Os riscos de comprar pacotes turísticos

Leonardo Marques 30 · dezembro · 2008

Nos últimas dias surgiram muitos casos de pessoas que compraram pacotes turísticos e tiveram sérios problemas, para ajudar evitar estes problemas vamos dar novamente algumas dicas.

O primeiro ponto a levantar é que pacote turísticos é o tipo de coisa que é muito difícil uma pequena empresa ter uma oferta melhor que uma grande agência de turismo.

As grandes operadoras conseguem tarifas mais baratas já que fazem grandes reservas com maior antecedência. Esse já é um bom motivo para você não ir atrás de pequenas agências.

De qualquer forma, se por algum motivo você quer ir até uma agência pequena, eu  recomendo que depois de ir você ligue ou visite o site de uma grande agência como CVC, Tam Viagens, Stella Barros, Bancorbrás e Submarino Viagens e verifique se os preços das grandes agências não é melhor e inclusive oferece melhores condições de pagamento.

Eu não estou aqui para defender as grandes empresas, mas pacotes turísticos é o tipo da coisa que não dá pra confiar em empresas pequenas ou amadoras, é claro que existem empresas pequenas muito sérias e comprometidas mas eu sinceramente não compraria um pacote de uma empresa pequena para depois chegar o hotel e ficar tendo problemas.

O número de casos de pessoas que comprar esses pacotes anunciados em jornais e têm problemas é muito grande e o que mais me intriga é que muitas vezes as tarifas não são boas e grande parte dos pacotes a viagem é de ônibus.

Da próxima vez que for comprar um pacote, observe bem de quem você está comprando e se tiver alguma dúvida, ligue no hotel onde ficará hospedado e confirme se está tudo certo mesmo.

Atualização em 31/12/2008 às 08:51 – Nos comentários apareceram algumas pessoas defendendo as pequenas agências e criticando o meu post, eu publiquei esses comentários e agora faço algumas atualizações no texto.

Algumas agências pequenas vendem pacotes das grandes operadoras e, neste caso, não teria muita diferença entre você comprar um pacote em uma agência de sua preferência ou nas próprias lojas da CVC.

Outro ponto que faltou deixar claro é a diferença entre operadora e agência, as operadoras organizam os pacotes e as agências vendem, mas geralmente as operadoras também tem suas lojas que vendem seus pacotes, podemos dar como maior exemplo a própria CVC que além de organizar os pacotes também tem dezenas de lojas onde vende seus pacotes. Já as agências também criam seus próprios pacotes além de vender os das operadoras.

Termino o texto agora dizendo: evite comprar pacotes de operadoras desconhecidas, eu não arriscaria minhas férias. Sei que tem pessoas que gostam de ir em uma agência pequena próxima a sua casa, mas eu não compro, em hipótese alguma, uma pacote de uma operadora que não seja grande e reconhecida, não tenho um só motivo para fazer isso, e você tem? Deixe seu comentário então.

