Companhias aéreas brasileiras farão grande ampliação de suas frotas em 2011

Denis Carvalho 4 · março · 2011

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

Nos últimos anos as companhias aéreas brasileiras têm ampliado e modernizado suas frotas, mas 2011 promete ser um ano marcante nesse aspecto. Trip, Azul, Avianca e Passaredo devem aumentar seu número de aeronaves em 50% neste ano enquanto GOL e TAM continuam o processo de renovação e ampliação gradual da frota. Saiba um pouco mais do que cada empresa prepara para seus clientes neste ano:

AZUL

Empresa que mais têm investido em novos aviões nos últimos anos, a Azul continua a apostar nos modernos jatos 190 e 195 da Embraer e deve receber onze novos aviões novinhos em folha para sua rota. A empresa também começou a operar nesta semana com turbo-hélices da ATR para voos regionais. Até o final do ano, ela deve receber mais dois ATR 72-200 e a primeira das 20 aeronaves ATR 72-600, mais modernas que as atuais. O plano de frota prevê que a companhia passe de 27 para 86 jatos da Embraer e pelo menos 20 aviões modelo ATR 72-600 até 2015.

TRIP

Na mesma balada da Azul, a Trip aposta na dobradinha Embraer/ATR. A companhia anunciou nesta semana a encomenda de mais quatro jatos E-190 e com isso deve receber 24 aviões da linha até 2012, sendo nove já neste ano – três E190 e seis E170.  A empresa também aguarda oito turbo-helices ATR 72-200 em 2011 e cinco ATR 72-600 no ano que vem. A Trip começou 2011 com 31 aviões e deve fechar com 48.

AVIANCA

A Avianca pretende substituir gradualmente sua frota de Fokker-100 por aeronaves Airbus. Em 2011, a empresa prevê a incorporação de seis aviões A320 além de três A318. Hoje ela conta com 14 Fokker e três A319. Além disso, a Avianca estuda a possibilidade da utilização de jatos da Embraer, mas isso não seria em curto prazo.

PASSAREDO

Desde o fim de fevereiro, a Passaredo não opera mais aviões turbo-hélice, sua frota agora é composta exclusivamente por jatos Embraer. Ao todo são 11 aeronaves e a empresa deve receber mais 7 até o final do ano.

TAM

A TAM, que conta hoje com 152 aeronaves, deve receber mais quatro novas em 2011: dois Airbus A319, dois A330 e um A321. A meta é chegar à marca de 182 até o final de 2015, tanto que a empresa anunciou nesta semana a encomenda de 34 novos aviões, que devem começar a ser entregues em 2014. Serão 32 Airbus A320 e dois Boeing 777-300ER. Além disso, a empresa já anunciou que deve trocar os turbo-hélices ATR da Pantanal, comprada pela TAM em 2009, por novos jatos Embraer ou Airbus a partir de 2012.

GOL/VARIG

Desde o começo das suas atividades há 10 anos, a GOL tem optado por manter um crescimento gradual da sua frota, a empresa fechou 2010 com 119 aviões e planeja receber de 2 a 4 aeronaves Boeing 737-800NG SPF por ano até 2015.

WEBJET

Por fim, a Webjet mantém sua estratégia de usar apenas Boeing 737-300 e na última semana anunciou que receberá mais sete desde modelo, reforçando assim a sua frota. A empresa conta atualmente com 23 aeronaves e deve receber uma nova ainda neste ano. O plano do comando da empresa é de chegar a 2015 com 58 aviões.

Com todos estes investimentos, esperamos que nós passageiros possamos ter mais conforto e segurança em nossas viagens aéreas. Isso sem deixar de lado as promoções, é claro! Por outro lado, não podemos deixar de questionar: em que aeroportos vão colocar tanto avião, já que a infraestrutura nacional está defasada e a capacidade já chegou ao limite no principais aeroportos? A segunda pergunta seria onde vão “fabricar” pilotos e comissários, já que os profissionais estão em falta no Brasil e faltam boas escolas de formação? Se as empresas estão procurando fazer sua parte, é preciso que o poder público faça o mesmo, especialmente porque teremos os dois maiores eventos esportivos mundiais em nosso país – e já estão à porta!

As fotos que ilustram esse post são de divulgação das próprias companhias aéreas.

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe