Onde ficar em Bangkok, a capital da Tailândia! Dicas para fugir das roubadas!

Wendell Oliveira 5 · abril · 2017

Bangkok, a incrível capital da Tailândia, é uma cidade para todos os gostos e bolsos. Saber onde ficar é uma das grandes chaves para o sucesso durante sua estadia na cidade, já que a região que você escolher para se hospedar pode definir toda a sua experiência de viagem.

Acerte em cheio com nossas dicas e aproveite melhor a sua estadia!

KHAO SAN ROAD

Conhecida como a capital mundial dos mochileiros, a Khao San Road é sem dúvidas uma das ruas mais famosas de Bangkok. E não é para menos! São 410 metros de extensão repletos de barzinhos com música ao vivo e barraquinhas de comida local. O ambiente é sempre animado, com música alta e letreiros super iluminados. Os turistas dividem espaço com vendedores criativos que oferecem desde roupas e lembrancinhas até espetinhos de escorpião de procedência duvidosa.

A região também é uma das mais baratas para se hospedar, com grande variedade de guesthouses e hostels – embora nem todos tenham um bom padrão de qualidade. Dali é possível ir andando para os principais templos de Bangkok, como o Wat Pho e o Grand Palace. Não há metrô por perto e o transporte fica restrito a ônibus, táxis, tuk-tuks e uma estação de barco ligeiramente afastada. No entanto, a Khaosan é um lugar de fácil acesso a lojas de câmbio e agências de viagem com tours para as principais atrações do país.

Recomendado para: Turistas que gostem de estar em meio ao agito; com orçamento limitado e/ou que não se incomodem de explorar os arredores a pé.

Veja diárias promocionais nos hotéis da Khao San Road clicando aqui.

RIVERSIDE

Hospedar-se em um dos hotéis luxuosos à beira do Chao Phraya, o principal rio que cruza Bangkok, é ter uma das melhores vistas da cidade. A paisagem urbana com arranha-céus, pontes e templos contrasta com o clima sereno dos barquinhos atravessando lentamente o rio. Ainda mais à noite, quando a cidade fica toda iluminada e o visual se torna bem mais romântico.

Quem opta por ficar nessa região encontra excelentes opções de restaurantes e entretenimento ao redor, além das mais conceituadas redes hoteleiras internacionais à disposição. É possível desfrutar do mesmo padrão de luxo e conforto, a uma fração do que custaria em outras capitais globais.

Recomendado para: Casais em lua-de-mel; famílias com crianças; e turistas dispostos a pagar um pouco mais pela qualidade dos serviços.

Veja diárias promocionais nos hotéis em Riverside clicando aqui.

SUKHUMVIT

Sukhumvit é a avenida mais famosa de Bangkok, e funciona como uma artéria que liga os principais pontos da cidade. A demanda por táxis é constante e certamente é uma das regiões mais díficeis de se exigir o taxímetro ligado. Dê preferência à rede de transporte público ao redor – metrô subterrâneo (MRT Asoke) e de superfície (BTS Sukhumvit).

As opções de hospedagem variam desde hotéis 5 estrelas até guesthouses de “curta duração”, que costumam ter grande demanda nas agitadas noites de Bangkok. Na Sukhumvit também nunca se está longe dos melhores shoppings, restaurantes e opções de lazer. A região é cosmopolita, tem um estilo próprio e está sempre perto de tudo.

Recomendado para: Turistas interessados em compras e que priorizem acesso fácil aos principais pontos da cidade.

Veja diárias promocionais nos hotéis em Sukhumvit clicando aqui.

SILOM / LUMPHINI

Bangkok é uma cidade extremamente urbanizada por onde quer que se vá e é difícil definir exatamente um “centro”. Mas, caso houvesse um, seria em Silom. O bairro é sede dos escritórios de grandes empresas, de fácil acesso ao transporte público e com um movimento constante de gente a toda hora.

Apesar dessa agitação, Silom também guarda um refúgio verde e tranquilo em meio à selva de pedra: O Parque Lumphini, o mais famoso da cidade, é um recanto de paz em meio a tantos prédios. Pistas de corrida, ciclismo, academia com piscina pública e até aulas de zumba e meditação gratuitas durante o fim da tarde fazem sucesso entre os tailandeses, que lotam o parque todos os dias em busca de um pouco de natureza.

Recomendado para: Viajantes a negócios; que queiram ter fácil acesso ao transporte público e que prefiram ver um lado menos turístico da cidade.

Veja diárias promocionais nos hotéis em Silom clicando aqui

OUTRAS REGIÕES

Bangkok é uma cidade enorme e seria muita pretensão dividí-la apenas nessas regiões. Existem alternativas bem interessantes nos bairros de Siam SquareVictory Monument, excelentes para compras e que também dispõem de fácil acesso ao metrô de superfície (BTS).

Para quem quer experiências mais autênticas na cidade, hospedar-se no tradicional bairro de Chinatown ou nas estações de BTS mais afastadas (ex: On Nut, SurasakChatuchak) pode reservar grandes surpresas.

Acima de tudo, o recomendável é ficar perto das principais atrações do seu interesse ou de alguma alternativa ao transporte rodoviário, para fugir do trânsito caótico da cidade e aproveitar melhor o seu tempo.

Boa viagem – e cuidado! Bangkok pode pegar você 🙂

E você, tem alguma dúvida ou dica para compartilhar? Comente e participe.

Confira nosso Guia completo e gratuito de Bangkok!

Pesquise hotéis com diárias promocionais em Bangkok clicando aqui.

Autor

Wendell Oliveira - Editor
  • Fabio

    E qual a regiao mais indicada pra quem quer explorar o lado, digamos, mais liberal da cidade?

