENTAL, pois consegui muitas pechinchas com low costs (Vueling e EasyJet), coisa de 19Euros. E algumas passagens de trem compradas com até 90dias de antecedência chegam a ficar cerca de 40% mais baratas. É muito prazeroso planejar a viagem (pelo menos para mim), em todos esses detalhes!

        • gilson coimbra

          Danilo boa tarde.

          Desculpa encomodar mas poderia me passar algumas dicas, pretendo fazer um percurso parecido com o seu entre lisboa, londres, paris, amsterdã, lucerna “suiça”, veneza e roma. já sei como chego a londres queria saber se vou de londres a amsterdã ou a paris para depois seguir a suiça e por fim veneza e roma. Saberia me informar ? Se possível me mandar um email: gilson.coimbra@navistar.com.br

    • Tito Bosco

      virei seu fã brotther 🙂

      • Danilo Fernando

        Kkk que isso Tito… Salve o MD que nos proporciona maravilhosas viagens todos os anos!

        Quer viajar pagando pouco? 'Yes, we can?' 😀

    • ricardo

      danilo, estou pensando em um viagem dessas…voce tem detalhes do seus roteiro para me enviar…se tiver ficarei agradecido……egaldaniel@hotmail.com

  • Vívian Andrad

    Com certeza, a melhor coisa é o planejamento e a antecedência(na maioria dos casos). Como pode-se ver quem acompanha o MD, há muitas promoções durante o ano inteiro. É só ficar de olho no MD 🙂 Além disso, quem tem flexibilidade para tirar férias sempre consegue promoções com maior facilidade. E pelo "booking" com antecedência também é possível conseguir ótimas promoções de hotéis. Só uma vez, comprei uma promoção terrestre para Buenos Aires de um site de compra coletiva que valeu a pena. As passagens eu comprei por 6 mil milhas ida e volta, com a dica aqui do MD :). Obrigada MD.

  • Luiz Guilherme Magal

    Planejar sua própria viagem é 1000 vezes melhor!!! Você começa a viajar meses antes de entrar no avião!

    Uso muito a agência para conseguir bons preços de passagem quando não há nenhuma promoção vigente ou no máximo para comprar um Combo passagem + hospedagem que em alguns casos apresentam preços razoáveis.

    Mas a parte dos passeios??? Tudo sozinho pesquisando na internet. É bom demais!

  • Marcelo

    Viajar, conhecer novos lugares, seus encantos e sua gente! O meio como vc vai organizar sua viagem é super importante para depois não virar uma dor de cabeça. É necessário ver os dois lados (agência ou você organizando tudo), pois como outros já mencionaram acima, por vezes vc consegue promoções incríveis por pacote, verdadeiros achados, mas para isso, necessita disponibilidade para a data do pacote. Você organizando, o grande diferencial é a flexibilidade. Atualmente, eu tenho organizado tudo. São horas de pesquisas (e minha viagem já começa aí). Mas uma recomendação muito importante, sempre que você for organizar sua viagem, coloque uma margem de erro de pelo menos 20% para mais, pois você poderá ter alguns contratempos e, dependendo do teu gasto total, esses 20% poderão pesar e muito no teu orçamento futuro. Parabéns ao MD por mais essa iniciativa. Abrçs

  • Patrick O'Calla

    Pessoal, Eu trabalho com turismo e vendo para os meus clientes tanto pacotes como viagens personalizadas.

    Só da para comparar ambos se for no mesmo voo e no mesmo hotel. Esse papo de "hotel similar" e "voos nas mesmas datas" mais atrapalha que ajuda no momento da comparação. Um hotel 3 estrelas bom em Manhattan, NY, por exemplo, custa em torno de US$ 200,00 a diária. Um "hotel similar" perto do aeroporto La Guardia custa US$ 60,00. E voos nem se fala. o cara fica 10 horas em bogotá na conexão para os EUA e depois compara a tarifa com um voo direto. Portanto comparem o mesmo produto!

    Dica: Normalmente pacote é mais barato para Caribe e nordeste. Europa e EUA costuma ser mais barato comprar tudo separado. Abços

    • Luiz Carlos Izzo

      Em minha humilde opinião, a pessoa que NÃO TEM grana para pegar "voo direto" certamente encara uma conexão de 10 ou mais horas como uma "segunda viagem" e faz desse tempo adicional uma aventura. Por outro lado, QUEM TEM grana para pagar mais caro, disposição para encarar agências de viagens e optar somente por voos diretos, não vai precisar das dicas do "Melhores Destinos"… basta sacar o cartão de crédito e viajar, com toda facilidade, comodidade e requinte. Abçs..

      • Patrick O'Calla

        Luiz,

        Eu concordo com você. eu mesmo já peguei essa conexão de 10 horas para economizar e eu acho super válido! mas a questão colocada não é essa. o que eu disse acima é que não da para comparar produtos diferentes e depois dizer que viajar por conta própria é mais barato. é ilusão! para saber se pacote é mais barato que viajar por conta própria compare os mesmos voos e os mesmos hoteis! abraços.

  • Diógenes

    Quando o agente de viagens é uma pessoa que explica a composição do pacote, o que tem e o que não tem direito e não quer tão-somente vendê-lo, há algunas viagens com preços interessantes por agência. Eu prefiro viajar por conta própria. Planejar o roteiro do dia-a-dia é gostoso.

  • Rodrigo Gonzalez

    Planejar a viagem não quer dizer NÃO ao agente de viagens.

    Fui agente de viagens e sei como me livrar de enrascadas típicas de quem viaja sem assistência. O segredo principal é QUEM é o seu agente de viagens; o nível de conhecimento é fundamental!

  • Alexandre

    Em dezembro fiz uma viagem ao Japao para assistir o Mundial de Clubes da FIFA. Pesquisei pelas agencias de turismo e menor preco conseguido foi R$ 14.000,00 (antes que alguem fale algo, o preco anunciado por elas de R$ 11.000,00 era em quarto quadruplo).

    Acrescentei uma parada de 3 dias em NY, comprei as passagens aereas e fiz as reservas do hotel por conta. Gastei no total, R$ 6.800,00, incluindo o hotel em NY. Detalhe, nao consegui promocao pois era um evento que lotou o local …

    Fora os meses de terapia planejando a viagem e curtindo cada nova descoberta de passeios, tracando rotas, etc …..

    Ha 5 anos eu me desempacotei …. e nao me arrependo. Sempre que vou viajar, planejo os gastos e comparo com um agencias de turismo para ter certeza (nunca se sabe) …. mas sempre economizo cerca de 40% a 50% ….

    • lucinda ortiz

      GOSTARIA DE SABER O ROTEIRO QUE FEZ, POR FAVOR. ADORARIA CONHECER O JAPÃO E SE CONSEGUIR INCLUIR NY SERA UM SONHO. AGRADECIDA LUCINDA

  • Daniel

    Sou viajante frequente e sempre planejo minhas viagens e compro tudo sozinho. Porém depois de ler esse post fiquei com uma dúvida. Será que vale a pena comprar esses pacotes só de passagem + hotel, ficando todo resto por minha conta?

  • Nelson Carpilovsky

    Montar a viagem é bastante prazeroso e geralmente fica mais barato. No Brasil acredito que apenas os pacotes para Porto Seguro fiquem mais baratos nas agencias de turismo, por conta dos fretamentos aéreos. Também tive que recorrer a uma agencia para is a Cuba. Comprei a passagem em separado, mas para os voos internos e hospedagem, não deu para fugir de uma agencia. E não serve qualquer agencia.

  • Cíntia

    Iliada, como você fez para comprar passeios em Paris pela internet? Qual a agência de lá você contratou?

  • MARCELO NEVES

    Assim as agências de viagens irão falir… uashuashuash… Mas a verdade seja dita que, em 99% das vezes, o planejamento particular sai mais em conta. Sem contar no prazer e liberdade de programar a própria viagem.

  • Roberta Giordano

    O fato de se comprar em uma agência, não quer dizer que vc irá virar refém de sua própria viagem. Há uma diferença entra pacote e excursão. Meu caso estou planejando uma viagem para Cáncun em fevereiro de 2014,e me decidi a comprar em uma agência um pacote que me garanta aéreo+hospedagem+translado, meu filho é especial é ter um apoio da agência me facilita muito. Agora tb já fui para a Europa, 3 vezes sempre por conta. Acho que as duas experiências são válidas , é saber o que realmente se está procurando.

  • Tito Bosco

    planejar uma viagem é um barato! trocar ideias com quem ja foi, pesquisar em foruns, dar a sorte de pegar uma passagem com precinho show de bola e vc ter a liberdade de escolha de onde ir, quando ir e quanto gastar. vai depender do seu bolso 🙂

    "Viajar é um dos prazeres que quanto vc mais gasta, mais vc enriquece!"

