Como economizar em sua viagem utilizando a opção de múltiplos destinos: dicas para o uso do “Open Jaw”

Leonardo Cassol 14 · agosto · 2015

É possível comprar uma passagem de ida e volta num mesmo bilhete, com ida para uma cidade e retorno por ou para outra cidade diferente, sem pagar mais caro por isso. É o que as companhias aéreas chamam de Open Jaw. Conheça mais sobre esse assunto e veja dicas para aprimorar o roteiro e economizar em sua próxima viagem.

O que é o Open Jaw?

O Open Jaw é quando o passageiro compra um bilhete de ida e volta, mas não tem o retorno para a mesma cidade de origem ou, ainda, quando a origem e o destino são de cidades completamente diferentes. Confira alguns exemplos:

Exemplo 1: Open Jaw simples (retorno por uma cidade diferente da do desembarque no trecho de ida)
Vamos supor que o viajante quer conhecer os Estados Unidos. Nesse caso, ao invés dele comprar uma passagem de ida e volta para Miami, por exemplo, ele pode comprar a ida para Miami e o retorno da última cidade que ele deseja conhecer nos EUA, por exemplo, Nova Iorque, evitando, assim, ter que retornar para Miami apenas para pegar o voo de retorno.

  • Trecho 1: São Paulo x Nova Iorque (ida)
  • Trecho 2: Miami x São Paulo (volta)

Nesse caso, os trajetos intermediários entre Nova Iorque e Miami seriam responsabilidade do passageiro.

aeroporto-brasilia-bsb-004

Exemplo 2: Open Jaw com trecho intermediário

  • Trecho 1: Rio de Janeiro x Paris (ida)
  • Trecho 2: Paris x Madri (trecho intermediário)
  • Trecho 3: Madri x Rio de Janeiro (volta)

Exemplo 3: Open Jaw duplo (origem e destinos diferentes nos trechos de ida e volta)

  • Trecho 1: Brasília x Panamá (ida)
  • Trecho 3: Aruba x São Paulo (volta)

Como devo proceder para utilizar o Open Jaw?

Na hora da compra da passagem:

  • Internet, utilizando a opção múltiplas cidades / trechos, do site da companhia aérea ou de agências virtuais, como o Submarino Viagens. Veja um passo a passo sobre como pesquisar no final desse post.
  • Central de vendas da companhia aérea, informando o destino, datas e cidades.
  • Agentes e agências de viagem, informando o destino, datas e cidades.

É essencial pesquisar inicialmente as opções de voos, datas e preços considerando seu interesse de origem e destino final. Em alguns casos, é possível fazer o Open Jaw aproveitando as super promoções divulgadas pelo Melhores Destinos. Por exemplo, a Delta fez em janeiro e fevereiro de 2015 promoções envolvendo vários destinos nos Estados Unidos. O leitor poderia combinar, por exemplo, o destino São Francisco com o de Las Vegas, comprando a ida do Brasil para uma das duas cidades, e o retorno pela outra.

dicas-de-las-vegas-58

Muitas vezes, se aplicará ao Open Jaw restrição para embarques de diferentes continentes. Por exemplo, você pode até tentar comprar uma passagem de ida do Brasil para a Ásia, por exemplo, com retorno da Ásia para os Estados Unidos, mas certamente o sistema não irá habilitar o Open Jaw por entender que, por não regressar ao mesmo continente de embarque, isso não se trata de uma passagem de ida e volta.

Após pesquisar, monte a melhor opção de roteiro. Quanto maior a flexibilidade, maior é a chance de conseguir realizar o Open Jaw. Esse planejamento inicial da viagem é muito importante, pois pode acontecer de haver vaga na mesma classe tarifária numa data ou voo específico, e de não haver em outra, como acontece no tradicional processo de compra de uma passagem aérea.

Na hora de pesquisar e comprar, a dica para ter certeza de que você não pagará nada a mais pelo Open Jaw é verificar se o valor da tarifa é semelhante à tarifa da passagem normal de ida e volta para uma mesma origem e destino. Atenção: é possível haver um pequeno acréscimo no preço final da passagem em função de diferenças nas taxas aeroportuárias, ou nas tarifas.

