Você quer viajar de graça? Pergunte-me como! Tudo o que você sempre quis saber sobre overbooking

Denis Carvalho 17 · dezembro · 2014

Por Ernesto Lippmann, o Pato Econômico

Fique tranquilo: Você não vai ter que levar um frasco com um inocente pó branco dado por alguém desconhecido! Vou mostrar para você como viajar de graça, de uma maneira absolutamente dentro da lei. Bem-vindo a um dos segredos mais bem guardados das empresas aéreas: o overbooking. Foi assim que já fui quatro vezes de graça para a Europa. Mas embora ele exista há muito tempo, por ser uma prática ilegal, ele é um grande tabu. Bem-vindo a uma história que é contada pela primeira vez: como usar o overbooking a seu favor.

Overbooking (estou usando o termo comum, mas o correto é overselling, ou seja sobrevenda), significa ou seja você comprou, pagou e reservou o bilhete, e compareceu na hora marcada, mas não pode embarcar, porque a empresa vendeu mais bilhetes do que os lugares disponíveis, ou eventualmente houve algum problema de manutenção de aeronave que “encavalou” um voo, ou um atraso de conexão que gerou uma demanda não prevista em um voo, que passa a ter mais passageiros do que a capacidade da aeronave.

Foto: Monique Renne
Foto: Monique Renne

As empesas áreas não divulgam, que têm profissionais que trabalham com estatísticas, tarifas e imprevisibilidades, e que procuram fazer com que os aviões sempre saiam cheios e que parte de suas funções é vender mais lugares do que a capacidade do avião, com base no pressuposto que alguns passageiros irão deixar de viajar por razões de saúde ou de mudança no plano de negócios.

É uma matemática complexa e que geralmente dá certo. Na maioria dos casos, quando foram vendidos mais lugares do que os disponíveis na classe econômica, os clientes com status elevado de fidelidade (os Gold da vida) ganham um upgrade para a executiva, que geralmente é mais vazia. Todos ficam contentes e os passageiros comuns sequer tem idéia do que ocorreu.

Mas, nem sempre é assim. Às vezes você comprou a passagem e só no aeroporto descobre que a empresa vendeu o que não tinha. Isto pode ser ótimo para você, significando mais alguns dias de férias gratuitas num bom hotel com todas as refeições, ou péssimo, se você tiver um compromisso de trabalho.

As punições para o overbooking são grandes em todas as legislações, pois esta é uma atitude que beira o crime – afinal a empresa que vende mais lugares do que a capacidade do avião faz o mesmo que ocorreria se você fosse nas Casas Bahia e esta vendesse e cobrasse a mesma televisão para duas pessoas. Dessa forma, as empresas aéreas gostam de resolver este problema de maneira discreta e com o mínimo de discussões, pois sabem que uma ação na Justiça movida por um passageiro que deixa de embarcar será cara e perdida para elas.

Foto: Monique Renne
Foto: Monique Renne

No Brasil, a média da indenização para o passageiro que tem o embarque negado contra a vontade é de R$ 10.000,00 por passageiro, valor que pode subir bastante caso seja comprovada a perda de compromissos de trabalho ou de datas familiares importantes, como o convite a um casamento, bodas, ou a necessidade de comparecer a um enterro.

Assim, a preferência é para aqueles que aceitam voluntariamente serem “desembarcados”. Nos Estados Unidos, que publicam estatísticas sobre o assunto, em 2013, 88% dos casos de overbookings foram resolvidos amigavelmente, segundo o site da ANAC americana.

E foi assim que já viajei quatro vezes de graça para a Europa, graças à sobrevenda, que é uma prática de empresas como a KLM, TAM, Air France, Swiss e American Airlines dentre outras, que já sabem que há passageiros que aceitam desistir da viagem, o que torna um bom negócio vender mais lugares do que o avião tem, mesmo se não houver passageiros que cancelem a viagem, gerando a sobrevenda. O pagamento do hotel e de uma compensação é mais lucrativo para a empresa do que deixar de fazer o overbooking, principalmente quando há voluntários e tudo se resolve amigavelmente.

O valor oferecido pelas empresas, para voos para o Brasil, segundo a legislação europeia, é de 600 euros, o que corresponde aproximadamente a uma nova passagem. Este valor deve ser pago ainda que o embarque se dê poucas horas mais tarde.

Foto: Monique Renne
Foto: Monique Renne

Como fazer? É bem simples. Faça seu check-in, receba o cartão com o seu assento, e somente depois, pergunte educamente se o voo está cheio, ou tem overbooking. Se a resposta for positiva, diga que aceita ser um voluntário, dependendo da compensação oferecida. As empresas sempre preferem conversar de maneira discreta com quem se voluntaria para o overbooing.

Mas recomendo que você somente aceite uma compensação em dinheiro, e não em milhagem, ou num “voucher” ou vale passagem, pois em geral os valores pagos desta forma não são ultimáveis nos sites, e nas promoções relâmpago das empresas, mas somente sobre as tarifas sem desconto, ou adquiridas nas lojas das empresas, com a cobrança de taxas de serviço. Quando o pagamento é em dinheiro, ele é feito sob a forma de um cartão de débito pré pago, que pode ser sacado em qualquer caixa, o que é muito mais prático.

Verifique também se a empresa se responsabiliza pela sua hospedagem e refeições, o que é uma obrigação dela.

Quando isto não funciona, chamam-se os passageiros no saguão e se faz um “leilão”, onde vão sendo oferecidos os valores. Se isto ocorrer, a sua decisão vai depender do seu sangue frio para aceitar uma boa oferta.

Foto: Monique Renne
Foto: Monique Renne

As maiores chances disto ocorrer são na ponta dos feriados, mas por curioso que seja, na baixa temporada, e com tarifas baratas também é frequente que o overbooking ocorra, pois há aqueles que compram passagens por impulso e deixam de viajar.

Nem todo overbooking é voluntário, pois há casos onde não há passageiros que desistam da viagem. Neste caso, a empresa escolhe os preteridos e quase sempre são os passageiros mais atrasados, sozinhos, com tarifas promocionais, e que pelas suas roupas, “pareçam” estar viajando como turistas. Estes, nas experiências das empresas são os mais sujeitos a aceitar a notícia sem reclamar, ou com menos chances de um processo.

Mas, e se você quer evitar o overbooking, como fazer? A dica é fazer o check-in antecipado pela internet, chegue cedo no aeroporto, e se for preterido no embarque, reclame com o atendente, e diga o motivo pelo qual você precisa embarcar. Veja qual foi a solução que será proposta, como o voo seguinte, e se ela lhe agrada. Se não lhe agradar, peça para chamar o supervisor e peça para alguém filmar a conversa, deixando claro que se trata de uma prova para uma ação judicial. Geralmente quando você faz isto os atendentes ficam com raiva, mas muito mais eficientes.

Algumas empresas se recusam a dar qualquer compensação para os passageiros afetados pelo overbooking, também chamados de bumping, dando apenas um pequeno valor para uma refeição, e os embarcando no próximo vôo.

Foto: Monique Renne
Foto: Monique Renne

Não aceite isto! A prática é ilegal, Prepare suas provas e faça valer seus direitos. Você não precisa de advogado para entrar no Juizado de Pequenas causas (embora você irá se sentir mais seguro se sua causa for conduzida por um advogado de confiança), e certamente lhe será proposto algum valor para acordo. Se você aceitar passagens, não deixe por menos do que uma classe executiva, e procure marcar a data da viagem na própria audiência de conciliação.

Não esqueça que o juiz decide com base em provas, e você precisa reconstituir para ele o que realmente ocorreu. Documentar-se é simples, e quanto melhor você mostrar seu aborrecimento, e o mau atendimento dispensado ao consumidor, maior será sua indenização.

Algumas dicas:

– Guarde todos os tíquetes de embarque (originais e remarcados), e se o overbooking ocorrer no balcão de check-in comprove imediatamente com fotos do relógio do aeroporto e do painel de voos, que você estava no horário correto para apresentação, ou seja pelo menos uma hora antes do embarque nos voos nacionais e duas horas nos internacionais, pois as empresas costumam alegar em juízo que a culpa não foi delas, pois o passageiro chegou atrasado.

– Fotografe o painel de avisos e horários do aeroporto, com indicação do atraso, ou cancelamento de voo, e as filas. Se houver funcionários mal educados, não perca a calma, nem desconte no funcionário, mas peça para alguém da família fotografar, filmar, ou gravar a cena. No Brasil, você está num lugar público e é seu direito gravar a imagem. Se ele chamar a segurança para impedir, isto vai aumentar sua indenização.

– Peça nota fiscal ou recibo de todas as despesas decorrentes do atraso, e ou do overbooking como alimentação, hospedagem, táxi, perda de voo interno, etc.

– Se houver outros passageiros, peça telefone e e-mail deles, para que no mínimo possam enviar uma mensagem confirmando o atraso.

– Documente suas frustrações, tais como perda de compromissos, crianças chorando, etc.

– Situações especiais como perdas de excursões, cruzeiros, reuniões da família tais como comemorações de aniversário, casamentos, etc. ou compromissos de negócios e reuniões de trabalho são consideradas como agravantes de todos estes danos, mas devem ser comprovadas.

*Ernesto Lippmann, conhecido como o Pato Econômico, é advogado e autor de vários livros na área do Direito, mas também é especialista em dicas fantásticas para economizar nas viagens mundo a fora.

Quer colaborar com um artigo de viagem? Envie para dicas@melhoresdestinos.com.br 

 

 

Publicado por

Denis Carvalho

Editor chefe

  • Leonardo Guerra

    Hm… interessante , se eu passar por essa situação já saberei como agir! Obrigado pelas dicas

  • Frederico Leite

    F A N T A S T I C O !!!!!

  • Lilian Gondim

    Adorei! 🙂
    Ainda não passei por essa situação, mas agora, se acontecer, já sei como proceder!

    • Ernesto Lippmann

      Foi um prazer, fico contente que tenham gostado!

      • Jorge Moura

        Aconteceu comigo e recebi justamente 600 euros da AirFrance creditados em meu cartão. Como havia pago 1440,00 na passagem inteira até Paris, a viagem saiu de graça.

        • RABUGENTO

          Aconteceu com meu filho. Air France pagou em dinheiro os 600 Euros. Para brincar comigo ele tirou foto da nota de 500 Euros e perguntou o que deveria fazer.
          A resposta foi imediata: Gaste no FreeShop!
          Afinal era aniversário dele e a viagem ficou “di gratis”. Tinha desembolsado US$700 pela ida e volta.

      • Luísa

        Ernesto, gostaria de um conselho seu de como devo proceder em relação a uma situação que acaba de ocorrer comigo:

        Comprei uma passagem aérea de volta a minha cidade na expectativa de chegar no período da manhã (estaria em em BH às 09h44 ), pois sou madrinha de um casamento no mesmo dia. Essa viagem estava marcada desde o dia 10 de nov. e será realizada no dia 17 de janeiro de 2015. Ocorre que recebi uma ligação da cia aérea informando que meu voo foi cancelado. Olhando no site, eles remarcaram meu regresso para as 14 horas do mesmo dia. Trata-se da Lan, cujo serviço de atendimento ao consumidor só ocorre nos dias de semana. Portanto, gostaria de ver com você como devo proceder nesse caso, afinal estou me sentindo lesada com essa mudança do horário. Olhando a resolução nº 141, da Anac, a cia aérea deve me reacomodar em um voo que atenda minha necessidade, mesmo que o trecho seja realizado por terceiros. Você saberia me aconselhar de que maneira eu deva negociar junto à cia essa questão? Muito obrigada

      • João Dantas

        Ernesto, eu gostaria de saber em caso de a cia cancelar o võo quais são os meus direitos.

  • Tito Bosco

    Infelizmente isso nunca aconteceu comigo nao 🙁 Agora já passei 7h esperando o proximo voo por causa de um cancelamento da cia aerea. Comprei CWB – VCP pela GOL chegando as 8h da manha em VCP, mas o voo foi cancelado e nos colocaram para GRU chegando em VCP as 12:15, sendo que as 12:20 meu voo pela TAM partiria para SSA via BSB. Se tivesse os devidos esclarecimentos na epoca, certamente um processo teria movido contra a GOL.

    • Laís Tomaz

      Passei a mesma palhaçada com KLM, se soubesse dessas informações a história seria outra também …

    • Rafael Oliveira

      Mas pelo que eu entendi no Post, cancelamento de voo é uma coisa. Overbooking é outra.

    • Murilo

      Tito, o prazo de prescrição dessa ação indenizatória é de 5 anos (art. 27, do Código de Defesa do Consumidor). Se sua viagem ocorreu em menos tempo, procure um advogado e entre com a ação. A jurisprudência, tomando como base o Código Brasileiro de Aeronáutica, considera que o atraso superior a 4 horas é indenizável…
      O cancelamento, como falei abaixo, também é indenizável.

  • Lindolfo Alves

    Gostei desta pastagem, essas dicas posso o utilizar em voos nacionais ou só em internacionais ????

  • Pedro

    Adoro overbooking. Já fiquei uma vez nos EUA um dia a mais em uma cidade super bacana (Nova Orleans), com tudo pago e ainda me deram uma grana de compensação. Já fiquei tbm em Madrid, com tudo pago pela cia aerea. E umas das ultimas vezes que viajei para Santigo do Chile, peguei over na ida e na volta e me ofereceram para embarcar em um vôo mais tarde, pagaram alimentação e compensação em dinheiro, no final das contas as passagens acabaram saindo de graça pois recebi o mesmo valor de volta em dólar.