  • Lucy Batochio

    Nunca usei um pacote de viagem, nacional ou internacional. Acho caríssimo e as opções são poucas e de má qualidade. Prefiro eu mesmo pesquisar e comprar o que acho que vale a pena.

  • Carmencita da Rocha

    Realmente viajar por conta propria é mais vantajoso, em julho 2012 viajei para a Buenos Aires, comprei passagens e reservei hotel por conta própria, passeios e depois fizemos pacote para outras cidades na Argentina e saiu muito mais 50% mais barato, primeiro que o peso vale metade do real, se fosse comprado o pacote no Brasil eles cobrariam em real e comprando lá pagavaos a metade fiquei em hotel 3* no centro de Buenos Aires e realmente se vc é aventureiro pesquise bastante e verá que vale a pena planejar e embarcar por conta própria.

    • lucinda ortiz

      estamos indo para buenos aires, comprei passagem e hotel. qual a sugestão de passeios? compro pela internet ou compro lá nos proprios hoteis ?

  • Yuka Nardelli Piloni

    Depois de 15 anos de assinatura da Revista Viagem e Turismo, anos de Melhores Destinos, muitas viagens por agências de viagens e por conta, montei a minha Agência de Viagens. Posso dizer pela minha experiência, que muitas pessoas precisam do agente de viagens para viajar com segurança. Pacotes muitas vezes valem a pena sim, não dá para comparar apenas quando se encontra uma tarifa promocional do aéreo, e tarifa operadora, muitas vezes tem promoção quando os sites das companhias não tem. Então, o melhor é ter um agente de viagens confiável, que vai te dizer o que é melhor naquele momento, alguém que não vise somente o lucro. Eu procuro trabalhar tendo sempre a satisfação do cliente como meta, que ele pague o menor preço pelo melhor serviço, de acordo com o perfil de viajante dele.

    Com boas ferramentas de trabalho, é possível o agente achar preços ainda melhores que os da internet, dá trabalho, mas é grande a satisfação de poder atender bem.

    Não inicio um dia de trabalho sem antes acessar o Melhores Destinos!

    Abraços

    • Eduardo Ribeiro

      Meu sonho é abrir minha agência de viagens!!!

      Parabéns pela conquista!!

  • Jr Junior

    Viajar pela internet é maravilhoso,,

    tao maravilhoso quanto,, é a internet resolver um problema de cancelamento de voo, resolver um problema de traslado.

    nem tudo é isso que aparenta,,

  • Saskia

    Sou agente de viagens e digo que comprar pela Submarino também não é vantagem. O MD faz um post deste e quando anuncia promoção redireciona para uma agencia de viagens virtual que ainda faz venda casada de seguro viagem.?! Notem bem a comissão do Submarino nos encargos.

    O passageiro que adquiri um pacote de viagem não é obrigado a fazer os passeios que o receptivo oferece. A CVC atualmente ja está vendando somente passagem aerea com tarifa operadora que é a tarifa para pacotes e voce não é obrigado a comprar hotel + passeios. Pode apenas adquirir as passagens.

    Os sites como decolar.com / submarino.com e etc são agencias de viagens virtuais que também ganham comissão e quando a cia aérea não comissiona elas são obrigadas a colocarem os encargos.

    MD vamos valorizar a nossa profissão, ok? O que será de voces sem o Submarino? rsrs

    abraços!

  • Manoel A Araú

    Bom, minha primeiro viagem para fora do país, fiquei meio receoso e fiz pela maior companhia brasileira (o pacote terrestre). Comprei aéreo de 1800 pela TAM (Brasil-Paris-Bra) e paguei 2300 no terrestre (pacote de 12 dias Paris-London-Bruxelas-Amsterdã…percusso de ônibus+ferry de Paris a London). O passeio foi muito bom, os hotéis excelentes (salvo a ignorância no hotel de Paris pelos funcionários franceses).Acho que valeu demais esse pacote, apesar da correria da viagem. (isso foi em dez de 2011).

    Bem, agora em março fui a NY. Diferentemente da Europa, comprei minha passagem pela TAM por 1998,00 reais FORT-GRU-JFK e trecho de volta também.Paguei 1118 dólares em um hotel que fica a meio quarteirão da Times Squaer (esse valor foi divido por três pessoas em uma estadia de 8 noites). Fiz todos os passeios de metrô e ônibus, inclusive fui a Washington por uma empresa de NY mesmo e paguei 71 dólares ida e volta dividido para 3 (isso de passagem rodoviária). Fui a dois espetáculos, passava o dia andando nas ruas e conhecendo tudo a vontade… deu para conhecer muita muita coisa livremente em 8 dias.Creio que meu passeio saiu muito em conta, isso indo por si só. Detalhe:próxima viagem internacional provavelmente sem companhia.

    Mas creio que tudo precisa ser visto e revisto. Em junho irei a bonito e comprei um pacote, creio que mega promocional, de 4 noites (aéreo + hospedagem + 2 passeios + transfer de Mato Grosso até bonito. Total:1116 reais. Conheço muito locais no BR e sempre quis ir a Bonito, quando vi esse promo não perdi.

    As passagens de For-MT são caras, fora de promoções elas custam em média 700 reais e em promoções não baixam muito. Então acho que meu pacote foi muito bom, isso foi pela maior agência do país.

    Mas reitero que é muito bom ir por conta própria, todas as minhas viagens dentro do Brasil foram assim. Você fica mais a vontade e paga mais barato na grande maioria das vezes.

  • MAYARA

    Fiz uma viagem por agencia de viagens apenas, a maior do Brasil _ _ _, bom, não tive contratempos, a não ser a viagem estilo turistão, vôos abarrotados de crianças, familias inteiras curtindo Julho e a chatice do onibus parar de hotel em hotel, na ocasião meu pacote não incluia passeios, logo tentaram vender alguns durante o traslado a caminho do hotel, não compramos e fizemos bem, a viagem era Porto de Galinhas e no centrinho há inúmeras opções e no próprio hotel. Particularmente creio que a agencia de viagens pode ser uma boa opção para familias grandes e sem tempo para programar uma viagem e também para Idosos, tirando essa categoria realmente não compensa…Programo todas as minhas viagens e te garanto que em poucas viagens você se torna quase um agente de turismo, meu caso rs, a graça da viagem já começa na programação, salvo dores de cabeça que podem aparecer, como no meu caso no ano passado a falência inesperada da Pluna, tem um leque de opções que só você poderá por limites….

  • Arthur Bernardes

    Olá, Bom diaa! Achei interessante a matéria, inclusive estou já me programando para nas próximas férias ir para Orlando. Como será minha 1 vez para os EUA, Gostaria de saber se tiro o visto antes ou depois de comprar as peassagens. Pergunto isso pois talvez apareça uma promoção e ainda não estou com esse documento ok. Obrigado.

  • Leonardo Couto

    Há lugares que eu não recomendo ir sem pacote de viagem, como Rússia e China.

  • Ana Carolina Muniz

    Alguém já comprou pacote de hotel pela internet, tipo decolar ou submarino? Gostaria de saber se é seguro ou se existem problemas frequentes…

    • Fabinho

      Ja comprei pela booking.com e nao tive problema algum. O melhor é que nao tive q pagar nenhuma taxa antecipada, acertei apenas no dia do check in, direto com o hotel.

    • Marcela Nering

      Ana, eu nunca comprei por esses sites, mas sempre uso para fazer as pesquisas (eles são ótimos para isso). Já li muitos casos de pessoas que tiveram problemas, especialmente com voos, quando precisaram cancelar ou quando mudou alguma coisa… É só entrar no Reclame aqui e ver o tanto de reclamação que tem…

      Já para hoteis, o booking.com e o hoteis.com são ótimos, sempre faço minhas reservas por lá e nunca tive problema.

    • Thiago Castro

      Uma dica ao se fazer uma reserva no Booking é mandar um e-mail para o hotel confirmando a reserva. Assim, vc garante que o hotel realmente colocou vc no sistema e o e-mail do próprio hotel (em resposta ao seu) ajuda caso haja algum problema no check-in.

    • NATÁLIA

      O recomendo o booking.com nesse aspecto.

      Ano passado tive um problema com a reserva de um hotel, na verdade foi erro do hotel, eles não tarifaram meu cartão de credito na época da compra e deixaram pra cobrar bem depois, quando meu cartão estava bloqueado para compras internacionais.

      Mandei um e-mail transtornada ao booking.com, às vésperaS da minha viagem.

      para minha ( boa) surpresa, eles me ligaram no dia seguinte, às 8 da manhã, num domingo. Foram super rápidos, super solícitos, entraram em contato com o hotel e em algumas horas tudo estava resolvido.