É possível realizar Open Jaw em passagens emitidas com milhas ou com pontos?

Sim. Smiles, TAM Fidelidade, Amigo e TudoAzul permitem a emissão de passagens internacionais com Open Jaw, bem como emitir a ida ou a volta separadamente, sem custo adicional. Veja o passo a passo sobre como fazer o Open Jaw no Smiles.

Confira os outros programas de fidelidade que permitem o Open Jaw ou emissão de passagens de ida e volta separadas, a seguir: Smiles (GOL), TAM Fidelidade (TAM), TudoAzul (Azul), Lan Pass (LAN), AAdvantage (American), MileagePlus (United), Lifemiles (Avianca e Taca), Skymiles* (Delta), Victoria (TAP), KrisFlyer (Singapore), Miles & More (Lufthansa e Swiss), Aeroplan (Air Canada), Executive Club (British), Avios (Iberia), Flying Blue (Air France e KLM), Miles & Smiles (Turkish), Clube Premier (AeroMéxico), Skyawards (Emirates) e MilleMiglia (Alitalia).

*Desde 1o de janeiro de 2015 o Skymiles da Delta tarifa o Open Jaw como emissão de trechos individuais (one way)

Cada programa tem políticas e regras que precisam ser observadas. Procure informações no site do seu programa de fidelidade ou entre em contato com a central de atendimento.

É possível fazer o Open Jaw após emitir a passagem?

Não. Seria necessário reemitir o bilhete e pagar eventuais multas e diferenças tarifárias.

É possível fazer Open Jaw em viagens domésticas (dentro Brasil)?

Sim, mas na maior parte dos casos as empresas aéreas não oferecem desconto adicional para compras de ida e volta combinadas, quando comparadas ao valor equivalente aos dois trechos em bilhete separados. Em caso de promoções com desconto do trecho de volta, aí sim há algum benefício na tarifa. Porém, no caso de voos internacionais, o benefício do Open Jaw será sempre substancialmente maior.

aeroporto_de_brasilia-4

Dicas importantes:

  • Bagagem: verifique as regras com sua(s) companhia(s) aérea(s). Em percursos intermediários, emitidos num mesmo bilhete com os trechos internacionais de ida e de volta, a franquia internacional de bagagem costuma ser honrada.
  • Itinerário: nunca deixe de cumprir seu itinerário. No caso de abandono de algum voo ao longo do trajeto o restante do bilhete será cancelado e o prejuízo será grande. Portanto, cuidado. Caso compre seu trecho intermediário com outra empresa ou utilize outro modal de transporte (trem, carro etc.), fique atento ao horário de check in, de embarque e demais regras aplicáveis.
  • Voos de outras empresas: Problemas em voos e conexões com bilhetes emitidos separadamente, em outras empresas aéreas, não costumam ser honrados. Portanto, se tiver viagens intermediárias para pegar seu voo de retorno, considere sempre uma margem de segurança de pelo menos 4h entre um voo e outro, para haver tempo de pegar malas, fazer novo check in, bem como para eventuais atrasos e imprevistos. 

Passo a Passo:

Ex: Objetivo – Viagem São Paulo x Nova Iorque, com interesse de conhecer outra cidade nos EUA.