  • Jair

    Eu já tive problemas de overbooking com a TAM e com a United Airlines. Com a TAM ocorreu em um voo domestico, eles me colocaram em um voo posterior e por conta disse eu acabei chegando atrasado a um evento. Reclamei com eles e eles agiam como se ainda estivessem me fazendo um favor em me colocar em um voo posterior.
    Já com a UNITED AIRLINES os funcionários anunciaram que precisavam de voluntários para desistir do voo, era o voo UA31 de Newark NJ com destino a Sao Paulo GRU. Eles precisavam de 6 voluntários, eles inicialmente ofereceram 300 dólares, e não tiveram muito sucesso em conseguir os voluntários. E algum tempo depois, quase no horário do embarque, ofereceram então 600 dólares, e eu me dirigi ao atendente e disse que aceitaria. Recebi o valor em um voucher para ser utilizado em qualquer voo da United. Como estava hospedado na casa de amigos em New Jersey, acabei ficando por lá e disse que não precisaria do voucher de hospedagem e tampouco alimentação que eles haviam me oferecido. No outro dia quando fui fazer o check in, descobri que eu havia recebido um upgrade de cortesia.. O que valeu muito a pena.. Eu consegui utilizar o voucher meses depois com um tarifa promocional sem nenhuma restrição.

  • Antonio Florencio

    Será que vai dar overbooking nos voos da KLM? kkkkkkk Imagina ela pagar 10 mil pra quem comprou passagens de 333 reais como EU.

  • Marcela D. Albarnaz

    Pessoal, estou com uma dúvida e preciso de uma mega ajuda! Comprei uma passagem ida e volta pra Amsterdam pela Tam. Na volta, teríamos uma conexão em Londres… Esta semana recebemos um e-mail da Tam remarcando a nossa conexão em Londres para um dia depois… Ou seja: Sai de Amsterdam dia 09/03 às 14h e meu voo para o Brasil sai de Londres às 21:00 do dia 10/03. Resumindo… mais de 24 em Londres. Liguei na Tam e fiquei mais de 2h no telefone e eles disseram que não vão pagar hotel/transporte/alimentação em Londres. Isso é certo? Como funciona? Obrigada! (:

    • Talita

      Marcela, boa tarde. Em casos assim, eles têm que lhe passar uma opção: ou reembolso integral do valor da sua passagem, ou remarcar para uma nova data, sem custos, para uma opção que fique mais cômoda para você.

    • Fabricio Araujo

      Não acredito que seja correto, mas vc sabe como são as companhias aéreas. Bom, isso já aconteceu comigo, mas o final foi melhor. Aconteceu com a Air France e a remarcação aconteceu pro próximo voo que seria 8 horas depois. Eles ofereceram comida, hotel, transporte, internet e telefone.

    • Edgardecm .

      Com a mudança do voo, vc por direito pode alterar para o voo que você achar melhor, mesmo que seja pra ficar mais dias e tal…. Com mudança de voo acima de 15 min eles são obrigados a mudar. Já fiz isso dezenas de vezes.

      • Everton Basílio

        Fiz isso ontem, e quando ela altera acima de 15 minutos você tem direito a alterar seu voo sem custo algum para qualquer voo (na variação de 7 dias) e pode fazer a alteração tanto na ida como na volta…

        • Ramon

          Acima de 15 minutos vc pode escolher qualquer voo dentro de 7 a 15 dias se não me engano. Queria aproveitar pra tirar uma dúvida minha. Essa mesma situação aconteceu comigo. A TAM mudou o horário e eu pude alterar tranquilamente a passagem comprada diretamente com ela, mas havia comprada outra no mesmo voo, só que pelo Decolar, e esta empresa disse desconhecer esse meu direito de poder mudar o voo sem custos. Faz meses que aguarda uma resposta da decolar. Será que mesmo comprando pela decolar o mesmo direito se aplica?

          • Denis Godoy

            Estou com esse mesmo problema com a Submarino. Liguei no SAC e disseram que não tinha direito, tento o chat e você fiquei o dia todo na fila, então por fim fiz uma reclamação no Reclame Aqui e estão me atendendo, mas há uma semana sem nenhuma resposta. Meu voo é na semana que vem…

          • Caio Zaniratto Via Fly Viagens

            Nesse caso você tem que bater o pé com a Decolar, porque você está comprando uma passagem da TAM, independente de quem está intermediando (no caso a Decolar), então as regras são as da companhia aérea, e não dos “atravessadores” você ainda pode cobrar deles o porque não ter sido avisada da alteração do voo, uma vez que o passageiro tem que autorizar a alteração, para que novo bilhete seja emitido ou remarcado

          • Ramon

            Obrigado pelas dicas

        • Ruan Kovalczyk

          Olá Everton, vc poderia mandar o link dessa lei? Pois já ligamos na gol e falaram que não temos o dereito a troca, mas não temos nada para nos embasarmos. Nosso voo foi trocado em uns 12 minutos na ida e meia hora na volta

        • Paolla Freitas

          Mas eu posso mudar para qualquer voo que seja no mesmo valor somente???
          E se a tarifa for maior tenho que pagar a diferença??

    • Thiago

      Reclame seu direito de acomodacao e alimentacao, se nao fizerem nada a respeito, Aproveite! Curta o dia em londres e guarde todos os recibos… Depois eh soh entrar com a acao

    • Milena Abreu Paim

      Marcela, você deve ter alguém que estude ou seja graduado em direito, acho mais acertado você entrar em contato e não esperar por uma resposta adequada aqui já que seu caso é exceção e precisaria, por coincidência, que alguém em situação semelhante visse e te ajudasse. Acredito que pelo tempo de espera (já que pagou por algo e estão oferecendo outra opção porém com esse tempo todo de atraso) você tenha vários outros custos a serem embutidos e que a empresa vai se negar em primeira instância, a atender, mas que são direitos seus. Como você tem tempo, vá nem que seja na justiça de Pequenas Causas.. mas esteja bem orientada, uma vez que tenha aceitado algum acordo, não poderá voltar atrás.
      Boa sorte!

    • Rubens Ferreira

      Na TAM, nesse caso, você tem direito a alterar sem qualquer cobrança o voo para um mais adequado à sua necessidade. Mas somente uma alteração pode ser feita dessa maneira, sem custos. Já aconteceu comigo várias vezes, tanto em voos nacionais como internacionais.

    • Cris

      Marcela, isso não é correto e equivale a um atraso de voo. Você pode exigir um voo que se adeque às suas expectativas, pode cancelar com reembolso integral ou pedir abatimento do preço pago. Caso a cia não aceite ou não cumpra essas regras você pode acionar a justiça. Att
      Cristiane

    • Ernesto Lippmann

      A meu ver devem, no mínimo lhe pagar tudo: alimentação, hotel, translados aeroporto hotel .

    • gp

      Guarde todos os comprovantes do que você gastou em hotel, dia, horário e nome da pessoa que você falou, e-mails, etc….
      Depois que voce chegar da sua viagem entre com um processo contra a tam. Você vai ganhar uma grananinha por danos morais e materiais em cima da malandragem da TAM.

    • André

      Passei por uma situação parecida, fiquei quase uma semana ligando na Tam até que me pagaram hospedagem, refeiçoes e transporte. Leia o código da ANAC, ligue lá pra exclarecer as dúvidas se necessário e depois ligue na Tam, peça pra falar com o superior do setor responsável e reclame seus direitos com autoridade, vão negar várias vezes mas não desista, cite a ANAC e mostre conhecimento da lei e dos seus direitos e seja dura ao reclamar seus direitos, não deixe os funcionários folgarem com você, pois comigo foram desrespeitosos, tiraram sarro da minha cara, mas não desisti. Fiz isso e no final cederam e admitiram o erro. Temos que ensinar a essas empresas brasileiras como se respeita o consumidor.

      • Dealins

        O site Reclame Aqui também é um bom canal para reclamações, normalmente as empresas “sérias” prestam atenção ao que está lá e se esforçam para resolver os problemas o quanto antes.

    • Isabella

      Além de todas as dicas já dadas, tenha em mãos todos os protocolos das ligações e, desde já, peça a gravação dessas ligações para entrar como prova numa eventual denúncia junto à ANAC e de processo (fale isso pro atendente).
      Eles são obrigados a te disponibilizar, mas como costuma ter um prazo em que as gravações são armazenadas, não deixe pra fazer isso em cima da hora.
      Toda vez que tive problema, foi só pedir a gravação (e eles argumentarem que não tem como, etc, etc etc), mas no final resolvem seu problema com medo de uma ação e ainda te mandam a gravação.

    • simone m

      Aconteceu algo semelhante comigo pela Lan e eles pagaram uma noite de hotel com direito as refeições feitas no hotel, jantar, café e almoço no dia seguinte, se vc tem a prova de que as alterações foram feitas depois cabe processo sim.

  • Raquel B.

    Eu viajei três vezes pro exterior e tive problemas nas três vezes, tanto que agora já considero que o dia de ida e de volta é um dia perdido, pois podem adiar o voo. Nunca fiz nada pra me ressarcirem pelos prejuizos e pela chateação de ficar horas sem saber o que vai acontecer. Foi bom divulgarem isso, eu sabia que poderia processa-los, e isso é um incentivo pra eu ir adiante na próxima vez.

  • Gabriela

    Acabei de passar por isto… nos disseram que vao nos dar um voucher de 200US para passagens… e pelo site nao encontro passagens por esse valor… vou ver o que dissem amanha e posto aqui. Bom artigo! Boa informacao!

  • Adriana Saraiva

    E quando a empresa cancela o vôo por problemas na aeronave e te coloca em um vôo de outra cia tendo que esperar + 6 horas no aeroporto. Cabe indenização?

    • Samantha Zarth

      Sim. Já processei GOL por uma madrugada esperando outro vôo pra fazer Floripa-POA,..

  • Wanderson Moraes Jump

    ja passei por isso,mais nao tinha essa informação, tive que pagar mais caro e hj depois de ler essa noticia me sinto, lezado, oq devo fazer?

    • Marcos Reis

      kkkk ignore o texto acima… e continue sendo lesado! 🙂

      • Sandra

        Que deselegante !!
        Enquanto 99% tenta ajudar e esclarecer , vc usa de ironia.
        Nós brasileiros , infelizmente, desconhecemos nossos direiros.
        Palmas para quem, aqui, sempre procura ajudar os leitores (:
        Muito feio…

    • Ernesto Lippmann

      Procurar um adovgado, ou entrar no juizado de pequenas causas sem advogado.

  • Mayra

    Em 2012 passei por uma dessas situações que ocasionou uma bola de neve. Começou como um provável overbooking, pois não pude embarcar de Londres para Madrid em voo de conexão para São Paulo, com pouca explicação para tal. Me colocaram então em um com conexão em Paris, em horário similar. A mala foi despachada para São Paulo. Chegando em Paris, fui fazer o Check-in e me falaram que meu voo era apenas no dia seguinte. O atendente de Londres deve ter se equivocado nas datas.

    Como resultado passei mais de 24 horas em Paris sem mala e sem dinheiro (como já estava voltando para São Paulo tive a brilhante ideia de gastar tudo o que tinha nas lojas do aeroporto). Na época nem cartão de crédito eu tinha.

    Quando voltei para SP escrevi um e-mail enorme relatando tudo e reclamando, e me deram 10.000 milhas como compensação. Achei inútil, já que depois disso tudo eu nem queria mais viajar com essa cia, e 10 mil milhas não dá nem para uma passagem de ida, mas como não tinha informações sobre meus direitos, acabei deixando por isso. Três anos depois é tarde demais, né? Mas o nervoso e o desgosto que passei por causa dessas cias aéreas fica até hoje.

    • Venâncio Flores

      O prazo para ação de consumo é de 5 anos. E você pode escolher: as indenizações em JEC são menores (e, dependendo do JEC, mais ou muito mais rápidas que em Vara) e vc não precisa pagar ADV. Se for em Vara Cível, vai precisar de ADV (e inicialmente vai pagar as custas, que em eventual condenação da ré podem ser transferidas para ela, caso haja pedido específico para isso na Inicial), entretanto as indenizações tendem a ser maiores.
      Vai lá, mete bronca! Não deixe isso passar em branco!

    • Everton Basílio

      kkkkk.. geralmente faço o mesmo, torro meus últimos centavos no aeroporto…

    • Rafael

      Três anos não nem um pouco demais. Se não estou enganado você tem até 5 anos para entrar com uma ação.

    • paula

      três anos não é tempo demais não.. ainda dá tempo de processar, o prazo prescricional nesses casos é de cinco anos..

    • Ernesto Lippmann

      Você ainda tem tempo para processar, se quiser, mas faça isto logo, pois o prazo é de 5 anos pelo CDC.

    • Tito Bosco

      que tribulaçãaaoo heim. No meu caso, uma mudança de aeroporto de destino, me fez esperar mais de 7h para embarcar ao meu destino final. Sem falar que foi uma volta danada

  • Bruno Ramos

    O valor indicado pelo autor do artigo é fantasioso. Não há um tabelamento na justiça, no valor de R$ 10.000,00. Isso depende da avaliação, por parte do juiz, caso a caso. Já vi indenizações de R$ 1.000,00 a R$ 25.000,00.

  • Eduardo

    Passei por essa situação no Brasil, Voo VCP/Ribeirão Preto pela azul… fui voluntário e como consequência consegui fui pra Fortaleza partindo de VCP com passagens pagas com o voucher que recebi =D

  • Marcos

    Isso aconteceu comigo num voo da Lufthansa em 2011 Frankfurt-São Paulo. Ofereceram através do sistema de som a 2 voluntários da econômica 600 euros e a 2 da executiva 1200 (creio que era isso) para desistir do voo. Eu e uma outra brasileira nos apresentamos, remarcaram o voo de volta para o dia seguinte + ônibus para o hotel com pernoite e voucher para as refeições do dia seguinte. Perguntaram se queria cash ou crédito no cartão, optei por cash e recebi uma nota nota de 500 e duas de 50. Dormi tão bem aquela noite …

  • Milena Abreu Paim

    Muitas vezes passamos por apertos por desconhecermos nossos próprios direitos. Embora nunca tenha passado por isso, esse texto me foi realmente útil até para outras situações que nem são referentes à vôos e cias aéreas.
    Grata!

    • Ernesto Lippmann

      Obrigado!

  • Carlos Oliveira

    Mas se a prática é ilegal então não seria ilegal participar sendo candidato ?!

    • Ernesto Lippmann

      A ilegalidade é da empresa, não do consumidor.

      • Carlos Oliveira

        Se o traficante vende drogas é ilegal, mas e o consumidor é um pobre coitado e inocente ?!

        Faça me rir !

        É só mais uma prática brasileira de tirar vantagem em tudo, tanto das empresas como do consumidor. Brasil sil sil !

        • Roberta

          Concordo com você Carlos, o brasileiro tenta tirar vantagem em tudo, é vergonhoso!!!!

        • Magda Souza

          Até agora você foi o único que escreveu algo decente aqui pois tenho vergonha as vezes de um povo que gosta de falar mal de seus políticos corruptos sendo que acha normal praticas assim “corruptas” desde que o beneficiário seja ele!!!Esse realmente é o meu Brasil!!!

        • Marcio K.

          Essa pratica acontece no mundo inteiro, basta ler os depoimentos.

          Eu prefiro ganhar uma compensação, do que ser acomodado em um vôo muito mais tarde, ter que voltar para o Brasil e depender da justiça brasileira para defender meus direitos.

      • Raquel Araujo

        Mas “se candidatar” não seria um acordo? Então seria ilegal entrar em um acordo com a empresa na justiça tbm?

    • Paula

      Aff, que falso moralismo. Como é que o consumidor poderia estar tirando vantagem se para a empresa também é vantajoso fazer isso? Ninguém sai perdendo quando o consumidor é compensado pela falha. Agora, se vocês acham justo um cliente ficar plantado num aeroporto de graça, de duas uma: ou vocês são donos de empresas aéreas… ou são burros, mesmo.

  • Milena Abreu Paim

    Vale a pena, com as provas certas, é causa ganha (a não ser que o motivo dos atrasos ou cancelamentos seja de força maior, como tempestade, etc que não depende deles, obviamente).

    • Ernesto Lippmann

      Exatamente. E por isto que gosto de divulgar os direitos que temos, mas que muitos não sabem, e o MD é uma ótima ferramenta para isto.

  • Venâncio Flores

    Caro Doutor,
    Das 4 vezes que o Sr foi para a Europa “de graça”, quantas foram por receber o crédito de EUR 600,00 e quantas viagens (e com que companhias) foram marcadas em audiência de conciliação?
    Grato por vossa atenção!

  • Rafael Sa

    Lendo os relatos daqui e de vários outros sites fico pensando que realmente devo ser sortudo (não no caso desse post). Já fiz mais de 60 (30 ida/30 volta) viagens internacionais nos últimos 10 anos. Nunca tive problemas com overbooking, nem nunca vi isso. Não chego muito tempo antes nem faço web check in. Faz uns 5 anos eu até espero dar 1:30h ou 1:20h antes do voo pra fazer o check-in tentando um overbooking, mas nada. Também nunca tive mala extraviada e nunca fui parado na Receita. Acho que sou um iluminado!!! hahahahahaha

    • Everton Basílio

      Só quero ter essa sorte sua também.. asuashuas

    • paula

      somos 2 hhehheheh eu sempre tento um overbooking mas nunca consegui!

    • Marcos Reis

      Cara eu viajo no minimo 4 vezes por mês, sendo viagens nacional e internacional… NUNCA me aconteceu absolutamente nadinha… Uma vez de BHZ pro RIO o voo tava de fato lotado, quando todos os passageiros estavam dentro do avião sobrou 1 passageira e essa foi acomodada na poltrona de um comissário na “cozinha” do avião… A cia que usava 4 funcionários reduziu pra 3 e sobrou esse lugar… Mas eu mesmo nunca ganhei nadinha.

      • Rafael Sa

        Na verdade, as vezes penso que sou sortudo, mas eu acho mesmo que passageiros satisfeitos não comentam nada nos foruns de viagem!!! kkk

    • Guilhe

      Hahahaha, não voei tanto quanto vc mas nunca vi nda disso, vou começar a fazer só check in presencial e em cima da hora pra ver se ganho alguma emoção nessas viagens.

  • Felipe Leales

    Já aconteceu comigo, estava viajando pela Air Canada e tinha um voo de (YYZ) Toronto para (LGA) Nova York, o voo estava lotado e me ofereceram CAD 800,00 para aguardar por 7h o próximo voo. Como meu check in no hotel em ny era só depois das 16h e meu voo original tinha previsão de chegada as 10h então eu optei por esperar.. cheguei em ny 16h30 com CAD 800,00 a mais pra gastar.. hehehe

    PS: paguei R$ 1.900,00 na passagem com 3 trechos.. Ida: GRU -> YYZ e volta: YYZ -> LGA / LGA -> GRU

  • Rafaela

    Aconteceu com minha família toda. Na volta de Orlando. Com a Cia Avianca em 2012. Aceitamos ser voluntários e ficamos 1 dia em bogotá. Em 2013 embarcamos todos com os vouchers dado pela Avianca rumo a Miami. Valeu demais !

  • Gabriele

    Fantástica matéria, mas tenho uma dúvida! Aceitar a compensação pelo overbooking é bom na volta de uma viagem, para poder ficar um dia a mais sem gastar nada, por exemplo, mas e na ida? Se vc não chega no destino e dá no show no hotel perde a reserva tb! Depois corre o risco de perder a diária que pagou ou perder a reserva e ter que pagar um hotel com tarifa balcão? Certo?? Obrigada!

  • Felipe de Lucca

    E quando o voo é cancelado por motivo de: um pássaro entrou na turbina do aviao? Aconteceu cmg ano passado e tive o voo remarcado para o dia seguinte. Mas a incompetencia da Delta foi ainda maior na escala, fizeram uma escala que saia antes mesmo de eu chegar ( eu e varios no mesmo voo). Acabei conseguindo reembolso de hoteis. Deveria ter entrado com alguma acao?

  • Eliane Letnar

    Em julho fiz um vôo de Eagle ( low cost) mas acabaram nos colocando na Turkish … e na Tam também já viajei em primeira classe para o nordeste devido overbooking…

    • Marcos Reis

      Primeira classe no nordeste? Esse voo ia de onde pra onde minha gente?

      • Eliane Letnar

        Fiz este voo para Fortaleza sou de Ctba …e isto foi na época q deu aquela crise nos aeroportos logo apôs o acidente da Tam…nao creio q estas aeronaves estejam disponíveis agora pois nunca mais vi classes diferenciadas nos voos domésticos…agora questionar o meu post é o fim da falta do que escrever. tsc tsc

  • Gunther

    Uma vez emiti uma passagem de milha de Brasília para Recife,
    ida e volta, e comprei um pacote a Azul Travel para Fernando de Noronha . A cia aérea desmarcou o voo de volta com
    bastante antecedência e me sugeriu trocas. Nenhuma delas casava com o voo de volta
    de Fernando de Noronha. Único voo tinha
    o seguinte itinerário: Recife, Fortaleza,Manaus e Brasília. Impossível. No email para o setor que remarca passagens
    dei duas opções hospedagem em Recife por conta da cia ou o trecho Fernando de
    Noronha – Brasília. Eles optaram pela 2ª opção e paguei feliz da
    vida mais um dia de pousada naquela terra maravilhosa. Dei no show no voo Fernando
    de Noronha Brasília e só.

  • Yuri Olof

    Isso é má fé.

  • Ernesto Lippmann

    Também pode usar em voos nacionais, embora seja mais raro haver o overbooking em voos nacionais.

    • Leandro Godinho

      Oi, Ernesto. Ano passado, indo para o Peru, tive um problema sério com a TAM / LAN. Meu voo para Lima (GIG – GRU – LIM) foi comprado em julho de 2013 e a viagem foi em abril de 2014. Quando chegamos ao aeroporto, a notícia: não poderíamos embarcar pois o horário do voo foi alterado (em novembro, cinco meses antes!) e não seria possível pegar a conexão em GRU. Resumindo, pegamos um voo muito mais tarde, perdemos um ônibus em Lima (q seria às 14h) e rodamos pelas rodoviárias da cidade às 3h da manhã atrás de uma vaga em algum ônibus que nos levasse para Paracas ainda a tempo de fazer os passeios q faríamos de manhã.
      Na volta tivemos o mesmo problema e acabamos desembarcando no Rio de madrugada, quase manhã, com tempo apenas de tomar banho e ir pro trabalho.
      Sempre pensamos em entrar com um processo contra eles, mas não sabemos direito o que fazer. Abs.

      • Dealins

        Leandro, nessa situação daria pra arcar com os custos de um transporte particular e aqui cobrar na justiça o valor pago + danos morais, desde que, como dito na matéria, tudo esteja documentado.
        Só pra ilustrar, eu e um grupo de familiares e amigos passamos um perrengue com a GOL em Buenos Aires por conta possivelmente de “overselling” (eles sempre alegam problemas com as condições climáticas)…Enfim, documentei tudo e mais um pouco, a fim de registrar a falta de assistência, e aqui acionei a empresa na justiça. Como recorri a um Juizado, o valor da indenização não foi tão bom, mas na época julguei satisfatório por ter um julgamento mais rápido que na justiça comum.
        Se possível,quando for o caso recorra a um advogado, já entrei com outra ação no Juizado do Consumidor desacompanhada e o tratamento é desigual, eis que no momento da audiência, sem advogado, não há como se fazer questionamentos à parte contrária e vc só se manifesta quando o Juiz/conciliador permite, o que as vezes não é bom.

  • Ernesto Lippmann

    Ótimo depoimento.

  • Everton Basílio

    Ano passado tinha, a Turkish me realocou num voo da Qatar com meu consentimento para EZE. Não recebi um real.. fui inocente…

    • Marcos Reis

      Vc ainda conseguiu muito… Já vi casos de terem que voltar pra casa e embarcar no dia seguinte sem um táxi se quer!

  • Ernesto Lippmann

    E possível que tenha over. Mas, acho que a tarifa ultra promocional vai ser levada em consideração pelo juiz na hora de fixar a indenização.

    • Carla

      Não faz mto sentido, na minha opinião, ele usar o valor da tarifa, depois de ter o bilhete a CIA tem que tratar todos os usuários da mesma forma, e o juíz tb, não?! Como falou da TV p 2 pessoas, se vc compra uma TV por 100 outro cara por 500, e está com defeito ou qq coisa, a empresa não pode se negar a atender um por causa do valor. Sei lá, só acho que não é critério p calculo de indenização, a pessoa estava lá p embarcar, reservou hotel, outros voos talvez, enfim, não é pq um pagou 300 reais e outro 1000 q os danos morais são diferentes… sei lá, só acho tb…

  • Ernesto Lippmann

    Você não é obrigada a aceitar o voucher, e pode processar a empresa. Particularemente não aconselho a usar o voucher, pois na maioria dos casos você tem que ir a empresa e não consegue acesso as promoções.

    • Gabriela

      Olá Ernesto… pois entao… nos ofereceram ficar no hotel com tudo pago, o voucher e nos colocar na classe executiva. Cumpriram o hotel, mas quando chegamos ao aeroporto no dia seguinte nao tinham o voucher e combinaram de nós enviar pelo email. Além disso quando chegamos no aviao nao tinha mais lugar na classe exeutiva… E os vouchers que nos enviaram pelo email dissem que nao poderiamos usa-los para Avianca Brasil (200US). Será que poderiamos fazer alguma coisa? Obrigada pela orientacao!

  • Ernesto Lippmann

    Sim. Cabe, consulte um advogado.

  • Venâncio Flores

    Dá para publicar meus comentários?

  • CarolinaLannes

    Já tive uma situação dessas na Air France. Era um voo Washington-Paris-Nouakchott. No embarque em Washington, o aviso: estavam com overbooking. Como o vôo Paris-Nouakchott somente ocorre 3 vezes por semana, se eu fosse colocada no voo seguinte eu perderia a conexão. Informei isso e disse que aceitaria o bumping com a indenização oferecida (350 euros) desde que houvesse upgrade e eu só pegasse o voo dois dias depois. Não cobraria deles hotel/alimentação, mas não queria o próximo voo.