      Aconselho a todos que não tenham medo de comprar pela net, muitas vezes o atendimento prestado é infinitamente melhor do que o de várias empresas que te atendem pessoalmente.

    • Victor Dalvi

      Olá Ana! Eu gosto muito de comprar pacote de diárias pelo Booking.com! Já comprei hospedagem para Gramado e para Buenos Aires sem problema algum. Inclusive consegui preços excelentes.

      Por exemplo, em Gramado fiquei em um hotel que na alta temporada (Junho/Julho) a diária é de R$ 700,00. Fui lá em Abril/2012 e consegui uma diária de R$ 120,00 pelo Booking, enquanto o preço nessa mesma época era de R$ 200,00 a R$ 250,00.

      Pode comprar sem medo pelo Booking!

  • Iliada Karnak

    Oi Cintia! Todos os passeios você compra no site do lugar que você quer ir. Por exemplo, para visitar Versailles, entrei no próprio site deles e comprei (é o mesmo preço de comprar lá, mas pelo menos você deixa de pegar uma fila a menos)…a mesma coisa para torre eiffel, eles tem um site que voce compra e já imprime o tickete – é a melhor coisa que você pode fazer! Todos os sites são em inglês, mas é tão simples que mesmo você não entendendo bem o que esta escrito, por intuição dá certo. Não contratei NENHUMA agência lá, pra nada, foi tudo por conta própria. Alguns lugares não compensa você comprar antecipado, como é o caso do Museu de Louvre, já que são muitos pontos de vendas e nunca tem fila pra compra. Enfim…lê esses blogs de viagem que eles explicam tudo direitinho e, no meu caso, deu tudo certo.

    • Cíntia

      Ótimo!

      Deixa te explorar só mais um pouco… você achou complicado se locomover por lá? É fácil utilizar transporte público para ir aos pontos turísticos? Em que área você indica para se hospedar?

      Já te agradeço!

      • Iliada Karnak

        Não e difícil não…e super tranquilo! Assim, la tem muitaaaass linhas de metro. De primeira voce olha e acha que não entende nada, mas depois que vc pega o jeito vai pra todo lugar! Pra Versalhes fui de RER, que o mapa ensina tb como faz…andar de táxi nao vale a pena! O trânsito e caótico e mto caro! Até do aeroporto peguei metro. Pra tooodos os lugares vc desenrola o transporte publico.

        Quanto ao bairro…fiquei perto da nortre dame, que e bem central e da pra fazer varias coisas a pé…a saint michel tambe. Mas lá tem taaanta estação que se não foi distante demais da certo.

        Precisando..pode perguntar!

  • Fabinho

    Pra quem quer ir pra Costa do Sauipe, ja cotei varias vezes e não se consegue hospedagem por lá mais barata tentando fechar sem agencia de viagem, porque esse pessoal com certeza tem convenio forte, esquema, pra forçar o turista a comprar os pacotes.

    • Thiago Castro

      É que lá não tem muitas opções de hospedagem. Diferente de uma capital por exemplo.

  • Marcela Nering

    Eu passei a viajar desempacotada há alguns anos, quando fui descobrindo os bons sites e blogs de viagem que existem… Fui perdendo o medo e agora não consigo me imaginar viajando de outra forma (a não ser para alguns destinos mais complicados, onde seria mesmo necessário um suporte especial). Entretanto sempre faço algumas consultas em agência de viagem, afim de comparação.

    Uma coisa que sempre faço por agência, porque me sinto mais segura e porque costuma ser mais barato que por conta própria, é aluguel de carro. As agências tem códigos de promoção diferenciados e sempre consegui melhores tarifas com eles.

    Fazer uma viagem por conta demanda tempo e muito planejamento… Mas, honestamente, é uma das minhas partes preferidas!

    • Marcela Nering

      Apenas complementando: aluguel de carro no exterior. Se for aqui no Brasil mesmo, fecho direto pelos sites das empresas, e nunca tive problemas!

  • Rodolpho F.

    Não há melhor dor de cabeça que vc mesmo pesquisar tuas viagens, ficar horas em dúvida sobre um ou outro passeio, translados…

    Pacote é sufocante (passeios que vc não curte, com gente que vc não conhece…), mas pra quem não tem tempo, saco e realmente gosta de chegar com tudo pronto os pacotes são a melhor opção, sem dúvida.

  • Alexandre-CGR

    Manoel,

    Acho que te colocaram numa furada. Vais percorrer mais de 500km nesse transfer MT-Bonito..

    • Thiago Castro

      Mas passagem direto para Bonito é, via de regra, bem mais caro. Eu mesmo desci em Campo Grande, aluguei um carro e fui. Achei ótimo, pois ainda pude usar o carro na cidade.

  • NATÁLIA

    Ter grana e estar disposto a jogar dinheiro fora são duas coisas diferentes.

    Muita gente tem plenas condições financeiras de pagar por tarifas cheias mas acompanha o MD pois é inteligente e dá valor ao próprio dinheiro.

  • NATÁLIA

    Ainda assim, comparando os mesmos hotéis e passagens, ir por conta própria em 90% das vezes sai mais barato.

    Sem querer ofender, mas os "agentes" de viagens que temos no mercado hoje estão longe de ser profissionais com conhecimento e empenhados em conseguir vantagens aos seus clientes.

    A maioria dos agentes que já contactei são meros intermediadores.

    Simplesmente te perguntam pra onde vc quer ir, que horas vc quer voar, e te mostram uma lista de hotel pra vc escolher.

    Não há " conhecimento ", não dão sugestões, não fazem roteiros. São vendedores de pacotes.

    Me desculpem, mas é a realidade.

    • Thiago Castro

      Entendo sua opinião, mas é uma generalização. Realmente, se vc for olhar nas agências (tipo a maior do brasil e a segunda maior tb), o cara não é um agente, é apenas um atendente. Nesse ponto, concordo contigo.

      Mas acredito que, assim como eu, tem muito agente que adora viajar e planejar roteiros, que pesquisa e que busca o melhor para seu cliente. Não trabalho nessas agências "normais", mas entrei nesse ramo (a pouco tempo) exatamente pq pensava como vc.

      Já planejei viagens para vários amigos (e continuo fazendo) e já os livrei de muitas furadas. Sempre leio muito a respeito de destinos, hotéis, passeios, participo de feiras, assino revistas, pesquiso um local aleatório mesmo estando de bobeira, só por prazer.

      Então, ainda acredito que um bom agente de viagens pode ser de grande valia pra muita gente (mesmo para aqueles que fazem viagens "independentes"). Cabe achar um agente de verdade e não um atendente de loja que só sabe te passar uma planilha pra vc escolher o que vc quer. Já pro pessoal que já costuma ler blogs e dedicar horas e horas em pesquisa, aí realmente não faz sentido.

  • Rafael Lindoso

    o meu é ter um sistema de agência em casa. pesquisar pela internet é muito limitado.

  • Eduardo Gavioli

    Caro amigo, realmente outros preços mais baixos sempre aparecem. O lance é que em vista de pacotes, acho que era esse o tema do post, ainda que eu tenha gastado mais, valeu a pena. E outra coisa, nestes preços estão inclusos as taxas do hotel, do município, de aeroporto e voo sem escala. Acho que talvez no teu post faltou acrescentar estas taxas, já que tudo em NY é mais caro do que qualquer lugar dos Estados Unidos. E voo pela Avianca é com horas de escala em Bogotá…isso ninguém fala….

  • Marcelo

    Viajar por conta própria é mais econômico e prazeroso. Você monta um roteiro escolhendo o que gosta e aproveita muito mais a viagem! Já conheço 20 países e sempre fiz todo o planejamento sozinho ou com os amigos. Nada como alugar um veículo e explorar não somente as atrações mais populares nas cidades como também tudo que o interior da região tem a oferecer. Com pesquisa, se consegue ficar em um hotel melhor, pagando bem menos do que as agências pedem por um inferior. Comprando passagens em promoção diretamente no site da companhia, escolhendo o hotel, pesquisando locação de carro, passeios, alimentação, já cheguei a gastar menos de 50% do valor de um pacote e ainda aproveitar muito mais. O que é preciso é planejar tudo com antecedência, nas horas vagas… A viagem já começa aí, sem contar que você aprende muito mais sobre o destino!

