Companhias aéreas brasileiras farão grande ampliação de suas frotas em 2011

Denis Carvalho 4 · março · 2011

Nos últimos anos as companhias aéreas brasileiras têm ampliado e modernizado suas frotas, mas 2011 promete ser um ano marcante nesse aspecto. Trip, Azul, Avianca e Passaredo devem aumentar seu número de aeronaves em 50% neste ano enquanto GOL e TAM continuam o processo de renovação e ampliação gradual da frota. Saiba um pouco mais do que cada empresa prepara para seus clientes neste ano:

AZUL

Empresa que mais têm investido em novos aviões nos últimos anos, a Azul continua a apostar nos modernos jatos 190 e 195 da Embraer e deve receber onze novos aviões novinhos em folha para sua rota. A empresa também começou a operar nesta semana com turbo-hélices da ATR para voos regionais. Até o final do ano, ela deve receber mais dois ATR 72-200 e a primeira das 20 aeronaves ATR 72-600, mais modernas que as atuais. O plano de frota prevê que a companhia passe de 27 para 86 jatos da Embraer e pelo menos 20 aviões modelo ATR 72-600 até 2015.

TRIP

Na mesma balada da Azul, a Trip aposta na dobradinha Embraer/ATR. A companhia anunciou nesta semana a encomenda de mais quatro jatos E-190 e com isso deve receber 24 aviões da linha até 2012, sendo nove já neste ano – três E190 e seis E170.  A empresa também aguarda oito turbo-helices ATR 72-200 em 2011 e cinco ATR 72-600 no ano que vem. A Trip começou 2011 com 31 aviões e deve fechar com 48.

AVIANCA

A Avianca pretende substituir gradualmente sua frota de Fokker-100 por aeronaves Airbus. Em 2011, a empresa prevê a incorporação de seis aviões A320 além de três A318. Hoje ela conta com 14 Fokker e três A319. Além disso, a Avianca estuda a possibilidade da utilização de jatos da Embraer, mas isso não seria em curto prazo.

PASSAREDO

Desde o fim de fevereiro, a Passaredo não opera mais aviões turbo-hélice, sua frota agora é composta exclusivamente por jatos Embraer. Ao todo são 11 aeronaves e a empresa deve receber mais 7 até o final do ano.

TAM

A TAM, que conta hoje com 152 aeronaves, deve receber mais quatro novas em 2011: dois Airbus A319, dois A330 e um A321. A meta é chegar à marca de 182 até o final de 2015, tanto que a empresa anunciou nesta semana a encomenda de 34 novos aviões, que devem começar a ser entregues em 2014. Serão 32 Airbus A320 e dois Boeing 777-300ER. Além disso, a empresa já anunciou que deve trocar os turbo-hélices ATR da Pantanal, comprada pela TAM em 2009, por novos jatos Embraer ou Airbus a partir de 2012.

GOL/VARIG

Desde o começo das suas atividades há 10 anos, a GOL tem optado por manter um crescimento gradual da sua frota, a empresa fechou 2010 com 119 aviões e planeja receber de 2 a 4 aeronaves Boeing 737-800NG SPF por ano até 2015.

WEBJET

Por fim, a Webjet mantém sua estratégia de usar apenas Boeing 737-300 e na última semana anunciou que receberá mais sete desde modelo, reforçando assim a sua frota. A empresa conta atualmente com 23 aeronaves e deve receber uma nova ainda neste ano. O plano do comando da empresa é de chegar a 2015 com 58 aviões.

Com todos estes investimentos, esperamos que nós passageiros possamos ter mais conforto e segurança em nossas viagens aéreas. Isso sem deixar de lado as promoções, é claro! Por outro lado, não podemos deixar de questionar: em que aeroportos vão colocar tanto avião, já que a infraestrutura nacional está defasada e a capacidade já chegou ao limite no principais aeroportos? A segunda pergunta seria onde vão “fabricar” pilotos e comissários, já que os profissionais estão em falta no Brasil e faltam boas escolas de formação? Se as empresas estão procurando fazer sua parte, é preciso que o poder público faça o mesmo, especialmente porque teremos os dois maiores eventos esportivos mundiais em nosso país – e já estão à porta!