    A atendente do check-in chamou o supervisor e ele, em francês, disse a ela para me colocar no próximo voo e que o pessoal de solo em Paris daria um jeito em mim. Eu falo francês e respondi, também em francês, que não apenas aquela solução não era a que eu queria, mas que a atitude foi rude, desrespeitosa e absurda. O sujeito ficou ROXO de vergonha, e acabou me dando um bilhete pro voo dois dias depois, dizendo que tentaria conseguir o upgrade.

    Quando eu já estava saindo do aeroporto, veio outro funcionário da airfrance correndo dizer que eu precisava TENTAR embarcar. Eu já nem queria mais, mas disseram que era obrigatório. Despachei as malas correndo e recebi um bilhete de stand-by. Corri pelo terminal (o marido nem teve tempo de colocar os sapatos de volta depois da segurança). Chegamos no portão quando estavam já finalizando. A funcionária gritou, ao longe: “Vocês estão nesse voo?” E a nossa resposta: “não sabemos!”

    Ela escaneou nossos bilhetes de stand-by e imprimiu novos bilhetes, com instrução de “corre!”. Só dentro do avião paramos para olhar os novos bilhetes: classe executiva!

    Moral da história: recebemos upgrade e 350 euros cada para voar no mesmo voo! Melhor negócio da minha vida!

  • Ótimas dicas! Mesmo viajando sempre como turista, gostei mais das dicas em relação a como não passar por overbooking. Eu, particularmente, não me sentiria à vontade em me oferecer para ser “overbookado” e gosto de seguir meus planos e roteiros. Então, vou seguir as orientações e chegar sempre no horário.
    Mas, se por acaso, alguma empresa tentar me jogar em outro voo, já sei o que fazer para defender meus direitos!

  • Thiago

    Acredito que com brasileiros eles tratem diferente, pois aqui as leis não funcionam tão bem quanto lá fora, mas uma amiga minha alemã estava indo no final de agosto do Galeão para Frankfurt pela Lufthansa e houve um overbooking. O resultado foi que ela ganhou 800 euros + hospedagem e alimentação em Copacabana.

  • Márcio

    Meu voo que saia de noite foi remarcado para a manhã seguinte. Tive problemas no Transfer, hotel s refeições (não houve), além de quebrarem minha bagagem. Entrei em contato com a empresa pelo email s telefone e nada, dois meses se passaram. O que é mais recomendado: ir para o pequenas causas?

  • paula nogueira correia

    vai ter ate briga agora para querer ser voluntario!!! contou o segredooooo

  • Elaine

    Adorei a dica! Ja passei por uma situação dessas e aceitei somente o hotel e alimentação.Na próxima certeza que vais ser bem diferente!

  • Tiago Yamamoto Ribeiro
  • Andre Schuartz

    Melhor BLOG do ano ! Sensacional essa dica. Overbooking já estou chegando 🙂

  • Nikolas Valerio

    Aproveitando a consultoria do advogado e dos casos que ele respondeu, tive um problema quando voltava da Europa. Ao chegar no Brasil descobri que minha passagem de São Paulo para Goiania tinha sido cancelada pela operadora do cartão (acharam que a minha compra era falsa – clonagem de cartão – mas eu já tinha ligado dias antes avisando que a compra era minha mesmo, tanto é que consegui usar a passagem de ida). Tive que desembolsar R$ 800 reais para poder voltar a goiania ainda no mesmo dia. Cabe algo ?

  • Marcos Reis

    Quando vi o título da matéria até me animei… Parei tudo!!! Li com atenção e não cheguei a nenhuma conclusão de tudo aquilo que eu já sabia… A pessoa que escreveu a matéria fez uma “pressão” que ia dar o caminho das pedras e não concluiu nada, disse que viajou 4 vezes de graça pra Europa e não explicou como! Sinceramente não me acrescentou em nada (pois eu já sabia disso tudo).

    • Rômulo Valença

      Quanta ingratidão ! O post foi excelente. E se você já sabia de tudo, ao menos nunca pensou em compartilhar seus conhecimentos com os outros, ao contrário do Ernesto.

      • Marcos Reis

        Não foi ingratidão, o texto é maravilhoso, mais esperava pelas respostas principalmente o “caminho das Pedras”…

        • Adriano

          Já mudou a conversa?vc achou o artigo maravilhoso ou não te acrescentou nada?Vai entender!!!

        • Adriano

          Vc quer tudo de “mão beijada”?Quer o “caminho das pedras”?Quem tem um mínimo de inteligência entendeu bem o que o autor quiz dizer…Não parece o seu caso.

    • Junior

      Concordo.

    • Almir

      Concordo plenamente! Um título falacioso, que anima e depois te joga um balde de água fria. Se são informações que alguém desconhecia, uma vergonha para o passageiro que deve procurar todos os seus direitos antes de viajar!

    • Alexandre

      Ficou subentendido, porém claro, que ele viajou 4 vezes de graça pra Europa com as passagens e vouchers que ganhou das cias.que fizeram overbooking.

    • Adriano

      Cada um que aparece aqui,em vez de agradecer fica reclamando …

      • Marcos Reis

        Tem que agradecer alguma coisa é vc que deve ser desprovido dessas informações. Eu não tenho nada a agradecer daquilo que já sabia, se não entendeu minha opinião problema seu.

        • Adriano

          Esta nervosinho,se sabe tudo deveria ajudar as pessoas e não ficar criticando.

  • Hermes Hs

    Sim, pois, embora a empresa alegue que houve manutenção para segurança de todos, esta, deve ocorrer de foprma programada aos voos da empresa, pois, ela deve manter as aeronaves em condições aos voos marcados e vendidos. Mais simples para entender… uma tempestade que fecha o aeroporto não é culpa da empresa, já a manutenção ou falta dela é de total responsabilidade da empresa!

  • Marcelo Berto

    Vou para Paris pela KLM, queria muito um overbooking para mim e para minha namorada em Amsterdam. kkkkkkkkkk

    Sonhando um pouco aqui.
    Se acontecer de ter overbooking que eu tenha que ficar 1 dia a mais e no dia seguinte ao retornar para o aeroporto para embarcar no novo voou e ocorrer um novo ovebooking tenho direito a 600 euros por dia?

    O 600 euros é por passageiro correto?

    Já aconteceu com alguém?

    • Clay

      Na minha lua de mel quando estava voltando de Milão para São Paulo pela TAM, ocorreu o overbooking. Fiquei mais um dia, eu e meu marido 400 euros cada um mais hospedagem e mais alimentação gratuita! Eles dão um voucher que vc pode trocar na casa de cambio! Sonho com outro desses!!

    • Jorge Moura

      Já sim…comigo aconteceu e a Air France creditou 600,00 euros em meu cartão de crédito e me disponibilizou alimentação e telefone.

  • Marcos Reis

    Não precisa de advogado, basta vc reclamar no Reclame Aqui que eles te dão alguma coisinha!

    • Ernesto Lippmann

      Voce pode fazer uma ação sem advogado no Juizado de Pequenas causas.

    • Ernesto Lippmann

      Eu gostaria de saber se houve alguem que consegiu alguma resposta satisfatória via reclame aqui em casos de overbooking

  • Kennedy Aguiar

    VC é MUUUITO sortudo hahaha

  • José Augusto Hillmann Xavier

    Já aconteceu comigo quando fiz o trajeto EZE – MIA. Em razão do overbooking, tive que ficar mais um dia em Buenos Aires. No entanto, a LAN me pagou hospedagem e alimentação. Nada mal…

  • Marcelo Guimarães

    Parabéns pela matéria! Excelente as dicas! 😉

  • Flavia Manhaes

    Muito boas as dicas. Mas só uma pequena correcao, nao existem mais tribunais de pequenas causas, o nome correto é Juizado Especial Civil. Alguem pode precisar e vai ficar procurando pelo nome antigo e nao vai encontrar nada.

  • ANDRÉ LUIZ

    Ja fiz algo parecido, cancelaram o voo e ia encaixar em outro, como tinha tempo, pedi o que tem direito, hotel, refeição, transporte e o voo no dia seguinte em um horario que queria. Isso foi em voo nacional em Sergipe em junho pela TAM. Não ganhei dinheiro mais sai feliz com um dia a mais por conta. rsrs

  • FabioPalmeiras

    Minha irmã chegou um pouco atrasada no aeroporto, para retornar de Lisboa, pela TAP. Ela estava com minha mãe. O avião estava cheio. Elas receberam 300 Euros cada uma e 2 noites de Hotel em Lisboa. Foi vantajoso, mais 2 dias de passeio, com dinheiro no bolso (e voltaram na executiva). Mas quase minha irmã perdeu o dia de retorno ao trabalho… aí seria um problema.

  • César Novaes

    Aconteceu num voo que eu peguei da LAN de Miami a Guarulhos com conexão em Lima, eles ofereceram 2000 dólares para ser utilizado em 2 anos em passagens LAN, mais a hospedagem de mais 1 noite em Miami, fiquei super empolgado e me candidatei, não pudemos ficar porque eles disseram que como não poderiam garantir nosso embarque de Lima para Guarulhos no dia seguinte, eles buscavam passageiros que tinham como destino final Lima… ficamos arrasados!! kkkkkkk

  • Kátia

    Mais uma matéria muito útil. Adoro este site!
    Mas eu tenho uma dúvida… Alguém sabe como funciona o seguro viagem nesses casos? Se eu aceitar uma oferta para embarque no dia seguinte, mas meu seguro viagem “vence” no dia da volta, se ocorrer algum imprevisto (uma assistência médica, por exemplo), eu perco a cobertura?

  • Patricia

    Dúvida: em caso de atraso no vôo, ou cancelamento do mesmo, temos o mesmo direto?

  • Douglas Brito

    Já passei por essa situação, mas não sabia exatamente o que fazer.
    No retorno de Miami para Curitiba pela TAM ao chegar no balcão da TAM para fazer o Check-in eles “espontâneamente” me ofereceram um vôo mais curto, direto (sem escala em SP) pela American Airlines que sairia em alguns minutos.
    Como era a primeira vez que eu e minha esposa viajávamos ao exterior não conhecíamos as “estrelinhas” do negócio. Nem conhecíamos o avião que faz o trecho MIA-CWB.

    Aceitamos, pois ao invés de chegarmos à meia noite em Curitiba, chegaríamos às 17 horas, aproximadamente.

    Que decepção com a qualidade do avião da AA!!! =/

    Se tivéssemos tido acesso a este texto antes com certeza as coisas teriam sido diferentes, eu teria voltado de primeira classe na AA, pelo menos.

    Lição aprendida!
    Muito bom o texto!

  • Felipe Mortimer

    Tava pensando nisso agora.. Acho que em chances de acontecer um over nesses voos eim!!

  • Paula Oliveira

    Fantástico!!! O cara se garante!!! Vlw demais!!

  • Thamara Jacob

    Passei por isso em novembro/14 com a AVIANCA BRASIL no aeroporto de Florianópolis… reclamei, pedi pra falar com a supervisora BARBARA, super mal educada que já veio com quatro pedras na mão de dentro do seu cafofo e depois de muita reclamação me enfiaram na Gol. O nervosismo e o estresse é tão grande que na hora nem lembra de gravar. Cheguei em casa e o pós venda é uma merda, não te atendem e nem permite/conclui que vc entre no SAC do site. Abri um chamado no reclameaqui.com entraram em contato comigo e nada foi feito, ficou por isso mesmo. Agora bem instruída procurarei meus direitos e uma mensagem que tenho disseminado pelas redes sociais: Não acho a AVIANCA uma empresa séria, não recomendo e não pretendo tão cedo voar nesta cia aérea.

  • Marcelo

    Caro Dr. Lippman,
    Das 4 viagens de graça para a Europa, em quantas o Sr. recebeu os 600 Euros e quantas foram as viagens marcadas em audiência de conciliação?
    Grato

  • Felipe cazeca

    Que artigo sensacional. Muito obrigado!

  • Martim

    Obrigado pelos esclarecimentos. Ocorreu comigo e minha filha no fatídico natal de 2006, apagão aéreo da TAM. Houve overbooking no trecho MAO-GRU e a atendente nos marcou para o voo do dia seguinte, mas na classe executiva, reiterando que aquilo era uma cortesia. Pagaram hospedagem e alimentação, mas nem cogitei de alguma compensação pecuniária. Se tivesse lido esse texto antes…

  • Miguel Angel

    Ótimo esclarecimento! Mas tomara que eu nunca tenha que usar destes artifícios para embarcar. Me desculpe, mas isso me parece ser a velha e consagrada “Lei de Jerson”. Tomara também que eu não seja vitima de empresas aéreas que igualmente usam “Jerson” vendendo o que não tem. Se isso acontecer, usarei suas excelentes dicas para me defender. Valeu.

  • MOACYR LOPES DOS SANTOS

    Já presenciei a Azul, por duas vezes, ofertando um voucher de R$ 300,00 para quem fosse voluntário para ir no próximo voo. Isso ocorre muito em BH, quando os voos são cancelados pelo mau tempo e não há vagas para todos os passageiros nos voos seguintes.

    Um abraço.

  • Almir

    Tá! Agora a pergunta que não foi respondida: Como viajar de graça?