Autor

Leonardo Marques - Diretor do Melhores Destinos
  • Excelentes dicas

    Maysa
    BH

  • Carina Soares

    Não querendo questionar a validade do alerta, pois ele é sim muito válido, mas eu trabalhei em duas pequenas agências e tem algumas coisas que vocês deveriam considerar ao redigir um artigo como esse. A primeira é que muitas agências trabalham com pacotes pré-formatados pelo que você chama de grandes agências, que na verdade são Operadoras.. como exemplos, dentro dos citados, temos: CVC e Tam Viagens (já vendi pacotes das duas, em pequena agência). Procurar uma operadora ao invés de procurar uma agência, em geral significa enfraquecer a organização do turismo, pois a cadeia deveria ser: Operadora formata, agência vende. Porém, por ganância, muitas operadoras colocaram também suas agências, de modo a "abocanhar" uma parcela maior dos processos, reservando às agências apenas alguns serviços de receptivo, como passeios. A segunda coisa a saber, é quanto a preços. Exceto por situações especiais como a atual promoção da CVC de ganhar o segundo pacote grátis, as agências praticam exatamente o mesmo preço da Operadora, salvo algumas exceções, por exemplo quando a Operadora não parcela, e agência quer parcelar para o cliente. E a terceira coisa a saber é que trabalhar com Operadoras não é necessariamente garantia de um bom serviço.. Uma das citadas, que a ética não me permite citar, é conhecida por ter um dos piores serviços do país, apesar de seus preços e condições de parcelamentos favorecerem viagens. Conheço inclusive clientes que já tiveram problemas na compra direta com a Operadora, e me procuraram para fazer a segunda compra através da pequena agência. Dito isso, acredito que as pessoas devem sim prestar atenção com quem compram seus pacotes, mas especialmente serem chatas em perguntar todos os detalhes sobre os mesmos, pois muitas vezes esses ditos "fiascos" são fruto de desinformação do cliente, o que é irresponsabilidade da empresa que fornece o serviço mas também descuido do próprio consumidor. Existem sim muitas empresas sem a menor ética de trabalho, assim como funcionários incompetentes em boas empresas, e por isso todo o cuidado do viajante é pouco. Bom, não estou tentando "puxar a sardinha para o meu lado", mas gostaria que fossem justos em suas colocações e mostrassem que a situação tem dois lados, e caso não saibam disso, gostaria que se informassem melhor. Tenho respeito pelo site e o frequento como consumidora e fornecedora de serviços turísticos, e espero que por um descuido vosso, não venha a perder esse respeito. Dito isso, parabéns ao site, tem feito um bom trabalho em trazer promoções e informações importantes aos que desejam viajar.

    • Carina, muito válido seu comentário mas quando me refiro à pacotes de agências pequenas eu não estou me referindo à pacotes de grandes operadoras vendidos em agências pequenas, eu estou me referindo às agências pequenas que formatam pacotes por conta própria, fretam ônibus, reservam quartos e vendem seus pacotes.
      Comprar um pacote da CVC em uma agência pequena, de fato eu não vejo problema nenhum, vou fazer alguns ajuste no texto para deixar mais claro o que quis dizer.

  • Eduardo Prado

    Parabéns Carina, seu comentário foi excelente. Em nome das pequenas agências de viagens eu agradeço.

  • DINA

    De acordo com o texto acima as pequenas empresas de turismo estão mesmmo é ferradas, hein amigo??
    A pessoa que escreveu isso provavelmente deve ter mesmo compromisso com os fornecedores que defende..
    Mas saibam os leitores que a diferença entre uma Grande e uma pequena empresa é justamente o carater informal de credibilidade, confiança e conhecimento com que a negociação é realizada – motivo porque, como bem diz o depoente, muita gente ainda prefere adquirir seu produto atraves da pequena e muitas vezes sua velha e conhecida empresa. Sem falar que nesta, geralmente ele é atendido de forma pessoal e calorosa onde ele é UM CLIENTE e não mais um numero na estatística dessa industria…
    É verdade que muitas pisam na bola vez por outra, mas dizer que "O número de casos de pessoas que comprar esses pacotes anunciados em jornais e têm problemas é muito grande" isso nao é verdade pois quem quiser conferir é só se dirigir aos PROCONS da vida ver as empresas que lá figuram…
    E depois, as Grandes de hoje foram as pequenas de ontem… Sem falar que muitas vezes uma pequena muitas vezes está com mais credibilidade que as Grandes que muitas vezes só tem mesmo "aparencia".

  • DINA

    Parabens ao comentario da leitora Carina, e ainda digo melhor, muitas vezes a Agencia é responsabilizada pelos maus serviço prestados pelas Operadoras e comercializados atraves delas – pois, para o cliente não é muito clara essa relação de Operadora e Agencia – Dai que muitas vezes ele responsabiliza a Agencia que lhe vendeu o pacote e não sabe que a Agencia é apenas a parte comercial da engrenagem. E quanto a essa estoria de induzir o consumidor a procurar somente as Grandes empresas, o autor do texto alvo desse comentario foi muito infeliz, pois a industria do turismo já tem GANANCIA demais para se incrementar mais uma força dessa natureza.
    Sendo assim, como ficam as empresas sérias que atuam no mercado??
    E sem falar que as "Grandes" citadas – algumas delas – não são exatamente os melhores exemplos de boas prestadoras – observe-se isso!!