Estátua da Liberdade

  1. Pesquise no site de sua preferência os trechos São Paulo x Cidades dos EUA que você tem interesse em conhecer. Verifique os melhores preços, considerando as datas desejadas.
  2. Anote o valor da passagem nos trechos e datas escolhidos.
  3. Simule, no site de sua preferência, na opção múltiplas cidades / trechos ou similares, a opção de ida de “São Paulo x Cidade A”, com retorno “Cidade B x São Paulo”, bem como opção de ida de “São Paulo x Cidade B”, com retorno “Cidade A x São Paulo”, ou ainda, opção de ida de “São Paulo x Cidade C”, com retorno “Cidade B x São Paulo” e assim por diante…
  4. Verifique se houve alteração na tarifa: caso a tarifa não tenha mudado em relação à pesquisa original, você conseguiu o Open Jaw e pode compra-lo. Caso o preço da tarifa se altere significativamente, repita a operação tentando alterar as datas e trechos ou inverter as cidades desejadas para chegada e saída. Pode acontecer de haver tarifas bem diferentes para cidades de um mesmo país. Portanto, verifique quais cidades possuem uma tarifa igual ou próxima para aplicar o princípio do Open Jaw. Exemplo, quando a Delta lançou promoção para Orlando, Miami e Nova Iorque, foi possível comprar passagens com Open Jaw nessas cidades. Nesse caso, ao se tentar incluir outras cidades norte-americanas, os preços apareciam muito maiores.
  5. Se desejar comprar um roteiro, após definir os trechos de ida e volta, selecione a opção múltiplos destinos / trechos e monte o roteiro escolhido em sua pesquisa.

Fique atento as promoções do Melhores Destinos e avalie as oportunidades de Open Jaw. Caso tenha perdido o artigo sobre Stopover, confira aqui.

Ficou com alguma dúvida? Já utilizou o Open Jaw em alguma ocasião? Compartilhe conosco utilizando os comentários.

Autor

Leonardo Cassol - Editor Editor e especialista em programas de fidelização do Melhores Destinos.
  • Leonardo

    Excelente explicação.

  • FabioPalmeiras

    Já fiz algumas vezes, indo para os EUA. Já fui pra NYC e voltei de Orlando. Com trecho intermediário. Já fui pra NYC e voltei de Atlanta. Além de procurar por múltiplos destinos, dependendo da CIA vc pode mudar a passagem durante a viagem. Além das compras com origem e destino em múltiplas cidades, a Delta já mudou duas vezes a minha passagem durante a viagem, sem cobrar nada. Inclusive a cidade de embarque no retorno. Mas isso, até hoje, eu só vi na Delta. A Delta tem funcionários brasileiros em Atlanta. Sempre que precisei trocar um horário ou mesmo a origem do voo de retorno, fui atendido (sem cobrança adicional), inclusive por mensagens no facebook. Economizei trechos de carro, ajustei horários de retorno. A Delta, pra mim, é a melhor CIA americana. Este ano vou de American…(que também vende múltiplos destinos, mas não sei se muda durante a viagem sem cobrar nada) vamos ver.

    • Gi*.*

      Receio lhe dar essa noticia @FabioPalmeiras:disqus , mas AA não tem comparação com a Delta. O atendimento da Delta é infinitamente melhor e eles são muito mais flexíveis.

      • marcoiai

        Sem falar que a Delta perde bagagem bagarai…

        • FabioPalmeiras

          A unica vez que a Delta não entregou uma bagagem minha, veio no voo seguinte (uma hora depois, em Miami). Bastou passar o código de barras do recibo da bagagem no leitor e eu já sabia até a esteira onde estava.

      • FabioPalmeiras

        Concordo.

        • Tathiane Oliveira

          Também senti muita falta do entretenimento individual nos aviões da AA, mas com esse valor isso se tornaria secundário pra mim, rsrs.

        • Juarez Calil

          Eu já peguei vôo da AA para NY com entretenimento individual.

    • Tony

      Já precisei mudar de horário e de data pela AA e nunca teve cobrança. Lembro que, na primeira vez, quando cheguei ao JFK para viajar soube que naquela noite, um sábado, teria uma festa legal com amigos e que eu gostaria de ir. Perguntei, já tendo o ‘não’ como certeiro, se poderia mudar a data do voo para a segunda-feira seguinte e a resposta foi: ‘Claro. Sem problemas.’ PErguntei em quanto ficaria a brincadeira e a moça disse que não haveria cobrança, perguntou se eu gostaria de viajar no mesmo horário do voo original e se poderia ajudar com mais alguma coisa. Nem acreditei que aquilo era verdade… agradeci, fui à festa e viajei para o Brasil na segunda-feira seguinte. Sem custo, sem problemas, sem ‘encheção de saco’ nem longas horas de conversa. PONTO PARA A AMERICAN AIRLINES!!!

      Good Luck!