    • Alan Araujo

      SUKHUMVIT –> Procure a região do BTS NANA (é tipo uma estação de metrô e superfície) Essa região é bem interessante, se é que me entende

      • J. Cohen

        õ, e como, rsrssrsrsr Tem também a Soi Cowboy, ao lado da BTS Asok e só uma estação de distância da Nana Plaza (BTS Nana). Fiquei duas vezes num hotel excelente perto da BTS Asok (menos de 10 min a pé) chamado Clover Asoke. Muitíssimo recomendado, um “boutique hotel” com preço e serviço excelente. Além de Nana e Soi Cowboy, as “soi” (ruas) transversais desta área reservam boas surpresas 😉

    • Paulo Oliveira

      Nana é onde fica a zona, deviam falar logo!

    • Fabio, o Wendell certamente tem as dicas de todas as áreas da cidade. Agora é madrugada lá, mas quando ele acordar vai te responder rsrsrsrs

  • Felipe Gaglianone

    Riverside é muito bom mesmo pra casais. Recomendo o Chatrium Riverside Bangkok de la, é excelente, tem um barco do hotel que leva pra estação de metrô, a piscina é otima e o restaurante do hotel também. Esta em um bairro tranquilo, ao lado de uma escola internacional.

    • Marcelo Domingues

      Já me hospedei no Chatrium e recomendo fortemente. Nem gosto de pensar quanto custaria uma diária num hotel semelhante no Brasil, mas lá é baratíssimo!

      • André

        Eu tmb me hospedei no Chatrium! Muito recomendado!

  • Jeverson Lima

    Em agosto chove muito na Tailândia, não tem como aproveitar as praias??

  • Alberto Kiess

    Já fiquei no Sofitel (Hotel G)! Recomendo!! Especialmente para quem quer um bar no térreo e que vai entrar pelo lobby VIP do hotel no oitavo andar. 🙂

  • Marcelo Domingues

    Tive encrenca no aeroporto por causa da carteira de vacinação… o cara não entendeu como o médico assinou e achava que a vacina estava vencida… foi uma complicação…

  • João

    Oi Alan, o email do Wendell é wendell@melhoresdestinos.com.br Abraço!

  • Wendell Oliveira

    Oi Hugo,

    Poxa, que pena! Esse tipo de experiência não é comum por aqui, isso foi exceção. Espero que você volte um dia e tenha uma estadia melhor! Antes de escrever um texto mais completo sobre suas perguntas, vou resumir rapidamente alguns pontos aqui:

    ***Não há negociação concreta com tuk-tuk. Eles são sempre mais caros, até para os locais. Não use-os como transporte, prefira os táxis. Use só pela experiência, tente fazer um trajeto curto de no máximo 2-3km e combine de pagar até 100-150 baht. Já está de bom tamanho.

    ***Não existe “bairro de prostituição”, existem algumas ruas somente, especialmente entre as estações de Sukhumvit e Nana de BTS. Vale lembrar que nessa mesma região existem excelentes shoppings e hotéis que atendem a todos os públicos, não é necessário evitá-la, até porque aqui prostituição não é sinônimo de criminalidade.

    ***Todo os shoppings tem praças de alimentação com comidas locais gostosas e bem baratas, vale a pena entrar em um e procurar o “Food Court”. Na rua, fora as barraquinhas, existem lojas de conveniência como o 7-Eleven literalmente em cada esquina, e eles vendem comida de micro-ondas por lá a preços irrisórios.

    ***O metrô aqui é bem fácil, basta ter um mapa para se guiar. Os tickets podem ser comprados nas máquinas automáticas (com opções em inglês) ou nos guichês.

    ***Troca de dinheiro: Existem vários bancos e guichês de câmbio espalhados pela cidade e até nas estações de metrô. Basta apresentar o passaporte e conferir as taxas. Isso costuma ser bem seguro por aqui.

    ***O aeroporto tem filas para os estrangeiros e para os ASEAN (países membros do Sudeste Asiático), além da fila preferencial. Na dúvida, é só perguntar para um dos auxiliares que ficam por perto. Antes de ir pra fila, é necessário passar no Health Control e apresentar o Certificado Interancional de Vacinação.

    Espero que esclareça um pouco, com o tempo vamos escrevendo mais sobre Bangkok e a Tailândia em geral. Abraços!

    • José Carlos Gonçalves

      Boa Tarde. Adorei seus comentários sobre Bankoque, vão servir como orientação por ocasião de minha estada de 15 dias na Capital, Mai e Phuket.

  • Marcio Cicero Durval Durval

    Bom dia! Fui para Bangkok em Dezembro, me aventurei por toda a cidade e fiquei hospedado num Hotel na Khao San Road. Fiz câmbio na rua, no shopping e no Aeroporto, não tive problemas de nenhum tipo por lá é olha que meu inglês é básico do básico, peguei tuk tuk, pau de arara, metro e táxi. E claro todo cuidado é pouco e não vejo com tanto alarde de se falar todos os detalhes, é só prestar atenção em tudo e não tem essa história de como evitar roubos e golpes é só fazer as coisas certas!!!!!!!

  • Jeverson Ribeiro

    Olá Wendell, pretendo fazer uma trip Tailândia (Bangkok/Krabi) – Myanmar (Yangon/Bagan). Qual seria o melhor itinerário (tempoXcusto) para os vôs na Ásia, considerando que comprarei a passagem inicial GRU – BKK – GRU e que pretendo ficar aproximadamente 20 dias, sendo este o tempo total da viagem? Obrigado pela atenção!