  • JONATAS SOARES

    Danilo já tive um problema em uma viagem ao Peru quanto um tripulante da LAN passou mal e o voo teve que fazer uma parada em Buenos Aires seguindo depois para Santiago onde fui obrigado a pernoitar. Acabei perdendo o voo com destino a Lima e por conseguinte o da TACA para Cusco.Acabei perdendo meio dia que achei que fez falta. Por isso, hoje eu tento seguir as recomendações de vários blogs de ir a um local e curti-lo sem pressa, slow travel http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,ED…. Vou a Europa mês que vem numa viagem de 44 dias em 5 países e 7 cidades principais mais alguns bate e volta, viajando (e economizando) de Vueling,EasyJet, Air Europa,TAP Rail Europe etc mais de 1 ano planejando e mesmo assim dá um friozinho na barriga hehehehe. Claro que cada um tem estilo,tempo, recurso, hoje o meu é de quem já é meio velhinho, só vou devagar e devagarinho heheheh. Um abraço.

    • Noemy

      Ola jonatas pretendo fazer uma viagem desta tb, vc poderia me passar o seu roteiro.
      Como vai eu, meu marido e filho, toda informaçao e bem vinda.
      Meu e-mail e noemy-monteiro@hotmail.com
      Muito obrigada

  • Oscar Luiz da Silva

    Depende do pacote também… uma coisa é você ir de CVC. Outra é ir de Latitudes.

  • Oscar Luiz da Silva

    Antes.

  • Oscar Luiz da Silva

    Isso é verdade. Países que o inglês ou outra língua que você saiba são raras de serem faladas pela população, você acaba não aproveitando nada e ainda corre risco de se perder ou se dar mal.

  • Fred K. Chagas

    bom, NÃO LI tudo o que foi escrito, decerto já disseram isso mas, ao menos, irei, CONFIRMAR:

    DE-PEN-DE.

    Depende da época do ano. Em baixa temporada, a busca "solo", por si próprio é, 90% das vezes, mais em conta (mas vc tem que ter disponibilidade de tempo, concentração, manejar bem os sites – INÚMEROS – e tal). Em alta, ou mesmo média temporada, VALE ligar para uma agência, conhecida ou não, e dar uma olhada. Literalmente não custa nada. E QUAL O MOTIVO? na alta as agências têm vagas (voos, hotéis) BLOQUEADAS para eles. Daí você, sozinho, vai achar as últimas mas a agência ainda consegue um preço menos caro. Agora, quanto a carros, trens, passeios… mete a cara. Vai no site do parque, no site do teatro, da locadora e bota o cartão pra trabalhar. A chance de sair mais barato é sempre MAIS ALTA. Ok ?

  • Fred K. Chagas

    ANTES.

  • Fred K. Chagas

    Pensei nisso hoje vendo uma foto de… Shangai, salvo engano, no GLOBO… pô, as placas todas em chinês, ninguém fala inglês por lá… ir sozinho é roubada.

    aí é melhor juntar um galerão mesmo e ir com quem já dá as dicas, vai colocando nas paradas cer-tas.

  • Fred K. Chagas

    O que ocorre atualmente, e sei que o DENIS, LEONARDO e CIA. concordarão comigo, é que as ferramentas oferecidas pela INTERNET abriram um novo mundo para os viajantes de todo tipo.

    Você, destemido turista, com a saúde em dia, um GPS na mão e 'n' ideias na cabeça, vai onde quiser, basicamente. Nas duas primeiras vezes que dirigi nos EUA, ainda no final dos anos 90, era na base do MAPA e hotéis eram previamente agendados, na agência mesmo ou no folder na cabana da estrada. Agora está molezinha. QUE BOM !

    • Concordamos plenamente. Aliás o objetivo do MMV é mostrar às pessoas essa mudança. Muitos, por incrível que pareça, ainda desconhecem as inúmeras possibilidades que nós viajantes temos nas mãos!

  • Vanderlei Pg

    Em Paris compra o MuseuPass, vale muito a pena, transporte compra pacotes com 10und de metrô, tem um bom desconto também.

  • Danilo Fernando

    Puxa, que contratempo heim! Aproveite bem sua viagem para a Europa, tudo vai dar certo! Depois nos conte como foi! 🙂

    • Jonatas

      Danilo a viagem foi excelente, só dei um mole no bate volta de Roma para Florença em que o trem sairia às 06:55 e eu que estava na estação desde às 6 da manhã perdi o trem pois fiquei esperando que no trem estaria escrito Roma/Firense mas o que chegou na plataforma foi o, se não me engano, Roma/Torino. Comprado com antecedência, havia pago 36 euros ida/volta por duas passagens e tive que pagar agora, porque quebraram meu galho, 45 euros, metade do valor correto pelo trecho de ida. Acontece. Um abraço.

  • Rodrigo

    Sempre tive a ideia fixa de que planejar a viagem seria mais barato e melhor, acontece que ha alguns tempos tenho que ir até Curitiba a trabalho e descobri que comprando pela agencia de viagens de uma companhia aérea fica TUDO muito mais barato.

    Economizei próximo de R$ 600,00 para dois dias de viagens com um hotel com uma qualidade melhor e a locação do carro bem mais barato.

    Este foi um caso único pra mim, geralmente comprar direto é mais barato e tem uma flexibilidade maior.

    A grande dica é COMPARE SEMPRE!!!! Assim com certeza fará um bom negócio.

  • Rodrigo

    Comprei Booking e Decolar. Muito práticos e funcionam bem. Booking tem mais informações dos hotéis já a decolar tem melhores opções. Ai vai do gosto.

    Nunca tive problemas. E percebo claramente que é bem mais barato que a tarifa de Balcão.

  • Ana Cristina Da Roch

    Perfeito comentario, Natalia. 🙂

  • Thiago Castro

    Verdade.

  • Wagner

    Como já falaram acima, viajar via pacotes teve seu tempo de ouro, tempo onde tinha um agente de viagens com formação, que já vivenciou o local, que sabe te dar dicas e no tempo onde principalmente não havia internet. Hoje agência de viagens estão mais restritos a pessoas mais velhas, e eu acho até bom. Para o mais idoso é melhor achar tudo pronto, é prático. Ele vai conhecer basicamente tudo de melhor que você vai conhecer e sem imprevistos. Eu só viajo sozinho e sem pacote e não me agrada algo que me deixe preso. Mas, um pacote pronto para os mais velhos é bom também.

  • Jorge Luiz Vaz Junio

    Em 2009 minha irmã iria viajar para Bariloche, mas por conta dos preços altos dos pacotes resolveu ir para Santiano no Chile. A partir daí comecei a me interessar por este mundo de viagens e fiquei fascinado, um mundo ao qual não havia percebido ainda. Em 2010 resolvi então ir com minha namorada para Bariloche, porém queria fazer td por conta própria.

    Por experiencia própria, lembro-me que todos os gastos que tive com a viagem, desde Passagens, hotéis, passeios, comida e outros gastos, não cheguei a gastar o valor que daria apenas o pacote pela maior operadora do Brasil. A partir daí venho ajudando sempre muitos amigos a prepararem suas próprias viagens, e confesso que é o maior barato, nos 2 sentidos. Geralmente o valor total fica uns 30% no mínimo a menos, sem contar os uogrades em hotéis que feralmente acontecem. Grande abraço a equipe, este site é maravilhoso, estou viciado em ler as promoções e relatos.

  • beto

    isso vale tb para viajantes que só falam português – aí qualquer destino estrangeiro é mais complicado.

    ou vão com um amigo/parente (que tem que ser santo e com muita paciência para ficar de tradutor/intérprete/guia a viagem toda), ou melhor ir numa excursão com guia.

  • Dann Souza

    Na minha opinião, tem que saber avaliar e comparar valores com comodidades. Viajo com frequência aproveitando as promoções do MD, e geralmente vejo meus hotéis no booking.com. Entretanto, há vezes que é mais vantagem ver a hospedagem por agência de viagem. Sei que são exceções, mas já consegui hotel 4* em Berlim, bem na Alexanderplatz, por €80, com café da manhã incluído em uma agência que sempre peço cotações. Esse mesmo hotel custaria 60% mais caro, se reservado no Booking ou Decolar. O mesmo acontece com Punta Cana, que minha agente de viagens conseguiu para mim um resort em Bávaro (não Arena Gorda, Bávaro mesmo) por 20% a menos que no Booking, e ainda paguei em 0+4 x.

    Não adianta querer relaxar na hora das buscas se quiser economizar. Tem que ter paciência, comparar os preços de hotéis nos sites de busca e nas agências, ver o que sai melhor, e aí sim relaxar aproveitando a viagem. E nem sempre o mais barato é o mais cômodo. É preciso estar atento aos detalhes, como pagar R$50 a mais por um voo sem conexões (ou com tempo menor de espera entre voos, dependendo de onde seja a conexão), ou pagar R$100 a mais em uma agência podendo parcelar a compra sem juros.

  • Antonio Marcelo

    Planejamento sempre trará benefícios e conseguirá valores bem abaixo de operadoras de turismo, lembrando que o planejamento nem sempre precisa ser a longo prazo.

  • JONATAS SOARES

    Com certeza!

  • José Antonio

    Parabéns pela iniciativa de criar este Manual.

    Estou planejando uma viagem a Europa em Setembro para a Itália (Roma e interior) e Paris. Estava com a intenção de fazer a viagem por conta própria, mas pedi um orçamento de um pacote com roteiro semelhante para uma operadora para comparação. Um dos motivos que esta me levando a pensar em fechar com eles é o preço das passagens aéreas. Pois pesquisei e vi que o preço da passagem aérea chegando por um cidade (Roma) e saindo por outra (Paris) pela mesma companhia aérea é o dobro ou triplo do preço se for comprar ida e volta pela mesma cidade, e a operadora consegue um bom preço entrando por uma cidade e saindo por outra. Como quebrar isto comprando por conta própria?

  • Andre Leme

    Comprei pela booking.com eles tem muita opção e paga apenas no dia do check in, direto com o hotel.

  • Cinthia Marina da si

    Concordo que os pacotes feitos pelas empresas de turismo geralmente saem mais caros, mas há exceções.

    Comprei um pacote pelo site http://www.promocaotamviagens.com.br de Palmas/TO para Maceió/AL por um preço super em conta, já que paguei com o cartão de crédito Mastercard pela promoção 'Surpreenda', e ganhei o pacote do acompanhante.

    4 noites em hotel 4 estrelas na beira do mar + passagens aéreas e traslado por 1.400 reais ou seja, 700 reais para cada.

    Neste caso acho que compensa.

  • Roberta Giordano

    Um pacote que inclui apenas hotel+passagem, é diferente de uma excursão , onde tem um roteiro a ser seguido a cada dia. Eu acho que hoje em dia tanto pela internet, quanto pelas agências, vc é capaz de fazer uma excelente viagem.

  • Matheus

    Só não esqueça de imprimir, pois a maioria não aceita bilhete eletrônico ao menos 2 anos atras 🙂

  • Cíntia

    Brigadão pelas dicas!

  • Beto Borja

    Pesquisar e a regra!

    Viajo muito e 99% das vezes sao viagens solo, planejadas, estudadas e emitidas por valores muito inferiores que agencias.

    Mas como tudo na vida tem excessoes, já fui de pacote fretamento em inicio de temporada neve para Bariloche por U$ 350,00 isso mesmo pacote hotel Spa, voo direto gol. Claro que isto aconteceu uma vez, mas e possível acontecer outras.

    Abs e Deus abençoe a todos.

  • Manoel A Araú

    Alexandre-CGR,

    Obrigado pela preocupação e alerta,mas sei que a viagem é longa. Não compraria essa promo sem as devidas pesquisas.Mas como disse o Thiago Castro, o voo direto para Bonito é muito caro, se para MT é caro imagina direto para Bonito? Conheço muitos locais no BR e ainda não fui a Bonito porque os voos saindo de FORT são caros mesmo. Ainda por cima, voo direto para Bonito é difícil ,acho que nem tem pela TAM FORT-Bonito. O transfer MT Bonito também é caro , então peguei a promo que saiu bem no preço.

  • Manoel A Araú

    Arthur Bernardes,

    Desde quando senti aquele desejo de ir a NY, ficava maluco olhando as promo. Então não perdi muito tempo e corri para tirar esses visto. não queria correr o risco de comprar sem esse documento em mãos. Detalhe: janeiro visto tirado, final de janeiro promo pela TAM e passagem comprada com visto em mãos, março USA: NYC e WDC. Bem não o conheço,mas vá lá e garanta seu visto antes de comprar, pois vi pessoas terem o visto negado.

  • Manoel A Araú

    Com um inglês básico, um bom mapa, um dicionário vc se vira nos USA, London e alguns países europeus, porém, digamos, esses países mais exóticos é melhor excursão , sem dúvida. Ontem mesmo eu estava pensando em Tel Aviv devidoa promo que vi,mas não conheço quase nada sobre o local…..

  • Manoel A Araú

    Comprei pelo Boonkin Argentina e Noronha e outros dentro do Brasil pelo decolar, tudo sem problemas, ale´m de sair mais barato. Porém sempre ligo para o hotel confirmando. Além disso, em algumas compras você fornece o número do cartão,mas só paga lá na hora.

  • Sergio Arias

    Trabalho com hotelaria já há algum tempo, e gosto muito de compartilhar experiencias e dicas com viajantes.

    Quem quiser dicas para o Sudeste Asiático, é só perguntar, já vivo por aqui há um certo tempo.

    Obrigado ao MD por proporcionar esse espaço para todos nós.

    Grande abraço desde o Vietnã.

    • Camila Alves

      Cara, tu mora no Vietnã! Que massa!

      Meu professor de mergulho passou 5 anos aí e fala maravilhas do lugar.

      Aproveite!! 🙂

  • Leandro

    Manoel, confirma se esse tranfer é de MT Cuiabá – Bonito, acho que isso que o Alexandre disse como furada, o certo é descer em Campo Grande – MS, que é beeeeeem mais perto de Bonito. Se vale a pena vai depender desses passeios também, pois esses podem variar de 20 a 80 reis e outros acima do 300. O bom desse pacote em Bonito que o deslocamento lá é muito ruim e os passeios fechados lá não disponibilição o transporte, até onde eu sei.

    • Thiago Castro

      Ah, agora q percebi. Ele deve ter escrito MT (Mato Grosso) pensando em MS (Mato Grosso do Sul). hehe. Mas não faz sentido se for MT (Cuiabá), só se for MS (Campo Grande).

  • Rogério Santo

    Excelente dica MD!

    Sou bem suspeito para falar sobre planejar a propria viajem, afinal todas as minhas viajens não custumo utilizar agencia.

    Fui 2x para Europa nos ultimos tempos e ambas fiz sozinho. Tive bastante trabalho, pois estava querendo uma viajem estilo mochilão e com o custo mais baixo possivel. Posso dizer que utilizei bastantes recursos disponiveis na internet, desde blogs, elaborei planilhas, ate sites como o google maps e o tripadvisor (este então ajuda muito no momento de decidir onde ficar). Pude ficar desde hoteis muito bons que estavam em promoção, ate apartamento de algumas pessoas e tudo com o custo muito bom e com isso pude visitar mais locais.

    Coisas que considero fundamentais para planejar a propria viagem: Disposição para pesquisar, paciencia para olhas tudo repetidas vezes e (no caso de viagens internacionais) falar o idioma local (ou dominar o ingles).

    Se precisarem de dicas só falar!

  • Rogério Santo

    Vc pode quebrar isso entrando em contato com as proprias companias aereas. Sei por exemplo que a KLM consegue passagem estilo "roteiro" para estes casos.

  • Dinho

    José Antonio, concidentemente, eu e minha esposa faremos o mesmo trecho (Roma – Paris e cidades do interior) em setembro. No entanto, confesso o friozinho na barriga, meu inglês é basico, estou fazendo um intensivo, mas a preocupação maior é com relação aos italianos e franceses, esse ultimo, então, ouvir dizer que são bastante grosseiros. Encontrei aereo por cerca de R$2.200,00 (ida por Roma, volta Paris), achei bom o preço, mas só não comprei porque os hoteis (3 noites roma, 4 paris e 1 veneza)ficarão em torno de R$5.000,00, então, preferi realizar busca por hoteis, mas nada certo ainda, enfim, peço sua opinião e aproveito para que os demais tbém possam opitar pelo seguintes pontos;

    – setembro é uma boa epoca para italia e frança?

    – hoteis nesses paises com conforto médio e localização, é possível, e hostel como é, o que é?

    – no interior desses paises terei dificuldades com a lingua, pois somente o inglês intermediário eu domino?

    – lugares para compra, italia ou frança, onde?

    – conhecer quais cidades de trem, sites para compra com antecendecia é possível?

    – enfim, ir à roma e não ver o Papa é dificil, quais os dias em que são celebradas as missas, se é que é possível?

    • Karla Merlo

      Olá, Dinho! Também irei nessa época para Europa. Sobre a Itália não tenho dicas para te dar, porque nunca fui. Mas Paris é tudo de bom!!! Fui apenas uma vez e fiquei 8 dias em um hostel, mas dessa vez ficarei em um hotel (achei o custo benefício muito melhor). A localização é ótima e parece ser bem honesto. Se quiser, peça um orçamento, é o Hotel Victoria Chatêlet http://www.hovicha.com Foi uma indicação e lá alguns funcionários falam português, o que pode te ajudar com a questão da língua.

      Setembro é uma ótima época para ir, porque já não está tão cheio como agosto e ainda está quente, mas não tanto. Os dias são longos, só escurece por volta da 9 da noite, o que faz aproveitar bastante o dia.