  • Marcio Chagas

    Ola pessoal MD tomei maior susto agora que fui verificar minha reserva na Tam mudaram meu voo vcp a floripa das 07,15 para 19,,20 que roubada entrei e o da volta tbem das 10,15 para 17,46 o que devo fazer pois perderei a diaria da ida e da volta por favor me ajude povo abençoado e mais ainda o Ibis se não chegar ate as 14 horas posso ter problemas devo entrar em contato, tbem vi que existe a possibilidade de ir em outro voo cedo devo entrar contato com a Tam,mas e a volta não tem essa possibilidade enfim estarei viajando com minha mãe acima dos 65 anos o que devo fazer alguem pode me informar.

  • Saulo

    O texto é esclarecedor sobre como proceder, mas nunca vi tanta gente pessimista nestes comentários sonhando com um overbooking, problemas diversos e erros da cia aéreas. Espero que nesse confusão não perca o Passaporte com os documentos, cartões, etc, e a tão sonhada indenização.

  • TML

    Excelente, Ernesto.

    Já passei por esta situação (reserva para 3 pessoas num transcontinental CLT-SFO que era uma conexão após um GRU-CLT, embarcaram meus pais e eu fiquei, eles nao falam ingles e se ferraram no aeroporto de San Francisco sem qualquer informacao sobre meu paradeiro – eu fui fazer um tour pelos aeroportos dos EUA para tentar chegar mais ou menos no mesmo dia: acabei chegando 6 horas depois). Inocente (talvez honesto?), contatei a companhia e pedi apenas 800 reais por passageiro como indenização, ao que eles prontamente aceitaram. Se tivesse lido seu texto à epoca (junho), teria pedido o teto das pequenas causas por passageiro. De qualquer forma, fico feliz de não ter deixado passar em branco a ocasião.
    Parabéns pelo texto, continue nos dando essas dicas (talvez sobre bagagens perdidas? hehehehehe)

    Grato!

  • Estevan Rosseto de Souza

    eu tive um overbook pela TAM no final de 2012! MAs não sabia de nada…a TAM nao me deu hotel nem nada, apenas um vôo para a manhã do outro dia! Ainda estou em tempo de reaver o prejuízo ou “ja era”?

  • Marcio Chagas

    Ola pessoal MD tomei maior susto agora que fui verificar minha reserva na Tam mudaram meu voo vcp a floripa das 07,15 para 19,,20 que roubada entrei e o da volta tbem das 10,15 para 17,46 o que devo fazer pois perderei a diaria da ida e da volta por favor me ajude

    • Alexandre

      Ligue para TAM e explique que esses vôos não lhe atendem. Quando ligar, verifique antes o site e veja quais vôos lhe interessam e diga para o atendente que quer trocar para os vôos que te servem. Isso vale para 15 dias antes ou 15 dias depois das suas datas originais. Se não encontrar nenhum vôo interessante, você pode solicitar a devolução integral do valor pago pelas passagens.

  • Alexandre

    Amigos, me surgiu uma dúvida ….. se ocorrer algo em outro país, com uma companhia estrangeira, em qual país a ação deve ser ajuizada? Exemplo: uma companhia européia com overbooking no oriente médio…. abraços a todos.

  • Luciana Onofre

    CARAMBA, QUE DICAS MARAVILHOSAS!!! Não sei se fico alegre ou triste, pois a TAP já realizou overbooking comigo DUAS vezes. A última foi um vôo anterior ao meu cancelado e eles relocaram a galera pro meu. Eu tinha uma prova em Lisboa e quase perco. Eles me colocaram em outro vôo, 14 horas depois e só me pagaram um jantar (que nem usei, porque estava na minha cidade). Quando embarquei, só havia eu e mais 5 passageiros. Sério, cruzamos o oceano com 5 passageiros. Eles nos colocaram na Classe Executiva. Isso foi em junho. Será que eu tinha direito a algo mais??? Grata pela explicação!

  • Guilhe

    Então o esquema é não fazer check in online e chegar em cima da hora com camisa florida, bermuda , chinelo e óculos escuros? haha, boa.

  • Tiago Silva

    Isso é não me parece ser muito inteligente, nós costumamos ver as empresas como rivais e sempre procuramos uma forma de sair ganhando, porém é muito egoísmo, pensarmos somente em nós mesmos e só tende a encarecer ao público em geral, ter uma oportunidade destas e nos aproveitarmos é como lavar a calçada de casa em São Paulo nos dias de hoje, prejudica o todo, pois o passageiro afim de sair ganhando põe a empresa aérea na justiça, depois o funcionário sai e põe a empresa na justiça, a Petrobrás cobra o preço da gasolina incluindo a lavagem a jato, depois reclamamos dos preços abusivos no Brasi, e acusamos as eempresas de serem mercenárias

    • Claudemir

      Aconteceu comigo uma vez indo de GRU para Las Vegas,pela Aeromexico, a atendente foi para a fila perguntando se alguem gostaria de ir no outro dia porque tinha dado um overbooking. E eles ofereceram hotel 5* com todas as refeicoes, e mais 800 dolares em dinheiro ou uma outra passagem para voar pra qualquer lugar dos EUA no valor de 800 dolares válido por 1 ano, claro que topei na hora, embolsei as 800 doletas e viajei no outro dia rs.

    • MOACYR LOPES DOS SANTOS

      Penso da mesma forma. como forma de cobrar nossos direitos caso ocorra overbooking, tudo bem, o post é excelente. Porém, usar isto para ganhar vantagens, como muitos citaram, é triste.

  • Tarciana

    vc poderia esclarecer algumas dúvidas? não entendi muito bem, se isso acontecer eu devo ser ressarcida da passagem e ainda embarcar no próximo voo “de graça”? Obrigada, o post foi de utilidade publica!

  • Renata

    Infelizmente o texto faz parecer que é tudo muito fácil e simples porém na realidade não é assim. Em vôos internacionais com overbooking, existem algumas regras adotadas pelas companhias que colocam o passageiro brasileiro normalmente como ultimo da fila. Se o overbooking for para um voo local com conexão para outro voo internacional, as companhias buscam primeiro voluntários de overbooking que vão voar apenas o trecho local (ex: JFK/MIA, CDG/AMS, etc). Em segundo lugar, buscam passageiros cuja conexão seja mais simples que um EUAxBrasil ou EuropaxBrasil (ex: passageiro com origem Paris, conexão Amsterdam, destino final Madrid. Passageiro com origem New York, conexão em Miami, destino final Cidade do México). Terceiro, buscam por passageiros cujos destinos finais sejam atendidos por voos de outras companhias da mesma aliança. E por último, buscam passageiros que também não possuam conexão no destino final (ex: CDG/AMS/GRU/GIG). Já perdi a conta de quantas vezes me voluntariei para essa situação, e sempre obtive a mesma resposta, de que como meu destino final era o mais complexo, eu teria preferencia de embarque.

  • Rodrigo

    Tive um caso deste em Abril deste ano graças à vocês com a Delta naquela incrível promoção para Bangkok de Out/2013. Fui via EUA e parada no Japão, perdi diaria de hotel em Bangkok e só consegui chegar no meu destino no dia seguinte …Conclusão nos pagaram hotel, transferer, refeições…Quando chegou no Brasil reclamei na CIA tive reembolso de tudo que paguei e ainda ganhei um bonus de $ 2000,00 para voar na Delta até Junho/15. No meu caso não falaram que foi overbooking e sim que o Piloto não passava bem e não teria outros voos para aquele dia …foi tenso !

  • Chico

    Eu já ajuizei várias ações contra cias. aéreas (United, TAM, Gol e Webjet) e agências (Decolar e E-destinos) pela má prestação de serviços. Em todas fui vencedor, recebendo indenizações que variaram de 3 a 5 mil reais, o valor dobrado da passagem adquirida ou voucher de 2 mil dólares para viajar de novo. Eu não reclamava, mas agora não deixo passar nada

  • Larissa Campos Souza

    Muito obrigada!
    Caso aconteça comigo, sei como proceder.
    Quando voltava de Atlanta em 2005, a Delta vendeu passagens a mais e tive que voar para Santiago e depois São Paulo. Recebi US$ 400 na época. O transtorno maior era separar o grupo de amigos.

  • Alexandre Hindu

    Marravilha!!!
    Já tentei algumas vezes, mas o máximo que consegui foi retornar de Santiago – Chile na primeira classe, que no meu caso, é a unica maneira de viajar de primeira classe. rsrsrs

  • Gláucia

    Credo! Deus me livre de tanto aborrecimento bem na hora de viajar. Prefiro pagar e ter paz do que torcer para dar tudo errado e “ganhar” uma compensação. A dica é boa para a hipótese de isso acontecer involuntariamente, mas pelo que li por aqui, a maioria quer mesmo é ter a “sorte” de sofrer um overbooking.

  • Natalia

    Interessante. tive um voo cancelado pra Miami e tinha um cruzeiro no dia seguinte. Se soubesse disso antes… Passei um sacrificio pois, o voo era direto e consegui 3 voo separados para poder chegar em Miami no dia do cruzeiro e ainda por pouco quase perco o navio. Na proxima vez não me desespero, corro atras de meus direitos.

  • Nátali Flores

    Passei por isso em um vôo de Guarulhos para Curitiba.
    a TAM chamou a mim e mais uma pessoa no microfone, já no portão de embarque, e perguntou se um de nós poderia pegar o próximo vôo, o atendente disse que nos chamou porque éramos os com maior pontuação no fidelidade.
    Eu quis ser legal e aceitei, e eles me deram um vale jantar e 200 reais. Esperei 4 horas pelo próximo vôo.

  • Sandra

    Interessante está lendo essa matéria agora.
    Ontem à noite minha filha embarcou para Washington e durante à tarde
    ligaram da Delta oferecendo $500 doletas para ela desistir de embarcar , o voo tava lotado!!
    Mas ela não aceitou. Preferiu manter o calendário das férias.

  • Paulo Dantas

    Pessoal bom dia. Estou com um problema numa viagem com a TAP e talvez alguém aqui possa me ajudar.

    Viagem marcada de Natal – Paris (com escala em Lisboa) no dia 27 de Dezembro.
    Ontem a TAP me ligou dizendo que o voo foi cancelado para só teria disponibilidade dia 24 ou depois do dia 30/dez. Tenho TODAS as reservas de hotéis, voos e trens internos, alguns passeios e etc pagos, inclusive a primeira começando em Brugges no dia 28/dez.

    As opções da TAP: 1. viaja dia 24/dez (ou outras datas após 30/dez, que é inviável)
    2. Não viaja e eles reembolsam 100% das passagens em até 30 dias.

    Alguém já passou por isso e poderia me ajudar? O que fazer?

    Agradeço desde já!

    Paulo

    • Adriano

      Que situação chata hemm Paulo,não tenho ideia do pode ser feito,mas estas opções da tap estão muito sem vergonha.Daqui a pouco alguém com mais experiências de dar umas sugestões.Sera que o voo foi realmente cancelada???Historia mal contada pela tap.

    • Guest

      Já aconteceu comigo com a AZUL Eu optei por antecipar o voo, mas eles não quiseram me pagar hotel. Entretanto, acho que você tem direito em receber hospedagem e mais indenização. Pq a opção do reembolso de 100% o cliente é que se lasca. Quem vai te reeembolsar dos trechos internos e hotéis não reembolsáveis.

      Peça para antecipar se tiver agenda disponível e peça hospedagem e mais oue achar de direito. Caso contrário, viaje e depois entre com ação…Essas empresas são muito pilantras….rsss. Imagine viajarei na sexta-feira de carnaval, ai a empresa te dá opção de ir na quarta ou no domingo…Vc pagou a passagem, muitas vezes mais cara, p ir na data escolhida e ai cancelam seu voo (ou pq está vazio, ou overbooking, ou sei lá pq…rsss.) e nós que nos lascamos….

    • Vivian

      Já aconteceu comigo com a AZUL Eu optei por antecipar o voo, mas eles
      não quiseram me pagar hotel. Entretanto, acho que o passageiro tem direito em receber hospedagem e mais indenização. Pq a opção do reembolso de 100%, é inviável. Quem vai te reeembolsar dos trechos internos e
      hotéis não reembolsáveis?

      Peça para antecipar se tiver agenda disponível e peça hospedagem e mais oue achar de direito. Caso contrário, viaje e depois entre com ação…Essas empresas são muito pilantras….rsss. Imagine viajarei na sexta-feira de carnaval, ai a empresa te dá opção de ir na quarta ou no domingo…Vc pagou a passagem, muitas vezes mais cara, p ir na data escolhida e ai cancelam seu voo (ou pq está vazio, ou overbooking, ou sei lá pq…rsss.) e nós que nos lascamos….

      • Aninha

        Veja se tem voo de outra cia aerea na mesma data. Uma vez meu voo pro EUA foi cancelado e aqueles que tinham compromissos, eles encaixaram em outras cias. Eu fiquei num hotel com tudo pago e fui no dia seguinte, pois não tinha problema pra mim.

    • Bruno Bastos

      Paulo, tente conseguir com a TAP um trecho interno na Gol (NAT-REC, NAT-SSA ou NAT-BSB) e pegue voo da TAP saindo de outra cidade no mesmo dia. Se não resolverem, junte sua documentação e procure a ANAC o quanto antes.

  • Alan

    Em 2004 aceitei ceder meu lugar para colegas que viajariam para fazer uma prova: ganhei uma diária de hotel e voucher de 200 reais, válido por um ano. A outra companhia oferecia 500. Nunca usei.