As fotos que ilustram esse post são de divulgação das próprias companhias aéreas.

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe
  • Igor – POA

    De todas a mais teimosa continua sendo WebJet com os 737 velhos!

    E agora me pergunto para onde irão os Fokkers da Avianca ?

    Será que vai mandar pra bolívia onde usam aviões velhíssimos? Vi uns 727-200 de assustar em GRU!

  • Leonardo

    É engraçado.. até pouco tempo a Embraer não possuia praticamente nenhum jato voando no Brasil, agora todos querem os jatos dela… precisou a Azul mostrar que para o nosso vasto país, existem cidades médias por aí com pessoas querendo viajar de avião… que bom =D

  • martim

    Na torcida para que a Azul amplie seus voos aqui pelo norte. Manaus só conta com um voo para Campinas.

  • Daniel

    Eu imagino que esses aviões devam passar por sérias vistorias, mas alguns aviões da webjet são meio assustadores (alguns remendos na fuzelagem, pintura descascando)… Enquanto as outras empresas aparentemente compram aviões novos e dizem q vão re-estruturar a frota, a webjet vai continuar comprando as sobras? 🙁

    Eu não deixo de viajar na webjet por isso, mas…

    • Igor – POA

      Concordo!

    • marcus

      Cara, os aviões da Webjet (alguns dizem Webjegue) são aterrorizadores. Já tive a experiência de viajar por esta companhia e ouvi cada barulho.

  • Miriam

    Ótimo espero que reflita nos preços também :), quanto a melhoria dos aeroportos, acho que pelo menos eles vão maquiar, melhora geral não acredito.

  • Bernardo

    Léo, parabéns pelo post, é um excelente informativo pra galera leiga, que não conhece o gigantesco mundo da aviação no Brasil! Mais uma vez o MD saindo na frente…

  • ferbrasilia

    Você tem razão Leo, a infraestrutura atual, ou melhor, a falta dela, já não comporta pequenos incrementos, quanto mais tanto aumento de fluxo. Eu acredito que as cias, principalmente as grandes, tem influência para forçar os necessários investimentos no setor, mas é preciso que nós, usuários também façamos a nossa parte e cobremos das autoridades rapidez nas ações e eficiência nos investimentos.

  • Lucas

    Posts assim são sempre bem-vindos 🙂

  • José Wanderso

    Otimo post, eu acho que a falta de pilotos e comissarios de bordo, se devem ao preço abisurdo que as escolas de aviação cobram, e outra é porque deveriam ter escolas publicas para insentivar a aviação no Brasil, ja que a maioria das pessoas que se formam vão trabalhar nas companhias aereas internacionais pelo salário mais adequado e horas de voo mais adequadas

  • Excelente post, Léo!!!

    Espero que nos próximos anos com essa ampliação da frota de todas as companhias e com os monstruosos eventos que ocorrerão em nosso país (Copa e Olimpíadas), o Governo crie vergonha na cara e comece a tomar providências em aeroportos que precisam ou já estão em construção, como o de Vitória, por exemplo (um capixaba falando aqui!!!).

    E espero também que as companhias como WEBJET, PASSAREDO e AVIANCA possam voar para mais lugares, como por exemplo, Vitória 🙂

  • Jorg Bliesener

    Leonardo, concordo plenamente com a sua dúvida em relação à capacidade dos aeroportos.

    Em relação à formação dos pilotos posso contribuir um pouci: O caminho até chegar na profissão de Piloto de Linha Aérea (PLA) demora um pouco e sempre começa com a formação como Piloto Privado (PP). Os pilotos podem se formar em escolas particulares ou nos Aeroclubes espalhados pelo país.

    Tradicionalmente são estes Aeroclubes que têm o papel de formar os pilotos, já que eles oferecem o curso teórico bem como o prático. Geralmente, as escolas particulares ou faculdades não têm acesso aos aeroportos e deixam assim a formação prática para os aeroclubes.

    Pessoalmente, sou professor de Navegação Aérea para Pilotos Privados no Aeroclube de Brasilia. Me formei como Piloto Privado em 2005, realizando um dos meus sonhos de adolescência.

    A formação como PLA é dividida em várias fases, sendo que cada uma tem um componente teórico, prático e de experiência:

    1ª fase: Formação como Piloto Privado: Curso teórico de aproximadamente 300 horas aula. banca na ANAC, depois curso prático de 35-40 horas de vôo até o brevê.

    2ª fase: Formação como Piloto Comercial: Outro curso teórico com banca na ANAC, depois curso prático. Mas para brevetar é necessário comprovar uma experiência de 150-200 horas de vôo.

    3ª fase: Piloto de Linha Aérea: Mais um curso teórico, banca, curso prático. E experiência de na faixa 1.000-1.500 horas de vôo.

    Bem, o caminho realmente é longo e pode ser caro também. Na minha experiência, o requisito principal é vontade. Vi alunos que com a força de vontade conseguiram se formar E TRABALHAR como Piloto Comercial em 2-3 anos. Hoje eles juntam horas de vôo e vão se formar como PLA daqui a pouco.

    Claro que uma afinidade com a tecnologia ajuda, facilita a aprendizadem da matéria. Outro componente essencial é uma proficiência básica em Inglês. Mesmo não requisitado no início do processo (PP, PC), chegando no PLA vocês vão precisar. E mesmo antes, facilita muito.

    Dúvidas? Entre em contato com o seu Aeroclube local. Na página http://pt.wikipedia.org/wiki/Aeroclube tem uma lista bem completa.

    Abraços

    • Jorg Bliesener

      Aliás, esqueci uma coisa: Em dezembro de 2010, a ANAC abriu uma Audiência Pública sobre a introdução de uma licença de "PILOTO DE TRIPULAÇÃO MÚLTIPLA", uma forma de agilizar a licença de PLA, sem precisar passar pelo Piloto Privado e Piloto Comercial antes. A idéia é justamente facilitar a formação de novos pilotos. O processo encontra-se em análise na ANAC.

  • Parabéns ao MD pelo post e ao Jorg Bliesener pelo comentário.

  • Muito bacana o panorama das cias aéreas! Bem legal!! Vamos acompanhar para ver se vão realizar a ampliação da frota dessa forma!

    Abs!

  • André Nascime

    azul começou a vender passagens para PPB!!

  • Luciano Silveira

    Essas ampliações me parece ampliar significativamente os voos em cidades de médio porte.

    Espero que com isso ocorram menos conexões.

  • Pedro

    nao, tao aprovando uma lei na bolivia que proibe avião com mais de 20 anos…..

    vao ficar sem aviões, por que não tem grana.

    A aerosur so voa 737-200 e 727. para os eua eles vao de 757 e para madri de 747… o que eles vão fazer eu não sei..

    mas fato é, uma hora esses 737 da webjet vao pipocar. alguns são relativamente novos, do fim da decada de 90, mas outros sao da decada de 80.. consomem muito combustivel, muita mecânica, mas em conpensação são muito baratos para adquirir….

    ta na hora deles negociarem um contrato de 737-800, ou uns airbus, embraer ou ate bombardier….

    problemas futuros.

    Mas a avianca está fazendo muito bem..

    usou sucata para crescer, e esta investindo em renovação.

    estamos precisando é de um cia para voos internacionais, que não seja a TAM, e o governo precisa melhorar aeroportos, e eficiencia em negociação nas relações bilaterais de voo.

    • Concordo com voce sobre os 737/300 que estão com a idade um pouco avançada mas o melhor de tudo é que ainda são aeronavegaveis por isto estão voando e quanto ao consumo de combustivel, estes aviões são muito mais economicos na hora da decolagem do qualquer outro, justamente na hora em que o motor está com maior potencia.

      Então cada um tem seus defeitos e suas qualidades.

      Ex: os AIRBUS,737/700,800 e EMBRAER 190 são economicos só em voo de cruzeiro e o motor não está sob regime de takoff.

  • Pedro

    maquiar não adianta… e com certeza não vao melhorar nada…

    não há grana para investir…

    uma empresa responsvael por 67 aeroportos… impossivel

    tem é que abrir capital, e privatizar alguns aeroportos.

    • wanderson

      Sim. Tem mesmo é de abrir capital, privatizar… E preparem os bolsos em seguida porque tarifa de embarque para voos nacionais não sairá por menos de 20 dólares.

      • Pedro

        se o serviço for adequado, por que não pagar….

        eu pago 20 reais e nao recebo nada da infraero.

        e outra, o preço das taxas europeias é muito menor… ja paguei 0,70euros de taxa em aeroportos da espanha,inclusive madrid,em voo nacional.

        voos na argentina 15 pesos

        estatal so da prejuizo

        7.5 euros em voo lisboa porto

  • Oulin

    Na verdade o que dificultava a venda de aviões da Embraer dentro do Brasil eram os impostos cobrados no estado de São Paulo, o que tornava mais competitivos os aviões estrangeiros similares. Isso foi mudado um pouco antes da Azul surgir, daí toda a loucura por aviões Embraer.

    • SNME ainda hoje a Azul leva seus aviões da fabrica da Embraer primeiro para o Uruguai e então os importa, levando-os para Minas Gerais. Pois sao mais barato o importo da importação do que pagar 30% sobre o valor da aeronave aqui em SP

  • Eduardo

    Fala-se muito que a Passaredo vai receber alguns Embraer 170/175 tomare que se concretize.

  • Luis

    Nem fala Sr. As horas de voo são carrísimas. Eu to conseguindo pagar por enquanto..mas mais 30 horinhas e eu começo a quebrar, por que minha família não disponibiliza de tanta grana para investir em mim. Mas é aquilo..ta faltando PLA, CMS, CMTE, enfim, gente experiente mas o governo também não ajuda. Eu to na esperança de sair as bolsas ainda este ano, senão vo ter que parar temporiariamente. Da mesma forma que existe FIES para universitários, o governo poderia disponibilizar estes financiamentos para estas áreas, não acha?

    Mas vamo voando na medida do possível, por nao tem jeito..

    NASCEMOS COM UMA BOLHA DE AR NO SANGUE HAHAHAH

    Abração

    • Cristiano

      Qual é o custo total aproximado com cursos e horas de voo para um novato chegar até PLA? Me falaram R$ 70 MIL reais!! Eu não acreditei!!! Alguém pode informar?!

      • Luis

        É bem na base disso.

        Tudo vai depender da aeronave que tu for voar. Existem aeronaves mais baratas e outras mais caras, lógico. Se tu optar por fazer faculdade (oque pode lhe ajudar lá na frente) tende a quase dobrar. Voce faz o PP, PC e depois se quiser vira INVA até ter um bom número de horas-a não ser que o sr. tenha um bom contato dentro de uma companhia que te dê uma vaga.

  • Muito bom o post!

  • Maurício

    Teresina também, assim como muitas outras cidades por aí

  • jose valerio philipp

    Excelente matéria, com comentários e informações muito interessantes.

    Parabéns.

  • adair

    Na lista dos "Aeroclube" esqueceram do de Fernandópolis(SP).

  • Elisio Gonzaga da Si

    Espero que alguma Cia. aérea tenha interesse em atender melhor o Turismo no Pantanal,com uma rota Brasília-DF,Goiânia-Go e Corumbá-MT e vice-versa…

  • jorge panayotis

    Prezado Leo:eu moro em Gurupi TO e trabalho em Vitoria ES,mas infelizmente te digo como capixaba de coração,que o aeroporto de Goiabeiras continua a ser a maior vergonha do nosso estado,pois desde o ano 86 quando vim morar aqui (Vila Velha) o aeroporto ~e o mesmo,continua pequeno com apenas duas esteiras para entrega de bagagem e nao tem sanfonas para embarque/desembarque ,ou seja quando chove tome cada um uma sombrinha e se vire,falta vergonha em nossos politicos e finalmente liberar a construção do novo aeroporto ,(esta parada a construção faz 3 anos) um abraço

  • Luís Guilherm

    O legal é que o post está na minha ordem de preferência de linhas aéreas, da melhor pra pior, hehehe.

  • Rodrigo Pereira

    Fala Grande Léo, aproveitando a matéria institucional eu aproveito para perguntar se você tem alguma referencia de previsão de aumento dos preços das passagem áreas por conta do aumento do preço do petróleo? Tanto para viagens Nacionais quanto para viagens Internacionais. Tenho que fazer BELEM-SAO em 9/4 e voltar mais ou menos em 14/4 (U2), e estou pensando em ir de Gol e voltar de Azul(VCP), que com taxas vão dar uns 500 reias, mas ainda poderia ser menos tipo essa promo do rio que teve que era 179 ida&volta. Planejo também ir em julho para a Europa, e estou pensando em ir nessa da LAN via Chile mas pode ser que apareça uma promo melhor ainda. Em compensação pode ser que por conta do petróleo suba mais ainda. Qual sua opinião?

    .

    .

  • Voce só não houvirá barulho quando os aviões passarem a ser eletricos.

  • João Rodolfo

    As Cias. crescendo cada vez mais, fluxo de pax's também.

    Vai faltar é aeroporto.

  • Olá, não regriminando, mais a PUMA AIR segue os mesmos passos das sobras, estão com uns monstrengos e viajando normalmente, faltou colocar mais companhias na matéria. Mais muito show a explanação do assunto!

    • Leonardo Marques

      Oi William, a idéia era mostrar os crescimento da Azul, Passaredo, Avianca e Trip. Essas 4 empresas irão aumentar sua frota em mais de 50% em 2011.
      Como GOL, TAM e Webjet foram as e maiores empresas em 2010, ficaria esquisito deixá-las de fora.
      Geralmente não falo da Puma, Noar, Sete e outras porque o foco delas é muito específico, mas a medida que forem crescendo certamente irão aparecer por aqui.

  • Alvaro

    Neste carnaval, transitei pelos aeroportos de BSB, CNF e GRU… em todos eles, chamou-me a atenção a incidência de aeronaves Gol com pintura Varig… e, senão estiver enganado, equipamentos mais novos do que aqueles herdados da RG… viajo sempre e sempre observo aeronaves… mas esse aspecto não me chamava atenção… não estaria havendo uma repintura de aviões?… nesse caso, não estaria a Gol preparando alguma nova estratégia, parecida com a da TAM/Pantanal?

    • Leonardo Marques

      Alvaro, na minha opinião o que está acontecendo é o contrário… a Pantanal esta virando a nova Varig. Ou seja, nenhuma das duas empresas existe mais.
      Pode até ser que Varig um dia volte, mas por enquanto não sei de novidades.
      De fato nos últimos anos ela se desfez dos aviões mais velhos, mas ela mantém 20% da frota pintada de Varig.

  • Lauro

    Tomara que a TAM tire logo do ar esses 767, são verdadeiras sucatas, peguei o MSU na BSB x MIA, agora em março, que horror !

  • Leonardo Marques

    Oi Rodrigo, não tenho…
    Sobre o show do U2, publicamos um post na sexta que deve ser útil pra você.

  • Symmoní

    Adorei o site, muitas informações precisas e principalmente p/ mim que trabalho na aréa de turismo a pouco tempo, preciso estar sempre atualizada!