      Não achei os franceses grosseiros. Em todos os lugares que ia, todos os atendentes perguntavam se queriam falar francês ou inglês, o que acontecia também quando pedia informação na rua. Eles só não são como os brasileiros, que te conhece e em meia hora vc já é amigo deles (o que acho ótimo), mas é apenas uma questão cultural. É importante que aprenda o básico de inglês ou francês, pelo menos para as coisas do cotidiano (leva um dicionário de bolso ou no celular).

      Espero ter ajudado. Se precisar de alguma dica é só falar. 😉

    • Thiago Castro

      Dinho, respondendo (ou tentando) suas perguntas:

      – setembro é uma boa epoca para italia e frança?

      Setembro é uma época ótima, pois ainda é verão, a temperatura é agradável e ainda não começaram as chuvas (elas começam em meados de outubro na região do mediterrâneo).

      – hoteis nesses paises com conforto médio e localização, é possível, e hostel como é, o que é?

      Se vc olhar no site da Accor, em roma tem hotéis para setembro com diárias entre R$150 e R$200 com localizações razoáveis. Já para Paris, recomendo pesquisar nos blogs quais as regiões para se ficar (nem todas são boas e tem algumas q são boas e são mais longe, mas tem metro, então, sem preconceito). As diárias aqui são mais caras, mas achei Ibis por R$260 a diária. Achei um preço razoável e muito mais barato que esses R$5000 q vc falou.

      – no interior desses paises terei dificuldades com a lingua, pois somente o inglês intermediário eu domino?

      Eu estive no interior da Alemanha, França e Suiça e realmente o inglês não é a principal lingua. Mas, é o tipo de coisa pela qual vc tem q passar. Recomendo decorar algumas palavras em francÊs como "vc fala ingles", "por favor", "obrigado", essas coisas. Mesmo assim, em muitos lugares vc vai achar pessoas q falam inglês. Onde não falarem, vai de mímica mesmo. rs

      – lugares para compra, italia ou frança, onde?

      Nisso eu não posso opinar.

      – conhecer quais cidades de trem, sites para compra com antecendecia é possível?

      Tem o site da Rail Europe, mas lá não tem com muita antecedência não (acho que ainda não abriu pra setembro). Mas o sistema de trens da França é o SCNF. É só colocar no Google. Sobre conhecer cidades próximas, acho MUITO legal, mas acho q vc não vai ter tempo. 3 noites em Roma e 4 em Paris é o MÍNIMO, ou seja, vc não vai nem conhecer essas cidades direito, quanto mais fazer day-trips. Em todo caso, de Roma eu iria pra cidades da Toscana e Úmbia, como: Montalcino, Montepulciano, Siena, Assis, etc. De Paris, dá pra ir pra Champagne, Versailles e até pegar um TGV e conhecer a Provence (mas aqui é recomendável ficar um tempo na região).

      – enfim, ir à roma e não ver o Papa é dificil, quais os dias em que são celebradas as missas, se é que é possível?

      Ah, nesse ponto, por favor, sem preguiça. Pesquisa no Google ou contrata um agente pra isso (pode ser eu. 😉 )

      Abs

    • Karla Merlo

      Olá, Dinho! Vou tentar responder a algumas perguntas suas, com o pouco que sei.

      Setembro é uma ótima época para ir à Europa, pois já não está tão cheio, como em agosto e a temperatura ainda está agradável pra quem não curte muito o frio. Além disso, os dias são longos, já que escurece tarde, o que te faz aproveitar bastante o dia.

      Quanto à hospedagem, já fiquei em hostel em Paris, que era muito bom, mas não muito bem localizado. Também irei em setembro e queria ficar em um local mais próximo. Procurei por vários albergues, mas achei o preço bem salgado pelo que era oferecido. Por acaso, conversando com outra viajante apaixonada, ela me indicou o hotel Victoria Chatêlet http://www.hovicha.com/ Peça um orçamento por e-mail e veja se ele se encaixa no seu orçamento. Achei vantajoso pela localização e porque alguns funcionários falam português, o que é sempre um conforto.

      Quanto aos albergues, hoje existem vários ótimos e vários péssimos também. Eu sempre procuro por um que me agrade visualmente e pela localização e depois vejo a opinião dos viajantes no site da TripAdvisor. Tudo tb é questão de sorte, porque há hotéis péssimos tb.

      No interior eu não sei, mas em quase todos os lugares que vc vai eles falam inglês e a língua local. É importante saber o básico de uma dessas.

      Apesar de quase todo mundo falar que os franceses são grossos, eu não achei. Ninguém me tratou mal, nem nos restaurantes, nem nas ruas.

      Conhecer as cidades de trem vale a pena se a distância não for muito grande. Segundo informações nos sites/blogs, geralmente eles dizem que mais de 4 horas durante o dia não vale a pena, porque além de ser mais caros, há voos low coast bem interessantes. Aí é uma questão de gosto, orçamento, tempo de viagem, vc precisa comparar os prós e os contras (p.ex., nesses voos, a bagagem não pode ser muito grande, para não ter que pagar excesso de bagagem, veja se vale a pena…). Veja o site do Ricardo Freire, ele dá várias dicas sobre viajar de trem na Europa.

      Bom, espero ter contribuído com alguma coisa. Se precisar, é só falar! 😉

  • Thiago Castro

    Tem certeza q ficou caro assim? Vc pesquisou na opção "multiplos destinos"?? Eu estou planejando uma viagem pra uma pessoa em Setembro (europa) e q tem essa característica e os preços não são muito diferentes. No caso dela, entra por Barcelona e sai por Roma. Se fizesse entrando e saindo por Roma ficava quase o mesmo preço.

  • Karla Merlo

    Olá! Acredito que a escolha ou não por um pacote depende muito do tipo de viajante. Eu prefiro planejar minha própria viagem, assim tenho mais liberdade, além de sair bem mais barato. Mesmo assim, antes disso não deixo de ir a uma ou duas agências verificar se eles têm um preço mais em conta para o pacote. Minha última viagem foi para Cancún e comprei um pacote (passagem + hotel) em uma agência virtual, porque comprar tudo separado sairia muuuuuito mais caro e também porque todo o trecho da viagem ficariam no mesmo hotel.

    Na próxima viagem, certamente não farei isso, porque vou ficar um pouco em cada cidade e, em alguns lugares, vou ficar em hostel ou B&B. Sem contar que o tempo de duração será muito maior, o que faz economizar dinheiro para comer e beber bem, e visitar os locais turísticos, momentos em que entendo que não dá pra economizar.

    Passeios com guias turísticos eu dispenso!!! Sou mais a favor de chegar no lugar e, se for preciso, contrato os serviços de um guia.

    Claro que nada disso serve para quem não gosta de planejar a sua viagem, ou mesmo para quem não tem companhia para viajar, ou não vai conseguir se comunicar.

    Viagens a todos!

  • Sergio Arias

    Oi Camila, qualquer coisa é só perguntar.

  • Jaqueciliane N&eacut

    Leonardo, como ex-agente e sabendo da imensa quantidade de opções que há pela internet, você acha que o futuro destes profissionais está com os dias contados? Qual sua opinião sobre isso?

  • Jaqueciliane N&eacut

    Thiago, assim como vc eu amo pesquisar roteiros de viagens, mesmo se eu nao for viajar! Também faço isso para amigos com muito prazer! Tenho uma riposta para entrar nesse ramo, mas me preocupo muito com o avanço de opções na internet. Você acredita que seja ainda uma boa área pra investir?

    • Thiago Castro

      Oi Jaque,

      Eu acho que sempre vão existir pessoas que não querem ter a preocupação (ou simlesmente não tem tempo pra isso) de ficar pesquisando. Pra essas pessoas, o agente de viagens (e não necessariamente pacotes de viagem) é uma solução ótima. Além disso, apesar de estar tudo na internet, nem tudo é fácil de achar e nem tudo é de confiança. É muito mais prático perguntar para uma pessoa q vc confie e que vive disso.

      Por essas razões, eu acho que o turismo ainda é uma boa área. Mas lembre-se q eu falo isso sem saber qual o investimento que vc vai fazer. É bom avaliar muito bem onde vc põe seu capital.

      Se vc quiser trocar mais idéias me manda um e-mail:

      castrocostaviagens@gmail.com

      Abs

  • Dinho

    Karla, de grande valia as suas dicas, permita-me buscar mais algumas informações, vejamos;

    – hostel é um tipo de hotel mais simples, o que vc achou do seu hostel qdo ficou hospedada?

    – 4 dias é o suficiente em paris, vc poderia passar algumas dicas, por exemplo, sobre compras e restaurantes, não tão caros

    – é possivel conhecer o estadio de futebol de lá?