  • Alan

    Sobre filmar funcionários: não acho leal. Fui bancário e ficava com muita raiva quando queriam fazer isso, pois estávamos apenas cumprindo ordens e isso pode dar em demissão – além de o cliente ficar achando que a culpa é do funcionário. Trabalhar com atendimento ao público é pagar pecados.

    • Thiago

      Utilize a mesma filmagem para comprovar que você estava “apenas cumprindo ordens” e processe a sua empregadora por demissão sem justa causa.

  • Aninha

    Acredito que temos sim o direito de reclamar e obter benefícios quando esses atrasos nos causam problema, porém conheço pessoas que criam compromissos e entram na justiça para se beneficiar. Temos que correr atras dos nossos direitos, quando são legitimos, mas não vale confundir e usar de malandragem para se beneficiar!
    E uma dica sobre atrasos na Europa. No aeroporto de Lisboa pegamos um folheto com os direitos do consumidor da UE e eles informam que atrasos de mais de 3 horas a cia tem que oferecer um voucher de alimentação e em casos de atraso de mais de 5h, você pode não embarcar e eles te reembolsam o valor integral da passagem. E foi o que aconteceu. Tinhamos um voo para Marrakeche de Lisboa e o voo atrasou mais de 5horas. Recebemos um voucher de 6 euros apos as 3h e como passou das 5h de atraso, decidimos não embarcar. Entramos em contato com a empresa, justificamos e reembolsaram sem nenhum problema.

  • Sandra

    Pagamento creditado pela KLM no cartão.ahuhuhuhuhu!!!!!
    Partiu Paris!!

  • Nubia Nathalyr

    Já fui vítima de overbooking na Europa por duas vezes pela Ibéria. Na
    primeira, numa conexão de Paris a Madrid de onde seguiria para o Brasil
    fomos colocados (eu e o marido) na executiva. Na segunda, íamos do Porto
    a Madrid a passeio, éramos os últimos da fila e “como a empresa mandou
    um avião menor” ficamos de fora. De imediato, nos foi ofertado vauchers
    para almoço (que pagou um bom almoço com vinho), cartões para debitarmos
    500 euros de multa e embarque num voo da Tap que sairia duas horas
    depois (que ainda nos rendeu milhas). Em nenhuma das vezes precisamos
    nos aborrecer para que algo fosse ofertado como sanamento da situação.
    Mas estava na Europa.

  • D.

    “Mas recomendo que você somente aceite uma compensação em dinheiro, e não em milhagem, ou num “voucher” ou vale passagem, pois em geral os valores pagos desta forma não são ultimáveis nos sites, e nas promoções relâmpago das empresas, mas somente sobre as tarifas sem desconto, ou adquiridas nas lojas das empresas, com a cobrança de taxas de serviço. Quando o pagamento é em dinheiro, ele é feito sob a forma de um cartão de débito pré pago, que pode ser sacado em qualquer caixa, o que é muito mais prático.”

    Que parágrafo mal escrito. Tem duas sentenças, a primeira com incontáveis vírgulas. Gerou mais dúvidas que esclarecimentos essa parte.

    • Paulo Dantas

      Entendi completamente o que ele quis dizer…

    • Carlos Franceschini

      NAO TIVE DUVIDA QUANTO A INTERPRETACAO…

    • UGO ESTEVES

      Comentário totalmente inadequado.

      Entendi sem nenhuma dificuldade o conteúdo da mensagem.

  • Fernando Espósito

    Então, de posse do cartão pré pago com o dinheiro, você pode escolher outro dia e vôo para embarcar? Ou tem que ambarcar no mesmo dia? Você compra passagens aleatórias que sabe que tem maiores chances de ter overbooking?

  • daniel

    muito bom !

  • daniela

    já passei por isso com a gol e a tam, esta ultima uma viagem DF- MAO a trabalho. Foi horrível, perdi compromissos e entrei na justiça com advogado. Um ano depois, recebi 10 mil. Pela gol, há muitos anos, foram 5 mil. Mas não valem o constrangimento e aborrecimento.

  • Sim, Kátia, mas muitos seguros, como o World Nomads, oferecem a opção de prorrogação pagando uma taxa

  • Se você opta por publicar de maneira anônima, tem que aguardar a moderação dos comentários. Basta fazer login para que sejam liberados sem moderação

    • Marcos Reis

      Denis você já voltou? Já terminou a licença paternidade foi? Que bom, seja bem vindo de novo!

      • Opa, oi Marcos!
        Pois é, ainda sem dormir direito, mas de volta ao batente! Obrigado!

        • Marcos Reis

          Ué… Ainda nem começaram a nascer os dentes… As febres, cólicas… E depois quando o rebento tiver indo pras baladas e vc de fato ficar sem dormir… Ai eu quero ver… kkkkkk

    • soraya

      Concordo com Denis

  • Mônica

    Olá.Me tirem uma duvida,fiz o checkin pela internet,meu voo estava marcado 17:30.
    Como cheguei 16:35…e estava somente com mala pequena , entrei direto.
    Estava acompahada de minha mâe de 81 anos,como o terminal para voos internacional mudou, não sabia que o mesmo era tão grande e para dificultar no meu checkin nao tinha indicado o portão de embarque.Enfim perdemos tempo procurando o portão de embarque , nao podia andar rapido , por minha mãe ter problemas no joelho,quando co seguimos chegar,já era tarde,perdemos o voô,a tam remarcou para o dia seguinte de manha,tivemos que passar a noite em SP.

    • Bruno

      Chegue mais cedo na próxima. Neste caso o erro foi seu

  • marcelo mendes

    Ernesto, muito bom seu artigo!
    tenho uma dúvida: se um voo comprado é cancelado pela empresa aérea e com antecedência ela nos informa isso e oferece outras opções. Pode-se obter mais alguma vantagem?
    agradeço se puder responder

  • Simone

    Tenho uma dúvida que não se refere ao overbooking, mas talvez alguém possa me ajudar. Tive um problema em Bogotá aonde demoraram a liberar nossa descida do avião e, com isso, perdemos a conexão para Quito. Ficamos mais 12 hs no aeroporto sem qualquer auxílio da cia aérea, pois alegaram que foi problema do aeroporto e não da cia, isentando a mesma de qualquer obrigação.
    Alguém sabe dizer se isso procede?

  • Raquel

    Pessoal, estou com a seguinte situação:

    Comprei uma passagem de Sâo Paulo para o Rio da 31/12 por volta das 18h. Eu já tinha visto uma por volta das 16:30h, mas resolvi não comprar por medo de não conseguir chegar ao aeroporto a tempo, já que saio do trabalho às 13h. Porém, se eu for nesse vôo vou chegar muito em cima da hora no meu destino, e como o preço da outra passagem estava bom, resolvi comprá-la ontem.

    Resumindo, estou com as duas passagens. Se eu conseguir chegar cedo, vou no das 16:30h. Será que se eu me voluntariar a desistir de uma das passagens em caso de overbooking, dá certo? Queria pelo menos o valor da passagem… Faço o check-in das duas? O que vcs acham?

  • paulohenrique000

    “a média da indenização para o passageiro que tem o embarque negado contra a vontade é de R$ 10.000,00 por passageiro”

  • diego danner

    Em 2010 quando estava voltando de um intercâmbio passei por isso. A delta anuncio nos alto falantes se alguem queria ser voluntário e nós deram um voucher de 600 dolares mais um dia de hotel e comida . Depois de quase um ano consegui vender por 350 dodólares

  • Lawrence

    Muito boa a notícia! Sugiro apenas uma correção nesse trecho:”quanto melhor você mostrar seu aborrecimento, e o mau atendimento dispensado ao consumidor, maior será sua indenização.”

    A jurisprudência dos tribunais entendem que “o mero aborrecimento não gera direito à indenização por dano moral”. Então, a pessoa deve comprovar o seu “sofrimento” com o mau atendimento da empresa e evitar a palavra “aborrecimento”!

  • Cersei depiladora de opiniões

    Amei!

  • Marcos Reis

    Pois é, não estou criticando a “boa” vontade de dividir informações sobre o assunto, no entanto fez muita propaganda e não foi incisivo… Esse foi meu questionamento…

  • Fernando Gama

    Existia um princípio que não deve haver enriquecimento ilícito em razão da demanda judicial. A compensação de quem pagou mais caro deve ser maior de quem pagou menos, embora essa avaliação seja subjetiva.

    • Eduardo

      O princípio existe mas nesse caso não se enquadra dessa forma. O prejuízo de quem pagou R$ 100,00 e perdeu o próprio casamento, por ex., é muito maior do que aquele que pagou R$ 1.000,00 e não teve prejuízo algum. Portanto o valor pago na passagem não garante compensação maior ou menor.

  • Natimax

    Uma coisa que eu não entendi… Se o vôo atrasar, por exemplo por mau tempo, sei que eles são obrigados a dar alimentação e hospedagem, mas num caso desses não se trata de overbooking né?

    Acontece de o aeroporto fechar por mau tempo, ou não ser autorizado pousos e decolagens e todo mundo ficar esperando.. nesse caso a obrigação da empresa é de dar alimentação e hospedagem dependendo do número de horas.

    Estas dicas do overbooking se aplicam somente em caso que o vôo saiu, mas que não cabe todo mundo. Correto?

    • Bruno Bastos

      Cinco minutos não gera direito a remarcar o voo, parece que só se for superior a 15. Eu já tive passagens com horário alterado pela Gol, uma diferença de 5 ou 6 horas que me faria perder conexão em GRU. Nesse caso, foi mas jogo pedir o reembolso do valor e refazer a compra, pq o trecho estava até mais barato.

    • Ernesto Lippmann

      Nos casos em que há atrásodevido ao tempo, não há compensação, mas a ANAC obriga a dar alimentação e hospedagem. Não há dano moral no caso, pois não se trata de fator provocado pela empresa aérea.
      Pequenos atrasos, ou modificações não geram direito a indenização;

  • Wagner Vinicius Macêdo

    Já presenciei um overbooking com empresa oferecendo dinheiro, mas como ia fazer prova e estava com o tempo corrido não aceitei, mas na hora uns 10 saíram gritando que aceitavam, acho que foi a Azul e foi por 150 reais.
    A outra foi comigo da Azul, fui para Noronha em Junho/2013 por 350 reais em uma promoção aqui do MD, me alocaram em um outro vôo que sairia mais tarde e cancelaram o meu mais cedo, sabendo disso simplesmente pedi para trocar minha saída de Aracaju para Salvador (onde sou domiciliado), me deram só a ida mesmo e como se estivessem fazendo um favor, hoje a coisa seria bemmm diferente. Descobri mais tarde que iria ter uma gravação na ilha de um programa fechado com vários artistas globais e tal.. bem provável que foi isso.

  • Fernanda N.

    Boa tarde, pessoal!
    Por favor, quem pode me ajudar, na linha desse assunto?
    Na volta da Itália, em março do ano que vem, a passagem mais barata que encontrei é vindo pela Turkish. Já li muitos depoimentos falando bem. Mas o voo pararia em Istambul às 17h de um dia e só pegaríamos de Istambul-GRU no dia seguinte às 9h30.
    Nesse caso, a companhia aérea deve fornecer o hotel e alimentação para nós?
    Eu sei que comprarei sabendo disso, acho até legal pararmos em Istambul, mas eu li em algum lugar que depois de 10 horas de conexão, a empresa precisa oferecer a hospedagem. Isso procede?
    Muito obrigada! Viajarei com meu marido e nosso filho de 2 anos e meio. Por causa dele minha preocupação com a hospedagem.

    • Sandra

      Olá Ernesto, se possível, nos esclareça esse ponto.
      Fiquei curiosa para saber se procede essa informação,ou
      é só lenda…
      Grata.

      • Ernesto Lippmann

        Não há esta obrigação, salvo se ela estiver no voucher, ou no site, e aplicável a tarifa que você comprou.

  • Matheus

    O MD já publicou uma ótima matéria sobre overbooking. Seria interessante citar nesse artigo, para complementar: http://www.melhoresdestinos.com.br/overbooking-embarque-direitos.html

    Cartilha da ANAC com um guia do passageiro: http://www2.anac.gov.br/dicasanac/pdf/novo/anac_guia_do_passageiro.pdf
    O guia para overbooking está no item 5.

  • Leonardo Padilha

    Aconteceu um fato desses comigo quando pegava conexão pela TAP para Praga no aeroporto de Lisboa, eu vi uma movimentação diferente na hora de embarcar e só depois percebi que estavam oferecendo 400 EUROS + estadia para passar uma noite na capital portuguesa, pena que percebi depois que um passageiro já tinha se voluntariado
    Belo artigo, muito útil, da próxima vez terei mais agilidade!!!

  • Ricardo Broggio

    Eu tive um enorme problema com overbooking com a Avianca (péssima) três semanas atrás. Voltava da colômbia, e no embarque em Bogotá eles começaram e pedir por voluntários. Após um leilão, chegaram a 300 dólares em dinheiro mais hospedagem. Quando conseguiram o total de passageiros, as mentiras começaram a aparecer. O valor não era mais em dinheiro, mas em voucher que só poderia ser usada na própria Avianca colombia (ou seja, só se eu voltasse pra lá); hotel 5 estrelas virou 3 estrelas, e o vôo que antes era meio dia virou quase 3 da tarde. Rolou mto stress, dedo na cara, palavrão, foi péssimo. Ninguém assinou a papelada para ganhar o voucher, mas trouxemos os trouxemos pra cá.Pior experiencia que tive até agora. Quando chegamos aqui, consultamos um advogado que falou que não compensa processar, porque não tinhamos prova de que fomos enganados. Mas lendo essa matéria, talvez seja viável. O que acham?