    • ana cláudia

      Fábio
      Por favor, você tem algum contato lá na Delta em Atlanta ou essas mensagens foram enviadas para os e-mails e endereço do “SAC” deles?

      • FabioPalmeiras

        Renata ou Dario. Procure-a no facebook.

      • FabioPalmeiras

        A Renata e o Dario cuidam do Face. Quando eu preciso falar com eles, mando mensagem privada. Ela responde sempre rápido e sempre me atendeu prontamente.

    • Nelson

      A American permite alterações em bilhetes, nas datas, DESDE QUE os aeroportos e as classes NÃO sejam alterados.

  • Mika

    Opção interessante para quem quer conhecer Lima e Cusco

    • Rafael

      Ainda acho que o stopover cairia melhor nesse caso, se for possível

  • Raphael Santiago

    mais qual é a diferença do “Stopover” ? achei bem semelhante !

  • James

    Tenho 215.000 pontos no Tudo Azul , graças a este site pois participei de quase todas as promoções ,tipo 100% de bonus e tb os 70% de aniversário (MD) muito obrigado …
    Quero ir para NY e Orlando , e lendo essa material me animou mais ainda pq estava díficil montar as passagens pois teria que emitir as passagens para FLL ou mesmo para Orlando mas dai teria que ir para NY no voo domestico …
    Sei que ainda a Azul não opera para NY , pela informação daqui mesmo no site parece que só ano que vem se não me engano em maio , então tenho que esperar ou agora com essa parceria com a United daria certo esse trajeto.?
    Pois queria ir para NY primeiro e depois para Orlando ….

  • Robson Aguiar

    Fiz isso ano passado quando fui pra Europa e ainda com stopover. O vôo de ida foi Brasília-Londres, com stopover de 3 dias em Paris, e o vôo de volta, Madri-Brasília. Isso tudo pelo mesmo preço se fosse Brasília-Paris-Brasília.

  • Guilhe

    Sempre faço isso , a melhor CIA que já fiz isso é a AVIANCA, geralmente mantem os mesmos preços de ida e volta como se fosse pro mesmo destino.

  • James

    Não consigo fazer isso no site da Azul , pois queria fazer NY e Orlando …

    • Thiago Castro

      Se não consegue no site liga na central.

  • Henrique Macedo

    Fiz há poucos dias BSBXMIA – MCOXCWB com milhas pela TAM, tranquilo.

    • Everardo Menezes

      Comprou pelo site ou por telefone? Eu liguei para a TAM e a moça me falou que só pode comprar pelo telefone, e necessita mais milhas.

      • Pelo site você consegue, com a opção voo apenas de ida. Pesquisa as datas que combinem e depois emite separadamente ida e volta.

  • Horacio Travassos

    Excelente Matéria, Eu diria ainda que vale muito a pena como norma pratica, verificar o Valor dos Bilhetes Ida e Volta na mesma Classe, para os mesmos Trechos nos quais se vá compor a Viagem como Open Jaw, e sempre também, considerando os mesmos ” Dias e Voos envolvidos ” o resultado para o Valor Final, muito provavelmente, deverá ser Igual ou com diferença minima, e até mesmo desprezível, do Valor Médio das duas Ida e Volta consideradas inicialmente para o calculo. Muito Boas Viagens Galera!!!

  • André

    Interessante ressaltar que o trecho intermediário quase sempre sai por um valor irrisório, alterando pouco o valor total das passagens.

  • Gi

    Como fazer essa busca de múltiplos destinos no site da Air Europa?

    • Thiago Castro

      Acho que no site deles não dá. Pesquise pelo Submarino Viagens, Decolar, Kayak ou Skyscanner.

  • Fabio Vilela

    Sem dúvida ótima matéria! Muitas vezes conseguimos fazer o valor da nossa viagem cair com trechos internos e tb resolvemos a questão da bagagem, que nas low cost são pagas para despachar. Eu e minha esposa vamos fazer quatro paises na europa agora e o Open Jaw nos ajudou a baixar os custos com o transporte, pois só foi necessário comprar dois trechos de trem, que ainda compramos em uma ótima promoção da Thalys. Dica muito boa! Parabéns MD!