    Enfim, se alguns dos integrantes puderem responder e dar mais dicas, fico desde ja agradecido.

    • Karla Merlo

      Dinho, hostel é uma hospedagem mais simples que hotel, mas já existem alguns bem melhores hoje em dia. O que fiquei em Paris era muito bom: as instalações amplas, o quarto era arrumado todos os dias, o banheiro sempre limpo e com água quente, o café da manhã sempre bem servido. O único porém nele era a distância, pois era bem afastado e ficava em um bairro de imigrantes. Em um dos dias da viagem, fui a um espetáculo em Versailles e chegamos 1h da manhã. Do metrô até o albergue fiquei um pouco apreensiva com o lugar, porque não tinha movimento nenhum nas ruas. Nada aconteceu, acho que é uma apreensão natural de quem mora no Rio e não sabe como funciona a rotina do lugar. Também senti falta de restaurantes perto à noite, porque voltavamos super cansadas e não tínhamos muita disposição de ir muito longe comer. Ao lado do hostel tem um restaurante, mas não funciona o tempo todo. Se quiser dar uma olhada no google maps, o nome do albergue é St. Christopher, fica na rue de Crimée.

      Não sei quais lugares pretende visitar, mas 4 dias não são suficientes para você conhecer as principais atrações turísticas em Paris. Seria legal vc selecionar algumas de maior interesse e de preferência próximas uma da outra, para aproveitar ao máximo. Quando fui, fiquei 8 dias e não consegui conhecer tudo que queria. Você precisa contar com o tempo que vai levar de um local a outro, o meio de transporte, a espera na fila, sem contar que precisa parar pra almoçar, rs. Ainda tenho o roteiro que eu fiz quando fui, para otimizar o tempo que eu tinha, se quiser passo pra vc por e-mail, aí você pode ver o que te interessa. Para montar meu roteiro, usei o Guia de Passeios Paris da Publifolha, que me ajudou muito.

      Em relação a compras, não tenho dicas para te dar (sorry!), mas te indico um site de uma brasileira que mora em Paris há 29 anos e ela reúne informações valiosas para os viajantes. Não sei se conhece, é o conexaoparis.com. Ele é maravilhoso!!! Nele também pode encontrar dicas de restaurantes ao seu gosto, ela dá várias dicas de restaurantes bons e baratos, de lanchonetes, bem como de restaurantes com a assinatura de algum chefe. Seria bom primeiro vc definir os locais a serem visitados e depois reunir alguns restaurantes próximos a esses locais.

      Por fim, existe estádio de futebol em Paris?!? rsrs.

      Se quiser, deixa o e-mail que te mando o roteiro. Espero ter ajudado! 😉

    • Thiago Castro

      Hostel é um albergue. Mas na Europa (e aqui no Brasil tb) eles são bem confortáveis e, normalmente, bem localizados. Dê um olhada no site do HI (Hostelling International).

      4 dias NÃO é suficiente para Paris, mas se é o que vc tem, então é isso aí.

      Vc quer conhecer o estádio ou assistir um jogo? Eu sei que o Bernabéu tem museu e tudo, então imagino que os outros devem ter tb. Se for pra assistir jogo, melhor pesquisar e comprar com antecedência pois os jogos estão sempre lotados. Se quiser pagar pra ver, lá tb tem cambistas.

  • Elisabete Dumond

    Eu estava nesse dilema: entre viajar por uma agência ou fazer tudo sozinha. Por mais que eu fizesse toda a minha pesquisa, eu não consegueria conhecer a verdadeira Itália sem o incrível guia brasileiro chamado Raphael que ajuda desde a pré-viagem com passagens baratas, hotéis sem erros até no seu serviço de guia primoroso.

    É aquele investimento que só quando você esta durante a viagem você se da conta que vale a pena.Porque ele faz todas as suas vontades e tudo do seu jeito.

    Eu mais do que recomendo os serviços dele.

    o blog dele: http://www.conciergenaitalia.blogspot.it
    Fica a super dica pra vocês!!!

    beijos

    • Dinho

      Elisabete, muito boa a sua dica, já que esteve na Italia, poderia me dizer as suas impressões quanto ao local, principalmente quanto a ligua (falo o ingles intermediario), restaurantes, compras, vinhedos (degustação de vinhos), transporte, via trem, vale a pena para quais cidades, e quanto ao guia mencionado, o valor foi muito caro?

      Aguardo suas dicas e desde já agradeço.

  • Alexandre-CGR

    Manoel,

    Bonito fica no MS, são estados diferentes, confira isso.

    abraços

  • Elisabete Dumond

    Dinho, minhas impressões são as melhores. Amei a Itália e o jeito dos italianos. Eu não falo nada de italiano e claro que com o guia como tradutor, tudo facilita, né? Mas inglês eles não falam. Um pouco em Veneza e Roma, mas muito mal.

    Quanto a lugares que fui, sozinha eu jamais chegaria, porque são lugares que só os italianos frequentam e que o Raphael conhece. Fizemos todas as viagens de trem, porque a filosofia do guia é entrarmos na rotina dos italianos para nos sentirmos um pouco como eles. Então tudo foi feito com calma, andamos muito e me senti uma italiana todos os dias. Uma experiência única.

    O valor dele não é caro não. Mande um email pra ele. Ele faz ótimos acordos.

    Foi o melhor investimento da minha viagem, porque sem esse guia eu jamais conheceria a Itália que eu conheci.

    O que eu senti é que o Raphael era um amigo italiano que fala português e que entendia tudo o que eu queria conhecer.

    Ah ele sabe todas as lojas, outlets. Ele mora em Milão e é e ainda é formado em moda. da sempre ótimas dicas!

    Boa sorte! : )

  • Dinho

    Karla, vc tem sido realmente muito atenciosa, preciso retribuir essa sua gentileza de alguma forma…rsrsrs…assim, por gentileza encaminhe para o meu e-mail LDTORRES30@GMAIL.COM

    Grande abraço!

    Estendo os meus cumprimentos a todos que aqui compartilharam de uma forma ou de outra para a realização de minha primeira viagem internacional, certamente darei um feedback a todos….Gr

  • Dinho

    Elisabete, ótimo, fiquei ainda mais animado, tentei acessar o blog informado, mas não encontrei nenhuma informação quanto ao e-mail dele, vc poderia informar o email dele, enviando para o meu e-mail LDTORRES30@GMAIL.COM, ou por aqui mesmo?

    Grande abraço pois suas dicas foram de grande ajuda.!!

  • Maria Florentina dos

    Olá,

    Queria deixar minha opinião.

    Eu viajei empacotada três vezes. Fui à Punta Cana (2010), Lagos Andinos (1999) e Cuba (2012) e todas as vezes foram viagens maravilhosas e baratas. Mas confesso que prefiro planejar minhas viagens. Na maioria das vezes sai mais barato e você tem liberdade. ficar refém de horários é horrível. Costumo chamar pacotes de viagens de "turismo oi-tchau", dado ao pouco tempo que se passa nas atrações. Estou planejando minha próxima viagem, que será em setembro – Rússia (São Petersburgo e Moscou) e Londres. O trecho aéreo BSB/FRA/LON/BSB será feito de milhagem. Já o trecho interno será pago. Os hotéis foram reservados pelo Booking.com. Para os passeios na Rússia, contratamos uma guia local que fala português, recomendade por um conhecido, para 2 dos 3 dias que passaremos em Moscou e para 3 dos 4 dias que passaremos em Sao Petersburgo. Londres será por conta própria, até porquê já estivemos lá. Somos 3 viajantes! Caso alguém tenha interesse nos valores, posto depois, pois agora nao tenho como acessá-los. Um abraço!

  • Felipe G Santos

    Mais uma vez parabéns para o MD, com toda certeza estarei acompanhando constantemente o MMV.

    Acabei de voltar (dia 24/05) da minha primeira viagem internacional, e o destino escolhido foi o Chile. Por alguns momentos pensei em ir com um pacote de uma empresa de viagem, porém logo tirei de cabeça, o preço e a falta de liberdade dos pacotes foram fatores para tal decisão.

    Planejei a viagem por conta própria, e além de ficar muito mais barato, tive uma liberdade surpreendente.

    Ficamos 10 dias no Chile, conhecemos 05 cidades (Pucón, Santiago, Viña del Mar, Valparaíso e Buin) – gastamos na média bem menos de 2000,00 reais por pessoa.. com tudo incluso, avião, taxas, hostal em Pucón e Loft em Santiago e alimentação. Lembrando que a passagem aérea eu comprei as minhas com minhas milhas e da minha namorada com milhas adquiridas pelo MD.