    • Rafael

      Completamente viável! Precisando de assessoria jurídica, podemos lhe ajudar.
      Rafael@celiaedonini.com.br

    • Ernesto Lippmann

      Acho em principio viável, se você puder provar o ocorrido, com fotos, e mails e gravações

  • Felipe

    Num voo de las vegas para cidade do méxico, foram oferecidas passagens de avião ilimitadas no período de 01 ano, para quem fosse voluntário e desistisse do voo. Fiquei tentado em pegar, mas como não fazia ideia do se tratava, acabei deixando pra trás. A companhia foi a Aeroméxico, em março de 2013.

  • Eduardo Fiorentini Votta

    Comigo aconteceu duas vezes, uma em um voo Galeão-Lima, pela TACA. Deu overbooking e ofereceram duzentos dolares em voucher para quem se prontificasse ir no dia seguinte, eu recusei depois voltaram oferecendo oitocentos dolares em voucher, eu aceitei bancaram as despesas em um hotel quatro estrelas em copacabana até o dia seguinte e usei meses depois o voucher para ir a cuba pagando somente um pouco a mais. Outra vez aconteceu na Bolivia na BOA-Boliviana de aviacion, no aeroporto de VIru-Viru Santa Cruz em um voo indo a Guarulhos, ofereceram pra mim uma passagem gratis ida e volta na bolivia para que eu aceitasse ir em um voo da gol que sairia duas horas depois e aceitei e usei a viagem depois, essas foram as minhas experiencias e overbooking.
    Além de uma experiência de atraso de voo por motivos meterologicos pela Aerolineas Argentinas, o voo que ia de Buenos Aires Ushuaia no caminho foi desviado por uma forte nevasca no aeroporto de destino, acabamos pousando em El Calafate e acabei ficando dois dias bancado com refeições em um hotel cinco estrelas por lá, pela aerolineas, outras pessoas no voo depois disseram que nossa parte do grupo teve sorte que outros ficaram em hoteis ruins, mas foi otima está estadia.

  • Marcos

    Passei por uma situação bastante constrangedora recentemente por causa de um overbooking da TAM.

    Segue o relato:

    Com meses de antecedência, comprei passagens para mim e minha esposa com saída de São Paulo (Guarulhos) e chegada em Maceió no voo n. 3636 com data marcada para o dia 22/10/2014, às 12:50.

    Em outubro minha esposa estava grávida de 7 meses e um dos motivos da viagem é que ela havia marcado uma consulta em Maceió para o início da noite do dia 22/10.

    Para minha surpresa, ao chegar no balcão às 11:30 para fazer o check in e despachar as bagagens fomos informados que o voo estava com overbooking e que só havia uma poltrona restante.

    A atendente nos deu a opção de irmos os dois em um voo da Gol que sairia às 17:30 ou de minha esposa ir sozinha no voo de 12:50 e eu ir pela Gol no final da tarde.

    Tendo em vista que minha esposa precisaria estar em Maceió ainda no dia 22 escolhemos a segunda opção.

    Ocorre que possuíamos três bagagens para despachar, com 16kg, 16kg e 13kg respectivamente. Ou seja, em conjunto as bagagens ficariam abaixo da soma de nossas franquias de 23kg mas não havia como um de nós levar duas das bagagens sem ultrapassar o limite de 23kg.

    O mínimo que esperávamos após o overbooking era que a empresa permitisse que um de nós levasse consigo duas das bagagens sem ter que pagar pelo excesso de peso provocado por uma falha da própria empresa.

    Para nossa surpresa, a TAM cobrou R$ 156 de excesso de peso. Esbravejei e reclamei bastante mas não houve acordo.

    Afinal, por que apenas praticar o overbooking e fazer os consumidores de trouxa se podem ainda tirar um trocado da gente?!!

    Ao final, minha esposa desistiu do vôo quando já estava na sala de embarque pois verificou no painel que o avião estava com mais de duas horas de atraso. Nos restituiram do valor pago e fomos juntos pela Gol no vôo de 17:30.

    Absurdo.

  • Andre

    Fantástica a dica!!! Só uma dúvida: Quanto tempo tem a empresa para te realocar em outro voo, sem incorrer em custos? Imagino que exista uma “folga” para a empresa tentar arrumar a aeronave, ou esperar a aeronave atrasada pousar, p. ex., não?

    • Rafael

      4 horas

  • Angela

    Já peguei 2 vezes pela Copa …. Me deram 400 dolares em cada

  • Breno Araujo

    Parabéns MD pela reportagem. De grande valia e utilidade para nós que adoramos viajar! Nunca fui lesado diretamente com OVERSELLING, nos voos internacionais sempre pergunto se têm UPGRADE OPERACIONAL, o que significa que o voo está com overbooking. Daí fazemos o UPGRADE para a classe executiva por U$500,00. já fiz isso por três vezes, duas MCO-GRU e uma MIA-GRU pela TAM. Achei bom, mas acho que os benefícios financeiros de um não embarque por este motivo seja mais vantajoso.

    • Ernesto Lippmann

      Mais uma dica interessante.

  • Breno Agra

    Parabéns pela reportagem. E quanto ao overbooking nacional, vocês tem alguma informação????

    • Ernesto Lippmann

      Ele é menos frequente, e as ofertas das empresas costumam ser menores. Quanto a um processo, depende do que você puder provar quanto ao transtorno ocorrido.

  • Ernesto Lippmann

    Acho que vão ser consideradas, tanto a tarifa, quanto as particularidades individuais de cada caso, devidamente provadas em juizo,

  • Ernesto Lippmann

    Nem todas, o setor aero de um modo geral, excluindo-se a Gol, é bem indiferente ao reclame aqui. Ha muito o que melhorar no setor de atendimento das empresas aereas.

    • Regina

      Para quem for do Rio Grande do Sul, no site do TJ-RS (Tribunal de Justiça), tem uma espécie de “Reclame Aqui”, chama-se “Solução Direta/Consumidor”, foi criado recentemente e as empresas estão levando a sério.

  • Andreia Nunes

    E quando se trata de uma passagem adquirida através de milhas? Valem os mesmos direitos?

  • Paolla Freitas

    Por favor me ajudem!
    Tenho um voo 22/12 São Paulo -Paris – 23/12 Paris-Marselha pela KLM
    Entrei no site agora e consta como cancelado o voo São Paulo -Paris, nem ao menos me avisaram…
    Liguei na KLM e me informaram que podem me realocar num próximo voo dia 24/12, mas não é de meu interesse passar o natal dentro de um avião, fora o fato de hotel estar pago e que sou do interior do Paraná e tenho o voo para São Paulo marcado também.
    Como devo proceder???

    • Maria Emilia

      Respira fundo, liga de novo na KLM com a maior calma que conseguir, explica seu caso e pede que endossem a passagem para outra companhia. Eles podem muito bem colocá-la na Air France. De preferência, grave a ligação. Se possível, peça um número de protocolo, e entre no site da ANAC e registre a ocorrência. De todo modo, os conselhos da Milena são muito úteis.

  • Talita

    Ótimo post!! 😀

  • JOHN

    Interessante o artigo. A minha melhor experiencia de “desembarcado voluntario” foi uns anos atras na rota Miami-Londres na British Airways. O 747 decolou atrasado, e umas três horas depois anunciaram que devido ao “cansaço” dos pilotos iam pousar no Kennedy a meia noite. A empresa providenciou hotel de primeira, jantar a vontade e duas telefonemas internacionais gratuitas + (grande surpresa) convite para seguir a viagem no Concorde supersônico pela manha. Chegamos a Londres em menos de três horas, apenas quatro horas depois do vó “normal”. Muitos passageiros tiveram a cara de pau de reclamar!!!!! Eu não. Foi uma experiencia inesquecível!!!

  • Carla

    Muito legal o artigo! Apenas um comentário: em Brasília as condenações por perda de voo, ou mesmo overbooking (na maioria das vezes o overbooking é facilmente mascarado por uma manutenção não programada da aeronave), não passam de 3 mil reais! Realmente nunca vi condenações no valor de 10 mil reais, como foi mencionado.. Infelizmente! Abs.

  • Henrique Badan

    ANIMAL!

    • JOHN

      Henrique: Gostei!!!!

  • Jacqueline

    Em Lisboa, perdemos a conexão porque nosso voo de Paris atrasou. Fomos tratados como cachorros, obrigados a passar pelas bandejas duas vezes, na entrada e saída do aeroporto (como se fosse possível ter adquirido algo perigoso e ilegal lá dentro), corremos até o distante portão de embarque quando todos já sabiam que o avião já tinha partido, gritaram com os passageiros, fizeram todos descer e correr para falar com um funcionário, embora, como sugerido por um de nós, o lógico seria ele subir para falar com mais de vinte passageiros. No fim, nos puseram num voo para Natal, chegando às 7 horas e, na madrugada às 4 horas, de Natal para São Paulo e dali outra troca de avião para Porto Alegre. Tenho pesadelos até hoje. Muitos disseram que iam abrir processo. Eu não fiz. Acho que deveria ter feito. Pena.

  • Jacqueline

    E eu tinha comprado direto Lisboa-Porto Alegre, como sempre faço. Só valeu por ter conhecido a chatice que é entrar por Natal e as filas e revistas de malas, coisa que nunca enfrentei nos voos diretos. E ainda pegar voos da Gol e ser acordada na madrugada com um gritinho histérico da comissária japonesa:” Suco ou água?” e beber o pior suco da vida e ganhar bolachas horríveis. Agora nem isso.

  • Milena

    Se tivesse visto ontem, podia ir no juizado e pedir uma antecipação de tutela. Agora já complicou…recesso do judiciário! E eles vão te realocar cobrando a diferença em dinheiro? provavelmente neh!! Você tem um ótimo processo nas mãos com direto a muito dano moral….por ser Natal, por não terem te avisado e por ai vai. Já faz um “print screan” dessas telas para preparar posteriormente um processo! Agora, sinceramente, não sei se tem como vc reverter essa situação fora do judiciário! Alguém ai sabe? Liga na ouvidoria da empresa e fala que se não resolverem voce vai processar….quem sabe não melhora a boa vontade deles!!!

  • Conceição

    Parabens pela disponibilidade de informar, de orientar,muito obrigada pelas dicas.

  • Jacqueline

    Li agora que o prazo para abrir processo é de 5 anos. Isso se passou em 2011. Mas acho que agora não há mais provas do que as passagens. Devem ter levado muitos processos por causa desse voo, pois das outras vezes pouco faltou estenderem um tapete vermelho no aeroporto de Lisboa. Bom, nem preciso dizer que foi com a TAP.

  • Maurício Gonçalves

    A tap me ofereceu 200 Euros por um voo de Lisboa a Barcelona em junho e eu tinha pago 90 EUR por ele.
    Eu estava resistindo mas aceitei, quando me falaram do valor.
    Esperei até o último passageiro e quando fui ao balcão de embarque falaram que daria pra eu viajar sim. Fiquei frustrado hahahahhahaha

  • João Cláudio

    Isso é pra quem gosta de tirar vantagem em cima dos outros. Em cima das brechas da lei. Muito baixo esse post, vergonho viu MD vcs publicarem isso.

  • Ricardo Silveira

    O que você falou faz sentido, por isso que tem um juiz, alguém que representará a lei e terá uma decisão a tomar ponderando todos esses fatores…

  • Rodrigo Pereira

    nota 1000 para a materia!

    • Ernesto Lippmann

      Obrigado!

  • Ricardo Silveira

    Olá, estou passando NESSE EXATO MOMENTO Por uma situação extremamente chata. Minha namorada e a família dela está vindo de Porto Rico, fazendo conexão em Bogotá, e falaram para ela que o vôo dela de Bogotá para o RIO havia sido cancelado e que poderiam realocá-la em um vôo na primeira classe da American AIrlines para Miami e de Miami vir para o Rio. A questão é que eles aceitaram, imediatamente, pois achavam que tinha de fato sido um cancelamento de vôo. O fato é que isso foi uma mentira, eles sofreram um overbooking. Verificando aqui na internet eu pude constatar que o vôo de Bogotá para o Rio está de fato acontecendo, mas não os deixaram saber que de fato se tratava de um overbooking, tirando-lhes toda e qualquer chance de se defenderem e coletarem provas e detalhes no saguão de embarque; O que eu posso fazer? Isso foi extremamente ilegal e antiético!!!

    • Ernesto Lippmann

      Doumente-se, faca um print sreen do ocorrido, e entre co um pedido de indenização.

  • Rebeca Freitas de Reus

    TAP me compensou em 600 euros depositados na minha conta por conta de atraso no vôo.

