Novas regras ampliam cobertura médica dos seguros de viagem para viagens internacionais a partir de amanhã

Leonardo Cassol 25 · setembro · 2015

A partir de 26 de setembro de 2015 entram em vigor novas regras para os seguros de viagem. As mudanças ampliam a cobertura e assistência médica para os viajantes brasileiros que forem viajar para o exterior. Atualização: A Superintendência de Seguros Privados adiou hoje as mudanças por 180 dias. 

Entre as novidades, destacam-se a obrigação de cobertura completa de tratamentos médico, hospitalar e odontológico, inclusive para doenças crônicas ou pré-existentes, transporte para o hospital mais próximo e retorno do segurado para a sua residência ou ponto inicial da viagem. A assistência de viagem passa a ser um seguro de verdade, com seu funcionamento regulado e fiscalizado como tal.

A boa notícia para quem comprou seguro viagem antes da mudança e vai viajar a partir de amanhã para o exterior, é que a cobertura mais ampla estará garantida! A má notícia é que os custo dos seguros ficou mais caro com a mudança, para atender a nova regulamentação.

aeroporto_de_guarulhos-2

Até então, as assistências de viagens eram obrigadas a cobrir apenas morte e invalidez por acidente e podiam oferecer outros tipos de cobertura como opcionais. Alguns consumidores descobriam em plena viagem que não tinham direito ao ressarcimento de despesas médicas, justamente quando mais necessitaram desses serviços, informou a Susep. Outro problema que acaba com a nova regulamentação é que, ao contratar um seguro viagem, o consumidor passa a ter todas as informações necessárias sobre o produto ideal para cada caso.

Não houve nenhuma alteração em relação às viagens domésticas, ao Acordo de Schengen – cuja cobertura mínima para os países da União Europeia continua em 30 mil Euros, ou quanto às indenizações materiais para cancelamentos e atrasos de voos, extravio ou furto de bagagens, entre outros, que continuam com coberturas opcionais.

O valor da apólice deixa de ser equivalente ao total disponível para gastos e passa a ser equivalente aos gastos por episódio. As mudanças seguem a resolução 315 da Susep (Superintendência de Seguros Privados), publicada em 26 de setembro de 2014.

Autor

Leonardo Cassol - Editor Editor e especialista em programas de fidelização do Melhores Destinos.
  • Seguro de Cartão

    Ou seja. Para quem usa seguro do cartão de crédito black, nada muda, certo?

    • Alex

      Entretanto, quem usa o seguro do cartão tem de estar tem de estar “disposto” a pagar, na hora, pelos serviços médicos com o cartão, pagar a fatura desses, quando voltar ao Brasil e, em seguida, pedir o ressarcimento dos serviços prestados.

  • Alessandro

    Como ficam os seguros dos cartões de crédito nessa situação? O do Amex Platinum, por exemplo, tinha um limite para despesas médicas e hospitalares. Esse limite será mantido, por se tratar de um seguro de cartão de crédito, ou terá que se alinhar à essa nova política?

  • Fabio

    E o seguro viagem oferecido pelas bandeiras Master e Visa? Também se enquadram nessa nova regra?

  • Leonardo Azevedo

    Muito bom esse post. Parabéns MD.

  • Waltinho Nolasco

    Então, pra quem já tem viagem marcada, a dica seria comprar o seguro até hoje?

  • Mariah Rafaela Silva

    Boa notícia! Como viajo muito optei pelo BB viagem, pago um valor irrisório todo mês e tenho todas as garantias de um seguro comum. Acho que vale bastante a pena! Nunca precisei usar então ainda não há como avaliar. Se o pessoal do MD fizer uma avaliação sobre seguros (uma nova avaliação) incluam o BB seguro viagem.

    • sergio

      A cobertura é de somente R$10.000,00, por evento, nesse valor de R$6,49. Portanto, em uma viagem para os Estados Unidos por exemplo, R$10.000,00 representa o quê??

      • Da Silva

        Paga nem o traslado de ambulância.

    • Don Kalima

      Seguro de banco e de cartão é furada. O dia que precisar vc vai ver o inferno que é. Fora que 10.000 reais de cobertura não é nada, nem na Argentina vale algo, não paga nem uma noite de UTI. Seguro-viagem é com seguradoras de viagens, compradas em agências de viagens (sejam físicas ou virtuais), orientadas por profissionais do ramo ou corretores de seguro.

  • Não faz diferença. As empresas já atualizaram os preços

    • Cleusa Rabelo

      LEONARDO

      COMPREI UM SEGURO PARA EUROPA. NO CASO, COM A NOVA REGRA DA SUSEP AS COBERTURAS SERÃO MANTIDAS NA APOLICE OU NAO TERÃO LIMITE EM CASO DE NECESSIDADE?