    Agora estou planejando ir para Cuzco, e com certeza irei planejar por conta própria, pois além de todos os benefícios, curti de verdade a fase do planejamento, como o MD disse, é muito bom ir sonhando com a viagem.

    Para aqueles que querem alguma dica recente do Chile, por exemplo, a Viña Concha y Toro está fechada já faz umas duas semanas devido a greve de funcionários… pode entrar em contato: felipe.ufsj@yahoo.com.br, estarei fazendo o possível para ajudar.

    E já fica a dica, se você planeja viajar, olhe diariamente o MD.

    Abraços

  • Manoel A Araú

    Olá a todos,

    Acabei comprando uma passagem desses promocionais pela TAM. FORT- Milão. Comprei para novembro e passarei 14 dias. Gostaria de ajuda. Dicas sobre cidades italianas próximas a Milão. Dicas sobre os trens, sobretudo os baratos. Não sei se irei a Roma pela distância, mas vamos ver após um estudo mais detalhado sobre a viagem. Fora da Itália estou pretendendo ir a algumas cidades suíças e a Mônaco na França. Vi que há um trem que sai de Milão e faz os Alpes Suíços. Alguém sabe, pode me ajudar em relação a isso com dicas ou sites. Quero fazer de tudo para ir aos passeios por conta própria. Outra: na Itália da para se virar com o inglês? Desde já agradeço!

  • Saskia, o Submarino cobra a mesma taxa que qualquer agencia cobra e o seguro viagem é opcional, compra quem quer, basta desmarcar.

    Tem tanta gente querendo a vaga do Submarino aqui 😉 mas estamos felizes com eles.

  • Daniel Vitor

    Danilo, vo fazer um passeio bem parecido com esse seu, seria pedir de mais algumas dicas? AHAHAHA, primeira vez que vo pra Europa e farei um mochilão desses, então?! Se possível for me ajudar, ficarei grato. Se possível for meu email é daanielvitor@gmail.com

    Obrigado

  • Manoel A Araú

    Caros Alexandre-CGR, Leandro e Tiago Castro. Realmente fiz confusão quanto a MT, foi mal. Meu transfer sai de Campo Grande via Bonito – Mato Grosso do Sul (acho que dessa vez acertei rsrs)Estarei indo próxima quarta-feira. Obrigado por alertar. Abraços.

  • Laura

    Viajar por conta é mais barato sim, mas precisa sempre levar em consideração o que se quer….

    Já vi turistas que viajaram por conta e quando chegam nas cidades são enrolados na hora de fazer passeios e acabam pagando mais por falta de orientação, comem em lugares horríveis achando que estão economizando, quando existe lugares até bons com o mesmo preço, pagam taxi para aeroporto ou rodoviárias, quando poderiam ir de ônibus que por vezes e até agradável, dão longas caminhadas ou perdem muito tempo perdidos na cidade….É preciso programar muito bem, não adianta economizar e perder tempo, não conhecer as pessoas dos locais, ficar como doido pra cima e pra baixo…Eu acho que o ideal é dar uma mesclada quando possível.

  • Lindomar Farias

    Fui no mês de Junho/13 para Porto Seguro com um amigo e fizemos um pacote..não que tenha saído caro,mas poderia ter sido mais barato..Agora pretendo ir a SP no início do ano de 2014,pois não conheço a cidade e estou pesquisando para ir na raça…porque não quero me prender a horários,guias e rotas…Quem tiver alguma dica…fique a vontade e valeu…

  • Sandra

    Gostaria de saber o e-mail do Raphael ( guia brasileiro na Itália). Já fui duas vezes a Itália por pacote, mas gostaria de ir por conta própria (eu e meu marido), desde que tenha uma guia falando português,

  • Jessika

    Estou querendo fazer uma viajem para Buenos Aires. Já pesquisei algumas coisas na internet e vi que de lá posso ir para Paraguai e até Foz do Iguaçu. Vi que os pacotes em algumas empresas estão caros. Como faço para achar os melhores preços??

  • Laura

    Olá, meu nome é Laura, queria me informar sobre os passeios pela Europa, pois minha mãe ta pirando, pq ela ta querendo que eu a acompanhe nessa viagem, são 15 dias, com a oportunidade de conhecer 6 países, Áustria, Paris, Alemanha, Rep. Tcheca, Polônia e Italia, essa viagem vai acontecer durante a JMJ, no valor de 8 mil por pessoa e eu estou achando muito caro, queria saber se vale mais apena viajar durante esse evento ou só depois?

  • Por experiência própria, posso te garantir: Coisa difícil viajar por conta própria, o ideal é usar a internet a seu favor e não ter preguiça de pesquisar.

  • Geralmente os pacotes de viagens tem tudo incluído. Preste bem atenção quando for realizar alguma compra coletiva, principalmente se for uma viagem.
    Na maioria das vezes, paga-se bem barato por um pacote, no entanto, é necessário fazer uma reserva de alguma coisa e você paga por essa reserva (absurdo). Leia bem as regras antes de comprar, Faça todos os tipos de pergunta para não sair caro no final.

  • Renata

    Gente, eu não falo inglês. Mas adoro viajar, leio muito sobre os destinos. Tenho muita vontade de viajar pra fora do Brasil, será que consigo ir por conta sem falar a lingua estrangeira? O que vocês acham..

  • rody2k6

    Vou me casar ano que vem aqui no Brasil. Sou Brasileiro mas cresci nos EUA, então minha lua de mel queria fazer ela no Brasil mesmo ou na Argentina, ou até em Cusco (ir ao Machu Pichu) minha noiva nunca viajou no BR, sempre ficou dentro do RJ, por isso também quero ir para longe com ela em nossa lua de mel. Porem não conheço os sites que possuem os melhores valores de voos e hoteis, estava olhando pacotes (Hotel + Voos) nos sites conhecidos como CVC, mas depois de ler esse artigo aqui vi que agencias não valem tanto assim, então preciso de ajuda/dicas. Obg

  • dark9999

    E tem pesquisar, fiz uma simulação na internet Belém PA – Tokyo Jan mais de rs8000, acho que não chega a ser esse preço, pela CVC, tipo depois de 6 meses da simulação. Fora hotel 3 estrelas que somado custa 13500.
    Me rouba logo.

  • Dalany

    Fui com um pacote para Disney e a guia de viagem me hostilizou prontamente, só porque as pessoas recorriam a ela para falar com funcionários, nas atrações e eu não, já que eu já falava inglês…seja como for, estou planejando minha viagem a Nova York e certamente não irei através de agências em pacotes carísssssssimos!

  • MsRed

    Comprei um pacote internacional de 8 noites, mas de acordo com a programação que a agência me passou 2 destas noites eu vou passar dentro de um avião e na outra eu viajo às 4:05AM, o que significa que terei apenas 5 dias no destino. Tá certo isso?

  • Nina Al

    Tenho uma dúvida: adoro viajar e já viajei aqui no Brasil pela CVC, porém fiquei muito frustrada por causa daquela questão dos restaurantes caríssimos que tem parceria com eles e tal… Um dia meu marido e eu chegamos ao ponto de ficar sem almoçar porque eles nos levaram para um lugar super deserto que só tinha 1 restaurante, e caríssimo por sinal, que se pagássemos ficaríamos quebrados pelo resto da viagem. Bom, frustrações à parte, estamos planejando viajar para o Egito e Israel, porém gostaria de saber como fazemos para ir sem agência, já que não falamos inglês e nem o idioma local? Como se virar por conta própria em outro país sem um guia de uma agência?

    Se puderem me ajudar com essa questão, ficarei grata!

    Abraços!

  • Ana Halateno

    oiii queria que alguém me ajudasse com certas duvidas… tamos entrando em julho e eu gostaria de viajar dezembro de 2017 ainda para Londres, não teria que pagar hotel pois minha tia mora la, então seria mesmo somente os passeio turístico na cidade e ali nos países vizinhos como franca, Itália e outros que possam me interessar. pretendo ficar entre 35 a 40 dias la. mais a minha maior dificuldade e na compra de passagem pois nunca existe resultado para a data que eu quero, eu queria comprar a passagem agora e ate uns meses antes da viajem ja ter pago ai eu juntaria o dinheiro para usar la e ficarai mais tranquila com a viajem paga. alguem ja fez dessa forma ou sabe como eu posso fazer. obg

  • Oi Eduardo, o voo de Brasília a Recife não se esgota com facilidade, muito menos os hotéis. Essa pressão das operadoras é puro marketing. Como é a primeira vez que está fechando a viagem, se se sentir mais seguro reservando já o pacote não tem problema algum, mas não deixe de acompanhar os preços depois para ver se eles vão cair ou não. Tem boas chances de os preços caírem, mas não há nenhuma garantia. Boa sorte! =)