  • Rebeca Freitas de Reus

    O meu caso não foi de overbooking (ou overselling), mas em Outubro, voltando da Itália, tive que esperar quase 5h no aeroporto por que a aeronave que faria o vôo estava vindo atrasada de Recife. Eu e meu esposo já tínhamos lido a respeito e cobramos da TAP o valor de EUR 600/passageiro como compensação. Esse valor é tabelado (salvo engano) e é pago caso o atraso supere 4h num vôo intercontinental. Não houve briga, nem muita troca de mensagens. Mandamos e-mail pra TAP já com todos os formulários preenchidos (disponível na web) e solicitamos a compensação. Eles, obviamente, vieram com a oferta do voucher, mas de cara eu sabia que não seria um bom negócio pelos mesmos motivos citados no post. Informei que queria o valor em dinheiro. Em um mês e meio eles efetuaram os depósitos (um na minha conta, um na conta de meu marido), já convertido em Real e feito de banco brasileiro para banco brasileiro, não paguei nenhuma taxa de transferência. Sendo assim, eles podem atrasar o próximo vôo que eu nem ligo : D

  • Murilo

    Cancelamento e overbooking são coisas diferentes mas, dependendo das circunstâncias do cancelamento, ambas geram dano moral.

    • Ernesto Lippmann

      exatamente!

  • Patricio A. C. Q.

    Se alguém puder me orientar, comprei cinco passagens pela internet, na AKY para Santiago do Chile marcadas para 22 de Janeiro 2015, já faz um mês, na hora de registrar os passageiros, um deles foi registrado com uma letra a menos no sobrenome, as passagens foram compradas no submarino, estou tentando desde o momento da compra corrigir o erro, até agora não tenho resposta , me informaram que como norma o passageiro em questão não vai poder embarcar o que posso fazer , estou no aguardo , já que o submarino focou de tentar reverter a situação e o tempo vai passando, desde já obrigado.

  • Isabel

    Excelentes texto e dicas. Obrigada.

  • Paolla Freitas

    Por favor me ajudem!!
    Comprei passagens em Julho, da KLM que ficou da seguinte forma:
    22/12 São Paulo-Paris > PAris-MArsellha
    07/01 MArselha-Amsterdã > Amsterdã
    No dia 25/11 entrei no site KLM para olhar minha reserva, e o trecho “São Paulo-Paris” havia SUMIDO. Liguei para a central e eles me informaram que realmente não havia esse trecho. Consegui resolver somente depois de mandar o print do meu email de confirmação de compra via inbox do facebook para eles.
    Dia 19/12, apenas 3 dias antes da minha viagem entrei novamente no site para confirmar todos os dados. Para minha grande surpresa desta vez haviam CANCELADO o mesmo trecho “São Paulo-Paris”. Liguei para a central e fui informada que havia sido cancelado mesmo e que eles nada podiam fazer, o máximo que podiam fazer era me realocar em um voo no dia 24/12. Fiquei desesperada, afinal não era minha intenção passar o Natal em um avião e nem mudar todos os planos da viagem, perder diárias pagas, etc.
    Entrei no site e vi ainda haviam voos no dia 22, inclusive o voo que eu havia comprado. Entrei novamente em contato com a central relantando que meu voo não havia sido cancelado, e que ainda haviam muitos voos para o dia 22. Eles então me disseram que havia sido algum erro do setor de atendimento de redes sociais, que eles haviam cancelado a minha passagem e nada poderiam fazer, ou seja, eu não embarcaria mesmo!!!
    No mesmo instante entrei em contato pelo facebook eram 13:40h, recebi uma resposta deles somente ás 19h, dizendo que iriam ver oque havia ocorrido. As 21h somente recebi um retorno que haviam conseguido resolver meu caso, trocando meu voo mas mantendo o mesmo dia, visto que no meu voo só havia vagas para classe executiva. Porém me realocaram em um voo mais cedo e com uma escala a mais em Madri, reclamei sobre isso, afinal o erro havia sido deles e só me causou dor de cabeça, visto que fiquei o dia todo entrando em contato com eles e pensando que não iria mais viajar, e o minimo que fariam eram me deixar no mesmo voo com o upgrade para compensar todo transtorno, mas a resposta que tive é que eles já haviam resolvido meu problema, mas eu entendo que não era nem para eu ter problemas para resolver, ainda mais 2 vezes com a mesma passagem.
    Gostaria de saber se eles agiram certo e se eu não tinha direito de continuar no mesmo voo??
    Obrigado!!

  • Juan Erlle Cunha

    Dicas preciosas!

    Tenho uma dúvida: na situação descrita onde eu pergunto se há overbooking e me coloco à disposição como VOLUNTÁRIO, eu posso “exigir” algum dinheiro em compensação ou tenho de aceitar exatamente a proposta da empresa – já que eu me dispus como voluntário?

    • Ernesto Lippmann

      Não, se você é voluntário, deve aceitar a proposta da empresa. So´podera exigir algo, se seu embarque foi negado pela empresa.

  • Bruno Bastos

    Qual foi a companhia aérea, Simone??

  • CAROLINA SOUZA

    PÁRA TUDO! sério mesmo que os vários comentários aqui são de apoio a este texto? eu gosto desse site e volta e meia leio coisas. Mas me deixa muito triste ler um texto que estimula o jeitinho brasileiro de ser…se a empresa está errada o certo é denunciar, não ser conivente, ainda mais deturpando o conceito de “voluntário” ja que tem compensação financeira para isso. Pelamordedeus! … tanta gente aqui falou de direitos a serem exigidos, e os seus deveres em denunciar o erro deles? esse tipo de texto que alimenta uma mentalidade mesquinha que busca se beneficiar com o erro de grandes empresa e não lutar por uma sociedade mais justa. LAMENTÁVEL!

    • JOHN

      Carolina: Concordo com Vc. Mesmo que o “overselling” seja muito irritante (as vezes desastroso) não é uma ocorrência normal de todo dia. Em mais de 300 vos durante a minha vida aconteceu apenas 4 vezes, e todo foi resolvido amigavelmente. Eu acho que temos que pensar em todas as ótimas viagens que fizemos sem acontecer nenhum problema ao longo da vida, e dar graças a Deus. O fato é que viajar na classe econômica em qualquer empresa, enfrentando longas filas no checkin, aguentando poltronas estreitas, refeições incomíveis e passageiros inconvenientes, virou um pesadelo, um inferno, no mundo inteiro (seria melhor, e mais barato, talvez ficar em casa assistindo ao Travel Program na TV?). Pior, se começamos antes da nossa viagem com uma atitude agressiva, pensando tirar vantagem da empresa aérea, sacar fotos dos funcionários como “provas”, antecipar pagamento de alguma “compensação” e gastar tempo precioso em processos litigiosos, viajar vai ser cada vez menos prazeroso. Nos temos que relaxar e curtir ao máximo!!!

    • Kaio Borges

      Não estou lhe dando com meu amigo ou familiar, e sim com uma empresa que se aproveita e faz disso uma pratica comum…

      • carolina souza

        oi?! quer dizer que so com familia ou amigos você cumpre seus deveres, e ja que nao é familia nem amigo você pode se aproveitar? ..se todo mundo fizesse o que é certo, talvez nao existisse essa prática e sim seria crime…mas as pessoas nao denuncia, se aproveitam…

  • Bruno

    Já me ofereceram US$500,00 + hotel, para embarcar no dia seguinte em um voo Brasilia-Bogota

  • Ernesto Lippmann

    Uma iniciativa interessante, que poderia ser copiada por outros estados, agradeço pela informação.

  • Ernesto Lippmann

    Sim, são diferentes. O cancelamento se deve a razões operacionais da empresa, quase sempre problemas de manutenção, e as vezes, ocupação muito baixa, mas ambas prejudicam o passageiro, e como tal devem ser indenizadas. O cancelamento, se o consumidor for embarcado em voo semelhante, ou seja com a mesma duração, e avisado previamente, e com pouca diferença de tempo, ou seja não mais do que uma hora em um voo nacional, ou 4 num internacional, a meu ver não gera dano moral.

  • Ernesto Lippmann

    Obirgado!

  • Ernesto Lippmann

    Mande um e mail para a empresa, e explique o ocorrido, dizendo que foi erro de digitação. Se não funcionar, chegue bem mais cedo no aeroporto, e registre queixa na ANAC, e no Juizado Especial.

  • Ernesto Lippmann

    Qual a vantagem que se tira? È ético e legal a empresa vender mais lugares do que os disponíveis?

  • Ernesto Lippmann

    Obrigado!

  • Ernesto Lippmann

    Obrigado, fico contente que tenham apreciado!

  • Ernesto Lippmann

    Este parâmetro foi pesquisado em SP. Ele pode sofrer variações de
    Estado para Estado, pois não há lei que determine o valor da indenização. Obrigado pela informação.

  • Ernesto Lippmann

    Obirigado !

  • Ernesto Lippmann

    Exija o comprado, caso contrário, processe!

  • Ernesto Lippmann

    Sim, pois a “milhagem” não é gratuita, e uma compensação por passagem pagas e gastos no cartão de crédito. So não tem este direito as passagens cortesia e “RIPS”, que são as passagens fornecidas a tripulantes de forma gratuita, ou com grandes descontos, dependendo do caso.

  • Ernesto Lippmann

    Não há este direito. A turkish oferece gratuitamente hospedagem, mas me parece que a espera mínima deve ser de 12 horas. Eu já fui de conexão longa pela Turkish até Madrid, e o Hotel que eles ofreceram era um 4 estrelas muito bom. De qualquer maneira a Turkish tem um balcão de conexões após a alfandega, onde você pode dar uma chorada, e ver o que consegue. Há vários hotéis com placas no aeroporto,e eu acredito que por algo entre 40 e 60 euros você consiga um hotel, e translado . Os taxis são baratos, se seu hotel for na região do aeroporto, costumam cobrar entre 5 e 8 euros o trecho, caso você reserve pelo Hoteis,com

  • Ernesto Lippmann

    Acho que você tem razão. A palavra sofrimento e humilhação são mais adequadas do que aborrecimento.

  • Ernesto Lippmann

    Negativo, a responsabilidade é da empesa, que deveria ter montado a conexão pensando nesta possibilidade.

  • Ernesto Lippmann

    Acho que não vai dar certo, pois você comprou duas passagens. Sugiro pedir o reembolso.

  • Eduardo

    Patético. Por isso que esse país só anda para trás.

  • cropereira0103

    Olha ja fiz isso em duas situações com voos vindo do Usa e da Italia. Em nenhum caso ofereceram dinheiro ou cartão de débito. Ofereceram um voucher de 300 dolares por passageiro na compra de uma nova pasagem futura. Se fosse dinheiro eu teria pego.

  • Geovanne Bendet

    Ernesto, no caso aceitando a compensação de 600 euros exclui o direito de entrar com ação no JEC posteriormente?

  • Marcus Vinicius Lima Martins

    Dá um certo receio de usar das dicas, mas obrigado por elas. Acho interessante saber sobre o bumping, agora ficaria de olho nele.

  • Estevão Busato

    Concordo com o amigo. Na verdade achei o texto um tanto confuso.

  • Muito bom artigo Denis!Só que fiquei indignado de saber desta pratica nojenta das companhias aéreas.Se algum dia acontecer comigo vou tentar tirar o máximo possível delas, só assim para os passageiros serem mais respeitados e poderem fazer suas viagens sem dores de cabeça.Já guardei este artigo aqui, para futuras consultas e viagens 🙂

  • Kaio Borges

    Estamos agora em Orly e nos foi dada a opção de aceitar outra passagem com escala em Madri, por causa de overbooking. Não aceitamos, fizemos nosso check-in, mas estamos com as malas “caso” o vôo que vem de Londres ( faremos escala em Londres pra voltar pra São Paulo) atrase. Estamos esperando o vôo confirmar para podermos despachar as malas. O que fazer? Isso está correto?

  • Jor

    No meu caso, eu nao soube como proceder com uma cia aerea Low cost da Europa a AirOne, com meses de antecedencia em novembro, comprei o voo Barcelona- Veneza para ser feito em marco, fiz reservas em hoteis, transporte etc..so que ao chegar no aeroporto de veneza, para minha surpresa, descobri que a cia aerea nao operava mais no El Prat ( aero de Barcelona) !!!!!!!!!!
    total surpreendida, corri para o balcao da cia, informacoes, e nada, sem sucesso, a cia nao operava desde fevereiro daquele ano no aeroporto e nos sequer fomos avisadas do ocorrido. Detalhe, a hospedagem em Veneza nao foi reembolsada, compramos tarifa promococional de um hotel que nao permitia remarcacoes e devolucoes, aceitamos as condicoes, pois nao tinhamos nenhuma duvida que viajariamos. Conclusao, me documentei, entrei em contato com a Cia aerea, e ate oje nada, nem dera tchum para o meu caso, no exterior nao sei aonde recorrer, qual eh o procon, a unica coisa que fizeram, foi devolvernos o valor da passagem, mas o valor do hotel, custo ida e volta para aeroporto nada, ficamos ate hoje no prejuizo. Como voces procederiam nesse caso? a quem recorrer estando no exterior no caso na espanha e a base da cia aerea na Italia?

  • Marina

    Preciso então comprar uma passagem e perguntar se a empresa tem overbook?

  • Matheus Oliveira

    Se eu aceitar uma oferta de overbooking no voo de ida, por exemplo, e tiver uma reserva em hotel, posso chegar 1 depois da reserva ou eles cancelam a reserva se eu não fizer o check-in na data reservada?

  • pedro

    funciona até hoje?