  • gilberto

    Mas como sempre eu só quero ver na hora que precisar , eu mesmo nunca fiz pois uso o seguro do cartão, e particularmente me nego a fazer qualquer tipo de seguro, pois pelo que consta o seguro do black ou do infinity cobrem tudo na teoria também !

    • Luiz Melo

      Em março fiz uma viagem pela Europa e tive a infelicidade de perder meu passaporte em Londres em pleno aeroporto. Sou cliente platinum e descobri que o seguro n. cobre a perda do bilhete. Ao retornar para o Brasil minha mala foi extraviada e descobri também que o seguro do cartão não cobre esse tipo de serviço. Portanto fiquem atentos ao que realmente cobre os seguros do cartão.

      • gilberto

        Passaporte ou bilhete luiz ?

        • Rebeca Freitas de Reus

          Bem, ele provavelmente perdeu o voo por que não tinha o passaporte, ne?

          • Luiz Melo

            Isso mesmo Rebeca! Não pude embarcar por conta da perda do passaporte durante a passagem pelo raio x. A lição aprendida é que não viajo mais sem o seguro viagem.

    • Flavio

      Na teoria cobrem muita coisa, mas não tudo. Eu nunca confio só no seguro do cartão, sempre contrato um por conta própria.

  • Marcelo Berto

    Fiz o meu Seguro pela Mondial Assistance (Mondial Travel) para Maio/2016!!!!
    Então neste caso estarei coberto com as mudanças ou é melhor confirmar com eles?
    Observei um aumento de quase 100 reais de uns dias para cá, não sei se foi a alta do dólar ou devido as novas mudanças.

    • Pela resolução a cobertura será obrigatória a partir de amanhã

  • Numismata Jaime

    Não existe almoço grátis: cobertura amplia, o prêmio aumenta junto…

    • Adalto

      Pois é. E tem gente que chama de boa notícia simplesmente por ser uma obrigação a mais para a empresa. Não consegue enxergar a influência no mercado como um todo.

    • Jonatas Elias

      Numismata essa sua foto de perfil é de qual moeda?

      • Henry

        Jonatas,

        Este site do Banco Central tem muitas notas e moedas que já circularam no Brasil..

        http://www.bcb.gov.br/?CEDMOEBR

        Impressionante como o processo inflacionário teve como consequência uma quantidade enorme de células e moedas.

        A única vantagem disso, foi que muitos políticos puderam ser homenageados nestas notas.. e isso é bem sugestivo:

        A nota com a estampa do político sai valendo alguma coisa… depois com o tempo, ela passa a não valer nada…

        Exatamente como a carreira de muitos destes políticos. rsrs

        • Jonatas Elias

          Mesmo não valendo nada, as moedas ainda são bem vindas para colecionadores e têm um caráter histórico, já os políticos…

        • Numismata Jaime

          Meu amigo, o Barão do Rio Branco era diplomata… E nas cedulas brasileiras poucos são políticos os homenageados.

      • Numismata Jaime

        1000 cruzeiros, década de 1970, vulgo “cabeção”.

        • Jonatas Elias

          Obrigado!

      • Waldinei Braga

        É a nota de 1000 cruzeiros com o Barão do Rio Branco.

        • Jonatas Elias

          Obrigado.

  • Vivian

    Essas alterações também servem para os seguros oferecidos pelos cartões de crédito Platinum?

  • Camilo
  • Claudio

    Pois é MD também fico no aguardo de sua manifestação sobre os Cartões Platinum…..

  • Fun Dreams Viagens Personaliza

    Ainda nao atualizaram! Sou agente de viagens e acabei de cotar Travel Ace e esta no mesmo valor do pimeiro semestre!!

  • Luis Nei Jr.

    “Susep adia por 180 dias entrada em vigor de novas regras para seguro-viagem”
    [http://www.ebc.com.br/noticias/2015/09/susep-adia-por-180-dias-entrada-em-vigor-de-novas-regras-para-seguro-viagem]

  • Coelho

    Mais um raio inflacionário atingiu a cabeça do brasileiro.

  • Érica França

    Desculpe a pergunta, mas qual o motivo de usar pontos entre as letras?TOC?

    • Henry

      Erica… evitar que o analisador de censura prévia faça o bloqueio preventivo do texto…
      O MD sempre publica todos os meus textos…. não impede a publicação e nunca impediu, mas eu não acho correto que haja censura prévia… como você pode ver, no texto acima não tem nada que possa ser considerado ofensivo a ninguém… apenas postei um texto falando de uma opção de seguradora… mas, apesar disso, mesmo com os pontos, o texto teve que passar pela análise prévia do MD…muito embora eu não tenha ofendido ninguém e nem tenha acusado ninguém de ter T.O.C.