    • Dina, eu não me lembro de ninguém ter comprado pacotes pela CVC ou outra grande operadora e ao chegar o destino não ter reserva no hotel.
      Eu entendo a preocupação das pequenas agências mas para mim esse modelo está falido.

  • anne

    Mãe de amiga com 84 anos, foi extremamente prejudicada pela ineficiencia, descaso da CVC, em viagem pela europa ano passado, os passeios se realizavam à noite, perderam a bagagem dela e somente 4 dias após recebeu quando então começou a frustrada viagem por 5 ou 6 paises paises, muito me adimiro voce citar essa empresa como modelo!!! JAMAIS VIAJAREI POR ESSA EMPRESA E NÃO ACONSELHO NINGUÉM VIAJAR!!!

    • Anne, é bom que você deixe sua experiência para que as outras pessoas possam saber.
      Em momento alguém eu falei que da CVC como empresa modelo. A minha única defesa é em favor de escolher grandes operadoras e operadoras que tenham boa reputação em detrimento das desconhecidas.
      Eu citei a CVC como exemplo de empresa que monta e que comercializa diretamente os pacotes, mas não disse que ela é melhor ou pior que as outras.
      Assim como tudo na vida os pacotes turísticos têm seus pros eu seus contras, eu só estou tentando fazer com que as pessoas não comprem pacotes e na hora de viajar não tenham nem hotel reservado e nem passagem de volta.

  • anne

    MUITO ME ADIMIRA ESSA DEFESA DESCABIDA E INCONSEQUENTE DE EMPRESAS GRANDES E PRINCIPALMENTE cvc, MINUSCULO MESMO PROPORCIONAL AO ATENDIMENTO DISPENSADO AOS IDOSOS QUE CONFIARAM NESSA ARAPUCA!!!

  • Carina Soares

    Fico feliz que meu comentário tenha sido aprovado e servido para atualização do post. Acho importante que se mostre os dois lados. Quanto a pacotes formatados por pequenas agências, quando se trata de viagens para longe, é realmente complicado, mas por exemplo, eu moro em Salvador, e uma das pequenas empresas que trabalhei formatava pequenos pacotes para dentro da Bahia, e sempre tivemos responsabilidade em fechar apenas com tudo certo, confirmação por e-mail, passagens de ônibus comprada e etc., sempre em hotéis que já conhecíamos pela qualidade, afinal uma pequena empresa sofre muito mais pelas críticas que uma grande, não é?! Novamente, concordo que o alerta é válido, mas sempre haverá casos e casos. Meu conselho pessoal é que procure agências de confiança, seja por indicação de famílias ou amigos, seja por nome. Assim as pequenas têm tanta chance de crescer quanto as grandes, pois as que têm um bom serviço, conquistam os clientes e fazem questão de não perdê-los. Parabéns pela humildade em fazer correções no post, e também pela iniciativa de zelar pelo bem do viajante, é importante, bem mais que o nome da empresa, que o cliente esteja atento a falhas e tome as providências cabíveis caso seja lesado, e, com empresa grande ou pequena, confira corretamente os termos da viagem, e se possível, como foi dito no post, seu assento no avião e reserva no hotel. EM TEMPO: Grande ou pequena a empresa, existe tanto na aviação como já foi visto, quanto na hotelaria, casos de Overbooking, dos quais a agência ou operadora nem mesmo fica ciente, por má fé dos prestadores desses serviços.

  • Carina Soares, agradeço muito a sua participação, só assim podemos crescer.
    Caso tenha dicas interessantes para divulgarmos no Melhores Destinos pode me enviar (contato@melhoresdestinos.com.br) que publico no site.
    Feliz 2009 pra você.

  • DINA

    Bem, não preciso mais tecer comentarios sobre este assunto. A manifestação das experiencias falam por si só. Mas ressalto que pequena ou grande o que deve ser observado é o caráter moral de comprometimento, seja lá de que for que presta o serviço, haja vista que por si só essa engrenagem já é bastante complicada. O que importa mesmo é o bem estar e a satisfação de quem adquire um programa de viagem, seja lá de que for, pequena ou grande pois, de qualquer forma (as empresas) estão contribuindo para a manutenção da industria sem chaminé que mais emprega no mundo e isso é importante. Principalmente em nosso País onde a pequena empresa responde hoje por uma alta e significativa parcela de geração de emprego e renda. Portanto, tendo em vista este fato, deixemos de perseguir a pequena empresa e procuremos sim incrementar seu fortalecimento na economia do País, pois somente assim poderemos diminuir as distancias entre ricos e pobres. E não criarmos este estado de segregação que tende a nortear este segmento. Isso é inaceitavel!!