  • Laerte Oliveira

    Mais um post do MD que vai para o meu Evernote. Obrigado!

  • Bruno Alice

    Essa dica é ótima e deve ser destacada para quem quer ir para a Europa e conhecer Londres.
    Sempre, se possível, compra a ida para Londres e a volta por outro destino (Amsterda ou Paris por exemplo).
    Com isso você não precisa retornar a sua origem para pegar o voo de volta e ainda “foge” das altíssimas taxas de embarque dos aeroportos Londrinos.

  • Everardo Menezes

    Gostaria de saber como faço estou querendo comprar pelas milhas: Fortaleza – Frankfurt e Madrid – Fortaleza. Eu liguei para a TAM e a moça me falou que só posso comprar pelo telefone e é muito mais milhas do que pelo site. Pelo telefone sai por 130.000 milhas e pelo site FOR-MAD-FOR sai por 60.000 milhas, então prefiro ir para Madrid e comprar pela Rynair que sai por 30 euros. Tem alguma maneira de comprar pelo site? Muito obrigado! Everardo

  • É o que pretendo fazer na minha viagem aos EUA ano que vem: ir para NY, conhecer uma parte da costa leste, voar para Califórnia, conhecer um pouco da costa oeste e voltar.
    Quais são as empresas com bom custo x benefício que fazem voos domésticos nos EUA?
    Tem muita diferença entre as taxas de embarque das cidades do lado oeste (São Francisco, Las Vegas, Los Angeles etc?

    • Thiago Castro

      Pesquisa no Kayak que vc vai ver as passagens mais baratas.

    • Depende da rota que você for voar. O mercado é bem competitivo. É bom pesquisar e comprar com antecedência te garante bons preços. O Kayak é muito bom pra pesquisas.

  • DANIELLE LIMA

    Ano passado fiz ida SP-HONG KONG e volta KUALA LUMPUR-SP e esse ano ida RIO-PRAGA e volta BUDAPESTE-RIO. Em ambos ainda fiz stopover (em Abu Dhabi com a Etihad e em Lisboa com a TAP).

  • Thiago Castro

    Com a parceria com a United creio que vc consiga emitir todos os trechos, inclusive o interno MCO-NYC.

  • Necy Corsino

    Sobre as regras de bagagem surgiu uma dúvida. Pretendo utilizar este sistema para fazer GRU-EWR, EWR-LHR, AMS-GRU emitindo pela United. As regras de bagagem seriam as americanas ou européias? Não encontrei esta informação no site da United… Alguém poderia ajudar?

    • Se comprar o bilhete na United Brasil, valem as regras brasileiras. O site da United, na página de compra (após selecionar os voos) tem as informações de bagagem para cada trecho.

  • Almir

    Então vc deu sorte, tenho viagem marcada pra 10 de outubro, a AA alterou a chegada do meu vôo em Los Angeles em 15 minutos, liguei na central perguntando se eu poderia antecipar minha viagem para o dia 09 e a atendente, muito grossa por sinal, me disse que não, eu seria cobrado por essa alteração de dia.

  • philip

    Depende, aqui na América do Sul é verdade, normalmente. Numa viagem intercontinental não é tão comum assim valer a pena incluir todos os trechos num só bilhete, depende um pouco da cia aérea.

  • Numismata Jaime

    Bom artigo, mas apenas um esclarecimento: só existe o “open jaw”, não existe o “duplo” nem o “com trecho intermediário”; nesses últimos, entram na categoria “múltiplas cidades”. Com relação ao “open jaw” nacional, a TAM costuma dar o desconto, enquanto que a Gol não.

    • Em trechos internacionais com origem x destino nos mesmos países, mas em diferentes cidades, é possível emitir a passagem com o preço de ida e volta padrão (sem pagar a mais por isso). Ao mesmo tempo, pode-se inserir trechos intermediários sem acréscimo de custo, dependendo de como o for montado.

      • Numismata Jaime

        Sim, mas isso não é “open jaw”. Pesquise a origem do termo “open jaw” (“boca aberta”) e verá que eu tenho razão. Em resumo, “open jaw” só envolve 3 cidades.