  • Hudson

    A seguradora Travel ace não vale a pena, Ja faz um ano e meio que precisei ser hospitalizado em Miami e ela ainda não fez o pagamento ao Hospital. Ja dei entrada Judicialmente. Sempre quando for viajar pesquise as empresas pela Internet.

    • Bruno Pinho

      bom saber…

  • sergio

    Olá pessoal! Li aqui que “As mudanças ampliam a cobertura e assistência médica para os viajantes brasileiros que forem viajar para o exterior. Entre as novidades, destacam-se a obrigação de cobertura completa de tratamentos médico, hospitalar e odontológico, inclusive para doenças crônicas ou pré-existentes”
    Como ficam os valores(limites) contratados de cada assistência quando se fala em “obrigação de cobertura completa de…”??

  • Tobias Vizzotto

    Mas que beleza! Comprei na Mondial segunda feira (21/09) para usar nas férias em Outubro com o valor antigo e já com um desconto promocional.

  • beto

    uma vez tive que acionar o seguro “grátis” do visa platinum. foi uma chateação. a ligação era transferida de depto para depto. nisso, acabava caindo. tinha que começar tudo de novo. como não estava passando bem, desisti e fui direto numa clínica, paguei do meu bolso. para ser justo, depois fui reembolsado no brasil, depois de preencher formulários etc… mas, comparando com as vezes que precisamos acionar um seguro viagem comprado, foi outro mundo. no caso dos seguros viagens comprados, quem atende a ligação já é a pessoa que vai resolver seu problema. nunca mais viajei sem comprar um seguro adicional.

  • Marcelo Fogaça

    Pessoal do MD, foi publicado antes desta matéria uma resolução que prorroga por mais seis meses o início da vigência das novas regras!

    Resolução CNSP Nº 329 DE 22/09/2015

  • Bianca Del Bianco

    Diferença entre seguro e assistência.

    Quando vou viajar, compro assistência da Travel Ace, pois é um complemento do cartão. Eu particularmente não viajo apenas com o seguro do cartão, pois é preciso se atentar com a apólice, muita coisa que a assistência cobre o seguro não cobre.

    Para o seguro, o procedimento se dá de forma que o passageiro deve arcar com todas as despesas necessárias em caso de imprevistos durante sua viagem e somente será reembolsado pela seguradora quando regressar ao seu país de origem.

    No caso da Assistência, o processo acontece de maneira diferente: sempre que houver alguma situação de emergência durante a viagem, o passageiro contará com um pacote de serviços e benefícios garantidos pelo seu Plano sem ter que colocar a mão no bolso.

    • Luana

      Bianca, outra coisa que as pessoas tem que se atentar é que se você tiver mais que um seguro para a mesma viagem, uma seguradora vai querer se escorar na outra.
      Eu precisei e tinha 2 assistências , uma que comprei para a viagem toda saindo de minha cidade e um que o Resort exigia.
      Machuquei o joelho no resort, e tive que brigar com os dois atendimentos,
      um queria que eu procurasse o outro, e como o Resort era em uma ilha, nenhum quis fazer meu transporte até o hospital.
      Na apólice já diz que a responsabilidade dos custos e indenizações é dividida em 50%.
      Então para você não se irritar 2 vezes, contrate a assistência de viagem apenas.

  • Eduardo Favila

    Olá. Não é bem o objeto do papo, mas existe algum seguro para “esportes radicais”?
    Eu usei o Mondial no Canadá em agosto e queria contratá-los novamente, mas eles não cobrem…
    Correrei uma maratona de montanha na Patagonia, em novembro, e posso quebrar a perna, cabeça, enfartar, essas coisas.
    A Porto Seguro queria cobrar quase 500 reais.
    Sugerem alguma?

    • Veja o worldnomads cobre varios esportes

    • Pesquisa o World Nomads!

    • luana

      Eduardo tem que ser seguro específico para competidores e em pistas regulamentadas.
      Se a pista não for regulamentada a seguradora pode até dar o socorro mas não pagará as custas.
      Um abraço.

  • Carolina

    Henri, estou nos EUA estudando por um ano e também fiz o seguro deles, é sensacional mesmo, mas uma coisa que muda com essa lei é que ele passa a cobrir doenças pré existentes, o que não cobria antes, estou certa?

  • sigma7777777

    Quem comprar um seguro hoje para viajar em junho/2016 estará na nova regra sem ter que desembolsar mais dinheiro por isso? Aliás, essa mudança é boa ou ruim?

  • sigma7777777

    Mas acho que esse aí não tem presença física no Brasil e por isso não tem que se adequar à legislação brasileira.

  • Terra

    alguem tem experiencia c/ porto seguro viagem (Mundo 365) ou Vital Card nos EUA?