  • Digão

    Acho que você não deixou muito claro ao falar a diferença de Operadora e Agência, pois começou falando que uma organizava pacotes enquanto a outra vendia e depois falou que quem organiza também vende e vice-versa.

    Pelo que você falou, acho que a diferença é que a operadora não vende pacotes de outras operadoras e de agências, estou correto? E a minha dúvida: tem alguma diferença ao comprar em uma operadora ou agência, pergunto por causa da confiabilidade e das obrigações que cada uma teria com o cliente.

    Valeu!
    nu+1[]

    • Digão, de fato não apenas ficou confuso como é confuso.
      Em tese operadora é quem organiza os pacotes e agência é quem vende mas na prática tem operadora que faz as duas coisas e tem agência que também faz as duas coisas.
      A diferença MESMO é saber quem organiza o pacote e não quem vende.

  • ola!gostei muito das opinioes e pra mim destacou-se a de CARINA SOARES.gostaria de conversar mais com ela,pois pessoas assim tem muito a oferecer.alguem tem o email dela?se tiver me mande:pousadaluardapraia@gmail.com
    obrigado

  • Paulo Silva

    Senhores,
    Fico muito indignado com a pessoa que escreveu o artigo sobre pequenas empresas de turísmo. Se ela foi enganada porque ela não diz o nome da empresa?
    Preciso saber! Parece-me ter sido matéria elaborada pela CVC, TAM VIAGENS, STELLA BARROS, BANCORBRÁS e SUBMARINO VIAGENS. Por que a pessoa que escreveu não se identifica? Está com medo de que? De quem? Meu nome e o meu ID estão escritos para quem qiuzer, bem como os de outras pessoas que se identificaram dando suas opiniões. A pessoa elaboradora da matéria se omite. Omissão para mim é sinônimo de covardia. Ela não dá a menor chance das pequenas empresas se defenderem ou quem sabe processá-la.
    Felicidades,
    Paulo Silva

    • Leonardo (Melhores D

      Paulo, no post não há nada contra pequenas empresas de turismo, nós apenas falamos que preferimos comprar pacotes de grandes operadoras e que tenham boa reputação, não importa se esses pacotes estão vendo vendidos por agências gigantes ou por uma agência de apenas 1 funcionário.

  • Paulo Silva

    Sr.Leonardo(Melhores destinos)
    Sei ler e interpretar textos.
    Abraços
    Paulo Silva

  • Fiodor

    Com todo respeito, seu texto é extremamente mal redigido, confuso e pouco proveitoso.
    Apesar de tentar alertar para um fato importante, sua abordagem foi infeliz e o responsável pelo site deveria ter tido a preocupação de revisá-lo antes de permitir a publicação.

  • Antonio Carlos

    Nossa! sem comentarios o seu texto amigo, puro preconceito contra os pequenos. Não se esqueça que os grandes um dia foram pequenos…..

  • Antonio Carlos

    Independente de ser grande ou pequena, toda empresa em obrigação de prestar um bom serviço e atendimento ao consumidor, a pessoa que escreveu este texto contra as pequenas agencias deve ser muito grande e muito mal informado, eu já tive problemas com pelo menos 3 das operadoras que sita com exemplo, inclusive uma delas de tão boa até já requereu falencia! por que será….Hoje sou muito bem atendido por uma pequena agencia próximo ao meu escritório, idenpendente ser é para fechar um pacote turístico ou simplesmente comprar uma pasagem. Abraço a todos e principalmente a Carina Soares que foi muito feliz em seus comentários..

  • Os responsáveis pelo site deveriam se envergonhar de um artigo mal escrito que não condiz com a verdadeira realidade nas viagens….

  • Fabrício Viag

    É sempre bom ter sites que ajudam e orientam as pessoas a fazerem as melhores escolhas. Parabéns.