        • Numismata Jaime

          Em resumo, “open jaw” só envolve 3 cidades. Mais que 3 já não é.

        • Sim, é verdade. Nesse caso usamos uma “licença poética” já que o princípio é o mesmo. Se não ia ter que explicar side trip etc. e são muitos termos que muitos leitores não tem familiaridade.

  • Clica na opção “multitrecho”. Mas para NY só quando a Azul começar a comercializar a rota.

  • Eles não tem. Você pode tentar em voos Air Europa através do Submarino Viagens ou outras agências.

    • Gi

      Obrigada Leonardo e Thiago. Fugindo um pouco do tema do post, vcs saberiam me dizer quais companhias aéreas europeias que cobram pela marcação antecipada de assentos?
      Ibéria, lufthansa, swiss eu sei que cobram….gostaria de saber quanto a tap, air Europa, Klm e air france…..vou fazer gru-londres e amsterda-gru, pela swiss está cerca de 2.500 reais sem marcação de assentos…..pela tap está pouco mais barata, mas não sei se eles cobram pela marcação antecipada de assentos. E qual vcs acham melhor Tap ou swiss?

      • Swiss é melhor que a TAP. Quanto à marcação de assentos, depende da tarifa que você comprar na maioria dos casos. Melhor você consultar no site quando estiver pesquisando. Mas TAP, Air France e KLM costumam reservar sim.

  • Pesquisa e emite separado, apenas bilhetes de ida.

  • Numismata Jaime

    Se forem todas no mesmo bilhete, vale a regra de um vôo Brasil-EUA.

  • Lucas R. Martins

    Vai ver eles fizeram isso com tanta “benevolência” porque estavam com overbooking e você nem sabia…

    • Tony

      Independentemente da ‘busca pela benevolência em ovo’, ou de qualquer outra razão implícita, o resultado foi muito bem-vindo e atendeu aos meus anseios. Não é isso que vale? Eles poderiam ter dificultado, colocado barreiras, cobrado taxas… porém não o fizeram. Assim, sem reclamações -nesse aspecto-.

  • James, o problema da parceria da United para emissão de passagens com pontos é que ela segue uma tabela de resgate específica, com valores mais elevados do que para voos operados pela Azul. Mas você pode avaliar. Veja aqui: http://www.melhoresdestinos.com.br/azul-tudoazul-voos-united.html

  • FabioPalmeiras

    Teve sorte… os relatos por aí não são desse tipo.

  • Raphael, no stopover você fica mais de 24h num trecho intermediário de sua viagem. Veja mais detalhes aqui: http://www.melhoresdestinos.com.br/stopover-dicas.html

  • maria lucia

    boa tarde Danielle, estou a fim de ir a Praga e Budapeste saindo do Rio ( é onde moro) mas não sei como montar isso com a Tap. Como é que você fez? Você comprou ou fez por milhas? Qto custou? Como foi exatamente a emissão do bilhete? Teve stopover em LIsboa? Em que época você foi? Desculpe tantas perguntas mas é que você conseguiu fazer exatinho o meu sonho!

    • Danielle Lima

      Oi, Maria Lucia. Fui em abril. Comprei a passagem no site da Tap (o stopover é gratuito em Porto ou Lisboa). Escolha múltiplos destinos e coloque Rio-Praga, Budapeste-Lisboa e Lisboa-Rio. A passagem custou R$2.500 (cara se comparado com o ano anterior, que fui pra Espanha com a Iberia por 1.500). Fiz o trecho Praga-Viena de trem e custou 19 euros. O trecho Viena-Budapeste custou 29 euros. A hospedagem foi bem barata. Custou, em média, 200 reais a diária. Dividi com um amigo e ficou super em conta!

      • maria lucia

        Ai, que bárbaro Danielle! Em abril estava mto frio? Qto tempo você acha que preciso para cada uma das cidades? Lisboa conheço bem mas as outras só de pensamento e fotos. Pelo visto o caro nessa viagem vai ser a passagem mesmo. Os hotéis são acessíveis pelo que andei vendo (ao contrário de Las Vegas onde os hotéis custam os tubos) Esses são lugares onde posso ir sozinha?

  • Elias Alisson Meneses

    Essas opções são excelentes, com certeza.

    Mas estou passando por um probleminha na Azul. Há um tempo venho namorando Recife – Noronha – Rio por pontos. As pesquisas até uns 10 dias atrás eram concluídas normalmente e indicavam um total 25% menor que o mesmo multitrecho na Gol, na mesma data, após o carnaval. Há uns 2 dias, quando finalmente confirmei minhas férias, aparece uma mensagem de que um dos destinos não permite multitrecho. Liguei no call center e eles disseram que não há restrição para os trechos citados, e pediram para tentar em outro horário. Esperarei porque é fim de semana e ainda tenho que transferir os pontos do banco de qualquer maneira. Mas em se tratando de Noronha, devo optar pela Gol logo na segunda, se não der certo na Azul.

  • Marcelo

    Final do ano passado fomos a Turquia e utilizamos esse sistema na compra das passagens pela Turkish. Era exatamente o mesmo preço comprar GRU-IST, IST-GRU ou então fazer o que nós fizemos, ou seja, GRU-IST, IST-NAV, ADB-GRU, com conexão em IST. A única diferença, é claro, é que teve um pequeno acréscimo no final em virtude das taxas de embarque. Mas a passagem em si era exatamente o mesmo preço. Para completar o roteiro, fizemos ainda um trecho interno com a Pegasus (cia low cost da Turquia, muito boa por sinal).

  • Rafael Fernandes de Carvalho

    Passei minha vida fazendo isso e não sabia que o nome era esse ??

  • PC YNVEST

    Oi Danielle.
    Qtos dias no máximo são possíveis em Portugal?

  • PC YNVEST

    Cassol: excelente trabalho.

  • Claudio

    Ano passado voei GRU/Roma e depois de 15 dias peguei um voo de Veneza para Paris e voltando Paris/GRU, todos dentro do mesmo “pacote” com a Tam todos com milhas e claro um pequeno acréscimo apenas nas taxas de embarque, e com toda a ajuda dos atendentes da Cia aérea.

  • Rodrigo

    O interessante (não sei se a terminologia restringe) é o open jaw que realmente se refere a trechos totalmente independentes. Por exemplo, vôos diretos SP-NY, MIA-SP. É muito comum as empresas permitirem SP-NY e MIA-SP, mas com o segundo vôo saindo de MIA para NY, para só aí ir para SP. É bom ficar atento a isso.

  • ana cláudia

    Obrigada, Valeu

  • Elisa Peixoto

    Dica maravilhosa! Fundamental para minha próxima viagem (Patagônia)!!

  • Monalisa

    Você ainda consegue emitir multiplos destinos pelo Submarino Viagens? Já faz um tempo que não acho mais essa opção disponível. Obrigada!!

  • Cláudio Frossard

    Olá. Quero ir para Quebec, mas as passagens custam o dobro do que as passagens para Toronto (com conexão em Quebec). Pelo que entendi, se eu comprar a passagem para Toronto, mas desembarcar (passar na alfandega) em Quebec, sem que a companhia tenha ciência disso (ou seja, emitiu passagem com destino para Quebec), o restante do bilhete é cancelado. Tudo bem. Não quero ir para Toronto mesmo. Entretanto, o bilhete de embarque de retorno foi emitido para Toronto. Nesse caso, se eu tentar embarcar na conexão em Quebec, isso não será possível. Está correta minha interpretação? Grato.

    • Cláudio, se voce der no show na conexão, a companhia pode cancelar a volta também.
      Já viu a promoção para Quebec aqui no MD? Está super barato!

  • 1 – não. Leve apenas a passagem de volta caso o funcionário da imigração peça. 2 – não, infelizmente essa será a sua franquia.

  • Andrezza Carmagnani

    Olá! ! Para a minha próxima viagem aos EUA, gostaria de fazer Rio de janeiro- Los angeles – NYC- Rio de janeiro. Seria possível? Obrigada !

    • João

      Sim, é possível.